2013 eventos-mostrarob-regulamento-oficial

125 visualizações

Publicada em

robos

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
125
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2013 eventos-mostrarob-regulamento-oficial

  1. 1. 1 Mostra de Robótica do Instituto Federal Sul-rio-grandense Mostra de robótica que deverá ser realizada em 26 de Setembro de 2013. Regulamento Sumário 1. A competição................................................................................................2 1.1. Participação.............................................................................................2 1.2. Inscrições (procedimentos necessários).................................................2 1.3. Os Projetos..............................................................................................3 1.4. Comissão de avaliação...........................................................................3 2. Categoria Livre.............................................................................................4 2.1. Apresentação..........................................................................................4 2.2. Critérios de avaliação..............................................................................5 2.2.1. Caderno de campo.........................................................................5 2.3. Resultado Final.......................................................................................5 3. Sensor de obstáculos..................................................................................6 3.1. Provas......................................................................................................6 3.2. Regras e avaliação..................................................................................6 4. Seguidor de linha.........................................................................................7 4.1. Provas......................................................................................................7 4.2. Regras e avaliação..................................................................................7 5. Disposições finais........................................................................................8 6. Exemplos de provas.....................................................................................9 6.1. Livre.........................................................................................................9 6.2. Sensor de obstáculos...............................................................................9 6.3. Seguidor de Linha..................................................................................10
  2. 2. 2 1. A competição A Mostrarob é uma competição que visa difundir, através da robótica, a importância de investirmos em alunos pesquisadores e projetistas para o desenvolvimento tecnológico do país. As provas e exposições serão realizadas no dia 26 de setembro de 2013, durante a semana de comemoração dos 50 anos do Curso Técnico em Eletrônica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio- grandense, campus Pelotas, onde a mesma será realizada. Dividida em três categorias com regras e critérios de avaliação diferentes, a competição terá espaço para pessoas que estão no início de seus estudos sobre robótica e também para as que já têm maiores conhecimentos sobre o assunto. 1.1. Participação Poderão participar do desafio os alunos devidamente matriculados ou que já tenham concluído algum curso tecnológico, independente do nível, em qualquer um dos institutos federais, escolas técnicas ou demais universidades, efetivamente inscritos e que respeitem as regras deste regulamento. Cada projeto poderá ser composto por no mínimo 1(um) e no máximo 3(três) integrantes e contar, obrigatoriamente, com um orientador, sendo permitido um coorientador, deixando claro que, para essas funções, o escolhido deverá ser docente, incluindo substitutos, servidor ou aluno de qualquer instituto federal, escola técnica ou universidade e que o mesmo poderá orientar mais de um projeto. É permitido aos alunos que compõem a Comissão Organizadora participar da competição, tendo em vista que os avaliadores farão parte de uma comissão totalmente independente da mesma. Não há limitações quanto ao número de projetos ou categorias para um mesmo grupo. 1.2. Inscrições (procedimentos necessários) O período de inscrições ocorrerá entre meia-noite do dia 27 de junho de 2013 até às 23h59min do dia 10 de agosto do mesmo ano. Os interessados em
  3. 3. 3 se inscrever nessa Competição deverão enviar a ficha de inscrição anexa a este edital para o e-mail: mostrarobotica@yahoo.com.br. A Comissão Organizadora confirmará através de um e-mail a inscrição dos candidatos. A partir daí será enviado para equipe um material com desenhos de circuitos e informações que podem ser usadas como base para os projetos. 1.3. Os projetos O projeto desenvolvido em dupla ou trio poderá ter como integrantes alunos do mesmo curso ou de cursos diferentes. Caberá ao(s) integrante(s) providenciar todo material necessário ao desenvolvimento, montagem e finalização do projeto, cabendo a Comissão Organizadora orientar, e até disponibilizar se possível, programas e materiais para o desenvolvimento dos robôs, desde que haja o pedido da equipe. 1.4. Comissão de avaliação Cada categoria terá suas regras, portanto cada uma terá sua própria Comissão de Avaliação. Poderá ser avaliador servidor, docente e técnico- administrativo do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IF-Sul) ou de outra instituição de ensino/pesquisa, bem como profissionais do setor público ou privado escolhidos por apresentarem conhecimento em área relevante ao desenvolvimento de projetos, produtos, marcas ou mercado.
  4. 4. 4 2. Categoria Livre Essa categoria visa receber qualquer tipo de robô, pois ela foi criada para dar total liberdade ao desenvolvedor no que diz respeito ao método e o objetivo com o qual será feito seu projeto. Porém, esse projeto deve obedecer ao tamanho do estande exposto no item 6.1 desse regulamento. O projeto deverá gerar um caderno de campo e um relatório que obedeça aos padrões da ABNT. O relatório de todos os projetos deverá ser enviado à Comissão Organizadora através do e-mail mostrarobotica@yahoo.com.br, até às 23h59min do dia 12 de setembro de 2013. Projetos que não enviarem seu relatório até esta data terão sua participação cancelada, sem direito de reclamação, tendo em vista que o mesmo é fundamental para a avaliação do projeto e devida confirmação de participação. 2.1. Apresentação Os alunos irão dispor de um estande onde deverão posicionar seu projeto e também as demais ferramentas para apresentação do mesmo, que podem ser banners, notebooks, computadores e o que mais acharem necessário. A apresentação dos projetos ocorrerá tanto para o publico quanto para os avaliadores, que estarão devidamente identificados. Durante o período de exposição os alunos jamais deverão deixar o estande sozinho, sendo obrigatória a presença de no mínimo um dos integrantes do grupo, com exceção dos projetos com apenas um integrante, onde em caso de ausência breve, deverão deixar um aviso informando que o projeto é individual. Durante apresentação para um avaliador todos os integrantes deverão estar presentes. Orientadores ou coorientadores não poderão participar da avaliação, pois o objetivo dessa categoria é avaliar o conhecimento dos alunos sobre seus projetos. 2.1. Critérios de avaliação  Problema: Definição clara do problema; Alternativas de solução relacionando com teorias e conceitos tecnológicos; Originalidade; Relevância Social.
  5. 5. 5  Elaboração do projeto/ Metodologia: Conhecimento científico e tecnológico; Materiais e métodos; Análises e interpretações de dados.  Produto/processo: Definição do produto e/ou processo; Construção do protótipo e/ou Gestão de processo; Resposta à necessidade inicial; Viabilidade técnica do projeto/Custo-benefício; Nível de Inovação/ impacto técnico-científico.  Relatório: Clareza na redação; Linguagem científica; Conteúdo.  Apresentação visual (estande): Originalidade e criatividade na apresentação; Adequação e clareza do texto; Organização do estande.  Apresentação oral: Domínio do assunto; Clareza e desenvoltura; Capacidade de síntese; Uso adequado da linguagem; Disposição para defesa do trabalho. 2.1.1. Caderno de campo O caderno de campo é a real prova de que o projeto foi realmente desenvolvido pelos integrantes do grupo. Não são atribuídos pontos a ele, porém os avaliadores poderão, a seu critério, solicitar o documento para verificações. Caso o projeto não possua um caderno de campo o grupo será penalizado com perda de três pontos, do total recebido pelo grupo. 2.3. Resultado Final Os jurados avaliarão cada projeto dando notas que variem de 0 a 10, levando em conta cada um dos critérios do item 2.1. A pontuação final será resultado da média das notas dos avaliadores. Será considerado vencedor o projeto que somar o maior número de pontos.
  6. 6. 6 3. Sensor de Obstáculos A competição é composta por duas provas, realizadas em uma pista que será padronizada a todos os competidores. Em ambas as etapas os robôs terão, basicamente, que desviar dos obstáculos presentes na pista, baseando- se na sua lógica de programação e usando os dados lidos pelos seus sensores. Ao invés de jurados, essa categoria contará com fiscais de prova que observarão a realização da prova de cada grupo e, se necessário, informarão infrações cometidas. 3.2. Regras e Avaliação Os robôs para participarem desta categoria deverão ser inteiramente desenvolvidos pelos integrantes do grupo, não sendo permitido o uso de protótipos adquiridos prontos, pois essa competição visa incentivar os participantes a desenvolverem projetos usando seus próprios conhecimentos em eletrônica, programação e mecânica. Poderá ser usada qualquer tecnologia para evitar os obstáculos, porem o robô deve evita-los sem interferência dos participantes. No que se refere a tamanhos, informamos que nossos obstáculos possuem 17(dezessete) centímetros de altura e a distância mínima entre eles será de 25(vinte e cinco) centímetros. Na primeira prova os obstáculos serão colocados de forma aleatória na pista, e o robô deverá ficar andando, livremente, por ela durante um tempo determinado sem colidir com os mesmos. Cada vez que um robô colidir com um obstáculo, será marcada uma infração resultará num acréscimo de 5(cinco) segundos no tempo final da segunda prova. Na segunda prova, será usado um labirinto, que ao longo de seu trajeto terá algumas demarcações. O robô terá um tempo limite de 10 (dez) minutos para a realização do percurso, caso ao final desse tempo o protótipo não tenha realizado a prova, o número de demarcações da qual o robô não tenha ultrapassado, será convertido em tempo que será adicionado ao tempo de realização de prova. Esse tempo será de 1(um) minuto para cada demarcação. Será declarado campeão aquele que obtiver o menor tempo ao final, em caso de empate os competidores nessa situação irão se enfrentar novamente. Lembrando que, em ambas as provas, cada equipe enfrentará o mesmo
  7. 7. 7 labirinto e os mesmos obstáculos, que serão montados no dia da competição. 4. Seguidor de Linha Esta categoria foca em participantes iniciantes, assim a Comissão Organizadora fornecerá aos participantes os arquivos com desenhos das placas a serem usadas nos robôs e uma biblioteca com funções básicas, em linguagem C para o compilador PIC C Compiler da CCS. Os participantes precisarão desenvolver apenas programação de seus projetos. 4.1. Provas O robô de cada equipe deverá seguir uma linha e executar uma serie de tarefas pré-determinadas no dia da competição pela Organização. Cada equipe terá duas horas para executar a programação da tarefa que será dada pela Comissão. Depois disso, a equipe deve demonstrar o robô funcionando. Caso necessário à equipe terá uma segunda chance com 30 minutos para reprogramar o seu robô, porém as infrações cometidas na primeira tentativa continuarão contando no tempo final. 4.2 Regras e avaliação Caso o robô saia da linha ou siga a linha errada será marcada uma infração, cada uma delas acarretara em um acréscimo de 10 (dez) segundos no tempo final da prova, caso o robô não execute ou cometa algum erro ao executar uma tarefa o tempo acrescentando será proporcional ao erro. A equipe que não seguir o padrão de placas imposto pela categoria será desclassificada, porem não fica a cargo da equipe definir a estrutura dos robôs. No final a equipe que obter o menor tempo será declarada vencedora, em caso de empate os competidores nessa situação irão se enfrentar novamente.
  8. 8. 8 5. Disposições Finais Serão consideradas vencedoras as equipes que melhor se classificarem em cada categoria. A divulgação dos resultados ocorrerá até o final do dia da exposição. Os participantes terão direito a Certificados de participação no evento e de premiação se for o caso. Os casos particulares e não previstos neste regulamento serão analisados pela Comissão Organizadora e/ou Comissão de Avaliação. A Organização não se responsabilizará por qualquer dano ocorrido aos equipamentos e materiais dos participantes, sendo destes a total responsabilidade pelo zelo de seus equipamentos e materiais. Ficará a cargo da Comissão Organizadora informar às equipes inscritas na competição qualquer alteração neste regulamento ou alguma informação adicional sobre o Desafio, o que será feito através do e-mail fornecido por cada equipe. Qualquer dúvida, sugestão ou reclamação entrar em contato pelo email, mostrarobotica@yahoo.com.br.
  9. 9. 9 6. Exemplos de Provas 6.1. Livre O estande seguirá o exemplo acima, sendo composto por duas mesas, cadeiras e um fundo de madeira. Nas laterais, a demarcação do espaço será feita no chão. O protótipo não poderá ser maior que as dimensões do estande, porem as mesas e cadeiras são opcionais. 6.2.Sensor de Obstáculos A imagem acima exemplifica a primeira prova, onde o circulo vermelho é o robô e as linhas pretas representam os obstáculos e as paredes da pista. O robô devera andar de forma aleatória. A cada colição com um obstáculo será contada uma infração.
  10. 10. 10 Na segunda prova como mostra a imagem acima, o robô devera ir do inicio ao fim do labirinto batendo o mínimo possível nas paredes, lembrando que cada colisão contará como uma infração. O pontilhado representa as demarcações expostas nas regras dessa prova. Lembrando que após os 10 (dez) minutos máximos dessa prova, as demarcações não ultrapassadas serão convertidas em tempo, de 1(um) minuto cada, que será somado ao tempo final de realização de prova. 6.3. Seguidor de linha Para exemplificar essa categoria usaremos a figura acima, onde os quadrados verdes simbolizam os obstáculos, que indicam os caminhos que não
  11. 11. 11 devem ser percorridos, os círculos vermelhos representam o robô e as setas o caminho pelo qual ele deve seguir. Neste exemplo o robô deve seguir a trajetória indicada pelas setas vermelhas, não podendo passar pelos caminhos que possuem um obstáculo, ele deve também ficar parado durante 5 segundos entre as duas demarcações de P1 e por fim parar no fim do trajeto.

×