Introdução ao Ruby on Rails (InstallFest 2006)

1.982 visualizações

Publicada em

Palestra "Introdução Prática ao Rails", apresentada na SOCIESC durante o 5º Guxlle InstallFest, em Joinville/SC (Brasil), no dia 2 de setembro de 2006 (2006-09-02) para um público de aproximadamente 40 pessoas.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.982
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução ao Ruby on Rails (InstallFest 2006)

  1. 1. Introdução ao Ruby on Rails Júlio Santos Monteiro < [email_address] > 02 de Setembro de 2006
  2. 2. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  3. 3. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  4. 4. Novas Tecnologias <ul><li>Antigamente: </li></ul><ul><ul><ul><li>Baixo poder de processamento; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Necessidade de código de “baixo” nível; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Programador é submisso à programação. </li></ul></ul></ul>
  5. 5. Novas Tecnologias <ul><li>Atualmente: </li></ul><ul><ul><ul><li>Alto poder de processamento; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Possibilidade de programação em altíssimo nível; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Programação é uma ferramenta agradável (divertida?) para o programador. </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  7. 9. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  8. 10. Cliente BD View Controller Model
  9. 11. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  10. 12. O que é Ruby? <ul><li>Desenhado por Yukihiro “Matz” Matsumoto; </li></ul><ul><li>Lançado a primeira vez em 1995; </li></ul><ul><li>Linguagem de script de código livre; </li></ul><ul><li>Comunidade ativa e “não ditatorial”; </li></ul><ul><li>Segue o “Principle of Least Surprise”; </li></ul><ul><li>Ênfase na simplicidade e elegância; </li></ul><ul><li>Altamente portável. </li></ul>
  11. 13. Algumas vantagens do Ruby <ul><li>Sintaxe simples, parcialmente inspirada por Eiffel e Ada; </li></ul><ul><li>Tratamentos de exceções assim como Java e Python; </li></ul><ul><li>100% orientado à objeto (diferentemente de Java, Python e Perl); </li></ul><ul><li>Herança única, porém com coleções de métodos (módulos); </li></ul><ul><li>Possibilidade de adicionar novas classes e modificar métodos em runtime. </li></ul>
  12. 14. Exemplo Ruby: Tudo é um objeto
  13. 15. Exemplo Ruby: Elegância é tudo
  14. 16. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  15. 17. Citação <ul><ul><li>“ Rails is a full-stack, open-source web framework in Ruby for writing real-world applications with joy and less code than most frameworks spend doing XML sit-ups.” </li></ul></ul><ul><ul><li>David H. Hansson </li></ul></ul>
  16. 18. O que é Ruby on Rails? <ul><li>Aplicação web de código livre escrito em Ruby; </li></ul><ul><li>Desenvolvido pela empresa 37Signals; </li></ul><ul><li>Utilização da metodologia MVC baseado em templates; </li></ul><ul><li>Mapeamento de dados integrado; </li></ul><ul><li>Muito menos complicado que ferramentas J2EE, porém mais complexo que PHP e Perl; </li></ul>
  17. 19. O caminho das pedras do Rails <ul><li>DRY (Don't Repeat Yourself); </li></ul><ul><li>KISS (Keep It Simple, Stupid); </li></ul><ul><li>Convention over Configuration; </li></ul><ul><li>Codificação mínima com efeito máximo. </li></ul>
  18. 20. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  19. 21. Montando uma Aplicação <ul><li>Prática </li></ul><ul><li>Aplicação para gerenciamento de computadores da Install Fest utilizando Ruby on Rails </li></ul>
  20. 22. Agenda <ul><li>Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>Web 2.0 </li></ul><ul><li>MVC </li></ul><ul><li>Ruby </li></ul><ul><li>Rails </li></ul><ul><li>Montando uma Aplicação </li></ul><ul><li>O que fazer agora? </li></ul>
  21. 23. O que fazer agora? <ul><li>http://www.rubyonrails.org/ </li></ul><ul><li>http://www.ruby-lang.org/ </li></ul><ul><li>http://www.ruby-doc.org/ </li></ul><ul><li>http://eustaquiorangel.com/ </li></ul>
  22. 24. Livros Recomendados

×