Como aplicar a Lei da Atração? Porquê que não funciona
comigo?
Como aplicar a Lei da Atração? Porquê que apesar de todo
o ...
Sacrificámos viver no nosso país e estar perto da nossa familia e amigos para procurar algo melhor, apenas
para ficarmos n...
“Almoustafa tinha estado 12 anos preso na cidade, enquanto esperava que o seu navio regressasse da
sua terra natal para o ...
A Lei da Atração apenas se manifesta quando decides sair
da tua zona de conforto
E se Almoustafa tivesse cedido ao confort...
E muitas vezes, para lidar com essa sensação de perda, agarramo-nos com rancor aos sacrificios que tivemos de fazer no pas...
A Lei do Sacrificio permite-te criar espaço na tua vida, criar as condições
certas, limpar o “entulho”, para deixares entr...
Hoje, não trocariamos POR NADA a dor que sentimos ao sair de Portugal. Não trocaria as lágrimas quando me sentia sozinha, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Como aplicar a Lei da Atração? Porquê que não funciona comigo?

234 visualizações

Publicada em

Como aplicar a Lei da Atração? Porquê que apesar de todo o Sacrifício, Dor e dificuldades que já atravessaste, ainda não tens a vida com que sonhas? Porque existe uma ligação crucial, que te vamos mostrar neste artigo, entre manifestar a Lei da Atração e a tua zona de conforto, e entra em operação outra lei que sem ela, nada é possivel, A lei do sacrificio.

Publicada em: Aperfeiçoamento pessoal
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Gostei muito dessa matéria, eu amo demais esse assunto, recomendo esse site pra todos, sempre que posso dou uma passadinha por aqui, parabéns aos administradores do site. Gosto tanto que criei até um pequeno blog, quem quizer conferir acesse: http://leidaatracaofunciona.com/
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
234
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como aplicar a Lei da Atração? Porquê que não funciona comigo?

  1. 1. Como aplicar a Lei da Atração? Porquê que não funciona comigo? Como aplicar a Lei da Atração? Porquê que apesar de todo o Sacrifício, Dor e dificuldades que já atravessaste, ainda não tens a vida com que sonhas? Tanto eu como o Filipe sabemos o quão DIFICIL é sofrer por não ter a vida que se quer e por não saber em que direcção ir para atingir a vida com que sonhávamos.
  2. 2. Sacrificámos viver no nosso país e estar perto da nossa familia e amigos para procurar algo melhor, apenas para ficarmos numa situação semelhante… só que mais longe de casa. Ouvimos falar desta noção da Lei da Atração, que afirma que existe uma ligação poderosa entre manifestares os teus sonhos e desejos (em pensamentos, palavras e ações) e atingires esses sonhos. Atrais para a tua vida de acordo com a natureza dos teuspensamentos. O que pensas, manifestas: Pensamentos positivos trazem positividade na tua vida, e pensamentos negativos trazem negatividade, certo? Então porquê que, durante anos tens tido uma imagem na tua mente do que queres para a tua vida, e sonhas com isso, e queres que isso aconteça, e esperas por esse dia, mas parece que nunca lá chegas? Porquê que a Lei da Atração não parece funcionar com a maior parte das pessoas apesar de toda a luta e sacrificio? Este exemplo fantástico fez-nos perceber porquê que, no passado, o que queriamos atrair não se manifestava, apesar de termos estado a (tentar) aplicar a Lei da Atração,procurar abundância e seguir os nossos sonhos, e ter pensamentos positivos. Esta história inspiradora ajudou-nos a entender e digerir o processo de DOR que vem com a mudança, mesmo quando ela é a mudança com que temos sonhado toda a vida:
  3. 3. “Almoustafa tinha estado 12 anos preso na cidade, enquanto esperava que o seu navio regressasse da sua terra natal para o levar para a terra com que sonhava. Quando finalmente o navio regressou, depois de 12 longos anos de espera, Almoustafa olhou para trás, para a cidade, e perguntou-se “como é que vou embora deste lugar sem largar lágrimas?” Durante anos ele sofreu naquela cidade, olhando para o mar, esperando que a sua salvação surgisse no horizonte, e agora que esse momento havia chegado, ele não se conseguia libertar daquela cidade sem mágoa, sem sofrimento.” Não é isso que todos nós sentimos? Medo de deixar o que conhecemos, mesmo quando não é o que desejamos? Medo de abrir mão do sofrimento e sacrificio que se conhece, da vida (dificil) a que já nos habituamos, do que trocar isso por algo melhor? “[Almoustafa] contemplou o seu navio a chegar com a névoa. Os portões do seu coração abriram-se, e a sua alegria voou através do mar [...], mas [...] uma tristeza assolou-o, e ele pensou [...] Longos foram os dias de dor que passei nestas muralhas, e longas as noites de solidão. [...] Demasiados fragmentos do meu espírito já deixei espalhados por estas ruas [...], já não é uma peça de roupa de dispo hoje, mas uma velha pele que eu rasgo com as minhas próprias mãos, para que uma nova possa me cobrir. [...] E, no entanto, eu tenho de embarcar. Pois, para ficar, significa congelar e cristalizar e ficar preso num molde. A voz não pode trazer a língua ou os lábios que lhe deu asas. Sozinha apenas pode procurar o éter. E sozinha apenas e sem o seu ninho pode a águia voar através dos céus.” - O PROFETA, de Kahlil Gibran
  4. 4. A Lei da Atração apenas se manifesta quando decides sair da tua zona de conforto E se Almoustafa tivesse cedido ao conforto e segurança que criara para si na cidade durante esses 12 anos de espera pelo seu sonho? Mesmo que a Lei da Atração tivesse manifestado o navio na vida dele, talvez ele tivesse perdido a oportunidade de embarcar por não querer dizer adeus às memórias da cidade que o abrigou durante tanto tempo, mesmo que fossem memórias de luta e sacrificio. Zona de conforto: Aquele “espaço mental” que dá a sensação de conforto e segurança quando nos habituamos, por exemplo, ao nosso estilo de vida, mesmo quando não é o estilo de vida que queremos. Acomodamo-nos e dizemos para nós mesmos, como prémio de consolação, “Melhor o o Diabo que conhecemos do que o que desconhecemos”. Pomo-nos confortáveis e não queremos mexer mais. Mudanças trazem desconforto, mesmo quando são mudanças positivas. A zona de conforto impede-nos de dizer adeus ao velho conforto e abraçar as mudanças com que sonhamos. O Poder de dizer Adeus e a Lei do Sacrificio Outro fator que impede a maior parte das pessoas de manifestar uma vida melhor com a Lei da Atração é que fomos todos ensinados que Sacríficio é uma perda. É algo que precisamos de fazer quando estamos nos nossos piores momentos. É associado a dor e sofrimento, ligado à luta pela vida, e por vezes até pela sobrevivência.
  5. 5. E muitas vezes, para lidar com essa sensação de perda, agarramo-nos com rancor aos sacrificios que tivemos de fazer no passado e sentimo-nos traídos pela vida, e sentimos a necessidade de nos agarrarmos ao que pudermos, senão “arriscamo-nos” a perder mais, a sacrificar mais. Mas a verdade é que sacrificio é absolutamente necessário para evoluir, para mudar de vida, para abandonar a cidade e embarcar no navio. A Lei do Sacrifício dita que sacrificio não é uma multa. É uma troca. Dás algo importante na tua vida por algo melhor ainda. Limpas a casa e deitas fora o que já não precisas para deixar entrar a mobília nova. Largas um emprego normal mas de pouco rendimento por uma profissão que te liberte a todos os níveis. Tens uma coisa em cada mão, e abres mão de uma dessas coisas para pegar em algo melhor. Dizes adeus à cidade para embarcar no navio.
  6. 6. A Lei do Sacrificio permite-te criar espaço na tua vida, criar as condições certas, limpar o “entulho”, para deixares entrar o que manifestas com a Lei da Atração – O sacrifício abre a portaque deixa entrar o que atrais. De outra forma, estagnas. Por vezes aquilo que temos que sacrificar tem significado para nós, e criamos um apegamento emocional a isso. Mas dizer adeus a alguma coisa continua a doer, mesmo sabendo que vais receber algo muito melhor em troca, e por isso é que tantos se refugeiam na zona de conforto. Ainda não compreendem a Lei do Sacrifício, o jogo da troca, e agarram-se ao que conhecem, e não ao que desejam, como uma criança que não quer dizer adeus a um velho boneco, mesmo sabendo que é para ter espaço para ter um novo. Demasiados fragmentos do meu espírito já deixei espalhados por estas ruas [...], já não é uma peça de roupa de dispo hoje, mas uma velha pele que eu rasgo com as minhas próprias mãos, para que uma nova possa me cobrir. [...] E, no entanto, eu tenho de embarcar. Pois, para ficar, significa congelar e cristalizar e ficar preso num molde. A voz não pode trazer a língua ou os lábios que lhe deu asas. Sozinha apenas pode procurar o éter. E sozinha apenas e sem o seu ninho pode a águia voar através dos céus.” Portanto, sempre que sentires medo, ou pressão, ou sofrimento, lembra-te que estás apenas a sair do ninho, estás a vestir uma nova pele, estás a embarcar no navio e a olhar para a cidade que estás a deixar para trás. Não te deixes ficar na zona de conforto que te estagna e embarca sempre nesse navio que te expande os horizontes e te faz viver a vida com que sempre sonhaste.
  7. 7. Hoje, não trocariamos POR NADA a dor que sentimos ao sair de Portugal. Não trocaria as lágrimas quando me sentia sozinha, nem o desconforto que senti num país estrangeiro (mesmo sabendo a língua!). Obrigou-nos a sair da nossa zona de conforto e ver para lá do horizonte. Ensinou-nos a despegar-nos do que já não precisamos para deixar entrar os sonhos que manifestamos todos os dias. Não trocaria por nada as saudades de estar longe por 3 anos, o choque de estar num pais estrangeiro, a incerteza e o medo quando começamos esta novaprofissão com o nosso blog de 25$. Não trocaria isso por nada. E teria feito tudo outra vez. Doeu porque estavamos a dizer adeus à vida velha, com cada passo, e libertar o passado dói. Mas esses passos trouxeram-me onde estou hoje, de volta em Portugal, a viajar, a levar o meu emprego de sonho comigo (basta ter Internet) e a fazer o que mais amo: Desfrutar da Vida e Fazer a Diferença. A que é talvez te estejas a agarrar e precises de libertar? O que é que te possa estar a impedir de manifestar a Lei da Atração na tua vida? RuteGabriel PS: Recomendo VIVAMENTE o livro que inspirou este artigo: O Profeta, de Khalil Gibran. Um livro tanto para leitura como consulta diária, uma transformação de perspectiva para cada aspecto da vida.

×