“Escola Estadual Ana Maria das Graças de Souza Noronha”




Relatório Interdisciplinar da Aula Campo Província Serrana.

 ...
Sumário


  Introdução---------------------------------------------------------------------------------- 001
  --------   ...
Introdução




      O gasoduto Bolívia-Brasil é um tipo de via de transporte de Gás Natural
que interliga a Bolívia e o B...
1. Localização e Acesso


A Serra pertence a Província Serrana localizada na propriedade Nikey, que
está situada em Cácere...
2. Geografia

  2.1 Província Serrana

  A Província Serrana é definida como um modelo de relevo de cadeias
  dobradas do ...
2.1.1 Aspectos Ambientais

        2.1.2 Um caminhar sobre as questões ambientais no mundo.

   Há algumas décadas átras, ...
3.Química

3.1 Compostos Químicos do Gás Natural

      O Gasoduto Bolívia-Brasil,é uma via de gás natural( uma mistura de...
3.1.1 Estalactites e Estalagmites




      Estalactites e Estalagmites são formações minerais que podem estar
presentes e...
9
4. Biologia

      4.1 Características Físicas da Área de estudo


   4.1.1 Vegetação

      A vegetação é composta princi...
4. Caverna


       A fauna do fundo de cavernas é caracterizada por platelmintos,
minhocas, sanguessugas,muitos crustáceo...
4. A importância dos Morcegos em cavernas

      Os morcegos podem auxiliar na manutenção da vida em cavernas
escuras.
   ...
5. Conclusão


       O intuito deste relatório de aula campo é de nos fazer conhecer um
pouco da Província Serrana sua di...
6. Referencias Bibliográficas




LOURENÇO, Márcio. Monografia, Gasoduto Bolívia-Brasil Influência do Furo
Direcional na D...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

energia solar

1.138 visualizações

Publicada em

fontes alternativas

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.138
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

energia solar

  1. 1. “Escola Estadual Ana Maria das Graças de Souza Noronha” Relatório Interdisciplinar da Aula Campo Província Serrana. Administrada respectivamente pelos professores: Márcio Lourenço Valdete Mendes Flávio dos Santos Aline da Silva Rodrigues Cáceres MT, 06 de Julho de 2009. 1
  2. 2. Sumário Introdução---------------------------------------------------------------------------------- 001 -------- 3 02 1. Localização e 0 Acesso---------------------------------------------------------------------------- 403 2.Geografia--------------------------------------------------------------------------------- 003 -------- 504 04 2.1 Província 005 Serrana------------------------------------------------------------------------- 5 2.1.1 Aspectos 006 Ambientais--------------------------------------------------------------------- 6 2.1.2 Um caminhar sobre as questões Ambientais no Brasil e no 006 Mundo-------------- 607 2.1.3 Impactos Ambientais ocasionados pelo Gasoduto na Província 0 Serrana------- 608 3.Química------------------------------------------------------------------------------------008 -------- 7 3.1 Compostos Químicos do Gás 0 Natural-------------------------------------------------- 7 3.1.1 Estalactites e 0 Estalagmites------------------------------------------------------------ 8 4. 0 Biologia---------------------------------------------------------------------------------------9 ---- 2. 0 4.1 Características físicas da Área de 9 Estudo---------------------------------------------- 0 9 4.1.1 Vegetação--------------------------------------------------------------------------------- 0 4.1.2 Fauna e Flora do Cerrado--------------------------------------------------------------- 9 4.1.3 Caverna------------------------------------------------------------------------------------ 10 1 4.1.4 A Importância dos Morcegos em Cavernas---------------------------------- 0 2
  3. 3. Introdução O gasoduto Bolívia-Brasil é um tipo de via de transporte de Gás Natural que interliga a Bolívia e o Brasil por um duto que possui 3 150 km em todo seu percurso, sendo 557 km dentro da Bolívia( Santa Cruz de La Sierra) e 2593 km em solo brasileiro, passando por vários municípios no estado de Mato Grosso, até mesmo o de Cáceres e percorrendo os estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Santa Catarina cortando 135 município. Este empreendimento teve sua construção iniciada no de 1997 e seu custo foi de 2 bilhões de dólares. Por ser uma obra muito grande iremos analisar os possíveis impactos que ela pode causar no meio ambiente; analisaremos também a fauna e a flora do Cerrado e tudo que pertence a Província Serrana. 3
  4. 4. 1. Localização e Acesso A Serra pertence a Província Serrana localizada na propriedade Nikey, que está situada em Cáceres, MT entre as coordenadas geográficas de latitude 15°55' 44''S e longitudes 57° 35' 13'' W. 4
  5. 5. 2. Geografia 2.1 Província Serrana A Província Serrana é definida como um modelo de relevo de cadeias dobradas do tipo apalachiano em franco estágio de dissecação. A Serra da propriedade Nikey possui aproximadamente 233 metros de altitude Constituindo as formas de relevo mais expressivas da área, este conjunto de serras de serras apresentam posicionamento paralelo com N 30°E/S 30° W. Sua formação é composta por formaçoẽs Araras e Raizama; entre outras.  Formação Araras: É constituído por um pacote de rochas calcárias que ocorrem no alto curso do rios Paraguai e Cuiabá. Na área da Província Serrana, é constituída por colinas e morros levemente ondulados, que se mostram alongados no sentido da estrutura regional, ocorrendo no centro de anticlinais e nos flancos sinclinais. O contato superior com a formação Raizama é tido com sendo concordante e gradacional. As estimativas quanto a espessura variam entre 500 1500 metros( Projeto RADAMBRASIL,1982).  Formação Raizama: A formação Raizama é constituída por intercalações de camadas de camadas de arenito grosseiros e conglomerados com matriz arenosa fina, média e grossa, possuindo Castor de Chert,dolomito e seixos de quartzo, litologias estas que caracterizam a passagem de transição para as rochas da unidade litoestratigráfica da Formação Sebotuba. 5
  6. 6. 2.1.1 Aspectos Ambientais 2.1.2 Um caminhar sobre as questões ambientais no mundo. Há algumas décadas átras, as questões sobre o meio ambiente não eram de suma importância; ninguém pensava que poderia haver aquecimento global, que as arvores e animais iriam se extinguir ; daí no decorrer dos anos as catástrofes ecológicas começaram a surgir, e o homem viu que precisava preservar o meio ambiente para garantir um futuro às novas gerações. Mas a problemática ambiental levanta várias contradições e oposições. Até países ricos como Japão e Suécia criticam em nota a participação transparente dos Estados Unidos contra a poluição quando são justamente eles os norte-americanos, que mais utilizaram e ainda fazem o uso dos recursos naturais do planeta de forma impensada. Inclusive este país recusou-se a assinar o Protocolo de Kioto, onde assumiram a responsabilidade de reduzir o nível de poluentes lançados na atmosfera. Fica bem claro que se a sociedade mundial não parar de agredir o meio ambiente com o desenvolvimento desenfreado e fazer uso de seus recursos naturais como se eles fossem inesgotáveis; o ser humano sofrerá severas consequências irreversíveis. 2.1.3 Impactos Ambientais ocasionados pelo Gasoduto na Província Serrana. Algumas questões relacionadas aos metódos de avaliação e análise ambiental utilizados no processo de construção e manutenção do gasoduto Bolívia-Brasil vem causando polêmicas, pois órgãos estaduais e federais não tem controle das múltiplas variáveis do geossistema. O gasoduto Bolívia-Brasil é uma obra de suma importância para o estado de Mato Grosso mas não deixa de causar impactos negativos ao meio ambiente, áreas desmatadas, riscos de erosoẽs, acidentes, entre outros impactos. Fica o apelo para que os mecanismos de estudos de impactos ambientais realmente sejem utilizados de forma adequada e consciente para tentar garantir um equilíbrio entre industrialização e o meio ambiente. 6
  7. 7. 3.Química 3.1 Compostos Químicos do Gás Natural O Gasoduto Bolívia-Brasil,é uma via de gás natural( uma mistura de Hidrocarbonetos que é um composto químico constituído por átomos de carbono C e de Hidrogênio H) encontrados no subsolo, na qual o metano(Gás Incolor, sua molécula é tetraédrica e apolar CH4 , de pouca solubilidade na água e, quando adicionado ao ar se transforma em mistura de alto teor inflamável)tem uma participação superior a 70% em volume. A composição do gás natural pode variar bastante dependendo de fatores relativos ao campo em que o gás é produzido; o gás natural é encontrado no subsolo, por acumulaçoẽs de rochas porosas,isoladas do exterior por rochas impermeáveis,ele é o resultado da degradação de Matéria Orgânica(são todos os elementos vivos e não vivos do solo que contém compostos de carbono) de forma anaeróbica oriunda de quantidades extraordinárias de microorganismos que, em eras pré-históricas, se acumulavam nas águas litorâneas dos mares da época. Essa matéria orgânica foi soterrada a grandes profundidadese, por isto, sua degradação se deu fora do contato com o ar, a grandes temperaturas e sob fortes pressões. 7
  8. 8. 3.1.1 Estalactites e Estalagmites Estalactites e Estalagmites são formações minerais que podem estar presentes em cavernas de rocha calcária. Resultam de gotejamentos que ocorrem no teto, durante muitas décadas ou mesmo séculos. As primeiras se localizam no alto e as segundas no chão, sendo essas últimas o resultado do gotejamento vindo de cima e é por tal motivo que estas formaçoẽs tendem a se unir, no decorrer do tempo, formando colunas. 8
  9. 9. 9
  10. 10. 4. Biologia 4.1 Características Físicas da Área de estudo 4.1.1 Vegetação A vegetação é composta principalmente por: Savana(Cerrado), Savana Arboréa Densa(Cerradão) Savana Aberta(Campo limpo), Savana Parque(Campo Sujo), e de Áreas desmatadas (PCBAP e Relatório de Impacto Ambiental); o clima é sub- úmido/seco. 4.1.2 Fauna e Flora do Cerrado Podemos dizer que a flora do cerrado é riquíssima, apesar de não ser totalmente conhecida poderíamos estimar a flora do bioma do cerrado como sendo constituída por cerca de 3 mil espécies, sendo mil delas do estrato arborio-arbstivo e dois mil do herbáceo-subarbustivo. Como famílias de de maior expressão as leguminosas (mimosaceae, Fabaceae e Caesalpiniceae), entre as lenhosas e as gramineas (Poaceae) e Compostos (Asteraceae) entre as herbáceas. Em termo de riqueza de espécies, esta flora deve ser superada apenas pelas florestas amazônicas e pelas florestas atlânticas. Outra característica sua é heterogeneidade de sua distribuição, havendo espécies mais típicas do cerrados da região norte, outras da região centro-oeste, outras da região sudeste, etc. Por esta razão, unidades de conservação, com áreas significativas, deveriam ser criadas e mantidas nas mais diversas regiões do domínio do cerrado, a fim de garantir a preservação do maior numero de espécies da flora deste bioma, bem como da fauna e ela associada. A fauna do Bioma do cerrado é pouco conhecida, particularmente a dos invertebrados. Seguramente ela é muito rica, destacando-se naturalmente o grupo dos insetos. Quanto aos vertebrados,o que se conhece são, em geral, listas das espécies mais frequentemente encontradas em áreas do cerrado pouco se sabendo da história natural desses animais,do tamanho de suas populações e teses sobre estes assuntos. Entre os vertebrados de maior porte encontrados em áreas de cerrado, citamos a jibóia, a cascavel, várias espécies de jararaca, o lagarto teiú, a ema, a seriema, a curiaca, o urubu caçador o urubu- Rei,araras,tucanos,papagaios,gaviões,o tatu-galinha, o tatu canastra,o tatu-de- rabo-mole,o tamanduá-bandeira e o tamanduá-mirim, o veado campeiro,o cateto, aanta.o cachorro-do-mato,o lobo-Guará,o gato mourisco e a onça -pintada. 10
  11. 11. 4. Caverna A fauna do fundo de cavernas é caracterizada por platelmintos, minhocas, sanguessugas,muitos crustáceos e insetos aracnídeos e caramujos. Os vertebrados são representados por peixes,salamandras, e morcegos.Os morcegos se refugiam na caverna durante o dia. Geralmente os animais são despigmentados e os peixes são cegos. Muitos insetos aracnídeos tem cerdas e antenas desmesuradas, não raro densamente revestidas de cerdas distribuídas pelo corpo todo. A úmidade constante é muito importante. O alimento é raro, a escuridão é completa, faltam vegetais. 11
  12. 12. 4. A importância dos Morcegos em cavernas Os morcegos podem auxiliar na manutenção da vida em cavernas escuras. Nesses ambientes, em virtude da ausência da luz solar, não se desenvolvem seres fotossintetizantes. Os morcegos saem das cavernas em busca de seus alimentos quando retornam eliminam fezes ricas em nutrientes, que se acumulam nos pisos da caverna. As fezes dos morcegos podem então alimentar animais, como certas espécies de grilos, moscas e besouros que habitam nas cavernas. Esse animais, por sua vez, podem servir de alimento para outras espécies desse mesmo ambiente como certas aranhas e centopéias. Se os morcegos abandonarem as cavernas a procura de outro local onde possam se instalar, grilos besouros, aranhas e centopéias, entre outros animais,ficam á míngua de alimentos, e a vida corre risco de desaparecer pouco a pouco nesse ambiente. 12
  13. 13. 5. Conclusão O intuito deste relatório de aula campo é de nos fazer conhecer um pouco da Província Serrana sua diversidade de animais e plantas e toda sua riqueza. E conhecer um pouco também da construção do Gasoduto Bolívia- Brasil,e por em discussão os impactos causados por ela no meio ambiente. , 13
  14. 14. 6. Referencias Bibliográficas LOURENÇO, Márcio. Monografia, Gasoduto Bolívia-Brasil Influência do Furo Direcional na Direção do fluxo subterrânea na Serra da Palmeira, Cáceres-MT, 2006. EXPLORER, Internet. Google, winkpédia , Inciclopédia Livre. ALMEIDA, Lúcia Marina de & Tércio Barbosa. Geografia Geral e do Brasil, Ensino Médoio, pág- 413. São Paulo Editora Ática 2009. 14

×