Tipos de núcleos
Núcleo do transformador monofásico
Entre vários tipos de núcleo, um dos mais usados devido ao fácil manej...
Figura 3-2: Respectivas representações da tabela 3-2
As lâminas EI devem ser construídas de modo que a largura da barra ce...
Figura 3-3 – Representação gráfica dimensional do indutor
Tabela 3-3 – Respectivas dimensões do indutor
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tipos de núcleos

1.153 visualizações

Publicada em

Nucleos Transformadores

Publicada em: Dispositivos e hardware
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.153
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipos de núcleos

  1. 1. Tipos de núcleos Núcleo do transformador monofásico Entre vários tipos de núcleo, um dos mais usados devido ao fácil manejo e montagem do transformador monofásico é o núcleo de laminação EI (semelhança das lâminas ao formato da letra E e da letra I do alfabeto). Este tipo de núcleo é o mais usado em aplicações que envolvem a corrente alternada de 60Hz e são fabricadas de ferro-silício. A laminação tem por objetivo reduzir as correntes de Foucautt provocados pelo fluxo magnético no núcleo. Usamos então esse formato para montar o transformador monofásico. Através das dimensões medidas no transformador utilizado neste projeto, podemos verificar a partir da tabela 3-2 que o modelo da laminação empregado no transformador desse projeto é o tipo EI-125. As respectivas dimensões estão apresentadas na figura 3-2. Tabela 3-2: Dimensões de modelos de lâminas EI
  2. 2. Figura 3-2: Respectivas representações da tabela 3-2 As lâminas EI devem ser construídas de modo que a largura da barra central (E – figura 3-2) seja duas vezes maior que a largura das barras laterais, para que uma vez gerado fluxo magnético, não haja dispersão de fluxo magnético e variação na densidade de fluxo magnético do sistema, não afetando a eficiência do transformador monofásico. A lâmina E desse modelo possui na sua perna certral 31,75 mm (E – figura 3-2) de largura e 47,63mm (G – figura 3-2) de altura, que será idêntico as alturas das barras laterais. As barras laterais, como dito acima apresentarão uma largura de 15,88mm (E/2 – figura 3-2) cada uma. O espaçamento entre uma barra e outra, deverá ter o mesmo comprimento da largura das barras laterais, para que o enrolamento das bobinas seja o ideal com o objetivo de se aproveitar a máxima potência do transformador monofásico. A largura da lâmina I deverá acompanhar a largura das barras laterais e os espaçamentos entre as barras. A altura é dada por 95,25mm (E*3 – figura 3-2). De acordo com a tabela 3-2, a largura do transofrmador (D – figura 3-2), deverá seguir a medida da perna central da lâmina E. Núcleo do indutor Para o núcleo do indutor, usamos um princípio distinto do núcleo do trasnformador. Ao invés de usarmos a laminação para reduzir as perdas, usamos um núcleo maciço composta pela Ferrita macia. Esse tipo de material é obtido a partir de óxido de ferro, níquel, zinco e manganês. O Ferrite possui grande permeabilidade e baixas perdas por correntes parasitas. Esse material pode operar com frequências que vão de 1 KHz a 1 GHz. As densidades de fluxo de saturação são baixas ficando na faixa de 2500 a 4000 Gauss. Devido às suas baixas perdas em frequências elevadas, esses ferrites são usados amplamente em transformadores de fontes chaveadas, indutores de filtros, amplificadores magnéticos e transformadores de corrente. Os valores dimensionais para os núcleos de Ferrite EE são dados na tabela 3-3 e suas respectivas dimensões estão dadas na figura 3-3.
  3. 3. Figura 3-3 – Representação gráfica dimensional do indutor Tabela 3-3 – Respectivas dimensões do indutor

×