Chome os

323 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
323
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Chome os

  1. 1. Google Chrome OS Sistemas OperacionaisVladimir Carlos Alves Origem: www.wikipedia.comSistema de Informação www.meiobit.com3º período
  2. 2. Google Chrome OS Google Chrome OS é um sistema operacional de Google Chrome OS código aberto baseado em Linux projetado pelo Google para trabalhar exclusivamente com aplicativos web.Desenvolvedor Google Anunciado em 7 de julho de 2009, o Chrome OSArquiteturas ARM e x86 teve um lançamento público de uma versão estávelModelo do Software Livre durante o segundo semestre de 2010, no dia 7 dedesenvolvimento Dezembro de 2010.Lançado em 2º semestre de 2010 A interface de usuário faz uma abordagemLíngua natural Multilíngüe minimalista, assemelhando-se ao navegador Chrome. O Chrome OS não estará disponível comoMercado-alvo Computadores portáteis download para instalação, em vez disso, o sistemaFamília GNU operacional só virá em hardware específico deNúcleo Linux fabricação dos parceiros do Google.Interface Google Chrome O browser será a única aplicação residente noLicença GNU GPL / Outras dispositivo, pois o Google Chrome OS é destinado aos usuários que passam a maior parte do seuEstado do Corrente tempo de uso de computador navegandodesenvolvimento na Internet. Os primeiros hardwares com o Chrome OS instalado (chamados "Chromebooks"), foram lançados em Junho de 2011.
  3. 3. Google Chrome OSHistóriaOs desenvolvedores do Google começaram a codificação do sistema operacional em 2009,inspirado pela crescente popularidade e consumo de energia mais baixos de netbooks e ofoco desses pequenos laptops no acesso à Internet.Para verificar os requisitos de marketing para um sistema operacional focado em netbook etransações via Web, a empresa não fez a costumeira pesquisa demográfica geralmenteassociada com um grande projeto de desenvolvimento de software.Em vez disso, os engenheiros utilizaram métricas mais informais, incluindo umamonitorização de padrões de utilização de cerca de 200 máquinas de funcionários Googleexecutando o Chrome OS.Em 19 de novembro de 2009, o Google lança o código fonte do Chrome OS, denominando-oProjeto Chromium OS.
  4. 4. Google Chrome OSTal como acontece com projetos de código aberto, os desenvolvedores modificam o código doChromium OS e constroem suas próprias versões.Por enquanto o código do Google Chrome OS será suportado apenas pelo Google e seusparceiros, e será executado em hardware concebido para tal.Ao contrário do Chromium OS, o Chrome OS será atualizado automaticamente para as versõesmais recentes.O revisor Serdar Yegulalp, da InformationWeek, escreveu que o Chrome OS será um produtodesenvolvido para "um nível de refinamento e um grau de integração com o hardware do hostque o Chromium OS não possui por padrão", enquanto Chromium OS é um projecto, "umabase comum da qual a obra acabada é derivada, bem como um recurso para obras derivadas".Em março de 2010 a Google informou que está sendo levado em consideração odesenvolvimento de duas versões do sistema operacional, uma versão para o consumidor euma versão empresarial.
  5. 5. Google Chrome OS
  6. 6. Google Chrome OS
  7. 7. Google Chrome OS
  8. 8. Google Chrome OSGoogle reuniu a imprensa americana em San Francisco para mostrar bastante do aguardadoChrome OS, seu sistema operacional baseado em Linux mas que roda totalmente na Internet — efora dela, graças à capacidade de trabalhar offline do HTML5.Bastante seguro e rápido, a autenticação no sistema operacional se dá através de uma GoogleAccount, logo, ao entrar, todos os seus dados tornam-se disponíveis, e o acesso a serviços daGoogle ocorre automaticamente, sem a necessidade de inserir novamente a senha.Dois projetos complementares ao Chrome OS foram revelados, o Google Cloud Print e a ChromeWeb Store. O primeiro conecta impressoras à nuvem, possibilitando a impressão direta decomputadores e smartphones independente da localização desses.Ainda está restrito ao Chrome Beta, e foi a saída encontrada pela Google para incluir suporte aimpressão universal no Chrome OS, e de quebra beneficiar vários outros dispositivos.Já a Chrome Web Store é a lojinha de Web apps para o Chrome OS que funciona, também, noChrome convencional, esse do Windows, Mac OS X e Linux, inclusive na atual versão estável(8.0.552.215).A maioria dos “aplicativos” são meros atalhos para sites, mas já há coisas bem legais.
  9. 9. Google Chrome OS
  10. 10. Google Chrome OSA exemplo do que acontece com extensões, os Web apps do Chrome também sincronizam entre múltiploscomputadores. Sua “área de trabalho” o acompanhará por todo lugar!E quanto aos netbooks com Chrome OS? A Google trabalha em parceria com Samsung e Acer, e esperadisponibilizar os primeiros modelos comerciais em meados de 2011. Há muito trabalho a ser feito até lá —suporte a dispositivos USB, por exemplo, ainda não existe. Porém, foi mostrado durante a apresentação oCR-48, modelo de testes sem marca e que dá as linhas gerais do que serão os Chrome notebooks. Veja asespecificações:•Tela de 12,1•Teclado de tamanho completo•Touchpad clicável grande•3G “modo-mundo” 3G•WiFi 802.11n•Autonomia de 8+ horas de uso ativo•Autonomia de 8+ dias em standby•Webcam para videoconferência
  11. 11. Google Chrome OSDois detalhes do modelo chamam a atenção. O primeiro é o teclado, mas não por ser do tamanho de umconvencional, e sim pelas alterações em teclas consolidadas que a Google preparou. O CAPS LOCK? Nãoexiste.Em tom de brincadeira, a Google diz que a mudança visa melhorar a qualidade dos comentários na Web, atecla Caps Lock foi substituída por uma chamada “Search”, que, você adivinhou, abre o Google (buscador).Mas se você é adepto a este modo de escrever, existe uma combinação de teclas com a mesma função doCaps Lock…Além dessa, outra mudança significativa no teclado diz respeito às teclas de função (F1-12), substituídaspor funções específicas, como colocar a janela em modo tela cheia.Alguns fabricantes de notebooks já fazem isso em modelos vendidos com Windows, e, pelo menos nosistema da Microsoft, há quem se sinta incomodado com essa quebra de paradigma — eu, por exemplo.Resta saber o quão isso afetará o uso do notebook no Chrome OS.
  12. 12. Google Chrome OSCR-48, modelo de referência dos Chrome notebooks
  13. 13. Google Chrome OSComo dito, os primeiros Chrome notebooks chegaram ao mercado na metade de 2010. Os planosda Google são ambiciosos, e focam inclusive o mercado corporativo.Como parceiros, para testar o equipamento/sistema em ambiente de produção, estão nomes comoLogitech, Kraft, American Airlines e até o Departamento de Defesa americano, um belo indício deque segurança não deve ser problema no Chrome OS.A Google garante que “existe Web apps para quase tudo”, mas será mesmo? Você aposentaria seunotebook com Windows/Mac OS X/Linux em troca de um Chrome notebook, leve, rápido e baseadona nuvem?
  14. 14. Google Chrome OSConclusão.Conclusão.Para um sistema para Netbook este é uma boa pedida, mais como estes equipamentos não forambem aceitos não vejo futuro para o chrome OS, tendo em vista também que a própria Google temoutro sistema operacional bem maduro o “Android” que pode ser adaptado para Netbook, “ProjetoAndroid x86”, deixando uma briga dentro da própria empresa.Outro fator contra o Chrome OS são os TABLET, estes equipamentos estão “tomando” e/ou“competindo” com o mercado dos Netbook, e o sistema operacional para estes equipamentosescolhido pela Google é o Android.Com a briga interna na Google e com concorrentes como windows, na versão 8 a Microsoft dizrodar em qualquer plataforma, não vejo espaço para o Chrome OS.

×