Bruno Rodrigues
•sou Consultor de Comunicação e Marketing Digital para a
Petrobras desde 1997;
• produzi o padrão brasilei...
Webwritingpara Mídias Sociais
Webwriting
Comunicação
Social
Gestão
da Informação
Dado Informação Conhecimento Inteligência
Gestão
da Informação
Dado
Informação
Conhecimento
Inteligência
Comunicação
Social
Emissor Receptor
Comunicação
Social
Emissor CONTEÚDO Receptor
Comunicação
Social
Emissor CONTEÚDO
Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE USAR
Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE USAR: EMISSÃO
. O conteúdo é novo
O conteúdo de mais de uma semana passou a ser considerado ‘passado profundo’
O usuário só vai clicar n...
. O conteúdo é empático
Vale a consistência do conteúdo apontado.
O que importa não é apenas como você escreve, mas qual o...
. O conteúdo é emocional
Um post precisa ser opinativo. O que você acha do que está sugerindo?
Há um limite entre ‘colocar...
. O conteúdo é útil
O que é útil para mim, pode não ser para você.
O que era útil ontem pode perder sua função em questão ...
. O conteúdo é perene
O antigo se desfaz pela falta de ineditismo e, por vezes, pelo prazo de validade vencido
da utilidad...
Post no twitter não é novela
Post no facebook não é panfleto
Post no instagram não é outdoor
Post no snapchat não é realit...
Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE USAR: EMISSÃO (CONCLUSÃO)
. Envolvimento é tudo
É necessário envolver-se com o universo de dados, imagens, sensações e histórias que
uma informação ...
. Descaso é o fim
A mídia social como um simulacro de repartições públicas dos anos 50.
Muitas vezes o planejamento excess...
Trabalhe com amor
Você Usuário
/leitor
/cliente
Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE CUIDAR
Comunicação
Social
CONTEÚDO Receptor
• Recepção
O que se deseja é a construção de uma relação, não um atendimento pontual.
A marca deve ser como uma bem prepar...
• Dúvida
Se não tiver a resposta e ela for importante para todos os que seguem ou frequentam o
seu perfil/fanpage, diga qu...
• Reclamação
Um usuário insatisfeito em uma rede social é capaz de iniciar um incêndio de
proporções devastadoras, arranha...
• Crise
É impossível apagar um incêndio de grandes proporções.
Seja transparente e assuma os erros.
Parte da sua marca est...
• Manutenção
Você precisa manter contato com o usuário, pois toda relação pressupõe constância.
Por que você conversaria m...
• Fechamento
O apoio dos usuários às marcas acontece espontaneamente, e por isso merece
agradecimento.
Marque uma data esp...
Trabalhe com amor
Sites x Redes Sociais
Sites
Informação fixa
Informação estruturada
Redes sociais
Informação flutuante
Informação não estruturada
Muito obrigado
a todos vocês! :-)
Bruno Rodrigues
• livro: ‘Webwriting’ [editora Atlas]
• padrão brasileiro de redação online: ‘Padrões Brasil e-Gov: Cartil...
Apresentacao wbw social_media_bhsm
Apresentacao wbw social_media_bhsm
Apresentacao wbw social_media_bhsm
Apresentacao wbw social_media_bhsm
Apresentacao wbw social_media_bhsm
Apresentacao wbw social_media_bhsm
Apresentacao wbw social_media_bhsm
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentacao wbw social_media_bhsm

148 visualizações

Publicada em

BHSM - Webwriting

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
148
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao wbw social_media_bhsm

  1. 1. Bruno Rodrigues •sou Consultor de Comunicação e Marketing Digital para a Petrobras desde 1997; • produzi o padrão brasileiro de redação online, ‘Padrões Brasil e-Gov: Cartilha de Redação Web’, para o Governo Federal (2010); • sou autor do primeiro livro em português e terceiro no mundo sobre conteúdo online, ‘Webwriting – Pensando o texto para mídia digital’ (2000), de ‘Webwriting – Redação & Informação para a web’ (2006) e de ‘Webwriting – Redação para a mídia digital’ (2014); • ministro treinamentos in company e presto consultoria em Webwriting e Arquitetura da Informação no Brasil e no exterior. Até o presente momento, já atendi 53 empresas e instituições; • sou citado no verbete ‘Webwriting’ do ‘Dicionário de Comunicação’ (Editora Objetiva, 2001); • sou titular da primeira coluna sobre Webwriting no mundo, elaborada desde 1998 e hoje veiculada na revista online ‘Webinsider’; • sou titular da coluna 'Sr. Conteúdo' - sobre informação para a mídia digital - da 'Revista iMasters', uma das publicações mais respeitadas na área de Tecnologia da Informação no país (desde 2014).
  2. 2. Webwritingpara Mídias Sociais
  3. 3. Webwriting
  4. 4. Comunicação Social
  5. 5. Gestão da Informação
  6. 6. Dado Informação Conhecimento Inteligência Gestão da Informação
  7. 7. Dado
  8. 8. Informação
  9. 9. Conhecimento
  10. 10. Inteligência
  11. 11. Comunicação Social Emissor Receptor
  12. 12. Comunicação Social Emissor CONTEÚDO Receptor
  13. 13. Comunicação Social Emissor CONTEÚDO
  14. 14. Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE USAR
  15. 15. Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE USAR: EMISSÃO
  16. 16. . O conteúdo é novo O conteúdo de mais de uma semana passou a ser considerado ‘passado profundo’ O usuário só vai clicar no link se ele for fresco, surgido agorinha, colhido da horta.
  17. 17. . O conteúdo é empático Vale a consistência do conteúdo apontado. O que importa não é apenas como você escreve, mas qual o conteúdo produzido.
  18. 18. . O conteúdo é emocional Um post precisa ser opinativo. O que você acha do que está sugerindo? Há um limite entre ‘colocar-se’ no texto de um post de mídias sociais, ou criar frases e declarações que beiram a publicidade e podem resvalar para a auto bajulação.
  19. 19. . O conteúdo é útil O que é útil para mim, pode não ser para você. O que era útil ontem pode perder sua função em questão de horas. Nem sempre um conteúdo deve procurar atender às demandas mais complexas. Olhe para o seu dia a dia: muitas vezes o que precisamos é de uma dica inteligente, de uma sugestão esclarecedora, de uma informação inesperada. Queremos receber insights que acrescentem algo aos pequenos momentos de nossas vidas.
  20. 20. . O conteúdo é perene O antigo se desfaz pela falta de ineditismo e, por vezes, pelo prazo de validade vencido da utilidade, enquanto o perene permanece, não está ‘acorrentado’ ao presente momento, sua utilidade pode ser perpetuada. Bons conteúdos sobrevivem ao ‘ficar para depois’.
  21. 21. Post no twitter não é novela Post no facebook não é panfleto Post no instagram não é outdoor Post no snapchat não é reality show
  22. 22. Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE USAR: EMISSÃO (CONCLUSÃO)
  23. 23. . Envolvimento é tudo É necessário envolver-se com o universo de dados, imagens, sensações e histórias que uma informação engloba. Sem ‘mesclar-se’ com a informação, nenhum produtor de conteúdo avança.
  24. 24. . Descaso é o fim A mídia social como um simulacro de repartições públicas dos anos 50. Muitas vezes o planejamento excessivo tira a alma das ações, e a informação fica pesada, incômoda, chapa branca.
  25. 25. Trabalhe com amor
  26. 26. Você Usuário /leitor /cliente
  27. 27. Webwritingpara Mídias Sociais: MODO DE CUIDAR
  28. 28. Comunicação Social CONTEÚDO Receptor
  29. 29. • Recepção O que se deseja é a construção de uma relação, não um atendimento pontual. A marca deve ser como uma bem preparada recepcionista no stand de uma feira: simpática, prestativa e bem informada.
  30. 30. • Dúvida Se não tiver a resposta e ela for importante para todos os que seguem ou frequentam o seu perfil/fanpage, diga quando a terá. E sem medo de mostrar que (ainda) não sabe. Cumpra o prometido: no dia e hora anunciado, esteja lá, e faça com que sua resposta seja vista por todos e especialmente por quem perguntou Não desperdice seu contato como se estivesse em canais com menos recursos.
  31. 31. • Reclamação Um usuário insatisfeito em uma rede social é capaz de iniciar um incêndio de proporções devastadoras, arranhando a imagem de uma marca para sempre. Detenha-o. Converse com ele. Controle a situação com muita informação: esta é a melhor arma.
  32. 32. • Crise É impossível apagar um incêndio de grandes proporções. Seja transparente e assuma os erros. Parte da sua marca estará para sempre queimando, em algum lugar da web, para sempre. É fato.
  33. 33. • Manutenção Você precisa manter contato com o usuário, pois toda relação pressupõe constância. Por que você conversaria mais uma vez com alguém que lhe causou problemas? Manter o contato é fato, não opção.
  34. 34. • Fechamento O apoio dos usuários às marcas acontece espontaneamente, e por isso merece agradecimento. Marque uma data especial para a desativação.
  35. 35. Trabalhe com amor
  36. 36. Sites x Redes Sociais
  37. 37. Sites Informação fixa Informação estruturada
  38. 38. Redes sociais Informação flutuante Informação não estruturada
  39. 39. Muito obrigado a todos vocês! :-)
  40. 40. Bruno Rodrigues • livro: ‘Webwriting’ [editora Atlas] • padrão brasileiro de redação online: ‘Padrões Brasil e-Gov: Cartilha de Redação Web’ • email: bruno-rodrigues@uol.com.br • blog: www.bruno-rodrigues.blog.br • twitter: www.twitter.com/brunorodrigues • facebook: www.facebook.com/brunorodrigues.fb • snapchat: brunosarod (‘4CoisasLegais’)

×