1PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPOSECRETARIA DE EDUCAÇÃODEPARTAMENTO DE AÇÕES EDUCACIONAISEMEB JOSÉ CATALDI...
2PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPOSECRETARIA DE EDUCAÇÃODEPARTAMENTO DE AÇÕES EDUCACIONAISEMEB JOSÉ CATALDI...
3I - IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAREMEB “José Cataldi”Endereço: Rua João Gerbelli nº 330Bairro Demarchi – Município de S...
43 – Histórico da Unidade EscolarA escola foi fundada por meio do Decreto Nº 14.678, de 18 de março de 2004 (publicadano j...
5A concepção de aprendizagem traz consigo questões metodológicas, de formaçãoprofissional e de identidade. Conceber a apre...
6dos alunos dos alunos. funcional domesmo.a maior parte dasatividadescontemplavamclaramente osobjetivosdesenvolvidos nodec...
7comunidadeem geralconstrução econtinuação da linhade ação comum dentroda organizaçãoescolar.referentes aocalendário anual...
8Discutimos, e analisamos constantemente tópicos do PPP e formas de articulação destasinformações com o planejamento.Ao tr...
9
10
11
12
13
14
152.2. Plano de Ação para Comunidade EscolarEntende-se que o plano de ação é um instrumento que deve ser executado, consul...
163. Equipe Escolar3.1 Professores3.1.1 CaracterizaçãoSomos professores do Ensino Fundamental comprometidos profissionalme...
17Simone Roldan SerragliaJaconisEstatutária Pedagogia - 02 anos 02 meses -3.1.2. Plano de Formação para os ProfessoresO pl...
18de texto revisadas,concedidas pordocentes da unidadeescolar (tematizaçõesde práticas);Fechamento coletivo,construindo cr...
19Análise dosresultados obtidos apartir das açõesrealizadas,buscando refletir eaprimorar a prática.3.1.3. Avaliação do Pla...
20-Aprofundar-se nasquestões de prevençãode acidentes notrabalho.3.2.3. Avaliação do Plano de FormaçãoAo avaliarmos o plan...
21Objetivos Gerais e específicos Ações Propostas (metodologia) Responsáveis CronogramaDar continuidade as discussõesdos pr...
22unidade escolar.Contribuir para a integraçãoescola comunidade na articulaçãodas ações.Participar e colaborar com as açõe...
23 Valorização do profissional da educação escolar; Gestão democrática do ensino público, na forma da lei; Garantia de ...
24História e Geografia:Objetivos principais: Investigar e intervir sobre a realidade, reconhecendo-se como parteintegrante...
25 Lei 11.645 de 10/03/2008 art. 1º que altera a LDB no art. 26A: “Nos estabelecimentos deensino fundamental e de ensino ...
26 Usar o repertório de texto de tradição oral, tais como parlendas, quadrinhas e adivinhaspara brincar e jogar; Realiza...
27LEITURA Utilização de estratégias elaboradas para reconhecimento de textos memorizados; Ajustes de leitura em textos m...
28GRANDEZAS E MEDIDAS Identificar dias da semana e meses do ano; Identificar alguns instrumentos de medidas convencionai...
29TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Leitura e interpretação coletiva de informações matemáticas contidas em imagens; Compreensão ...
30 Valorização da cultura de outros tempos e indígena;GEOGRAFIAOBJETIVOS Conhecer o ambiente escolar e suas característi...
31 Reconhecer diferenças nos ritmos, sons, estilos; Construir objetos sonoros; Experimentar sons utilizando materiais s...
32 Identificar algumas regularidades ortográficas; Preocupar-se com a diminuição das marcas de oralidade nas produções;...
33 Gradativa diminuição das marcas de oralidade, repetição de conectivos: e, daí, aí, e, etc...na linguagem escrita; Obs...
34 Compreensão das características do sistema de numeração decimal ( números compostospor até quatro ordens); Leitura, e...
35 Orientar seu comportamento de modo favorável à promoção da saúde no que se refere àalimentação e a higiene pessoal; C...
36 Conhecimento de algumas tecnologias domésticas e outras que se referem às interaçõesentre as pessoas como o rádio, TV,...
37OBJETIVOS Conhecer e apreciar diferentes modalidades de artes visuais, por meio do contato comreproduções; Experimenta...
38ESCRITA Reescrever e produzir textos dos gêneros previstos para o ciclo, utilizando a escritaalfabética, preocupando-se...
39adequados à linguagem escrita; Revisão do próprio texto com orientação, utilizando rascunhos como recurso para organiza...
40NÚMEROS E OPERAÇÕES Apropriação de repertório que compreenda números compostos por até cinco ordens; Leitura, escrita,...
41 Coleta de dados, informações e elaboração de formas para organizá-los em gráficos decoluna e setores; Elaboração de l...
42semelhanças e diferenças culturais; Pesquisa em diversos materiais sobre a cultura africana (danças, culinária, vocabul...
43 Pesquisa em diversos materiais sobre brincadeiras de origem africana; Participação em brincadeiras de origem africana...
44ESCRITA Reescrever coerentemente textos narrativos; Aprimorar organização do texto em parágrafos; Utilizar adequadame...
45irregularidades (inclusive as de acentuação); Uso do dicionário; Aprimoramento no emprego da concordância verbal e nom...
46 Adição com reagrupamento, Subtração com recurso, Multiplicação com dois algarismos nomultiplicador e Divisão com dois ...
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
PPP 2013 da EMEB José Cataldi
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PPP 2013 da EMEB José Cataldi

1.781 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.781
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
454
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PPP 2013 da EMEB José Cataldi

  1. 1. 1PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPOSECRETARIA DE EDUCAÇÃODEPARTAMENTO DE AÇÕES EDUCACIONAISEMEB JOSÉ CATALDIPPPPPPPPRROOJJEETTOO PPOOLLÍÍTTIICCOOPPEEDDAAGGÓÓGGIICCOO22001133
  2. 2. 2PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPOSECRETARIA DE EDUCAÇÃODEPARTAMENTO DE AÇÕES EDUCACIONAISEMEB JOSÉ CATALDISUMÁRIOI. IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR...............................................................................031. Quadro de Identificação dos Funcionários........................................................................032. Quadro de Organização das Modalidades........................................................................053. Histórico da Unidade Escolar............................................................................................05II. CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA....................................................................................................06III. ANÁLISE E REFLEXÃO DAS AVALIAÇÕES REALIZADAS PELA EQUIPE ESCOLAR NOANO DE 2012..................................................................................................................................07IV. CARACTERIZAÇÃO E PLANO DE AÇÃO PARA OS SEGMENTOS DE ATUAÇÃO DAESCOLA..........................................................................................................................................091. Caracterização da Comunidade........................................................................................092. Comunidade Escolar.........................................................................................................092.1. Caracterização....................................................................................................092.2. Plano de Ação para a Comunidade Escolar.......................................................152.3. Avaliação............................................................................................................163. Equipe Escolar..................................................................................................................173.1. Professores.........................................................................................................173.1.1 Caracterização........................................................................................173.1.2 Plano de Formação para os Professores...............................................183.1.3 Avaliação do Plano de Formação...........................................................203.2 Funcionários.........................................................................................................203.2.1 Caracterização........................................................................................203.2.2 Plano de Formação dos Funcionários....................................................203.2.3 Avaliação do Plano de Formação...........................................................214. Conselhos.........................................................................................................................214.1. Conselho de Escola............................................................................................214.1.1. Caracterização do Conselho de Escola ................................................214.1.2. Plano de Ação do Conselho de Escola.................................................214.1.3. Avaliação Plano de Ação do Conselho de Escola................................225. Associação de Pais e Mestres........................................................................................225.1. Caracterização..................................................................................................225.2. Plano de Ação da APM.....................................................................................225.3. Avaliação...........................................................................................................23V. ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO PEDAGÓGICO...........................231. Objetivos...........................................................................................................................232. Levantamento dos Objetivos e Conteúdos por Área de Conhecimento..........................243. Rotina................................................................................................................................694. Avaliação das Aprendizagens dos Alunos........................................................................724.1. Ensino Fundamental...........................................................................................725. Acompanhamento dos Instrumentos Metodológicos........................................................736. Ações Suplementares.......................................................................................................736.1. A.E.E. – Atendimento Educacional Especializado.............................................736.2. P.A.A. – Plano de Apoio a Aprendizagem.........................................................75VI. CALENDÁRIO ESCOLAR HOMOLADO..................................................................................76VII. REFERÊNCIAS.........................................................................................................................76VIII. ANEXOS..................................................................................................................................77
  3. 3. 3I - IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAREMEB “José Cataldi”Endereço: Rua João Gerbelli nº 330Bairro Demarchi – Município de São Bernardo do Campo – São PauloCEP. 09820-380Telefone: (0XX11) 4396-8209 / 4347-8702 / 4396-8390E-mail: jose.cataldi@saobernardo.sp.gov.brBlog: http://emebjosecataldi.blogspot.com.brCIE: 082417Diretora: Márcia da Silva RochaProfessor de Apoio à Direção: Lílian Arraiol Villa BartkeviciusCoordenadora Pedagógica: Cláudia do Espírito SantoOrientadora Pedagógica: Sandra Regina Brito de MacedoAssistente Social: Telma de Cássia B. DemarchiFonoaudióloga: Monica Guedes Carvalhaes de SouzaPsicóloga: Maria Aparecida Rocha SilvaFisioterapeuta: Êmila Stender de OliveiraModalidade de Ensino: FundamentalPeríodos e Horários de Funcionamento da Unidade Escolar: Período Manhã: das 7h00 às 12h00 Período Tarde: das 13h00 às 18h00 Secretaria: das 7h00 às 18h001- Quadro de Identificação dos Funcionários2- Quadro de Organização das ModalidadesPeríodoAgrupamentoAno/cicloTermoTurma ProfessoraTotal dealunos porturmaTotal dealunos porperíodoManhã1º Ano Inicial A Aparecida de C. Casagrande 27187*3º Ano Inicial A Rosemeire Nunes Lucero 303º Ano Inicial B Dulcinéia Azanha de Souza 273º Ano Inicial C Juliana Meire Longo 241º Ano/Ciclo II A Marisa Ramos Dias 282º Ano/Ciclo II A Maria Cristina Nunes 272º Ano/Ciclo II B Sandra Benedita Morassi 24Tarde1º Ano Inicial B Gislaine Rodrigues do Nascimento 32232*2º Ano Inicial A Juliana Cinti Cunha Matos 322º Ano Inicial B Antonia Regilania Roseno de Oliveira 323º Ano Inicial D Simone Roldan Serraglia Jaconis 293º Ano Inicial E Luíza Islamar Alves Beserra de Morais 301º Ano/Ciclo II B Márcia Regina Neves Correia 261º Ano/Ciclo II C Célia Harumi Tagawa Cavalcante Barros 242º Ano/Ciclo II C Priscila Ribeiro Reis Araújo 27*Data base: 13/03/2012
  4. 4. 43 – Histórico da Unidade EscolarA escola foi fundada por meio do Decreto Nº 14.678, de 18 de março de 2004 (publicadano jornal Notícias do Município de 19/03/2004, página 03), após o Convênio de ParceriaEducacional Estado-Município para o Ensino Fundamental.A Prefeitura de São Bernardo do Campo, por meio da Secretaria de Educação e Cultura,realizou no dia 05 de março de 2004 uma Cerimônia de Assinatura de Ordem de Serviço paraConstrução da Escola Municipal de Educação Básica do Jardim Andréa Demarchi.No início das atividades, em 16 de janeiro de 2004, a escola utilizava o espaço físicocedido pela Escola Estadual Maria Regina Demarchi Fanani, haja vista que aguardávamos aconstrução do prédio. Os primeiros alunos vieram por transferência desta mesma escola.Em 1º de setembro do ano de 2005 a escola ficou pronta e então houve prosseguimentodas atividades em prédio próprio.Durante o ano de 2005, desenvolvem-se trabalhos tendo como principal objetivo eleger opatrono da Biblioteca Escolar Interativa. Após um mês de informações, discussões e consultas acomunidade, foi denominada Biblioteca Escolar Interativa Mauricio de Sousa.Em 21 de agosto de 2006 a escola foi inaugurada juntamente com o Laboratório deInformática e a Biblioteca Escolar Interativa Maurício de Sousa.Em 2007 a escola sede espaço para uma sala de Educação de Jovens e Adultos (dia) eem 2008 recebe o Projeto Piloto da Secretaria Municipal de Educação, denominado ALTER 14vinculado ao Ensino Fundamental e continua o atendimento a uma sala de Educação de Jovens eAdultos (dia). Neste mesmo ano o projeto é finalizado.A Unidade Escolar foi denominada pela câmara de vereadores de São Bernardo do Campoatravés da aprovação da Lei 5671 de 23 de abril de 2007, publicada no jornal Notícias doMunicípio de 27 de abril do mesmo ano como “José Cataldi”. Nosso patrono nasceu no dia 23 desetembro de 1927, em São Paulo.No ano de 1951, mudou-se para São Bernardo do Campo, foi casado com a senhoraAdelaide Charme Cataldi, desta união nasceu Sonia Regina Cataldi Gonçalves.Faleceu no dia 23 de setembro de 2004.A quadra da escola foi coberta em 2008, após repasse financeiro da Secretaria deEducação para a Associação de Pais e Mestres da EMEB José Cataldi. A obra foi entregue aosalunos no inicio do ano letivo de 2009.Em 2011 a APM da EMEB José Cataldi deliberou pela transformação da sala de usomultifuncional em sala de artes. No 1º semestre de 2012 os alunos já puderam usufruir desteespaço.Em 2012 no 2º semestre, teve inicio a intervenção na quadra da escola para readequaçãoe pintura, estendendo-se até o 1º semestre de 2013.II. CONCEPÇÃO PEDAGÓGICAPartimos da premissa de que o aluno/criança é um sujeito em formação, que temnecessidade de brincar e de ter algumas responsabilidades de acordo com sua faixa etária noâmbito familiar e social, dentre estas primordialmente deverão reconhecer a importância deestudar.Assim, entendemos que o papel da escola é educar para o convívio social, a reflexão, osenso crítico, para o desenvolvimento de aptidões, do senso de pesquisa e para o exercício plenoda cidadania. A construção de uma escola depende de toda comunidade escolar, com clareza depapéis, de objetivos e responsabilidades do processo educacional.A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional consolida e amplia o dever do poderpúblico para com a educação em geral e em particular com o ensino fundamental. Assim, vê-seno art.22 dessa lei que a educação básica, da qual o ensino fundamental é parte integrante, deveassegurar a todos “a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhes meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores”.
  5. 5. 5A concepção de aprendizagem traz consigo questões metodológicas, de formaçãoprofissional e de identidade. Conceber a aprendizagem é ter como foco o direito de aprendizagemdo educando e a clareza da ação intencional por parte do professor. Proporcionando situaçõescontextualizadas, bons modelos, estratégias/recursos lúdicos, atividades em grupos eintervenções pontuais.O ritmo individual e os interesses do educando se traduz em uma abordagem cultural onde oeducador “age como mediador entre a criança e a cultura”. A escola propicia momentos dediscussões permanentes sobre o atendimento à diversidade, não se esquecendo da reflexãosobre a prática, visando ações posteriores para seu aprimoramento, buscando igualdade deoportunidades educacionais a todos e garantindo o pleno exercício da cidadania.A relação professor-aluno é essencial e permeia todo o processo pedagógico da construçãodo conhecimento. Considera o respeito ao ser humano, a diversidade, a divergência de opiniões,em uma postura ética, investigativa, de troca reflexiva e crítica.A relação diária com os membros da comunidade escolar é enriquecida atentando aosobserváveis trazidos, transformando-os em contribuições para o aprimoramento do trabalhodesenvolvido pela escola. A escola busca a participação da comunidade, construindo assim umarelação de confiança e reflexão contínua.III. ANÁLISE E REFLEXÃO DAS AVALIAÇÕES REALIZADAS PELA EQUIPE ESCOLAR NOANO DE 2012No final do ano letivo de 2012 realizamos reavaliação das dimensões que indicavamnecessidade de qualificação do trabalho da escola. Explicitaremos nos quadros a seguir osindicativos que nortearão nosso trabalho em 2013.DIMENSÃO: PRÁTICA PEDAGÓGICA E AVALIAÇÃOIndicadores Ações Análises Evidencias Indicativos para2013Planejamento Necessidade de umarevisão cuidadosa erealização de ajustes,buscando linearidade eampliação do repertóriodo aluno conforme omesmo for efetivandoseu percurso educativo.Necessidade de umarevisão cuidadosae realização deajustes, buscandolinearidade eampliação dorepertório do alunoconforme o mesmofor efetivando seupercurso educativo.Mudançassignificativasnosplanejamentosforamobservadas.Darcontinuidade, noque se refere àimplementaçãodos planosanuaismodificados,sugerindoavaliação dotrabalhodesenvolvido noano letivo de2012, para quepossamosrealizar no iníciode 2.013pequenasalterações quese fizeremnecessárias.Formasvariadas etransparentesde avaliaçãoPercebemos a necessidadede estabelecer critériosúnicos para elaboraçãofuncional dos portfóliosAnálise/orientaçõesdos portfólios dosalunos no quetange construçãoHouve oconhecimento eaplicação,considerando queDarcontinuidade,considerandoque muitas das
  6. 6. 6dos alunos dos alunos. funcional domesmo.a maior parte dasatividadescontemplavamclaramente osobjetivosdesenvolvidos nodecorrer dotrimestre.ações propostasnão foramefetivadas.DIMENSÃO: ENSINO E APRENDIZAGEM DA LEITURA E ESCRITAIndicadores Ações Análises Evidencias Indicativospara 2013Atenção aoprocesso dealfabetizaçãoUtilização deagrupamentos eestratégiasdiferenciadas quepermitam inserção deatividadessequenciadas noplanejamento quecontemplem asdiversas hipóteses deescrita econsequentementeavanços dos alunos.As análises/discussões terãocomo referencialteórico: material doLer e EscreverUtilização deagrupamentos eestratégiasdiferenciadasque permitaminserção deatividadessequenciadas noplanejamentoque contemplemas diversashipóteses deescrita econsequentementeavanços dosalunos.As análises/discussões terãocomo referencialteórico: materialdo Ler eEscreverReuniões emmomentos distintoscom cada grupo deano/ciclo,contemplando aanálise/elaboração deestratégias focandoavanços em relação àshipóteses de escritados alunos.Daremoscontinuidadeaos trabalhosdesenvolvidos eacrescentamosa necessidadede mensalmen-te promovermosencontros comdocentes,apontandoaqueles alunosque no decorrerdo período nãoapresentaramavanços no quese refere àhipótese deescrita.DIMENSÃO: GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICAIndicadores Ações Análises Evidencias Indicativos para2013ConselhosEscolaresatuantesCapacitação atravésde reuniões com adiretora e PAD.Discutir com acomunidadeescolar aimportância daparticipação paraodesenvolvimentointegral dasações dentro daU.E.Ainda há poucaparticipação dosenvolvidos.Há necessidadede participaçãoefetiva.Participaçãoefetiva deestudantes,pais, mães eDiscutir com acomunidade escolar,tendo-a comoresponsável pelaPlanejar com acomunidadeescolaratividadesHouve poucamelhora naresposta aoschamados daAprimorar aparticipação dacomunidadeescolar.
  7. 7. 7comunidadeem geralconstrução econtinuação da linhade ação comum dentroda organizaçãoescolar.referentes aocalendário anual,Festa Brasileirae Mix Cultural.escola para quea participação dacomunidade seefetive.DIMENSÃO: FORMAÇÃO E CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DA ESCOLAIndicadores Ações Análises Evidencias Indicativos para2013Formaçãoinicial econtinuadaNecessidade dediscussão sobre assituações diáriasda escola e dasrelações com osalunos.Investir mais naformaçãosistematizadados profissionaisda escola.A avaliação realizada em parceria com a OP evidenciou elementos comuns aos que forammencionados nos quadros.IV. CARACTERIZAÇÃO E PLANO DE AÇÃO PARA OS SEGMENTOS DE ATUAÇÃO DEESCOLA1. Caracterização da ComunidadeO bairro Demarchi é conhecido pela gastronomia, com muitos restaurantes tendo comoespecialidade, frango com polenta, que remonta dos anos 40, quando viajantes a caminho deSantos, paravam no bairro e comiam estes pratos, servidos ainda na casa da família Demarchi.A escola tem como referência à Avenida Maria Servidei Demarchi. O comércio local édiversificado, atendendo às necessidades dos moradores.Ao lado da nossa escola encontra-se a Escola Estadual Maria Regina Demarchi Fanani, queatende alunos de Ensino Fundamental e Médio. Próximo à escola temos ainda a Escola Municipalde Educação Básica Pedro Morassi que atende alunos de Educação Infantil e uma UnidadeBásica de Saúde que atende a comunidade.O bairro conta com uma “quadra comunitária” e um “campinho” de futebol, que é poucoutilizado para o lazer das crianças devido a sua situação precária de conservação.Encontra-se no bairro a Igreja de Santa Maria, construída em terreno doado pela famíliaDemarchi e inaugurada em 1954, que teve o imóvel constituído da capela tombada pelo Decretonº. 8679 de 16 de janeiro de 1987, assim fazendo parte do patrimônio histórico da nossa cidade.2. Comunidade Escolar2.1. CaracterizaçãoCom base em pesquisa nas fichas de levantamento de dados, preenchida pelosresponsáveis no ato da matrícula, podemos observar que a comunidade escolar, praticamente emsua totalidade, é proveniente da região Sudeste, que a maioria dos nossos alunos mora em outrosbairros. No momento da matricula muitos responsáveis relatam que acreditam no trabalhorealizado por esta Escola Municipal de Educação Básica.Com relação à informação, muitos têm acesso a jornais, computadores, livros e gibis, aescola procura aproveitar esses conhecimentos para planejar situações nas quais eles possamcolocar em jogo todo o seu saber e ampliar ainda mais seus conhecimentos.Quanto ao tipo de lazer, observa-se que, uma minoria frequenta parques e clubes, dadosestes bastante relevantes para que a escola, dentro das possibilidades, organize e proporcione ocontato de nossos alunos com estes locais.
  8. 8. 8Discutimos, e analisamos constantemente tópicos do PPP e formas de articulação destasinformações com o planejamento.Ao traçar o perfil da comunidade, analisamos as informações das 387 fichas de levantamentode dados apresentados nos gráficos abaixo:
  9. 9. 9
  10. 10. 10
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. 13
  14. 14. 14
  15. 15. 152.2. Plano de Ação para Comunidade EscolarEntende-se que o plano de ação é um instrumento que deve ser executado, consultado evalorizado como uma fonte de inspiração, para que se possam construir outros instrumentos deapoio ao desenvolvimento educacional.JustificativaObjetivosGerais e específicosAções Propostas(Metodologia)ResponsáveisPrazo/PeriodicidadeConsiderando aimportância daparticipação dacomunidade escolarpara o aprimoramentodo trabalhodesenvolvido pelaescola e a necessidadede maior envolvimentodos membros,planejamos as açõesdescritas.Discutir com acomunidade escolarquanto à importância daparticipação para odesenvolvimentointegral das açõesdentro da U.E.Fortalecer a parceriacom a comunidadeescolar.Planejar com acomunidade atividadesreferentes ao calendárioescolar.Discutir e encaminharcom a comunidade asnecessidades e praticasda escola.APM eConselho EscolarAnual.Devido à procura dacomunidade por umhorário para utilizar ocomputador pararealizar trabalhos eatividades pessoais,disponibilizamos umhorário destinado aacesso livre.Promover a inclusão e oacesso digital atravésde oficinas e horários deacesso livre queatendam asnecessidades daclientela;Promover o uso comautonomia de algunsrecursoscomputacionais;Proporcionar acesso aosdiversos programasinstalados nocomputador;Proporcionar acesso àinternet (pesquisa ecomunicação).PAPE Elaine SilvaRocha SobreiraDurante o ano letivo de2013Terça-feira - 17:40 às18:40h – Acesso livre.Devido à procura dacomunidade (ex-alunos)por cursos relacionadosa projetos jádesenvolvidos naunidade escolar,disponibilizamos umhorário destinado aoficinas que atenda estademanda.Promover o uso comautonomia de algunsrecursoscomputacionais;Oferecer a oportunidadede ser autor e criador derecursos, imagens,vídeos ou jogos,utilizando recursosdiferenciados docomputadorPossibilitar a utilizaçãodo computador comrecursos que vão alémdo consumo deinformações na internete a simples digitação dedados.Proporcionar acesso aosdiversos programasinstalados nocomputador;Utilizar aplicativos deprogramação, edição devídeos, imagens, entreoutros;Publicação de conteúdosna internet.PAPE Elaine SilvaRocha SobreiraTurmas: Quarta-feira –11:00 às 12:00h -Oficinas2. 3. AvaliaçãoO comprometimento com a comunidade e dela com a escola é necessário para efetivamentepromover um trabalho ordenado e significativo. Portanto, é preciso uma avaliação no final daação, registrando pontos positivos e negativos, analisando também se as ações estão de acordocom a realidade da escola. As avaliações norteadoras para as novas ações apontaram para anecessidade de maiores investimentos na aproximação dos pais e da escola. A participação e ocomprometimento de todos ainda é um desafio.
  16. 16. 163. Equipe Escolar3.1 Professores3.1.1 CaracterizaçãoSomos professores do Ensino Fundamental comprometidos profissionalmente, atuando deacordo com nossas atribuições e responsabilidades. O grupo se dispõe a acolher e ajudar,adotando a postura de socializar trocas com o objetivo do aprimoramento da prática pedagógica.Nossa preocupação está centrada na aprendizagem. Almejamos a ascensão profissional nacarreira do magistério.Acreditamos no trabalho em equipe, em uma relação pautada na afinidade. Elencamoscomo prioridade a viabilização da prática pedagógica, da formação docente prevista dentro dajornada de trabalho.Temos a expectativa de reconhecimento profissional e de um bom plano de carreira.PROFESSORESNomeSituaçãofuncionalEscolaridadeTempo naPMSBCTempo naescolaObservaçãoGraduação Pós-GraduaçãoAntonia Regilania Rosenode OliveiraEstatutária Letras - 01 ano 02 meses -Aparecida de C.CasagrandeConveniadaPedagogia- 13 anos 05 anos -Aurora Fernandes BritoMunhozCLTPedagogiaEducaçãoInclusiva05 anos 02 meses -Célia Harumi TagawaCavalcante BarrosEstatutária Pedagogia - 21 anos 08 anos02 matrículas naredeCristiane Moro CLTPedagogia- 12 anos 08 anos02 matrículas naredeDulcinéia Azanha deSouzaConveniadaMagistérioSuperior- 13 anos 08 anos -Elaine Silva RochaSobreiraEstatutáriaPedagogia eCiênciasSociaisTecnologiasInterativasAplicadas àEducação14 anos 04 anos PAPEGislaine Rodrigues doNascimentoEstatutáriaPedagogiaEducaçãoEspecial02 anos 02 meses -Juliana Cinti Cunha Matos Estatutária Pedagogia - 02 anos 02 meses -Juliana Meire Longo Estatutária PedagogiaPsicologia(em curso)04 meses 04 meses -Karen Cristina de F. Perez EstatutáriaPedagogiaSupervisãoEscolar e Ed.Espec. Def.Intelectual03 anos 03 anosTrabalha narede de outromunicípioLuíza Islamar AlvesBeserra de MoraisEstatutáriaPedagogia- 01 ano 02 meses -Márcia Regina NevesCorreiaCLT Pedagogia - 06 anos 04 anos -Maria Cristina Nunes EstatutáriaPedagogia- 10 anos 08 anosTrabalha narede de outromunicípioMarisa Ramos DiasEstatutáriaPedagogiaEspecializaçãoem EnsinoFundamental14 anos 08 anos -Miriam Silva AngeloEstatutária PedagogiaEspecializaçãoInclusiva10 anos 02 meses -Priscila Ribeiro ReisAraújoEstatutáriaLetras ePedagogiaPsicopedagogia eGestão Escolar05 anos 02 meses -Rosemeire Nunes Lucero EstatutáriaPedagogiaViolênciaDoméstica ContraCriança eAdolescente21 anos 05 anosTrabalha narede particularSandra Benedita Morassi Conveniada Pedagogia - 09 anos 09 anos -
  17. 17. 17Simone Roldan SerragliaJaconisEstatutária Pedagogia - 02 anos 02 meses -3.1.2. Plano de Formação para os ProfessoresO plano de formação deverá contemplar necessidades docentes com o intuito de propiciarreflexos na aprendizagem das crianças, dentro do tempo disponibilizado para tal e tentandoatender as demandas internas e externas, organizamos a seguir assuntos distintos e agrupadosde maneira que consideramos pertinente e que viabilizasse o maior atendimento possível ao quefoi exposto enquanto necessidade formativa.Justificativa Objetivos geraise específicosAções propostas(Metodologia)Responsáveis CronogramaA partir da apreciação dosplanos de ação semanais eatividades trazidas paraanálise nos Conselhos deano/ciclo, constatamos anecessidade deinstrumentalizar docentes,favorecendo planejamentode sequências didáticasvisando produções deautoria de determinadosgêneros discursivos.Melhorar qualidadedas produções deautoria dos nossosalunos;Instrumentalizardocentes para queaperfeiçoem aprática pedagógica;Reconhecer etapasimprescindíveispara a produção deautoria de gênerosdiscursivos;Apreciar boaspráticas efetivadasna unidade escolar,tendo-as comoreferências para odesenvolvimento dotrabalhopedagógico;Análise da práticapedagógica atravésdo plano de açãosemanal, conversasagendadaspreviamente,apreciação dasproduções dosalunos, observaçãoem sala de aula.Oferta deestratégias/recursospossíveis que visamaprimoramento daprática;Socialização depráticas docentes,selecionadaspreviamente deacordo com aqualidadeapresentada pelosalunos nas produçõesde autoria;CP Claudia No decorrer do ano letivo, CPorganizará encontrosagrupando docentes queatuam no mesmo ano ciclo,buscando situar ações/etapasrealizadas e a partir daíauxiliar através decontribuições que visamsuplementar trabalhorealizado.Dando prosseguimento aodesenvolvimento de açõesque favoreçam oplanejamento de sequênciadidática, visando produçõesde autoria de determinadosgêneros discursivos esabendo dasespecificidades da revisão,trataremos cuidadosamentedesta etapa.Melhorar qualidadedas produções deautoria dos nossosalunos;Instrumentalizardocentes para queaperfeiçoem aprática pedagógica;Reconhecerestratégias/procedimentos/recursosnecessários para aefetivação darevisão textual;Apreciar boaspráticas efetivadasna unidade escolar,tendo-as comoreferências para odesenvolvimento dotrabalhopedagógico;Introdução àtemática,socializando osprocedimentospresentes naspráticas docentesdesta unidadeescolar, nosdiferentes anos dosciclos;Estudo dereferenciais teóricosque embasarãoprática;Planejamento domomento de revisãotextual,complementando otrabalho outroradesenvolvido a partirdo estudo realizado;Apreciação ediscussão a partir defilmagens, produçõesCP Claudia 5 HTPCs
  18. 18. 18de texto revisadas,concedidas pordocentes da unidadeescolar (tematizaçõesde práticas);Fechamento coletivo,construindo critérios eetapas fundamentaispara o trabalho derevisão textual,elaborado a partir dasequência formativadesenvolvida e quedirecionaráplanejamentosposteriores.Nos Conselhos de ano/ciclo,constatamosfrequentemente avaliaçãoinsatisfatória dos alunos noque se refere ao solucionarsituações-problemapropostas, envolvendo asquatro operaçõesfundamentais. Buscandominimizar tais dificuldades epotencializar ação docente,optamos por uma sequênciaformativa atendendo a estatemática.Aprimorar prática;Analisar e refletir, apartir de atividadeselaboradas,aplicadas eselecionadas poramostragem, ocomo as criançaspensam aoresolveremsituações-problema;Selecionarintervenções/propostas que favoreçamavanços a partir dosobserváveisrealizados;Construir critérios/etapas queembasarãoplanejamentosposteriores;Definir metas aseremcontempladas emcada ano/ciclo.Socialização deestratégias utilizadaspelas crianças nassituaçõesexperimentadaselencando a partir daícategorias que darãosuporte para escolhacriteriosa dosreferenciais edesenvolvimento dasdemais etapasformativas;Estudo dereferenciais teóricosque embasarãoprática;Construção desequência didáticaorganizada por ano/ciclo;Construção decritérios/etapasimprescindíveis parao desenvolvimento deatividades a partir doestudo realizado.CP Claudia 5 HTPCsConstatando que no CicloInicial, ainda localizamosalunos não alfabéticos e emcontrapartida, cientes dodireito de aprendizagem dosmesmos, verificamos anecessidade de realizarencontros permanentes comas docentes abordandoapropriação do sistema deescrita alfabética.Potencializar açõesque possibilitemque todos estejamalfabéticos findandoo ciclo inicial,sabendo que talcompetência jádeveria ter sidocontemplada nofinal do 1º ano doCI;Socializarestratégias,atividades eintervençõesrealizadas oupossíveis de seremefetivadas, focandoanálise do SEA.Socialização depropostas entre asdocentes dosdiferentes anos quecompõem o CicloInicial;Sugestão deintervenções/estratégias/recursos, paraexperimentação eposterior análise dosresultados obtidos;CP Claudia Em HTPs e HTPCs (horário doplanejamento). Serãorealizados encontros durantetodo o ano letivo.
  19. 19. 19Análise dosresultados obtidos apartir das açõesrealizadas,buscando refletir eaprimorar a prática.3.1.3. Avaliação do Plano de FormaçãoNo decorrer dos encontros formativos, observaremos se as estratégias estãocontemplando objetivos e intenções, retomando questões que se fizerem necessárias. Alémdisso, a CP ao analisar os planos de ação semanais das docentes, direcionará olhar para asestratégias que estejam contemplando as temáticas abordadas nos momentos formativos. Nosmomentos de reunião com os docentes de acordo com o ano/ciclo no qual atuam, expandindopossibilidade de orientações pontuais, olhares diferenciados e principalmente troca de estratégias,buscando desta forma incrementar planejamentos posteriores. Tarefas neste sentido, visandoação, reflexão, ação serão priorizadas.3.2. Funcionários3.2.1. CaracterizaçãoTodos desta equipe de funcionários se caracterizam companheiros, compromissados ededicados com a realização de suas atribuições nos diferentes cargos, valorizando o bem- estarda comunidade escolar.Notamos que a equipe necessita de formações e informações mais detalhadas a respeitode como agir com os alunos com deficiência e que apresentam questões comportamentais.Foram apontadas também necessidades formativas na área de primeiros-socorros e naprevenção e utilização de equipamentos de segurança.Após discussão com funcionários que apontaram ser participantes do processo educativo,traçamos o plano de formação:3.2.2. Plano de Formação dos FuncionáriosJustificativa ObjetivosGerais e específicosAções Propostas(Metodologia)Responsáveis CronogramaVisando o aperfeiçoamentodo desenvolvimento dasfunções profissionais paraum melhor atendimento acomunidade escolar,elencamos algumasnecessidades formativas.-Discutir ações paraestimular um ambientesaudávelproporcionando ummelhor desempenhodas funções dotrabalho.-Dar visibilidade naforma deorientar/auxiliar no quediz respeito aoatendimento dosalunos desta U.E.- Formação de noçõesfundamentais para oatendimento aos alunos.-Formação de comoconsiderar as diferenças,valorizando ascompetências de cadaum.-Formação de comodevemos proceder –Primeiros –socorros.Professor de Apoioa Direção(organização) e dosdemais funcionárioscomo publico alvo.Durante o anoletivo.No decorrer do ano letivo, os HTPCs estarão organizados primordialmente pelas necessidades apontadas acima, mas valeressaltar que alguns combinados prévios serão efetivados, dentre estes o atendimento aos responsáveis que será realizado todasas segundas terças-feiras de cada mês, exceto daqueles meses em que são realizadas as reuniões trimestrais. O HTPC contidona semana em que serão efetivados os Conselhos de ano/ciclo serão destinados para a organização/elaboração dos materiais eregistros referentes ao tal encontro, dentre estes síntese da turma, mapeamento e portfólios dos alunos. No período posterior aosConselhos trimestrais a CP atendará subgrupos organizados de acordo com o ano/ciclo no qual atuam, com o intuito de favorecerdiscussão pautada em tabulações de dados obtidos, citando objetivos que merecem maior investimento, favorecendo trocas deexperiências, ampliando uso de estratégias diferenciadas, buscando maximizar as possibilidades de aprendizagem. Dentre estaorganização prévia, cabe relembrar que demandas externas e/ou trocas culturais, poderão ser acrescidas, sugerindo pequenasmodificações no cronograma geral descrito anteriormente.
  20. 20. 20-Aprofundar-se nasquestões de prevençãode acidentes notrabalho.3.2.3. Avaliação do Plano de FormaçãoAo avaliarmos o plano de formação 2012, concluímos que os temas elencados deverão serretomados e que a avaliação acontecerá no final da ação, tendo como parâmetros refletir sobre asestratégias, a sistematização das discussões, analisando se as ações pensadas estão de acordocom a realidade da escola e traçando indicativos para as novas ações.4. Conselhos4.1. Conselho de Escola4.1.1. Caracterização do Conselho de EscolaA função do conselho de escola é orientar, opinar e avaliar as ações da escola em seusdiferentes segmentos, sem perder de vista o principal compromisso que a qualidade da educação.É um fórum permanente de debates, de articulação entre os vários setores da escola, tendo emvista o atendimento das necessidades comuns em função da melhoria de aprendizagem e dodesempenho da escola.Nosso Conselho Escolar é constituído por dezesseis membros. Com garantia derepresentatividade dos segmentos da comunidade escolar, assegurada a proporcionalidade de50% (cinquenta por cento) para pais e 50% para professores e demais servidores da escola.Os segmentos da comunidade têm representatividade no Conselho Escolar, por meio deeleição direta que ocorre nos quarenta e cinco dias após o início do ano letivo, entre os meses defevereiro e março.As reuniões do Conselho Escolar serão ordinárias e poderão ocorrer reuniõesextraordinárias de acordo com as necessidades surgidas no decorrer do ano letivo por meio desolicitação de qualquer um dos membros através de requerimento.CONSELHO DE ESCOLANome Segmento Função noConselhoTitular/SuplenteMárcia da Silva Rocha Equipe de Gestão MembroLilian A. Villa Bartkevicius Equipe de Gestão MembroCláudia do Espírito Santo Equipe de Gestão SuplentePriscila Ribeiro Reis Araújo Professor MembroMarisa Ramos Dias Professor MembroAntônia Regilânia Roseno de Oliveira Professor SuplenteSilvana Silveira de Oliveira Funcionário MembroMaria Lourdes da Silva Funcionário MembroMarcos Aurélio dos Santos Silva Funcionário SuplentePaula Regina Savana Pais MembroVanilde dos Santos Pais MembroGislaine Alves da Costa Pais MembroDaniela Akiyama Menezes Pais MembroGenizeti C. da Silva Ribeiro Pais MembroDaiane Aparecida Mariano Pais MembroGabriela Aparecida Venerano Pais SuplenteEdna Santos Moraes Pais Suplente4.1.2. Plano de Ação do Conselho de EscolaA implementação do plano de Ação do Conselho de Escola necessita da mobilização eparticipação de representantes de todos os grupos envolvidos com a educação. Considera asnecessidades apontadas pelos membros, visando a melhoria no atendimento da escola.
  21. 21. 21Objetivos Gerais e específicos Ações Propostas (metodologia) Responsáveis CronogramaDar continuidade as discussõesdos princípios da gestãodemocrática e implantá-la;Garantir a participação de todos ossegmentos com o intuito deestabelecer parcerias entre escola efamília-Participação da comunidade noplanejamento das atividadesescolares.Diretor e Professor deApoio à DireçãoConforme especificado nocalendário escolarintegrante destedocumento.4.1.3. Avaliação Plano de Ação do Conselho de EscolaO comprometimento com a comunidade e dela com a escola é necessário para efetivamentepromover um trabalho ordenado e com significado. Portanto, é preciso uma avaliação periódica nofinal de cada ação proposta, registrando os pontos positivos e negativos para uma reavaliação.As necessidades apontadas pela comunidade escolar serão incorporadas ao longo doprocesso no Projeto Político Pedagógico.5. Associação de Pais e Mestres5.1. CaracterizaçãoA Associação de Pais e Mestres é uma pessoa jurídica de direito privado regida peloEstatuto Padrão das Associações de Pais e Mestres estabelecida pelo Decreto Municipal nº16.543 de 24 de junho de 2008.Em seu estatuto, tem por finalidade, colaborar no processo educacional, na assistência aoeducando e na integração família-escola-comunidade, mobilizando recursos humanos, materiais efinanceiros, visando à melhoria, do ensino, da conservação e manutenção do prédio, dosequipamentos e das instalações, promovendo atividades culturais e de lazer que envolva aparticipação conjunta de pais, professores e alunos.A Associação de Pais e Mestres administra recursos advindos de convênios com aPrefeitura Municipal de São Bernardo do Campo, o Governo Federal através do ProgramaDinheiro Direto na Escola e os gerados através de iniciativas próprias. As reuniões são mensais, eacontecem nas segundas, terças-feiras do mês.Membros da APMNome Segmento Função MandatoConselho DeliberativoMárcia da Silva Rocha Diretora de escola MembroAbril de 2013 amarço de 2014Rosângela Alves Babinska Iório Mãe de aluno PresidenteJuliana Cinti Cunha Matos Professora 1ª SecretáriaCélia Harumi Tagawa Cavalcante Barros Professora 2ª SecretáriaBeatris Benjailma Ferreira Gonçalves Mãe de aluno MembroDiretoria ExecutivaSimone Roldan Serraglia Mãe de aluno Diretora ExecutivaAbril de 2013 amarço de 2014Luís Antonio Dias da Rosa Pai de aluno Vice Diretora ExecutivaAngela Maria Similli Mascarenhas Mãe de aluno 1ª TesoureiraMaria Belém Silva Sousa Mãe de aluno 2ª TesoureiraLuíza Islamar Alves Beserra de Morais Professora 1ª SecretáriaCaren Tesolin Professora 2ª SecretáriaConselho FiscalSimone de Moura Mãe de aluno MembroAbril de 2013 amarço de 2014Midian Cavalcante Alves Pereira Mãe de aluno MembroSandra Benedita Morassi Professora Membro5.2. Plano de Ação da APMObjetivosGerais e específicosAções Propostas(Metodologia)Responsáveis CronogramaAtender as necessidades da Execução do plano de trabalho 2013. Membros da APM Conforme
  22. 22. 22unidade escolar.Contribuir para a integraçãoescola comunidade na articulaçãodas ações.Participar e colaborar com as ações aserem desenvolvidas pela escola/APM eos sábados letivos.Membros da APM e doConselho de Escolaespecificado nocalendárioescolarintegrante destedocumento.5.3. AvaliaçãoMensalmente nas reuniões avaliamos os encaminhamentos tomados e reencaminhamos asnecessidades pontuais.V. ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO PEDAGÓGICO1. Objetivos Lei 9.394, de 20/12/1996 – Lei de Diretrizes e Bases. Lei 11.274 de 06/02/2006 que altera a LDB com os artigos:- Art. 3º que altera a redação do art. 32 da Seção III Do Ensino Fundamental;- Art. 5º que estabelece: “Os Municípios, Os Estados e o Distrito Federal, terão prazo até 2010para implementar a obrigatoriedade para o Ensino Fundamental disposto no art. 3º desta lei e aabrangência da pré-escola de que trata o art. 2º desta lei”.Objetivos da Educação Básica LDB: Título V - Dos Níveis e das Modalidades de Educação e EnsinoCapítulo IISeção IDas Disposições Gerais“Art. 22º. A Educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurando-lhe aformação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredirno trabalho e em estudos posteriores”.Seção IIIDo Ensino Fundamental“Art. 32º. O ensino fundamental obrigatório, com duração de 09 (nove) anos, gratuito na escolapública, iniciando-se aos 6 (seis) anos de idade, terá por objetivo a formação básica do cidadão,mediante:I - o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o plenodomínio da leitura, da escrita e do cálculo;II - a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artese dos valores em que se fundamenta a sociedade;III - o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição deconhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores;IV – “o fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e detolerância recíproca em que se assenta a vida social”. Lei Municipal nº 5309/2004 - Art. 3º. “O ensino será ministrado com base nos seguintesprincípios: Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber; Pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas; Respeito à liberdade e apreço à tolerância; Coexistência de instituições públicas e privadas de ensino; Gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;
  23. 23. 23 Valorização do profissional da educação escolar; Gestão democrática do ensino público, na forma da lei; Garantia de padrão de qualidade; Valorização da experiência extraescolar; “Vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.”2.Levantamento dos Objetivos e Conteúdos por Área de Conhecimento Objetivos Gerais da Rede Municipal de EnsinoA educação, dever da família e do Estado, inspirada nos ideais da solidariedade humana,tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, sua formação contínua, o exercícioda cidadania e sua qualificação para o trabalho.O Sistema Municipal de Ensino, a fim de garantir o cumprimento da finalidade propostadeverá: Universalizar o acesso à escola e assegurar a qualidade do atendimento garantindo apermanência do aluno com sucesso nas suas aprendizagens; Garantir a igualdade de condições a todos e a valorização da diversidade, considerando aforma singular com que cada aluno se aproxima e se apropria do conhecimento, exercendo noconvívio escolar as relações de respeito e cooperação; Socializar o conhecimento historicamente construído, de forma que seja reelaborado, com suaspeculiaridades sócio-culturais; Oportunizar aprendizagens para a formação de sujeitos autônomos, críticos e participativos,capazes de atuar com competência, dignidade, solidariedade, percebendo-se responsável nasociedade.(Proposta Curricular Volume I – 2004) Objetivos do Ciclo Inicial do Ensino Fundamental de 9 anosO ciclo inicial do Ensino Fundamental tem como objetivos gerais: Assegurar a todas as crianças um tempo de convívio escolar com maiores oportunidades deaprendizagem; Promover o desenvolvimento integral do aluno em diversas habilidades e competências ligadasàs diferentes áreas do currículo de forma integrada; Instigar as crianças na busca do conhecimento, encorajando-as a pensar, discutir, conversar,experimentar, analisar, inferir e levantar hipóteses.Língua portuguesa: Tem como eixos orientadores a alfabetização e o letramento.Objetivos principais: Conhecer a natureza e funcionamento do sistema, compreendendo ese apropriando dos usos e convenções da linguagem escrita nas suas mais diversas funções,possibilitando práticas discursivas de diferentes gêneros textuais, orais e escritos, de usos,finalidades e intenções diversos.É importante que o cotidiano das crianças dos anos iniciais seja pleno de atividades deprodução e recepção de textos orais e escritos.Ciências Naturais:Objetivos principais: Ampliar a curiosidade, levantando hipóteses e construindoconhecimentos sobre os fenômenos físicos e químicos, sobre os seres vivos e sobre a relaçãoentre o homem e a natureza e entre o homem e as tecnologias.Matemática:Objetivos principais: Pensar sobre números e quantidades, registrando-as em situações-problema, inicialmente de forma espontânea e posteriormente, usando a linguagem matemática.Promovendo a troca de ideias entre as crianças. Realizando também a abordagem dos seguintesblocos de conteúdos: espaço e forma, grandezas e medidas e tratamento da informação.
  24. 24. 24História e Geografia:Objetivos principais: Investigar e intervir sobre a realidade, reconhecendo-se como parteintegrante da natureza e da cultura. Também ampliar a compreensão da sua própria história, dasua forma de viver e de se relacionar, identificando diferenças e semelhanças entre as histórias.Arte:Objetivos principais: Apreciar diferentes produções artísticas e elaborar suas experiênciaspelo fazer artístico, ampliando sua sensibilidade e a sua vivência estética.Educação Física:Objetivos principais: Vivenciar situações que valorizem a convivência social, que incentiveme promovam a criatividade, a solidariedade, a cidadania e o desenvolvimento de atitudes decoletividade. Possibilitando a socialização e a memória das práticas esportivas e corporais.Objetivos dos Ciclos I e II do Ensino FundamentalAo final do Ciclo II do Ensino Fundamental, o aluno deverá ser capaz de: Considerar as situações comunicativas e o contexto social para comunicar-se, aprimorando ouso da linguagem nas suas diferentes formas de expressão: verbal, matemática, gráfica,corporal e artística; Perceber-se como sujeito que depende, integra, atua e modifica a natureza, conscientizando-se da importância de sua preservação para a melhoria da qualidade de vida; Compreender a saúde pessoal, social e ambiental como bens comuns que devem serpromovidos por ações individuais, coletivas e do poder público; Formular e resolver situações-problema a partir da realidade, fazendo uso de estratégiaspessoais, criatividade, análise crítica e pensamento lógico; Desenvolver uma visão crítica e participativa no mundo, utilizando-se do diálogo, do respeito,da cooperação e da solidariedade nas situações cotidianas; Construir progressivamente a noção de identidade pessoal e nacional, desenvolvendo atitudesde participação e transformação da sociedade; Conhecer o Brasil nos seus aspectos: econômicos, social, político e cultural, entendendo evalorizando sua pluralidade, desenvolvendo o sentimento de respeito à diversidade e derepúdio a todas as formas de discriminação; Desenvolver o sentimento de confiança em suas capacidades afetiva, física, cognitiva, ética,estética, de inter-relação pessoal e social; Desenvolver procedimentos de busca e tratamento da informação, tendo acesso às diferentesfontes e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos.(Proposta Curricular Volume I – 2004)Dentre todas as legislações reguladoras do currículo, é importante destacar: LDB art. 26 §2º “O ensino da arte constituirá componente curricular obrigatório, nos diversosníveis da educação básica, de forma a promover o desenvolvimento cultural dos alunos.” e § 4º“O ensino da História do Brasil levará em conta as contribuições das diferentes culturas eetnias para a formação do povo brasileiro, especialmente das matrizes indígena, africana eeuropéia.” Lei 11.525 de 25/09/07 que altera o §5º do Art. 1º da LDB estabelecendo: “O currículo doensino fundamental incluirá, obrigatoriamente, conteúdo que trate dos direitos das crianças edos adolescentes, tendo como diretriz a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que institui oEstatuto da Criança e do Adolescente, observada a produção e distribuição de material didáticoadequado”.
  25. 25. 25 Lei 11.645 de 10/03/2008 art. 1º que altera a LDB no art. 26A: “Nos estabelecimentos deensino fundamental e de ensino médio, públicos e privados, torna-se obrigatório o estudo dahistória e cultura afro-brasileira e indígena. § 1º O conteúdo programático a que se refere este artigo incluirá diversos aspectos da históriae da cultura que caracterizam a formação da população brasileira, a partir desses dois gruposétnicos, tais como o estudo da história da África e dos africanos, a luta dos negros e dos povosindígenas no Brasil, a cultura negra e indígena brasileira e o negro e o índio na formação dasociedade nacional, resgatando as suas contribuições nas áreas social, econômica e política,pertinentes à história do Brasil. § 2º “Os conteúdos referentes à história e cultura afro-brasileira e dos povos indígenasbrasileiros serão ministrados no âmbito de todo o currículo escolar, em especial nas áreas deeducação artística e de literatura e histórias brasileiras.” Lei 11.769 de 18/08/2008 Art. 1º altera o Art. 26º da LDB acrescentando: “§ 6º A música deveráser conteúdo obrigatório, mas não exclusivo, do componente curricular de que trata o § 2ºdeste artigo”. Lei 9.795 de 27/04/99 Art. 1º, 2º e 3º com o inciso II. Art. 2º “A Educação Ambiental é componente essencial e permanente da Educação Nacional,devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processoeducativo, em caráter formal e não formal”.O Ensino Fundamental de 9 (nove) anos de duração, com ingresso a partir dos seis anos deidade foi implantado nas escolas da rede municipal de ensino a partir de 2010. Sendo assim,até o ano de 2013 teremos os dois sistemas concomitantes (ensino fundamental de 8 e 9anos).Seguem os objetivos e conteúdos dos quatro primeiros anos do ensino fundamental de 9 anose do 2º Ano do Ciclo II do ensino fundamental de 8 anos.ENSINO FUNDAMENTAL DE 09 ANOSPLANEJAMENTO ANUAL1ºano/Ciclo InicialLÍNGUA PORTUGUESAOBJETIVOSORALIDADE Usar da linguagem oral para se comunicar em diversas situações de interação presentesno cotidiano; Relatar fatos que compõem episódios cotidianos, ainda que com apoio de recursos e/ou doprofessor; Escutar atentamente o que os colegas falam em uma roda de conversa, respeitandoopiniões, ocupando seu turno de fala adequadamente;
  26. 26. 26 Usar o repertório de texto de tradição oral, tais como parlendas, quadrinhas e adivinhaspara brincar e jogar; Realizar exposições orais, adequando o discurso aos diferentes interlocutores.LEITURA Localizar um nome específico numa lista de palavras do mesmo campo semântico; Localizar palavras num texto que sabe de memória; Ajustar o falado ao escrito a partir dos textos já memorizados; Diferenciar parlendas, quadrinhas, adivinhas e outros textos de tradição oral, apresentadospelo professor; Antecipar significados de um texto escrito a partir das imagens/ilustrações que oacompanham; Recontar uma história que ouviu mantendo uma sequência, recuperando trechos usandoexpressões ou termos da linguagem escrita; Emitir comentários pessoais e opinativos sobre textos lidos por si ou por outros; Localizar informações explícitas em textos lidos por si; Demonstrar interesse no empréstimo de livros no acervo da classe e da biblioteca escolar.ESCRITA Associar as letras ao próprio nome e aos dos colegas; Escrever o próprio nome completo; Reconhecer os nomes próprios dos colegas onde isto se fizer necessário; Escrever de maneira mais próxima da convencional, buscando como suporte/consultapalavras estáveis; Avançar na hipótese de escrita; Escrever textos memorizados; Reconhecer características dos gêneros discursivos trabalhados no decorrer do ano letivo; Produzir coerentemente os gêneros discursivos trabalhados no decorrer do ano letivo,atrelados à função social real; Reescrever contos clássicos conhecidos, respeitando sequência temporal deacontecimentos de acordo com o enredo original.CONTEÚDOSORALIDADE Uso da linguagem oral em situações onde haja diferentes interlocutores (professor, colegasda classe e outros); Respeito às opiniões diversas; Participação contextualizada; Escuta atenta, aguardando o momento correto de expor sua fala, contando ou não comintervenção docente; Gêneros discursivos: Quadrinhas, adivinhas e parlendas; Poema; Entrevista;
  27. 27. 27LEITURA Utilização de estratégias elaboradas para reconhecimento de textos memorizados; Ajustes de leitura em textos memorizados; Localização de palavras em contextos diversos; Realização de antecipações e inferências durante escuta de textos lidos pelo professor; Reconto de histórias lidas por outro, mantendo algumas características discursivasutilizadas; Socialização de impressões de histórias lidas ou ouvidas; Localização de informações explícitas em textos lidos por si. Utilização e empréstimo de livros da biblioteca da escola para pesquisas e leituras.ESCRITA Conhecimento sobre a natureza e funcionamento do sistema de escrita; Escrita do nome próprio completo; Busca com apoio ou não, em palavras estáveis para registrar outras; Escrita de textos memorizados; Destinatário, finalidade do texto e características do gênero; Gêneros discursivos: Listas, Legendas, Bilhetes. Reescrita de contos clássicos conhecidos.MATEMÁTICAOBJETIVOSNÚMEROS E OPERAÇÕES Realizar contagens orais de objetos usando a sequência numérica; Interpretar e produzir escritas numéricas, levantando hipóteses sobre elas, com base naobservação de regularidades; Construir procedimentos de agrupamentos a fim de facilitar a contagem e a comparaçãoentre duas coleções; Resolver situações-problema e construir a partir delas os significados das operaçõesfundamentais; Utilizar estratégias convencionais ou não convencionais de cálculo para resolverproblemas.ESPAÇO E FORMA Indicar oralmente a posição onde se encontra no espaço escolar, citando pontos dereferência; Representar por meio de desenhos a posição onde se encontra no espaço escolar; Perceber semelhanças e diferenças entre figuras planas em situações que envolvamdescrições orais; Reconhecer figuras planas em objetos do espaço físico.
  28. 28. 28GRANDEZAS E MEDIDAS Identificar dias da semana e meses do ano; Identificar alguns instrumentos de medidas convencionais de capacidade, comprimento emassa; Diferenciar uso das medidas padronizadas (quilo, litro e metro); Identificar cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro; Explicitar diferentes possibilidades de obter um mesmo valor monetário;TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Conhecer formatos diferenciados de gráficos; Perceber funcionalidade dos diferentes gráficos, de acordo com o contexto no qual estãoinseridos; Ler e interpretar gráficos coletivamente.CONTEÚDOSNÚMEROS E OPERAÇÕES Compreensão das características do sistema de numeração decimal - unidades, dezenas,centenas (base, valor posicional); Quantificação de elementos; Reconhecimento de números dentro e fora de sequência numérica; Leitura, escrita, comparação e ordenação de números; Análise e interpretação de escritas numéricas; Decomposição das escritas numéricas; Análise, interpretação, resolução de situações-problema; através de recursos concretos,estratégias pessoais e/ou técnicas operatórias, compreendendo alguns dos significados dasoperações; Comunicação de estratégias pessoais na resolução de problemas, através de diferenteslinguagens;ESPAÇO E FORMA Localização de pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos dereferência. Observação de figuras planas presentes em elementos naturais e nos objetos criados pelohomem; Percepção de semelhanças e diferenças entre características de figuras planas;GRANDEZAS E MEDIDAS Identificação e localização no calendário de unidades de tempo: dia, semana e mês; Conhecimento da evolução histórica de sistemas de medida, utilizados por diferentesgrupos culturais; Utilização de instrumentos convencionais de medidas padronizadas; Associação do uso das medidas padronizadas em situações da vida diária; Reconhecimento das cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro; Construção de diferentes valores monetários;
  29. 29. 29TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Leitura e interpretação coletiva de informações matemáticas contidas em imagens; Compreensão da utilidade dos gráficos; Apresentação dos diferentes tipos de gráficos. Coleta de dados, organizando coletivamente tais informações em listas/tabelas simples.CIÊNCIASOBJETIVOS Desenvolver atitudes de manutenção e preservação dos espaços coletivos; Orientar sobre cuidados básicos de higiene pessoal; Identificar os cuidados básicos para o crescimento dos vegetais, por meio da sua criação ecultivo; Despertar a curiosidade dos alunos no que se refere à forma de vida de alguns insetos; Observar, experimentar e promover procedimentos de pesquisa referentes aos conteúdosestudados; Registrar informações por meio de desenhos, listas e textos coletivos.CONTEÚDOS Orientações que direcionem atividades diárias na escola no que se refere ao uso racionalda água e descarte do lixo; Orientações que direcionem atividades diárias na escola no que se refere à higiene bucal,das mãos e cuidados com o espaço que utiliza; Busca de informações que contemplem curiosidades sobre insetos; Socialização de informações; Experimentações e observações regulares que permitam percepção de cuidados emudanças ocorridas no desenvolvimento dos vegetais; Registro de informações.HISTÓRIAOBJETIVOS Resgatar a história de sua vida; Resgatar hábitos e costumes da época dos pais e avós; Identificar e valorizar povos indígenas, por ser uma das raízes que compõem a identidadecultural do povo brasileiro; Conhecer aspectos do modo de vida dos grupos indígenas de hoje; Comparar hábitos de diferentes povos e épocas com os da atual;CONTEÚDOS Busca de informações, em fontes diversas, junto à família que resignifiquem a históriapessoal; Resgate de hábitos e costumes de pessoas que viveram em diferentes épocas; Modo de vida e costumes de algumas nações indígenas; Comparação de hábitos e costumes de diferentes épocas e povos com os de atualmente,verificando permanências e mudanças;
  30. 30. 30 Valorização da cultura de outros tempos e indígena;GEOGRAFIAOBJETIVOS Conhecer o ambiente escolar e suas características; Resgatar a naturalidade de membros pertencentes à família; Iniciar compreensão da linguagem cartográfica; Localizar coletivamente diferentes lugares, referentes à naturalidade de familiares; Comparar área ocupada por povos indígenas atualmente em relação a épocas anteriores; Conhecer diferentes paisagens, identificando elementos naturais e construídos; Identificar paisagens naturais ou modificadas que caracterizam os diferentes lugareslocalizados no mapa;CONTEÚDOS Exploração dos diferentes ambientes que compõem a unidade escolar; Identificação, caracterização e percepção da funcionalidade dos diferentes ambientes quecompõem a unidade escolar; Exploração e interpretação coletiva de material cartográfico; Localização coletiva de municípios, estados, países referentes ànaturalidade/nacionalidade dos familiares; Interpretação de imagens que retratem ocupação indígena em diferentes épocas; Comparação das diferentes formas em que a natureza se apresenta na paisagem local Transformações nas paisagens provocadas por: ações humanas e/ou fenômenos naturais.EDUCAÇÃO FÍSICAOBJETIVOS Interagir com as diferentes tradições culturais e utilizá-las em suas brincadeiras e jogos; Respeitar regras e combinados; Experimentar ritmos diversos; Desenvolver estratégias para resolver situações diversas em jogos.CONTEÚDOS Participação em brincadeiras de roda e jogos tradicionais; Apreciação e experimentação de ritmos diversos;ARTEOBJETIVOS Explorar meios e suportes diversos em suas produções; Respeitar produções dos colegas; Adquirir informações sobre o artista e suas produções; Apreciar e analisar coletivamente obras de artes plásticas; Realizar releitura de obras; Ampliar repertório musical;
  31. 31. 31 Reconhecer diferenças nos ritmos, sons, estilos; Construir objetos sonoros; Experimentar sons utilizando materiais sonoros convencionais ou não.CONTEÚDOS Utilização de meios e suportes diversos; Socialização de produções realizadas; Biografia do artista Ivan Cruz; Apreciação e análise coletiva de algumas obras de Ivan Cruz; Releitura de obras do artista Ivan Cruz; Apreciação de músicas de diferentes épocas; Construção de objetos sonoros; Improvisação de sons e ritmos a partir de materiais diversos.PLANEJAMENTO ANUAL2ºano /Ciclo InicialLÍNGUA PORTUGUESAOBJETIVOSORALIDADE Adequar a linguagem oral a situações comunicativas do dia a dia e aos diferentesinterlocutores; Ouvir com atenção formulando e respondendo perguntas; Expressar oralmente as ideias de um texto lido por outro; Narrar histórias conhecidas, respeitando o encadeamento dos fatos; Interagir com os grupos com os quais se relaciona, respeitando as opiniões e diferentesformas de falar; Socializar verbalmente pesquisas realizadas.LEITURA Valorizar a leitura literária como fonte de apreciação e prazer; Socializar as experiências de leitura; Demonstrar interesse no empréstimo de livros, utilizando adequadamente o espaço da BEI; Ampliar autonomia na leitura, sendo capaz de localizar informações explícitas em textoslidos por si; Ler para alcançar diferentes objetivos.ESCRITA Avançar na hipótese de escrita; Utilizar a escrita alfabética; Segmentar palavras nas frases; Reescrever textos conhecidos com coerência, respeitando o enredo original; Produzir textos de autoria, dos gêneros previstos, preocupando-se com os aspectos que oscaracterizam, destinatário e finalidade do texto; Reconhecer a funcionalidade da utilização de alguns sinais de pontuação;
  32. 32. 32 Identificar algumas regularidades ortográficas; Preocupar-se com a diminuição das marcas de oralidade nas produções; Participar de situações de revisão textual coletiva, buscando apropriar-se dosprocedimentos necessários.CONTEÚDOSORALIDADE Gêneros discursivos: Trava-língua, Músicas e cantigas; Instrucional (receitas). Adequação da linguagem às situações comunicativas que acontecem na escola ainda quecom apoio de recursos e/ou do professor; Escuta atenta, aguardando o momento correto de expor a fala; Participação contextualizada; Reconto de histórias conhecidas; Interpretação oral de história lida por outro; Escuta de textos lidos pelo professor e realização de antecipação e inferências; Relato de experiências, ideias e opiniões de forma clara e ordenada; Socialização de pesquisas realizadas;LEITURA Utilização e empréstimo de livros da biblioteca da escola para pesquisas e leituras; Leitura em voz alta, silenciosa e escuta da leitura realizada por outra pessoa; Localização de informações explícitas em textos lidos por si; Escuta de textos lidos pelo professor e realização de antecipações e inferências; Leitura de textos de gêneros diversos, emitindo opiniões e indicando preferências, aindaque seja com ajuda. Utilização de diferentes modalidades de leitura adequadas a diferentes objetivos, obterinformação rápida, seguir instruções, aprender, aprender a escrever, por prazer e para umpúblico; Observação e análise coletiva especialmente de textos bem escritos.ESCRITA Conhecimento sobre a natureza e funcionamento do sistema de escrita; Segmentação das palavras nas frases; Reescrita de histórias conhecidas, preocupando-se com os recursos expressivos e asequência de ideias; Produção de textos de gêneros previstos para o ano/ciclo: Curiosidades (Você sabia...); Contos de fadas; Fábulas. Sinais de pontuação: ponto final, interrogação, exclamação, dois pontos e travessão; Compreensão da funcionalidade da organização do texto em parágrafos; Abordagem de algumas regras ortográficas a serem definidas a partir das necessidadesapontadas; Revisão coletiva de texto;
  33. 33. 33 Gradativa diminuição das marcas de oralidade, repetição de conectivos: e, daí, aí, e, etc...na linguagem escrita; Observação e análise de textos impressos de diferentes autores utilizados como referênciaou modelo;MATEMÁTICAOBJETIVOSNÚMEROS E OPERAÇÕES Construir o significado do número natural; Compreender o valor posicional dos algarismos nos números; Interpretar e produzir escritas numéricas; Resolver situações – problema, compreendendo alguns dos significados das quatrooperações fundamentais; Socializar as soluções encontradas nas situações-problema; Desenvolver procedimentos de cálculos mental e escrito; Conceituar dobro e metade.ESPAÇO E FORMA Estabelecer pontos de referência para identificar relações de posição entre seres e objetosno espaço; Representar itinerários; Identificar figuras geométricas planas; Representar figuras geométricas planas; Reconhecer outras formas geométricas planas (menos frequentes), percebendo suassemelhanças e diferenças;GRANDEZAS E MEDIDAS Utilizar instrumentos de medidas convencionais e não convencionais para medir:comprimento, massa e capacidade; Diferenciar uso social das medidas padronizadas (quilo, litro, metro); Identificar e relacionar unidades de tempo; Identificar cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro; Explicitar diferentes possibilidades de obter um mesmo valor monetário; Realizar estimativas e possibilidades de compras a partir de valores monetários.TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Ler, interpretar e construir tabelas e gráficos; Perceber a funcionalidade dos diferentes gráficos, de acordo com o contexto no qual estãoinseridos; Conhecer formatos diferenciados de gráficos.CONTEÚDOSNÚMEROS E OPERAÇÕES
  34. 34. 34 Compreensão das características do sistema de numeração decimal ( números compostospor até quatro ordens); Leitura, escrita, comparação e ordenação de números menos frequentes; Construção das tabuadas para a construção de um repertório a ser utilizado no cálculo; Conceitos: dobro e metade; Calculo de adição simples e com reagrupamento na ordem das dezenas, subtraçãosimples e com recurso nas dezenas, multiplicações com um número no multiplicador e divisãocom um número no divisor; Análise, interpretação e resolução de situações-problema; Comunicação de estratégias pessoais e/ou técnicas operatórias utilizadas para solucionarum mesmo problema; Utilização da decomposição das escritas numéricas para realização do cálculo mentalexato.ESPAÇO E FORMA Localização de pessoas ou objetos no espaço com base em diferentes pontos dereferência e indicações de direção e sentido; Representação de itinerários; Representação do espaço por meio de maquetes; Identificação de figuras geométricas planas a partir de suas características (quadrado,círculo, retângulo, triângulo); Representação de figuras geométricas planas (quadrado, círculo, retângulo, triângulo); Percepção de semelhanças e diferenças entre outras figuras geométricas planas menosfrequentes; Observação de formas geométricas presentes em elementos naturais e objetos criadospelo homem e suas características;GRANDEZAS E MEDIDAS Uso de instrumentos de medidas convencionais; Conhecimento das unidades de medidas (comprimento, massa, volume), e suas utilidadesno dia a dia; Identificação e relação de unidades de tempo (hora, dia, semana, mês e ano); Utilização de calendários. Compreensão e uso do sistema monetário brasileiro; Reconhecimento de possíveis trocas entre cédulas e moedas em função de seus valores.TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Leitura e interpretação de informações matemáticas contidas em imagens; Leitura, interpretação e construção de tabelas simples; Compreensão da utilidade dos gráficos; Apresentação de diferentes tipos de gráficos; Construção de gráficos de barras e colunas a partir de dados coletados;CIÊNCIASOBJETIVOS
  35. 35. 35 Orientar seu comportamento de modo favorável à promoção da saúde no que se refere àalimentação e a higiene pessoal; Compreender o ciclo vital, como característica comum a todos os seres vivos; Diferenciar animais silvestres e domésticos; Identificar parte da planta e sua respectiva funcionalidade; Pesquisar propriedades de algumas plantas medicinais;CONTEÚDOS Apresentação da pirâmide alimentar; Classificação dos alimentos; Orientações sobre uma alimentação adequada e saudável; Causas da obesidade, desnutrição; Higiene física, mental, social; Caracterização de alguns animais silvestres e domésticos (habitat, alimentação,reprodução, e locomoção); Apresentação das partes das plantas e sua funcionalidade; Plantas medicinais e suas propriedades;GEOGRAFIAOBJETIVOS Conhecer infraestrutura, hábitos cotidianos, relações de trabalho e formas de lazer dacomunidade local; Perceber as transformações causadas pelo homem no ambiente em que vive; Comparar características da zona rural e urbana de São Bernardo do Campo; Comparar diferentes formas em que a natureza se apresenta na paisagem local de SãoBernardo do Campo; Apropriar-se de conceitos que facilitem localização geográfica; Situar mudanças ocorridas ao longo do tempo, no que se refere à evolução dos meios detransporte; Situar mudanças ocorridas ao longo do tempo, no que se refere à evolução dos meios decomunicação; Utilizar diferentes linguagens para expressar conhecimento geográfico.CONTEÚDOS Observação, coleta de informações, análise e caracterização de aspectos diversos dobairro onde está inserida a escola; Diferenciação da zona urbana e rural no município de São Bernardo do Campo e dasatividades desenvolvidas pelo homem nos diferentes lugares; Percepção da ação do homem na paisagem urbana e rural; Relações que indivíduos e sociedade estabelecem com a natureza e suas consequências; Aspectos físicos da paisagem do município de São Bernardo do Campo: rios, serras,córregos, represas, matas e mananciais. Relações entre rua, bairro, cidade, Estado e País, através da linguagem cartográfica. Leitura e interpretação de imagens, paisagens, plantas de arruamento, mapa do municípiode São Bernardo do Campo, mapa do Brasil e do Mundo. Evolução dos meios de comunicação ao longo do tempo; Evolução dos meios de transporte ao longo do tempo;
  36. 36. 36 Conhecimento de algumas tecnologias domésticas e outras que se referem às interaçõesentre as pessoas como o rádio, TV, computadores, os vários meios de transporte como osautomóveis, transportes coletivos. Construção de desenhos e maquetes.HISTÓRIAOBJETIVOS Situar historicamente o surgimento da instituição escolar; Diferenciar funcionamento das escolas dentro de contextos históricos e culturaisdiferenciados; Identificar origem e fatos importantes relacionados à história da unidade escolar em queestudam; Valorizar a escola como espaço de convivência e aprendizado; Reconhecer origem e importância do ECA; Reconhecer Direitos e Deveres das crianças de acordo com o ECA; Identificar aspectos da cultura africana e sua influência nos hábitos atuais do povobrasileiro.CONTEÚDOS Concepção das escolas de outros tempos (indígenas e quilombolas), situando-as nocontexto histórico; Comparação de infraestrutura e funcionamento das escolas nos diferentes lugares (zonarural e urbana); Curiosidades relacionadas às instituições escolares situadas em diferentes países; Linha do tempo da EMEB José Cataldi (da sua construção até os dias atuais); Estatuto da criança e do adolescente (direitos e deveres da criança); Identificação de danças, alimentação, música e artesanato de origem africana e suainfluência na cultura brasileira.EDUCAÇÃO FÍSICAOBJETIVOS Conhecer, vivenciar, usufruir de atividades rítmicas, brincadeiras, atividades desportivas,cantigas e danças; Conhecer aspectos técnicos e táticos do atletismo;CONTEÚDOS Aceitação da disputa, regras como um elemento da competição e não como uma atitude derivalidade frente aos demais. Percepção do ritmo pessoal e grupal. Participação em jogos e brincadeiras; Apreciação/Vivência de cantigas e danças; Aspectos técnicos e táticos do atletismo; Desenvolvimento da capacidade de adaptar espaços, materiais e regras em atividadesdesportivas (atletismo).ARTE
  37. 37. 37OBJETIVOS Conhecer e apreciar diferentes modalidades de artes visuais, por meio do contato comreproduções; Experimentar vários meios e suportes nas diferentes modalidades de artes visuais; Conhecer e apreciar produções de artistas e aspectos de suas biografias, situando-as nocontexto histórico/cultural; Apreciar diferentes gêneros de obras musicais, refletindo sobre suas características; Vivenciar movimentos corporais, valorizando e respeitando o jeito de cada um.CONTEÚDOS Apreciação e análise de produções de artes visuais próprias, de colegas e de artistasrenomados; Experimentação nas diversas modalidades de artes visuais: pintura, desenho, colagem emodelagem; Exploração de meios e suportes variados; Estudo de aspectos da vida do artista Luís Sacilotto, algumas de suas produções e suarelação com o contexto histórico. Apreciação de músicas regionais infantis / folclóricas e ritmos regionais; Apreciação de manifestações regionais; Experimentação de movimentos corporais, explorando os elementos que compõem adança (ritmo, espaço, equilíbrio).PLANEJAMENTO ANUAL3ºano/Ciclo InicialLÍNGUA PORTUGUESAOBJETIVOSORALIDADE Utilizar a linguagem oral com clareza; Participar de diferentes situações de comunicação oral, formulando e respondendoperguntas de acordo com o contexto abordado; Realizar exposições orais adequando o discurso aos diferentes interlocutores. Respeitar as opiniões diversas.LEITURA Localizar informações explícitas em textos lidos por si; Interpretar questões implícitas em textos lidos pela professora; Buscar com ajuda, informações em fontes escritas de diferentes tipos (jornais, revistas,enciclopédias, internet, etc.); Ler para alcançar diferentes objetivos; Preocupar-se em fazer boas indicações literárias.
  38. 38. 38ESCRITA Reescrever e produzir textos dos gêneros previstos para o ciclo, utilizando a escritaalfabética, preocupando-se com os aspectos que caracterizam o gênero em questão como,expressão da língua escrita, tempos verbais adequados e elementos que garantam a coerência,coesão, pontuação, segmentação e ortografia; Redigir rascunhos, revisar e cuidar da apresentação do texto com orientação do professor.CONTEÚDOSORALIDADE Gêneros discursivos: Regras de jogos; Entrevista; Seminário; Uso da linguagem oral em situações onde haja diferentes interlocutores (professor, colegasda classe e outros); Respeito às opiniões diversas; Participação contextualizada.LEITURA Escuta de textos lidos pelo professor e realização de antecipações e inferências; Leitura silenciosa, leitura em voz alta e escuta da leitura realizada por outra pessoa; Localização de informações explícitas em textos lidos por si; Interpretação de informações implícitas em textos lidos por si, ainda que com ajuda; Busca de informações e consulta a fontes de diferentes tipos (jornais, revistas,enciclopédias, Internet etc.), com orientação do professor; Utilização de diferentes modalidades de leitura adequadas a diferentes objetivos, como lerpara revisar, obter informação rápida, seguir instruções, aprender, aprender a escrever, porprazer, etc.; Socialização de indicações literárias. Utilização e empréstimo de livros da biblioteca da escola para pesquisas e leituras. Observação e análise coletiva de textos especialmente bem escritos.ESCRITA Segmentação das palavras; Destinatário, finalidade do texto e características do gênero; Iniciação da estruturação o texto em parágrafos; Utilização dos recursos do sistema de pontuação, como: maiúscula inicial, ponto final,exclamação, interrogação; Separação entre os turnos do diálogo, mediante o uso de dois pontos e travessão; Utilização de dicionário e outras fontes escritas (com ajuda) para resolver dúvidasortográficas; Minimização de marcas de oralidade (“e”, “daí” etc.), substituindo por recursos coesivos
  39. 39. 39adequados à linguagem escrita; Revisão do próprio texto com orientação, utilizando rascunhos como recurso para organizarsua intencionalidade na escrita levando em conta os seguintes aspectos: adequação aogênero, coerência e coesão textual, ortografia e pontuação; Estabelecimento de algumas regularidades ortográficas (inferência de regras) e aconstatação de algumas irregularidades (ausência de regras), partindo de necessidadesdetectadas na turma; Observação e análise de textos impressos de diferentes autores, utilizados como referênciaou modelo. Gêneros discursivos: Cartas; Contos de suspense/mistério; Narrativas de aventura.MATEMÁTICAOBJETIVOSNÚMEROS E OPERAÇÕES Observar, ler e interpretar escritas numéricas, levantando hipóteses sobre elas, com basena observação de regularidades, utilizando-se da linguagem oral, de registros informais eda linguagem matemática; Aprimorar progressivamente a capacidade de fazer cálculos mentais; Resolver situações-problema e construir a partir delas os significados das operaçõesfundamentais, considerando que o mesmo problema pode ser resolvido com diferentesraciocínios; Desenvolver procedimentos de cálculo pela observação das regularidades, pelaantecipação e verificação de resultados.ESPAÇO E FORMA Reconhecer os sólidos geométricos tridimensionais, como: esfera, cone, cilindro, pirâmide,cubo e paralelepípedo; Localizar informações em planos cartesianos, através de um ponto de referência; Localizar e descrever trajetos.GRANDEZAS E MEDIDAS Identificar e localizar no calendário informações referentes à: dia, semana, mês, bimestre,trimestre, semestre e ano; Compreender as medidas de tempo em relação a horas e minutos; Comparar medidas de comprimento; Medir objetos através de instrumentos convencionais, utilizando nomenclatura adequada; Compreender o sistema monetário e seu uso social inserido em situações-problema.TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Interpretar tabelas e gráficos, inseridos em situações-problema; Coletar dados e organizá-los em forma de tabelas; Organizar dados em forma de gráficos.CONTEÚDOS
  40. 40. 40NÚMEROS E OPERAÇÕES Apropriação de repertório que compreenda números compostos por até cinco ordens; Leitura, escrita, comparação e ordenação de notações numéricas pela compreensão dascaracterísticas do sistema de numeração decimal (base, valor posicional); Utilização da decomposição das escritas numéricas para a realização do cálculo mentalexato e aproximado; Análise, interpretação, resolução e formulação de situações-problema, compreendendoalguns dos significados das operações; Comunicação de estratégias pessoais na resolução de problemas, através de diferenteslinguagens; Reconhecimento de que cada operação pode solucionar diferentes situações-problema, eque o mesmo problema pode ser resolvido por diferentes operações; Cálculos de adição simples e com reagrupamento na ordem das centenas, subtraçõessimples e com recurso na ordem das centenas, multiplicações com um algarismo nomultiplicador e divisões exatas e não exatas com um algarismo no divisor por meio detécnicas convencionais. Uso de calculadora para o desenvolvimento de estratégias de verificação e controle decálculos; Utilização de estimativas para avaliar a adequação de um resultado;ESPAÇO E FORMA Observação de sólidos geométricos (esféricos, cilíndricos, cônicos, cúbicos, piramidais,prismáticos) presentes em elementos naturais e nos objetos criados pelo homem e de suascaracterísticas; Estabelecimento de comparações entre objetos do espaço físico e objetos geométricos(esféricos, cilíndricos, cônicos, cúbicos, piramidais, prismáticos); Composição e decomposição de figuras tridimensionais; Percepção de semelhanças e diferenças entre cubos e quadrados, paralelepípedos eretângulos, pirâmides e triângulos, esferas e círculos; Localização de pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos dereferência e algumas indicações de posição usando sua própria terminologia. Utilização de malhas para representar no plano a posição de uma pessoa ou objeto.GRANDEZAS E MEDIDAS Identificação e localização no calendário de unidades de tempo: dia, semana, mês, ano,bimestre, trimestre e semestre e utilização de calendários; Leitura de horas/minutos no relógio digital e analógico; Comparações de medidas de comprimento: milímetro, centímetro e metro; Utilização de instrumentos de medidas convencionais: régua, fita métrica, trena, etc. Compreensão e uso do sistema monetário brasileiro; Resolução de situações-problema envolvendo medidas de capacidade, massa ecomprimento.TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Leitura e interpretação de informações matemáticas contidas em imagens; Apresentação de diferentes tipos de gráficos;
  41. 41. 41 Coleta de dados, informações e elaboração de formas para organizá-los em gráficos decoluna e setores; Elaboração de listas, tabelas simples e de dupla entrada.CIÊNCIASOBJETIVOS Pesquisar características dos animais marinhos; Comparar informações referentes aos animais marinhos em fontes variadas; Socializar informações obtidas em pesquisas; Conhecer os planetas do sistema solar; Reconhecer peculiaridades dos planetas; Comparar características dos planetas. Reconhecer as propriedades, utilidades e os diferentes estados físicos da água; Conscientizar-se da importância da preservação da água, considerando que esta é umrecurso esgotável; Identificar as etapas do processo de tratamento da água trilhado até que ocorra oabastecimento das residências; Conscientizar-se das condições de vida no município de SBC.CONTEÚDOS Habitat, alimentação, locomoção, curiosidades sobre animais que vivem no mar; Utilização de fontes variadas com o intuito de buscar informações; Socialização de pesquisas efetivadas; Planetas que compõem o Sistema Solar; Curiosidades peculiares a cada planeta que compõe o Sistema Solar. Comparação de características dos planetas. Utilidades, propriedades e estados físicos da água. Tratamento e distribuição da água. Percepção da proporção de água potável e não potável no planeta Terra. Identificação das condições de saneamento básico em SBC.HISTÓRIAOBJETIVOS Conhecer a história do bairro Demarchi, comparando através de imagens astransformações ocorridas; Identificar a formação da freguesia de São Bernardo do Campo; Reconhecer a influência africana na cultura brasileira nas danças, culinária, vocabulário,músicas e brincadeiras.CONTEÚDOS Comparação e identificação, através de imagens/fotografias/vídeos, das transformaçõesocorridas no bairro Demarchi; Interpretação do por que o bairro recebeu nomes de determinadas pessoas nas ruas,comércios, escolas, dentre outros; Identificação das etnias que constituíram a freguesia de SBC e comparação das
  42. 42. 42semelhanças e diferenças culturais; Pesquisa em diversos materiais sobre a cultura africana (danças, culinária, vocabulário,músicas e brincadeiras); Comparação entre a cultura africana e a cultura brasileira, buscando aspectos herdados;GEOGRAFIAOBJETIVOS Reconhecer diferentes paisagens e compará-las; Compreender em nível inicial a ideia de territorialidade; Localizar informações em plantas de arruamento; Desenvolver noções de cartografia, através da leitura de mapas; Utilizar diferentes linguagens como desenhos, mapas, fotos e filmes, para adquirir eexpressar conhecimento geográfico; Utilizar procedimentos de observação, descrição, comparação na leitura da paisagem econstrução de explicações sobre os fatos geográficos; Desenvolver atitude de responsabilidade consciente no tratamento da natureza;CONTEÚDOS Localização de trajetos específicos no Google mapas; Desenhos de trajetos com legenda; Interpretação de legendas em plantas de arruamento e mapas; Apresentação do mapa mundi, mapa do Brasil e do município. Identificação de continentes e oceanos; Identificação das regiões brasileiras; Localização do Estado pátrio dos alunos nas respectivas regiões. Diferenciação da paisagem local nas diferentes regiões; Causas que levaram as famílias a migrarem para SBC; Identificação de alguns problemas gerados nas diferentes regiões, devido à utilização detécnicas predatórias que acarretam poluição e desmatamento.EDUCAÇÃO FÍSICAOBJETIVOS Participar de atividades rítmicas, brincadeiras, jogos e esportes, organizando-os comautonomia, criando e recriando regras; Participar de diferentes atividades corporais ligadas à cultura, especificamente a dança,adotando uma atitude cooperativa e solidária, sem discriminar os colegas pelas suascrenças ou por razões sociais, físicas, de gênero ou classe.CONTEÚDOS Respeito a si e ao outro; Reconhecimento de regras oficiais pertinentes ao Basquete e Handebol. Desenvolvimento da capacidade de adaptar espaços, materiais e regras em atividadesdesportivas (basquete, handebol); Percepção do ritmo pessoal e grupal;
  43. 43. 43 Pesquisa em diversos materiais sobre brincadeiras de origem africana; Participação em brincadeiras de origem africana.ARTEOBJETIVOS Conhecer e apreciar diferentes produções da artista Tarsila do Amaral, observando ecomparando os elementos que compõem paisagens; Criar paisagens com dois planos, utilizando vários meios e suportes; Conhecer e apreciar diferentes danças e músicas pertinentes ao histórico cultural dafreguesia de São Bernardo do Campo; Conhecer e apreciar a arte africana, mais detalhadamente as máscaras e instrumentos; Contextualizar a história cultural das máscaras e instrumentos de origem africana; Confeccionar máscaras e objetos sonoros de origem africana.CONTEÚDOS Apreciação e análise de diferentes obras artísticas (Obras para apreciação da Tarsila doAmaral e Arte Africana); Estudo do tempo histórico que contextualiza a criação das obras artísticas apreciadas; Apreciação e análise de produções de artes visuais próprias e de colegas; Reflexão sobre os processos de criação pessoal, dos colegas e de artistas; Experimentação pelos alunos em suas produções artísticas de diferentes meios e suportes; Apreciação de músicas; Participação de momentos que envolvam dança;PLANEJAMENTO ANUAL1ºano / Ciclo IILÍNGUA PORTUGUESAOBJETIVOSORALIDADE Expressar os pensamentos de forma clara e coerente; Expressar os pensamentos de forma a defender seu ponto de vista; Preparar antecipadamente exposições orais; Realizar exposições orais, adequando o discurso aos diferentes interlocutores.LEITURA Localizar informações explícitas em textos lidos por si; Interpretar questões implícitas em textos lidos pela professora e por si; Ler para alcançar diferentes objetivos. Preocupar-se em fazer boas indicações literárias; Buscar com ajuda informações em fontes escritas de diferentes tipos.
  44. 44. 44ESCRITA Reescrever coerentemente textos narrativos; Aprimorar organização do texto em parágrafos; Utilizar adequadamente letras maiúsculas e minúsculas; Produzir textos de autoria de acordo com as características do gênero; Aprimorar utilização dos recursos do sistema de pontuação; Minimizar quantidade de erros ortográficos em seus registros, em virtude das regularidadesortográficas trabalhadas; Utilizar o dicionário adequadamente; Fazer uso da linguagem formal nas produções, minimizando as marcas de oralidade; Ampliar utilização adequada de questões gramaticais específicas; Revisar textos a partir de apontamentos feitos pelo docente.CONTEÚDOSORALIDADE Gêneros discursivos: Poemas Piadas Debates Defesa do ponto de vista e manutenção de coerência; Respeito às diferentes opiniões; Planejamento e organização do discurso com a finalidade de exposição oral.LEITURA Interpretação de textos diversos; Escuta de textos lidos pelo professor e realização de antecipações e inferências; Leitura silenciosa, leitura em voz alta e escuta da leitura realizada por outra pessoa; Busca de informações e consulta a fontes de diferentes tipos (jornais, revistas,enciclopédias, Internet etc.), com orientação ou não do professor; Utilização de diferentes modalidades de leitura adequadas a diferentes objetivos, como lerpara revisar, obter informação rápida, seguir instruções, aprender, aprender a escrever, porprazer, etc.; Empréstimo de livros na biblioteca da unidade escolar para pesquisas e leituras; Observação e análise de textos especialmente bem escritos;ESCRITA Paragrafação; Utilização dos recursos do sistema de pontuação como maiúscula inicial, ponto final, pontode exclamação, ponto de interrogação, vírgula, dois pontos e travessão; Diferenciação entre o discurso direto e indireto; Produção de textos de autoria, considerando o destinatário, finalidade e características dogênero: Contos de artimanha Cartas ao leitor Diário Estabelecimento de algumas regularidades ortográficas e constatação de algumas
  45. 45. 45irregularidades (inclusive as de acentuação); Uso do dicionário; Aprimoramento no emprego da concordância verbal e nominal; Introdução de conectivos mais adequados à linguagem escrita; Revisão do próprio texto, procurando aprimorá-lo, levando em conta os seguintes aspectos:adequação ao gênero, coerência e coesão textual, pontuação e ortografia;MATEMÁTICANÚMEROS E OPERAÇÕES Ler e comparar números do Sistema de Numeração Decimal compostos por até seisordens; Resolver situações-problema, envolvendo as quatro operações fundamentais; Solucionar situações-problema que envolva o uso de mais de uma técnica operatória; Resolver técnicas operatórias; Conceituar fração; Representar frações; Comparar frações com denominador comum;TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Recolher dados e informações, elaborando formas para organizá-los e expressá-los; Interpretar dados apresentados sob forma de tabelas e gráficos; Compreender e resolver situações-problema que envolva gráficos e tabelas.ESPAÇO E FORMA Diferenciar retas, segmentos de retas e linhas; Classificar ângulos: reto, agudo e obtuso. Utilizar transferidor para medir ângulos; Identificar polígonos; Nomear polígonos; Calcular perímetro de polígonos diversos;GRANDEZAS E MEDIDAS Ler horas e minutos; Estabelecer relações entre horas e minutos; Resolver problemas envolvendo medidas de tempo; Resolver problemas envolvendo medidas de capacidade, massa e comprimento; Reconhecer submúltiplos e múltiplos do metro, transformando algumas medidas.CONTEÚDOSNÚMEROS E OPERAÇÕES Reconhecimento dos números naturais compostos por até no mínimo 6 ordens; Análise, interpretação, resolução e formulação de situações-problema que envolvamnúmeros naturais e racionais (frações);
  46. 46. 46 Adição com reagrupamento, Subtração com recurso, Multiplicação com dois algarismos nomultiplicador e Divisão com dois algarismos no divisor; Desenvolvimento de estratégias de verificação e controle de resultados pelo uso do calculomental e calculadora; Conceito de frações; Leitura, escrita, representação e comparação de frações;TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Leitura e interpretação de dados apresentados de maneira organizada (por meio de listas,tabelas, diagramas e gráficos) e construção dessas representações; Compreensão e resolução de situações-problema que envolva tabelas e gráficos; Identificação das possíveis maneiras de combinar elementos de uma coleção e decontabilizá-los usando estratégias pessoais; Utilização de informações dadas para avaliar probabilidades.ESPAÇO E FORMA Retas, segmentos de retas e linhas; Ângulos: reto, agudo e obtuso. Procedimentos para utilização do transferidor; Identificação de figuras poligonais na planificação de sólidos geométricos; Exploração das planificações de algumas figuras tridimensionais; Identificação de semelhanças e diferenças entre polígonos (lados, ângulos); Perímetro.GRANDEZAS E MEDIDAS Reconhecimento e utilização das unidades de medidas de tempo; Resolução de situações-problema envolvendo medidas de tempo; Leitura de horas no relógio analógico e digital; Reconhecimento e utilização das unidades de medidas de comprimento, massa ecapacidade; Resolução de situações-problema envolvendo medidas de comprimento, massa ecapacidade; Resolução de situações-problema envolvendo sistema monetário brasileiro; Transformações entre KM, M, CM e MM. Utilização das medidas de tempo e realização de conversão simples.CIÊNCIASOBJETIVOS Reconhecer a importância de uma boa alimentação para o crescimento e desenvolvimentodo organismo; Identificar os órgãos envolvidos no processo de digestão; Orientar cuidados a fim de evitar doenças relacionadas ao sistema digestório; Conceituar solo; Compreender o processo de surgimento do solo; Identificar os diferentes tipos de solo; Reconhecer os cuidados que se deve ter para manter o solo produtivo; Reconhecer algumas das causas da destruição do solo;

×