Interdisciplinaridade eTecnologias Educacionais nas Ciências Humanas,  Linguagens e Códigos                     Regina Tri...
• O que éinterdisciplinaridade?   Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Cód...
Para Ivani Fazenda (1992, 1995) Uma atitude de espírito. Uma forma de permitir uma educação mais permanente.    Uma forma ...
Capra (1996): A essência da interdisciplinaridade é caracterizada poruma visão de mundo integradora,             ecológi...
Mas “o mundo” não foisempre, interdependente,   integrado????   Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciên...
Quem o des-integrou?????     Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos ...
Antes de 1500 Visão de mundo:   Orgânica;   Interdependência do fenômenos   materiais e espirituais;   Subordinação das ne...
A partir dos séculos XVI e XVII ... Mudanças revolucionárias na Física e na Astronomia (Copérnico, Galileu e Newton) – noç...
Conseqüências: Grandes benefícios para o desenvolvimento da ciência                                MAS Pesado ônus – perda...
Francis Bacon (1561 – 1626)(lançou as bases do pensamento científico ocidental)    Para Bacon o objetivo da ciência é     ...
Descartes (1596-1650)(considerado o fundador da ciência moderna)  Propôs: o método analítico e dedutivo  – os pensamentos ...
Descartes(continuação)Ênfase exagerada levou a:• Fragmentação das disciplinas;• Fragmentação do pensamento;• Reducionismo ...
Isaac Newton (1642-1727) O mundo é um sistema mecânico que pode ser descrito de forma objetiva sem necessidade de se fazer...
O sucesso do modelo mecanicistade Newton (que se consolida com ateoria da química atômica) faz com  que os princípios do s...
Paradigma tradicional(síntese)   Natureza, ser humano, plantas e animais –   máquina   O todo é compreendido a partir das ...
Visão mecanicista ouvisão cartesiana de mundo Separa os indivíduos de seus relacionamentos, não reconhecendo a importância...
E na Educação? A ênfase excessiva dada ao método cartesiano levou à:   fragmentação do nosso pensamento;   unilateralidade...
• Quais são as implicações do  pensamento cartesiano-newtoniano  em nossas vidas?         Interdisciplinaridade ee Tecnolo...
Atualmente A Ecologia nos ensina que:   A humanidade não é o centro da vida no   planeta;   A terra inteira é parte do nos...
Novas descobertas, novasformas de pensar Princípio da Incerteza (Heisenberg) Princípio da Complementaridade (Bohr) Teoria ...
Novas formas de pensar Os próprios progressos da Ciência mostraram suas falhas anteriores e estão nos levando a novas form...
Novas formas de organizar o conhecimento científico (ENGLOBANDO AS ANTERIORES TAMBÉM!) Disciplinaridade Interdisciplinarid...
Transdisciplinaridade Rompimento de barreiras Destruição de fronteiras Visão pluralista e multirreferencial Diferentes nív...
• Como ocorre o conhecimento?  –   O entendimento que se tem da resposta a      esta questão, mesmo que de forma      inco...
Relacionar: a forma de pensar (e organizar) o conhecimento                  com o comportamento humano (sobretudo as ações...
Boaventura SantosBusca esclarecer os valores quepresidem os modos de fazer ciência.  Duas concepções de conhecimento  (edu...
Paradigma emergenteMoraes (1996) e Ramos (1996)  Deve ser capaz de gerar ambientes  de aprendizagem que:   compreendam o s...
Paradigma emergenteMoraes (1996) e Ramos (1996)(continuação)  levando em consideração os  aspectos      físicos,      biol...
Paradigma emergente(continuação)     - preocupação em formar indivíduos     autônomos, criativos, críticos,        coopera...
Novos tempos, novos desafios Cultura Digital   Atuações no ciberterritório   Novas habilidades   Novas linguagens   Novos ...
Novos tempos, novos desafios- A PARTIR DE 1990 – cultura digital      - grande interação entre os usuários          - novo...
Novos tempos, novos desafios Atuar no ciberterritório –        • nova cartografia• novos sentidos e comportamentos Surge u...
Novos tempos, novos desafios        acesso   às informações          troca de informações         comunicações coletiva...
E a EDUCAÇÃO?A educação encontra-se confusa   – cenário de      – excesso de oferta de meios           » de informação,   ...
E a EDUCAÇÃO? Além disso: – convivência de professores e alunos -   formados de maneiras tão distintas:    – tendo desenvo...
• Homo Zappiens (Ween, 2009) • Nativos digitais (Prensky, 2001)• Geração Digital (Tapscott, 1999)    Interdisciplinaridade...
Aluno – pode ser (certamente será) um Homo zappiens   Zappiens – de zapear (ficar trocando de canais)- Geração que nasceuc...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração C Descobriram o mundo por meio de uma grande variedade de recursos tecnológicos:   mu...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração CEstes recursos permitiram:  controle sobre o fluxo de informações,  mesclar comunida...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração CAprenderam a interpretar imagens antes deaprender a ler.Possuem habilidades icônicas...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração C Novas habilidades cognitivas? Fátima Régis (2010) TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO, ENTRE...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração CNovas habilidades cognitivas?  novas competências cognitivas estão sendo  desenvolvi...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração C novas competências cognitivas - Cibertextuais -   as mídias digitais demandam um es...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração C novas competências cognitivas - Lógicas - Hipertextos, (google...) - estímulo a hab...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração Cnovas competências cognitivas -Criativas -Necessárias quando  se participa de ativid...
Homo Zappiens Nativos digitais Geração C• novas competências cognitivas -• Sensoriais -• Necessárias quando é preciso reun...
Homo ZappiensNativos digitaisGeração C novas competências cognitivas - Sociais – possibilitam processos de colaboração ent...
Comunicação e Educação  Relação entre comunicação e  educação –    relação estratégica, estrutural    definidora das relaç...
Entender o mundo hoje –    -compreensão de várias          linguagens    - expressão (publicação)    - em várias linguagen...
Educadores   Ação muito mais      complexa      Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Li...
Educadores - Imigrantes    digitais:–   Mais centrada em caracteres semânticos–   Aprenderam a ler só em preto e branco e ...
Educadores Aprendizagem  mais fundamentada no paradigma  tradicional  na organização do conhecimento em  disciplinas (esta...
APRENDIZAGEM- Teia de dimensões:   -   Afetiva   -   Sensorial   -   Simbólica   -   Estética   -   Formal   -   Não-forma...
Uso de Tecnologias Educativas permiteformas de participação ativa dos educandos             •  em processos interativos,  ...
Saber relacionado aos conteúdos (SIM!!!)Saber fazerSaber sentir e ser – sentipensar             que envolve sensibilidade,...
• Sensibilidade,         • amorosidade• compreensão de contextos    coletivos e individuais.     Interdisciplinaridade ee ...
Questão primeira: Jamais tecnológica!       HUMANA                                                                        ...
ReferênciasBASTOS, J. A. A educação tecnológica: conceitos, características eperspectivas, in A Educação e Tecnologia. Tec...
Para saber mais:Não deixe de acessar :- Livro: A cibercultura e seu espelho. Disponível em(http://abciber.org/publicacoes/...
Interdisciplinaridade eTecnologias Educacionais nas Ciências Humanas,  Linguagens e Códigos                     Regina Tri...
Regina xavier  seminário de boas práticas pedagógicas e digitais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Regina xavier seminário de boas práticas pedagógicas e digitais

5.228 visualizações

Publicada em

3º Seminário de Boas Práticas Pedagógicas Digitais 2012, Rio Grande RS, Brasil, envolvendo 200 educadores da 18ª CRE Rio Grande, 5ª CRE Pelotas e 13ª CRE Bagé,m da região F, da SeducRS.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.228
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.499
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Regina xavier seminário de boas práticas pedagógicas e digitais

  1. 1. Interdisciplinaridade eTecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Regina Trilho Otero Xavier Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  2. 2. • O que éinterdisciplinaridade? Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  3. 3. Para Ivani Fazenda (1992, 1995) Uma atitude de espírito. Uma forma de permitir uma educação mais permanente. Uma forma de compreender e modificar o mundo. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  4. 4. Capra (1996): A essência da interdisciplinaridade é caracterizada poruma visão de mundo integradora, ecológicaque reconhece a interdependência fundamental de todos os fenômenos. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  5. 5. Mas “o mundo” não foisempre, interdependente, integrado???? Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  6. 6. Quem o des-integrou????? Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  7. 7. Antes de 1500 Visão de mundo: Orgânica; Interdependência do fenômenos materiais e espirituais; Subordinação das necessidades individuais às da coletividade. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  8. 8. A partir dos séculos XVI e XVII ... Mudanças revolucionárias na Física e na Astronomia (Copérnico, Galileu e Newton) – noção de mundo como uma máquina. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  9. 9. Conseqüências: Grandes benefícios para o desenvolvimento da ciência MAS Pesado ônus – perda para a humanidade em termos de  sensibilidade,  valores,  sentimentos. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  10. 10. Francis Bacon (1561 – 1626)(lançou as bases do pensamento científico ocidental) Para Bacon o objetivo da ciência é dominar e controlar a natureza. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  11. 11. Descartes (1596-1650)(considerado o fundador da ciência moderna) Propôs: o método analítico e dedutivo – os pensamentos e problemas devem ser decompostos em suas partes componentes, numa ordem lógica. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  12. 12. Descartes(continuação)Ênfase exagerada levou a:• Fragmentação das disciplinas;• Fragmentação do pensamento;• Reducionismo – • crença em que todos os fenômenos, mesmo os mais complexos podem ser entendidos através da análise de suas partes constituintes; constituintes Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  13. 13. Isaac Newton (1642-1727) O mundo é um sistema mecânico que pode ser descrito de forma objetiva sem necessidade de se fazer menção ao observador. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  14. 14. O sucesso do modelo mecanicistade Newton (que se consolida com ateoria da química atômica) faz com que os princípios do seu método sejam adotados por todas as ciências,inclusive as ciências humanas. humanas Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  15. 15. Paradigma tradicional(síntese) Natureza, ser humano, plantas e animais – máquina O todo é compreendido a partir das partes Verdade absoluta na ciência Só se considera científico as coisas que podem ser medidas e quantificadas O homem é visto como separado da natureza A natureza é vista como sendo obrigada a servir ao homem. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  16. 16. Visão mecanicista ouvisão cartesiana de mundo Separa os indivíduos de seus relacionamentos, não reconhecendo a importância do contexto em que estão inseridos. Gerou individualismo exagerado e egocentrismo humano Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  17. 17. E na Educação? A ênfase excessiva dada ao método cartesiano levou à: fragmentação do nosso pensamento; unilateralidade de nossa visão; direcionando a nossa educação para valores fragmentados, superespecialização, processos de alienação: MENTE TÉCNICA E CORAÇÃO VAZIO Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  18. 18. • Quais são as implicações do pensamento cartesiano-newtoniano em nossas vidas? Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  19. 19. Atualmente A Ecologia nos ensina que: A humanidade não é o centro da vida no planeta; A terra inteira é parte do nosso corpo. PENSAMENTO ECOLÓGICO INTERDISCIPLINAR TRANSDISCIPLINAR Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  20. 20. Novas descobertas, novasformas de pensar Princípio da Incerteza (Heisenberg) Princípio da Complementaridade (Bohr) Teoria das Estruturas Dissipativas (Prigogine) Teoria Autopoiética (Maturana e Varela) Teoria da Enação (Varela) Pensamento Complexo (Morin) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  21. 21. Novas formas de pensar Os próprios progressos da Ciência mostraram suas falhas anteriores e estão nos levando a novas formas de pensar: Visão de mundo total, INTEGRADO; Nova maneira de pensar a totalidade; UM NOVO PARADIGMA PARA A EDUCAÇÃO. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  22. 22. Novas formas de organizar o conhecimento científico (ENGLOBANDO AS ANTERIORES TAMBÉM!) Disciplinaridade Interdisciplinaridade Transdisciplinaridade Inseparabilidade sujeito/objeto, corpo/mente, educador/educando Integração da experiência objetiva com a subjetiva Sentipensar e atuar MORAES, 2008 Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  23. 23. Transdisciplinaridade Rompimento de barreiras Destruição de fronteiras Visão pluralista e multirreferencial Diferentes níveis de realidade Necessidade de uma pluralidade de olhares e linguagens para compreender a complexidade da realidade. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  24. 24. • Como ocorre o conhecimento? – O entendimento que se tem da resposta a esta questão, mesmo que de forma inconsciente, vem determinando nossas inconsciente ações, sobretudo as ações educativas. – Fernando Becker Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  25. 25. Relacionar: a forma de pensar (e organizar) o conhecimento com o comportamento humano (sobretudo as ações educativas) buscando – explicitar os valores que estão na base das ações. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  26. 26. Boaventura SantosBusca esclarecer os valores quepresidem os modos de fazer ciência. Duas concepções de conhecimento (educação e de sociedade): Paradigma dominante da ciência moderna, Paradigma emergente (de um conhecimento prudente para uma vida decente) ou paradigma da solidariedade. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  27. 27. Paradigma emergenteMoraes (1996) e Ramos (1996) Deve ser capaz de gerar ambientes de aprendizagem que: compreendam o ser humano em sua totalidade, com seus diferentes estilos de aprendizagem e distintas formas de resolver problemas, Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  28. 28. Paradigma emergenteMoraes (1996) e Ramos (1996)(continuação) levando em consideração os aspectos físicos, biológicos, mentais, psicológicos, morais, culturais e sociais dos aprendizes. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  29. 29. Paradigma emergente(continuação) - preocupação em formar indivíduos autônomos, criativos, críticos, cooperativos, solidários, fraternos, mais integrados e harmoniosos,isto é, indivíduos intelectual e humanamente competentes; competentes Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  30. 30. Novos tempos, novos desafios Cultura Digital Atuações no ciberterritório Novas habilidades Novas linguagens Novos códigos Novos meios de expressão Novos meios de publicação Novas formas de tratar linguagens e códigos Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  31. 31. Novos tempos, novos desafios- A PARTIR DE 1990 – cultura digital - grande interação entre os usuários - novos canais de sociabilidade - novos canais de expressão cultural e de participação política RECONFIGURAÇÃO DA VIDA COTIDIANA DOS INDIVÍDUOS Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  32. 32. Novos tempos, novos desafios Atuar no ciberterritório – • nova cartografia• novos sentidos e comportamentos Surge um novo sujeito em um espaço que não é privado, nem público, mas coletivo e midiático. (FERRARA, 2009) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  33. 33. Novos tempos, novos desafios acesso às informações troca de informações comunicações coletivas (a instantaneidade de tudo isto) São determinantes de novos tempos que exigem novas habilidades e conduzem a novos comportamentos. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  34. 34. E a EDUCAÇÃO?A educação encontra-se confusa – cenário de – excesso de oferta de meios » de informação, » de expressão e » de publicação – consumos aligeirados incessantes, – tendo que formar para um futuro que não se sabe como será ... Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  35. 35. E a EDUCAÇÃO? Além disso: – convivência de professores e alunos - formados de maneiras tão distintas: – tendo desenvolvido habilidades muito diferentes nas formas de – tratar as informações, – se comunicar, – trabalhar – momentos de lazer (Viver) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  36. 36. • Homo Zappiens (Ween, 2009) • Nativos digitais (Prensky, 2001)• Geração Digital (Tapscott, 1999) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  37. 37. Aluno – pode ser (certamente será) um Homo zappiens Zappiens – de zapear (ficar trocando de canais)- Geração que nasceucom o mouse e ocontrole remoto nasmãos (de 1990 para cá) (Ween, 2009) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  38. 38. Homo ZappiensNativos digitaisGeração C Descobriram o mundo por meio de uma grande variedade de recursos tecnológicos: muitos canais de televisão, jogos de computador, video games, iPods, sites, Wikis, blogs, telefones celulares ... Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  39. 39. Homo ZappiensNativos digitaisGeração CEstes recursos permitiram: controle sobre o fluxo de informações, mesclar comunidades virtuais e reais, comunicarem-se e colaborarem em rede, de acordo com suas necessidades. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  40. 40. Homo ZappiensNativos digitaisGeração CAprenderam a interpretar imagens antes deaprender a ler.Possuem habilidades icônicas: Telas coloridas Imagens múltiplas Som e movimento Ícones piscantes Hiperlinks E até textos... As estratégias para encontrar informação nesse mundo multimídia são diferentes das que os imigrantes digitais foram ensinados. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  41. 41. Homo ZappiensNativos digitaisGeração C Novas habilidades cognitivas? Fátima Régis (2010) TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO, ENTRETENIMENTO E COMPETÊNCIAS COGNITIVAS NA CIBERCULTURA O que as crianças aprendem e a maneira como aprendem, depende, em grande parte, dos objetos que são colocados em suas mãos. FRIEDRICH FROEBEL (Educador alemão e criador do Kindergarten) 42 Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  42. 42. Homo ZappiensNativos digitaisGeração CNovas habilidades cognitivas? novas competências cognitivas estão sendo desenvolvidas nas práticas comunicativas do entretenimento contemporâneo cibertextuais, lógicas, criativas, sensoriais e sociais. (RÉGIS, 2010) (estão sendo desenvolvidas FORA DA ESCOLA) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  43. 43. Homo ZappiensNativos digitaisGeração C novas competências cognitivas - Cibertextuais - as mídias digitais demandam um esforço diferente (envolvem habilidades sensoriais e lógicas) lógicas os hipertextos estimulam a conexão de diferentes produtos culturais os processos de leitura requerem a participação do leitor na construção da própria obra, gerando produção e associação de conteúdo, de forma conteúdo completamente diferente do que ocorre em relação à leitura linear. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  44. 44. Homo ZappiensNativos digitaisGeração C novas competências cognitivas - Lógicas - Hipertextos, (google...) - estímulo a habilidades mentais tradicionalmente ligadas à lógica e resolução de problemas: tomada de decisão, análise e reconhecimento de padrões atividades associativas orientação espacial. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  45. 45. Homo ZappiensNativos digitaisGeração Cnovas competências cognitivas -Criativas -Necessárias quando se participa de atividades colaborativas na rede intervenção nos produtos na rede Internet criação de obras inéditas, seja pela criação por meio de mixagens (blogs, redes de relacionamento - chamada Web 2.0) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  46. 46. Homo Zappiens Nativos digitais Geração C• novas competências cognitivas -• Sensoriais -• Necessárias quando é preciso reunir• vários meios simultaneamente e combinar linguagens e textualidades distintas,• despertando diversos sentidos e• desafiando capacidades sensoriais, – – perceptivas, – táteis – de atenção seletiva e – de percepção seletiva Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  47. 47. Homo ZappiensNativos digitaisGeração C novas competências cognitivas - Sociais – possibilitam processos de colaboração entre indivíduos reunidos em comunidades virtuais, listas de discussão, blogs com finalidades de busca, produção e partilha de informações adicionais sobre seus produtos culturais favoritos. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  48. 48. Comunicação e Educação Relação entre comunicação e educação – relação estratégica, estrutural definidora das relações que existirão no ambiente educacional Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  49. 49. Entender o mundo hoje – -compreensão de várias linguagens - expressão (publicação) - em várias linguagens e - em vários suportes (mídias). FANTIN (2008) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  50. 50. Educadores Ação muito mais complexa Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  51. 51. Educadores - Imigrantes digitais:– Mais centrada em caracteres semânticos– Aprenderam a ler só em preto e branco e de forma linear e estática– Aprenderam a fazer uma coisa de cada vez e em silêncio– Tudo tinha que ser ensinado– Comportamento passivo para a aprendizagem - valorizado. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  52. 52. Educadores Aprendizagem mais fundamentada no paradigma tradicional na organização do conhecimento em disciplinas (estanques) Na divisão do todo em partes (sem ou com pouco conhecimento das relações entre as partes propriamente ditas e entre o todo e as partes) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  53. 53. APRENDIZAGEM- Teia de dimensões: - Afetiva - Sensorial - Simbólica - Estética - Formal - Não-formal - Informal - Não circunscrita ao tempo/espaço - FANTIN (2008) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  54. 54. Uso de Tecnologias Educativas permiteformas de participação ativa dos educandos • em processos interativos, • em diversas linguagens, • em diversos suportes, • independente de tempo e local. FANTIN (2008) Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  55. 55. Saber relacionado aos conteúdos (SIM!!!)Saber fazerSaber sentir e ser – sentipensar que envolve sensibilidade, escuta sensível, fala sensível e muito querer bem – na construção de si, – do outro e – do coletivo Educadores:Saber complexo, inter e transdisciplinar Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  56. 56. • Sensibilidade, • amorosidade• compreensão de contextos coletivos e individuais. Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  57. 57. Questão primeira: Jamais tecnológica! HUMANA OBRIGADA! Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  58. 58. ReferênciasBASTOS, J. A. A educação tecnológica: conceitos, características eperspectivas, in A Educação e Tecnologia. Tecnologia e Interação. Curitiba:CEFET/PR, 1998.CHAGAS, M. M. A disseminação do conhecimento tecnológico e a aquisição de novosconhecimentos por parte dos trabalhadores de uma indústria reestruturada produtivamente: umestudo de caso. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Tecnologia, CentroFederal de Educação Tecnológica do Paraná. Curitiba, 2002.FANTIN, Mônica. Liga, Roda, Clica.Campinas, SP: Papirus, 2008.GAMA, Ruy, Tecnologia e o Trabalho na História. São Paulo: Studio Nobel, 1986.MEDEIROS, Zulmira; VENTURA, Paulo Cezar. O conceito Cultura Tecnológica e um estudono meio educacional . Disponível emhttp://www.portal.fae.ufmg.br/seer/index.php/ensaio/article/viewFile/133/183. Acesso em 14 deagosto de 2011.REIS, Junias. O conceito de tecnologia educacional para alunos do ensino médio e superior.Disponível emhttp://alb.com.br/arquivo-morto/edicoes_anteriores/anais17/txtcompletos/sem16/COLE_932.pdf.Acesso em 14 de agosto de 2011.ROCHA NETO, Ivan. Tecnologias Sociais. Disponível emhttp://ieham.org/html/docs/Tecnologias_Sociais_Conceitos_e_perspectivas.pdf. Acesso em 14 deagosto de 2011.Tickton, S. To improve learning: an evaluation of instructional technology. New York, Bowkwer,1970...............LEMOS, JAMBEIRO estão no Livro: A cibercultura e seu espelho. Disponível em (http://abciber.org/publicacoes/livro1/a_cibercultura_e_seu_espelho.pdf) – não deixem de leralgumas partes desse livro – FANTÁSTICO!!! Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  59. 59. Para saber mais:Não deixe de acessar :- Livro: A cibercultura e seu espelho. Disponível em(http://abciber.org/publicacoes/livro1/a_cibercultura_e_seu_espelho.pdf)- E o material: "Cibercultura: o que muda na Educação". ProgramaTVEscola. http://www.tvbrasil.org.br/saltoparaofuturo/boletins.asp e noYou Tube 1º Programa http://www.youtube.com/watch?v=AoR8Bfo4pG4>2º Programa http://www.youtube.com/watch?v=c-NreGRqHuw 3º Programa http://www.youtube.com/watch?v=qDUDYrRS8Eo 4º Programa http://www.youtube.com/watch?v=AIA1ncR3T4Y 5º Programa http://www.youtube.com/watch?v=NSOQFkoZ3RY Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos
  60. 60. Interdisciplinaridade eTecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Regina Trilho Otero Xavier Interdisciplinaridade ee Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos Interdisciplinaridade Tecnologias Educacionais nas Ciências Humanas, Linguagens e Códigos

×