Murtosa Ciclável 28 abr2012

4.482 visualizações

Publicada em

O Planeamento da Mobilidade Ciclável DE LAZER EM municípios da RIA DE AVEIRO (2007-2012)

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Murtosa Ciclável 28 abr2012

  1. 1. O PLANEAMENTO DA MOBILIDADECICLÁVEL DE LAZER EM MUNICÍPIOS DARIA DE AVEIRO(2007-2012)José Carlos Mota (jcmota@ua.pt)Artur Rosa Pires (arp@ua.pt)Departamento de Ciências Sociais,Políticas e do TerritórioUniversidade de Aveiro
  2. 2. 1. A construção de um Projecto 1.1. Um ‘contexto original’ localMurtosa Ciclável Tradição Condições naturais favoráveis Vontade política …um lugar central enquanto factor Mobilidade estratégico de desenvolvimento? Sustentável
  3. 3. 1. A construção de um Projecto 1.1. Um ‘contexto original’ (global, nacional e regional)Murtosa Ciclável Modos Suaves de Mobilidade (emergente) Vontade política (Projecto Mobilidade Sustentável - APA) Universidade ligada à região envolvente Uma ‘escola de planeamento do território’ (ciências sociais aplicadas) Exercício de liderança colaborativa (CIRA/UA)
  4. 4. 1. A construção de um Projecto 1.2. PropósitoMurtosa Ciclável ‘Mobilidade sustentável’ como um desafio para o desenvolvimento local: valorizando os recursos naturais e o património; apoiando cultura e identidade; promovendo meios de transporte saudável; e, no caminho, explorando oportunidades económicas.
  5. 5. 1. A construção de um Projecto 1.3. Quadro teórico de referênciaMurtosa Ciclável À MOBILIDADE CICLÁVEL VIAS CICLÁVEIS CRIANÇAS E JOVENS Dimensão 1 POPULAÇÃO ACTIVA E ESTACIONAMENTO Dimensão 2 EMPRESAS Actividades de Actividades de EQUIPAMENTOS DE Apoio e Prestação Dinamização da APOIO TURISTAS de Serviços à Mobilidade Ciclável SERVIÇOS DE APOIO Mobilidade Ciclável FAMILIAS E OUTROS QUADRO INSTITUCIONAL DE APOIO À MOBILIDADE CICLÁVEL QUADRO INSTITUCIONAL DE Dimensão 4 ANIMAÇÃO Dimensão 3 Actividades de I&D Actividades de ligados à SERVIÇOS Animação da mobilidade ciclável Mobilidade Ciclável INFORMAÇÃO CERTIFICAÇÃO ORGANIZAÇÃO INOVAÇÃO NÍVEL NACIONAL, REGIONAL E LOCAL
  6. 6. 1. A construção de um Projecto 1.4. Quadro operativo de referênciaMurtosa Ciclável Construir sobre dinâmicas e experiências semelhantes – BioRia (perspectiva incrementalista) Inspirados em experiências e redes internacionais Envolver parceiros locais, regionais e nacionais (fortalecer o quadro social e institucional de suporte) Experimentação ‘orientada’ (aprender fazendo, mas com um quadro de referência) NaturRia Fóruns Murtosa Ciclável
  7. 7. 1. A construção de um Projecto 1.5. Mobilização de recursos financeirosMurtosa Ciclável / CicloRia Candidatura ao Programa ‘Valorização do Território’ - Acções Inovadoras para a Acessibilidade e Mobilidade Urbana (POVT) - valorização dos modos suaves numa perspectiva inovadora – promover o uso, animando e qualificando a infra-estrutura;
  8. 8. 2. Actividades/Resultados 2.1.Concepção de Percursos cicláveis e sinaléticaCicloRia Rede Projectada tem cerca 175 Km de extensão; Dois eixos principais, a Linha Praias e a Linha Nascente, sendo servida por eixos de acesso transversais e complementada por percursos de âmbito local; Traçado foi concebida para revelar o património paisagístico, ambiental (fauna, flora) e cultural; potenciar o conhecimento científico disponível; aproveitar os recursos existentes nos aglomerados urbanos; articular com outros modos de transporte, nomeadamente colectivos; potenciar a actividade de lazer e turismo; e incitar à utilização da bicicleta nas deslocações quotidianas. Aproveitar caminhos existentes
  9. 9. 2. Actividades/Resultados 2.2. Bicicletas e fruição dos percursos cicláveisMurtosa Ciclável
  10. 10. 2. Actividades/Resultados 2.3. Ligar educação e ambiente/saúde/mobilidadeCicloRia [Objectivos] instrumento que integre a temática da bicicleta nos conteúdos pedagógicos, introduzindo objectos do quotidiano nos exercícios curriculares; aumente o interesse e o envolvimento dos alunos com as disciplinas e por conseguinte com a escola e com o meio envolvente; Experiências de actividades com alunos do Ensino Básico e Secundário: Na sala de aula – a bicicleta e a saúde No recreio – Os Cientistas da Bicicleta Cooperação inter-escolas no âmbito do projecto pedagógico.
  11. 11. 2. Actividades/Resultados 2.4 Ligar Ambiente, Cultura e Economia (valorização do conhecimento científico)CicloRia Sistematização, organização e valorização do conhecimento científico produzido sobre vários elementos da Ria de Aveiro e sobre o seu potencial para qualificação e animação da mobilidade ciclável de lazer no seu território Como potenciar desenvolvimento conhecimento (propostas diferentes); Desencontro de opiniões e um novo consenso em torno de um caminho (construção social – avanços e recuos); Encontro de Operadores Turísticos para definição de produtos a explorar e identificação de necessidades dos mesmos. Com a presença de: Operadores, Turismos do Centro, Municípios, Investigadores, … Definição de Formatos para Disponibilização de Informação sobre a Ria e os percursos Cicláveis. Ex: Guia, Panfletos Temáticos,
  12. 12. 2. Actividades/Resultados 2.5. Ligar ciência & tecnologia com territórioCicloRia
  13. 13. 2. Actividades/Resultados 2.6. Diversificar a ligação universidade/empresaCicloRia Empreendedorismo/incubação no domínio da mobilidade ciclável/ambiente/lazer & turismo/saúde Plataforma para a Valorização Económica da Bicicleta, que junta os municípios (administradores do território) e parceiros ligados à produção industrial da bicicleta, ao desenvolvimento do sector das TICE, e ao conhecimento científico relativo à tecnologia, ao planeamento do território e da mobilidade e à economia; Iniciativas de promoção do empreendedorismo (Outubro 2010), em colaboração com a Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro (UA): passeio de empresários na área de intervenção e brainstorming de discussão de ‘ideias de negócio sobre Mobilidade Ciclável’; eventualmente lançar um concurso de ideias com a Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro.
  14. 14. 3. Percurso de Ambição e Qualidade reconhecida 3.1. MediáticoMurtosa Ciclável / CicloRia
  15. 15. 3. Percurso de Ambição e Qualidade reconhecida 3.2. Prémio NacionalMurtosa Ciclável / CicloRia Murtosa - Prémio Nacional ‘Mobilidade em Bicicleta’ 2009
  16. 16. 3. Percurso de Ambição e Qualidade reconhecida 3.3. Elogio PRMurtosa Ciclável / CicloRia
  17. 17. 3. Percurso de Ambição e Qualidade reconhecida 3.4. Dimensão internacionalMurtosa Ciclável / CicloRia X Semana Europeia do Cicloturismo 6 a 13 de julho de 2014, na Murtosa
  18. 18. 3. Percurso de Ambição e Qualidade reconhecida 3.5. Comunidade LocalMurtosa Ciclável / CicloRia
  19. 19. 3. Percurso de Ambição e Qualidade reconhecida 3.6. Entre os ‘melhores’Murtosa Ciclável / CicloRia
  20. 20. Murtosa Ciclável / CicloRia 4. Ambição de construir o futuro O tema da bicicleta/mobilidade ciclável na agenda europeia e nacional (não pode ser visto isoladamente; há um contexto favorável) O tema do ‘bem-estar’ (saúde, lazer, identidade, educação, recursos locais e desenvolvimento económico) Massa crítica - Desafios da dinamização económica;
  21. 21. Murtosa Ciclável / CicloRia 4. Ambição de construir o futuro Tradição Condições naturais favoráveis Murtosa Vontade política Ciclável Enquanto ‘factor estratégico de desenvolvimento’ Novas ‘trajectórias de desenvolvimento’ - ‘bem-estar’

×