A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY

848 visualizações

Publicada em

A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY
JOSÉ CARLOS MOTA
PLATAFORMA TECNOLÓGICA DA BICICLETA E MOBILIDADE SUAVE

CONFERÊNCIA «PROJECTO SITES» - 29 OUTUBRO 2014, AVEIRO

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
848
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY

  1. 1. A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY JOSÉ CARLOS MOTA PLATAFORMA TECNOLÓGICA DA BICICLETA E MOBILIDADE SUAVE CONFERÊNCIA «PROJECTO SITES» - 29 OUTUBRO 2014, AVEIRO
  2. 2. 75% das deslocações em Aveiro são feitas em transporte individual. 37% realizam-se em menos de cinco minutos!
  3. 3. distância média diária/indivíduo na área territorial Aveiro/Ílhavo é de cerca de 22 Km (o que espelha bem o modelo de urbanização extensiva do território em causa) o movimento pendular casa-trabalho só representa 60% das viagens (mostrando a multiplicidade de motivos de deslocação) Estudo de ocupação dispersa, UA
  4. 4. razões da não utilização de bicicleta as respostas foram a distância longa (16%), as condições climáticas (15%), coisas a transportar (12%) e a não existência de ciclovias (10%) e de lugar seguro para estacionar a bicicleta (9%) (inquérito a 400 membros da universidade - estudantes, funcionários e docentes; UA e CMA, 2010)
  5. 5. 60% dos dias do ano não chove em Aveiro (Porto tem 220 dias/ano sem chuva; chove só em 140 dias ) Copenhague só tem 115 dias sem chuva (251 dias/ano de precipitação). Amesterdão tem 155 dias sem chuva(215 dias com chuva)
  6. 6. Aveiro é o terceiro concelho a nível nacional com maior número de utilizadores regulares de bicicleta (1.351)
  7. 7. mais de metade da população da região tem uma bicicleta em casa (535 bicicletas/1.000 hab), valor superior à taxa de motorização média (502 veículos/1.000 hab.)
  8. 8. 1/3 das pessoas admite poder utilizar a bicicleta nas suas deslocações quotidianas (Inquérito CMA/UA) dependente da melhoria e expansão da rede ciclável (57%), melhoria das condições dos pavimentos (17%) e aumento da segurança rodoviária (6%) e redução do tráfego rodoviário (2%)
  9. 9. PROJECTO PRIORITÁRIO
  10. 10. BIKE-FRIENDLY CITY ENGINEERING EDUCATION ENCOURAGEMENT ENFORCEMENT EVALUATION/PLANNING http://bikeleague.org/community
  11. 11. INSPIRADO NO CONCEITO BIKE-FRIENDLY DE 2.ª GERAÇÃO CIDADE COMO CAUSA COLECTIVA 2.º GERAÇÃO CIDADES E REGIÕES BIKE-FRIENDLY PRODUÇÃO, VENDA E ALUGUER DE BICICLETAS (INDUST. & ARTESANAL) SISTEMAS COLECTIVOS BICICLETAS – TICE E ENERGIA MICRO-LOGÍSTICA CICLÁVEL (CARGO-BIKES) TERRITÓRIO COMO ESPAÇO DE CRIAÇÃO DE NOVOS PRODUTOS E SERVIÇOS BASEADOS EM CONHECIMENTO (ECONOMIA VERDE) ESPAÇO PÚBLICO (URBANO/RURAL) AMIGO DOS MODOS SUAVES PRODUÇÃO DE COMPONENTES (IND.) E ACESSÓRIOS (MODA) TURISMO E LAZER CICLÁVEL TICE (MOBILIDADE, SAÚDE, TURISMO) EQUIPAMENTOS E MOBILIÁRIO URBANO P/ BICICLETA BICICLETAS ELÉCTRICAS, MOTORES, CARREGAMENTOS ACTIVIDADE FÍSICA E DESPORTO EM BICICLETA (BTT, PISTA, ESTRADA,…) NEGÓCIOS URBANOS BIKE-FRIENDLY VIDA URBANA (EVENTOS E QUOTIDIANA) ESTÍMULO À INVESTIGAÇÃO (EXPLORATÓRIA) – BICICLETA, MOBILIDADE, CIDADES, ECONOMIA (VERDE) ESTÍMULO À GERAÇÃO DE IDEIAS COLECTIVAS (NEGÓCIOS & UTILIDADES COMUNS) E AO ENVOLVIMENTO CÍVICO ESTÍMULO À PROMOÇÃO DO EMPREENDEDORISMO – DESIGN, MATERIAIS, ENERGIA, SAÚDE, TURISMO, CONSTRUÇÃO COLECTIVA – ACTORES PÚBLICOS, EMPRESÁRIOS, INVESTIGADORES E ORGANIZAÇÕES SOCIEDADE CIVIL 1.º GERAÇÃO CIDADES E REGIÕES BIKE-FRIENDLY INFRA-ESTRUTURAÇÃO SINALÉTICA VENDA DE BICICLETAS SENSIBILIZAÇÃO E EDUCAÇÃO SISTEMAS COLECTIVOS DE BICICLETAS CIDADE COMO ‘INFRA-ESTRUTURA’
  12. 12. CONCEITO BIKE-FRIENDLY PROMOÇÃO DO PPPRRROOOMMMOOOÇÇÇÃÃÃOOO DDDOOO UUUUSSSSOOOO DDDDAAAA BBBBIIIICCCCIIIICCCCLLLLEEEETTTTAAAA (de infra-estruturação e sensibilização) criação de condições para o surgimento de NNNNOOOOVVVVOOOOSSSS PPPPRRRROOOODDDDUUUUTTTTOOOOSSSS EEEE SSSSEEEERRRRVVVVIIIIÇÇÇÇOOOOSSSS LLLLIIIIGGGGAAAADDDDOOOOSSSS ÀÀÀÀ BBBBIIIICCCCIIIICCCCLLLLEEEETTTTAAAA EEEE ÀÀÀÀ MMMMOOOOBBBBIIIILLLLIIIIDDDDAAAADDDDEEEE CCCCIIIICCCCLLLLÁÁÁÁVVVVEEEELLLL (do design aos materiais, da saúde ao turismo, das TICE à energia, da educação ao território) e que usem a cidade CCCCOOOOMMMMOOOO EEEESSSSPPPPAAAAÇÇÇÇOOOO DDDDEEEE EEEEXXXXPPPPEEEERRRRIIIIMMMMEEEENNNNTTTTAAAAÇÇÇÇÃÃÃÃOOOO PLATAFORMA TECNOLÓGICA DA BICICLETA E MOBILIDADE SUAVE
  13. 13. UA CAMPUS CIDADE BIKE-FRIENDLY LINHAS DE ACÇÃO INFRAESTRUTURAS CICLOVIAS, ESTACIONAMENTO, SINALIZAÇÃO MOBILIDADE TRANSFERÊNCIA MODAL, TRANSPORTE COLECTIVO INOVAÇÃO DESIGN/MATERIAIS BICICLETA, PAVIMENTOS, TICE, ENERGIA SENSIBILIZAÇÃO COMUNICAÇÃO, EVENTOS, PEDAGOGIA, MERCHANDISING e eventualmente (no futuro) BICICLETA UBIKE, APOIO À AQUISIÇÃO, COSTUMIZAÇÃO
  14. 14. CAMPUS CIDADE ESPAÇO DE FORMAÇÃO BIKE-FRIENDLY 16.500 PESSOAS UA 200 UTILIZADORES (1,2%) 27.829 PESSOAS AVEIRO (ESCOLA/TRABALHO) 573 UTILIZADORES BICICLETA (2,1%) UA 2.000 NOVOS ALUNOS/ANO SEM HÁBITOS DE DESLOCAÇÃO!
  15. 15. CAMPUS CIDADE ESPAÇO DE CRIAÇÃO BIKE-FRIENDLY
  16. 16. CAMPUS CIDADE ESPAÇO DE EXPERIMENTAÇÃO BIKE-FRIENDLY
  17. 17. CAMPUS CIDADE ESPAÇO DE NOVAS CONEXÕES BIKE-FRIENDLY
  18. 18. CAMPUS CIDADE ESPAÇO DE INTERAÇÃO SOCIAL BIKE-FRIENDLY Cycling Without Age http://cyclingwithoutage.org/
  19. 19. CAMPUS CIDADE ESPAÇO DE NOVOS SERVIÇOS BIKE-FRIENDLY
  20. 20. PODE UMA CIDADE BIKE-FRIENDLY (AMIGA DOS CIDADÃOS, DO ESPAÇO PÚBLICO, DO AMBIENTE, DA SAÚDE E DA ECONOMIA) TRANSFORMAR-SE NUM DESÍGNIO COLECTIVO?
  21. 21. ENVOLVENDO A COMUNIDADE HOSPITAL E UNIDADES DE SAÚDE Associação de Pais e encarregados de educação associações e organizações cívicas GNR PSP
  22. 22. ALARGADO AO TERRITÓRIO ENVOLVENTE REGIÃO BIKE-FRIENDLY E A OUTROS TERRITÓRIOS E ACTORES
  23. 23. OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO! JOSÉ CARLOS MOTA 29 OUTUBRO 2014 CIDADE AMIGA DA BICICLETA PRECISA DE AMIGOS!

×