O feudalismo

877 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides da aula sobre Feudalismo

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

O feudalismo

  1. 1. O Feudalismo FUNDAMENTOS, APOGEU E CRISE
  2. 2. As bases do Feudalismo
  3. 3. Surgimento do Feudalismo (sécs. V-X d.C.) Tese da longa transição ◦Surgimento de relações quase- feudais ainda no Império Romano (colonato tardo-antigo) ◦Convergência da situação do camponês dependente e dos escravos. Teses de mudança abrupta ◦Manutenção da escravidão na Alta Idade Média ◦Campesinato majoritariamente livre na Alta Idade Média ◦=> Surgimento e rápida expansão do feudalismo no final do século X Longa transição ou “revolução feudal”?
  4. 4. A Aristocracia Medieval Grandes famílias proprietárias de terras e poderosas localmente. ◦Fragmentação do Império Carolíngio. ◦Conquistas e repartições vassálicas. As relações familiares entre a Nobreza e o Alto Clero Importância do poder militar ◦A cavalaria e a nobreza. ◦Os castelos. ◦Guerras feudais. ◦Controle do campesinato. Controle sobre a justiça Elite social enriquecida pelo controle sobre o campesinato
  5. 5. A França em 1180 Repartição do reino francês em inúmero condados, ducados e outras divisões ainda menores.
  6. 6. Relações de Vassalagem Dentro da elite da sociedade, os poderosos faziam alianças para aumentar seu poder. Aristocrata mais Poderoso: Suserano Aristocrata menos Poderoso: Vassalo •Feudo (normalmente terras) •Proteção •Auxílio (militar e financeiro) •Conselho (administração e justiça) Outras formas de interação entre os aristocratas: casamentos, laços de amizade e alianças efêmeras.
  7. 7. A exploração do Campesinato A riqueza dos grupos poderosos se sustentava sobre a exploração do trabalho dos camponeses Senhor Feudal Campesinato Poder de Mando Poder sobre a Terra Exploração Pagamento de taxas(produtos e dinheiro) Trabalho compulsório (corveia e outros) •Servos •Camponeses dependentes •Revoltas camponesas
  8. 8. O apogeu da sociedade feudal (séculos X-XIII)
  9. 9. Desenvolvimento agrícola Crescimento demográfico ◦Aumento do número de filhos ◦Diminuição das crises de fomes Aquecimento no clima ◦Recuo nas geleiras ◦Expansão de pastos e áreas agricultáveis ◦Maior produtividade agrícola no norte da Europa (mas pior em regiões semi- áridasdo Mediterrâneo). Desenvolvimento das técnicas agrícolas ◦Roteamento trienal ◦Charrua pesada ◦Difusão do uso do ferro ◦Melhores atrelagens Aumento da capacidade produtiva da agricultura europeia
  10. 10. Expansão europeia “INTERNA” Arroteamentos ◦Alargamento de terrenos já cultivados ◦Fundação de novas aldeias ◦Desbravamento de novas terras Transformação em terras agricultáveis e pastos ◦Desflorestamento ◦Drenagem de pântanos e outras áreas alagadiças “EXTERNA” Ocupação de novas terras nas “fronteiras” da Cristandade ◦“Reconquista” da península Ibérica. ◦Colonização das terras eslavas na Europa Oriental. As Cruzadas ◦Motivações religiões, políticas e econômicas ◦Consequências econômicas.
  11. 11. Primeira à Terceira Cruzadas
  12. 12. Quarta à oitava cruzadas
  13. 13. Desenvolvimento do Comércio e das Cidades Níveis do comércio ◦Pequeno comércio nas aldeias ◦Grande comércio “internacional” Os comerciantes ◦Pequenos camponeses ◦Pequenos artesãos urbanos ◦Médios e grandes comerciantes As feiras Crescimento das cidades ◦Artesãos e comerciantes ◦A fuga para as cidades ◦Aristocracia e Cidades As corporações de ofício ◦Regulamentação do ofício ◦Os aprendizes
  14. 14. A crise da sociedade feudal (Século XIV)
  15. 15. A Crise do século XIV As fomes ◦Piora no clima ◦Desflorestamento e desregulação do clico das chuvas. ◦Fim do ciclo mais quente. ◦Ocupação de terras de pior qualidade A Peste ◦Desnutrição e fragilidade imunológica ◦Maior contato com outras regiões ◦Circulação de novas doenças: Peste Negra As Guerras ◦Processos de centralização do poder ◦Adoção de companhias de mercenários. ◦Novas formas de guerras. ◦=> intensificação das guerras. ◦Revoltas camponesas e repressão
  16. 16. Crise da Aristocracia Queda demográfica ◦Menos camponeses = menos rendimentos Endividamento dos senhores menos poderosos. Concentração do poder Tentativa de impor maior exploração. ◦Mais bem sucedida na Europa Oriental (segunda servidão) Revoltas camponesas.

×