CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE
ESCOLA DE NEGÓCIOS, COMUNICAÇÃO E DIREITO
CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS
A Nova República ...
A Nova República: da Esperança à Frustração
Parte I
Roteiro
A Nova República: da Esperança à Frustração ....... 3 Slides
A Construção do Estado de Direito Democrático ..... 2...
A Nova República: da Esperança à Frustração
A transição do regime autoritário ( Governo Militar) para o regime democrático...
O programa mínimo da Aliança Democrática ( PMDB - PFL ) acenava com mudanças
relativas .....
A Nova República: da Esperanç...
A Nova República: da Esperança à Frustração
Haviam nesse período duas questões básicas que deveriam ser implementadas por ...
A Construção do Estado de Direito Democrático
Várias leis foram votadas e promulgadas em 1985, visando à restauração de in...
A Construção do Estado de Direito Democrático
O processo de redemocratização do país culminou com a eleição ( 1986 ) e os ...
Os Desafios Econômicos
Tancredo Neves e sua assessoria econômica identificavam quatro problemas mais graves
que asfixiavam...
Os Desafios Econômicos
A ação do novo governo contemplava quatro linhas básicas , ainda definidas por Tancredo Neves:
• Ri...
O Plano Cruzado
O Plano Cruzado promoveu uma reforma monetária radical. Foram as seguintes
principais medidas :
• Substitu...
O Plano Cruzado
• Livre-negociação entre empregadores e empregados na data do dissídio coletivo de cada
categoria, para a ...
O Fracasso do Cruzado
Segundo o Instituto Brasileiro de Economia ( IBRE ), da Fundação Getúlio Vargas , numa visão
ortodox...
O Fracasso dos Planos Posteriores ao Cruzado
Com o fracasso do Plano Cruzado, o governo ficou desacreditado aos olhos do p...
O Fracasso dos Planos Posteriores ao Cruzado
Um conjunto de medidas com vista à estabilização da economia brasileira foi l...
A “Década Perdida” : A Crise dos Anos 80
Parte II
Roteiro
Sintomas da Crise Brasileira .......... 1 Slide
Razões Básicas da Crise Brasileira ......... 1 Slide
A Inexistênci...
A “Década Perdida : A Crise dos Anos 80
Na década de 1980 e início dos anos de 1990, o Brasil viveu a sua terceira grande ...
Sintomas da Crise Brasileira
Entre os principais sintomas da crise , identificam-se os seguintes :
• Redução acentuada do ...
Razões Básicas da Crise Brasileira
Duas razões estão na raiz da crise brasileira dos anos de 1980 e começo dos 90 :
• O es...
O Esgotamento do Projeto de Desenvolvimento
O Estado desempenhou o seu papel atuando de diferentes formas :
• Investindo d...
O Esgotamento do Projeto de Desenvolvimento
No final dos anos de 1970 esgotaram-se as possiblidades de continuar sustentan...
O Esgotamento da Matriz Industrial
O processo de industrialização por substituição de importações, sob tutela do Estado ,
...
A Crise da Dívida Externa
A crise da dívida externa decorreu da suspensão crédito ao Brasil por parte dos banqueiros
credo...
O Redirecionamento de Capitais
Nos anos de 1980 ocorreu no mundo significativa mudança na concorrência econômica e
no dire...
A Falência Financeira do Estado Brasileiro
Até o final da década de 1970 , o desenvolvimento brasileiro obedeceu aos padrõ...
A Falência Financeira do Estado Brasileiro
As consequências :
• Redução do ritmo econômico, com estagnação e recessão ;
• ...
A Inexistência de um Novo Projeto Nacional
O outro lado da crise brasileira dos anos 80 / início dos 90 adveio do fato de ...
A “Década Ganha”
Mas nem tudo foi negativo na chamada “década perdida”. Se o país e sua população
amargaram longos anos de...
Obrigado !!!!!
Economia Brasileira Contemporânea  - Governo Sarney , Governo  Collor
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Economia Brasileira Contemporânea - Governo Sarney , Governo Collor

171 visualizações

Publicada em

Economia Brasileira Contemporânea - Governo Sarney e Collor

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Economia Brasileira Contemporânea - Governo Sarney , Governo Collor

  1. 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE ESCOLA DE NEGÓCIOS, COMUNICAÇÃO E DIREITO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS A Nova República e a Década Perdida Yury Fontão Professor ( a ) : Msc. Kátia Maria Motta. Disciplina : Economia Brasileira Contemporânea.
  2. 2. A Nova República: da Esperança à Frustração Parte I
  3. 3. Roteiro A Nova República: da Esperança à Frustração ....... 3 Slides A Construção do Estado de Direito Democrático ..... 2 Slides Os Desafios Econômicos .......... 2 Slides O Plano Cruzado ........ 2 Slides O Fracasso do Cruzado ........ 1 Slide O Fracasso dos Planos Posteriores ao Cruzado ........ 2 Slides José Sarney
  4. 4. A Nova República: da Esperança à Frustração A transição do regime autoritário ( Governo Militar) para o regime democrático ( Governo Democrático) resultou de dois processos de natureza distintas : • A desintegração progressiva do sistema implantado em 1964 , ou seja o fim do Governo Militar no Brasil. • A ocupação da população civil na retomada pelo papel exercido no cenário político , ou seja a instauração do processo democrático no país , o tomada da decisão de redemocratização.
  5. 5. O programa mínimo da Aliança Democrática ( PMDB - PFL ) acenava com mudanças relativas ..... A Nova República: da Esperança à Frustração Partido do Movimento Democrático Brasileiro Partido da Frente Liberal
  6. 6. A Nova República: da Esperança à Frustração Haviam nesse período duas questões básicas que deveriam ser implementadas por parte do governo civil de transição a coordenação geral delas: • A implantação do Estado de Direito Democrático; • O lançamento das bases de um novo ciclo de expansão econômica e correção dos desiquilíbrios sociais.
  7. 7. A Construção do Estado de Direito Democrático Várias leis foram votadas e promulgadas em 1985, visando à restauração de instituições políticas democráticas. As principais foram : • O restabelecimento de eleições diretas para presidente da República ; • A extensão do direito de voto dos analfabetos; • A possibilidade de legalização de todos os partidos políticos que atendessem a requisitos mínimos de registro; • O restabelecimento de eleições diretas para prefeitos de todos os munícipios .
  8. 8. A Construção do Estado de Direito Democrático O processo de redemocratização do país culminou com a eleição ( 1986 ) e os trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte ( 1987 / 1988 ) e a promulgação da nova Constituição da República Federativa do Brasil ( 5 de outubro de 1988 ) . Ulysses Guimarães
  9. 9. Os Desafios Econômicos Tancredo Neves e sua assessoria econômica identificavam quatro problemas mais graves que asfixiavam a economia brasileira em meados da década de 1980 : • Os elevados índices de inflação ; • A recessão econômica ; • O déficit do setor público e a elevada dívida interna e ; • A dívida externa e a sangria dos juros . Tancredo Neves
  10. 10. Os Desafios Econômicos A ação do novo governo contemplava quatro linhas básicas , ainda definidas por Tancredo Neves: • Rigoroso combate à inflação ; • Crescimento econômico auto - sustentado ; • Redução do déficit público e controle da dívida interna e; • Equacionamento do problema da dívida externa e a questão dos juros.
  11. 11. O Plano Cruzado O Plano Cruzado promoveu uma reforma monetária radical. Foram as seguintes principais medidas : • Substituição do cruzeiro por uma nova moeda - o cruzado - , na proporção de mil por um; • Congelamento dos contratos , das hipotecas e dos aluguéis por um ano e dos preços por prazo indeterminado ; • Extinção da indexação, pela eliminação da correção monetária; • Reajustes dos salários pelo seu valor médio dos últimos seis meses anteriores, mais um abono de 15 % para o salário mínimo e 8 % para os demais salários, a vigorar a partir de 1 de março de 1986;
  12. 12. O Plano Cruzado • Livre-negociação entre empregadores e empregados na data do dissídio coletivo de cada categoria, para a obtenção de aumentos salariais maiores, desde que tais aumentos não fossem repassados aos preços dos produtos ou serviços ; • Os reajustes posteriores seriam automáticos (“ gatilho”) sempre que a inflação atingisse 20 %; • Criação do seguro-desemprego.
  13. 13. O Fracasso do Cruzado Segundo o Instituto Brasileiro de Economia ( IBRE ), da Fundação Getúlio Vargas , numa visão ortodoxa , isto é , baseada em experiências exitosas de estabilização econômica em distintos países e momentos históricos, eram os seguintes os aspectos vulneráveis ou menos consistentes do Plano Cruzado : • O congelamento de preços sem a devida disciplina salarial; • Taxas de juros baixas ( nos primeiros meses) quando o estímulo a poupança se tornava essencial; • Tributação de renda moderada num período de crescimento acelerado do consumo; • Rigidez cambial incompatível com as necessidades de manutenção de elevados saldos no comércio exterior; • Monetarização acelerada da economia, contrapondo-se à pretendida estabilidade dos preços; • Confiança na inflação zero ao lado da crescente expectativa de inflação corretiva.
  14. 14. O Fracasso dos Planos Posteriores ao Cruzado Com o fracasso do Plano Cruzado, o governo ficou desacreditado aos olhos do público. Resultado : • Estagnação econômica ; • Descontrole inflacionário ; • Desequilíbrio nas contas externas e internas ; • Incapacidade governamental.
  15. 15. O Fracasso dos Planos Posteriores ao Cruzado Um conjunto de medidas com vista à estabilização da economia brasileira foi lançado em junho / julho de 1987. Embora tecnicamente mais consistente, o chamado Plano Bresser , encontrou pouca ressonância nos agentes econômicos e na sociedade , e obteve modestos resultados. Luiz Carlos Bresser Pereira
  16. 16. A “Década Perdida” : A Crise dos Anos 80 Parte II
  17. 17. Roteiro Sintomas da Crise Brasileira .......... 1 Slide Razões Básicas da Crise Brasileira ......... 1 Slide A Inexistência de um Novo Projeto Nacional ......... 1 Slide A “Década Ganha”................ 1 Slide O Esgotamento do Projeto de Desenvolvimento ....... 2 Slides Fernando Collor A “Década Perdida : A Crise dos Anos 80 ...... 1 Slide O Esgotamento da Matriz Industrial ......... 1 Slide A Crise da Dívida Externa ......... 1 Slide O Redirecionamento de Capitais ......... 1 Slide A Falência Financeira do Estado Brasileiro ......... 2 Slides
  18. 18. A “Década Perdida : A Crise dos Anos 80 Na década de 1980 e início dos anos de 1990, o Brasil viveu a sua terceira grande crise global aguda, decorrente da conjugação de vários fatores e várias circunstâncias desfavoráveis , internas e externas. A Crise também possuía outros aspectos desfavoráveis : • Social ; • Político ; • Moral ; • Ético ; • Psicológico .
  19. 19. Sintomas da Crise Brasileira Entre os principais sintomas da crise , identificam-se os seguintes : • Redução acentuada do ritmo de crescimento da economia , caracterizando uma situação prolongada de estagnação / recessão ; • Processo inflacionário crônico e ascendente , tendendo ao descontrole ; • Elevadas dívidas externa e interna, submetendo o governo e o país a uma pesada sangria financeira para pagamento de juros ; • Suspensão do crédito externo ; • Baixo índice de investimento nas atividades produtivas , insuficiente para expandir a produção, aumentar o número de postos de trabalho e proporcionar melhorias salariais .
  20. 20. Razões Básicas da Crise Brasileira Duas razões estão na raiz da crise brasileira dos anos de 1980 e começo dos 90 : • O esgotamento do projeto de desenvolvimento implantado no país a partir da década de 1930 e; • a falta de um novo projeto nacional .
  21. 21. O Esgotamento do Projeto de Desenvolvimento O Estado desempenhou o seu papel atuando de diferentes formas : • Investindo diretamente na economia através de empresas estatais; • Orientando os investimentos privados através do planejamento; • Estimulando a iniciativa privada através da concessão de subsídios, crédito favorecido, reduções ou isenções fiscais, moratórias e perdão de dívidas; • Protegendo a empresa nacional contra a concorrência estrangeira; • E regulando e intermediando as relações entre capital e trabalho.
  22. 22. O Esgotamento do Projeto de Desenvolvimento No final dos anos de 1970 esgotaram-se as possiblidades de continuar sustentando à expansão econômica do país dentro dos padrões até então vigentes . Por quê ? Quatro foram as razões principais : • O esgotamento da matriz industrial ; • E a falência financeira do Estado brasileiro. • A crise da dívida externa ; • O redirecionamento do capital internacional;
  23. 23. O Esgotamento da Matriz Industrial O processo de industrialização por substituição de importações, sob tutela do Estado , teve inegável sucesso. Mas apresentou, também, insuficiências ou distorções, que se revelaram penosas . Consequências : • A abertura de um fosso tecnológico e de produtividade industrial e ; • E a competitividade entre as empresas instaladas no Brasil e as dos países altamente industrializados.
  24. 24. A Crise da Dívida Externa A crise da dívida externa decorreu da suspensão crédito ao Brasil por parte dos banqueiros credores e da elevação das taxas de juros no mercado internacional. Consequências : • Estancou-se o fluxo de financiamento externo líquido e o Brasil perdeu a alavanca do capital externo. • Passou da tradicional posição de receptor para a desconfortável situação de transferidor líquido de capital para os bancos internacionais, para pagamento do serviço da dívida - amortizações e juros . • Convivência traumática com os fantasmas da estagnação / recessão , do descontrole inflacionário e do agravamento dos problemas sociais, acrescidos de indecisões , tentativas frustradas e incertezas.
  25. 25. O Redirecionamento de Capitais Nos anos de 1980 ocorreu no mundo significativa mudança na concorrência econômica e no direcionamento de capitais destinados a investimentos diretos no exterior. Consequências : • De um lado, os países em desenvolvimento deixaram de ser atrativos aos investidores internacionais ; • De outro lado, os países ricos intensificou-se o processo de integração econômica com o avanço da formação dos 3 grandes blocos econômicos regionais.
  26. 26. A Falência Financeira do Estado Brasileiro Até o final da década de 1970 , o desenvolvimento brasileiro obedeceu aos padrões básicos dos estágios iniciais de desenvolvimento. Várias causas conjuram-se para essa falência . As principais foram as seguintes : • A queda da receita tributária em torno de 4 % do PIB; • A transferência do setor público para o setor privado , através de subsídios e incentivos fiscais; • O pagamento de elevadas taxas de juros sobre a dívida externa ; • O pagamento de altas taxas de juros em função da dívida pública interna e da necessidade de financiamento do déficit público ; • As altas taxas de inflação , que reduziam o valor da arrecadação fiscal; • O aumento dos gastos correntes do setor público particularmente com o funcionalismo.
  27. 27. A Falência Financeira do Estado Brasileiro As consequências : • Redução do ritmo econômico, com estagnação e recessão ; • Desemprego ; • Descontrole inflacionário ; • Deterioração dos serviços públicos, paralisação de obras públicas; • Especulação financeira ; • Concentração de renda; • Agravamento dos problemas sociais etc.
  28. 28. A Inexistência de um Novo Projeto Nacional O outro lado da crise brasileira dos anos 80 / início dos 90 adveio do fato de que o Brasil não conseguiu gerar um novo projeto nacional, em substituição aquele que se esgotava. Consequências : • As forças sociais e políticas estavam excessivamente fragmentadas; • A limitação cultural das elites em geral e da maioria dos políticos dificultava-lhes a compreensão adequada da crise; • A fraqueza da sociedade e a fragilidade dos partidos políticos brasileiros incapacitava-os para a formulação de propostas de médio e longo prazos; • O necessário entendimento nacional esbarrava na desconfiança e nos interesses políticos e econômicos das principais lideranças dos vários segmentos que dele deveriam participar.
  29. 29. A “Década Ganha” Mas nem tudo foi negativo na chamada “década perdida”. Se o país e sua população amargaram longos anos de dificuldades, houve também avanços não-desprezíveis, que devem ser registrados. • A transição pacífica do regime autoritário para o regime democrático; • Construção de instituições democráticas que resguardaram e garantiram os princípios da cidadania, os direitos individuais, políticos e sociais; • O avanço do fortalecimento da sociedade em suas organizações; • A recolocação da democracia sem que qualquer partido político, segmento ou setor da sociedade pudesse se dispor a afrontá-las; • O processo de auto amadurecimento, através de experiências e duros fracassos.
  30. 30. Obrigado !!!!!

×