Te 2011 31

1.419 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Capa Geral. O projeto “Auxiliando o Governo do Estado de Sergipe na Modernização da Gestão Pública” nasceu de uma parceria entre o Governo de Sergipe e o MBC - Movimento Brasil Competitivo, com o intuito de fomentar o desenvolvimento do Estado. O MBC contratou o INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial para dar suporte metodológico para o aumento de arrecadação e redução das despesas, melhor dizendo otimização das despesas.
  • Te 2011 31

    1. 1. TEORIA ECONÔMICA 1. Conceito de Economia 2. Escassez e problemas econômicos <ul><li>Necessidades humanas infinitas ou ilimitadas </li></ul><ul><li>Fatores de produção finito ou limitado </li></ul><ul><li>Alternativas de escolha decorrente da escassez de recursos </li></ul><ul><li>O que e quanto produzir ? </li></ul><ul><li>Como produzir ? </li></ul><ul><li>Para quem produzir? </li></ul>
    2. 2. TEORIA ECONÔMICA 3. Organização econômica – Sistemas econômicos <ul><li>Formas de organização econômica </li></ul><ul><li>Economia de mercado </li></ul><ul><li>Economia planificada </li></ul>3.1 Funcionamento de uma economia de mercado <ul><li>Sistema de concorrência pura </li></ul><ul><li>Sistema de economia mista </li></ul>
    3. 3. TEORIA ECONÔMICA 3.1.1 Sistema de concorrência pura <ul><li>Mecanismo de preços promove o equilíbrio nos vários mercados: </li></ul><ul><li>excesso de oferta (escassez ou demanda ) </li></ul><ul><li>excesso de demanda (escassez de oferta) ) </li></ul><ul><li>Problemas econômicos são resolvidos da seguinte forma: </li></ul><ul><li>O que e quanto produzir : os produtores decidirão de acordo com o preço, aquele que tiver maior rentabilidade, a produção aumentará; </li></ul><ul><li>como produzir : escolha da tecnologia e recursos adequados , a partir da comparação com preços de tecnologia e recursos alternativos </li></ul><ul><li>para quem produzir : questão distributiva, ou seja , quem ou quais setores serão pelos resultados da atividade produtiva. </li></ul>
    4. 4. TEORIA ECONÔMICA <ul><li>A atuação do governo objetiva eliminar distorções alocativas e distributivas e de promover a melhoria do padrão de vida da comunidade, das seguintes formas: </li></ul><ul><li>atuação sobre formação de preços: </li></ul><ul><li>complemento da iniciativa privada,principalmente de investimentos em infraestrutura básica; </li></ul><ul><li>fornecimento de serviços públicos: iluminação, água, saneamento básico etc: </li></ul><ul><li>fornecimento de bens públicos: educação, justiça e segurança; </li></ul><ul><li>Compra de bens e serviços do setor privado. </li></ul>3.1.2 Sistema de mercado misto:o papel econômico do governo
    5. 5. TEORIA ECONÔMICA <ul><li>3.2 Atuação de uma economia centralizada ou planificada </li></ul><ul><li>A forma de resolver os problemas econômicos é decidida por uma Agência ou Órgão Central de Planejamento; </li></ul><ul><li>A propriedade dos meios de produção é do Estado. </li></ul><ul><li>Características de uma economia centralizada: </li></ul><ul><li>papel dos preços no processo produtivo : representam apenas recursos contábeis que controlam o controle da eficiência das empresas; </li></ul><ul><li>papel dos preços na distribuição do produto; os preços dos bens de consumo são determinados pelo governo; </li></ul><ul><li>repartição do lucro: uma parte vai para o governo. Outra é usada para investimentos na empresa, de acordo com as metas estabelecidas pelo governo . A terceira é dividida entre os administradores , os trabalhadores, como prêmio pela eficiência. </li></ul>
    6. 6. TEORIA ECONÔMICA 4. Divisão do Estudo Econômico <ul><li>As áreas da economia podem ser classificadas da seguinte forma: </li></ul><ul><li>Microeconomia ou Teoria microeconômica estuda : </li></ul><ul><li>o comportamento das unidades econômicas básicas: </li></ul><ul><li>consumidores e produtores e o mercado no qual interagem ; </li></ul><ul><li>processo de determinação dos preços e quantidades em mercados específicos; </li></ul><ul><li>análise de oferta e demanda. </li></ul>
    7. 7. TEORIA ECONÔMICA <ul><li>Macroeconomia ou Teoria macroeconômica estuda: </li></ul><ul><li>comportamento dos grandes agregados, PIB, consumo nacional, investimento agregado, exportação, nível geral dos preços, com objetivo de delinear uma política econômica; </li></ul><ul><li>enfoque conjuntural resolução questões como inflação e desemprego, a curto prazo; </li></ul><ul><li>questões estruturais a longo prazo, modelos de desenvolvimento de elevação de padrão de vida da coletividade. </li></ul>
    8. 8. TEORIA ECONÔMICA 5. Retrospectiva da teoria econômica <ul><li>Início da teoria econômica sistematizada , deu-se no ano de 1776 com a publicação da obra de Adam Smith, A riqueza das nações </li></ul><ul><li>Trabalho de Xenafonte (440 – 335 a.c) que criou o termo economia (oikos noms) na Grécia antiga, escritos de Platão e Aristóteles ; </li></ul><ul><li>Séc. XVI primeiro conjunto de idéias sistematizadas sobre comportamento econômico: o mercantilismo </li></ul><ul><li>Séc. XVIII surge escola de pensamento francesa , que desenvolve a Fisiocracia, dividiu a sociedade em classes sociais, criam o termo “laisser-faire”, que posteriormente se converteria no símbolo das idéias liberais ; </li></ul>
    9. 9. TEORIA ECONÔMICA <ul><li>O período clássico teve contribuições de economistas notáveis, Thomas Robert Malthus, Jean Baptiste, Frederic Bastrat e Jones Mell: </li></ul><ul><li>Teoria neoclásssica </li></ul><ul><li>1870 e 1910 – obra de maior repercusão Princípios de Economia de Alfred Marshall, denominada teoria marginalista; </li></ul>Teoria marxiana <ul><li>Descende da economia clássica , em particular da obra de Karl Marx. O Capital publicado em 1936; </li></ul><ul><li>Teoria Keynesiana </li></ul><ul><li>Iniciou com a publicação de A Teoria Geral de emprego, do juro e da moeda , de John Maynard Keynes em 1936, considerado o pai da macroeconomia. </li></ul>
    10. 10. TEORIA ECONÔMICA Abordagens alternativas <ul><li>Os marxistas desenvolveu teoria de valor, trabalho e analisa apropriação do excedente produtivo , pode explicar o processo e a evolução das relações entre as classes sociais. </li></ul>Institucionalistas <ul><li>Tem como expoentes Thonestein Veblen e John Keneth Galbraith fazem crítica a teoria econômica por não incorporar as instituições sociais. </li></ul><ul><li>Outras escolas e abordagens </li></ul><ul><li>Composto de grupo de acadêmicos , incluem a escola austríaca, a escola de Chicago, escola de Freiburg, escola de Lausanne e a escola de Estocolmo. </li></ul>

    ×