SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
A	
  INVENÇÃO	
  DO	
  COTIDIANO	
  
Artes	
  de	
  Fazer	
  -­‐	
  Michel	
  de	
  Certeau	
  
DISCENTES	
  
MARIA	
  ROSÂNGELA	
  DOS	
  SANTOS	
  |	
  YURI	
  AMARAL	
  
PRÁTICAS	
  E	
  PROCEDIMENTOS	
  INTERDISCIPLINARES	
  
ALAI	
  DINIZ	
  |	
  LUIS	
  PRADA	
  |	
  RUBENS	
  DE	
  TOLEDO	
  
PPG-­‐IELA	
  
PROGRAMA	
  DE	
  PÓS	
  GRADUAÇÃO	
  EM	
  
ESTUDOS	
  INTERDISCIPLINARES	
  LATINO-­‐
AMERICANOS	
  
Michel	
  de	
  Certeau	
  
	
  
Nasceu	
  em	
  Chambéry,	
  França,	
  em	
  1925	
  
	
  
Formado	
  em	
  Filosofia,	
  Letras	
  Clássicas,	
  História	
  e	
  
Teologia	
  
	
  
Em	
  1956,	
  ingressa	
  na	
  Cia	
  de	
  Jesus	
  e	
  torna-­‐se	
  padre	
  
	
  
Apenas	
  entre	
  1970	
  e	
  80	
  é	
  que	
  vai	
  produzir	
  suas	
  mais	
  
relevantes	
  obras	
  
	
  
Faleceu	
  em	
  1986,	
  aos	
  61	
  anos	
  
ouvir	
  
“O cotidiano é aquilo que nos é dado cada dia (ou que
nos cabe em partilha), nos pressiona dia após dia, nos
oprime, pois existe uma opressão do presente. Todo dia,
pela manhã, aquilo que assumimos ao despertar, é o
peso da vida, a dificuldade de viver, ou de viver nesta ou
noutra condição. O cotidiano é aquilo que nos prende
intimamente, a partir do interior. É uma história a meio-
caminho de nós mesmos, quase em retirada, às vezes
velada (...) é o Invisível... não tão invisível assim...”
Certeau, 2003, p. 31	
  
1.  Uma cultura muito ordinária
2.  Teorias da arte do fazer
3.  Práticas do espaço
4.  Usos da língua
5.  Maneiras de crer	
  
A	
  INVENÇÃO	
  DO	
  COTIDIANO	
  
se	
  divide	
  em	
  cinco	
  partes	
  
NAS PRÁTICAS COTIDIANAS DE
LER | CONVERSAR | HABITAR | COZINHAR
SE OBSERVAM
MANEIRAS DE FALAR | MANEIRAS DE CAMINHAR
PELAS QUAIS O INDIVÍDUO PODE
SEDUZIR | PERSUADIR | REFUTAR
	
  
CERTEAU	
  
FREUD	
   LACAN	
  
FOUCAULT	
  BOURDIEU	
  
WITTIGENS
TEIN	
  
ESTRATÉGIAS
&
TÁTICAS	
  
BRICOLAGEM	
  
O	
  que	
  é	
  gambiologia?	
  
	
  
Gambiologia	
  é	
  a	
  “Ciência	
  da	
  Gambiarra”.	
  É	
  pesquisar	
  como	
  a	
  tradição	
  
brasileira	
  de	
  adaptar,	
  improvisar,	
  encontrar	
  soluções	
  simples	
  e	
  criaevas	
  
para	
  pequenos	
  problemas	
  coedianos	
  pode	
  ser	
  aplicada	
  hoje,	
  no	
  
contexto	
  da	
  arte	
  eletrônica.	
  
	
  
(…)	
  
	
  
Os	
  Gambiólogos	
  também	
  realizam	
  exposições,	
  publicações,	
  oficinas	
  de	
  
eletrônica	
  e	
  trocam	
  informação	
  com	
  qualquer	
  um	
  que	
  se	
  interesse	
  por:	
  
cultura	
  pop	
  tupiniquim,	
  do-­‐it-­‐yourself,	
  design	
  sustentável,	
  arte	
  
contemporânea,	
  colecionismo,	
  redes,	
  teoria	
  e	
  práeca	
  hacker,	
  
gambiarras	
  e	
  entretenimento.	
  
	
  
(…)	
  
	
  
gambiologia.net/blog	
  
Jeanne	
  Dielman*	
  
	
  
Três	
  dias	
  na	
  vida	
  de	
  Jeanne	
  Dielman	
  (Delphine	
  Seyrig),	
  uma	
  mulher	
  
ainda	
  jovem,	
  porém	
  viúva,	
  que	
  mora	
  com	
  o	
  filho	
  adolescente.	
  A	
  roena	
  
enfadonha	
  e	
  a	
  clareza	
  de	
  pequenos	
  gestos	
  e	
  detalhes	
  dessa	
  mulher	
  que	
  
cuida	
  da	
  casa	
  enquanto	
  o	
  filho	
  está	
  na	
  escola	
  e	
  se	
  prosetui	
  
ocasionalmente.	
  A	
  junção	
  do	
  sufocamento	
  pela	
  roena	
  com	
  o	
  fato	
  dela	
  
atender	
  aos	
  clientes	
  em	
  casa	
  conduzem	
  Jeanne	
  a	
  um	
  trágico	
  final.	
  
	
  
Dirigido	
  por	
  Chantal	
  Akerman	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
*sinopse	
  reerada	
  de	
  hsp://www.adorocinema.com/filmes/filme-­‐2204/	
  
VÍDEO	
  
BIBLIOGRAFIA	
  
CERTEAU,	
  Michel	
  de;	
  A	
  invenção	
  do	
  coediano;	
  Editora	
  Vozes,	
  3ª	
  Edição;	
  Petrópolis,	
  1998.	
  
	
  
FREITAS,	
  Karine	
  Aragão	
  dos	
  Santos.	
  Resenha	
  de	
  CERTEAU,	
  Michel:	
  A	
  invenção	
  do	
  coediano:	
  1.	
  Artes	
  de	
  fazer.	
  Petrópolis:	
  
Vozes,	
  2008;	
  ENTRELETRAS,	
  Araguaína/TO,	
  v.	
  5,	
  n.	
  1,	
  p.	
  207,	
  jan./jul.	
  2014	
  (ISSN	
  2179-­‐3948	
  –	
  online)	
  	
  
	
  
Michel	
  de	
  Certeau:	
  História,	
  CoYdiano	
  e	
  Linguagem	
  (Parte	
  1);	
  disponível	
  em:	
  
hsps://www.youtube.com/watch?v=2SXmcTMcDnk	
  
	
  
Michel	
  de	
  Certeau	
  -­‐	
  Vida	
  e	
  Obra;	
  disponível	
  em:	
  hsps://www.youtube.com/watch?v=21PXfrJCojQ	
  
	
  
Jeanne	
  Dielman,	
  23	
  Quai	
  du	
  Commerce,	
  1080	
  Bruxelles	
  (1976);	
  hsps://www.youtube.com/watch?v=5C5Az-­‐239uM	
  

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História e memória marize cunha
História e memória marize cunhaHistória e memória marize cunha
História e memória marize cunhaMarize da Cunha
 
A transposição didática
A transposição didáticaA transposição didática
A transposição didáticaPedagogiasoft
 
Sociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado moderno
Sociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado modernoSociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado moderno
Sociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado modernoMiro Santos
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia Maira Conde
 
Sobre a evolução do conceito de campesinato
Sobre a evolução do conceito de campesinatoSobre a evolução do conceito de campesinato
Sobre a evolução do conceito de campesinatoIgor Bulhões
 
Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Edenilson Morais
 
Faixa de gaza
Faixa de gazaFaixa de gaza
Faixa de gazaMayjö .
 
Henry giroux cultura popular e pedagogia do prazer
Henry giroux cultura popular e pedagogia do prazerHenry giroux cultura popular e pedagogia do prazer
Henry giroux cultura popular e pedagogia do prazerKalina Salaib Springer
 
Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)Brenda Bueno
 
Ensino de Geografia nas series inciciais
Ensino de Geografia nas series inciciaisEnsino de Geografia nas series inciciais
Ensino de Geografia nas series inciciaisPatrícia Éderson Dias
 
O serviço social na contemporaneidade piana
O serviço social na contemporaneidade pianaO serviço social na contemporaneidade piana
O serviço social na contemporaneidade pianaEvilásio Leal
 
Aula 08 - Filosofia Contemporânea
Aula 08 - Filosofia ContemporâneaAula 08 - Filosofia Contemporânea
Aula 08 - Filosofia ContemporâneaAnderson Favaro
 
Conceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no BrasilConceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no BrasilLivia Rodrigues
 
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismoAtividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismoDoug Caesar
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoMarcela Marangon Ribeiro
 

Mais procurados (20)

História e memória marize cunha
História e memória marize cunhaHistória e memória marize cunha
História e memória marize cunha
 
A transposição didática
A transposição didáticaA transposição didática
A transposição didática
 
Sociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado moderno
Sociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado modernoSociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado moderno
Sociologia Capítulo 10 - Como surgiu o Estado moderno
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 
Sobre a evolução do conceito de campesinato
Sobre a evolução do conceito de campesinatoSobre a evolução do conceito de campesinato
Sobre a evolução do conceito de campesinato
 
Sociologia ENEM / 2018
Sociologia ENEM / 2018Sociologia ENEM / 2018
Sociologia ENEM / 2018
 
Curriculo e cultura
Curriculo e culturaCurriculo e cultura
Curriculo e cultura
 
Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes
 
Faixa de gaza
Faixa de gazaFaixa de gaza
Faixa de gaza
 
Henry giroux cultura popular e pedagogia do prazer
Henry giroux cultura popular e pedagogia do prazerHenry giroux cultura popular e pedagogia do prazer
Henry giroux cultura popular e pedagogia do prazer
 
Memória - Ensaio do Livro História e Memória - Le Goff
Memória - Ensaio do Livro História e Memória - Le GoffMemória - Ensaio do Livro História e Memória - Le Goff
Memória - Ensaio do Livro História e Memória - Le Goff
 
Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)
 
Ensino de Geografia nas series inciciais
Ensino de Geografia nas series inciciaisEnsino de Geografia nas series inciciais
Ensino de Geografia nas series inciciais
 
O serviço social na contemporaneidade piana
O serviço social na contemporaneidade pianaO serviço social na contemporaneidade piana
O serviço social na contemporaneidade piana
 
Aula 08 - Filosofia Contemporânea
Aula 08 - Filosofia ContemporâneaAula 08 - Filosofia Contemporânea
Aula 08 - Filosofia Contemporânea
 
Genero
GeneroGenero
Genero
 
Conceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no BrasilConceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no Brasil
 
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismoAtividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
 
Curso de didática
Curso de didáticaCurso de didática
Curso de didática
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
 

Destaque

Produção Autoral
Produção AutoralProdução Autoral
Produção AutoralYu Amaral
 
Linha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História GeralLinha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História GeralAndré Santos Luigi
 
Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2Yu Amaral
 
Dia a dia de um designer
Dia a dia de um designerDia a dia de um designer
Dia a dia de um designerNathiel Moraes
 
Apresentação enpmoda
Apresentação enpmodaApresentação enpmoda
Apresentação enpmodaAline Okumura
 
Direção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e PropagandaDireção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e PropagandaAlessandro Jacoby
 
Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1Yu Amaral
 
Criação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias SociaisCriação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias SociaisYu Amaral
 
Workshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhosWorkshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhosNathiel Moraes
 
Linha do Tempo - História
Linha do Tempo - HistóriaLinha do Tempo - História
Linha do Tempo - HistóriaCarson Souza
 
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arteMuvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arteNathiel Moraes
 
fanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitosfanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitosYu Amaral
 

Destaque (20)

Produção Autoral
Produção AutoralProdução Autoral
Produção Autoral
 
Linha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História GeralLinha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História Geral
 
Capas
CapasCapas
Capas
 
Gestao de produto em Portugal
Gestao de produto em PortugalGestao de produto em Portugal
Gestao de produto em Portugal
 
Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2
 
Direção de Arte
Direção de ArteDireção de Arte
Direção de Arte
 
Dia a dia de um designer
Dia a dia de um designerDia a dia de um designer
Dia a dia de um designer
 
Apresentação enpmoda
Apresentação enpmodaApresentação enpmoda
Apresentação enpmoda
 
Direção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e PropagandaDireção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e Propaganda
 
Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1
 
Criação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias SociaisCriação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias Sociais
 
Pólos em Rede
Pólos em RedePólos em Rede
Pólos em Rede
 
Workshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhosWorkshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhos
 
Linha do Tempo - História
Linha do Tempo - HistóriaLinha do Tempo - História
Linha do Tempo - História
 
Aula05 planejamento grafico
Aula05 planejamento graficoAula05 planejamento grafico
Aula05 planejamento grafico
 
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arteMuvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
 
Aula04 planejamento grafico
Aula04 planejamento graficoAula04 planejamento grafico
Aula04 planejamento grafico
 
fanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitosfanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitos
 
Aula03 planejamento grafico
Aula03 planejamento graficoAula03 planejamento grafico
Aula03 planejamento grafico
 
Aula08 planejamento grafico
Aula08 planejamento graficoAula08 planejamento grafico
Aula08 planejamento grafico
 

Último

Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 

Último (20)

Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 

A invenção do cotidiano de Michel de Certeau

  • 1. A  INVENÇÃO  DO  COTIDIANO   Artes  de  Fazer  -­‐  Michel  de  Certeau   DISCENTES   MARIA  ROSÂNGELA  DOS  SANTOS  |  YURI  AMARAL   PRÁTICAS  E  PROCEDIMENTOS  INTERDISCIPLINARES   ALAI  DINIZ  |  LUIS  PRADA  |  RUBENS  DE  TOLEDO  
  • 2. PPG-­‐IELA   PROGRAMA  DE  PÓS  GRADUAÇÃO  EM   ESTUDOS  INTERDISCIPLINARES  LATINO-­‐ AMERICANOS  
  • 3. Michel  de  Certeau     Nasceu  em  Chambéry,  França,  em  1925     Formado  em  Filosofia,  Letras  Clássicas,  História  e   Teologia     Em  1956,  ingressa  na  Cia  de  Jesus  e  torna-­‐se  padre     Apenas  entre  1970  e  80  é  que  vai  produzir  suas  mais   relevantes  obras     Faleceu  em  1986,  aos  61  anos  
  • 5. “O cotidiano é aquilo que nos é dado cada dia (ou que nos cabe em partilha), nos pressiona dia após dia, nos oprime, pois existe uma opressão do presente. Todo dia, pela manhã, aquilo que assumimos ao despertar, é o peso da vida, a dificuldade de viver, ou de viver nesta ou noutra condição. O cotidiano é aquilo que nos prende intimamente, a partir do interior. É uma história a meio- caminho de nós mesmos, quase em retirada, às vezes velada (...) é o Invisível... não tão invisível assim...” Certeau, 2003, p. 31  
  • 6. 1.  Uma cultura muito ordinária 2.  Teorias da arte do fazer 3.  Práticas do espaço 4.  Usos da língua 5.  Maneiras de crer   A  INVENÇÃO  DO  COTIDIANO   se  divide  em  cinco  partes  
  • 7. NAS PRÁTICAS COTIDIANAS DE LER | CONVERSAR | HABITAR | COZINHAR SE OBSERVAM MANEIRAS DE FALAR | MANEIRAS DE CAMINHAR PELAS QUAIS O INDIVÍDUO PODE SEDUZIR | PERSUADIR | REFUTAR  
  • 8. CERTEAU   FREUD   LACAN   FOUCAULT  BOURDIEU   WITTIGENS TEIN  
  • 11.
  • 12. O  que  é  gambiologia?     Gambiologia  é  a  “Ciência  da  Gambiarra”.  É  pesquisar  como  a  tradição   brasileira  de  adaptar,  improvisar,  encontrar  soluções  simples  e  criaevas   para  pequenos  problemas  coedianos  pode  ser  aplicada  hoje,  no   contexto  da  arte  eletrônica.     (…)     Os  Gambiólogos  também  realizam  exposições,  publicações,  oficinas  de   eletrônica  e  trocam  informação  com  qualquer  um  que  se  interesse  por:   cultura  pop  tupiniquim,  do-­‐it-­‐yourself,  design  sustentável,  arte   contemporânea,  colecionismo,  redes,  teoria  e  práeca  hacker,   gambiarras  e  entretenimento.     (…)     gambiologia.net/blog  
  • 13. Jeanne  Dielman*     Três  dias  na  vida  de  Jeanne  Dielman  (Delphine  Seyrig),  uma  mulher   ainda  jovem,  porém  viúva,  que  mora  com  o  filho  adolescente.  A  roena   enfadonha  e  a  clareza  de  pequenos  gestos  e  detalhes  dessa  mulher  que   cuida  da  casa  enquanto  o  filho  está  na  escola  e  se  prosetui   ocasionalmente.  A  junção  do  sufocamento  pela  roena  com  o  fato  dela   atender  aos  clientes  em  casa  conduzem  Jeanne  a  um  trágico  final.     Dirigido  por  Chantal  Akerman           *sinopse  reerada  de  hsp://www.adorocinema.com/filmes/filme-­‐2204/  
  • 16. CERTEAU,  Michel  de;  A  invenção  do  coediano;  Editora  Vozes,  3ª  Edição;  Petrópolis,  1998.     FREITAS,  Karine  Aragão  dos  Santos.  Resenha  de  CERTEAU,  Michel:  A  invenção  do  coediano:  1.  Artes  de  fazer.  Petrópolis:   Vozes,  2008;  ENTRELETRAS,  Araguaína/TO,  v.  5,  n.  1,  p.  207,  jan./jul.  2014  (ISSN  2179-­‐3948  –  online)       Michel  de  Certeau:  História,  CoYdiano  e  Linguagem  (Parte  1);  disponível  em:   hsps://www.youtube.com/watch?v=2SXmcTMcDnk     Michel  de  Certeau  -­‐  Vida  e  Obra;  disponível  em:  hsps://www.youtube.com/watch?v=21PXfrJCojQ     Jeanne  Dielman,  23  Quai  du  Commerce,  1080  Bruxelles  (1976);  hsps://www.youtube.com/watch?v=5C5Az-­‐239uM