MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 
SERVIÇO PÚBLICO 
FEDERAL 
CULTURA DO 
FEIJOEIRO 
Prof. Laerton 
laerton.leite@bol.com.br
Cultura do Feijoeiro 
•Origem 
•Importância Econômica 
•Situação atual do feijoeiro 
•Classificação Botânica 
•Origem e Ev...
Origem e Evolução 
Diversas hipóteses tentam explicar a origem e 
domesticação do feijoeiro; 
• 1ª - O feijoeiro teria si...
Origem e Evolução 
Dados mais recentes, com base em padrões 
eletroforéticos de faseolina (proteína de reserva 
do feijão...
Europa 
Feijões 
pqn. 
Feijões 
grande 
s
Estudos baseados em variações de características morfológicas levaram a 
propor 2 conjuntos gênicos primários, e posterior...
Importância Econômica 
• Constitui um dos alimentos básicos da população 
brasileira. 
• Leguminosa rica em proteínas (ent...
Importância Econômica 
• A instabilidade dos preços, a baixa liquidez, os 
estoques do produto e os problemas climáticos, ...
Situação Atual 
• O Brasil é o primeiro produtor mundial de feijoeiros do 
gênero Phaseolus e o primeiro na espécie Phaseo...
Panorama Mundial – média de 2002 a 2006 (Embrapa, 
2008) 
Países Produção (milhões t) Produtividade (kg ha-1) 
Brasil 3.15...
PRINCIPAIS FATORES RESPONSÁVEIS 
PELO BAIXO RENDIMENTO MÉDIO NO 
BRASIL 
• É uma planta muito atacada por uma infinidade d...
PRINCIPAIS FATORES RESPONSÁVEIS 
PELO BAIXO RENDIMENTO MÉDIO NO 
BRASIL 
• Uso de variedades pouco produtivas e uso de 
se...
Classificação Botânica 
• A cultura do feijão é uma planta herbácea, 
anual, trepadeira ou não. 
• Classe Dicotiledonae, 
...
Classificação Botânica 
A planta do feijão é classificada em várias espécies 
cultivadas como: 
a) Phaseolus vulgaris L. (...
Panorama Nacional 
Os dois gêneros de feijões cultivados no 
Brasil são: 
•Phaseolus vulgaris - mais cultivado na 
região...
Participação percentual das safras de feijoeiro(*) 
Brasil - 2007 
Fonte: IBGE - Levantamento Sistemático da Produção Agrí...
Preferência de consumo 
Gênero Phaseolus 
•Phaseolus vulgaris (80%) 
Gênero Vigna 
•Vigna unguiculata (20%)
feijão-caupi, feijão-de-corda ou feijão-macassar (Vigna unguiculata (L.) Walp.)
Origem e importância econômica e classificação botânica do Feijão
Origem e importância econômica e classificação botânica do Feijão
Origem e importância econômica e classificação botânica do Feijão
Origem e importância econômica e classificação botânica do Feijão
Origem e importância econômica e classificação botânica do Feijão
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Origem e importância econômica e classificação botânica do Feijão

13.275 visualizações

Publicada em

Slide sobre o feijão, definições, origem etc.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.275
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
762
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
447
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Origem e importância econômica e classificação botânica do Feijão

  1. 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CULTURA DO FEIJOEIRO Prof. Laerton laerton.leite@bol.com.br
  2. 2. Cultura do Feijoeiro •Origem •Importância Econômica •Situação atual do feijoeiro •Classificação Botânica •Origem e Evolução
  3. 3. Origem e Evolução Diversas hipóteses tentam explicar a origem e domesticação do feijoeiro; • 1ª - O feijoeiro teria sido domesticado na Mesoamérica e transportado para a América do Sul (tipos selvagens encontradas México); • 2ª - O feijoeiro teria sido domesticado na América do Sul e transportado para a América do Norte (Achados arqueológicos de feijões domesticados no Peru são mais antigos do que os da Mesoamérica); • 3ª - O feijoeiro teria sofrido domesticações independentes ao longo da área de ocorrência do feijão selvagem (Peru e México)
  4. 4. Origem e Evolução Dados mais recentes, com base em padrões eletroforéticos de faseolina (proteína de reserva do feijão), tem sustentado a 3ª hipótese – existência de 2 centros primários de domesticação; INTRODUÇÃO DO FEIJOEIRO NO BRASIL ?
  5. 5. Europa Feijões pqn. Feijões grande s
  6. 6. Estudos baseados em variações de características morfológicas levaram a propor 2 conjuntos gênicos primários, e posteriormente, em 6 raças
  7. 7. Importância Econômica • Constitui um dos alimentos básicos da população brasileira. • Leguminosa rica em proteínas (entre 22 a 25%). • No Brasil, o consumo atual de feijão é de 16 kg/habitante/ano (EMBRAPA, 2013), existindo preferências de cor, tipo de grão e qualidade culinária em algumas regiões do País. • A cultura do feijão vem enfrentando altos e baixos nos últimos anos.
  8. 8. Importância Econômica • A instabilidade dos preços, a baixa liquidez, os estoques do produto e os problemas climáticos, fizeram os produtores migrar parte da lavoura para outros cultivos. • No cultivo de feijão 1ª safra, parte da lavoura perdeu área para o Milho e a Soja.
  9. 9. Situação Atual • O Brasil é o primeiro produtor mundial de feijoeiros do gênero Phaseolus e o primeiro na espécie Phaseolus vulgaris L. • Apesar da grande importância do feijão para o Brasil, o seu rendimento médio é muito baixo, se comparado a outros países produtores, como os Estados Unidos que a média chega mais de 1800 kg/ha. • Segundo a CONAB (2014), a produtividade média nacional na três safras foi de 1061 kg/ha (2013/14), superior a de 2012/13, que foi de 913 kg/ha.
  10. 10. Panorama Mundial – média de 2002 a 2006 (Embrapa, 2008) Países Produção (milhões t) Produtividade (kg ha-1) Brasil 3.158(3.767,5 2010/11) 791 (941kg/ha 2010/11) Índia 3.070 375 China 1.902 1.506 Myanmar 1.595 935 México 1.340 789 EUA 1.096 1.825 Uganda 483 602 Indonésia 322 1.009
  11. 11. PRINCIPAIS FATORES RESPONSÁVEIS PELO BAIXO RENDIMENTO MÉDIO NO BRASIL • É uma planta muito atacada por uma infinidade de doenças e pragas; • O feijão é uma cultura sensível a qualquer oscilação climática, por isso apresenta um elevado risco climático em cultivá-lo. • Predominância de culturas consorciadas, onde 70 - 80% são plantados em consórcio, e em boa parte não são utilizados corretivos e fertilizantes, o que explica também a baixa produção, devido ser uma planta dominada pela outra que está sendo consorciada;
  12. 12. PRINCIPAIS FATORES RESPONSÁVEIS PELO BAIXO RENDIMENTO MÉDIO NO BRASIL • Uso de variedades pouco produtivas e uso de sementes com baixo poder germinativo; • Baixo investimento em pesquisa; • Os pequenos produtores são responsáveis por 80% a 90% da produção nacional; utilizam pouca técnica em uma área de 4,0 milhões de hectares. Safra: 2011/2012).
  13. 13. Classificação Botânica • A cultura do feijão é uma planta herbácea, anual, trepadeira ou não. • Classe Dicotiledonae, • Família das Leguminosas • Gênero Phaseolus
  14. 14. Classificação Botânica A planta do feijão é classificada em várias espécies cultivadas como: a) Phaseolus vulgaris L. ( feijão comum), b) Phaseolus lunatus ( feijão fava ), c) Vigna radiata ( feijão mungo ) d) Vigna unguiculata { feijão caupi, macassar ou fradinho (feijão-de-corda) } e) Vigna angulares ( feijão adzulki ).
  15. 15. Panorama Nacional Os dois gêneros de feijões cultivados no Brasil são: •Phaseolus vulgaris - mais cultivado na região Centro Sul (carioca e preto); •Vigna unguiculata - na região Norte/Nordeste (macassar/caupi).
  16. 16. Participação percentual das safras de feijoeiro(*) Brasil - 2007 Fonte: IBGE - Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. (Elaborado p/ SILVA, O. F. da) (*) Inclui Vigna
  17. 17. Preferência de consumo Gênero Phaseolus •Phaseolus vulgaris (80%) Gênero Vigna •Vigna unguiculata (20%)
  18. 18. feijão-caupi, feijão-de-corda ou feijão-macassar (Vigna unguiculata (L.) Walp.)

×