Apresentação Recife Hipertexto 2013

372 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Recife Hipertexto 2013

  1. 1. Projeto: Digitalizando Conhecimentos Yanna Dias da Silva (Colégio Metropolitano Júnior/Goiânia-Go) 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  2. 2. Tema: As várias interfaces das mudanças na educação, ao qual estamos vivenciando.    Ilustração: Yanna Dias Fonte:Geração z,Web 2.0. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  3. 3. Resumo:     Estamos convivendo com uma nova geração, e a necessidade de uma nova concepção de educação é algo latente, principalmente em se tratando de uma Instituição Educativa. Os chamados “Nativos Digitais” exigem uma postura mais dinâmica e envolvente dos conteúdos a serem aprendidos, esses necessitam de uma aprendizagem significativa, que valoriza o conhecimento prévio e utilize os meios tecnológicos dos quais já estão habituados. Essa transformação da concepção educativa, não tem o professor como detentor de todo saber, sendo esse o centro de todas as ações pedagógicas, os alunos que antes eram vistos como tábulas rasas, e todo conhecimento tinha que ser ali depositado agora são reconhecidos como seres com capacidade inatas, esperando para um despertar do conhecimento, que deve ser estimulado pelas várias interfaces educativas (família,escola,igrejas...). 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  4. 4. Objetivos: - Habilitar os educandos para uma leitura crítica sobre as informações que estão na net.  - Descrever as ações dos educandos na Net. - Investigar sobre como transformar a informação em conhecimento. - Refletir sobre o que está sendo aprendido.  - Incentivar as produções dos alunos, baseado no que foi aprendido em sala de aula, para depois disponibilizar na Net.   5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  5. 5. Uma nova concepção educativa: • Coll e Monereo, em : Psicologia da Educação Virtual, afirma que: a mudança pelo qual está passando nosso corpo de alunos, é imprescindível identificar os principais antecedentes psicossociais que sustentam a transformação da sociedade moderna do século XX em uma sociedade pós moderna.  Mudanças no processo de socialização educacional, mudanças nas concepções epistemológicas e mudanças nos projetos de vida. •Melaré, em: Guia Didático sobre as Tecnologias da Comunicação e Informação, cita que o docente além de competências técnicas, exige também as competências pedagógicas, as mais importantes para o ensino. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  6. 6. Níveis de competências e habilidades do docente ________________________________________________________________ Uso da tecnologia para o aprendizado •Técnico para si 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola Aprender a utilizar a tecnologia de forma básica, para si próprio e interesses pessoais. UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  7. 7. • Técnico + Pedagógico Utilizar a tecnologia como um recurso para o trabalho docente. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  8. 8. •Pedagógico Como apoio Utilizar a tecnologia como apoio no trabalho de sala de aula, elaborando materiais ou pesquisando informações para o desenvolvimento do conteúdo e das atividades de ensino. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  9. 9. •Pedagógico Mediado Utilizar as tecnologias, mais do que um recurso para a sala de aula, mas como produtoras e facilitadoras na construção dos conhecimentos, sendo o docente o protagonista, junto ao aluno, na construção de materiais e no aprendizado. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  10. 10. •Transdiciplinaridade, Utilizar a tecnologia como Autonomia e Virtualização do Processo de ensino Aprendizagem mediadora na reprodução do conhecimento, ampliando as potencialidades de ensino com o uso dos conteúdos e formas disponibilizadas pela tecnologia . O docente, como produtor de conhecimento, e o aluno construindo o conhecimento com a tecnologia. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  11. 11. •De acordo com Mattar, em: Tutoria e Interação Em Educação A Distância“O Conceito de Zona de desenvolvimento Proximal (ZPD), de Vygostsky, é interessante nesse sentido. A ZPD define justamente o espaço entre o que o aluno pode aprender sozinho e aonde ele pode chegar através de interações. Ou seja, o que caracteriza a ZPD, a diferença entre o nível de desenvolvimento real e potencial, é justamente o papel desempenhado pela interação, que pode ocorrer tanto com professores como com colegas mais experientes”. Então, o que temos hoje, são os educandos no centro cartesiano do universo da aprendizagem, e as transformações para essa nova realidade são inevitáveis, e os instrumentos utilizados pela escola, ou seja, pelo educador determinam os novos passos do processo ensino/aprendizagem. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  12. 12. Segundo Jakobson, em : Linguística e comunicação,todo processo de comunicação é constituído de seis elementos: remetente, destinatário, mensagem, contexto, contato , código. Em situação de sala de aula, na referida Instituição observada, o remetente seria o professor e os alunos, os recursos didáticos atuam como meios técnicos ou canal de comunicação, e o receptor, o aluno e o professor, que passa ser o usuário e o produtor de conteúdo do sua aprendizagem, que não apenas recebe a mensagem, mas pode buscá-la na Internet e transformar a informação recebida em conhecimento. Contudo, nessa nova abordagem pedagógica o aluno deixa de ser um mero depósito de informação. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  13. 13. Assim: Emissor (professor) Contexto Mensagem Canal Receptor (aluno) Dados, informação e conhecimento Emissor professor/ Contexto Mensagem Canal Receptor (Aluno,professor/Mediador) mediador, aluno Internet Apropriação do conhecimento 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  14. 14. Desse modo, observa-se que a escola utiliza algumas ferramentas tecnológicas como recursos didáticos que auxiliam no processo ensinoaprendizagem, o aluno passa a ser um sujeito ativo de sua aprendizagem. Por isso criou ambientes de aprendizagem que haja aspectos tantos da transmissão de informação quanto de construção, no sentido da significação ou apropriação desse conhecimento. Segundo Guevara e Rossini, em: Tecnologias Emergentes: Organizações e educação, a questão, portanto, é: como criar situações de aprendizagem para estimular a construção de conhecimento? 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  15. 15. Respondendo esse questionamento, a Instituição Educativa observada criou um blog para cada turma, com a finalidade de poder ser usado para representar e construir novos conhecimentos, para buscar e acessar informação, e para a comunicação com outras pessoas ou o estabelecimento de relações de cooperação na resolução de problemas. De acordo com o autor, a escola deve deixar de ser a instituição que dissemina um conhecimento, dos professores e gestores . Nesse contexto, as TICs passam a servir então como auxiliar tanto na geração quanto na organização e disseminação desse conhecimento. A escola adquire vida e passa a ter uma papel mais preponderante na sociedade do conhecimento. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  16. 16. Blog: Ilustração :Yanna Dias Fonte:Blog (Colégio Metropolitano Júnior) •Endereço eletrônico: (www.metropolitanojr.blogspot.com.br) 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  17. 17. Descrição do Projeto: •Cada sala de aula tem sua respectiva página virtual (blog), onde, são compartilhados vídeos(produzidos pelos alunos e mediado pelo professor), jogos e imagens relacionadas ao conteúdo apresentados, em sala de aula presencial. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  18. 18. Produções dos alunos: •Vídeo 1 ( O descobrimento do Brasil) •Vídeo 2 ( O Encontro dos encontros) 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  19. 19. A instituição O Centro de Educação e Cultura Metropolitano Júnior, situa-se na cidade de Goiânia, no Estado de Goiás, Ilustração:Yanna Dias Fonte:Colégio Metropolitano Júnior e conta com 11 pedagogas, 7 estagiárias de pedagogia, 1 psicopedagoga e 1 neuropedagoga, para atender uma população de 400 educandos, divididos em dois períodos(Matutino/Vespertino). 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  20. 20. Metodologia: Os recursos metodológico utilizados nesse relato de experiência, foram. • Observação do projeto elaborado pelo Colégio Metropolitano Júnior , “Digitalizando Conhecimentos”. • Análise de dados durante um período de 1 ano e 7 meses, onde pode ser observado que nesse período houve 16.600 visualizações. Dessa forma, o projeto “Digitalizando conhecimentos”, apresentou-se como uma proposta de utilizar as ferramentas tecnológicas como âncora no processo de ensino-aprendizagem, tendo em vista que a Educação não é iniciada pela presença da tecnologia educacional, mas é fortalecida por ela. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  21. 21. Referências Bibliográficas : COLL, César. MONEREO, Cales. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre : ARTMED,2010. BARROS,Daniela Melaré Vieira. Guia Didático sobre as tecnologias da comunicação e informação. Rio de Janeiro: Vieira e Lent,2009. GUEVARA, Hoyos de José Arnodo. ROSINI, Alessandro Marco (orgs). Tecnologias Emergentes: Organizações e Educação . São Paulo: Cengage Learning, 2008. JAKOBSON, Roman. Linguística e Comunicação. São Paulo: Cultrix, 1971. MATTAR, João. Tutoria e Interação em Educação a Distância. São Paulo: Cengage Learning, 2012. 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013
  22. 22. Obrigada!!! Contato : diasyanna@gmail.com 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação e 1º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias Aprendizagem móvel dentro e fora da escola UFPE.Recife/PE Novembro/2013

×