Community webcast

0 visualizações

Publicada em

Mesmo um código ruim pode funcionar. Mas se ele não for limpo, pode acabar com uma empresa de desenvolvimento. Perdem-se a cada ano horas incontáveis e recursos importantes devido a um código mal escrito. Mas não precisa ser assim.
O renomado especialista em software, Robert C. Martin, apresenta um paradigma revolucionário com Código limpo: Habilidades Práticas do Agile Software. Martin se reuniou com seus colegas do Mentor Object para destilar suas melhores e mais ágeis práticas de limpar códigos “dinamicamente”. Este webcast apresentará gradualmente os valores da habilidade de um profissional de softwares e lhe tornar um programador melhor – mas só se você praticar.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
0
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Community webcast

  1. 1. CommunityWebcastCÓDIGO LIMPO:UMA ABORDAGEMINTRODUTÓRIA EPRÁTICA DE COMOLIMPAR CÓDIGOS
  2. 2. Um pouco de mim…QUEM SOUYAN DE LIMA JUSTINO. interessado por adoção de boaspráticas de Arquitetura e engenharia de desenvolvimento.O QUE FAÇODesenvolvedor Sênior na Tec-Soft Informática; responsável por pesquisase implementação de melhores práticas de desenvolvimento de software;palestrante em eventos técnicos.
  3. 3. HÁ DUAS RAZÕES PELAS QUAISVOCÊ ESTÁ ASSISTINDO ESTEWEBCAST:“Você é um programador e deseja se tornarum ainda melhor. Ótimo. Precisamos deprogramadores melhores” Rober C. Martin
  4. 4. “Qualquer um pode escrever códigoque um computador possa entender.Bons programadores escrevem códigoque humanos podem entender” Martin Fowler
  5. 5. O QUE É CÓDIGO LIMPO? Escrito por Robert C. Martin, O livro apresenta técnicas de como escrever códigos limpos, advindas de anos de experiências. Representa uma escola de pensamento sobre código
  6. 6. Custo de ter um código confuso Produtividade X Tempo1201008060 Série 14020 0 1 2 3 4 5
  7. 7. “Não basta escrever um código bom. ElePrecisa ser mantido sempre limpo”.Regra dos escoteiros:Deixe a área do acampamento maisLimpa do que como você a encontrou”
  8. 8. BLAH BLAH BLAH BLAH B BLAH BLAH
  9. 9. Nomes Significativos
  10. 10. Nomes Significativos• Use Nomes que revelem seu propósito• Evite informações Erradas• Use Nomes Pronunciáveis• Passíveis de Busca• Evite a notação Húngara• Nomes de Classes• Nomes de Métodos
  11. 11. Mãos à obra
  12. 12. Funções• Faça Funções Pequenas• Quer Faça Apenas uma Coisa• Use Nomes Descritivos• Use no máximo três parâmetros em funções• Prefira exceções a retorno de código de erro
  13. 13. Mãos à obra
  14. 14. Comentários• Explique-se No Código• Use comentários para coisas relevantes: como alertas sobre consequências, Destaque, TODO• Evite comentários redundantes
  15. 15. Mãos à obra
  16. 16. Classes• Organização – Funções publicas abaixo após lista de variáveis e de propriedades – Tarefas privadas chamadas por uma função publica logo depois desta.• Encapsulamento – As vezes é necessário tornar uma variável ou função como protected de modo que possa ser testada• Classes pequenas• Princípio da Responsabilidade única
  17. 17. Mãos à obra
  18. 18. POR TANTO,“Um programador semsensibilidade ao código podevisualizar um móduloconfuso e reconhecer abagunça, mas não saberá oque fazer a respeito dela. Jáum com essa sensibilidadeverá alternativas”.
  19. 19. OBRIGADO

×