SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
PROVA DE VALIDAÇÃO PARA O 3º ANO
O ALUNO DEVE ACERTAR NO MINIMO 42 QUESTÕES PARA TER APROVAÇÃO
IMEDIATA.
LINGUA PORTUGUESA
1ª QUESTÃO
Texto: IRACEMA
Além, muito além daquela serra que ainda azula no horizonte, nasceu Iracema.
Iracema, a virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa
da graúna e mais longos que seu talhe de palmeira.
O favo da jati não era doce como o seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque
como seu hálito perfumado.
Mais rápida que a ema selvagem, a morena virgem corria o sertão e as matas do
Ipu, onde campeava sua guerreira tribo, da grande nação tabajara. O pé grácil e
nu, mal roçando, alisava apenas a verde pelúcia que vestia a terra com as
primeiras águas.
(José de Alencar)
Para descrever Iracema, Alencar emprega palavras que apelam principalmente
a) à razão
b) aos sentidos
c) aos sentimentos
d) à fantasia
e) ao desapego
2ª QUESTÃO
Se você quer construir um navio, não peça às pessoas que consigam
madeira, não dê a elas tarefas e trabalhos. Fale, antes, a elas, longamente, sobre a
grandeza e a imensidão do mar.
(Saint-Exupéry)
No texto apresentado, Saint-Exupéry defende
a) o esclarecimento das tarefas a serem realizadas.
b) a posição de que aquele que manda não precisa saber fazer.
c) a delegação de tarefas, sem demasiadas explicações.
d) a motivação das pessoas para fazer seu trabalho.
e) o planejamento estratégico na elaboração de um trabalho.
3ª QUESTÃO
A questão a seguir é relacionada a uma passagem bíblica e a um trecho da canção
“Cálice”, realizada em 1973, por Chico Buarque (1944-) e Gilberto Gil (1942-).
Texto Bíblico
Pai, se queres, afasta de mim este cálice! Contudo, não a minha vontade, mas a
tua seja feita! (Lucas, 22)
(in: Bíblia de Jerusalém. 7ª impressão. São Paulo: Paulus, 1995)
Trecho de Canção
Pai, afasta de mim esse cálice!
Pai, afasta de mim esse cálice!
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue.
Como beber dessa bebida amarga,
Tragar a dor, engolir a labuta,
Mesmo calada a boca, resta o peito,
Silêncio na cidade não se escuta.
De que me vale ser filho da santa,
Melhor seria ser filho da outra,
Outra realidade menos morta,
Tanta mentira, tanta força bruta.
......................................................
(in: www.uol.com.br/chicobuarque/)
Entendendo-se por rima a identidade ou semelhança de sons em lugares
determinados dos versos, nota-se, nas linhas pares da segunda estrofe de “Cálice”,
que o único verso que frustra a expectativa de rima é
a) Como beber dessa bebida amarga.
b) Silêncio na cidade não se escuta.
c) De que me vale ser filho da santa.
d) Melhor seria ser filho da outra.
e) Tanta mentira, tanta força bruta.
4ª QUESTÃO
A última das três abordagens, entre as teorias idealistas, é a que considera cultura
como sistemas. simbólicos. Esta posição foi desenvolvida nos Estados Unidos
principalmente por dois antropólogos: o já conhecido Clifford Geertz e David
Schneider. O primeiro deles busca uma definição de homem baseada na definição
de cultura. Para isto, refuta a idéia de uma forma ideal de homem, decorrente do
iluminismo e da antropologia clássica, perto da qual as demais eram distorções ou
aproximações, e tenta resolver o paradoxo (...) de uma imensa variedade cultural
que contrasta com a unidade da espécie humana. Para isto, a cultura deve ser
considerada “não um complexo de comportamentos concretos mas um conjunto de
mecanismos de controle, planos, receitas, regras, instruções (que os técnicos de
computadores chamam programa) para governar o comportamento”. Assim, para
Geertz, todos os homens são geneticamente aptos para receber um programa, e
este programa é o que chamamos cultura. E esta formulação - que consideramos
uma nova maneira de encarar a unidade da espécie - permitiu a Geertz afirmar que
“um dos mais significativos fatos sobre nós pode se finalmente a constatação de
que todos nascemos com um equipamento para viver mil vidas, mas terminamos
no fim tendo vivido uma só!”
Roque de Barros Laraia. Cultura, um conceito antropológico. 16. ed. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar Ed., 2003, p. 62.
Assinale a alternativa em que a grafia das palavras está correta.
a) Beneficiente, asterístico, Ciclano, sombrancelha, excessão.
b) Estorno, beneficente, pretensão, Sicrano, assessor.
c) Auto-falante, eletrecista, asterístico, exceção, losângulo.
d) Estorno, previlégio, prazeiroso, sombrancelha, pretenção.
e) Estorno, privilégio, beneficiente, acessor, celebral.
5ª QUESTÃO
Ao crítico deu ele o RONROM.
O processo pela qual se formou a palavra grifada:
a) derivação prefixial.
b) derivação parassintética.
c) regressiva.
d) composição por aglutinação.
e) onomatopéia.
6ª QUESTÃO
1. No começo do século XX, o escritor paranaense Emílio de
2. Meneses era o gênio das frases. Conta-se que certa vez, no Rio de
3. Janeiro, viajava num bonde em cujos bancos só cabiam quatro
4. passageiros. O do escritor já estava lotado, quando ele viu, tentando
5. com dificuldade acomodar-se a seu lado, uma conhecida cantora
6. lírica, gorda como ele. Foi a deixa para mais um trocadilho: “Ó,
7. atriz atroz. Atrás, há três!”
Benício Medeiros
São palavras acentuadas de acordo com a mesma regra:
a) há e Benício.
b) atrás e gênio.
c) só e Emílio.
d) século e lírica.
e) gênio e três.
7ª QUESTÃO
A questão a seguir toma por base a primeira estrofe de “O menino da porteira”, de
Teddy Vieira (1922-1965) e Luís Raimundo (1916-), o Luisinho, e a letra de “Meu
bem-querer”, de Djavan (1949-).
O Menino da Porteira
Toda a vez que eu viajava
Pela estrada de Ouro Fino,
De longe eu avistava
A figura de um menino,
Que corria abri[r] a porteira
Depois vinha me pedindo:
- Toque o berrante, seu moço,
Que é p’ra mim ficá[ar] ouvindo.
...............................................
(Luisinho, Limeira e Zezinha, 1955)
Meu bem querer
Meu bem-querer
É segredo, é sagrado,
Está sacramentado
Em meu coração.
Meu bem-querer
Tem um quê de pecado
Acariciado pela emoção.
Meu bem-querer, meu encanto,
Tô sofrendo tanto, amor.
E o que é o sofrer
Para mim, que estou
Jurado p’ra morrer de amor?
(Djavan. Alumbramento. Emi-Odeon. 1980)
Há certos verbos cujas flexões se desviam do paradigma de sua conjugação. São
considerados, por isso, irregulares. Alguns deles são: dar, estar, fazer, ser e ir. Na
estrofe de “O menino da porteira”, ocorrem verbos dessa natureza. A alternativa
que os contém é
a) “Toda vez que eu viajava” e “De longe eu avistava”.
b) “De longe eu avistava” e “Que corria abri[r] a porteira”.
c) “Que corria abri[r] a porteira” e “ - Toque o berrante, seu moço,”
d) “Que corria abri[r] a porteira” e “Que é p’ra mim ficá[r] ouvindo.”
e) “Depois vinha me pedindo:” e “Que é p’ra mim ficá[r] ouvindo”.
8ª QUESTÃO
Assinale a alternativa em que a palavra sublinhada NÃO tem valor de adjetivo.
a) A malha azul estava molhada.
b) O sol desbotou o verde da bandeira.
c) Tinha os cabelos branco-amarelados.
d) As nuvens tornavam-se cinzentas.
e) O mendigo carregava um fardo amarelado.
LINGUA INGLESA
9ª QUESTÃO
During the cold war, Brazil became one of the world's leading weapon
exporters by...... (I) everything from armored cars to rocket -launchers to East,
West and non-aligned alike. But as military spending has fallen, Brazil's arms
makers...... (II).
[The Economist, June 24, 1995]
Escolha a alternativa que preenche corretamente a lacuna (I):
a) sold
b) selling
c) sell
d) to sell
e) have sold.
10ª QUESTÃO
Assinale a alternativa que corresponde ao verbo que tem duas formas
distintas para pessoas diferentes no passado simples:
a) To have.
b) To do.
c) To go.
d) To become.
e) To be.
11ª QUESTÃO
Assinale o tempo verbal usado para indicar o tempo futuro na seguinte
oração: "we'll do it as soon as possible".
a) modal "will"
b) going to
c) simple present
d) present continuous
e) present perfect
12ª QUESTÃO
"A teacher is a man or a woman."
The plural form for the sentence above is:
a) As teachers are mans or womans.
b) Teachers are mans or womans.
c) Teachers are men or women.
d) Teachers is men or womans.
e) Teachers are mens or womens.
LINGUA ESPANHOLA
En el piso bajo de la izquierda de una humilde pero graciosa y limpia casa de la
calle de Preciados, calle muy estrecha y retorcida en aquel entonces, vivían solas
tres buenas y piadosas mujeres, que mucho se diferenciaban entre sí en cuanto al
ser físico y estado social, puesto que éranse que se eran señora mayor, viuda, de
aspecto grave y distinguido; una hija suya, joven, soltera, natural de Madrid y
bastante guapa, aunque de tipo diferente al de la madre (lo cual daba a entender
que había salido en todo a su padre); y una doméstica, imposible de describir, sin
edad, figura ni sexo determinables, bautizada, hasta cierto punto, en Modoñedo, y
a la cual ya hemos hecho demasiado favor (como también se lo hizo aquel señor
cura) con reconocer que pertenecía a la espécie humana.
La mencionada joven parecía el símbolo o representación, viva y con faldas, del
sentido común: tal equilibrio había entre su hermosura y su naturalidad, entre su
elegancia y sencillez, entre su gracia y modestia. Felicísimo era que pasase
inadvertida por la vía pública, sin alborotar a los galanteadores de oficio, pero
imposible que nadie dejara de admirarla y prenderse de sus múltiples encantos,
luego que fijase en ella la atención. No era, no (o, por mejor decir, no quería ser)
una de esas beldades llamativas aparatosas, fulminantes, que atraen todas las
miradas no bien se presentan en un salón, teatro o paseo y que comprometen o
anulan al pobrete que las acompaña, sea novio, sea marido, sea padre… Era un
conjunto sabio y armónico, de perfecciones físicas y morales, cuya prodigiosa
regularidad no entusiasmaba al pronto, como no entusiasman la paz ni el orden; o
como acontece con los monumentos bien proporcionados, donde nada nos choca ni
maravilla hasta que formamos juicio de que, si todo resulta llano, fácil y natural,
consiste en que todo es igualmente bello. Dijérase que aquella diosa honrada de la
clase media había estudiado su modo de vestirse, de peinarse, de mirar, de
moverse, de conllevar, en fin, los tesoros de su espléndida juventud en tal forma y
manera, que no se la creyese pagada de sí misma, ni presuntuosa ni incitante, sino
muy diferente de las deidades por casar que hacen feria de sus hechizos…
(ALARCÓN, Pedro Antonio. El Capitán Veneno. Madrid, Alianza, 1997. Texto
adaptado.)
9ª QUESTÃO
El texto se refiere a una casa:
a) ubicada en una calle muy ancha.
b) que sobresalía por su desaseo.
c) sencilla y sin suciedad.
d) cuyas habitaciones eran demasiado estrechas.
e) apenas linda.
10ª QUESTÃO
Las tres mujeres que habitaban la casa:
a) tenían la misma edad a pesar de su diferencia física.
b) vivían sin la compañía de otras personas.
c) era bien parecidas unas a las otras, física y espiritualmente.
d) eran todas guapas y muy distinguidas.
e) eran três mujeres do mundo
11ª QUESTÃO
De la doméstica dice el narrador:
a) hacía cuestión de no decir su propia edad.
b) era natural de Madrid pero bautizada en Modoñedo.
c) tenía un primo que era cura del pueblo.
d) era un tipo extraño, de edad indefinida.
e) era um tipo muy distinguida.
12ª QUESTÃO
La hija se destacaba por:
a) su belleza invulgar.
b) la elegancia afectada.
c) su gran semejanza con la madre.
d) su hermosura artificial
e) su força
13ª QUESTÃO
Um menino joga três dados e soma os números que aparecem nas faces voltadas
para cima. O número de diferentes resultados dessa adição é:
a) 12
b) 18
c) 216
d) 16
e) 15
14ª QUESTÃO
O conjunto solução da inequação - 3x + a > 7 é {x  IR | x < 2}.
Então, o valor de a é:
a) 1
b) 2
c) 7
d) 10
e) 13
15ª QUESTÃO
Assinale a alternativa falsa:
a) se m e n são números ímpares, então m2
+ n2
é par;
b) o número 1,73 é menor que 3 ;
c) o produto de dois números irracionais é um número irracional;
d) se k é um número real e 0<k<1, então k95
<k94
;
e) o produto de dois números racionais é um número racional.
16ª QUESTÃO
A solução da equação exponencial 3x
= 34 é:
a) um número entre 4 e 5
b) um número entre 3 e 4
c) um número entre 2 e 3
d) um número entre 1 e 2
e) um número entre 0 e 1
17ª QUESTÃO
Fractal (do latim fractus, fração, quebrado) - objeto que pode ser dividido em
partes que possuem semelhança com o objeto inicial. A geometria fractal, criada
no século XX, estuda as propriedades e o comportamento dos fractais - objetos
geométricos formados por repetições de padrões similares.
O triângulo de Sierpinski, uma das formas elementares da geometria fractal,
pode ser obtido por meio dos seguintes passos:
1. comece com um triângulo equilátero (figura 1);
2. construa um triângulo em que cada lado tenha a metade do tamanho do
lado do triângulo anterior e faça três cópias;
3. posicione essas cópias de maneira que cada triângulo tenha um vértice comum
com um dos vértices de cada um dos outros dois triângulos, conforme ilustra a
figura 2;
4. repita sucessivamente os passos 2 e 3 para cada cópia dos triângulos
obtidos no passo 3 (figura 3).
De acordo com o procedimento descrito, a figura 4 da seqüência apresentada
acima é
a)
b)
c)
d)
e)
18ª QUESTÃO
Considere o triângulo ABC, retângulo em A, cujos catetos b e c valem
respectivamente 6 e 8. O cosseno do ângulo B vale:
a) 2
1
b) 5
3
c) 2
3
d) 5
4
e) 4
3
19ª QUESTÃO
O jogo-da-velha é um jogo popular, originado na Inglaterra. O nome “velha”
surgiu do fato de esse jogo ser praticado, à época em que foi criado, por
senhoras idosas que tinham dificuldades de visão e não conseguiam mais bordar.
Esse jogo consiste na disputa de dois adversários que, em um tabuleiro 3×3,
devem conseguir alinhar verticalmente, horizontalmente ou na diagonal, 3 peças
de formato idêntico. Cada jogador, após escolher o formato da peça com a qual
irá jogar, coloca uma peça por vez, em qualquer casa do tabuleiro, e passa
a vez para o adversário. Vence o primeiro que alinhar 3 peças.
No tabuleiro representado ao lado, estão registradas as jogadas de dois
adversários em um dado momento. Observe que uma das peças tem formato
de círculo e a outra tem a forma de um xis. Considere as regras do jogo-da-
velha e o fato de que, neste momento, é a vez do jogador que utiliza os círculos.
Para garantir a vitória na sua próxima jogada, esse jogador pode posicionar a
peça no tabuleiro de
a) uma só maneira.
b) duas maneiras distintas.
c) três maneiras distintas.
d) quatro maneiras distintas.
e) cinco maneiras distintas.
20ª QUESTÃO
A diferença entre os ângulos agudos de um triângulo retângulo é 50°.
Qual a medida do menor ângulo desse triângulo?
a) 10°
b) 20°
c) 25°
d) 40°
e) 70°
FISICA
21ª QUESTÃO
Na figura, o bloco A tem uma massa mA = 80kg e o bloco B, uma massa mB =
20kg. são ainda desprezíveis os atritos e as inércias do fio e da polia e considera-se
g= 10m/s2
.
O módulo da força que traciona o fio é:
a) 160 N
b) 200 N
c) 400 N
d) 600 N
e) 800 N
22ª QUESTÃO
A figura abaixo mostra o mapa de uma cidade em que as ruas retilíneas se cruzam
perpendicularmente e cada quarteirão mede 100 m. Você caminha pelas ruas a
partir de sua casa, na esquina A, até a casa de sua avó, na esquina B. Dali segue
até sua escola, situada na esquina C. A menor distância que você caminha e a
distância em linha reta entre sua casa e a escola são, respectivamente:
a) 1800 m e 1400 m.
b) 1600 m e 1200 m.
c) 1400 m e 1000 m.
d) 1200 m e 800 m.
e) 1000 m e 600 m.
23ª QUESTÃO
A escala de volume dos organismos vivos varia, entre uma bactéria e uma baleia,
de 21 ordens de grandeza. Se o volume de uma baleia é 102
m3
, o volume de uma
bactéria é:
a) 1011
m3
;
b) 10-19
m3
c) 101/21
m3
d) 1019
m3
e) 10-11
m3
24ª QUESTÃO
Assinale a alternativa que contém a afirmação correta.
a) As unidades newton, quilograma-força, dina e erg medem a mesma grandeza
física.
b) Se uma partícula se desloca sobre uma reta, os seus vetores posição e
velocidade são paralelos.
c) A velocidade instantânea é definida como a velocidade média calculada sobre um
intervalo de tempo que tende a zero.
d) Uma partícula cuja equação de movimento é dada por x = ct2
(onde c é uma
constante) se move com velocidade constante.
e) Se a velocidade média de uma partícula, durante um certo intervalo de tempo, é
zero, a partícula permanece em repouso durante o referido intervalo de tempo.
A
B
C
100 m
D
25ª QUESTÃO
Uma usina hidroelétrica, como por exemplo, Ilha Solteira, transforma:
a) energia química em física.
b) energia mecânica em elétrica.
c) energia elétrica em mecânica.
d) energia física em química.
e) energia elétrica em calor.
26ª QUESTÃO
Em usinas hidrelétricas, a queda d’água move turbinas que acionam geradores. Em
usinas eólicas, os geradores são acionados por hélices movidas pelo vento. Na
conversão direta solar-elétrica são células fotovoltaicas que produzem tensão
elétrica. Além de todos produzirem eletricidade, esses processos têm em comum o
fato de
a) não provocarem impacto ambiental.
b) independerem de condições climáticas.
c) a energia gerada poder ser armazenada.
d) utilizarem fontes de energia renováveis.
e) dependerem das reservas de combustíveis fósseis.
27ª QUESTÃO
Uma partícula está eletrizada positivamente com uma carga elétrica de 4,0 × 10-
15
C. Como o módulo da carga do elétron é 1,6 × 10-19
C, essa partícula:
a) ganhou 2,5 x 104
elétrons.
b) perdeu 2,5 x 104
elétrons.
c) ganhou 4,0 x 104
elétrons.
d) perdeu 6,4 x 104
elétrons.
e) ganhou 6,4 x 104
elétrons.
28ª QUESTÃO
A coluna de mercúrio de um termômetro está sobre duas escalas termométricas
que se relacionam entre si. A figura abaixo mostra algumas medidas
correspondentes a determinadas temperaturas.
Quando se encontra em equilíbrio térmico com gelo fundente, sob pressão normal,
o termômetro indica 20º nas duas escalas. Em equilíbrio térmico com água em
ebulição, também sob pressão normal, a medida na escala A é 82 °A e na escala B:
a) 49º B
b) 51º B
c) 59º B
d) 61º B
e) 69º B
QUIMICA
29ª QUESTÃO
Cinco amigos resolveram usar a tabela periódica como tabuleiro para um jogo.
Regras do jogo: Para todos os jogadores, sorteia-se o nome de um objeto, cujo
constituinte principal é determinado elemento químico. Cada um joga quatro vezes
um dado e, a cada jogada, move sua peça somente ao longo de um grupo ou de
um período, de acordo com o número de pontos obtidos no dado. O início da
contagem é pelo elemento de número atômico 1. Numa partida, o objeto sorteado
foi “latinha de refrigerante” e os pontos obtidos com os dados foram: Ana (3,2,6,5),
Bruno (5,4,3,5), Célia (2,3,5,5), Décio (3,1,5,1) e Elza (4,6,6,1).
Assim, quem conseguiu alcançar o elemento procurado foi:
a) Ana
b) Bruno
c) Célia
d) Décio
e) Elza
30ª QUESTÃO
A propriedade que pode ser atribuída à maioria dos compostos iônicos (isto é, aos
compostos caracterizados predominantemente por ligações iônicas entre as
partículas) é:
a) dissolvido em água, formam soluções ácidas
b) dissolvem-se bem em gasolina, diminuindo sua octanagem
c) fundidos(isto é, na fase líquida), conduzem corrente elétrica
d) possuem baixos pontos de fusão e ebulição
e) são moles, quebradiços e cristalinos
31ª QUESTÃO
Com base nas estruturas dos compostos e nos valores de eletronegatividade
apresentados na Tabela Periódica, assinale a opção que apresenta o composto cujo
momento dipolar é zero.
A) H2O
B) C2H5OH
C) BeH2
D) C2H5Cl
E) HF
32ª QUESTÃO
• Na plataforma de lançamento, uma chama imensa. A combustão do hidrogênio
leva o foguete ao espaço.
• Nos seres vivos, “a queima” de açúcar fornece a energia necessária às atividades
das células.
• No corpo humano, desânimo, cansaço e doença. É o envelhecimento precoce,
causado pelo estresse oxidativo. O abuso de cigarro, de álcool e de comida
inadequada provoca um aumento excessivo na produção de certos radicais livres no
organismo.
Isso leva ao infarto, ao câncer, à doença de Parkinson, ao envelhecimento.
As descrições acima têm em comum, reações envolvendo a presença de:
a) nitrogênio.
b) açúcar.
c) álcool.
d) oxigênio.
e) cloro.
33ª QUESTÃO
A fórmula molecular do gás incolor e inodoro que não é combustível nem
comburente e, portanto, pode ser usado para apagar incêndios, é:
a) H2S
b) O2
c) H2
d) CO2
e) CH4
34ª QUESTÃO
Quando se aquece uma porção de esponja de aço, constituída principalmente por
ferro (Fe), em presença de oxigênio do ar, ela entra em combustão formando óxido
de ferro (III) como único produto.
Logo, se 1 g de esponja de aço for aquecido e sofrer combustão total, a massa do
produto sólido resultante será
a) menor do que 1 g, pois na combustão forma-se também CO2(g).
b) menor do que 1 g , pois o óxido formado é muito volátil.
c) igual a 1 g, pois a massa se conserva nas transformações químicas.
d) maior do que 1 g, pois o ferro é mais denso do que o oxigênio.
e) maior do que 1 g, pois átomos de oxigênio se ligam aos de ferro.
35ª QUESTÃO
A borracha natural é um elastômero (polímero elástico), que é obtida do látex
coagulado da Hevea brasiliensis. Suas propriedades elásticas melhoram quando
aquecida com enxofre, processo inventado por Charles Goodyear, que recebe o
nome de
a) ustulação.
b) vulcanização.
c) destilação.
d) sinterização.
e) galvanização.
36ª QUESTÃO
“Em seu livro o senhor lança o “paradoxo de Giddens”: uma vez que os perigos do
aquecimento global não são visíveis no dia a dia, apesar de parecerem terríveis, as
pessoas não irão agir; contudo, esperar até que se tornem visíveis e sérios para
então tomar uma atitude será tarde demais.” (Trecho extraído de entrevista de
Anthony Giddens, Verde Aguado, Folha de São Paulo, 29 de março de 2009, p. 4 ,
Caderno Mais!, por Pedro Dias Leite, Londres.)
O problema tratado no texto refere-se à passividade das pessoas frente:
a) aos gases causadores do aprisionamento da radiação solar na atmosfera
terrestre.
b) aos gases causadores da destruição da camada de ozônio.
c) aos gases causadores da chuva ácida nas grandes cidades.
d) aos gases responsáveis pelo aumento do nível dos mares e dos rios.
e) aos gases responsáveis pela diminuição do oxigênio na atmosfera.
BIOLOGIA
37ª QUESTÃO
A Escherichia coli é uma bactéria procarionte. Isto significa que esta bactéria
a) é parasita obrigatório.
b) não apresenta ribossomos.
c) não apresenta núcleo organizado.
d) não apresenta DNA como material genético.
e) nunca apresenta parede celular (esquelética).
38ª QUESTÃO
O fato de, em algumas flores, o gineceu e o androceu amadurecerem ao mesmo
tempo
a) garante floração mais prolongada da espécie.
b) propicia maior produtividade de frutos.
c) favorece a autofecundação.
d) reduz as chances de autofecundação.
e) impede a autofecundação.
39ª QUESTÃO
Alguns rapazes cometeram a imprudência de dirigir logo depois de terem tomado
várias cervejas. Durante o percurso, suspeitaram que, um pouco mais à frente, no
posto rodoviário, poderia estar sendo realizado o teste do bafômetro. Nesse teste, o
motorista deve soprar o ar em um aparelho que irá detectar a presença e a
quantidade de álcool ingerida. Com o intuito de mascarar o teste e despistar os
policiais, os rapazes lavaram a boca, beberam água e chuparam várias balas de
hortelã. Parados no posto rodoviário e feito o teste do bafômetro, este deu
resultado
a) negativo. O álcool é rapidamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias.
Só pode ser detectado a partir de gotículas da bebida que permanecem na mucosa
da boca. A água e os elementos aromáticos da bala mascaram a detecção pelo
aparelho.
b) negativo. O álcool é lentamente absorvido pelas paredes digestórias, sem sofrer
digestão. Alcança a corrente sangüínea, é totalmente metabolizado pelo fígado e
eliminado pelos rins. A água bebida pelos rapazes acelera a eliminação do álcool
pela urina, e os elementos aromáticos da bala mascaram o odor da bebida.
c) positivo. O álcool é lentamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias. O
álcool ainda presente no estômago libera vapores que são expelidos pela boca junto
com o ar soprado no aparelho.
d) positivo. O álcool é rapidamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias.
Alcança a corrente sangüínea e chega aos demais tecidos do corpo, inclusive
mucosas bucais. Moléculas de álcool nas mucosas são detectadas pelo aparelho.
e) positivo. O álcool é rapidamente absorvido pelas paredes digestórias, sem sofrer
digestão. Alcança a corrente sangüínea e chega rapidamente aos demais tecidos do
corpo, inclusive pulmão. Moléculas de álcool nos alvéolos são liberadas junto com o
ar soprado no aparelho.
40ª QUESTÃO
A biodiversidade constitui uma das propriedades fundamentais da natureza e tem
sido muito debatida em reuniões internacionais, como a RIO 92. As opções abaixo
expressam características da biodiversidade, EXCETO:
a) variedade de espécies que existem em um ecossistema.
b) variedade de ecossistemas que existem em todo o planeta.
c) características genéticas existentes dentro de uma mesma espécie.
d) a quantidade de biomassa de uma determinada espécie.
e) a variedade de todos os seres vivos.
41ª QUESTÃO
“O meio ambiente cria a necessidade de uma determinada estrutura em um
organismo. Este se esforça para responder a essa necessidade. Como resposta a
esse esforço, há uma modificação na estrutura do organismo. Tal modificação é
transmitida aos descendentes.”
O texto sintetiza as principais idéias relacionadas ao
a) fixismo.
b) darwinismo.
c) mendelismo.
d) criacionismo.
e) lamarckismo.
42ª QUESTÃO
A seqüência indica os crescentes níveis de organização biológica:
célula  I  II  III  população  IV  V  biosfera.
Os níveis I, III e IV correspondem, respectivamente, à
a) órgão, organismo e comunidade.
b) tecido, organismo e comunidade.
c) órgão, tecido e ecossistema.
d) tecido, órgão e bioma.
e) tecido, comunidade e ecossistema.
43ª QUESTÃO
A reprodução dos vírus:
a) depende sempre das bactérias.
b) independe de sistemas celulares.
c) é sexuada, um vírus sendo macho e outro fêmea.
d) é por divisão binária.
e) depende de organismos vivos.
44ª QUESTÃO
A dengue continua sendo um problema de saúde pública para o Brasil. Assim,
conhecendo-se o causador da dengue e seu vetor, podemos usar como medidas
profiláticas a:
a) vacinação em massa da população contra a bactéria causadora dessa doença.
b) exterminação de ratos vetores do vírus causador dessa doença.
c) eliminação dos insetos vetores da bactéria causadora dessa doença.
d) eliminação dos insetos vetores do vírus causador dessa doença.
e) distribuição de antibióticos contra a bactéria causadora dessa doença.
HISTÓRIA
45ª QUESTÃO
"Já se afirmou ser a História uma continuação da História Natural, havendo
uma analogia entre a evolução orgânica e o progresso da cultura".
Sobre a Pré-História, qual das alternativas a seguir é incorreta?
a) Várias ciências auxiliam o estudo, como a Antropologia, a Arqueologia e a
Química.
b) A Pré-História pode ser dividida em Paleolítico e Neolítico, no que se refere
ao processo técnico de trabalhar a pedra.
c) Sobre o Paleolítico, podemos afirmar que foi o período de grande
desenvolvimento artístico, cujo exemplo são as pinturas antropomorfas e
zoomorfas realizadas nas cavernas.
d) O Neolítico apresentou um desenvolvimento artístico diferente do
Paleolítico, através dos traços geométricos do desenho e da pintura.
e) Os primeiros seres semelhantes ao homem foram os Australopitecus e o
Homem de Java que eram bem mais adaptados que o Homem de Neanderthal.
46ª QUESTÃO
" ... essencialmente mercadores, exportavam pescado, vinhos, ouro e prata,
armas, praticavam a pirataria, e desenvolviam um intenso comércio de escravos no
Mediterrâneo..."
O texto refere-se a características que identificam, na Antiguidade Oriental,
os:
a) fenícios.
b) hebreus.
c) caldeus.
d) egípcios.
e) persas.
47ª QUESTÃO
"(...) a civilização grega atingiu o seu apogeu. A estrutura da polis e a
democracia encontraram seu desenvolvimento máximo, enquanto as artes, a
filosofia e o teatro conheceram sua época de maior grandeza."
(Maria Beatriz B. Florenzano, O MUNDO ANTIGO - ECONOMIA E SOCIEDADE)
Assinale a alternativa que corresponde ao período, cujas características estão
apresentadas no texto anterior.
a) Helenístico.
b) Arcaico.
c) Homérico.
d) Clássico.
e) Pré-Homérico.
48ª QUESTÃO
A colônia fenícia de Cartago, localizada onde hoje se encontra a cidade de
Túnis, ao norte da África, havia se desenvolvido consideravelmente, a ponto de se
constituir em poderosa rival dos interesses romanos no Mediterrâneo. Por mais de
um século, os romanos lutaram para destruir Cartago, acabando por arrasá-la (146
a.C.). Esses acontecimentos são conhecidos como:
a) Guerras Médicas.
b) Revolução Cartaginesa.
c) Guerras Púnicas.
d) Guerra de Tróia.
e) Guerra da Reconquista.
49ª QUESTÃO
"Quando Maomé fixou residência em Yatrib, teve início uma fase decisiva na
vida do Profeta, em seu empenho de fazer triunfar a nova religião. A cidade de
Yatrib, que doravante seria chamada de Madina al-nabi (Medina, a cidade do
Profeta), tornou-se a sede ativa de uma comunidade da qual Maomé era o chefe
espiritual e temporal." (Robert Mantran, EXPANSÃO MUÇULMANA.)
Essa mudança para Medina, que assinala o início da era muçulmana, ficou
conhecida como:
a) Xiismo.
b) Sunismo.
c) Islamismo.
d) Hégira.
e) Copta.
50ª QUESTÃO
"Descentralização política e administrativa, unidades de produção autônomas
e auto-suficientes e mão-de-obra servil", são características:
a) do regime feudal.
b) do sistema capitalista.
c) do socialismo.
d) do escravismo antigo.
e) da dominação colonial no Brasil.
51ª QUESTÃO
... Que sejam admissíveis nas alfândegas do Brasil todos e quaisquer gêneros,
fazendas e mercadorias transportados em navios estrangeiros, vindos das Potências
que se conservam em paz e Harmonia com a minha Real Coroa...
Príncipe D. João
Dentre as principais consequências dessa medida promovida por D. João destaca-
se:
a) o aumento das importações de produtos fabricados por todas as nações, pois o
decreto permitiu sua entrada na colônia a taxas mínimas.
b) o fim definitivo do monopólio comercial português, elemento básico do pacto
colonial.
c) a diminuição da preponderância inglesa nas relações econômicas com o Brasil.
d) o enfraquecimento da Coroa devido à diminuição das tarifas alfandegárias, que
passaram, a partir desse decreto, a ser de apenas 15% em impostos.
e) o investimento em transportes, em comunicações e no setor financeiro,
favorecendo o surgimento de um incipiente processo de industrialização.
52ª QUESTÃO
"Batemo-nos pelo Estado Integralista. Queremos a reabilitação do princípio de
autoridade, que esta se respeite e faça respeitar-se. Defendemos a família, a
instituição fundamental cujos direitos mais sagrados são proscritos pela burguesia e
pelo comunismo."
Este texto, pelas idéias que defende, é provável que tenha sido escrito por:
a) Jorge Amado
b) Carlos Drummond de Andrade
c) Mário de Andrade
d) Oswald de Andrade
e) Plínio Salgado
GEOGRAFIA
53ª QUESTÃO
Em se tratando de commodities, o Brasil tem papel relevante no mercado mundial,
graças à exportação de minérios. Destacam-se os minérios de ferro e de
manganês, bases para a produção de aço, e a bauxita, da qual deriva o alumínio.
A relação entre minério e sua localização no território brasileiro está corretamente
expressa em:
Minério Localização geográfica
a) ferro Quadrilátero Ferrífero (Planalto da
Borborema)
b) ferro Serra dos Carajás (Planalto das Guianas)
c) bauxita Vale do Trombetas (Serra do Espinhaço)
d) manganês Maciço do Urucum (Pantanal Mato-
Grossense)
e) manganês Vale do Aço (Chapada dos Parecis)
54ª QUESTÃO
A produção de uva na Região Nordeste tem localização definida e
características que a diferenciam das tradicionais plantações da Região Sul
brasileira. Apresenta:
a) irrigação sistemática, temperatura pouco variável e localização no médio
São Francisco, principalmente em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA).
b) irrigação esporádica, temperatura pouco variável e localização em áreas de
maior altitude como a Chapada Diamantina (BA) e Borborema (PB).
c) irrigação sistemática, temperatura mais baixa decorrente de maiores
altitudes locais, especialmente em Vitória da Conquista (BA) e Garanhuns (PE).
d) irrigação esporádica, temperatura mais baixa decorrente de áreas de
maiores altitudes, localizando-se principalmente em Vitória da Conquista (BA) e
Garanhuns (PE).
e) irrigação sistemática, temperatura pouco variável decorrente da
proximidade do litoral, especialmente em Ilhéus/Itabuna (BA) e Garanhuns (PE).
55ª QUESTÃO
Ano Urbana% Rural%
1940 31,23 68,77
1950 36,16 63,84
1960 44,67 55,33
1970 55,92 44,08
1980 67,60 32,40
1991 75,47 24,53
Fonte: IBGE/1991
Distribuição da População Rural e Urbana - Brasil - 1940/1991 .
Assinale a alternativa que explica a tabela:
a) Devido à grande industrialização nas cidades, o período de 1940-1950
registrou as maiores taxas de crescimento da população urbana.
b) O intenso processo de modernização do campo explica o acentuado
esvaziamento da população rural entre 1950-1960.
c) A forte industrialização registrada, no campo e na cidade, explica as taxas
iguais de crescimento da população urbana e rural entre 1950-1960.
d) Após 1950, o processo de industrialização gerou forte migração da
população do campo para a cidade, praticamente invertendo sua distribuição no
final dos anos 80.
e) O avanço da industrialização no campo, interrompido nas duas últimas
décadas, justifica a redução, pela metade, da população rural.
56ª QUESTÃO
Analise a tabela.
As dez cidades mais populosas do mundo em 1900 e em 2007
1900 2007
1° Londres Tóquio
2° Nova Iorque Nova Iorque
3° Paris Cidade do México
4° Berlim Mumbai
5° Chicago São Paulo
6° Viena Nova Delhi
7° Tóquio Xangai
8° São Petersburgo Calcutá
9° Manchester Daca
10° Filadélfia Buenos Aires
(ONU, 2007)
Assinale a alternativa que compara corretamente a localização das maiores cidades
do mundo em 1900 e 2007, respectivamente.
a) Todas no hemisfério ocidental; apenas uma no hemisfério oriental.
b) Exclusivamente no hemisfério sul; predominantemente no hemisfério norte.
c) Apenas nos países em desenvolvimento; todas nos países ricos.
d) Apenas nos países ricos; predominantemente nos países emergentes ou em
desenvolvimento.
e) Nenhuma na América Latina; exclusivamente no Sudeste Asiático.
57ª QUESTÃO
A economia básica do Brasil, durante os períodos Colonial e Imperial, esteve
voltada para o comércio de exportação. Assinale a alternativa que caracteriza o
espaço geográfico brasileiro, nessa época.
a) Havia intensos fluxos rodoviários e ferroviários entre as regiões brasileiras.
b) Os espaços regionais achavam-se integrados através de intensos fluxos
rodoviários.
c) O transporte ferroviário possibilitou o desenvolvimento de intenso mercado
interno.
d) Os espaços regionais achavam-se integrados através dos fluxos de transporte
fluvial.
e) As regiões eram isoladas e o comércio externo se fazia através do transporte
marítimo.
58ª QUESTÃO
A análise do quadro revela que, considerando os índices acelerados de uso, as
reservas de muitos minerais podem se exaurir ao longo do tempo.
Fonte: Eugene N. Cameron, At the Crossroads: The Mineral Problems of the
United States. (New York: Wiley-Intersciense, 1986), pp.158-59)
Assinale a alternativa que indica o tipo de desenvolvimento a ser alcançado pelas
sociedades, para evitar a exaustão rápida de tais recursos.
a) Técnico-econômico.
b) Tecnológico.
c) Conservacionista.
d) Econômico.
e) Cibernético.
59ª QUESTÃO
A distância entre as cidades de Acaraú e Sobral em um mapa mede 20 milímetros.
Utilizando a escala desse mapa encontramos a distância real de 100 km.
A escala desse mapa é:
a) 1 : 5 000 000.
b) 1 : 200 000.
c) 1 : 100 000.
d) 1 : 50 000.
e) 1 : 25.000.
60ª QUESTÃO
“Pela primeira vez na história da humanidade, mais de um bilhão de pessoas,
concretamente 1,02 bilhão, sofrerão de subnutrição em todo o mundo. O aumento
da insegurança alimentar que aconteceu em 2009 mostra a urgência de encarar as
causas profundas da fome com rapidez e eficácia.”
Relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação
[FAO], primeiro semestre de 2009.
Tendo em vista as questões levantadas pelo texto, é correto afirmar que
a) a principal causa da fome e da subnutrição é a falta de terra agricultável para a
produção de alimentos necessários para toda a população mundial.
b) a proporção de subnutridos e famintos, de acordo com os dados do texto, é
inferior a 10% da população mundial.
c) as principais causas da fome e da subnutrição são disparidades econômicas,
pobreza extrema, guerras e conflitos.
d) as consequências da subnutrição severa em crianças são revertidas com
alimentação adequada na vida adulta.
e) o uso de organismos geneticamente modificados na agricultura tem reduzido a
subnutrição nas regiões mais pobres do planeta.
GABARITO
LINGUA PORTUGUÊSA
01 02 03 04 05 06 07 08
B D D B A D A B
LINGUA INGLESA LINGUA ESPANHOLA
09 10 11 12 09 10 11 12
B E A C C B S A
MATEMÁTICA
13 14 15 16 17 18 19 20
D E C B C B B B
FISICA
21 22 23 24 25 26 27 28
A C B C B D B B
QUIMICA
29 30 31 32 33 34 35 36
E C C D D E B A
BIOLOGIA
37 38 39 40 41 42 43 44
C C E D E B E D
HISTÓRIA
45 46 47 48 49 50 51 52
D A D C D A B E
GEOGRAFIA
53 54 55 56 57 58 59 60
D A D D E C A C

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Produção Textual - Manifesto
Produção Textual  - ManifestoProdução Textual  - Manifesto
Produção Textual - ManifestoElaine Teixeira
 
Citações diretas e indiretas
Citações diretas e indiretasCitações diretas e indiretas
Citações diretas e indiretasUergs
 
Aula sobre argumentação
Aula sobre argumentaçãoAula sobre argumentação
Aula sobre argumentaçãoJamille Rabelo
 
Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimosMila E Wlamir
 
Textos expositivos
Textos expositivosTextos expositivos
Textos expositivosCarla Souto
 
Prova de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre CaramuruProva de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre CaramuruVal Valença
 
Prova de língua portuguesa coesão referencial e sequencial
Prova de língua portuguesa   coesão referencial e sequencialProva de língua portuguesa   coesão referencial e sequencial
Prova de língua portuguesa coesão referencial e sequencialMiriam599424
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidadevanysouza
 
O uso dos porquês
O uso dos porquêsO uso dos porquês
O uso dos porquêsRebeca Kaus
 
Contexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEM
Contexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEMContexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEM
Contexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEMma.no.el.ne.ves
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slideJaciara Mota
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoSinara Lustosa
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemQuezia Neves
 

Mais procurados (20)

Produção Textual - Manifesto
Produção Textual  - ManifestoProdução Textual  - Manifesto
Produção Textual - Manifesto
 
Estrutura dissertativa da redação
Estrutura dissertativa da redação  Estrutura dissertativa da redação
Estrutura dissertativa da redação
 
Citações diretas e indiretas
Citações diretas e indiretasCitações diretas e indiretas
Citações diretas e indiretas
 
O que é o texto dissertativo
O que é o texto dissertativoO que é o texto dissertativo
O que é o texto dissertativo
 
Aula sobre argumentação
Aula sobre argumentaçãoAula sobre argumentação
Aula sobre argumentação
 
Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimos
 
Textos expositivos
Textos expositivosTextos expositivos
Textos expositivos
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Prova de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre CaramuruProva de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre Caramuru
 
Dicas de interpretação de textos
Dicas de interpretação de textosDicas de interpretação de textos
Dicas de interpretação de textos
 
Prova de língua portuguesa coesão referencial e sequencial
Prova de língua portuguesa   coesão referencial e sequencialProva de língua portuguesa   coesão referencial e sequencial
Prova de língua portuguesa coesão referencial e sequencial
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
Verbos 1
Verbos 1Verbos 1
Verbos 1
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
O uso dos porquês
O uso dos porquêsO uso dos porquês
O uso dos porquês
 
Contexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEM
Contexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEMContexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEM
Contexto de produção, de circulação e de recepção de textos no ENEM
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
 

Destaque

Bernoulli resolve português volume 4
Bernoulli resolve português volume 4Bernoulli resolve português volume 4
Bernoulli resolve português volume 4Arlete Rinaldi
 
Conteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
Conteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino FundamentalConteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
Conteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino Fundamentalobjetivocatalao
 
Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015
Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015
Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015Tatiana Elizabeth
 
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EMPRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EMprofrodrigoribeiro
 
ENEM-2015 resolvido e comentado: Educação física
ENEM-2015 resolvido e comentado: Educação físicaENEM-2015 resolvido e comentado: Educação física
ENEM-2015 resolvido e comentado: Educação físicama.no.el.ne.ves
 
America do sul
America do sulAmerica do sul
America do sulLehTec
 
Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015
Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015
Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015Tatiana Elizabeth
 
Questões Corrigidas, em Word: Potencial Elétrico - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word:  Potencial Elétrico  - Conteúdo vinculado ao bl...Questões Corrigidas, em Word:  Potencial Elétrico  - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word: Potencial Elétrico - Conteúdo vinculado ao bl...Rodrigo Penna
 
Atividades com mapas
Atividades com mapasAtividades com mapas
Atividades com mapasCBM
 
Revisão de geografia 1º bimestre -cap.1- 3º ano
Revisão de geografia   1º bimestre -cap.1- 3º anoRevisão de geografia   1º bimestre -cap.1- 3º ano
Revisão de geografia 1º bimestre -cap.1- 3º anoSimone Aguiar
 
9º ano 17 - geografia
9º ano   17 - geografia9º ano   17 - geografia
9º ano 17 - geografiafraarf123
 
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoGeopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoRoberto Costa
 
Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI
Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI
Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI Virna Salgado Barra
 
Espaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º AnoEspaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º AnoPré Master
 

Destaque (20)

Bernoulli resolve português volume 4
Bernoulli resolve português volume 4Bernoulli resolve português volume 4
Bernoulli resolve português volume 4
 
Conteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
Conteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino FundamentalConteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
Conteúdo Simulado Objetivo - 3° bimestre - 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
 
Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015
Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015
Prova Espanhol - 3º ano do EM - 2015
 
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EMPRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
 
Geografia 3º ano
Geografia 3º anoGeografia 3º ano
Geografia 3º ano
 
ENEM-2015 resolvido e comentado: Educação física
ENEM-2015 resolvido e comentado: Educação físicaENEM-2015 resolvido e comentado: Educação física
ENEM-2015 resolvido e comentado: Educação física
 
3ª série -_história_-_manual
3ª série -_história_-_manual3ª série -_história_-_manual
3ª série -_história_-_manual
 
America do sul
America do sulAmerica do sul
America do sul
 
Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015
Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015
Prova de Espanhol - 1º ano do EM - 2015
 
Apostila de espanhol 3º ano 2013
Apostila de espanhol 3º ano 2013Apostila de espanhol 3º ano 2013
Apostila de espanhol 3º ano 2013
 
Questões Corrigidas, em Word: Potencial Elétrico - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word:  Potencial Elétrico  - Conteúdo vinculado ao bl...Questões Corrigidas, em Word:  Potencial Elétrico  - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word: Potencial Elétrico - Conteúdo vinculado ao bl...
 
Atividades com mapas
Atividades com mapasAtividades com mapas
Atividades com mapas
 
Revisão de geografia 1º bimestre -cap.1- 3º ano
Revisão de geografia   1º bimestre -cap.1- 3º anoRevisão de geografia   1º bimestre -cap.1- 3º ano
Revisão de geografia 1º bimestre -cap.1- 3º ano
 
9º ano 17 - geografia
9º ano   17 - geografia9º ano   17 - geografia
9º ano 17 - geografia
 
Exercicio de espanhol
Exercicio de espanholExercicio de espanhol
Exercicio de espanhol
 
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoGeopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
 
Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI
Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI
Geografia do Ensino Médio - EJA-FAMATRI
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
 
Espaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º AnoEspaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
 
Espanhol 1
Espanhol 1Espanhol 1
Espanhol 1
 

Semelhante a Prova de validação para o 3º ano

Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio  Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio Lenivaldo Costa
 
Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003Lucas Ferreira
 
Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003Lucas Ferreira
 
Td (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)
Td  (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)Td  (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)
Td (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)Gilvandenys Junior
 
Modernismo poesia - 2.a fase - Ose
Modernismo   poesia - 2.a fase - OseModernismo   poesia - 2.a fase - Ose
Modernismo poesia - 2.a fase - OseAndré Damázio
 
4 exercicios barroco-literatura_portugues
4   exercicios barroco-literatura_portugues4   exercicios barroco-literatura_portugues
4 exercicios barroco-literatura_portuguesjasonrplima
 
5 exercicios arcadismo-literatura_portugues
5   exercicios arcadismo-literatura_portugues5   exercicios arcadismo-literatura_portugues
5 exercicios arcadismo-literatura_portuguesjasonrplima
 
Prova: funções da linguagem
Prova: funções da linguagemProva: funções da linguagem
Prova: funções da linguagemMarilza Fuentes
 
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemMarilza Fuentes
 
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagemExercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagemMaria Gnv
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1gsbq
 
Cópia de exercício enem figuras de linguagens.docx
Cópia de exercício enem figuras de linguagens.docxCópia de exercício enem figuras de linguagens.docx
Cópia de exercício enem figuras de linguagens.docxElaine Junger
 
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...jupaulino
 

Semelhante a Prova de validação para o 3º ano (20)

Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio  Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
 
03i2pdf
03i2pdf03i2pdf
03i2pdf
 
Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003
 
Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003Prova internet-pssi-2003
Prova internet-pssi-2003
 
Td (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)
Td  (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)Td  (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)
Td (04 áreas) (enem omline 02 de agosto)
 
Modernismo poesia - 2.a fase - Ose
Modernismo   poesia - 2.a fase - OseModernismo   poesia - 2.a fase - Ose
Modernismo poesia - 2.a fase - Ose
 
4 exercicios barroco-literatura_portugues
4   exercicios barroco-literatura_portugues4   exercicios barroco-literatura_portugues
4 exercicios barroco-literatura_portugues
 
5 exercicios arcadismo-literatura_portugues
5   exercicios arcadismo-literatura_portugues5   exercicios arcadismo-literatura_portugues
5 exercicios arcadismo-literatura_portugues
 
Pronomeslpo
PronomeslpoPronomeslpo
Pronomeslpo
 
Pronomes Relativos
Pronomes RelativosPronomes Relativos
Pronomes Relativos
 
Prova: funções da linguagem
Prova: funções da linguagemProva: funções da linguagem
Prova: funções da linguagem
 
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagem
 
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagemExercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
Exercicios portugues redacao_figuras_de_linguagem
 
Chicos 17 - Julho 2008
Chicos 17 -  Julho 2008Chicos 17 -  Julho 2008
Chicos 17 - Julho 2008
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
1
11
1
 
Cópia de exercício enem figuras de linguagens.docx
Cópia de exercício enem figuras de linguagens.docxCópia de exercício enem figuras de linguagens.docx
Cópia de exercício enem figuras de linguagens.docx
 
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
 
Simulado lit-prise 3 ok
Simulado lit-prise 3 okSimulado lit-prise 3 ok
Simulado lit-prise 3 ok
 
Português – figuras de linguagem 01 2014
Português – figuras de linguagem 01   2014Português – figuras de linguagem 01   2014
Português – figuras de linguagem 01 2014
 

Último

PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 

Prova de validação para o 3º ano

  • 1. PROVA DE VALIDAÇÃO PARA O 3º ANO O ALUNO DEVE ACERTAR NO MINIMO 42 QUESTÕES PARA TER APROVAÇÃO IMEDIATA. LINGUA PORTUGUESA 1ª QUESTÃO Texto: IRACEMA Além, muito além daquela serra que ainda azula no horizonte, nasceu Iracema. Iracema, a virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna e mais longos que seu talhe de palmeira. O favo da jati não era doce como o seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque como seu hálito perfumado. Mais rápida que a ema selvagem, a morena virgem corria o sertão e as matas do Ipu, onde campeava sua guerreira tribo, da grande nação tabajara. O pé grácil e nu, mal roçando, alisava apenas a verde pelúcia que vestia a terra com as primeiras águas. (José de Alencar) Para descrever Iracema, Alencar emprega palavras que apelam principalmente a) à razão b) aos sentidos c) aos sentimentos d) à fantasia e) ao desapego 2ª QUESTÃO Se você quer construir um navio, não peça às pessoas que consigam madeira, não dê a elas tarefas e trabalhos. Fale, antes, a elas, longamente, sobre a grandeza e a imensidão do mar. (Saint-Exupéry) No texto apresentado, Saint-Exupéry defende a) o esclarecimento das tarefas a serem realizadas. b) a posição de que aquele que manda não precisa saber fazer. c) a delegação de tarefas, sem demasiadas explicações. d) a motivação das pessoas para fazer seu trabalho. e) o planejamento estratégico na elaboração de um trabalho. 3ª QUESTÃO A questão a seguir é relacionada a uma passagem bíblica e a um trecho da canção “Cálice”, realizada em 1973, por Chico Buarque (1944-) e Gilberto Gil (1942-). Texto Bíblico Pai, se queres, afasta de mim este cálice! Contudo, não a minha vontade, mas a tua seja feita! (Lucas, 22)
  • 2. (in: Bíblia de Jerusalém. 7ª impressão. São Paulo: Paulus, 1995) Trecho de Canção Pai, afasta de mim esse cálice! Pai, afasta de mim esse cálice! Pai, afasta de mim esse cálice De vinho tinto de sangue. Como beber dessa bebida amarga, Tragar a dor, engolir a labuta, Mesmo calada a boca, resta o peito, Silêncio na cidade não se escuta. De que me vale ser filho da santa, Melhor seria ser filho da outra, Outra realidade menos morta, Tanta mentira, tanta força bruta. ...................................................... (in: www.uol.com.br/chicobuarque/) Entendendo-se por rima a identidade ou semelhança de sons em lugares determinados dos versos, nota-se, nas linhas pares da segunda estrofe de “Cálice”, que o único verso que frustra a expectativa de rima é a) Como beber dessa bebida amarga. b) Silêncio na cidade não se escuta. c) De que me vale ser filho da santa. d) Melhor seria ser filho da outra. e) Tanta mentira, tanta força bruta. 4ª QUESTÃO A última das três abordagens, entre as teorias idealistas, é a que considera cultura como sistemas. simbólicos. Esta posição foi desenvolvida nos Estados Unidos principalmente por dois antropólogos: o já conhecido Clifford Geertz e David Schneider. O primeiro deles busca uma definição de homem baseada na definição de cultura. Para isto, refuta a idéia de uma forma ideal de homem, decorrente do iluminismo e da antropologia clássica, perto da qual as demais eram distorções ou aproximações, e tenta resolver o paradoxo (...) de uma imensa variedade cultural que contrasta com a unidade da espécie humana. Para isto, a cultura deve ser considerada “não um complexo de comportamentos concretos mas um conjunto de mecanismos de controle, planos, receitas, regras, instruções (que os técnicos de computadores chamam programa) para governar o comportamento”. Assim, para Geertz, todos os homens são geneticamente aptos para receber um programa, e este programa é o que chamamos cultura. E esta formulação - que consideramos uma nova maneira de encarar a unidade da espécie - permitiu a Geertz afirmar que “um dos mais significativos fatos sobre nós pode se finalmente a constatação de que todos nascemos com um equipamento para viver mil vidas, mas terminamos no fim tendo vivido uma só!” Roque de Barros Laraia. Cultura, um conceito antropológico. 16. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003, p. 62.
  • 3. Assinale a alternativa em que a grafia das palavras está correta. a) Beneficiente, asterístico, Ciclano, sombrancelha, excessão. b) Estorno, beneficente, pretensão, Sicrano, assessor. c) Auto-falante, eletrecista, asterístico, exceção, losângulo. d) Estorno, previlégio, prazeiroso, sombrancelha, pretenção. e) Estorno, privilégio, beneficiente, acessor, celebral. 5ª QUESTÃO Ao crítico deu ele o RONROM. O processo pela qual se formou a palavra grifada: a) derivação prefixial. b) derivação parassintética. c) regressiva. d) composição por aglutinação. e) onomatopéia. 6ª QUESTÃO 1. No começo do século XX, o escritor paranaense Emílio de 2. Meneses era o gênio das frases. Conta-se que certa vez, no Rio de 3. Janeiro, viajava num bonde em cujos bancos só cabiam quatro 4. passageiros. O do escritor já estava lotado, quando ele viu, tentando 5. com dificuldade acomodar-se a seu lado, uma conhecida cantora 6. lírica, gorda como ele. Foi a deixa para mais um trocadilho: “Ó, 7. atriz atroz. Atrás, há três!” Benício Medeiros São palavras acentuadas de acordo com a mesma regra: a) há e Benício. b) atrás e gênio. c) só e Emílio. d) século e lírica. e) gênio e três. 7ª QUESTÃO A questão a seguir toma por base a primeira estrofe de “O menino da porteira”, de Teddy Vieira (1922-1965) e Luís Raimundo (1916-), o Luisinho, e a letra de “Meu bem-querer”, de Djavan (1949-). O Menino da Porteira Toda a vez que eu viajava Pela estrada de Ouro Fino, De longe eu avistava
  • 4. A figura de um menino, Que corria abri[r] a porteira Depois vinha me pedindo: - Toque o berrante, seu moço, Que é p’ra mim ficá[ar] ouvindo. ............................................... (Luisinho, Limeira e Zezinha, 1955) Meu bem querer Meu bem-querer É segredo, é sagrado, Está sacramentado Em meu coração. Meu bem-querer Tem um quê de pecado Acariciado pela emoção. Meu bem-querer, meu encanto, Tô sofrendo tanto, amor. E o que é o sofrer Para mim, que estou Jurado p’ra morrer de amor? (Djavan. Alumbramento. Emi-Odeon. 1980) Há certos verbos cujas flexões se desviam do paradigma de sua conjugação. São considerados, por isso, irregulares. Alguns deles são: dar, estar, fazer, ser e ir. Na estrofe de “O menino da porteira”, ocorrem verbos dessa natureza. A alternativa que os contém é a) “Toda vez que eu viajava” e “De longe eu avistava”. b) “De longe eu avistava” e “Que corria abri[r] a porteira”. c) “Que corria abri[r] a porteira” e “ - Toque o berrante, seu moço,” d) “Que corria abri[r] a porteira” e “Que é p’ra mim ficá[r] ouvindo.” e) “Depois vinha me pedindo:” e “Que é p’ra mim ficá[r] ouvindo”. 8ª QUESTÃO Assinale a alternativa em que a palavra sublinhada NÃO tem valor de adjetivo. a) A malha azul estava molhada. b) O sol desbotou o verde da bandeira. c) Tinha os cabelos branco-amarelados. d) As nuvens tornavam-se cinzentas. e) O mendigo carregava um fardo amarelado. LINGUA INGLESA 9ª QUESTÃO
  • 5. During the cold war, Brazil became one of the world's leading weapon exporters by...... (I) everything from armored cars to rocket -launchers to East, West and non-aligned alike. But as military spending has fallen, Brazil's arms makers...... (II). [The Economist, June 24, 1995] Escolha a alternativa que preenche corretamente a lacuna (I): a) sold b) selling c) sell d) to sell e) have sold. 10ª QUESTÃO Assinale a alternativa que corresponde ao verbo que tem duas formas distintas para pessoas diferentes no passado simples: a) To have. b) To do. c) To go. d) To become. e) To be. 11ª QUESTÃO Assinale o tempo verbal usado para indicar o tempo futuro na seguinte oração: "we'll do it as soon as possible". a) modal "will" b) going to c) simple present d) present continuous e) present perfect 12ª QUESTÃO "A teacher is a man or a woman." The plural form for the sentence above is: a) As teachers are mans or womans. b) Teachers are mans or womans. c) Teachers are men or women. d) Teachers is men or womans. e) Teachers are mens or womens.
  • 6. LINGUA ESPANHOLA En el piso bajo de la izquierda de una humilde pero graciosa y limpia casa de la calle de Preciados, calle muy estrecha y retorcida en aquel entonces, vivían solas tres buenas y piadosas mujeres, que mucho se diferenciaban entre sí en cuanto al ser físico y estado social, puesto que éranse que se eran señora mayor, viuda, de aspecto grave y distinguido; una hija suya, joven, soltera, natural de Madrid y bastante guapa, aunque de tipo diferente al de la madre (lo cual daba a entender que había salido en todo a su padre); y una doméstica, imposible de describir, sin edad, figura ni sexo determinables, bautizada, hasta cierto punto, en Modoñedo, y a la cual ya hemos hecho demasiado favor (como también se lo hizo aquel señor cura) con reconocer que pertenecía a la espécie humana. La mencionada joven parecía el símbolo o representación, viva y con faldas, del sentido común: tal equilibrio había entre su hermosura y su naturalidad, entre su elegancia y sencillez, entre su gracia y modestia. Felicísimo era que pasase inadvertida por la vía pública, sin alborotar a los galanteadores de oficio, pero imposible que nadie dejara de admirarla y prenderse de sus múltiples encantos, luego que fijase en ella la atención. No era, no (o, por mejor decir, no quería ser) una de esas beldades llamativas aparatosas, fulminantes, que atraen todas las miradas no bien se presentan en un salón, teatro o paseo y que comprometen o anulan al pobrete que las acompaña, sea novio, sea marido, sea padre… Era un conjunto sabio y armónico, de perfecciones físicas y morales, cuya prodigiosa regularidad no entusiasmaba al pronto, como no entusiasman la paz ni el orden; o como acontece con los monumentos bien proporcionados, donde nada nos choca ni maravilla hasta que formamos juicio de que, si todo resulta llano, fácil y natural, consiste en que todo es igualmente bello. Dijérase que aquella diosa honrada de la clase media había estudiado su modo de vestirse, de peinarse, de mirar, de moverse, de conllevar, en fin, los tesoros de su espléndida juventud en tal forma y manera, que no se la creyese pagada de sí misma, ni presuntuosa ni incitante, sino muy diferente de las deidades por casar que hacen feria de sus hechizos… (ALARCÓN, Pedro Antonio. El Capitán Veneno. Madrid, Alianza, 1997. Texto adaptado.) 9ª QUESTÃO El texto se refiere a una casa: a) ubicada en una calle muy ancha. b) que sobresalía por su desaseo. c) sencilla y sin suciedad. d) cuyas habitaciones eran demasiado estrechas. e) apenas linda. 10ª QUESTÃO Las tres mujeres que habitaban la casa: a) tenían la misma edad a pesar de su diferencia física. b) vivían sin la compañía de otras personas.
  • 7. c) era bien parecidas unas a las otras, física y espiritualmente. d) eran todas guapas y muy distinguidas. e) eran três mujeres do mundo 11ª QUESTÃO De la doméstica dice el narrador: a) hacía cuestión de no decir su propia edad. b) era natural de Madrid pero bautizada en Modoñedo. c) tenía un primo que era cura del pueblo. d) era un tipo extraño, de edad indefinida. e) era um tipo muy distinguida. 12ª QUESTÃO La hija se destacaba por: a) su belleza invulgar. b) la elegancia afectada. c) su gran semejanza con la madre. d) su hermosura artificial e) su força 13ª QUESTÃO Um menino joga três dados e soma os números que aparecem nas faces voltadas para cima. O número de diferentes resultados dessa adição é: a) 12 b) 18 c) 216 d) 16 e) 15 14ª QUESTÃO O conjunto solução da inequação - 3x + a > 7 é {x  IR | x < 2}. Então, o valor de a é: a) 1 b) 2 c) 7 d) 10 e) 13 15ª QUESTÃO Assinale a alternativa falsa: a) se m e n são números ímpares, então m2 + n2 é par;
  • 8. b) o número 1,73 é menor que 3 ; c) o produto de dois números irracionais é um número irracional; d) se k é um número real e 0<k<1, então k95 <k94 ; e) o produto de dois números racionais é um número racional. 16ª QUESTÃO A solução da equação exponencial 3x = 34 é: a) um número entre 4 e 5 b) um número entre 3 e 4 c) um número entre 2 e 3 d) um número entre 1 e 2 e) um número entre 0 e 1 17ª QUESTÃO Fractal (do latim fractus, fração, quebrado) - objeto que pode ser dividido em partes que possuem semelhança com o objeto inicial. A geometria fractal, criada no século XX, estuda as propriedades e o comportamento dos fractais - objetos geométricos formados por repetições de padrões similares. O triângulo de Sierpinski, uma das formas elementares da geometria fractal, pode ser obtido por meio dos seguintes passos: 1. comece com um triângulo equilátero (figura 1); 2. construa um triângulo em que cada lado tenha a metade do tamanho do lado do triângulo anterior e faça três cópias; 3. posicione essas cópias de maneira que cada triângulo tenha um vértice comum com um dos vértices de cada um dos outros dois triângulos, conforme ilustra a figura 2; 4. repita sucessivamente os passos 2 e 3 para cada cópia dos triângulos obtidos no passo 3 (figura 3). De acordo com o procedimento descrito, a figura 4 da seqüência apresentada acima é a) b) c)
  • 9. d) e) 18ª QUESTÃO Considere o triângulo ABC, retângulo em A, cujos catetos b e c valem respectivamente 6 e 8. O cosseno do ângulo B vale: a) 2 1 b) 5 3 c) 2 3 d) 5 4 e) 4 3 19ª QUESTÃO O jogo-da-velha é um jogo popular, originado na Inglaterra. O nome “velha” surgiu do fato de esse jogo ser praticado, à época em que foi criado, por senhoras idosas que tinham dificuldades de visão e não conseguiam mais bordar. Esse jogo consiste na disputa de dois adversários que, em um tabuleiro 3×3, devem conseguir alinhar verticalmente, horizontalmente ou na diagonal, 3 peças de formato idêntico. Cada jogador, após escolher o formato da peça com a qual irá jogar, coloca uma peça por vez, em qualquer casa do tabuleiro, e passa a vez para o adversário. Vence o primeiro que alinhar 3 peças. No tabuleiro representado ao lado, estão registradas as jogadas de dois adversários em um dado momento. Observe que uma das peças tem formato
  • 10. de círculo e a outra tem a forma de um xis. Considere as regras do jogo-da- velha e o fato de que, neste momento, é a vez do jogador que utiliza os círculos. Para garantir a vitória na sua próxima jogada, esse jogador pode posicionar a peça no tabuleiro de a) uma só maneira. b) duas maneiras distintas. c) três maneiras distintas. d) quatro maneiras distintas. e) cinco maneiras distintas. 20ª QUESTÃO A diferença entre os ângulos agudos de um triângulo retângulo é 50°. Qual a medida do menor ângulo desse triângulo? a) 10° b) 20° c) 25° d) 40° e) 70° FISICA 21ª QUESTÃO Na figura, o bloco A tem uma massa mA = 80kg e o bloco B, uma massa mB = 20kg. são ainda desprezíveis os atritos e as inércias do fio e da polia e considera-se g= 10m/s2 . O módulo da força que traciona o fio é: a) 160 N b) 200 N c) 400 N d) 600 N
  • 11. e) 800 N 22ª QUESTÃO A figura abaixo mostra o mapa de uma cidade em que as ruas retilíneas se cruzam perpendicularmente e cada quarteirão mede 100 m. Você caminha pelas ruas a partir de sua casa, na esquina A, até a casa de sua avó, na esquina B. Dali segue até sua escola, situada na esquina C. A menor distância que você caminha e a distância em linha reta entre sua casa e a escola são, respectivamente: a) 1800 m e 1400 m. b) 1600 m e 1200 m. c) 1400 m e 1000 m. d) 1200 m e 800 m. e) 1000 m e 600 m. 23ª QUESTÃO A escala de volume dos organismos vivos varia, entre uma bactéria e uma baleia, de 21 ordens de grandeza. Se o volume de uma baleia é 102 m3 , o volume de uma bactéria é: a) 1011 m3 ; b) 10-19 m3 c) 101/21 m3 d) 1019 m3 e) 10-11 m3 24ª QUESTÃO Assinale a alternativa que contém a afirmação correta. a) As unidades newton, quilograma-força, dina e erg medem a mesma grandeza física. b) Se uma partícula se desloca sobre uma reta, os seus vetores posição e velocidade são paralelos. c) A velocidade instantânea é definida como a velocidade média calculada sobre um intervalo de tempo que tende a zero. d) Uma partícula cuja equação de movimento é dada por x = ct2 (onde c é uma constante) se move com velocidade constante. e) Se a velocidade média de uma partícula, durante um certo intervalo de tempo, é zero, a partícula permanece em repouso durante o referido intervalo de tempo. A B C 100 m D
  • 12. 25ª QUESTÃO Uma usina hidroelétrica, como por exemplo, Ilha Solteira, transforma: a) energia química em física. b) energia mecânica em elétrica. c) energia elétrica em mecânica. d) energia física em química. e) energia elétrica em calor. 26ª QUESTÃO Em usinas hidrelétricas, a queda d’água move turbinas que acionam geradores. Em usinas eólicas, os geradores são acionados por hélices movidas pelo vento. Na conversão direta solar-elétrica são células fotovoltaicas que produzem tensão elétrica. Além de todos produzirem eletricidade, esses processos têm em comum o fato de a) não provocarem impacto ambiental. b) independerem de condições climáticas. c) a energia gerada poder ser armazenada. d) utilizarem fontes de energia renováveis. e) dependerem das reservas de combustíveis fósseis. 27ª QUESTÃO Uma partícula está eletrizada positivamente com uma carga elétrica de 4,0 × 10- 15 C. Como o módulo da carga do elétron é 1,6 × 10-19 C, essa partícula: a) ganhou 2,5 x 104 elétrons. b) perdeu 2,5 x 104 elétrons. c) ganhou 4,0 x 104 elétrons. d) perdeu 6,4 x 104 elétrons. e) ganhou 6,4 x 104 elétrons. 28ª QUESTÃO A coluna de mercúrio de um termômetro está sobre duas escalas termométricas que se relacionam entre si. A figura abaixo mostra algumas medidas correspondentes a determinadas temperaturas.
  • 13. Quando se encontra em equilíbrio térmico com gelo fundente, sob pressão normal, o termômetro indica 20º nas duas escalas. Em equilíbrio térmico com água em ebulição, também sob pressão normal, a medida na escala A é 82 °A e na escala B: a) 49º B b) 51º B c) 59º B d) 61º B e) 69º B QUIMICA 29ª QUESTÃO Cinco amigos resolveram usar a tabela periódica como tabuleiro para um jogo. Regras do jogo: Para todos os jogadores, sorteia-se o nome de um objeto, cujo constituinte principal é determinado elemento químico. Cada um joga quatro vezes um dado e, a cada jogada, move sua peça somente ao longo de um grupo ou de um período, de acordo com o número de pontos obtidos no dado. O início da contagem é pelo elemento de número atômico 1. Numa partida, o objeto sorteado foi “latinha de refrigerante” e os pontos obtidos com os dados foram: Ana (3,2,6,5), Bruno (5,4,3,5), Célia (2,3,5,5), Décio (3,1,5,1) e Elza (4,6,6,1). Assim, quem conseguiu alcançar o elemento procurado foi: a) Ana b) Bruno c) Célia d) Décio e) Elza 30ª QUESTÃO A propriedade que pode ser atribuída à maioria dos compostos iônicos (isto é, aos compostos caracterizados predominantemente por ligações iônicas entre as partículas) é:
  • 14. a) dissolvido em água, formam soluções ácidas b) dissolvem-se bem em gasolina, diminuindo sua octanagem c) fundidos(isto é, na fase líquida), conduzem corrente elétrica d) possuem baixos pontos de fusão e ebulição e) são moles, quebradiços e cristalinos 31ª QUESTÃO Com base nas estruturas dos compostos e nos valores de eletronegatividade apresentados na Tabela Periódica, assinale a opção que apresenta o composto cujo momento dipolar é zero. A) H2O B) C2H5OH C) BeH2 D) C2H5Cl E) HF 32ª QUESTÃO • Na plataforma de lançamento, uma chama imensa. A combustão do hidrogênio leva o foguete ao espaço. • Nos seres vivos, “a queima” de açúcar fornece a energia necessária às atividades das células. • No corpo humano, desânimo, cansaço e doença. É o envelhecimento precoce, causado pelo estresse oxidativo. O abuso de cigarro, de álcool e de comida inadequada provoca um aumento excessivo na produção de certos radicais livres no organismo. Isso leva ao infarto, ao câncer, à doença de Parkinson, ao envelhecimento. As descrições acima têm em comum, reações envolvendo a presença de: a) nitrogênio. b) açúcar. c) álcool. d) oxigênio. e) cloro. 33ª QUESTÃO A fórmula molecular do gás incolor e inodoro que não é combustível nem comburente e, portanto, pode ser usado para apagar incêndios, é: a) H2S b) O2 c) H2 d) CO2 e) CH4 34ª QUESTÃO
  • 15. Quando se aquece uma porção de esponja de aço, constituída principalmente por ferro (Fe), em presença de oxigênio do ar, ela entra em combustão formando óxido de ferro (III) como único produto. Logo, se 1 g de esponja de aço for aquecido e sofrer combustão total, a massa do produto sólido resultante será a) menor do que 1 g, pois na combustão forma-se também CO2(g). b) menor do que 1 g , pois o óxido formado é muito volátil. c) igual a 1 g, pois a massa se conserva nas transformações químicas. d) maior do que 1 g, pois o ferro é mais denso do que o oxigênio. e) maior do que 1 g, pois átomos de oxigênio se ligam aos de ferro. 35ª QUESTÃO A borracha natural é um elastômero (polímero elástico), que é obtida do látex coagulado da Hevea brasiliensis. Suas propriedades elásticas melhoram quando aquecida com enxofre, processo inventado por Charles Goodyear, que recebe o nome de a) ustulação. b) vulcanização. c) destilação. d) sinterização. e) galvanização. 36ª QUESTÃO “Em seu livro o senhor lança o “paradoxo de Giddens”: uma vez que os perigos do aquecimento global não são visíveis no dia a dia, apesar de parecerem terríveis, as pessoas não irão agir; contudo, esperar até que se tornem visíveis e sérios para então tomar uma atitude será tarde demais.” (Trecho extraído de entrevista de Anthony Giddens, Verde Aguado, Folha de São Paulo, 29 de março de 2009, p. 4 , Caderno Mais!, por Pedro Dias Leite, Londres.) O problema tratado no texto refere-se à passividade das pessoas frente: a) aos gases causadores do aprisionamento da radiação solar na atmosfera terrestre. b) aos gases causadores da destruição da camada de ozônio. c) aos gases causadores da chuva ácida nas grandes cidades. d) aos gases responsáveis pelo aumento do nível dos mares e dos rios. e) aos gases responsáveis pela diminuição do oxigênio na atmosfera. BIOLOGIA 37ª QUESTÃO A Escherichia coli é uma bactéria procarionte. Isto significa que esta bactéria a) é parasita obrigatório. b) não apresenta ribossomos. c) não apresenta núcleo organizado. d) não apresenta DNA como material genético. e) nunca apresenta parede celular (esquelética).
  • 16. 38ª QUESTÃO O fato de, em algumas flores, o gineceu e o androceu amadurecerem ao mesmo tempo a) garante floração mais prolongada da espécie. b) propicia maior produtividade de frutos. c) favorece a autofecundação. d) reduz as chances de autofecundação. e) impede a autofecundação. 39ª QUESTÃO Alguns rapazes cometeram a imprudência de dirigir logo depois de terem tomado várias cervejas. Durante o percurso, suspeitaram que, um pouco mais à frente, no posto rodoviário, poderia estar sendo realizado o teste do bafômetro. Nesse teste, o motorista deve soprar o ar em um aparelho que irá detectar a presença e a quantidade de álcool ingerida. Com o intuito de mascarar o teste e despistar os policiais, os rapazes lavaram a boca, beberam água e chuparam várias balas de hortelã. Parados no posto rodoviário e feito o teste do bafômetro, este deu resultado a) negativo. O álcool é rapidamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias. Só pode ser detectado a partir de gotículas da bebida que permanecem na mucosa da boca. A água e os elementos aromáticos da bala mascaram a detecção pelo aparelho. b) negativo. O álcool é lentamente absorvido pelas paredes digestórias, sem sofrer digestão. Alcança a corrente sangüínea, é totalmente metabolizado pelo fígado e eliminado pelos rins. A água bebida pelos rapazes acelera a eliminação do álcool pela urina, e os elementos aromáticos da bala mascaram o odor da bebida. c) positivo. O álcool é lentamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias. O álcool ainda presente no estômago libera vapores que são expelidos pela boca junto com o ar soprado no aparelho. d) positivo. O álcool é rapidamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias. Alcança a corrente sangüínea e chega aos demais tecidos do corpo, inclusive mucosas bucais. Moléculas de álcool nas mucosas são detectadas pelo aparelho. e) positivo. O álcool é rapidamente absorvido pelas paredes digestórias, sem sofrer digestão. Alcança a corrente sangüínea e chega rapidamente aos demais tecidos do corpo, inclusive pulmão. Moléculas de álcool nos alvéolos são liberadas junto com o ar soprado no aparelho. 40ª QUESTÃO A biodiversidade constitui uma das propriedades fundamentais da natureza e tem sido muito debatida em reuniões internacionais, como a RIO 92. As opções abaixo expressam características da biodiversidade, EXCETO: a) variedade de espécies que existem em um ecossistema. b) variedade de ecossistemas que existem em todo o planeta. c) características genéticas existentes dentro de uma mesma espécie. d) a quantidade de biomassa de uma determinada espécie. e) a variedade de todos os seres vivos.
  • 17. 41ª QUESTÃO “O meio ambiente cria a necessidade de uma determinada estrutura em um organismo. Este se esforça para responder a essa necessidade. Como resposta a esse esforço, há uma modificação na estrutura do organismo. Tal modificação é transmitida aos descendentes.” O texto sintetiza as principais idéias relacionadas ao a) fixismo. b) darwinismo. c) mendelismo. d) criacionismo. e) lamarckismo. 42ª QUESTÃO A seqüência indica os crescentes níveis de organização biológica: célula  I  II  III  população  IV  V  biosfera. Os níveis I, III e IV correspondem, respectivamente, à a) órgão, organismo e comunidade. b) tecido, organismo e comunidade. c) órgão, tecido e ecossistema. d) tecido, órgão e bioma. e) tecido, comunidade e ecossistema. 43ª QUESTÃO A reprodução dos vírus: a) depende sempre das bactérias. b) independe de sistemas celulares. c) é sexuada, um vírus sendo macho e outro fêmea. d) é por divisão binária. e) depende de organismos vivos. 44ª QUESTÃO A dengue continua sendo um problema de saúde pública para o Brasil. Assim, conhecendo-se o causador da dengue e seu vetor, podemos usar como medidas profiláticas a: a) vacinação em massa da população contra a bactéria causadora dessa doença. b) exterminação de ratos vetores do vírus causador dessa doença. c) eliminação dos insetos vetores da bactéria causadora dessa doença. d) eliminação dos insetos vetores do vírus causador dessa doença. e) distribuição de antibióticos contra a bactéria causadora dessa doença. HISTÓRIA
  • 18. 45ª QUESTÃO "Já se afirmou ser a História uma continuação da História Natural, havendo uma analogia entre a evolução orgânica e o progresso da cultura". Sobre a Pré-História, qual das alternativas a seguir é incorreta? a) Várias ciências auxiliam o estudo, como a Antropologia, a Arqueologia e a Química. b) A Pré-História pode ser dividida em Paleolítico e Neolítico, no que se refere ao processo técnico de trabalhar a pedra. c) Sobre o Paleolítico, podemos afirmar que foi o período de grande desenvolvimento artístico, cujo exemplo são as pinturas antropomorfas e zoomorfas realizadas nas cavernas. d) O Neolítico apresentou um desenvolvimento artístico diferente do Paleolítico, através dos traços geométricos do desenho e da pintura. e) Os primeiros seres semelhantes ao homem foram os Australopitecus e o Homem de Java que eram bem mais adaptados que o Homem de Neanderthal. 46ª QUESTÃO " ... essencialmente mercadores, exportavam pescado, vinhos, ouro e prata, armas, praticavam a pirataria, e desenvolviam um intenso comércio de escravos no Mediterrâneo..." O texto refere-se a características que identificam, na Antiguidade Oriental, os: a) fenícios. b) hebreus. c) caldeus. d) egípcios. e) persas. 47ª QUESTÃO "(...) a civilização grega atingiu o seu apogeu. A estrutura da polis e a democracia encontraram seu desenvolvimento máximo, enquanto as artes, a filosofia e o teatro conheceram sua época de maior grandeza." (Maria Beatriz B. Florenzano, O MUNDO ANTIGO - ECONOMIA E SOCIEDADE) Assinale a alternativa que corresponde ao período, cujas características estão apresentadas no texto anterior. a) Helenístico. b) Arcaico. c) Homérico. d) Clássico. e) Pré-Homérico. 48ª QUESTÃO
  • 19. A colônia fenícia de Cartago, localizada onde hoje se encontra a cidade de Túnis, ao norte da África, havia se desenvolvido consideravelmente, a ponto de se constituir em poderosa rival dos interesses romanos no Mediterrâneo. Por mais de um século, os romanos lutaram para destruir Cartago, acabando por arrasá-la (146 a.C.). Esses acontecimentos são conhecidos como: a) Guerras Médicas. b) Revolução Cartaginesa. c) Guerras Púnicas. d) Guerra de Tróia. e) Guerra da Reconquista. 49ª QUESTÃO "Quando Maomé fixou residência em Yatrib, teve início uma fase decisiva na vida do Profeta, em seu empenho de fazer triunfar a nova religião. A cidade de Yatrib, que doravante seria chamada de Madina al-nabi (Medina, a cidade do Profeta), tornou-se a sede ativa de uma comunidade da qual Maomé era o chefe espiritual e temporal." (Robert Mantran, EXPANSÃO MUÇULMANA.) Essa mudança para Medina, que assinala o início da era muçulmana, ficou conhecida como: a) Xiismo. b) Sunismo. c) Islamismo. d) Hégira. e) Copta. 50ª QUESTÃO "Descentralização política e administrativa, unidades de produção autônomas e auto-suficientes e mão-de-obra servil", são características: a) do regime feudal. b) do sistema capitalista. c) do socialismo. d) do escravismo antigo. e) da dominação colonial no Brasil. 51ª QUESTÃO ... Que sejam admissíveis nas alfândegas do Brasil todos e quaisquer gêneros, fazendas e mercadorias transportados em navios estrangeiros, vindos das Potências que se conservam em paz e Harmonia com a minha Real Coroa... Príncipe D. João Dentre as principais consequências dessa medida promovida por D. João destaca- se: a) o aumento das importações de produtos fabricados por todas as nações, pois o decreto permitiu sua entrada na colônia a taxas mínimas. b) o fim definitivo do monopólio comercial português, elemento básico do pacto colonial. c) a diminuição da preponderância inglesa nas relações econômicas com o Brasil.
  • 20. d) o enfraquecimento da Coroa devido à diminuição das tarifas alfandegárias, que passaram, a partir desse decreto, a ser de apenas 15% em impostos. e) o investimento em transportes, em comunicações e no setor financeiro, favorecendo o surgimento de um incipiente processo de industrialização. 52ª QUESTÃO "Batemo-nos pelo Estado Integralista. Queremos a reabilitação do princípio de autoridade, que esta se respeite e faça respeitar-se. Defendemos a família, a instituição fundamental cujos direitos mais sagrados são proscritos pela burguesia e pelo comunismo." Este texto, pelas idéias que defende, é provável que tenha sido escrito por: a) Jorge Amado b) Carlos Drummond de Andrade c) Mário de Andrade d) Oswald de Andrade e) Plínio Salgado GEOGRAFIA 53ª QUESTÃO Em se tratando de commodities, o Brasil tem papel relevante no mercado mundial, graças à exportação de minérios. Destacam-se os minérios de ferro e de manganês, bases para a produção de aço, e a bauxita, da qual deriva o alumínio. A relação entre minério e sua localização no território brasileiro está corretamente expressa em: Minério Localização geográfica a) ferro Quadrilátero Ferrífero (Planalto da Borborema) b) ferro Serra dos Carajás (Planalto das Guianas) c) bauxita Vale do Trombetas (Serra do Espinhaço) d) manganês Maciço do Urucum (Pantanal Mato- Grossense) e) manganês Vale do Aço (Chapada dos Parecis) 54ª QUESTÃO A produção de uva na Região Nordeste tem localização definida e características que a diferenciam das tradicionais plantações da Região Sul brasileira. Apresenta: a) irrigação sistemática, temperatura pouco variável e localização no médio São Francisco, principalmente em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). b) irrigação esporádica, temperatura pouco variável e localização em áreas de maior altitude como a Chapada Diamantina (BA) e Borborema (PB). c) irrigação sistemática, temperatura mais baixa decorrente de maiores altitudes locais, especialmente em Vitória da Conquista (BA) e Garanhuns (PE).
  • 21. d) irrigação esporádica, temperatura mais baixa decorrente de áreas de maiores altitudes, localizando-se principalmente em Vitória da Conquista (BA) e Garanhuns (PE). e) irrigação sistemática, temperatura pouco variável decorrente da proximidade do litoral, especialmente em Ilhéus/Itabuna (BA) e Garanhuns (PE). 55ª QUESTÃO Ano Urbana% Rural% 1940 31,23 68,77 1950 36,16 63,84 1960 44,67 55,33 1970 55,92 44,08 1980 67,60 32,40 1991 75,47 24,53 Fonte: IBGE/1991 Distribuição da População Rural e Urbana - Brasil - 1940/1991 . Assinale a alternativa que explica a tabela: a) Devido à grande industrialização nas cidades, o período de 1940-1950 registrou as maiores taxas de crescimento da população urbana. b) O intenso processo de modernização do campo explica o acentuado esvaziamento da população rural entre 1950-1960. c) A forte industrialização registrada, no campo e na cidade, explica as taxas iguais de crescimento da população urbana e rural entre 1950-1960. d) Após 1950, o processo de industrialização gerou forte migração da população do campo para a cidade, praticamente invertendo sua distribuição no final dos anos 80. e) O avanço da industrialização no campo, interrompido nas duas últimas décadas, justifica a redução, pela metade, da população rural. 56ª QUESTÃO Analise a tabela. As dez cidades mais populosas do mundo em 1900 e em 2007 1900 2007 1° Londres Tóquio 2° Nova Iorque Nova Iorque 3° Paris Cidade do México 4° Berlim Mumbai 5° Chicago São Paulo 6° Viena Nova Delhi 7° Tóquio Xangai 8° São Petersburgo Calcutá 9° Manchester Daca 10° Filadélfia Buenos Aires
  • 22. (ONU, 2007) Assinale a alternativa que compara corretamente a localização das maiores cidades do mundo em 1900 e 2007, respectivamente. a) Todas no hemisfério ocidental; apenas uma no hemisfério oriental. b) Exclusivamente no hemisfério sul; predominantemente no hemisfério norte. c) Apenas nos países em desenvolvimento; todas nos países ricos. d) Apenas nos países ricos; predominantemente nos países emergentes ou em desenvolvimento. e) Nenhuma na América Latina; exclusivamente no Sudeste Asiático. 57ª QUESTÃO A economia básica do Brasil, durante os períodos Colonial e Imperial, esteve voltada para o comércio de exportação. Assinale a alternativa que caracteriza o espaço geográfico brasileiro, nessa época. a) Havia intensos fluxos rodoviários e ferroviários entre as regiões brasileiras. b) Os espaços regionais achavam-se integrados através de intensos fluxos rodoviários. c) O transporte ferroviário possibilitou o desenvolvimento de intenso mercado interno. d) Os espaços regionais achavam-se integrados através dos fluxos de transporte fluvial. e) As regiões eram isoladas e o comércio externo se fazia através do transporte marítimo. 58ª QUESTÃO A análise do quadro revela que, considerando os índices acelerados de uso, as reservas de muitos minerais podem se exaurir ao longo do tempo. Fonte: Eugene N. Cameron, At the Crossroads: The Mineral Problems of the United States. (New York: Wiley-Intersciense, 1986), pp.158-59) Assinale a alternativa que indica o tipo de desenvolvimento a ser alcançado pelas sociedades, para evitar a exaustão rápida de tais recursos. a) Técnico-econômico. b) Tecnológico. c) Conservacionista.
  • 23. d) Econômico. e) Cibernético. 59ª QUESTÃO A distância entre as cidades de Acaraú e Sobral em um mapa mede 20 milímetros. Utilizando a escala desse mapa encontramos a distância real de 100 km. A escala desse mapa é: a) 1 : 5 000 000. b) 1 : 200 000. c) 1 : 100 000. d) 1 : 50 000. e) 1 : 25.000. 60ª QUESTÃO “Pela primeira vez na história da humanidade, mais de um bilhão de pessoas, concretamente 1,02 bilhão, sofrerão de subnutrição em todo o mundo. O aumento da insegurança alimentar que aconteceu em 2009 mostra a urgência de encarar as causas profundas da fome com rapidez e eficácia.” Relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação [FAO], primeiro semestre de 2009. Tendo em vista as questões levantadas pelo texto, é correto afirmar que a) a principal causa da fome e da subnutrição é a falta de terra agricultável para a produção de alimentos necessários para toda a população mundial. b) a proporção de subnutridos e famintos, de acordo com os dados do texto, é inferior a 10% da população mundial. c) as principais causas da fome e da subnutrição são disparidades econômicas, pobreza extrema, guerras e conflitos. d) as consequências da subnutrição severa em crianças são revertidas com alimentação adequada na vida adulta. e) o uso de organismos geneticamente modificados na agricultura tem reduzido a subnutrição nas regiões mais pobres do planeta.
  • 24. GABARITO LINGUA PORTUGUÊSA 01 02 03 04 05 06 07 08 B D D B A D A B LINGUA INGLESA LINGUA ESPANHOLA 09 10 11 12 09 10 11 12 B E A C C B S A MATEMÁTICA 13 14 15 16 17 18 19 20 D E C B C B B B FISICA 21 22 23 24 25 26 27 28 A C B C B D B B QUIMICA 29 30 31 32 33 34 35 36 E C C D D E B A BIOLOGIA 37 38 39 40 41 42 43 44 C C E D E B E D HISTÓRIA 45 46 47 48 49 50 51 52 D A D C D A B E GEOGRAFIA 53 54 55 56 57 58 59 60 D A D D E C A C