SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
Rochas magmáticas
- As rochas magmáticas (ou ígneas) formam-se devido ao
arrefecimento e solidificação do magma.
As condições em que o magma arrefece e solidifica influenciam as
características finais da rocha magmática resultante, o que permite
distingui-las em:
- rochas vulcânicas ou extrusivas – resultam do arrefecimento
do magma à superfície (lava);
- rochas plutónicas ou intrusivas – formam-se quando o magma
solidifica a uma certa profundidade.
Rochas magmáticas
A maior parte das rochas magmáticas são constituídas por minerais
cristalizados. O crescimento dos cristais é normalmente lento e o seu
tamanho depende, portanto, da velocidade de arrefecimento do magma.
Rochas magmáticas plutónicas:
- formam-se quando o magma solidifica em profundidade;
- processo de arrefecimento lento que pode demorar milhares de anos;
- formadas por cristais de grandes dimensões, facilmente identificáveis a
olho nu;
- rochas apresentam textura fanerítica (ou granular).
Rochas magmáticas vulcânicas
- formam-se quando o magma solidifica à superfície, na sequência de erupções
vulcânicas;
- o arrefecimento do magma é normalmente rápido;
- formadas por minerais muito pequenos, por vezes só visíveis ao microscópio;
- rochas apresentam uma textura afanítica (agranular).
Durante a formação de algumas rochas vulcânicas, o arrefecimento do magma é
tão rápido que os cristais não têm tempo para se formar e desenvolver. Estas
rochas apresentam uma textura amorfa ou vítrea, onde não se conseguem
distinguir minerais cristalizados, nem com a ajuda do microscópio.
O mesmo magma pode dar origem a rochas com composição
mineralógica e texturas diferentes, caso o seu arrefecimento
seja rápido (à superfície) ou lento (em profundidade).
É assim que podemos encontrar rochas vulcânicas que têm
equivalentes plutónicas.
Exemplos de rochas magmáticas
As rochas magmáticas mais abundantes na crosta terrestre são o
basalto e o granito.
Basalto:
Rocha vulcânica, de cor escura, resultante da solidificação de lavas
em condições de arrefecimento rápido. Rocha constituída por
vários minerais, geralmente de pequenas dimensões (textura
afanítica). Os minerais essenciais do basalto são os feldspatos e
as piroxenas. As olivinas também estão presentes em muitos
basaltos.
Exemplos de rochas magmáticas
As rochas magmáticas mais abundantes na crosta terrestre são o
basalto e o granito.
Granito:
Rocha plutónica constituída por vários minerais cristalizados, visíveis
à vista desarmada (textura fanerítica). Os seus minerais essenciais
são quartzo e o feldspato. Muitos granitos também contêm micas
(biotite e/ou moscovite).
Rochas metamórficas
Todas as rochas quando são submetidas a pressões e/ou
temperaturas elevadas sofrem transformações na sua
mineralogia e textura, dando origem às rochas metamórficas.
Este complexo e lento conjunto de transformações,
em que as rochas envolvidas se mantêm no estado
sólido, designa-se por METAMORFISMO.
Rochas metamórficas
O tipo de rocha metamórfica final depende:
-da rocha pré-existente que lhe deu origem;
- do tempo;
- do tipo e intensidade do(s) agente(s) de metamorfismo
atuante(s).
Ciclo das rochas
Na litosfera, as rochas sofrem constantes transformações, num conjunto de
processos que se designa por ciclo das rochas ou ciclo litológico .
Síntese
- As rochas magmáticas podem distinguir-se por aspetos como a
sua textura, em dois grupos: rochas vulcânicas, de textura
afanítica ou vítrea, resultantes da solidificação do magma à
superfície ou na sua proximidade, e rochas plutónicas, de textura
fanerítica, formadas em consequência da solidificação do magma a
uma certa profundidade.
-Todas as rochas, quando submetidas a agentes de metamorfismo
como pressão e temperatura elevadas, podem sofrer alterações na
sua textura e composição mineralógica, transformando-se em
rochas metamórficas.
-Na natureza, as rochas sofrem um conjunto de transformações
que pode ser evidenciado através do ciclo das rochas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentaresTânia Reis
 
Dinâmica externa da Terra -1
Dinâmica externa da Terra -1Dinâmica externa da Terra -1
Dinâmica externa da Terra -1Catir
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentaresCatir
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terramargaridabt
 
Apresentação calcário
Apresentação calcárioApresentação calcário
Apresentação calcárioPublicaTUDO
 
Minerais e suas propriedades
Minerais e suas propriedadesMinerais e suas propriedades
Minerais e suas propriedadesjoanatxr
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochasCatir
 
Magma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupçõesMagma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupçõesMINEDU
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoRita Pereira
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochastmar
 
7 rochas metamórficas
7   rochas metamórficas7   rochas metamórficas
7 rochas metamórficasmargaridabt
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficasCatir
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoRita Pereira
 
Minerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasMinerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasCristinaViana
 

Mais procurados (20)

Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Dinâmica externa da Terra -1
Dinâmica externa da Terra -1Dinâmica externa da Terra -1
Dinâmica externa da Terra -1
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
2 as rochas
2   as rochas2   as rochas
2 as rochas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terra
 
Apresentação calcário
Apresentação calcárioApresentação calcário
Apresentação calcário
 
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICASIX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
 
Minerais e suas propriedades
Minerais e suas propriedadesMinerais e suas propriedades
Minerais e suas propriedades
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochas
 
Magma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupçõesMagma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupções
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º ano
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochas
 
7 rochas metamórficas
7   rochas metamórficas7   rochas metamórficas
7 rochas metamórficas
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
 
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICASXI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
 
Geologia 10º ano
Geologia 10º anoGeologia 10º ano
Geologia 10º ano
 
Minerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasMinerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas Magmáticas
 
Powerpoint Rochas
Powerpoint   RochasPowerpoint   Rochas
Powerpoint Rochas
 

Destaque (10)

Resumo geologia (1)
Resumo geologia (1)Resumo geologia (1)
Resumo geologia (1)
 
Ciclo das rochas ciências
Ciclo das rochas   ciênciasCiclo das rochas   ciências
Ciclo das rochas ciências
 
O ciclo das rochas e a formação do solo.
O ciclo das rochas e a formação do solo.O ciclo das rochas e a formação do solo.
O ciclo das rochas e a formação do solo.
 
Rochas e o ciclo geológico
Rochas e o ciclo geológicoRochas e o ciclo geológico
Rochas e o ciclo geológico
 
Ciclo rochas magmaticas
Ciclo rochas magmaticasCiclo rochas magmaticas
Ciclo rochas magmaticas
 
Rochas Ciclo
Rochas  CicloRochas  Ciclo
Rochas Ciclo
 
Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
 
Ciclo das rochas
Ciclo das rochasCiclo das rochas
Ciclo das rochas
 
Formações litológicas
Formações litológicasFormações litológicas
Formações litológicas
 
Atividade sismica
Atividade sismicaAtividade sismica
Atividade sismica
 

Semelhante a Rochas Magmáticas e Metamórficas

Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasUnidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasISJ
 
Rochas magmáticas.pptx
Rochas magmáticas.pptxRochas magmáticas.pptx
Rochas magmáticas.pptxAnaAlves162180
 
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicastipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicasRigo Rodrigues
 
at7_ppt_unid6.pptx
at7_ppt_unid6.pptxat7_ppt_unid6.pptx
at7_ppt_unid6.pptxmariagrave
 
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptxBIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptxIsaura Mourão
 
Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8
Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8
Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8Pelo Siro
 
Rochas Magmáticas
Rochas MagmáticasRochas Magmáticas
Rochas MagmáticasNuno Coelho
 
Ciclo rochas
Ciclo rochasCiclo rochas
Ciclo rochassmnr
 
GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.
GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.
GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.Ondina Santo
 
rochas 2 (1).pptx
rochas 2 (1).pptxrochas 2 (1).pptx
rochas 2 (1).pptxa1006461
 
Ciclo das rochas.pptx
Ciclo das rochas.pptxCiclo das rochas.pptx
Ciclo das rochas.pptxInsLeite13
 
ROCHAS MAGMATICAS.pptx
ROCHAS MAGMATICAS.pptxROCHAS MAGMATICAS.pptx
ROCHAS MAGMATICAS.pptxbiafernandes91
 
ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas Nice Maia
 
Resumo 10º ano - ciclo das rochas
Resumo   10º ano - ciclo das rochasResumo   10º ano - ciclo das rochas
Resumo 10º ano - ciclo das rochasHugo Martins
 
Rochas_magmáticas.pptx
Rochas_magmáticas.pptxRochas_magmáticas.pptx
Rochas_magmáticas.pptxNoanze1
 

Semelhante a Rochas Magmáticas e Metamórficas (20)

Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasUnidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
 
Rochas magmáticas.pptx
Rochas magmáticas.pptxRochas magmáticas.pptx
Rochas magmáticas.pptx
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicastipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
 
at7_ppt_unid6.pptx
at7_ppt_unid6.pptxat7_ppt_unid6.pptx
at7_ppt_unid6.pptx
 
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptxBIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
 
Ficha resumo rochas
Ficha resumo rochasFicha resumo rochas
Ficha resumo rochas
 
Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8
Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8
Tipos de-paisagensrochas1-1223387005443626-8
 
Tipos de rochas
Tipos de rochasTipos de rochas
Tipos de rochas
 
Rochas Magmáticas
Rochas MagmáticasRochas Magmáticas
Rochas Magmáticas
 
Ciclo rochas
Ciclo rochasCiclo rochas
Ciclo rochas
 
GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.
GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.
GeoloUnidade2geologia magmaticas 2.2.
 
rochas 2 (1).pptx
rochas 2 (1).pptxrochas 2 (1).pptx
rochas 2 (1).pptx
 
Ciclo das rochas.pptx
Ciclo das rochas.pptxCiclo das rochas.pptx
Ciclo das rochas.pptx
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
ROCHAS MAGMATICAS.pptx
ROCHAS MAGMATICAS.pptxROCHAS MAGMATICAS.pptx
ROCHAS MAGMATICAS.pptx
 
ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas
 
Aula rochas magmáticas
Aula rochas magmáticasAula rochas magmáticas
Aula rochas magmáticas
 
Resumo 10º ano - ciclo das rochas
Resumo   10º ano - ciclo das rochasResumo   10º ano - ciclo das rochas
Resumo 10º ano - ciclo das rochas
 
Rochas_magmáticas.pptx
Rochas_magmáticas.pptxRochas_magmáticas.pptx
Rochas_magmáticas.pptx
 

Mais de MINEDU

Jan julh
Jan julhJan julh
Jan julhMINEDU
 
Vulcões
VulcõesVulcões
VulcõesMINEDU
 
Teste 2 deriva continental e tectónica de placas
Teste 2   deriva continental e tectónica de placasTeste 2   deriva continental e tectónica de placas
Teste 2 deriva continental e tectónica de placasMINEDU
 
Identificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticasIdentificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticasMINEDU
 
Fósseis
FósseisFósseis
FósseisMINEDU
 
Nº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continentalNº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continentalMINEDU
 
Nº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentaresNº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentaresMINEDU
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseisMINEDU
 
Sismologia
SismologiaSismologia
SismologiaMINEDU
 
Nº 2 rochas e minerais
Nº 2   rochas e mineraisNº 2   rochas e minerais
Nº 2 rochas e mineraisMINEDU
 
Uma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutuaUma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutuaMINEDU
 
Escrita magica
Escrita magicaEscrita magica
Escrita magicaMINEDU
 
Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)MINEDU
 
Vulcanismo e sismologia 7º ano
Vulcanismo e sismologia   7º anoVulcanismo e sismologia   7º ano
Vulcanismo e sismologia 7º anoMINEDU
 
1.1 interacções seres vivos factores abióticos
1.1   interacções seres vivos factores abióticos1.1   interacções seres vivos factores abióticos
1.1 interacções seres vivos factores abióticosMINEDU
 
2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)MINEDU
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre célulasMINEDU
 
Direito ao intervalo
Direito ao intervaloDireito ao intervalo
Direito ao intervaloMINEDU
 
Estrutura interna terra
Estrutura interna terraEstrutura interna terra
Estrutura interna terraMINEDU
 

Mais de MINEDU (20)

Meu
MeuMeu
Meu
 
Jan julh
Jan julhJan julh
Jan julh
 
Vulcões
VulcõesVulcões
Vulcões
 
Teste 2 deriva continental e tectónica de placas
Teste 2   deriva continental e tectónica de placasTeste 2   deriva continental e tectónica de placas
Teste 2 deriva continental e tectónica de placas
 
Identificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticasIdentificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticas
 
Fósseis
FósseisFósseis
Fósseis
 
Nº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continentalNº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continental
 
Nº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentaresNº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentares
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Nº 2 rochas e minerais
Nº 2   rochas e mineraisNº 2   rochas e minerais
Nº 2 rochas e minerais
 
Uma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutuaUma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutua
 
Escrita magica
Escrita magicaEscrita magica
Escrita magica
 
Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)
 
Vulcanismo e sismologia 7º ano
Vulcanismo e sismologia   7º anoVulcanismo e sismologia   7º ano
Vulcanismo e sismologia 7º ano
 
1.1 interacções seres vivos factores abióticos
1.1   interacções seres vivos factores abióticos1.1   interacções seres vivos factores abióticos
1.1 interacções seres vivos factores abióticos
 
2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre células
 
Direito ao intervalo
Direito ao intervaloDireito ao intervalo
Direito ao intervalo
 
Estrutura interna terra
Estrutura interna terraEstrutura interna terra
Estrutura interna terra
 

Último

atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 

Último (20)

“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 

Rochas Magmáticas e Metamórficas

  • 1.
  • 2. Rochas magmáticas - As rochas magmáticas (ou ígneas) formam-se devido ao arrefecimento e solidificação do magma. As condições em que o magma arrefece e solidifica influenciam as características finais da rocha magmática resultante, o que permite distingui-las em: - rochas vulcânicas ou extrusivas – resultam do arrefecimento do magma à superfície (lava); - rochas plutónicas ou intrusivas – formam-se quando o magma solidifica a uma certa profundidade.
  • 3. Rochas magmáticas A maior parte das rochas magmáticas são constituídas por minerais cristalizados. O crescimento dos cristais é normalmente lento e o seu tamanho depende, portanto, da velocidade de arrefecimento do magma. Rochas magmáticas plutónicas: - formam-se quando o magma solidifica em profundidade; - processo de arrefecimento lento que pode demorar milhares de anos; - formadas por cristais de grandes dimensões, facilmente identificáveis a olho nu; - rochas apresentam textura fanerítica (ou granular).
  • 4. Rochas magmáticas vulcânicas - formam-se quando o magma solidifica à superfície, na sequência de erupções vulcânicas; - o arrefecimento do magma é normalmente rápido; - formadas por minerais muito pequenos, por vezes só visíveis ao microscópio; - rochas apresentam uma textura afanítica (agranular). Durante a formação de algumas rochas vulcânicas, o arrefecimento do magma é tão rápido que os cristais não têm tempo para se formar e desenvolver. Estas rochas apresentam uma textura amorfa ou vítrea, onde não se conseguem distinguir minerais cristalizados, nem com a ajuda do microscópio.
  • 5. O mesmo magma pode dar origem a rochas com composição mineralógica e texturas diferentes, caso o seu arrefecimento seja rápido (à superfície) ou lento (em profundidade). É assim que podemos encontrar rochas vulcânicas que têm equivalentes plutónicas.
  • 6. Exemplos de rochas magmáticas As rochas magmáticas mais abundantes na crosta terrestre são o basalto e o granito. Basalto: Rocha vulcânica, de cor escura, resultante da solidificação de lavas em condições de arrefecimento rápido. Rocha constituída por vários minerais, geralmente de pequenas dimensões (textura afanítica). Os minerais essenciais do basalto são os feldspatos e as piroxenas. As olivinas também estão presentes em muitos basaltos.
  • 7. Exemplos de rochas magmáticas As rochas magmáticas mais abundantes na crosta terrestre são o basalto e o granito. Granito: Rocha plutónica constituída por vários minerais cristalizados, visíveis à vista desarmada (textura fanerítica). Os seus minerais essenciais são quartzo e o feldspato. Muitos granitos também contêm micas (biotite e/ou moscovite).
  • 8. Rochas metamórficas Todas as rochas quando são submetidas a pressões e/ou temperaturas elevadas sofrem transformações na sua mineralogia e textura, dando origem às rochas metamórficas. Este complexo e lento conjunto de transformações, em que as rochas envolvidas se mantêm no estado sólido, designa-se por METAMORFISMO.
  • 9. Rochas metamórficas O tipo de rocha metamórfica final depende: -da rocha pré-existente que lhe deu origem; - do tempo; - do tipo e intensidade do(s) agente(s) de metamorfismo atuante(s).
  • 10. Ciclo das rochas Na litosfera, as rochas sofrem constantes transformações, num conjunto de processos que se designa por ciclo das rochas ou ciclo litológico .
  • 11. Síntese - As rochas magmáticas podem distinguir-se por aspetos como a sua textura, em dois grupos: rochas vulcânicas, de textura afanítica ou vítrea, resultantes da solidificação do magma à superfície ou na sua proximidade, e rochas plutónicas, de textura fanerítica, formadas em consequência da solidificação do magma a uma certa profundidade. -Todas as rochas, quando submetidas a agentes de metamorfismo como pressão e temperatura elevadas, podem sofrer alterações na sua textura e composição mineralógica, transformando-se em rochas metamórficas. -Na natureza, as rochas sofrem um conjunto de transformações que pode ser evidenciado através do ciclo das rochas.