SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

         CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS




Disciplina: Planejamento Educacional em Artes Visuais
Professora: Andrea Hofstaetter
Aluna: Alexandra Rita Flores




                        PLANEJAMENTO




                                 2011
Dados de Identificação:

Escola Municipal de Ensino Fundamental Presidente Hermes da Fonseca.

Série/Turma: 6° ano A Disciplina: Artes Profess ora; Alexandra Rita Flores

Período: 4 aulas de 2 períodos

Tema: Literatura de Cordel / Xilogravura/ Impressão




Justificativa:

      Diante dos estudos de vários tipos de texto, após terem estudado sobre a
¨ladainha de capoeira” nas aulas de língua portuguesa, surgiu entre os alunos a
curiosidade sobre a literatura de cordel, visualizada por alguns deles durante suas
pesquisas. Assim propus uma parceria entre artes e língua portuguesa para
trabalharmos a literatura de cordel e xilogravura, cultura herdada dos colonizadores
portugueses. Contaremos também com a colaboração do professor de História e de
Geografia, que contextualizará a Literatura de Cordel no espaço e tempo.

Objetivos:

   • Conhecer a literatura de cordel – produção cultural, análise da linguagem
      verbal e não verbal e o suporte.
   • Compreender a técnica da xilogravura (conhecer o processo de entalhe e
      impressão).
   • Conhecer artistas que trabalham com a literatura de cordel.
   • Valorizar as diversas culturas do país, sua contribuição para a identidade
      nacional.
   • Reconhecer a influência da cultura nordestina em outras culturas no Brasil.
Aula 1

      A professora apresentará aos alunos, no data show, o vídeo de abertura da
novela “Cordel Encantado” disponível em:
http://www.youtube.com/watch?v=hvKW6S8-t1s&feature=related




      Após a exibição do vídeo, proposta de discussão com os alunos sobre as
características observadas na abertura, comentando a existência de familiaridade
com este tipo de imagem ou não. Através de questionamentos, a professora
promove a curiosidade sobre a Literatura de Cordel e xilogravura, arte da sua
representação.

      Após a discussão, a professora comenta que a arte da abertura da novela é
de Hans Donner, Alexandre Pit Ribeiro, Roberto Stein, numa produção que reproduz
a xilogravura de cordel e também faz referência a outro tipo de literatura, livros pop-
up, em que ao se desdobrar uma página, uma ilustração “pula” do livro. Os
profissionais envolvidos nesta produção não são artistas da arte de cordel. Eles
produziram a abertura utilizando recursos televisuais para a representação de
xilogravuras de cordel, através dos conhecimentos adquiridos em pesquisas,
estudos sobre o assunto.
A professora solicita que, para a próxima aula, os alunos pesquisem sobre a
literatura de cordel e a arte da representação destas histórias – as imagens –
xilogravuras.

Aula 2

      A professora inicia a aula solicitando que os alunos compartilhem na turma as
informações que trouxeram sobre a literatura de cordel e xilogravura, assunto
abordado na aula anterior. Durante a apresentação das idéias, a professora faz
questionamentos, instigando a participação de todos.

      Após, exibição de vídeo sobre a literatura de Cordel, no data show, disponível
em: http://www.youtube.com/watch?v=dd3IskH6LNU&feature=related

      Comentários.

      No laboratório de informática, a professora propõe aos alunos que acessem o
site da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, onde poderão conhecer alguns
xilógrafos, algumas de suas obras e matrizes em madeira. Disponível em:
http://www.ablc.com.br/gravuras/gravuras.htm




Aula 3

      Vamos conhecer um pouco melhor um xilógrafo brasileiro mundialmente
conhecido, José Francisco Borges mestre da literatura de cordel.

      Apresentação, no data show, das imagens do artista e algumas de suas
obras. A professora apresenta o artista, sua origem, uma pequena biografia. Após,
mostra as xilogravuras abaixo, uma a uma, questionando os alunos sobre o que
veem representado na imagem, o tema apresentado na produção do artista,
ressaltando a importância da arte como registro e expressão cultural.
A professora comenta também, que em 1975, as xilogravuras de José
Francisco Borges fizeram parte da abertura da novela “Roque Santeiro”.

Disponível em : http://www.youtube.com/watch?v=YM3SF7at1zo




Aula 4

      A professora trará para a sala de aula alguns livretos de Cordel da biblioteca
da escola, para manuseio e apreciação dos alunos.
Vídeo sobre xilogravura:

http://www.youtube.com/watch?v=ATmIEvRb0Cs&feature=related

      A professora comenta que a xilogravura é caracterizada pela impressão com
o suporte de madeira, matriz da xilogravura. Salienta que nossa produção será feita
com o uso da placa de isopor como suporte e a caneta sem tinta para a composição
da imagem a ser impressa.

      Com material solicitado anteriormente, os alunos farão impressões, com o
objetivo de ilustrar os textos de cordel elaborados na aula de língua portuguesa.

Material:

Disco de isopor (pizza);

Tinta guache preta;

Caneta esferográfica sem tinta;

Folha de desenho.

      Os trabalhos farão parte de uma exposição na Semana Literária da escola,
onde os textos e impressões de Cordel produzidos pelos alunos serão expostos em
varais, seguinndo a cultura da Literatura de Cordel.




RECURSOS

   • Data show

   • Computadores – Laboratório de Informática

   • Isopor

   • Folha de desenho

   • Tinta guache preta
• Caneta esferográfica sem tinta

   • Livretos de Cordel




AVALIAÇÃO

      A avaliação será desenvolvida durante o processo, considerando a
participação dos alunos nas aulas, nas discussões, a socialização das idéias, o
conhecimento construído sobre os conteúdos desenvolvidos, contextualizando-o
com a realidade, bem como, sua produção final.




REFERÊNCIAS



HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: Os projetos de
trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998.

IAVELBERG, Rosa. Para gostar de aprender arte. Artmed.



LINKS

http://www.youtube.com/watch?v=hvKW6S8-t1s&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=dd3IskH6LNU&feature=related

http://www.ablc.com.br/gravuras/gravuras.htm

http://www.youtube.com/watch?v=YM3SF7at1zo

http://www.youtube.com/watch?v=ATmIEvRb0Cs&feature=related
Relato de experiência – Aplicação do Planejamento “Literatura de Cordel”



Aula 1

      Durante a exibição do vídeo de abertura da novela “Cordel Encantado” os
alunos demonstraram surpresa com a mesma e curiosidade com relação à proposta
da aula. Comentavam entre si sobre cenas da novela, personagens e o enredo que
os envolve. Assim, destaquei a importância de assistirem com atenção a abertura,
observando os detalhes, buscando acompanhar e compreender a idéia proposta na
mesma. Assistimos ao vídeo por mais três vezes. Foi possível perceber a mudança
de foco nos comentários, onde muitos alunos revelaram que não haviam se dado
conta da “historinha” que a abertura conta.

      “Ah, nos desenhos é a Açucena e o Jesuíno.”

      “Vai contando a história deles.”

      “Mas não aparece direito o final.”

      “É porque senão não tem graça.”

      “É como uma história em quadrinhos.”

      “O cantor tem sotaque como eles da novela.”

      A partir dos comentários, questionei os alunos sobre a abertura:

      “Vocês concordam com o colega que diz que parece história em quadrinhos?
Por quê?”

      “Parece um pouco.”

      “Não, porque as figuras mexem.”

      “Não tem quadrinhos, parece um livro.”

      Apresentei aos alunos alguns livros de pop-up da biblioteca da escola,
questionando-os a respeito da semelhança com a abertura.
Nos comentários, estabeleceram relações de semelhança, destacando que as
imagens parecem “saltar”, bem como, diferenças como a cor, a forma de
apresentação e produção da imagem.

      Diante das dúvidas, questionamentos e comentários, a curiosidade foi
crescente. Em determinado momento, um aluno questionou:

      “Quem é o desenhista?”

      “Aparece escrito quem fez a abertura das novelas. Tem que ler.”

      Observaram com atenção, porém, não encontraram o nome do autor da
abertura. Questionei se já ouviram falar em algum nome de produtor de abertura de
novelas. Os alunos comentaram que não costumam prestar atenção nisso e que
não havia pensado nesta questão.

      “É uma arte.”

      “É como a capa do livro.”

      Então, comentei sobre os produtores da abertura da novela, conforme citei no
planejamento da aula 1.

      Ao mencionar a literatura de cordel e xilogravura, percebi que os alunos não
conheciam ambos. Fiz um breve comentário sobre mesmos, explicando que a
abertura é uma representação de cordel utilizando recursos gráficos.

      Lancei a proposta de pesquisa para a aula seguinte.
A aula foi dinâmica, o tempo passou depressa, ao toque do sinal ainda
conversávamos sobre o tema.

      Durante a semana, os alunos me encontravam pelos corredores, ansiosos
para compartilhar as descobertas resultantes da pesquisa.




Aula 2

      Considerando o envolvimento ativo dos alunos, a fim de organizar e promover
a participação de todos, propus a formação de grupos para a socialização da
pesquisa solicitada sobre literatura de cordel. Após, ao retomarmos o grande grupo,
solicitei que um aluno de cada grupo menor, comentasse as contribuições
significativas que puderam vivenciar. Várias idéias foram trazidas da aula de Língua
Portuguesa, onde a professora iniciou a abordagem da Literatura de Cordel.

      Dentre os vários comentários, dados coletados em sites, Wikipédia, um aluno
trouxe um livreto do Ministério da Saúde, um cordel.




      Os alunos manusearam o livreto, destacando a semelhança com a abertura
da novela.

      Assistimos ao vídeo sobre a literatura de cordel mencionado na aula 2. Os
alunos ficaram atentos, solicitaram repetição do vídeo. Iniciamos os comentários,
porém, fomos interrompidos pelo sinal de término da aula.

      No dia seguinte, pedi licença para a colega de Matemática para passar aos
alunos a URL da Academia brasileira de Literatura de Cordel, solicitando que os
mesmos acessassem o site, buscando informações sobre o Cordel, a xilogravura, os
artistas e suas obras.

      Percebo a cada aula, a interação e participação ativa de todos, até mesmo de
alunos mais tímidos, envolvidos com as pesquisas, buscando possibilidades para
acessar aos sites e vídeos, em casa, na escola (ocupando horários no LIE no turno
contrário, reservados para pesquisa), em lan house, casa de amigos ou parentes.

      Os comentários são enriquecidos pela troca de experiências entre os alunos,
que compartilham descobertas e idéias.

      Muitas vezes “estrapolamos” o tempo previsto para a aula, envolvidos nas
discussões.

      Em virtude de envolvimento da turma nas atividades da Gincores (que ocorre
anualmente na escola no mês de junho até a primeira semana de julho) e realização
de seminário interno de professores, não concluímos nossas aulas previstas no
planejamento. Pretendo aplicar o planejamento da aula 3 no dia 11 de Julho, última
aula de Arte antes das férias de inverno, retomando o vídeo sobre a Literatura de
Cordel, seguindo a abordagem mencionada no planejamento. As propostas das
aulas de Língua Portuguesa também foram afetadas, assim, a aula 4 ficará para o
retorno das férias, observando a produção dos textos de Cordel em Língua
Portuguesa para a produção das impressões de acordo com a proposta.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Boletim informativo6 2015_2016
Boletim informativo6 2015_2016Boletim informativo6 2015_2016
Boletim informativo6 2015_2016Risoleta Montez
 
Sala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesaSala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesateacheranaclaudia
 
Oficina de Poemas
Oficina de PoemasOficina de Poemas
Oficina de Poemaselzsd
 
Varal Literário: Todas as Leituras
Varal Literário: Todas as LeiturasVaral Literário: Todas as Leituras
Varal Literário: Todas as LeiturasEscola Andre Zenere
 
Aula para eventual 2022
Aula para eventual 2022Aula para eventual 2022
Aula para eventual 2022ssuserb5a19b
 
Apresentação Mara
Apresentação MaraApresentação Mara
Apresentação MaraMara Almeida
 
Projeto perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídice
Projeto   perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídiceProjeto   perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídice
Projeto perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídiceCleia Lucia de Castro Castro
 
Diretoria Leste 2
Diretoria  Leste  2Diretoria  Leste  2
Diretoria Leste 2pcopmaze
 
Formação olimpíada de língua portuguesa
Formação  olimpíada de língua portuguesaFormação  olimpíada de língua portuguesa
Formação olimpíada de língua portuguesaGyam Karlo
 
Boletim informativo3 2014_2015
Boletim informativo3 2014_2015Boletim informativo3 2014_2015
Boletim informativo3 2014_2015Risoleta Montez
 
FormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.Mm
FormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.MmFormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.Mm
FormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.MmMilton Alvaro Menon
 
Aula de pintura pdf
Aula de pintura pdfAula de pintura pdf
Aula de pintura pdfAmanda Depp
 
A literatura retratada na arte da fotonovela
A literatura retratada na arte da fotonovelaA literatura retratada na arte da fotonovela
A literatura retratada na arte da fotonovelaDirce Cristiane Camilotti
 
Programação escolas 2012_2013
Programação escolas 2012_2013Programação escolas 2012_2013
Programação escolas 2012_2013IsabelPereira2010
 
Projetos expoinfantil- ji vicomar
Projetos expoinfantil- ji vicomarProjetos expoinfantil- ji vicomar
Projetos expoinfantil- ji vicomarSUZANASALOMAO
 

Mais procurados (18)

Boletim informativo6 2015_2016
Boletim informativo6 2015_2016Boletim informativo6 2015_2016
Boletim informativo6 2015_2016
 
Sala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesaSala de tecnologia i consulesa
Sala de tecnologia i consulesa
 
Oficina de Poemas
Oficina de PoemasOficina de Poemas
Oficina de Poemas
 
Varal Literário: Todas as Leituras
Varal Literário: Todas as LeiturasVaral Literário: Todas as Leituras
Varal Literário: Todas as Leituras
 
Aula para eventual 2022
Aula para eventual 2022Aula para eventual 2022
Aula para eventual 2022
 
Apresentação Mara
Apresentação MaraApresentação Mara
Apresentação Mara
 
Slides olimpíadas de língua portuguea
Slides  olimpíadas de língua portugueaSlides  olimpíadas de língua portuguea
Slides olimpíadas de língua portuguea
 
Projeto perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídice
Projeto   perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídiceProjeto   perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídice
Projeto perfazendo a trajetória do mito de orfeu e eurídice
 
Caderno cronica
Caderno cronicaCaderno cronica
Caderno cronica
 
Diretoria Leste 2
Diretoria  Leste  2Diretoria  Leste  2
Diretoria Leste 2
 
Formação olimpíada de língua portuguesa
Formação  olimpíada de língua portuguesaFormação  olimpíada de língua portuguesa
Formação olimpíada de língua portuguesa
 
Boletim informativo3 2014_2015
Boletim informativo3 2014_2015Boletim informativo3 2014_2015
Boletim informativo3 2014_2015
 
FormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.Mm
FormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.MmFormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.Mm
FormaçãO De Coordenadores OlimpíAdas Da LíNgua Portuguesa.Mm
 
Aula de pintura pdf
Aula de pintura pdfAula de pintura pdf
Aula de pintura pdf
 
A literatura retratada na arte da fotonovela
A literatura retratada na arte da fotonovelaA literatura retratada na arte da fotonovela
A literatura retratada na arte da fotonovela
 
Programação escolas 2012_2013
Programação escolas 2012_2013Programação escolas 2012_2013
Programação escolas 2012_2013
 
Boletim informativo12
Boletim informativo12Boletim informativo12
Boletim informativo12
 
Projetos expoinfantil- ji vicomar
Projetos expoinfantil- ji vicomarProjetos expoinfantil- ji vicomar
Projetos expoinfantil- ji vicomar
 

Destaque

9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-ArtesElisa
 
Ensino Médio- gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
Ensino Médio-   gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreenEnsino Médio-   gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
Ensino Médio- gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreenArtesElisa
 
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreentexto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreenArtesElisa
 
Xilogravura Passo a passo
Xilogravura Passo a passoXilogravura Passo a passo
Xilogravura Passo a passoHayana Oliveira
 
Aula de Xilogravura
Aula de XilogravuraAula de Xilogravura
Aula de XilogravuraIpsun
 
Impacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no Enade
Impacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no EnadeImpacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no Enade
Impacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no EnadePalácio do Planalto
 
Ed sexual guiao de trabalho 7º ano
Ed sexual   guiao de trabalho 7º anoEd sexual   guiao de trabalho 7º ano
Ed sexual guiao de trabalho 7º anomariafernandes
 
A gravura brasileira apresentacão
A gravura brasileira apresentacãoA gravura brasileira apresentacão
A gravura brasileira apresentacãogegearte
 
Tecno gravura[1][1]
Tecno gravura[1][1]Tecno gravura[1][1]
Tecno gravura[1][1]CEF16
 
Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...
Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...
Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...bio_fecli
 
Portfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPB
Portfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPBPortfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPB
Portfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPBPibidHistoriaUEPB
 
Século xx no brasil
Século xx no brasilSéculo xx no brasil
Século xx no brasilmatheuslw
 
Modelo de-plano-de-aula
Modelo de-plano-de-aulaModelo de-plano-de-aula
Modelo de-plano-de-aulaAdneia
 
A arte na história aula inaugural
A arte na história   aula inauguralA arte na história   aula inaugural
A arte na história aula inauguralDaniella Cincoetti
 
8ª série 1º sem2013
8ª série 1º sem20138ª série 1º sem2013
8ª série 1º sem2013guilaboratorio
 
Galeria de Gravura
Galeria de GravuraGaleria de Gravura
Galeria de Gravurawiltao
 

Destaque (20)

9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
 
Boczon monotipias
Boczon monotipiasBoczon monotipias
Boczon monotipias
 
Ensino Médio- gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
Ensino Médio-   gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreenEnsino Médio-   gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
Ensino Médio- gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
 
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreentexto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
 
Xilogravura Passo a passo
Xilogravura Passo a passoXilogravura Passo a passo
Xilogravura Passo a passo
 
Aula de Xilogravura
Aula de XilogravuraAula de Xilogravura
Aula de Xilogravura
 
XILOGRAVURA - Professora Laurizete Cação - Arte
XILOGRAVURA - Professora Laurizete Cação - ArteXILOGRAVURA - Professora Laurizete Cação - Arte
XILOGRAVURA - Professora Laurizete Cação - Arte
 
Impacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no Enade
Impacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no EnadeImpacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no Enade
Impacto do Prouni sobre desempenho de seus alunos no Enade
 
Giga1
Giga1Giga1
Giga1
 
Ed sexual guiao de trabalho 7º ano
Ed sexual   guiao de trabalho 7º anoEd sexual   guiao de trabalho 7º ano
Ed sexual guiao de trabalho 7º ano
 
A gravura brasileira apresentacão
A gravura brasileira apresentacãoA gravura brasileira apresentacão
A gravura brasileira apresentacão
 
Tecno gravura[1][1]
Tecno gravura[1][1]Tecno gravura[1][1]
Tecno gravura[1][1]
 
Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...
Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...
Um paralelo entre aulas tradicionais e aulas práticas utilizando modelos didá...
 
Portfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPB
Portfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPBPortfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPB
Portfólio E.E.E.F.M. Professor Raul Córdula / PIBID HISTORIA UEPB
 
Xilogravura
XilogravuraXilogravura
Xilogravura
 
Século xx no brasil
Século xx no brasilSéculo xx no brasil
Século xx no brasil
 
Modelo de-plano-de-aula
Modelo de-plano-de-aulaModelo de-plano-de-aula
Modelo de-plano-de-aula
 
A arte na história aula inaugural
A arte na história   aula inauguralA arte na história   aula inaugural
A arte na história aula inaugural
 
8ª série 1º sem2013
8ª série 1º sem20138ª série 1º sem2013
8ª série 1º sem2013
 
Galeria de Gravura
Galeria de GravuraGaleria de Gravura
Galeria de Gravura
 

Semelhante a Planejamento e relatório crítico

Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observaçãoArte Tecnologia
 
Projeto Aquarela ApresentaçãO 2007
Projeto Aquarela  ApresentaçãO 2007Projeto Aquarela  ApresentaçãO 2007
Projeto Aquarela ApresentaçãO 2007Mara Almeida
 
CBBD v ciranda literária - ppt final
CBBD v ciranda literária - ppt finalCBBD v ciranda literária - ppt final
CBBD v ciranda literária - ppt finalTatyanne Valdez
 
Poesia projeto
Poesia projetoPoesia projeto
Poesia projetovanyeroger
 
FLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVEL
FLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVELFLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVEL
FLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVELMario Czerechowicz
 
Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP Regina Coutinho
 
Projeto encantos do cordel
Projeto encantos do cordelProjeto encantos do cordel
Projeto encantos do cordelAndrea Nogueira
 
Nova apresentação cristina (1)
Nova apresentação cristina (1)Nova apresentação cristina (1)
Nova apresentação cristina (1)goncalvesmcris
 
Projeto contosdeterror ana_kelly
Projeto contosdeterror ana_kellyProjeto contosdeterror ana_kelly
Projeto contosdeterror ana_kellyAna Kelly Brustolin
 
Trabalho final da ação de formação
Trabalho final da ação de formaçãoTrabalho final da ação de formação
Trabalho final da ação de formaçãoJoão Lima
 
Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasrobertafantin
 
Projeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIASProjeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIASrobertafantin
 
Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasAnaKelly
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoAnaKelly
 

Semelhante a Planejamento e relatório crítico (20)

Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Projeto Aquarela ApresentaçãO 2007
Projeto Aquarela  ApresentaçãO 2007Projeto Aquarela  ApresentaçãO 2007
Projeto Aquarela ApresentaçãO 2007
 
Jornal 2 (1)
Jornal 2 (1)Jornal 2 (1)
Jornal 2 (1)
 
CBBD v ciranda literária - ppt final
CBBD v ciranda literária - ppt finalCBBD v ciranda literária - ppt final
CBBD v ciranda literária - ppt final
 
Poesia projeto
Poesia projetoPoesia projeto
Poesia projeto
 
Rogerio francisco
Rogerio franciscoRogerio francisco
Rogerio francisco
 
FLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVEL
FLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVELFLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVEL
FLIC – FESTIVAL LITERÁRIO E ARTÍSTICO DE CASCAVEL
 
Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP Atividades biblioteca CEP
Atividades biblioteca CEP
 
Projeto encantos do cordel
Projeto encantos do cordelProjeto encantos do cordel
Projeto encantos do cordel
 
Projeto Literatura - DAC (Disciplina de Apoio Curricular)
Projeto Literatura  - DAC (Disciplina de Apoio Curricular)Projeto Literatura  - DAC (Disciplina de Apoio Curricular)
Projeto Literatura - DAC (Disciplina de Apoio Curricular)
 
Nova apresentação cristina (1)
Nova apresentação cristina (1)Nova apresentação cristina (1)
Nova apresentação cristina (1)
 
Sequência didática 2016.2
Sequência didática   2016.2Sequência didática   2016.2
Sequência didática 2016.2
 
Projeto contosdeterror ana_kelly
Projeto contosdeterror ana_kellyProjeto contosdeterror ana_kelly
Projeto contosdeterror ana_kelly
 
Trabalho final da ação de formação
Trabalho final da ação de formaçãoTrabalho final da ação de formação
Trabalho final da ação de formação
 
Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebias
 
Projeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIASProjeto Lendo e Tecendo - EBIAS
Projeto Lendo e Tecendo - EBIAS
 
Sd versão final
Sd versão finalSd versão final
Sd versão final
 
Projeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebiasProjeto lendoetecendoscebias
Projeto lendoetecendoscebias
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 

Último

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 

Último (20)

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 

Planejamento e relatório crítico

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS Disciplina: Planejamento Educacional em Artes Visuais Professora: Andrea Hofstaetter Aluna: Alexandra Rita Flores PLANEJAMENTO 2011
  • 2. Dados de Identificação: Escola Municipal de Ensino Fundamental Presidente Hermes da Fonseca. Série/Turma: 6° ano A Disciplina: Artes Profess ora; Alexandra Rita Flores Período: 4 aulas de 2 períodos Tema: Literatura de Cordel / Xilogravura/ Impressão Justificativa: Diante dos estudos de vários tipos de texto, após terem estudado sobre a ¨ladainha de capoeira” nas aulas de língua portuguesa, surgiu entre os alunos a curiosidade sobre a literatura de cordel, visualizada por alguns deles durante suas pesquisas. Assim propus uma parceria entre artes e língua portuguesa para trabalharmos a literatura de cordel e xilogravura, cultura herdada dos colonizadores portugueses. Contaremos também com a colaboração do professor de História e de Geografia, que contextualizará a Literatura de Cordel no espaço e tempo. Objetivos: • Conhecer a literatura de cordel – produção cultural, análise da linguagem verbal e não verbal e o suporte. • Compreender a técnica da xilogravura (conhecer o processo de entalhe e impressão). • Conhecer artistas que trabalham com a literatura de cordel. • Valorizar as diversas culturas do país, sua contribuição para a identidade nacional. • Reconhecer a influência da cultura nordestina em outras culturas no Brasil.
  • 3. Aula 1 A professora apresentará aos alunos, no data show, o vídeo de abertura da novela “Cordel Encantado” disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=hvKW6S8-t1s&feature=related Após a exibição do vídeo, proposta de discussão com os alunos sobre as características observadas na abertura, comentando a existência de familiaridade com este tipo de imagem ou não. Através de questionamentos, a professora promove a curiosidade sobre a Literatura de Cordel e xilogravura, arte da sua representação. Após a discussão, a professora comenta que a arte da abertura da novela é de Hans Donner, Alexandre Pit Ribeiro, Roberto Stein, numa produção que reproduz a xilogravura de cordel e também faz referência a outro tipo de literatura, livros pop- up, em que ao se desdobrar uma página, uma ilustração “pula” do livro. Os profissionais envolvidos nesta produção não são artistas da arte de cordel. Eles produziram a abertura utilizando recursos televisuais para a representação de xilogravuras de cordel, através dos conhecimentos adquiridos em pesquisas, estudos sobre o assunto.
  • 4. A professora solicita que, para a próxima aula, os alunos pesquisem sobre a literatura de cordel e a arte da representação destas histórias – as imagens – xilogravuras. Aula 2 A professora inicia a aula solicitando que os alunos compartilhem na turma as informações que trouxeram sobre a literatura de cordel e xilogravura, assunto abordado na aula anterior. Durante a apresentação das idéias, a professora faz questionamentos, instigando a participação de todos. Após, exibição de vídeo sobre a literatura de Cordel, no data show, disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=dd3IskH6LNU&feature=related Comentários. No laboratório de informática, a professora propõe aos alunos que acessem o site da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, onde poderão conhecer alguns xilógrafos, algumas de suas obras e matrizes em madeira. Disponível em: http://www.ablc.com.br/gravuras/gravuras.htm Aula 3 Vamos conhecer um pouco melhor um xilógrafo brasileiro mundialmente conhecido, José Francisco Borges mestre da literatura de cordel. Apresentação, no data show, das imagens do artista e algumas de suas obras. A professora apresenta o artista, sua origem, uma pequena biografia. Após, mostra as xilogravuras abaixo, uma a uma, questionando os alunos sobre o que veem representado na imagem, o tema apresentado na produção do artista, ressaltando a importância da arte como registro e expressão cultural.
  • 5. A professora comenta também, que em 1975, as xilogravuras de José Francisco Borges fizeram parte da abertura da novela “Roque Santeiro”. Disponível em : http://www.youtube.com/watch?v=YM3SF7at1zo Aula 4 A professora trará para a sala de aula alguns livretos de Cordel da biblioteca da escola, para manuseio e apreciação dos alunos.
  • 6. Vídeo sobre xilogravura: http://www.youtube.com/watch?v=ATmIEvRb0Cs&feature=related A professora comenta que a xilogravura é caracterizada pela impressão com o suporte de madeira, matriz da xilogravura. Salienta que nossa produção será feita com o uso da placa de isopor como suporte e a caneta sem tinta para a composição da imagem a ser impressa. Com material solicitado anteriormente, os alunos farão impressões, com o objetivo de ilustrar os textos de cordel elaborados na aula de língua portuguesa. Material: Disco de isopor (pizza); Tinta guache preta; Caneta esferográfica sem tinta; Folha de desenho. Os trabalhos farão parte de uma exposição na Semana Literária da escola, onde os textos e impressões de Cordel produzidos pelos alunos serão expostos em varais, seguinndo a cultura da Literatura de Cordel. RECURSOS • Data show • Computadores – Laboratório de Informática • Isopor • Folha de desenho • Tinta guache preta
  • 7. • Caneta esferográfica sem tinta • Livretos de Cordel AVALIAÇÃO A avaliação será desenvolvida durante o processo, considerando a participação dos alunos nas aulas, nas discussões, a socialização das idéias, o conhecimento construído sobre os conteúdos desenvolvidos, contextualizando-o com a realidade, bem como, sua produção final. REFERÊNCIAS HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: Os projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998. IAVELBERG, Rosa. Para gostar de aprender arte. Artmed. LINKS http://www.youtube.com/watch?v=hvKW6S8-t1s&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=dd3IskH6LNU&feature=related http://www.ablc.com.br/gravuras/gravuras.htm http://www.youtube.com/watch?v=YM3SF7at1zo http://www.youtube.com/watch?v=ATmIEvRb0Cs&feature=related
  • 8. Relato de experiência – Aplicação do Planejamento “Literatura de Cordel” Aula 1 Durante a exibição do vídeo de abertura da novela “Cordel Encantado” os alunos demonstraram surpresa com a mesma e curiosidade com relação à proposta da aula. Comentavam entre si sobre cenas da novela, personagens e o enredo que os envolve. Assim, destaquei a importância de assistirem com atenção a abertura, observando os detalhes, buscando acompanhar e compreender a idéia proposta na mesma. Assistimos ao vídeo por mais três vezes. Foi possível perceber a mudança de foco nos comentários, onde muitos alunos revelaram que não haviam se dado conta da “historinha” que a abertura conta. “Ah, nos desenhos é a Açucena e o Jesuíno.” “Vai contando a história deles.” “Mas não aparece direito o final.” “É porque senão não tem graça.” “É como uma história em quadrinhos.” “O cantor tem sotaque como eles da novela.” A partir dos comentários, questionei os alunos sobre a abertura: “Vocês concordam com o colega que diz que parece história em quadrinhos? Por quê?” “Parece um pouco.” “Não, porque as figuras mexem.” “Não tem quadrinhos, parece um livro.” Apresentei aos alunos alguns livros de pop-up da biblioteca da escola, questionando-os a respeito da semelhança com a abertura.
  • 9. Nos comentários, estabeleceram relações de semelhança, destacando que as imagens parecem “saltar”, bem como, diferenças como a cor, a forma de apresentação e produção da imagem. Diante das dúvidas, questionamentos e comentários, a curiosidade foi crescente. Em determinado momento, um aluno questionou: “Quem é o desenhista?” “Aparece escrito quem fez a abertura das novelas. Tem que ler.” Observaram com atenção, porém, não encontraram o nome do autor da abertura. Questionei se já ouviram falar em algum nome de produtor de abertura de novelas. Os alunos comentaram que não costumam prestar atenção nisso e que não havia pensado nesta questão. “É uma arte.” “É como a capa do livro.” Então, comentei sobre os produtores da abertura da novela, conforme citei no planejamento da aula 1. Ao mencionar a literatura de cordel e xilogravura, percebi que os alunos não conheciam ambos. Fiz um breve comentário sobre mesmos, explicando que a abertura é uma representação de cordel utilizando recursos gráficos. Lancei a proposta de pesquisa para a aula seguinte.
  • 10. A aula foi dinâmica, o tempo passou depressa, ao toque do sinal ainda conversávamos sobre o tema. Durante a semana, os alunos me encontravam pelos corredores, ansiosos para compartilhar as descobertas resultantes da pesquisa. Aula 2 Considerando o envolvimento ativo dos alunos, a fim de organizar e promover a participação de todos, propus a formação de grupos para a socialização da pesquisa solicitada sobre literatura de cordel. Após, ao retomarmos o grande grupo, solicitei que um aluno de cada grupo menor, comentasse as contribuições significativas que puderam vivenciar. Várias idéias foram trazidas da aula de Língua Portuguesa, onde a professora iniciou a abordagem da Literatura de Cordel. Dentre os vários comentários, dados coletados em sites, Wikipédia, um aluno trouxe um livreto do Ministério da Saúde, um cordel. Os alunos manusearam o livreto, destacando a semelhança com a abertura da novela. Assistimos ao vídeo sobre a literatura de cordel mencionado na aula 2. Os alunos ficaram atentos, solicitaram repetição do vídeo. Iniciamos os comentários, porém, fomos interrompidos pelo sinal de término da aula. No dia seguinte, pedi licença para a colega de Matemática para passar aos alunos a URL da Academia brasileira de Literatura de Cordel, solicitando que os
  • 11. mesmos acessassem o site, buscando informações sobre o Cordel, a xilogravura, os artistas e suas obras. Percebo a cada aula, a interação e participação ativa de todos, até mesmo de alunos mais tímidos, envolvidos com as pesquisas, buscando possibilidades para acessar aos sites e vídeos, em casa, na escola (ocupando horários no LIE no turno contrário, reservados para pesquisa), em lan house, casa de amigos ou parentes. Os comentários são enriquecidos pela troca de experiências entre os alunos, que compartilham descobertas e idéias. Muitas vezes “estrapolamos” o tempo previsto para a aula, envolvidos nas discussões. Em virtude de envolvimento da turma nas atividades da Gincores (que ocorre anualmente na escola no mês de junho até a primeira semana de julho) e realização de seminário interno de professores, não concluímos nossas aulas previstas no planejamento. Pretendo aplicar o planejamento da aula 3 no dia 11 de Julho, última aula de Arte antes das férias de inverno, retomando o vídeo sobre a Literatura de Cordel, seguindo a abordagem mencionada no planejamento. As propostas das aulas de Língua Portuguesa também foram afetadas, assim, a aula 4 ficará para o retorno das férias, observando a produção dos textos de Cordel em Língua Portuguesa para a produção das impressões de acordo com a proposta.