Sintegra Diamantina - Deserto Névoa Oásis Montanha e trópico - itinerário percurso 2015

234 visualizações

Publicada em

Para o evento SINTEGRA, a convite do professor Wellington e da Marta Dias, foi me solicitado escolher temas que mexem comigo. Escolhi fazer pontes entre a vida que vivi e vivo e alguns temas centrais de reflexão.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
234
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sintegra Diamantina - Deserto Névoa Oásis Montanha e trópico - itinerário percurso 2015

  1. 1. D E S E RT O , N É V O A , O Á S I S , M O N TA N H A E T R Ó P I C O J U L I O A L B E RT O W O N G U N 1
  2. 2. E D U C A Ç Ã O P O P U L A R E S A Ú D E C O L E T I VA J U L I O A L B E RT O W O N G U N 2
  3. 3. E D U C A Ç Õ E S P O P U L A R E S E S A Ú D E S C O L E T I VA S J U L I O A L B E RT O W O N G U N 3
  4. 4. D E S A F I O S E C O N F U S Õ E S R E C E N T E S J U L I O A L B E RT O W O N G U N 4
  5. 5. A P R E S E N TA Ç Ã O Á G U A J U L I O A L B E RT O W O N G U N 5
  6. 6. 0 0 0 . O C E A N O S 6
  7. 7. S E R M A I S 7
  8. 8. S A B E R D E E X P E R I Ê N C I A F E I T O 8
  9. 9. S O L I D A R I E D A D E E E S P E R A N Ç A C O M O S O N H O S P O L Í T I C O S 9
  10. 10. D I Á L O G O V E R D A D E I R O 10
  11. 11. D I Z E R S U A PA L AV R A 11
  12. 12. N Ã O C O P I A R - N Ã O I M I TA R - R E I N V E N TA R 12
  13. 13. C O L E T I V O - C O M U N I D A D E 13
  14. 14. C R I T I C I D A D E , R E F L E X Ã O 14
  15. 15. P R Á X I S 15
  16. 16. P O L Í T I C A C O M O T R A N S F O R M A Ç Ã O P R O F U N D A D A R E A L I D A D E 16
  17. 17. – PA U L O F R E I R E Boniteza e criticidade de mãos dadas 17
  18. 18. – M I A C O U T O "Para que as luzes do outro sejam percebidas por mim, devo apagar as minhas, no sentido de me tornar disponível para o outro" 18
  19. 19. 0 0 . R I O S 19
  20. 20. 20
  21. 21. 21
  22. 22. Os do próximo slide não são minha família mas….. 22
  23. 23. 23
  24. 24. 24 Os do próximo slide tampouco são minha família mas…
  25. 25. 25
  26. 26. E este não é meu negócio mas…. 26
  27. 27. 27
  28. 28. Nem os chineses conhecem esta bebida, mas…. 28
  29. 29. 29
  30. 30. 0 1 . A S M I G R A Ç Õ E S B Á R B A R A S 30
  31. 31. • culturas híbridas; • interseção de culturas; • porosidade; • áreas de contato; • reinvenção; • portunhol selvagem; 31
  32. 32. F U T U R O S ? • Americanização do Brasil? • latino-américa • norte-américa 32
  33. 33. 0. Translated Man 33
  34. 34. 34
  35. 35. 35
  36. 36. – E D WA R D S A I D O homem traduzido 36
  37. 37. 37
  38. 38. 38
  39. 39. 39
  40. 40. 40
  41. 41. R U T H B E H A R TRANSLATED WOMAN 41
  42. 42. 42
  43. 43. P E R C U R S O P E S S O A L Q U E É C U LT U R A L E C O L E T I V O 43
  44. 44. A . O Á S I S E D E S E R T O E F R O N T E I R A 44
  45. 45. D E S E R T O S 1 • Delimitações e Misturas • Culturas mestiças • Polifonias: músicas culturais a várias vozes • Zonas de Contato: porosidades • Mas também arame farpado, muralha, isolamento 45
  46. 46. D E S E R T O S 2 • A experiência de um infinito hostil porem amoroso / amado; • O valor intenso dos oásis, da água e do verde; • Inventar a Vida e a Alegria em Vales Estreitos - oasis; 46
  47. 47. 47
  48. 48. – J O Ã O G U I M A R Ã E S R O S A O sertão é o mundo O sertão está dentro de nós 48
  49. 49. 49 O Á S I S
  50. 50. 50
  51. 51. B . N É V O A E T E M P O 51
  52. 52. N E B L I N A 1 : S A N F E L I P E • Cotidiano; • Formas de operar; • Coexistência; • Complexidade do aprender a Ser; • Complexidade e contradição do mundo social. 52
  53. 53. 53
  54. 54. 54
  55. 55. N E B L I N A 2 : M E R C A D O • Culturas Migrantes; • Culturas Híbridas; • Senso Prático aliado a Senso Poético. 55
  56. 56. 56
  57. 57. 57
  58. 58. 58
  59. 59. C . L U Z - D E S L U M B R A M E N T O S 59
  60. 60. D E S L U M B R A M E N T O 1 - A U N I V E R S I D A D E • Atenção Primária • Promoção da Saúde • Comunidades • Formação Técnica • Leituras • Arte e Cultura…. • Socialização // amizades 60
  61. 61. D E S L U M B R A M E N T O 2 - M U N D O A N D I N O • Raiz e Mito • Afastamento e invisibilidade; • Violência Política e Extrema Pobreza; • Contemplação do Mundo; • A paixão pelo céu, pelo frio, pelas tormentas, pela limpidez da Alma Andina. 61
  62. 62. D E S L U M B R A M E N T O 3 - A Ç Ã O N A C I O N A L • Elos do diverso; • Educação Popular; • Formação em Saúde; • Controle de endemias. 62
  63. 63. D E S L U M B R A M E N T O 4 - B R • ENSP/FIOCRUZ; • VALLA: edpop, fala das classes populares, religiosidade, pobreza, assessoria técnica, construção compartilhada do conhecimento, budismo; • Comunidade 63
  64. 64. T E R R A B R A S I L I S 64
  65. 65. outro mundo 65
  66. 66. S A Ú D E P Ú B L I C A E S A Ú D E C O L E T I VA 66
  67. 67. Determinação Social da Doença 67
  68. 68. Antropologia da Saúde 68
  69. 69. Educação Popular em Saúde 69
  70. 70. Movimentos Sociais e Saúde 70
  71. 71. religiosidade e espiritualidade 71
  72. 72. P O E S I A / P O É T I C A / P O I É S I S — S A Ú D E 72
  73. 73. 73 Tecendo Redes
  74. 74. 74 U M A V E R S Ã O D A E D U C A Ç Ã O P O P U L A R …
  75. 75. F U N D A M E N T O S T E Ó R I C O S • Educação popular • Educação popular em saúde; • Produção acadêmica, coletivos, • Culturas populares / estudos culturais / estudos subalternos / culturas híbridas / identidades culturais / estudos Pós-coloniais • Micro história. Os discursos subalternos. 75
  76. 76. F U N D A M E N T O S T E Ó R I C O S • Ecologia dos saberes • Novos movimentos sociais • Dimensões invisíveis e saúde • Arte e produção dos saberes 76
  77. 77. A L G U N S A U T O R E S • Boaventura • Leonardo Boff • Bourdieu • Paulo Freire • Carlos Brandão 77
  78. 78. A L G U N S A U T O R E S • Michel de Certeau • James Scott • Michel Mafessoli 78
  79. 79. A L G U N S A U T O R E S • Victor Valla; Eduardo Stotz; Eymard Vasconcelos; 79
  80. 80. A Ç Õ E S D O S M O V I M E N T O S D E E D P O P S A U D E 1. Listas de discussão; 2. Coordenação de Redes e Grupos; 3. Articulações nacionais; 4. Encontros nacionais; 5. Publicações; 6. Projetos; 7. Política Nacional 80
  81. 81. E N D I N G S 81
  82. 82. V I V E M O S E M C O M P L E X I D A D E C O N T R A D I T Ó R I A E I N E S P E R A D A 82
  83. 83. A C O N T E C E M H O J E A P R O X I M A Ç Õ E S A N T E S I M P O S S Í V E I S 83
  84. 84. C I Ê N C I A Q U E S E J A S E N S Í V E L E R O M Â N T I C A 84
  85. 85. U S A R O C O N H E C I M E N T O C O M E M O Ç Ã O , T E R N U R A E E Q U I D A D E 85
  86. 86. D E I X A R S E T R A N S F O R M A R P E L O C O N H E C I M E N T O D O S " V E N C I D O S " 86
  87. 87. S A B E R E S E S A B E D O R I A S D O S V E N C I D O S 87
  88. 88. F I M ? 88
  89. 89. julio.wong.un@gmail.com 89

×