Experiência exitosa na transição da agricultura convencional para a agroecologia: O caso do                               ...
na microrregião do Cariri. O município pertence à zona de transição da Chapada do Araripe para o sertãocentral do Estado d...
No inverno planta o guandu, feijão, milho, além da batata doce e da mandioca. Tem ainda na sua área palmaforrageira, leuce...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Artigo zé artur

753 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
753
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
480
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo zé artur

  1. 1. Experiência exitosa na transição da agricultura convencional para a agroecologia: O caso do agricultor José Artur Vanessa Oliveira Teles1, Jéssica Soares Preira1, Antonia Almeida da Silva1, Joaquim Torres Filho21 Graduanda do curso de Eng. Agronômica - UFC Campus Cariri. Bolsista CNPq/PIBIC. e-mail: teles@alu.ufc.br1 Graduanda do curso de Eng. Agronômica - UFC Campus Cariri. Bolsista PET/UFC. e-mail: jejek.s@hotmail.com1 Graduanda do curso de Eng. Agronômica - UFC Campus Cariri. Bolsista PET/UFC. e-mail: toinhaalmeida2010@hotmail.com2 Professor Adjunto II do curso de Agronomia na Universidade Federal do Ceará – Campus Cariri. e-mail: joaquim.torres55@gmail.comResumo: Na atualidade as questões ambientais são lembradas e discutidas frequentemente, à medida que apopulação percebe a influência direta do ser humano sobre os sistemas naturais. A proposta da agroflorestacombina culturas agrícolas com outras plantas, integrando as espécies nativas e as culturas introduzidas, quemelhoram o solo e aumentam a vida da terra. O presente artigo teve por objetivo avaliar o processo exitosode transição da agricultura convencional para a agroecológica do senhor José Artur no município de NovaOlinda, Estado do Ceará. Aplicou-se um questionário por ocasião de uma visita realizada na propriedade.Segundo relato do agricultor, no passado os métodos utilizados na agricultura convencional se baseavam nouso do fogo, de veneno, terras improdutivas, compra de muitos alimentos, plantio somente de batata doce,exaustão do solo, cujos teores de matéria orgânica eram praticamente inexistentes, sem se falar que a águaevaporava mais rápido. As primeiras mudanças do ponto de vista ambiental sentidas pelo agricultor noprocesso de transição para a agroecologia dizem respeito a matéria orgânica no solo, a qual ficou maisevidente. A transição da agricultura convencional para a agroecológica é exitosa quando o produtor recebetodo o suporte técnico necessário para as mudanças, e principalmente, quando ele enxerga os benefícios dosistema agroecológico, não apenas o financeiro, mas o social e o ambiental.Palavras–chave: mudança, agricultura, sustentabilidade Introdução O semiárido nordestino tem como uma de suas principais características a vegetação chamadacaatinga, que significa mata branca. Isso pelo fato de que em uma dada época do ano a vegetação perde suasfolhas, dando a paisagem um aspecto cinzento. Conforme observações de Souza (2005), neste período, nãosó a vegetação, mas toda a vida reduz o seu metabolismo, economizando água e energia. Na atualidade as questões ambientais são lembradas e discutidas frequentemente, à medida que apopulação percebe a influência direta do ser humano sobre os sistemas naturais, o que pode comprometer aqualidade de vida não somente das gerações atuais, mas também das gerações futuras. Seguindo essepensamento Coltro (2009), afirma que a partir do século XIX, a demanda por recursos naturais e os danosambientais tornaram-se crescentes devido à intensificação do processo de industrialização e dos sistemasagropecuários. Segundo Habermeier & Silva (1998), a proposta da agrofloresta, combina culturas agrícolas comoutras plantas, integrando as espécies nativas e as culturas introduzidas, que melhoram o solo e aumentam avida da terra. Através de consórcios densos de plantas cultivadas, plantas adubadoras e árvores nativas,manejadas com capinas seletivas e podação, a agrofloresta aproveita a força da vegetação para recuperar emelhorar o solo, ao mesmo tempo em que produz os alimentos e outros produtos agrícolas que a agriculturafamiliar precisa para viver bem. A Agroecologia surge no cenário brasileiro como uma opção de desenvolvimento sustentável.Segundo Altieri (2001), “a Agroecologia utiliza os agroecossistemas como unidade de estudo, ultrapassandoa visão unidimensional – genética, agronomia, edafologia – incluindo dimensões ecológicas, sociais eculturais”. Dentro da visão de agricultura, que busca maior harmonia com o meio ambiente, algumasuniversidades, empresas de pesquisa, várias organizações não governamentais, principalmente às de atuaçãono Terceiro Mundo optaram pelo caminho da agroecologia, fundamentadas principalmente na observaçãodos sistemas agrícolas tradicionais (Franca, 2004). O presente artigo teve por objetivo avaliar o processo exitoso de transição da agriculturaconvencional para a agroecológica do senhor José Artur no município de Nova Olinda, Estado do Ceará. Material e Métodos A metodologia do presente artigo foi desenvolvida mediante visitação in loco ao Sr. José Artur,produtor agroecológico, residente no município de Nova Olinda, localizada na mesorregião Sul Cearense e_____________________________________________________________________________________________________________________________ __ Página - 1 - de 3
  2. 2. na microrregião do Cariri. O município pertence à zona de transição da Chapada do Araripe para o sertãocentral do Estado do Ceará. As temperaturas médias variam entre 24°C e 32°C. As precipitações médiasanuais são de 683 mm, abaixo da média do estado (775 mm). Durante a visita foi aplicado um questionário com questões subjetivas, buscando informações arespeito da transição da agricultura convencional para a agroecológica. Além do questionário realizou-seuma visita na propriedade, observando às mudanças ocorridas, o que é produzido, a melhoria da qualidadedo solo, entre outros fatores. Resultados e Discussão Segundo relato do agricultor, no passado os métodos utilizados na agricultura convencional sebaseavam no uso do fogo, de veneno, terras improdutivas, compra de muitos alimentos, plantio somente debatata doce, exaustão do solo, cujos teores de matéria orgânica eram praticamente inexistentes, sem se falarque a água evaporava mais rápido. A mudança para o sistema agroecológico se deu quando o agricultor aderiu ao PRONAF Florestal(PRONAF – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar –FLORESTA), tendo sido oprimeiro desta linha no Estado do Ceará, há 17 anos. O projeto teve início com 18 famílias, no ano de 1995,porém as outras famílias desistiram do projeto, pois não acreditavam que daria certo produzir sem queimar,sem usar agrotóxico etc. Para aqueles que não acreditaram, faltou alguém dizer que: Na agricultura agroecológica, arentabilidade econômica está diretamente ligada a baixos custos de produção, face ao emprego de poucosinsumos externos. A utilização da energia da natureza para realizar a produção de biomassa através dafotossíntese e o emprego da mão-de-obra familiar se constituem no principal “insumo” utilizado. Para o início do processo de transição da agricultura convencional para a agricultura agroecológica, oagricultor teve apoio da ACB – Associação Cristã de Base e de uma ONG Alemã. A primeira ainda hojepresta serviços de assistência técnica ao agricultor. O agricultor afirmou que no início dos trabalhos acreditava que o processo de transição seria difícil equestionava a sua viabilidade do ponto de vista socioeconômico. Não era sem razão o temor e porque nãodizer a dúvida dele sobre o êxito do processo de mudança. O início do processo de transição foi caracterizado pelo que se chama de sensibilização dosagricultores, preparando-os para a mudança, pois envolvia todo um processo filosófico para o entendimentodo que era agroecologia. O agricultor mencionou que participou de cursos, oficinas, visitas, intercâmbios eeventos. Segundo observações, uma das maiores dificuldades era concernente ao fato de que os outrosagricultores não colocavam muita certeza de que a agricultura agroecológica atendesse pelo menos aprodução mínima para consumo. O que talvez não foi trabalhado no processo de sensibilização é que aagroecologia, é a ciência que trabalha a articulação de diferentes conhecimentos científicos e saberespopulares com o objetivo de alcançar mais sustentabilidade na agricultura. As observações feitas no parágrafo acima pelo agricultor mostram claramente que a agroecologiaexige uma maneira diferente de se ver o mundo, razão pela qual exige um enfoque holístico (capacidade dever o todo) e mais ainda, uma abordagem sistêmica (relações entre as partes) com o objetivo de se criar umambiente mais sustentável e, por isso mesmo, necessariamente mais complexo. As primeiras mudanças do ponto de vista ambiental sentidas pelo agricultor no processo de transiçãopara a agroecologia dizem respeito à matéria orgânica no solo, a qual ficou mais evidente, a possibilidade dese preservar as espécies florestais, tão importantes para o agroecossistema, além do solo que ficou úmido pormais tempo, fornecendo assim condições para um melhor cultivo principalmente porque os solosimprodutivos voltaram aos poucos a produzir novamente. Quanto aos aspectos de qualidade de vida e do meio ambiente, o que se observou é que a alimentaçãoda família melhorou, gerando inclusive uma renda extra pela venda do excedente de produção e o fato de seaprender a conviver com a natureza e com o semiárido, cuidando e protegendo a terra para que no futuro nãodeixe de produzir. Observa-se nessas colocações do agricultor que o conceito de transição agroecológica,ocorre através do tempo, com o manejo do agroecossistema, com o objetivo de se buscar o equilíbriobiológico e com isso ficar mais parecido com os sistemas naturais onde estão inseridos. É importante ressaltar que essa mudança gradual diz respeito a um processo de evolução contínua ecrescente no tempo, não se tratando, pois de um sistema fechado, porém sem ter um momento finaldeterminado. Sendo um processo social, e dependente da intervenção humana, a transição agroecológicaimplica não somente na busca de um equilíbrio biológico, mas também numa mudança nas atitudes e valoresdos agricultores. Quanto à produção agroecológica na propriedade do Sr. José Artur, verifica-se uma diversidade, comprodução de diversas fruteiras, como a manga, banana, mamão, siriguela, pinha, laranja, acerola e tangerina._____________________________________________________________________________________________________________________________ __ Página - 2 - de 3
  3. 3. No inverno planta o guandu, feijão, milho, além da batata doce e da mandioca. Tem ainda na sua área palmaforrageira, leucena, araticum, sabiá. Cria suínos, ovinos, caprinos, galinha e peixe em anos de inverno bom.Tem também horta caseira. É importante mencionar que hoje já existe um excedente de produção quepermite ao agricultor vender diretamente para os consumidores. Meirelles (2004) expõe argumentos que enfatizam esse tipo de produção pautando princípios quepermitem o escoamento de uma produção diversificada, baseada em recursos genéticos nativos, uma melhorremuneração para o agricultor, preços mais acessíveis ao consumidor e baixos custos operacionais. Logo,percebe-se que mercados como estes, propiciam que essa nova parcela da renda gerada na agricultura pelopróprio produtor, aumente sua capacidade de consumo e possa contribuir com a soberania alimentar. Os efeitos benéficos atribuídos a um agroecossistema equilibrado são vários: melhoria da cobertura efertilidade do solo, aumento da diversidade de espécies e consequente crescimento da resiliência doecossistema, diversificação da produção, refletindo no ganho temporal espacial e econômico, melhoria dascondições de armazenamento de nutrientes e água no solo, garantia de uma produção sustentável e mercadoem ampla expansão para produtos agroecológicos (Franca, 2004). Conclusões A transição da agricultura convencional para a agroecológica é exitosa quando o produtor recebetodo o suporte técnico necessário para as mudanças, e principalmente, quando ele enxerga os benefícios dosistema agroecológico, não apenas o financeiro, mas o social e o ambiental. Verifica-se que nesse processofoi importante o processo decisório do agricultor na adoção do sistema agroecológico, caracterizando-seassim o processo de transferência de tecnologia social. Agradecimentos Agradecimento ao CNPq/PIBIC e ao Programa de Educação Tutorial – PET (órgãos concedentesdas bolsas). Literatura citadaALTIERI, Miguel. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. Tradução de MaríliaMarques Lopes. 3. ed. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2001. 110p. (Síntese Universitária).Disponível em< http://www.agroeco.org/socla/archivospdf/Agroecologia_-short-port.pdf> Acesso em: 25 deset. de 2012.COLTRO, A. O comportamento do consumidor consciente como fonte de estímulos de mercado asações institucionais sócio-ambientais. Disponível em: <http://www.unifae.br/publicacoes/pdf/sustentabilidade/alexcoltro_editorado.pdf>. Acesso em: 24 de set. de 2012.FRANCA, M. J. P. da. Análise da sustentabilidade do sistema agroflorestal com agricultores familiaresde Nova Olinda e Santana do Cariri–CE. Disponívelem<http://www.prodema.ufc.br/dissertacoes/107.pdf> Acesso em: 25 de set. de 2012.HABERMEIER, Kurt.; SILVA, Avanildo Duque. da. Agrofloresta: um novo jeito de fazer agricultura.Recife: Centro Sabiá, 1998. 40p.MEIRELLES, L. Soberania alimentar, agroecologia e mercados locais. Revista Agriculturas:experiências em agroecologia: AS-PTA – Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa, v. 1,n. 0, p. 11-14, set. 2004.SOUSA, Henrique. Experiências com sistemas agroflorestais no Semi-árido. 2005. Disponívelem<http://www.ipeterras.org/stuff/textos/agrofloresta_semi_arido_henrique_souza.pdf> Acesso em: 25 deset. de 2012._____________________________________________________________________________________________________________________________ __ Página - 3 - de 3

×