HEMOGLOBINOPATIAS
Anemias pordeficiência
das globinas
 Estrutura Molecular:
Parte Não Proteica (Heme)
Parte Proteica (Globina)
HEMOGLOBINAS
HEME
• Composição
Um átomo de Ferro (bivalente)
Quatro grupos pirrólicos (protoporfirina)
GLOBINA
• Composição:
Quatro moléculas de globinas e dois pares diferentes de cadeias
polipeptídicas.
β2 β2
β α2 α2
GLOBINA
 Tipos diferentes de cadeias globinicas que formam
hemoglobinas normais no homem
Cadeia Epsilon (ε) - Período emb...
GLOBINA
 Controle e Local de Síntese
Gens específicos controladores de montagem,
denominados gens α, β, γ, δ, ζ e ε.
Gens...
HEMOGLOBINAS HUMANAS DE ACORDO
COM O DESENVOLVIMENTO
α
β
γ
PERÍODO EMBRIONÁRIO
ξ2ε2 (Hb Gower 1)
α2ε2 (Hb Portland)
ξ2γ2 (...
Hemoglobinas Humanas
 Hemoglobinas normais no adulto
Hb A (96,3 a 98%)
Hb A2 (2,0 a 3,7%)
Hb Fetal (0 a 2,0%)
ALTERAÇÕES DAS HEMOGLOBINAS
• Hemoglobinopatias (resultam de mutações dos
genes que regulam a síntese dos aminoácidos da c...
Hemoglobinas Variantes
Variantes Estruturais
 Alteram o polipeptídeo da hemoglobina (estrutura), sem
alterar sua síntese.
Hemoglobina S
Hemoglobina S
 Palavras chaves das doenças causadas pela hemoglobina S:
Células Falciformes (Drepanócitos)
Traço Falcêmic...
ANEMIA FALCIFORME
 Como se transmite a anemia falciforme
A A A A
A A
Normal
A S A A
A S
Heterozigoto
AS
A S A S
S S
Homoz...
Condição Clínica Hemoglobina Composição da Genótipo
Hemoglobina
Normal HbA α2
A
β2
A
αα/αα
ββ
Traço Falcêmico HbA, HbS α2
...
O Fenótipo Falcêmico
 O fenótipo falcêmico se destaca principalmente por anemia
hemolítica crônica, crises de dores, icte...
O Genótipo Falcêmico
 Hb AS (α2β2/ α2β2
S
) ou traço falciforme.
 Hb SS (α2β2
S
/α2β2
S
) ou anemia falciforme.
 Hb SC ...
Hemoglobina S
 Alteração Celular
M.E. de Célula Falciforme
Fisiopatologia da Anemia Falciforme
Fisiopatologia da Anemia Falciforme
 Alterações fisiopatológicas que alteram a molécula em seu estado
desoxigenado:
Polím...
Fisiopatologia da Anemia Falciforme
Eritrócitos com Hb S na forma
oxigenada (oxi-Hb S). As
células apresentam lesões de
me...
Polimerização da Hb S
 O tempo necessário para formação do polímero é maior que o tempo
gasto pelo eritrócito falciforme ...
Degradação oxidativa da Hb S com
precipitação de corpos de Heinz
 O processo de desoxigenação da Hb S favorece a
metahemo...
Degradação oxidativa da Hb S com
precipitação de corpos de Heinz
As projeções arredondadas que
indicam as regiões do eritr...
Fisiopatologia da Anemia Falciforme
As lesões de membrana no
eritrócito falcizado ocorrem
após uma série de eventos
provoc...
Fenômenos Vaso-Oclusivos
 Várias situações contribuem para o
desencadeamento da oclusão vascular, entre
elas, numerosos f...
Fenômenos Vaso-Oclusivos
Células falcizadas
Estase venosa
Aderência ao endotélio
Aumento da viscosidade
Vaso oclusão
Infar...
Hemoglobina S e Síndromes
Falcêmicas
 Características Clínicas:
Traço Falcêmico
Anemia Falciforme
• Além da anemia crônic...
Características Clínicas da Anemia Falciforme
• Icterícia
• Febre e infecções
• Acidente vascular cerebral
• Crises Infecc...
Características Clínicas da Anemia Falciforme
 Crises Álgicas: Dores ósseas e abdominais:
Dactilite (síndrome mão-pé)
Cri...
Características Clínicas da Anemia Falciforme
 Síndrome Mão Pé
Características Clínicas da Anemia Falciforme
 Problemas genito-urinários
Priapismo
Enurese: ↑ do volume urinário
< capac...
Diagnóstico Laboratorial do Traço Falciforme
 Traço Falciforme
Morfologia Eritrocitária: Normocitose e Normocrômia
Diagnó...
Teste de Falcização de Hemácias
Teste da mancha (falcização)
Teste da solubilidade para pesquisa de Hb S
Teste n°1157 positivo
e os outros negativos
para ...
Diagnóstico Laboratorial do Traço Falciforme
Eletroforese Alcalina Eletroforese Ácida
AS ADNormal
A
S, D
A2
Normal AS AD
Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme
 Anemia Falciforme
Hemoglobina: 5 a 9 g/
VCM e HCM normais
RDW: Elevado
Mor...
Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme
Presença de drepanócitos
Policromatofilia
Drepanócitos
Eritroblastos
Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme
AS AA SS
Eletroforese Alcalina Eletroforese Ácida
AS AA SS
Fetal
Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme
 Testes de avaliação qualitativa:
Solubilidade e Falcização
 Dosagem de Hb...
Diagnóstico Laboratorial S/Beta Talassemia
 S/Beta Talassemia
Morfologia eritrocitária: Anisocitose, microcitose, poiquil...
Diagnóstico Laboratorial S/Alfa Talassemia
 S/Alfa Talassemia:
Série Vermelha: Anisocitose, microcitose, células falcizad...
Diagnóstico Laboratorial Hb SC
 Hemoglobina SC
Morfologia eritrocitária: Aniso-poiquilocitose. Hipocromia, células em alv...
Diagnóstico Laboratorial da Hb SD
 Hemoglobina SD
Série Vermelha: Células falcizadas e em alvo, policromasia
Diagnóstico Laboratorial S/PHHF
 S/Persistência hereditária de hemoglonina Fetal
Morfologia eritrocitária: Discreta aniso...
Hemoglobina C
Hemoglobina C
• Alteração Molecular
• Substituição na sexta posição da cadeia β do ácido
glutâmico por lisina (Glu6lis).
•...
Hemoglobina C
 HETEROZIGOSE AC
Série Vermelha: Células em alvo.
Homozigose CC
 HOMOZIGOSE CC
Características Clínicas
• Anemia Hemolítica
• Esplenomegalia
• Cansaço e fraqueza
• Icteríc...
Diagnóstico Laboratorial da Homozigose CC
 Hemácias: Células em alvo
 Hemoglobina : 9 - 12 g/dl
 Hematócrito : 25 - 35%...
Células em alvo
Cristais de Hb C
Hemoglobina D
Hemoglobina D
 Heterozigose AD
Morfologia Eritrocitária: Normocitose e normocromia
 Homozigose DD
Discreto grau de anemi...
Talassemias
 Um desequilíbrio de síntese de cadeias de globina.
Talassemias Alfa
Talassemias Beta
Genes Tipo α
ε Gγ Aγ ψβ...
Hemoglobinas Humanas
Feto Adulto
Talassemia Alfa
Talassemia Alfa
INTRODUÇÃO
Base molecular das talassemias tipo alfa
↓ na síntese de cadeias do tipo alfa
Talassemia Alfa
FISIOPATOLOGIA
Conseqüências da redução de síntese de cadeias alfa:
Hb H (β4) ↑ da afinidade ao O2→ anoxia...
PRECIPITAÇÃO DE CADEIAS ALFA
↓ ↓
MEDULA ÓSSEA ` SANGUE PERIFÉRICO
↓ ↓ ↓
Peroxidação dos lipídeos Bloqueio da síntese de DN...
Hb Fetal (α2γ2) → 0 - 1%
Hb A2 (α2δ2) → 2,7 a 3,5%
Hb A (α2β2) → 96 a 98%βα
α
α
δ
γ
Conseqüências da redução
da síntese de...
α (↓↓) β
α δ
γα Doença de Hb H
Hb H (10 a 20%)
Precipitados de Hb H nos eritrócitos
Anemia microcítica e hipocrômica (+, +...
Características Clínicas da Talassemia Alfa
Condições Clínicas dos Genótipos de Alfa Talassemia
Número de
Condição Clínica...
Características Clínicas da Talassemia Alfa
(- - / - - ) Hidropsia Fetal
Diagnóstico Laboratorial das Talassemias Alfa
 Série Vermelha
Microcitose e hipocromia
Diagnóstico Laboratorial das Talassemias Alfa
Corpos de Heinz ou Precipitados Intra Eritrocitários de
Hb H (P.I.E.Hb. H.):...
Tipo de
Talassemia
Deleção do
gene
Alteracões
Hematológicas
Alterações
Laboratoriais
Portador
Silencioso
(-α/ αα) Discreta...
Talassemias Beta
Talassemia Beta
 INTRODUÇÃO
 Falha na síntese de cadeias do tipo β, resultando um
excesso de cadeias do tipo α.
 Base m...
Talassemia Beta
 Classificação:
Talassemia Beta Menor ou Heterozigota
Herança de um único componente alterado:
β+
ou β0
T...
Talassemia Beta
βα
α
α
δ
γ
Hb Fetal (α2γ2) → 0 - 1%
Hb A2 (α2δ2) → 2,7 a 3,5%
Hb A (α2β2) → 96 a 98%
Conseqüências da redu...
Talassemia Beta
α
α
α
β (↓ ↓ ↓ )
δ
γ (↑ )
α
α
δ
γ (↑ )
BETA TALASSEMIA HETEROZIGOTA-MAIOR
Hb A ↓
Hb Fetal (↑↑)
Anemia micr...
Talassemia Beta
♦ FISIOPATOLOGIA
Excesso de → Precipitação nos eritroblastos → eritropoiese
ineficaz
cadeias alfa → Bloque...
Diagnóstico Laboratorial das Talassemias Beta
Beta Talassemia Heterozigota
 Eritrograma:
Anemia microcítica e hipocrômica.
Morfologia Eritrocitária: micrócitos, dacrió...
Beta Talassemia Heterozigota
 Eletroforese de Hemoglobinas
Hb A2: 4 – 7%
Hb Fetal: Normal ou ligeiramente aumentada
 Res...
Beta Talassemia Homozigota
 Eritrograma:
Anemia hemolítica microcítica e hipocrômica (Hb<7g/dl)
Morfologia eritrocitária:...
Beta Talassemia Homozigota
Beta Talassemia Homozigota
ELETROFORESE DE HEMOGLOBINAS
Hemoglobina Fetal: 20-90%
BETA TALASSEMIA HOMOZIGOTA β+ /
βº OU β+...
Beta Talassemia Homozigota
• Ferro sérico: Elevado
• Ferritina: Elevada
• LDH Sérico: Elevado
• Bilirrubina Indireta: Elev...
Diagnóstico Pré Natal das
Hemoglobinopatias
Diagnóstico Neonatal das
Hemoglobinopatias
Anemiasporalteracoesdasglobinas2015 20150414135434
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Anemiasporalteracoesdasglobinas2015 20150414135434

1.225 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.225
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anemiasporalteracoesdasglobinas2015 20150414135434

  1. 1. HEMOGLOBINOPATIAS Anemias pordeficiência das globinas
  2. 2.  Estrutura Molecular: Parte Não Proteica (Heme) Parte Proteica (Globina) HEMOGLOBINAS
  3. 3. HEME • Composição Um átomo de Ferro (bivalente) Quatro grupos pirrólicos (protoporfirina)
  4. 4. GLOBINA • Composição: Quatro moléculas de globinas e dois pares diferentes de cadeias polipeptídicas. β2 β2 β α2 α2
  5. 5. GLOBINA  Tipos diferentes de cadeias globinicas que formam hemoglobinas normais no homem Cadeia Epsilon (ε) - Período embrionário Cadeia Zeta (ζ) - Período embrionário Cadeia Alfa (α) - Período embrionário, Fetal, adulto Cadeia Gama (γ)- Período embrionário, Fetal, adulto Cadeia Beta (β) - Pós nascimento e adulto Cadeia delta (δ) - Pós nascimento e adulto
  6. 6. GLOBINA  Controle e Local de Síntese Gens específicos controladores de montagem, denominados gens α, β, γ, δ, ζ e ε. Gens ζ e α estão no cromossoma 16. Gens γ, β e δ estão no cromossoma 11.  Síntese: Ribossomas dos eritroblastos (65%) e reticulócitos (35%)
  7. 7. HEMOGLOBINAS HUMANAS DE ACORDO COM O DESENVOLVIMENTO α β γ PERÍODO EMBRIONÁRIO ξ2ε2 (Hb Gower 1) α2ε2 (Hb Portland) ξ2γ2 (Hb Gower 2) PERÍODO FETAL α2γ2 (Hb Fetal) α2β2 (Hb A1) PERÍODO PÓS NASCIMENTO α2γ2 (Hb Fetal) α2β2 (Hb A1) α2δ2 (Hb A2) ξ γ ε α α β δ γ
  8. 8. Hemoglobinas Humanas  Hemoglobinas normais no adulto Hb A (96,3 a 98%) Hb A2 (2,0 a 3,7%) Hb Fetal (0 a 2,0%)
  9. 9. ALTERAÇÕES DAS HEMOGLOBINAS • Hemoglobinopatias (resultam de mutações dos genes que regulam a síntese dos aminoácidos da cadeia polipeptídica da globina, alterando sua estrutura) • Hemoglobinas Variantes: S, C e D • Talassemias (resultam da redução da taxa de síntese de uma ou de várias cadeias de globina) • Talassemias: Alfa e Beta
  10. 10. Hemoglobinas Variantes
  11. 11. Variantes Estruturais  Alteram o polipeptídeo da hemoglobina (estrutura), sem alterar sua síntese.
  12. 12. Hemoglobina S
  13. 13. Hemoglobina S  Palavras chaves das doenças causadas pela hemoglobina S: Células Falciformes (Drepanócitos) Traço Falcêmico (Heterozigoto AS) Anemia Falciforme (Homozigoto SS) Doença Falciforme ou Síndrome Falcêmica • Hb SS • Hb SC ou doença da Hb SC • Hb SD ou doença da Hb SD • S/Persistência hereditária de hemoglobina fetal • S/Alfa talassemia • S/Beta talassemia (Hb S/ Talassemia β0 ou Hb S/Talassemia β+) ou microdrepanocitose.
  14. 14. ANEMIA FALCIFORME  Como se transmite a anemia falciforme A A A A A A Normal A S A A A S Heterozigoto AS A S A S S S Homozigoto SS A S A S S SA SA SA A 25%25% 50% A S A A A AA A A S A S 50% 50% A S A A A SA A A A A S 50%50%
  15. 15. Condição Clínica Hemoglobina Composição da Genótipo Hemoglobina Normal HbA α2 A β2 A αα/αα ββ Traço Falcêmico HbA, HbS α2 A β2 A α2 A β2 S αα/αα ββS Anemia Falciforme HbS α2 A β2 S αα/αα βS βS Hemoglobina S
  16. 16. O Fenótipo Falcêmico  O fenótipo falcêmico se destaca principalmente por anemia hemolítica crônica, crises de dores, icterícia, infecções constantes, e graus diversificados de morbidade e mortalidade.  Desde o início da descoberta científica da anemia falciforme tem sido observado ampla diversidade clínica entre os doentes, fato que atrai o interesse de pesquisadores na busca de explicações para os diversos fenômenos decorrentes da falcização.
  17. 17. O Genótipo Falcêmico  Hb AS (α2β2/ α2β2 S ) ou traço falciforme.  Hb SS (α2β2 S /α2β2 S ) ou anemia falciforme.  Hb SC (α2β2 S / α2β2 C ) ou doença da Hb SC.  Hb SD (α2β2 S / α2β2 D ) ou doença da Hb SD.  Hb S/ Persistência hereditária de Hb fetal (α2β2 s /α2γ2).  Hb S/Alfa talassemia (α2β2 S / β4 S ).  Hb S/Beta0 talassemia (α2β2 s /α2γ2)  Hb S/Beta+ talassemia (α2β2 s / α2β2/ α2γ2)
  18. 18. Hemoglobina S  Alteração Celular M.E. de Célula Falciforme
  19. 19. Fisiopatologia da Anemia Falciforme
  20. 20. Fisiopatologia da Anemia Falciforme  Alterações fisiopatológicas que alteram a molécula em seu estado desoxigenado: Polímeros de Hb S Degradação oxidativa da Hb S com precipitação de corpos de Heinz Geração de radicais livres oxidantes.  Todas essas três formas de agressões intra-eritrocitárias atuam contra a estrutura e o desempenho fisiológico da membrana do eritrócito falcêmico, provocando lesões e perda da sua maleabilidade.
  21. 21. Fisiopatologia da Anemia Falciforme Eritrócitos com Hb S na forma oxigenada (oxi-Hb S). As células apresentam lesões de membrana causadas durante as contínuas degradações da deoxi-Hb S, meta-Hb S e geração de radicais oxidantes. Essas lesões prejudicam a deformabilidade natural dos eritrócitos, favorecendo a formação dos eritrócitos falciformes irreversíveis.
  22. 22. Polimerização da Hb S  O tempo necessário para formação do polímero é maior que o tempo gasto pelo eritrócito falciforme na passagem pela microcirculação. Devido a esta relação de tempo, os polímeros são formados em apenas 20% das células SS, durante o fluxo entre arteríolas e capilares. Formação de fibras em célula falcizada
  23. 23. Degradação oxidativa da Hb S com precipitação de corpos de Heinz  O processo de desoxigenação da Hb S favorece a metahemoglobinização da Hb S, aumentando sua concentração e superando a ação da enzima meta Hb-redutase, fato que causa a formação de hemicromos e precipitação de globina S sob forma de corpos de Heinz promovendo o desalinhamento da proteína banda-3 da membrana do eritrócito.
  24. 24. Degradação oxidativa da Hb S com precipitação de corpos de Heinz As projeções arredondadas que indicam as regiões do eritrócito falcêmico em que estão acomodados os corpos de Heinz. Lesões da membrana do eritrócito causada pela fagocitose do corpo de Heinz por macrófago do sistema retículo endotelial (SRE).
  25. 25. Fisiopatologia da Anemia Falciforme As lesões de membrana no eritrócito falcizado ocorrem após uma série de eventos provocados pela polimerização da deoxi-Hb S.
  26. 26. Fenômenos Vaso-Oclusivos  Várias situações contribuem para o desencadeamento da oclusão vascular, entre elas, numerosos fatores adicionais como a adesão das hemácias ao endotélio vascular e a interação entre leucócitos , plaquetas e hemácias. Em particular podemos destacar à alta viscosidade do sangue principalmente pela elevação dos níveis de fibrinogênio.
  27. 27. Fenômenos Vaso-Oclusivos Células falcizadas Estase venosa Aderência ao endotélio Aumento da viscosidade Vaso oclusão Infarto tecidual Crises de dor Lesões crônicas dos órgãos
  28. 28. Hemoglobina S e Síndromes Falcêmicas  Características Clínicas: Traço Falcêmico Anemia Falciforme • Além da anemia crônica, as doenças falciformes caracterizam-se por complicações que podem afetar quase todos os órgãos e sistemas.
  29. 29. Características Clínicas da Anemia Falciforme • Icterícia • Febre e infecções • Acidente vascular cerebral • Crises Infecciosas: Perda da função esplênica • Síndrome Torácica Aguda • Olhos: Oclusão dos vasos da retina • Úlceras na perna • Necrose avascular da cabeça do fêmur
  30. 30. Características Clínicas da Anemia Falciforme  Crises Álgicas: Dores ósseas e abdominais: Dactilite (síndrome mão-pé) Crise dolorosa: áreas justa articulares ossos longos, esterno, espinha e pelve. Crise de dor abdominal: • Infartos das veias mesentérica e abdominal • Necrose avascular da espinha e costelas • Associada a cálculos biliares • Dor abdominal generalizada e distensão associada a vômitos (mau funcionamento localizado da alça intestinal)
  31. 31. Características Clínicas da Anemia Falciforme  Síndrome Mão Pé
  32. 32. Características Clínicas da Anemia Falciforme  Problemas genito-urinários Priapismo Enurese: ↑ do volume urinário < capacidade funcional da bexiga Acometimento renal Hematúria
  33. 33. Diagnóstico Laboratorial do Traço Falciforme  Traço Falciforme Morfologia Eritrocitária: Normocitose e Normocrômia Diagnóstico: • Teste de Falcização • Teste de Solubilidade
  34. 34. Teste de Falcização de Hemácias
  35. 35. Teste da mancha (falcização) Teste da solubilidade para pesquisa de Hb S Teste n°1157 positivo e os outros negativos para pesquisa de Hb S
  36. 36. Diagnóstico Laboratorial do Traço Falciforme Eletroforese Alcalina Eletroforese Ácida AS ADNormal A S, D A2 Normal AS AD
  37. 37. Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme  Anemia Falciforme Hemoglobina: 5 a 9 g/ VCM e HCM normais RDW: Elevado Morfologia eritrocitária: anisocitose, poiquilocitose e anisocromia. Poiquilocitose com presença de células falciformes (drepanócitos), esquisócitos, células em alvo, etc., É também muito freqüente a policromasia (devido à reticulocitose) e eritroblastos ortocromáticos.
  38. 38. Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme Presença de drepanócitos
  39. 39. Policromatofilia
  40. 40. Drepanócitos
  41. 41. Eritroblastos
  42. 42. Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme AS AA SS Eletroforese Alcalina Eletroforese Ácida AS AA SS Fetal
  43. 43. Diagnóstico Laboratorial da Anemia Falciforme  Testes de avaliação qualitativa: Solubilidade e Falcização  Dosagem de Hb Fetal  HPLC  Focalização isoelétrica  Estudo Familiar
  44. 44. Diagnóstico Laboratorial S/Beta Talassemia  S/Beta Talassemia Morfologia eritrocitária: Anisocitose, microcitose, poiquilocitose, células falcizadas, dacriócitos, células em alvo. Hipocromia e policromasia.
  45. 45. Diagnóstico Laboratorial S/Alfa Talassemia  S/Alfa Talassemia: Série Vermelha: Anisocitose, microcitose, células falcizadas. Hipocromia e policromasia.
  46. 46. Diagnóstico Laboratorial Hb SC  Hemoglobina SC Morfologia eritrocitária: Aniso-poiquilocitose. Hipocromia, células em alvo.
  47. 47. Diagnóstico Laboratorial da Hb SD  Hemoglobina SD Série Vermelha: Células falcizadas e em alvo, policromasia
  48. 48. Diagnóstico Laboratorial S/PHHF  S/Persistência hereditária de hemoglonina Fetal Morfologia eritrocitária: Discreta anisocitose, ou normocitose e normocromia. Coloração Intra-eritrocitária de Hb Fetal
  49. 49. Hemoglobina C
  50. 50. Hemoglobina C • Alteração Molecular • Substituição na sexta posição da cadeia β do ácido glutâmico por lisina (Glu6lis). • A Hb C é menos solúvel que a A, e tende a se cristalizar nas hemácias ⇒ distúrbios hemolíticos. Cristais de hemoglobina C
  51. 51. Hemoglobina C  HETEROZIGOSE AC Série Vermelha: Células em alvo.
  52. 52. Homozigose CC  HOMOZIGOSE CC Características Clínicas • Anemia Hemolítica • Esplenomegalia • Cansaço e fraqueza • Icterícia • Desconforto abdominal
  53. 53. Diagnóstico Laboratorial da Homozigose CC  Hemácias: Células em alvo  Hemoglobina : 9 - 12 g/dl  Hematócrito : 25 - 35%  Reticulócitos: 5 a 8%  Eletroforese de Hemoglobinas
  54. 54. Células em alvo
  55. 55. Cristais de Hb C
  56. 56. Hemoglobina D
  57. 57. Hemoglobina D  Heterozigose AD Morfologia Eritrocitária: Normocitose e normocromia  Homozigose DD Discreto grau de anemia, virtualmente assintomáticos
  58. 58. Talassemias  Um desequilíbrio de síntese de cadeias de globina. Talassemias Alfa Talassemias Beta Genes Tipo α ε Gγ Aγ ψβ δ β Cromossomo 16 Genes Tipo β Cromossomo 11 ζ ψζ ψα2 ψα1 α2 α1 ψθ
  59. 59. Hemoglobinas Humanas Feto Adulto
  60. 60. Talassemia Alfa
  61. 61. Talassemia Alfa INTRODUÇÃO Base molecular das talassemias tipo alfa ↓ na síntese de cadeias do tipo alfa
  62. 62. Talassemia Alfa FISIOPATOLOGIA Conseqüências da redução de síntese de cadeias alfa: Hb H (β4) ↑ da afinidade ao O2→ anoxia e Precipitação da Hb H ou Hb Bart’s → Eritropoiese ↓ Ineficaz Hb Bart’s (γ4) Baço → Hemólise Anemia
  63. 63. PRECIPITAÇÃO DE CADEIAS ALFA ↓ ↓ MEDULA ÓSSEA ` SANGUE PERIFÉRICO ↓ ↓ ↓ Peroxidação dos lipídeos Bloqueio da síntese de DNA Rigidez e lesões na membrana na membrana eritrocitária ↓ ↓ ↓ Interrupção na síntese de globinas Seqüestro esplênico Geração de radicais livres ↓ ↓ Anemia hemolítica Lesão de membrana* ↓ ↓ ↑ Bilirrubina Indireta Perda de potássio e ATP ↓ ↓ ESPLENOMEGALIA Rigidez da membrana ↓ Leucopenia→ Infecções Eritropoiese ineficaz → ↑ Absorção de ferro ↓ ↓ ↓ Plaquetopenia → Epistaxes ANEMIA ↑ Ferritina ↓ Transfusões
  64. 64. Hb Fetal (α2γ2) → 0 - 1% Hb A2 (α2δ2) → 2,7 a 3,5% Hb A (α2β2) → 96 a 98%βα α α δ γ Conseqüências da redução da síntese de cadeias alfa α βα (↓) α δ γ ALFA TALASSEMIA Traços de Hb H Precipitados de Hb H nos eritrócitos Discreta microcitose Anemia (+/-) Talassemias Alfa
  65. 65. α (↓↓) β α δ γα Doença de Hb H Hb H (10 a 20%) Precipitados de Hb H nos eritrócitos Anemia microcítica e hipocrômica (+, ++) Esplenomegalia γ β Síndrome Hidrópica (hidropsia fetal) Hb Bart, s 80-100% Hb H (10 %) Precipitados de Hb H nos eritrócitos Anemia eritroblástica (++++) Talassemias Alfa
  66. 66. Características Clínicas da Talassemia Alfa Condições Clínicas dos Genótipos de Alfa Talassemia Número de Condição Clínica Genes Funcionais Genótipo Produção de Cadeia α Normal 4 αα/αα 100% Portador silencioso 3 αα/α - 75% Traço de α talassemia 2 α - /α - 50% (anemia discreta) Doença da Hb H 1 α - /- - 25% Hidropsia Fetal ou 0 - - /- - 0% α talassemia homozigota (Hb Bart, s: γ 4)
  67. 67. Características Clínicas da Talassemia Alfa (- - / - - ) Hidropsia Fetal
  68. 68. Diagnóstico Laboratorial das Talassemias Alfa  Série Vermelha Microcitose e hipocromia
  69. 69. Diagnóstico Laboratorial das Talassemias Alfa Corpos de Heinz ou Precipitados Intra Eritrocitários de Hb H (P.I.E.Hb. H.): Presentes Corpos de Heinz P.I.E. Hb. H.
  70. 70. Tipo de Talassemia Deleção do gene Alteracões Hematológicas Alterações Laboratoriais Portador Silencioso (-α/ αα) Discreta microcitose ou normocitose Traços de Hb H na Eletroforese P.I .E. de Hb H Traço Alfa Talassêmico (-,-/ αα) ou (-α,-α) Microcitose Hipocromia Anemia Hb H:~ 2% P.I .E. de HB H Doença de Hb H (-,-/ -α) Microcitose Hipocromia Anemia Hb H: 10-20% P.I .E. de Hb H Hidropsia Fetal (--/ --) Anisocitose Poiquilocitose Eritroblastose Anemia Hb Bart’s: 80-90% Hb H: 10-20%
  71. 71. Talassemias Beta
  72. 72. Talassemia Beta  INTRODUÇÃO  Falha na síntese de cadeias do tipo β, resultando um excesso de cadeias do tipo α.  Base molecular das talassemias tipo beta  ↓ na síntese de cadeias do tipo beta  β º quando não há síntese de globinas  β + quando há alguma taxa de síntese
  73. 73. Talassemia Beta  Classificação: Talassemia Beta Menor ou Heterozigota Herança de um único componente alterado: β+ ou β0 Talassemia Beta Maior β+ / βº β+ / β+ βº/ βº
  74. 74. Talassemia Beta βα α α δ γ Hb Fetal (α2γ2) → 0 - 1% Hb A2 (α2δ2) → 2,7 a 3,5% Hb A (α2β2) → 96 a 98% Conseqüências da redução da síntese de cadeias beta β (↓ )α α α δ γ BETA TALASSEMIA HETEROZIGOTA-MENOR Hb A2 ↑ Anemia microcítica hipocrômica (+) Cadeias Alfa Livres
  75. 75. Talassemia Beta α α α β (↓ ↓ ↓ ) δ γ (↑ ) α α δ γ (↑ ) BETA TALASSEMIA HETEROZIGOTA-MAIOR Hb A ↓ Hb Fetal (↑↑) Anemia microcítica hipocrômica (+++) Cadeias alfa livres em excesso Esplenomegalia BETA TALASSEMIA HOMOZIGOTICA-MAIOR Hb A Ausente Hb Fetal (↑↑) Anemia microcítica hipocrômica (++++) Cadeias alfa livres em excesso Esplenomegalia
  76. 76. Talassemia Beta ♦ FISIOPATOLOGIA Excesso de → Precipitação nos eritroblastos → eritropoiese ineficaz cadeias alfa → Bloqueio do DNA → diminui a síntese de Hb → Precipitação nos eritrócitos → Hiperesplenismo ↓ ↓ ANEMIA Leucopenia Plaquetopenia
  77. 77. Diagnóstico Laboratorial das Talassemias Beta
  78. 78. Beta Talassemia Heterozigota  Eritrograma: Anemia microcítica e hipocrômica. Morfologia Eritrocitária: micrócitos, dacriócitos, pontilhados basófilos, hipocromia.
  79. 79. Beta Talassemia Heterozigota  Eletroforese de Hemoglobinas Hb A2: 4 – 7% Hb Fetal: Normal ou ligeiramente aumentada  Resistência Osmótica em NaCl 0,36%: Positiva  Reticulócitos: Normais ou aumentados • Ferritina: normal ou discretamente elevada • Ferro sérico: normal
  80. 80. Beta Talassemia Homozigota  Eritrograma: Anemia hemolítica microcítica e hipocrômica (Hb<7g/dl) Morfologia eritrocitária: anisocitose, poiquilocitose ( células em alvo, formas bizarras, células fragmentadas, esferócitos) , siderócitos, pontilhado basófilo, anéis de Cabot, policromasia e eritroblastos.  Reticulócitos: Aumentados  Leucócitos: Freqüentemente aumentados com DE  Plaquetas: Normais
  81. 81. Beta Talassemia Homozigota
  82. 82. Beta Talassemia Homozigota ELETROFORESE DE HEMOGLOBINAS Hemoglobina Fetal: 20-90% BETA TALASSEMIA HOMOZIGOTA β+ / βº OU β+ / β+ Hb A↓ Hb Fetal ↑↑ Anemia Microcítica e Hipocrômica (+++) BETA TALASSEMIA HOMOZIGOTA βº/ βº Ausência de HbA Hb Fetal ↑↑ Anemia Microcítica e Hipocrômica (++++)
  83. 83. Beta Talassemia Homozigota • Ferro sérico: Elevado • Ferritina: Elevada • LDH Sérico: Elevado • Bilirrubina Indireta: Elevada • Urubilinogênio na Urina e Fecal: Elevado • Sobrevida dos eritrócitos: Diminuída • Resistência Osmótica em NaCl 0,36%: Positiva
  84. 84. Diagnóstico Pré Natal das Hemoglobinopatias
  85. 85. Diagnóstico Neonatal das Hemoglobinopatias

×