Centenário de Ponta Porã - MS

4.094 visualizações

Publicada em

Memórias de Ponta Porã - fotos antigas e recentes

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.094
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
120
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Centenário de Ponta Porã - MS

  1. 1. PROJETO-CENTENÁRIO DE PONTA PORÃ
  2. 2. CENTENÁRIO DE PONTA PORÕ Elaboração: Luciana Berenyi da Motta• Coordenação: Marta• Supervisão Ilza Lageano• Colaboradores:Professoras Lucimar, Kelen, Dionísia e Professor Wilson
  3. 3. Objetivos• Este projeto tem como objetivo contar a História de Ponta Porã e resgatar a cultura e as tradições que ao longo do tempo foram se perdendo e poucos conhecem.• Colaborar com a Olimpíada de Língua Portuguesa• Comemorar o centenário de Ponta Porã
  4. 4. BREVE HISTÓRICO• A origem de Ponta Porã começa com a formação de um povoado denominado inicialmente Punta Porá, que surgiu dentre os campos de Erva-mate. Antes da Guerra do Paraguai, Ponta Porá era apenas uma região deserta no interior do Paraguai habitada somente por algumas tribos de índios, como os Nhandevas e os Caiuás, descendentes do povo Guarani.
  5. 5. • A região era também local de parada de carreteiros que faziam o transporte de erva-mate. Em 1777 uma expedição militar chegou a esta região, tendo como objetivo, explorar o solo.• Em 1872, após o fim da Guerra do Paraguai, houve a fixação da região fronteiriça do Brasil com o Paraguai. Em 1880 chega na região o senhor Nazareth, um militar que vem com a missão de comandante e ergue seu acampamento junto a lagoa do Paraguai, onde hoje é a cidade de Pedro Juan Caballero. Em 1882 Tomás Laranjeiras já explora e industrializa a erva-mate em Ponta Porã e exporta para Argentina. Em 1892 chegou ali a Guarnição da Colônia Militar de Dourados para proteger a região.
  6. 6. • Nesse mesmo ano Ponta Porã começa a tomar seus primeiros impulsos de progresso econômico, com a chegada até ali de muitos migrantes gaúchos, que vieram com a finalidade de praticar a agropecuária eles queriam cultivar a terra e criar gados . Em 1897 é criado o primeiro destacamento Policial em Ponta Porã e nomeado como Comandante o Senhor Nazareth.
  7. 7. • Em 1900 Ponta Porã torna-se Distrito de Bela Vista. Em 18 de julho de 1912 foi criado o Município de Ponta Porã, deixando de ser distrito de Bela Vista. No ano seguinte foi instalado o município e toma posse seu primeiro Prefeito, Ponciano de Matos Pereira.• Em 1919 é criado em Ponta Porã o 11º RC (Regimento de Cavalaria) e instalado no ano seguinte, sendo seu primeiro Comandante o Capitão Hipólito Paes Campos. Em 1943, o Presidente Getúlio Vargas cria o Território Federal de Ponta Porã, tendo como capital a cidade de Ponta Porã e formado também por outros municípios vizinhos. Em 1946 o território é extinto. Em 1977 é criado o estado de Mato Grosso do Sul, a qual Ponta Porã faz parte atualmente.
  8. 8. • Recursos utilizados:• Fotos disponíveis na internet• Fotos antigas cedida de Ilza Lageano• Livro de Sellamari- Ponta Porã- Fronteira sem limite! Um Olhar de Gratidão.• LivroPontaPorã em Foco
  9. 9. 11 RC MEC- 1961- Competição esportiva no Quartel durante asemana da Pátria- foto de Ilza Lageano
  10. 10. 1962- Professores da Escola São José em um piqueniquefoto de Ilza Lageano
  11. 11. 1959-Marco Grande-saída para Antonio Joãofoto de Ilza Lageano
  12. 12. Rua Antonio João em frente ao Açougue Cruzeiro do Sr. Dodófoto de Ilza Lageano
  13. 13. 1961-Rua Tiradentes/construção do Ginásio São Joséfoto de Ilza Lageano
  14. 14. 1964- desfile 7 de setembro Escola São Joséfoto de IlzaLageano
  15. 15. 1960- Internacional Futebol Clube de Ponta Porã (Mário, Salvador e Nicolau) Nicolau Mário Salvadorfoto de Ilza Lageano
  16. 16. 1958- Desfile 7 de setembrofoto de Ilza Lageano
  17. 17. 1960- Desfile 7 de setembro Rua Marechal Floriano – escola |Mendes Gonçalvesfoto de Ilza Lageano
  18. 18. 1960 – Torneio do Internacional de Volei Esporte Clube X Ponta Porã Esporte Clube01-Helena, 02 Maria da Gloria,03 ?, 04 Ilza Lageano, 05 Marly, 06 ?, 07- Enedir Vieira, 08?, 09 ? 10 Geisa, 11 ?, 12 Ana Neide, 13 Ana Maria, 14 ? 01 02 03 04 05 06 07 09 08 12 13 14 10 11
  19. 19. 1960- Mario Galileu Elpidio Neifoto de Ilza Lageano
  20. 20. • FOTOS ANTIGAS DE PONTA PORÃ DISPONÍVEIS NA INTERNET-
  21. 21. Exploração da Erva Mate na Região Fronteiriça
  22. 22. Fotos antigas de Ponta Porã Av. Mal. Floriano – ano de 1962Acima, vista aérea dacidade de Ponta Porã,em 1968 (Foto deautoriadesconhecida)
  23. 23. Av. Internacional
  24. 24. PARQUE DE EXPOSIÇÃO
  25. 25. • Ponto de Táxi - 1962
  26. 26. Estação FerroviáriaACIMA: O trem misto que sairia de Ponta Porã para Campo Grande em 1965 fotografado em algum ponto do pátio da estação da cidade (Foto e informação: Gene Whitmer).
  27. 27. PREFEITURA DE PONTA PORÃ
  28. 28. IGREJA CATÓLICA PRAÇA LICIO BORRALHO
  29. 29. • Poemas trabalhados em sala com os alunos
  30. 30. Trilhas históricas A epopeia de um vencedor...Há muitos anos atrásDas nascentes do Rio ApaÀs barrancas do Rio Paraná,os homens fincaram os limitesentre Brasil e Paraguai.Foi então que Tomaz laranjeira,um gaúcho de grande visão comercial, conheceu os ervais da fronteira e por aqui, resolveu ficar...
  31. 31. [... ]Carreteiros vêm... Carreteiros vão... Carregando sonhos, embalando a vidano lombo dos animais...E a erva cheirosa,Enfaixada e amarrada,Vai lentamente deixando os camposPara ser sapecada nos barbaquás.Mexida, virada, tostada, mas não queimada.Esfarelada. No ponto!...Retirada, ensacada, empacotada e rotuladaCompahia Mate Laranjeira! (Cellamari).
  32. 32. A cultura que ficouHoje faz parte da culturaO teré, o chimarrão...A erva-mate ainda é fonte de rendaComo a soja, a pecuária, o milho e o algodão.É atividade econômica,Riqueza deste chão.A história guardou para sempreA coragem desses peões,Que por estradas tão difíceisTransportaram em suas carroçasO ouro verde da roça.E desde àquelas longínquas manhãsconstruíram através do tempo a história de Ponta Porã. (Cellamari)
  33. 33. Carretas da Saudade Trafegando pelas trilhas sinistras Na solidão dos ervais, Eis as carretas cantarolando tristes, aos solavancos nos passos lentos dos animais.[...] pelas trilhas dos sertões desertos e bravios levando no peito surrões de saudade e nas mãos a arte de conduzir carros de bois. [...] Atravessando pântanos e rios, ermos solitários gritando seus chavões: Ei boi, vai que a noite vem!... Homens e bois, bois e homens... Naquelas longínquas manhas, Heróis anônimos da selva bruta, Nos rastros de suas carretas Desenharam o mapa de Ponta Porã. (Sellamari )
  34. 34. MAPA DO MATO GROSSO DO SUL –MUNICÍPIO DE PONTA PORÃ EM AZUL
  35. 35. PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA PORÃ PODER EXECUTIVO
  36. 36. CÂMARA MUNICIPAL DE PONTA PORÃ PODER LEGISLATIVO
  37. 37. FORUM- PODER JUDICIÁRIO
  38. 38. 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado
  39. 39. AEROPORTO DE PONTA PORÃ
  40. 40. HOSPITAL CASSEMS
  41. 41. PRODUÇÃO AGRÍCOLA DA REGIÃO:soja, milho
  42. 42. Cana-de-açúcar, Mandioca
  43. 43. Gado de corte
  44. 44. Diversão – parque de exposição
  45. 45. Tradicional neblina
  46. 46. Carnaval – Guerra d’água
  47. 47. PONTA PORÃ E PEDRO JUAM CABALLERO
  48. 48. PONTA PORÃ PRINCESINHA DOS ERVAIS
  49. 49. VISITA AO MUSEU,Professor Domingos/responsável pelo acervo Erva Mate santo Antonio
  50. 50. Alunos da Escola
  51. 51. Alunos aprendendo um pouco dopassado da cidade de Ponta Porã
  52. 52. Professor Domingos explicando a Guerra do Paraguai
  53. 53. Mineiro
  54. 54. Objetos usados no passado
  55. 55. Luciana, Lucimar, Kelen e Dionísia

×