SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 109
SÃO PAULO: A ARENA

2
SÃO PAULO: A ARENA
Província

Megalópole

3
SÃO PAULO: A ARENA
Província

Megalópole

4
SÃO PAULO: A ARENA
Província

Megalópole

Proclamação da República e ciclo do café
Industrialização
Crescimento populacional acelerado
Padrão periférico de crescimento
Década de 1980 e perfil de cidade-global
5
A ARENA É DESIGUAL

6
A ARENA É DESIGUAL
24,7
62 67,4
Fonte: World Bank.

7
A ARENA É DESIGUAL
24,7
62 67,4
Fonte: World Bank.

QUANTOS SALÁRIOS MÍNIMOS
O PAULISTANO GANHA POR MÊS?

Fonte: Censo Demográfico 2010. Salário mínimo considerado: R$ 510,00

8
A ARENA É MAL EDUCADA

10
A ARENA É MAL EDUCADA
ANOS DE ESTUDO DO PAULISTANO

Fonte: Censo 2010

11
A ARENA É MAL EDUCADA
ANOS DE ESTUDO DO PAULISTANO

Fonte: Censo 2010

Vila Mariana: 11,2 anos
Parelheiros: 5,6 anos
Fonte: Censo 2010

12
A ARENA É MAL EDUCADA
ANOS DE ESTUDO DO PAULISTANO

Fonte: Censo 2010

Vila Mariana: 11,2 anos
Parelheiros: 5,6 anos
Fonte: Censo 2010

Alunos vindos da
rede privada:

71,5%

Alunos vindos da
rede pública:

28,5%

Fonte: Fuvest 2013 13
A ARENA É EMPERRADA

14
A ARENA É EMPERRADA

309 km
-R$ 40 bi
Recorde de trânsito

Perda causada pelo trânsito em 2012
15
A ARENA É DOENTE

17
A ARENA É DOENTE
Apenas

50,25%

coletado

do esgoto

Doenças respiratórias:

3ª maior causa

é tratado

dos óbitos

Má distribuição
da rede hospitalar
Fonte: Censo 2010

18
A ARENA É DOENTE

19
A ARENA É VIOLENTA

20
A ARENA É VIOLENTA

Esse desequilíbrio tem como
consequência inúmeras
desigualdades, que levam a
vários tipos de violência.

21
A ARENA É VIOLENTA

Esse desequilíbrio tem como
consequência inúmeras
desigualdades, que levam a
vários tipos de violência.

22
ESSE CENÁRIO É VIVENCIADO PELOS

23
ESSE CENÁRIO É VIVENCIADO PELOS

24
ESSE CENÁRIO É VIVENCIADO PELOS
“Moradores de cidades urbanas,
que estão cada vez mais
exigentes e têm a mente cada
vez mais aberta – mas também
são pessoas cada vez mais
orgulhosas, mais conectadas,
mais espontâneas e mais
dispostas a experimentar”.
Trendwatching.com

25
QUE SE ORGULHAM DE SUA CIDADE

26
QUE SE ORGULHAM DE SUA CIDADE
“A identidade dos
citysumers com
frequência estará muito
ligada à cultura da
cidade, sua marca, sua
herança cultural, ao
‘ser’ da cidade”.
Trendwatching.com

27
QUE SE ORGULHAM DE SUA CIDADE
“A identidade dos
citysumers com
frequência estará muito
ligada à cultura da
cidade, sua marca, sua
herança cultural, ao
‘ser’ da cidade”.
Trendwatching.com

28
SÃO DIVERSOS

29
SÃO DIVERSOS

30
SÃO DIVERSOS

SALA
O PAULO
SÃ

FEIRA
PRETA

FESTIVAL
DO JAPÃO

ACHIR
OPITA

31
ENGAJADOS

32
ENGAJADOS

33
ENGAJADOS

34
GLOBAIS

35
GLOBAIS

36
GLOBAIS

37
GLOBAIS

38
GLOBAIS

39
GLOBAIS

A cultura possui
papel fundamental no
mundo globalizado,
em especial nas
zonas urbanas.

40
LIBERAIS

41
LIBERAIS
“Totalmente expostos a um
mundo sem censura, cheio de
opinião e cru, consumidores
experientes já não toleram
mais ser tratados como o
público do passado, que se
choca com facilidade, não
tem experiência e fica
sempre no meio do caminho.”
Trendwatching.com
42
LIBERAIS
“Totalmente expostos a um
mundo sem censura, cheio de
opinião e cru, consumidores
experientes já não toleram
mais ser tratados como o
público do passado, que se
choca com facilidade, não
tem experiência e fica
sempre no meio do caminho.”
Trendwatching.com
43
E TEM A TELA EM SUA CULTURA

44
E TEM A TELA EM SUA CULTURA

45
E TEM A TELA EM SUA CULTURA
80,9 milhões de usuários de internet
139,8 milhões de usuários de celular
Destes, 24% usam internet móvel

46
E TEM A TELA EM SUA CULTURA
80,9 milhões de usuários de internet
139,8 milhões de usuários de celular
Destes, 24% usam internet móvel
“SCREEN CULTURE é menos uma
tendência em si e mais o meio
pelo qual muitas tendências
vão se manifestar.”
Trendwatching.com
47
ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS

48
ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS

49
ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS

73%

dos internautas utilizam
alguma rede social

9,3

média de horas gastas
em redes sociais

43 mi

usuários únicos do Facebook
Fonte: TIC domicílios 2012

50
ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS

73%

dos internautas utilizam
alguma rede social

9,3

média de horas gastas
em redes sociais

43 mi

usuários únicos do Facebook
Fonte: TIC domicílios 2012

OPINIÃO
CONEXÃO
GLOBALIZAÇÃO
MANIFESTAÇÃO

51
O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE

52
O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE

53
O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE

4,3%

fatia de investimento publicitário

35,5 mi

pedidos no 1º semestre de 2013

R$ 12,7 bi

movimentação financeira no período
Fonte: Blog do e-commerce Brasil

54
O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE

4,3%

fatia de investimento publicitário

CONFIANÇA
COMODIDADE
PRATICIDADE

35,5 mi

pedidos no 1º semestre de 2013

R$ 12,7 bi

movimentação financeira no período
Fonte: Blog do e-commerce Brasil

55
NÃO PODEMOS ESQUECER DA

56
NÃO PODEMOS ESQUECER DA

57
NÃO PODEMOS ESQUECER DA
A base da pirâmide é a parcela da
população que tem pouco dinheiro
e dificuldade de acesso a
serviços básicos.
A base da pirâmide paulistana é
ampla. São pessoas que vivem na
pele os problemas apontados
anteriormente.
58
QUE É CONSERVADORA

59
QUE É CONSERVADORA

60
QUE É CONSERVADORA

Tolerância zero contra o crime
Apego à família
Manutenção da ordem
Ranço da Ditadura Militar

61
QUE É CONSERVADORA

Tolerância zero contra o crime
Apego à família
Manutenção da ordem
Ranço da Ditadura Militar

Fonte: Datafolha

62
É RELIGIOSA

63
É RELIGIOSA
“O pentecostalismo alcançou
os imigrantes e
marginalizados urbanos,
permanecendo entre os pobres,
seus fiéis e pastores, em
bairros periféricos
construindo seus templos.”
Emiliano Macedo

64
É RELIGIOSA
“O pentecostalismo alcançou
os imigrantes e
marginalizados urbanos,
permanecendo entre os pobres,
seus fiéis e pastores, em
bairros periféricos
construindo seus templos.”
Emiliano Macedo

65
TEM AUTOESTIMA BAIXA

66
TEM AUTOESTIMA BAIXA
“A percepção sobre determinados
bairros, como violentos leva a
exclusões. Uma sociedade excludente
classifica como ‘marginais’ os
pobres.”
Mary Castro e Miriam Abramovay

67
TEM AUTOESTIMA BAIXA
“A percepção sobre determinados
bairros, como violentos leva a
exclusões. Uma sociedade excludente
classifica como ‘marginais’ os
pobres.”
Mary Castro e Miriam Abramovay

68
E PREZA PELA CONFIANÇA

69
E PREZA PELA CONFIANÇA
“As mulheres pobres
sempre contaram com
apoio de outras
mulheres pobres como
elas no cuidado com
seus filhos.”
Verônica Azeredo
70
E PREZA PELA CONFIANÇA
“As mulheres pobres
sempre contaram com
apoio de outras
mulheres pobres como
elas no cuidado com
seus filhos.”
Verônica Azeredo
71
ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA

72
ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA

14%

dos internautas brasileiros são das classes D e E

Fonte: TIC Domicílios 2012

73
ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA

14%

dos internautas brasileiros são das classes D e E

9%

domicílios de classes D e E
que possuem computador

X

46%
total de domicílios
que possuem computador

Fonte: TIC Domicílios 2012

74
ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA

14%

dos internautas brasileiros são das classes D e E

9%

domicílios de classes D e E
que possuem computador

6%

domicílios de classes D e E
que possuem acesso à internet

X
X

46%
total de domicílios
que possuem computador

48%
total de domicílios

que possuem acesso à internet

Fonte: TIC Domicílios 2012

75
DEPENDE DAS LAN HOUSES

76
DEPENDE DAS LAN HOUSES

Fonte: TIC Domicílios 2012

77
DEPENDE DAS LAN HOUSES

Fonte: TIC Domicílios 2012

78
DEPENDE DAS LAN HOUSES

Fonte: TIC Domicílios 2012

SOCIALIZAÇÃO
INCLUSÃO
DIVERSIFICAÇÃO

79
USA A INTERNET PARA
SE DIVERTIR E SE COMUNICAR

80
USA A INTERNET PARA
SE DIVERTIR E SE COMUNICAR
“A base da pirâmide encontrou
sua voz na internet e esse
processo de inclusão
democratiza o acesso, bem como
amplia a geração de
informação.”
Ian de Freitas e
Daniel de Carvalho

81
USA A INTERNET PARA
SE DIVERTIR E SE COMUNICAR
“A base da pirâmide encontrou
FALTA DE
sua voz na internet e esse
DINHEIRO
processo de inclusão
FALTA DE
democratiza o acesso, bem como
OPÇÃO
amplia a geração de
VALOR À
informação.”
AMIZADE
LIBERDADE DE
Ian de Freitas e
Daniel de Carvalho
EXPRESSÃO

82
PARA ADQUIRIR EDUCAÇÃO

83
PARA ADQUIRIR EDUCAÇÃO

Fonte: TIC Domicílios 2012

84
PARA ADQUIRIR EDUCAÇÃO

Fonte: TIC Domicílios 2012

MENOR GRAU DE INSTRUÇÃO
VS.
ACESSO À EDUCAÇÃO RESTRITO
85
PARA ADQUIRIR EDUCAÇÃO

Fonte: TIC Domicílios 2012

MENOR GRAU DE INSTRUÇÃO
VS.
ACESSO À EDUCAÇÃO RESTRITO
FALTA DINHEIRO OU CONHECIMENTO?

86
E ESTÃO CADA VEZ MAIS
USANDO SMARTPHONES

87
E ESTÃO CADA VEZ MAIS
USANDO SMARTPHONES

88
E ESTÃO CADA VEZ MAIS
USANDO SMARTPHONES
“A população de baixa renda não adota
rapidamente novos produtos de alta tecnologia
porque raramente são desenvolvidos bens e
serviços com inovações tecnológicas para esse
consumidor até então esquecido pelas
organizações, o que o torna, de certa forma
incapaz de interagir com a economia global”
Karen Prado

89
A QUALIDADE DE VIDA ESTÁ MUITO
ALÉM DO PODER DE CONSUMO.
É PRECISO PENSAR EM SOLUÇÕES
EFETIVAS PARA A MELHORIA DA VIDA
DESSAS PESSOAS.

90
A QUALIDADE DE VIDA ESTÁ MUITO
ALÉM DO PODER DE CONSUMO.
É PRECISO PENSAR EM SOLUÇÕES
EFETIVAS PARA A MELHORIA DA VIDA
DESSAS PESSOAS.

A TECNOLOGIA
PODE AJUDAR.
91
A TECNOLOGIA DISTRIBUI
CULTURA E CONHECIMENTO

92
A TECNOLOGIA DISTRIBUI
CULTURA E CONHECIMENTO
13%

dos brasileiros
frequentam cinema

92%
dos brasileiros nunca
foram a museus

1,3

média de livros lidos pelo
brasileiro anualmente
Fonte: Mais Cultura

93
A TECNOLOGIA DISTRIBUI
CULTURA E CONHECIMENTO
13%

dos brasileiros
frequentam cinema

92%
dos brasileiros nunca
foram a museus

1,3

média de livros lidos pelo
brasileiro anualmente
Fonte: Mais Cultura

MAIS CULTURA
ESPAÇOS PRIVADOS

REDES SOCIAIS
EAD
MÚSICAS E FILMES
94
A TECNOLOGIA DISTRIBUI
CULTURA E CONHECIMENTO
13% aos
Cabe

responsáveis pela
MAIS CULTURA
democratização das plataformas
ESPAÇOS PRIVADOS
92%
facilitar o acesso, tanto por meio
dos brasileiros nunca
REDES SOCIAIS
da a museus
foram inclusão digital como pela
divulgação dos caminhos existentes
EAD
1,3
média de livros lidos pelo
em outros meios, de outras formas.
MÚSICAS E FILMES
brasileiro anualmente
dos brasileiros
frequentam cinema

Fonte: Mais Cultura

95
PODE ALAVANCAR A
INTEGRAÇÃO URBANA

96
PODE ALAVANCAR A
INTEGRAÇÃO URBANA

97
PODE ALAVANCAR A
INTEGRAÇÃO URBANA

98
E SER UMA IMPORTANTE
FERRAMENTA DE
EMPREENDEDORISMO SOCIAL

99
E SER UMA IMPORTANTE
FERRAMENTA DE
EMPREENDEDORISMO SOCIAL

100
E SER UMA IMPORTANTE
FERRAMENTA DE
EMPREENDEDORISMO SOCIAL
“Organizações ou empreendimentos
que geram transformação social por
meio de atividades de mercado”.
Fernando Assad.
101
E SER UMA IMPORTANTE
FERRAMENTA DE
EMPREENDEDORISMO SOCIAL
“Organizações ou empreendimentos
que geram transformação social por
meio de atividades de mercado”.
Fernando Assad.
102
CONSIDERAÇÕES FINAIS

103
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Distribuição de renda é um dos vários passos
a serem dados

104
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Distribuição de renda é um dos vários passos
a serem dados
Mais do que consumidores, a base da
pirâmide é feita de pessoas

105
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Distribuição de renda é um dos vários passos
a serem dados
Mais do que consumidores, a base da
pirâmide é feita de pessoas
Deve-se evitar a armadilha da liberdade
condicionada

106
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Distribuição de renda é um dos vários passos
a serem dados
Mais do que consumidores, a base da
pirâmide é feita de pessoas
Deve-se evitar a armadilha da liberdade
condicionada
Os esforços devem ser realizados por todas as
partes envolvidas
107
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Distribuição de renda é um dos vários passos
a serem dados
Mais do que consumidores, a base da
pirâmide é feita de pessoas
Deve-se evitar a armadilha da liberdade
condicionada
Os esforços devem ser realizados por todas as
partes envolvidas
A base da pirâmide é livre para escolher como
melhorar sua vida
108
OBRIGADO

WILLIAN OLIVEIRA DE ASSIS
ECA – USP
2013

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a A diversidade e desigualdade na megalópole paulistana

úLtima apresentação institucional bustv
úLtima apresentação institucional bustvúLtima apresentação institucional bustv
úLtima apresentação institucional bustvCanal BUSTV
 
Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!Mel Oliveira
 
Aula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos Negócios
Aula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos NegóciosAula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos Negócios
Aula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos NegóciosThiago Costa
 
MMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_InstitucionalMMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_InstitucionalBeto_Lago
 
Como aproveitar o buzz pra gerar negócios
Como aproveitar o buzz pra gerar negóciosComo aproveitar o buzz pra gerar negócios
Como aproveitar o buzz pra gerar negóciosMel Oliveira
 
Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010
Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010
Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010Siq Marketing
 
Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019IDIS
 
Apresentação data popular poa
Apresentação data popular poaApresentação data popular poa
Apresentação data popular poaHelena Meirelles
 
Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.Rony Meisler
 
Consumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data PopularConsumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data PopularCosmetic Innovation
 
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...Revista H&C
 
Mídias Sociais nas Empresas
Mídias Sociais nas EmpresasMídias Sociais nas Empresas
Mídias Sociais nas EmpresasEditora Generale
 
Plante um Futuro - Afiliação de Colaboradores
Plante um Futuro - Afiliação de ColaboradoresPlante um Futuro - Afiliação de Colaboradores
Plante um Futuro - Afiliação de ColaboradoresBruno Abreu
 
Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira
Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira
Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira Consultor Marcos Ferreira
 

Semelhante a A diversidade e desigualdade na megalópole paulistana (20)

úLtima apresentação institucional bustv
úLtima apresentação institucional bustvúLtima apresentação institucional bustv
úLtima apresentação institucional bustv
 
Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!
 
Aula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos Negócios
Aula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos NegóciosAula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos Negócios
Aula 1 - Extensão em Redes Sociais aplicadas aos Negócios
 
MMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_InstitucionalMMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_Institucional
 
Social Good Brasil - Apresentação de lançamento do Programa
Social Good Brasil - Apresentação de lançamento do ProgramaSocial Good Brasil - Apresentação de lançamento do Programa
Social Good Brasil - Apresentação de lançamento do Programa
 
Social Good Brasil no SMWSP
Social Good Brasil no SMWSP Social Good Brasil no SMWSP
Social Good Brasil no SMWSP
 
Como aproveitar o buzz pra gerar negócios
Como aproveitar o buzz pra gerar negóciosComo aproveitar o buzz pra gerar negócios
Como aproveitar o buzz pra gerar negócios
 
Troféu Raça Negra
Troféu Raça NegraTroféu Raça Negra
Troféu Raça Negra
 
Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010
Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010
Apresentacao Renato Meirelles do Data Popular 2010
 
Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019Brasil Giving Report 2019
Brasil Giving Report 2019
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
 
Apresentação data popular poa
Apresentação data popular poaApresentação data popular poa
Apresentação data popular poa
 
Conheça o Social Good Brasil
Conheça o Social Good BrasilConheça o Social Good Brasil
Conheça o Social Good Brasil
 
Social Good Brasil
Social Good BrasilSocial Good Brasil
Social Good Brasil
 
Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.Brasil Emergente - Data Popular.
Brasil Emergente - Data Popular.
 
Consumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data PopularConsumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data Popular
 
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
 
Mídias Sociais nas Empresas
Mídias Sociais nas EmpresasMídias Sociais nas Empresas
Mídias Sociais nas Empresas
 
Plante um Futuro - Afiliação de Colaboradores
Plante um Futuro - Afiliação de ColaboradoresPlante um Futuro - Afiliação de Colaboradores
Plante um Futuro - Afiliação de Colaboradores
 
Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira
Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira
Eleições na era digital. Por Marcos Ferreira
 

A diversidade e desigualdade na megalópole paulistana

  • 1.
  • 2. SÃO PAULO: A ARENA 2
  • 3. SÃO PAULO: A ARENA Província Megalópole 3
  • 4. SÃO PAULO: A ARENA Província Megalópole 4
  • 5. SÃO PAULO: A ARENA Província Megalópole Proclamação da República e ciclo do café Industrialização Crescimento populacional acelerado Padrão periférico de crescimento Década de 1980 e perfil de cidade-global 5
  • 6. A ARENA É DESIGUAL 6
  • 7. A ARENA É DESIGUAL 24,7 62 67,4 Fonte: World Bank. 7
  • 8. A ARENA É DESIGUAL 24,7 62 67,4 Fonte: World Bank. QUANTOS SALÁRIOS MÍNIMOS O PAULISTANO GANHA POR MÊS? Fonte: Censo Demográfico 2010. Salário mínimo considerado: R$ 510,00 8
  • 9.
  • 10. A ARENA É MAL EDUCADA 10
  • 11. A ARENA É MAL EDUCADA ANOS DE ESTUDO DO PAULISTANO Fonte: Censo 2010 11
  • 12. A ARENA É MAL EDUCADA ANOS DE ESTUDO DO PAULISTANO Fonte: Censo 2010 Vila Mariana: 11,2 anos Parelheiros: 5,6 anos Fonte: Censo 2010 12
  • 13. A ARENA É MAL EDUCADA ANOS DE ESTUDO DO PAULISTANO Fonte: Censo 2010 Vila Mariana: 11,2 anos Parelheiros: 5,6 anos Fonte: Censo 2010 Alunos vindos da rede privada: 71,5% Alunos vindos da rede pública: 28,5% Fonte: Fuvest 2013 13
  • 14. A ARENA É EMPERRADA 14
  • 15. A ARENA É EMPERRADA 309 km -R$ 40 bi Recorde de trânsito Perda causada pelo trânsito em 2012 15
  • 16.
  • 17. A ARENA É DOENTE 17
  • 18. A ARENA É DOENTE Apenas 50,25% coletado do esgoto Doenças respiratórias: 3ª maior causa é tratado dos óbitos Má distribuição da rede hospitalar Fonte: Censo 2010 18
  • 19. A ARENA É DOENTE 19
  • 20. A ARENA É VIOLENTA 20
  • 21. A ARENA É VIOLENTA Esse desequilíbrio tem como consequência inúmeras desigualdades, que levam a vários tipos de violência. 21
  • 22. A ARENA É VIOLENTA Esse desequilíbrio tem como consequência inúmeras desigualdades, que levam a vários tipos de violência. 22
  • 23. ESSE CENÁRIO É VIVENCIADO PELOS 23
  • 24. ESSE CENÁRIO É VIVENCIADO PELOS 24
  • 25. ESSE CENÁRIO É VIVENCIADO PELOS “Moradores de cidades urbanas, que estão cada vez mais exigentes e têm a mente cada vez mais aberta – mas também são pessoas cada vez mais orgulhosas, mais conectadas, mais espontâneas e mais dispostas a experimentar”. Trendwatching.com 25
  • 26. QUE SE ORGULHAM DE SUA CIDADE 26
  • 27. QUE SE ORGULHAM DE SUA CIDADE “A identidade dos citysumers com frequência estará muito ligada à cultura da cidade, sua marca, sua herança cultural, ao ‘ser’ da cidade”. Trendwatching.com 27
  • 28. QUE SE ORGULHAM DE SUA CIDADE “A identidade dos citysumers com frequência estará muito ligada à cultura da cidade, sua marca, sua herança cultural, ao ‘ser’ da cidade”. Trendwatching.com 28
  • 40. GLOBAIS A cultura possui papel fundamental no mundo globalizado, em especial nas zonas urbanas. 40
  • 42. LIBERAIS “Totalmente expostos a um mundo sem censura, cheio de opinião e cru, consumidores experientes já não toleram mais ser tratados como o público do passado, que se choca com facilidade, não tem experiência e fica sempre no meio do caminho.” Trendwatching.com 42
  • 43. LIBERAIS “Totalmente expostos a um mundo sem censura, cheio de opinião e cru, consumidores experientes já não toleram mais ser tratados como o público do passado, que se choca com facilidade, não tem experiência e fica sempre no meio do caminho.” Trendwatching.com 43
  • 44. E TEM A TELA EM SUA CULTURA 44
  • 45. E TEM A TELA EM SUA CULTURA 45
  • 46. E TEM A TELA EM SUA CULTURA 80,9 milhões de usuários de internet 139,8 milhões de usuários de celular Destes, 24% usam internet móvel 46
  • 47. E TEM A TELA EM SUA CULTURA 80,9 milhões de usuários de internet 139,8 milhões de usuários de celular Destes, 24% usam internet móvel “SCREEN CULTURE é menos uma tendência em si e mais o meio pelo qual muitas tendências vão se manifestar.” Trendwatching.com 47
  • 48. ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS 48
  • 49. ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS 49
  • 50. ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS 73% dos internautas utilizam alguma rede social 9,3 média de horas gastas em redes sociais 43 mi usuários únicos do Facebook Fonte: TIC domicílios 2012 50
  • 51. ASSIM COMO AS REDES SOCIAIS 73% dos internautas utilizam alguma rede social 9,3 média de horas gastas em redes sociais 43 mi usuários únicos do Facebook Fonte: TIC domicílios 2012 OPINIÃO CONEXÃO GLOBALIZAÇÃO MANIFESTAÇÃO 51
  • 52. O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE 52
  • 53. O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE 53
  • 54. O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE 4,3% fatia de investimento publicitário 35,5 mi pedidos no 1º semestre de 2013 R$ 12,7 bi movimentação financeira no período Fonte: Blog do e-commerce Brasil 54
  • 55. O E-COMMERCE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE 4,3% fatia de investimento publicitário CONFIANÇA COMODIDADE PRATICIDADE 35,5 mi pedidos no 1º semestre de 2013 R$ 12,7 bi movimentação financeira no período Fonte: Blog do e-commerce Brasil 55
  • 58. NÃO PODEMOS ESQUECER DA A base da pirâmide é a parcela da população que tem pouco dinheiro e dificuldade de acesso a serviços básicos. A base da pirâmide paulistana é ampla. São pessoas que vivem na pele os problemas apontados anteriormente. 58
  • 61. QUE É CONSERVADORA Tolerância zero contra o crime Apego à família Manutenção da ordem Ranço da Ditadura Militar 61
  • 62. QUE É CONSERVADORA Tolerância zero contra o crime Apego à família Manutenção da ordem Ranço da Ditadura Militar Fonte: Datafolha 62
  • 64. É RELIGIOSA “O pentecostalismo alcançou os imigrantes e marginalizados urbanos, permanecendo entre os pobres, seus fiéis e pastores, em bairros periféricos construindo seus templos.” Emiliano Macedo 64
  • 65. É RELIGIOSA “O pentecostalismo alcançou os imigrantes e marginalizados urbanos, permanecendo entre os pobres, seus fiéis e pastores, em bairros periféricos construindo seus templos.” Emiliano Macedo 65
  • 67. TEM AUTOESTIMA BAIXA “A percepção sobre determinados bairros, como violentos leva a exclusões. Uma sociedade excludente classifica como ‘marginais’ os pobres.” Mary Castro e Miriam Abramovay 67
  • 68. TEM AUTOESTIMA BAIXA “A percepção sobre determinados bairros, como violentos leva a exclusões. Uma sociedade excludente classifica como ‘marginais’ os pobres.” Mary Castro e Miriam Abramovay 68
  • 69. E PREZA PELA CONFIANÇA 69
  • 70. E PREZA PELA CONFIANÇA “As mulheres pobres sempre contaram com apoio de outras mulheres pobres como elas no cuidado com seus filhos.” Verônica Azeredo 70
  • 71. E PREZA PELA CONFIANÇA “As mulheres pobres sempre contaram com apoio de outras mulheres pobres como elas no cuidado com seus filhos.” Verônica Azeredo 71
  • 72. ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA 72
  • 73. ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA 14% dos internautas brasileiros são das classes D e E Fonte: TIC Domicílios 2012 73
  • 74. ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA 14% dos internautas brasileiros são das classes D e E 9% domicílios de classes D e E que possuem computador X 46% total de domicílios que possuem computador Fonte: TIC Domicílios 2012 74
  • 75. ASSIMILA E UTILIZA TECNOLOGIA 14% dos internautas brasileiros são das classes D e E 9% domicílios de classes D e E que possuem computador 6% domicílios de classes D e E que possuem acesso à internet X X 46% total de domicílios que possuem computador 48% total de domicílios que possuem acesso à internet Fonte: TIC Domicílios 2012 75
  • 76. DEPENDE DAS LAN HOUSES 76
  • 77. DEPENDE DAS LAN HOUSES Fonte: TIC Domicílios 2012 77
  • 78. DEPENDE DAS LAN HOUSES Fonte: TIC Domicílios 2012 78
  • 79. DEPENDE DAS LAN HOUSES Fonte: TIC Domicílios 2012 SOCIALIZAÇÃO INCLUSÃO DIVERSIFICAÇÃO 79
  • 80. USA A INTERNET PARA SE DIVERTIR E SE COMUNICAR 80
  • 81. USA A INTERNET PARA SE DIVERTIR E SE COMUNICAR “A base da pirâmide encontrou sua voz na internet e esse processo de inclusão democratiza o acesso, bem como amplia a geração de informação.” Ian de Freitas e Daniel de Carvalho 81
  • 82. USA A INTERNET PARA SE DIVERTIR E SE COMUNICAR “A base da pirâmide encontrou FALTA DE sua voz na internet e esse DINHEIRO processo de inclusão FALTA DE democratiza o acesso, bem como OPÇÃO amplia a geração de VALOR À informação.” AMIZADE LIBERDADE DE Ian de Freitas e Daniel de Carvalho EXPRESSÃO 82
  • 84. PARA ADQUIRIR EDUCAÇÃO Fonte: TIC Domicílios 2012 84
  • 85. PARA ADQUIRIR EDUCAÇÃO Fonte: TIC Domicílios 2012 MENOR GRAU DE INSTRUÇÃO VS. ACESSO À EDUCAÇÃO RESTRITO 85
  • 86. PARA ADQUIRIR EDUCAÇÃO Fonte: TIC Domicílios 2012 MENOR GRAU DE INSTRUÇÃO VS. ACESSO À EDUCAÇÃO RESTRITO FALTA DINHEIRO OU CONHECIMENTO? 86
  • 87. E ESTÃO CADA VEZ MAIS USANDO SMARTPHONES 87
  • 88. E ESTÃO CADA VEZ MAIS USANDO SMARTPHONES 88
  • 89. E ESTÃO CADA VEZ MAIS USANDO SMARTPHONES “A população de baixa renda não adota rapidamente novos produtos de alta tecnologia porque raramente são desenvolvidos bens e serviços com inovações tecnológicas para esse consumidor até então esquecido pelas organizações, o que o torna, de certa forma incapaz de interagir com a economia global” Karen Prado 89
  • 90. A QUALIDADE DE VIDA ESTÁ MUITO ALÉM DO PODER DE CONSUMO. É PRECISO PENSAR EM SOLUÇÕES EFETIVAS PARA A MELHORIA DA VIDA DESSAS PESSOAS. 90
  • 91. A QUALIDADE DE VIDA ESTÁ MUITO ALÉM DO PODER DE CONSUMO. É PRECISO PENSAR EM SOLUÇÕES EFETIVAS PARA A MELHORIA DA VIDA DESSAS PESSOAS. A TECNOLOGIA PODE AJUDAR. 91
  • 92. A TECNOLOGIA DISTRIBUI CULTURA E CONHECIMENTO 92
  • 93. A TECNOLOGIA DISTRIBUI CULTURA E CONHECIMENTO 13% dos brasileiros frequentam cinema 92% dos brasileiros nunca foram a museus 1,3 média de livros lidos pelo brasileiro anualmente Fonte: Mais Cultura 93
  • 94. A TECNOLOGIA DISTRIBUI CULTURA E CONHECIMENTO 13% dos brasileiros frequentam cinema 92% dos brasileiros nunca foram a museus 1,3 média de livros lidos pelo brasileiro anualmente Fonte: Mais Cultura MAIS CULTURA ESPAÇOS PRIVADOS REDES SOCIAIS EAD MÚSICAS E FILMES 94
  • 95. A TECNOLOGIA DISTRIBUI CULTURA E CONHECIMENTO 13% aos Cabe responsáveis pela MAIS CULTURA democratização das plataformas ESPAÇOS PRIVADOS 92% facilitar o acesso, tanto por meio dos brasileiros nunca REDES SOCIAIS da a museus foram inclusão digital como pela divulgação dos caminhos existentes EAD 1,3 média de livros lidos pelo em outros meios, de outras formas. MÚSICAS E FILMES brasileiro anualmente dos brasileiros frequentam cinema Fonte: Mais Cultura 95
  • 99. E SER UMA IMPORTANTE FERRAMENTA DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL 99
  • 100. E SER UMA IMPORTANTE FERRAMENTA DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL 100
  • 101. E SER UMA IMPORTANTE FERRAMENTA DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL “Organizações ou empreendimentos que geram transformação social por meio de atividades de mercado”. Fernando Assad. 101
  • 102. E SER UMA IMPORTANTE FERRAMENTA DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL “Organizações ou empreendimentos que geram transformação social por meio de atividades de mercado”. Fernando Assad. 102
  • 104. CONSIDERAÇÕES FINAIS Distribuição de renda é um dos vários passos a serem dados 104
  • 105. CONSIDERAÇÕES FINAIS Distribuição de renda é um dos vários passos a serem dados Mais do que consumidores, a base da pirâmide é feita de pessoas 105
  • 106. CONSIDERAÇÕES FINAIS Distribuição de renda é um dos vários passos a serem dados Mais do que consumidores, a base da pirâmide é feita de pessoas Deve-se evitar a armadilha da liberdade condicionada 106
  • 107. CONSIDERAÇÕES FINAIS Distribuição de renda é um dos vários passos a serem dados Mais do que consumidores, a base da pirâmide é feita de pessoas Deve-se evitar a armadilha da liberdade condicionada Os esforços devem ser realizados por todas as partes envolvidas 107
  • 108. CONSIDERAÇÕES FINAIS Distribuição de renda é um dos vários passos a serem dados Mais do que consumidores, a base da pirâmide é feita de pessoas Deve-se evitar a armadilha da liberdade condicionada Os esforços devem ser realizados por todas as partes envolvidas A base da pirâmide é livre para escolher como melhorar sua vida 108
  • 109. OBRIGADO WILLIAN OLIVEIRA DE ASSIS ECA – USP 2013