Esportes radicais

1.411 visualizações

Publicada em

Alguns esportes radicais.

Publicada em: Esportes
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.411
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
89
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Esportes radicais

  1. 1. Parkour Parkour, também conhecido como Le Parkour, é uma atividade cujo princípio é mover-se de um ponto a outro o mais rápido e eficientemente possível, usando principalmente as habilidades do corpo humano. Criado para ajudar a superar obstáculos de qualquer natureza no ambiente circundante — desde galhos e pedras até grades e paredes de concreto — e pode ser praticado em áreas rurais e urbanas. Homens que praticam parkour são reconhecidos como traceurs e mulheres como traceuses.
  2. 2. Prática Sem limitações de espaços para ser praticado, o parkour é acessível a todos, possibilitando o auto-conhecimento do corpo humano e mente como o desenvolvimento da força, resistência, coordenação motora, ao mesmo tempo que desenvolve a concentração, força de vontade, determinação e coragem — qualidades que favorecem o bem estar e a qualidade de vida, educando jovens ávidos por novas experiências. Equipamentos Parkour oferece grande liberdade e custo mínimo para ser praticado, sendo recomendados os seguintes acessórios : Calça leve Camiseta leve Tênis macio e com sola reta Todos os equipamentos ou acessórios são opcionais.
  3. 3. Downhill Downhill é uma forma do ciclismo que consiste em descer o mais rapidamente possível um dado percurso. Uma modalidade do Mountain Bike nascida na Califórnia na segunda metade da década de 70. Em Portugal, a modalidade teve a sua origem em Porto de Mós (Leiria) e desde então tem se expandido a todo o país. Ciclistas hippies da época, cansados do uso da bicicleta somente no asfalto, se encontravam nas montanhas de Marin County, perto de San Francisco, Califórnia, para descer montanha abaixo. Para isso, eles utilizavam bikes tipo cruiser (muitas delas da marca Schwinn) e as adaptavam para o uso fora de estrada, utilizando pneus mais largos e freios mais potentes.
  4. 4. Prática Os desportistas desta modalidade usam várias proteções pois as quedas em Downhill não são pequenas e podem se machucar facilmente. Usam capacete com proteção para o queixo e pescoço, caneleiras próprias da modalidade, joelheiras, muitas vezes em conjunto com as caneleiras, cotoveleiras e proteções do peito e costas. • Bicicleta Atualmente não se pensa em praticar Downhill, principalmente em competições, sem uma bike com um quadro preparado para aguentar grandes impactos, com suspensões de no mínimo 180 mm de curso tanto na roda traseira como na dianteira, freio a disco de acionamento hidráulico (fluido de freio, ao invés de cabos de aço) e pneus largos com compostos macios para maior aderência ao terreno.
  5. 5. Surf O surfe , surf ou, ainda, surfing (dos termos ingleses surf e surfing), é uma prática desportiva efetuada na superfície da água, frequentemente considerada parte do grupo de atividades denominadas esportes radicais, cuja proficiência é verificada pelo grau de dificuldade dos movimentos executados pelo surfista ao deslizar em pé na prancha de surfe, aproveitando a onda que quebra quando se aproxima da praia ou costa.
  6. 6. História Utilizavam-se, inicialmente, no Hawaii pranchas de madeira e, no Peru, de junco. As pranchas eram fabricadas pelos próprios usuários. Acreditava-se que, ao fabricar sua própria prancha, se transmitiam todas as energias positivas para ela e, ao se praticar o esporte, se libertava das "energias negativas". Os primeiros praticantes desse esporte acreditavam que sua prática seria um culto ao espírito do mar. • Equipamentos • Prancha: Sem ela, não há como surfar. É o que liga o surfista à água. Elas são geralmente feitas de poliuretano e podem variar quanto ao tamanho. As maiores são chamadas long boards e as menores, fun boards. • Ieash: É a corda que une o surfista à prancha. Geralmente é presa no calcanhar do indivíduo, a fim de evitar que ele perca a prancha ou que ele tenha dificuldades para subir nela novamente em caso de queda. • Parafina: É o material usado para garantir a adesão das solas do pé do surfista na prancha, evitando, assim, deslizes e quedas.
  7. 7. Curiosidades do Surf • No Brasil, o esporte surgiu com os turistas americanos que traziam suas pranchas para explorar os "picos" locais. Em 1938, foi fabricada a primeira prancha 100% brasileira. Na década de 70, o esporte virou uma febre entre os jovens. • A maior prancha do mundo, finalizada em 2005, media 12 metros de comprimento, 3 metros de largura e 30 centímetros de espessura. A belezinha, construída na Austrália por Nev Hyman, foi usada para quebrar o recorde de maior número de pessoas em cima da mesma prancha: foram 47. • Para conseguir pegar as gigantescas ondas do Havaí, os surfistas têm de saltar de helicópteros. As ondas da região chegam a atingir os 18 metros de altura - o tamanho de um prédio de 4 andares.
  8. 8. Apenas desejar a mudançanão vai mudar nada. Tomar a decisão e agirimediatamentevaimudar tudo! - Nick

×