SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 65
 
 
 
 
Reformadores J. Calvino (1509-1564) M. Lutero (1483-1546) Zwinglio (1484-1531) Erasmus (1466-1536) Tyndale (1484-1536) Melanchthon (1497-1560) J. Wesley (1703-1791) Savonarola (1452-1498) J. Huss (1369-1415) J. Knox (1514-1572)
Sola Scriptura
[object Object]
[object Object]
Terremoto de Lisboa – 01/11/1755
[object Object]
[object Object],[object Object]
Escurecimento do Sol e da Lua – 19/05/1780 Mt 24:29
Revolução Francesa – 14/06/1789 Ap 15:6
Aprisionamento do Papa Pio VI – 10/02/1798 Ap 15:6
Ap 12:6 e 14
Queda dos meteoritos – 15/11/1833 Lc 21:25
Eduard Erving Manuel Lacunza
Pregadores mirins da Escandinávia
Cerca de  75 pregadores  ao redor do mundo chegaram a conclusão de que Jesus voltaria ao redor de 1844.
William Miller
Vai, e prega esta mensagem ao mundo!
Início da pregação de Miller, em Dresnden, NY – 13/08/1831
Conclusões de Miller ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Esquema Profético Diagrama profético elaborado por Carlos Fitch e Appolos Halles. (início de 1842)
Cálculo Profético No dia 22 de agosto de 1844, Samuel Snow publicou a obra  The True Midnight Cry , o qual mostrava o cálculo profético que apontava para a data 22 de outubro de 1844 como o dia da volta de Jesus. Samuel Snow
Dn 8:14; 9:24-27
Purificação esperada pelos Mileritas
O grande Desapontamento ,[object Object],Hiran Edson
Após o Desapontamento ,[object Object],Súplica por orientação divina
23 de outubro de 1844
Por que Deus fundou a  Igreja Adventista do Sétimo Dia? Conforme Ap 3:14-22; 12:17
1. Restauração das verdades bíblicas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
2. Pregação da tríplice mensagem angélica ,[object Object]
Ponte de New Bedford e Fairhaven, Massachusetts
O Dom Profético
A finalidade do Espírito de Profecia, foi dada por Deus como um diferencial para a igreja remanescente, visando orienta-la, confortá-la e conduzi-la com segurança até o desfecho  do  Grande Conflito. Ellen G. White
O dom profético ,[object Object]
O dom profético ,[object Object]
 
Congressos Sabáticos - 1848
“ Demonstraram ser um poder unificador, clarificador e fortalecedor, consolidando as posições do crescente grupo sabatista”  (The Prophetic Faith of Our Fathers, v.4, 1021).
“ Muitas vezes ficávamos juntos até tarde da noite, e por vezes durante a noite inteira, orando por luz e estudando a Palavra.”
“ Tenho uma mensagem para você. Deve começar a publicar um pequeno jornal e mandá-lo ao povo. Desde este pequeno começo foi-me mostrado assemelhar-se a torrentes de luz que circundavam o mundo”  (VE, 127).
“ Ajoelhamo-nos em redor dos jornais e, com o coração humilde e muitas lágrimas, rogamos ao Senhor que abençoasse aqueles mensageiros da verdade.”  (VE, 128 e 129).
Tiago White Obra de Publicações (Middletown, CN – julho de 1849)
Crescimento da obra (1950-1960) ,[object Object],[object Object],[object Object]
Necessidade de uma organização ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Battle Creek, MI – Local das reuniões de 1860
Reuniões entre 29/09 e 01/10/1860
Reuniões de 1860 José Bates Urias Smith presidente secretário
Alguns Delegados Geo. Amadon J. N. Andrews Stephen Belden T. J. Butler M. E. Cornell J. B. Frisbe David Hewitt
Alguns Delegados Moses Hull Wm. Ingraham R. J. Lawrence J. Loughborough Daniel Palmer Uriah Smith James White
A escolha do nome “ A falta de um nome seria como publicar um livro sem títulos ou enviar um trabalho sem nome”. Stephen T. Belden
A escolha do nome “ Em tempos passados, quando éramos um grupo menor, eu não via a necessidade de adotar um nome”. Tiago S. White
Votação para ter um nome Então, a pergunta “devemos adotar um nome?” foi exposta para discussão.  Ninguém discordou , apesar de alguns terem se negado a votar. Revista Review and Herand – 23/10/1860
Sugestões de nomes ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Primeira referência Uma carta endereçada para o escritório da Review, em Rochester, NY, datada de  20 de março de 1853 , fora enviada de Tomkins, MI.  Steven T. Cranson  referiu aos adventistas guardadores do sábado, como os “adventistas do sétimo dia”.
David Hewitt “ Resolvido, que nós adotemos o nome ‘ Adventistas do Sétimos Dia ’”.
Moisés Hull O irmão Hull recomendou que o nome escolhido fosse aplicado a  todas as igrejas  em geral.
“ Não podemos adotar outro nome melhor do que esse, que concorda com a nossa doutrina, exprime a nossa fé e nos caracteriza como um povo peculiar”  (3TI, 223). Ellen G. White
Primeira sede da Associação Geral - 1863
[object Object]
Parábola das 10 virgens Mt  25:1-13
 
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 2 - Deus o primeiro evangelista
Lição 2 - Deus o primeiro evangelistaLição 2 - Deus o primeiro evangelista
Lição 2 - Deus o primeiro evangelistaAilton da Silva
 
Profecias Cumpridas de Ellen White.
Profecias Cumpridas de Ellen White.Profecias Cumpridas de Ellen White.
Profecias Cumpridas de Ellen White.ASD Remanescentes
 
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITEIASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITEASD Remanescentes
 
Igreja Agência Evangelizadora
Igreja Agência EvangelizadoraIgreja Agência Evangelizadora
Igreja Agência EvangelizadoraMárcio Martins
 
Lição 3 - Igreja, agência evangelizadora
Lição 3 - Igreja, agência evangelizadoraLição 3 - Igreja, agência evangelizadora
Lição 3 - Igreja, agência evangelizadoraAilton Silva
 
Slide Lição 3 - O Despertamento Renova o Altar
Slide Lição 3 - O Despertamento Renova o AltarSlide Lição 3 - O Despertamento Renova o Altar
Slide Lição 3 - O Despertamento Renova o AltarÉder Tomé
 
As tres mensagens angélicas e o declinio da liberdade
As tres mensagens angélicas e o declinio da liberdadeAs tres mensagens angélicas e o declinio da liberdade
As tres mensagens angélicas e o declinio da liberdadeDiego Fortunatto
 
O ministério de Evangelista
O ministério de EvangelistaO ministério de Evangelista
O ministério de EvangelistaAilton da Silva
 
"Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim""Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim"JUERP
 
Lição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionáriaLição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionáriaAilton da Silva
 
01 - o que é evangelização
01 - o que é evangelização01 - o que é evangelização
01 - o que é evangelizaçãoAilton da Silva
 
lição 1 - quando a crise mostra a sua face
lição 1 - quando a crise mostra a sua facelição 1 - quando a crise mostra a sua face
lição 1 - quando a crise mostra a sua faceAilton da Silva
 
2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORA
2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORA2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORA
2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORANatalino das Neves Neves
 
Lição 12 - O Milagre que Salvou o Carcereiro
Lição 12 - O Milagre que Salvou o CarcereiroLição 12 - O Milagre que Salvou o Carcereiro
Lição 12 - O Milagre que Salvou o CarcereiroÉder Tomé
 
01 o que é Evangelização
01  o que é Evangelização01  o que é Evangelização
01 o que é EvangelizaçãoMárcio Martins
 
Lição 11 - A Cura de um Coxo de Nascença
Lição 11 - A Cura de um Coxo de NascençaLição 11 - A Cura de um Coxo de Nascença
Lição 11 - A Cura de um Coxo de NascençaÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

Lição 2 - Deus o primeiro evangelista
Lição 2 - Deus o primeiro evangelistaLição 2 - Deus o primeiro evangelista
Lição 2 - Deus o primeiro evangelista
 
Profecias Cumpridas de Ellen White.
Profecias Cumpridas de Ellen White.Profecias Cumpridas de Ellen White.
Profecias Cumpridas de Ellen White.
 
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITEIASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
 
Romanizacao do adventismo
Romanizacao do adventismoRomanizacao do adventismo
Romanizacao do adventismo
 
Igreja Agência Evangelizadora
Igreja Agência EvangelizadoraIgreja Agência Evangelizadora
Igreja Agência Evangelizadora
 
Lição 3 - Igreja, agência evangelizadora
Lição 3 - Igreja, agência evangelizadoraLição 3 - Igreja, agência evangelizadora
Lição 3 - Igreja, agência evangelizadora
 
Cristianismo flavio josefo
Cristianismo   flavio josefoCristianismo   flavio josefo
Cristianismo flavio josefo
 
Slide Lição 3 - O Despertamento Renova o Altar
Slide Lição 3 - O Despertamento Renova o AltarSlide Lição 3 - O Despertamento Renova o Altar
Slide Lição 3 - O Despertamento Renova o Altar
 
As tres mensagens angélicas e o declinio da liberdade
As tres mensagens angélicas e o declinio da liberdadeAs tres mensagens angélicas e o declinio da liberdade
As tres mensagens angélicas e o declinio da liberdade
 
O ministério de Evangelista
O ministério de EvangelistaO ministério de Evangelista
O ministério de Evangelista
 
"Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim""Cristo vive em mim"
"Cristo vive em mim"
 
Lição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionáriaLição 12 - Cosmovisão missionária
Lição 12 - Cosmovisão missionária
 
13
1313
13
 
01 - o que é evangelização
01 - o que é evangelização01 - o que é evangelização
01 - o que é evangelização
 
lição 1 - quando a crise mostra a sua face
lição 1 - quando a crise mostra a sua facelição 1 - quando a crise mostra a sua face
lição 1 - quando a crise mostra a sua face
 
2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORA
2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORA2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORA
2016 3 TRI LIÇÃO 3 - IGREJA, AGÊNCIA EVANGELIZADORA
 
Dois povos adventistas
Dois povos adventistasDois povos adventistas
Dois povos adventistas
 
Lição 12 - O Milagre que Salvou o Carcereiro
Lição 12 - O Milagre que Salvou o CarcereiroLição 12 - O Milagre que Salvou o Carcereiro
Lição 12 - O Milagre que Salvou o Carcereiro
 
01 o que é Evangelização
01  o que é Evangelização01  o que é Evangelização
01 o que é Evangelização
 
Lição 11 - A Cura de um Coxo de Nascença
Lição 11 - A Cura de um Coxo de NascençaLição 11 - A Cura de um Coxo de Nascença
Lição 11 - A Cura de um Coxo de Nascença
 

Destaque (9)

Daniel 5
Daniel 5Daniel 5
Daniel 5
 
Daniel 06 viernarlatppt
Daniel  06 viernarlatpptDaniel  06 viernarlatppt
Daniel 06 viernarlatppt
 
Daniel 03
Daniel 03 Daniel 03
Daniel 03
 
Apelo urgente reavivamento espanhol
Apelo urgente reavivamento espanholApelo urgente reavivamento espanhol
Apelo urgente reavivamento espanhol
 
Apelo urgente reavivamento
Apelo urgente reavivamento Apelo urgente reavivamento
Apelo urgente reavivamento
 
Retiro
RetiroRetiro
Retiro
 
Daniel 01
Daniel 01 Daniel 01
Daniel 01
 
Por que vivir es aprender a vivir
Por que vivir es aprender a vivirPor que vivir es aprender a vivir
Por que vivir es aprender a vivir
 
Mostramos respeto adorando a dios
Mostramos respeto adorando a diosMostramos respeto adorando a dios
Mostramos respeto adorando a dios
 

Semelhante a 150 anos oficial

Aula 1 o mundo religioso do século xviii e xix
Aula 1   o mundo religioso do século xviii e xixAula 1   o mundo religioso do século xviii e xix
Aula 1 o mundo religioso do século xviii e xixJosé Santos
 
4 história do cristianismo -4ª aula
4  história do cristianismo -4ª aula4  história do cristianismo -4ª aula
4 história do cristianismo -4ª aulaPIB Penha
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)Luiza Dayana
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)Luiza Dayana
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)Luiza Dayana
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)Luiza Dayana
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fimHalford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fimLuiza Dayana
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)Luiza Dayana
 
Sinais precursores do fim
Sinais precursores do fimSinais precursores do fim
Sinais precursores do fimnetirfreitas
 
O despertamento religioso do século dezenove
O despertamento religioso do século dezenoveO despertamento religioso do século dezenove
O despertamento religioso do século dezenoveDiego Fortunatto
 
Institutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasil
Institutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasilInstitutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasil
Institutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasilInstituto Teológico Gamaliel
 
Aula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaAula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaMarcia oliveira
 
Documento santodomingo iv conferência
Documento santodomingo   iv conferênciaDocumento santodomingo   iv conferência
Documento santodomingo iv conferênciaDiêgo De Lima Dantas
 
Testemunhos dos pioneiros
Testemunhos dos pioneirosTestemunhos dos pioneiros
Testemunhos dos pioneirosJose Moraes
 
Perseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e iiPerseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e iiWerkson Azeredo
 
Perseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e IIPerseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e IIWerkson Azeredo
 
Familia White não acreditava na trindade
Familia White não acreditava na trindadeFamilia White não acreditava na trindade
Familia White não acreditava na trindadeJosé Silva
 

Semelhante a 150 anos oficial (20)

Aula 1 o mundo religioso do século xviii e xix
Aula 1   o mundo religioso do século xviii e xixAula 1   o mundo religioso do século xviii e xix
Aula 1 o mundo religioso do século xviii e xix
 
História da iasd
História da iasdHistória da iasd
História da iasd
 
4 história do cristianismo -4ª aula
4  história do cristianismo -4ª aula4  história do cristianismo -4ª aula
4 história do cristianismo -4ª aula
 
Linha de esplendor sem fim
Linha de esplendor sem fimLinha de esplendor sem fim
Linha de esplendor sem fim
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (3)
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (4)
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (1)
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (5)
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fimHalford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim
 
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)
Halford e luccok-linha_de_esplendor_sem_fim (2)
 
Sinais precursores do fim
Sinais precursores do fimSinais precursores do fim
Sinais precursores do fim
 
O despertamento religioso do século dezenove
O despertamento religioso do século dezenoveO despertamento religioso do século dezenove
O despertamento religioso do século dezenove
 
História da igreja i
História da igreja iHistória da igreja i
História da igreja i
 
Institutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasil
Institutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasilInstitutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasil
Institutogamaliel.com o legado dos jesuítas no brasil
 
Aula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaAula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja Apostólica
 
Documento santodomingo iv conferência
Documento santodomingo   iv conferênciaDocumento santodomingo   iv conferência
Documento santodomingo iv conferência
 
Testemunhos dos pioneiros
Testemunhos dos pioneirosTestemunhos dos pioneiros
Testemunhos dos pioneiros
 
Perseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e iiPerseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e ii
 
Perseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e IIPerseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e II
 
Familia White não acreditava na trindade
Familia White não acreditava na trindadeFamilia White não acreditava na trindade
Familia White não acreditava na trindade
 

Mais de William Cardoso (20)

Respeto, el otro y dios
Respeto, el otro y diosRespeto, el otro y dios
Respeto, el otro y dios
 
Presentacdión1
Presentacdión1Presentacdión1
Presentacdión1
 
No renuncies
No renunciesNo renuncies
No renuncies
 
Bienaventurado el varón que no anduvo en consejo
Bienaventurado el varón que no anduvo en consejoBienaventurado el varón que no anduvo en consejo
Bienaventurado el varón que no anduvo en consejo
 
Lealt aj d
Lealt aj dLealt aj d
Lealt aj d
 
Lealtad
LealtadLealtad
Lealtad
 
Leal.
Leal.Leal.
Leal.
 
2010 01-08 powerpointsef
2010 01-08 powerpointsef2010 01-08 powerpointsef
2010 01-08 powerpointsef
 
Soc. menores junio
Soc. menores junioSoc. menores junio
Soc. menores junio
 
La llave del_cielo
La llave del_cieloLa llave del_cielo
La llave del_cielo
 
Espacio, fidelidad y cristo
Espacio, fidelidad y cristoEspacio, fidelidad y cristo
Espacio, fidelidad y cristo
 
Doctores de la salud
Doctores de la saludDoctores de la salud
Doctores de la salud
 
Predicacion jovenes
Predicacion  jovenesPredicacion  jovenes
Predicacion jovenes
 
Comer el pan
Comer el panComer el pan
Comer el pan
 
Uno cosecha lo que siembra
Uno cosecha lo que siembraUno cosecha lo que siembra
Uno cosecha lo que siembra
 
La mujer sanada
La mujer sanadaLa mujer sanada
La mujer sanada
 
La biblia
La bibliaLa biblia
La biblia
 
El libro más leído
El libro más leídoEl libro más leído
El libro más leído
 
Diseño inteligente
Diseño inteligenteDiseño inteligente
Diseño inteligente
 
La biblia y la ciencia
La biblia y la cienciaLa biblia y la ciencia
La biblia y la ciencia
 

150 anos oficial

  • 1.  
  • 2.  
  • 3.  
  • 4.  
  • 5. Reformadores J. Calvino (1509-1564) M. Lutero (1483-1546) Zwinglio (1484-1531) Erasmus (1466-1536) Tyndale (1484-1536) Melanchthon (1497-1560) J. Wesley (1703-1791) Savonarola (1452-1498) J. Huss (1369-1415) J. Knox (1514-1572)
  • 7.
  • 8.
  • 9. Terremoto de Lisboa – 01/11/1755
  • 10.
  • 11.
  • 12. Escurecimento do Sol e da Lua – 19/05/1780 Mt 24:29
  • 13. Revolução Francesa – 14/06/1789 Ap 15:6
  • 14. Aprisionamento do Papa Pio VI – 10/02/1798 Ap 15:6
  • 15. Ap 12:6 e 14
  • 16. Queda dos meteoritos – 15/11/1833 Lc 21:25
  • 18. Pregadores mirins da Escandinávia
  • 19. Cerca de 75 pregadores ao redor do mundo chegaram a conclusão de que Jesus voltaria ao redor de 1844.
  • 21. Vai, e prega esta mensagem ao mundo!
  • 22. Início da pregação de Miller, em Dresnden, NY – 13/08/1831
  • 23.
  • 24. Esquema Profético Diagrama profético elaborado por Carlos Fitch e Appolos Halles. (início de 1842)
  • 25. Cálculo Profético No dia 22 de agosto de 1844, Samuel Snow publicou a obra The True Midnight Cry , o qual mostrava o cálculo profético que apontava para a data 22 de outubro de 1844 como o dia da volta de Jesus. Samuel Snow
  • 28.
  • 29.
  • 30. 23 de outubro de 1844
  • 31. Por que Deus fundou a Igreja Adventista do Sétimo Dia? Conforme Ap 3:14-22; 12:17
  • 32.
  • 33.
  • 34. Ponte de New Bedford e Fairhaven, Massachusetts
  • 36. A finalidade do Espírito de Profecia, foi dada por Deus como um diferencial para a igreja remanescente, visando orienta-la, confortá-la e conduzi-la com segurança até o desfecho do Grande Conflito. Ellen G. White
  • 37.
  • 38.
  • 39.  
  • 41. “ Demonstraram ser um poder unificador, clarificador e fortalecedor, consolidando as posições do crescente grupo sabatista” (The Prophetic Faith of Our Fathers, v.4, 1021).
  • 42. “ Muitas vezes ficávamos juntos até tarde da noite, e por vezes durante a noite inteira, orando por luz e estudando a Palavra.”
  • 43. “ Tenho uma mensagem para você. Deve começar a publicar um pequeno jornal e mandá-lo ao povo. Desde este pequeno começo foi-me mostrado assemelhar-se a torrentes de luz que circundavam o mundo” (VE, 127).
  • 44. “ Ajoelhamo-nos em redor dos jornais e, com o coração humilde e muitas lágrimas, rogamos ao Senhor que abençoasse aqueles mensageiros da verdade.” (VE, 128 e 129).
  • 45. Tiago White Obra de Publicações (Middletown, CN – julho de 1849)
  • 46.
  • 47.
  • 48. Battle Creek, MI – Local das reuniões de 1860
  • 49. Reuniões entre 29/09 e 01/10/1860
  • 50. Reuniões de 1860 José Bates Urias Smith presidente secretário
  • 51. Alguns Delegados Geo. Amadon J. N. Andrews Stephen Belden T. J. Butler M. E. Cornell J. B. Frisbe David Hewitt
  • 52. Alguns Delegados Moses Hull Wm. Ingraham R. J. Lawrence J. Loughborough Daniel Palmer Uriah Smith James White
  • 53. A escolha do nome “ A falta de um nome seria como publicar um livro sem títulos ou enviar um trabalho sem nome”. Stephen T. Belden
  • 54. A escolha do nome “ Em tempos passados, quando éramos um grupo menor, eu não via a necessidade de adotar um nome”. Tiago S. White
  • 55. Votação para ter um nome Então, a pergunta “devemos adotar um nome?” foi exposta para discussão. Ninguém discordou , apesar de alguns terem se negado a votar. Revista Review and Herand – 23/10/1860
  • 56.
  • 57. Primeira referência Uma carta endereçada para o escritório da Review, em Rochester, NY, datada de 20 de março de 1853 , fora enviada de Tomkins, MI. Steven T. Cranson referiu aos adventistas guardadores do sábado, como os “adventistas do sétimo dia”.
  • 58. David Hewitt “ Resolvido, que nós adotemos o nome ‘ Adventistas do Sétimos Dia ’”.
  • 59. Moisés Hull O irmão Hull recomendou que o nome escolhido fosse aplicado a todas as igrejas em geral.
  • 60. “ Não podemos adotar outro nome melhor do que esse, que concorda com a nossa doutrina, exprime a nossa fé e nos caracteriza como um povo peculiar” (3TI, 223). Ellen G. White
  • 61. Primeira sede da Associação Geral - 1863
  • 62.
  • 63. Parábola das 10 virgens Mt 25:1-13
  • 64.  
  • 65.  

Notas do Editor

  1. Guilherme Miller teve um diálogo com sua própria consciência no qual pode ouvir a voz do Espírito Santo dizer: “vai, e prega esta mensagem ao mundo”. Esse diálogo ocorreu em um bosque de sua fazenda, no dia 2 de agosto de 1831 .
  2. Miller recebeu o convite de um garoto chamado Irvin para pregar na Igreja Batista de Dresden. Dresden ficava cerca de 30 km da residência de Guilherme Miller, em Low Hampton, NY.
  3. Ap 10:11
  4. 1846 - José Bates, retornando de Washington, New Hampshire, estava atravessando esta ponte quando um amigo lhe perguntou, “Irmão Bates, quais são as novas?” O capitão Bates respondeu, “As novas são que o sétimo dia é o Sábado.”
  5. “ Depois de termos dobrado os jornais e meu marido haver embrulhado e endereçado exemplares para todos os que ele julgava os leriam, pô-los numa malinha e, a pé, levou-os ao correio de Middletown.” (VE, 128, 129).
  6. Conversão de David Hewitt: 1852