Virologia geral_ métodos de inativaçao e preservação viral

1.157 visualizações

Publicada em

Descreve os principais métodos de inativação em preservação usados em virologia

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Virologia geral_ métodos de inativaçao e preservação viral

  1. 1. Inativação e preservação dos vírus
  2. 2. Agentes físicos e químicos Finalidade: inativação vírus em programas de desinfecção inativar vírus em vacinas preservar vírus em amostras
  3. 3. Inativação por agentes físicos Temperatura:  Destruição → 50o C-60o C / 30’ → desnaturação proteíca;  Vírus icosaédricos → + estáveis a 37o C;  Vírus envelopados → + termolábeis a 37o C. Vírus desnudos Vírus envelopados
  4. 4. Inativação por agentes físicos Temperatura:  Calor úmido Fervura Autoclavação Pasteurização.
  5. 5. Inativação por agentes físicos Temperatura: Calor seco Bico Bunsen DefumaçãoEstufa Incineração Vassoura de fogo
  6. 6. Inativação por agentes físicos Radiações:  Inativação desnaturação do ácido nucléico;  Radiações ionizantes Raio X Raio gama
  7. 7. Inativação por agentes físicos  Radiações não -ionizantes Luz UV
  8. 8. Inativação por agentes físicos pH:  Estabilidade → entre pH de 5,0 a 9,0;  Enterovírus (exceção) → resistem pH 2,0 – 3,0 → inativação por ácidos fortes  Inativação  ácidos fracos = hidróxido de Na  álcalis = hipoclorito de Na
  9. 9. Inativação por agentes químicos Agentes químicos:  Utilização desinfetantes produção de vacinas inativadas; Ação depende tipo vírus tempo de exposição concentração presença ou não de matéria orgânica.
  10. 10. Agentes químicos utilizados na inativação viral Tipos Ação Exemplos agentes oxidantes oxidação de grupos sulfidrila hipoclorito de sódio, tintura de iodo agentes alcalinizantes atravessam a camada protéica e inativam o ácido nucléico formaldeído, glutaraldeído agentes proteolíticos desnaturam a camada protéica álcoóis, fenóis agentes desnaturantes desnaturam o ácido nucléico β-propiolactona, acetiletilamina Inativação por agentes químicos
  11. 11. Inativação por agentes químicos Detergentes não iônicos:  Ação → desnaturam lipídeos do envelope; Triton X-100, Nonidet P40 Tween 20 Detergentes não-iônicos
  12. 12. Inativação por agentes químicos Detergentes iônicos:  Ação → desnaturam lipídeos e podem romper protéinas  Tipos : aniônicos, catiônicos aniônicosAniônicos (-) Catiônicos (+)  Ex: derivados quaternários da amônia, lisol (cloridrato benzalcônico) deoxicolato de sódio, éter, clorofórmio
  13. 13. Preservação viral Temperatura:  Ambiente (18 - 22o C) → viabilidade viral por dias; 4o C → viabilidade viral por semanas; -20o C / - 70o C ou menos → sobrevivência por meses ou anos Congelamento e descongelamento  ↓ ou perda da infecciosidade viral.
  14. 14. Preservação viral Sais:  Sais (1 mol/L) → ↑ estabilidade de muitos vírus:  Estabilidade viral → produção de vacinas → sais ↑potência → duração de semanas a T.A. MgCl2 → picornavírus, reovírus – MgSO4 → ortomixovírus e paramixovírus Na2SO4 → herpesvírus CaCl2 → rotavírus
  15. 15. Preservação viral Liofilização:  Consiste na retirada total de água;  Preservação 4o C / TA
  16. 16. Preservação viral Glicerol: Álcool polihídrico Soro fetal bovino: Componente nutritivo (proteínas e aminoácidos) → ↑ tempo da preservação viral. Meio cultura celular

×