SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Época Negócios - EDG ARTIGO IMPRIMIR - Em busca da empresa global                                          Page 1 of 2




        IMPRIMIR                                                     Imprimir   Tamanho do texto:



          Em busca da empresa global
          Aos poucos, a IBM está deixando de ser uma multinacional em que cópias idênticas
          às de sua matriz são espalhadas pelo mundo. Essa estratégia de alocar suas divisões
          onde haja o talento certo pelo melhor preço já está dando resultados
          POR RAFAEL BARIFOUSE

          No passado, em muitas das instalações feitas pela IBM nos computadores de clientes, um
          funcionário ia de máquina em máquina para prestar o serviço. O custo girava em torno dos
          US$ 70 por PC. Hoje, a companhia tem 200 pessoas em Toronto que instalam os pacotes
          de programas para clientes de todo o mundo via internet. O custo? US$ 0,20 por PC.

          No dia 12 de abril, a morte do ator Rajkumar gerou revolta nas ruas da cidade de
          Bangalore, o Vale do Silício indiano, e muitos escritórios encerraram o expediente mais
          cedo. Para evitar prejuízos, a IBM transferiu o gerenciamento de data centers para Boulder,
          nos Estados Unidos, e a assistência técnica para a África do Sul. Enquanto isso, clientes de
          empresas indianas lidavam com a frustração de ter parte de sua tecnologia da informação
          interrompida.

          Estes são dois exemplos de como a estratégia de integração global da IBM a está
          transformando em uma empresa mais ágil e eficiente. Desde meados da década de 90, a
          companhia americana está deixando para trás o modelo multinacional, em que cópias
          idênticas e reduzidas da matriz são criadas em cada país. Hoje, a Big Blue procura alocar
          suas divisões de software, hardware e serviços onde encontra um local seguro para
          investimentos internacionais e que oferece o talento certo pelo melhor preço. É a chamada
          empresa global.

          Transição
          Essa transição começou durante a era de Lou Gestner. O executivo assumiria a presidência
          da companhia em 1992 no lugar de John Akers. Sua missão: sanar a mais séria crise da
          história da IBM. Nessa época, a empresa estava desalinhada com o mercado de tecnologia,
          que caminhava para o modelo descentralizado de processamento de informações realizado
          com PCs. Mas a Big Blue ainda gerava 90% de sua receita de computadores de grande
          porte e dos programas neles instalados. Gestner reorientou a empresa para serviços e fez
          dela uma grande integradora de tecnologias fornecidas por centenas de firmas menores.
          Mais importante ainda: foi o executivo que reestruturou internamente a empresa. Em vez de
          ser dividida por países, agora ela funcionava - e estabelecia suas estratégias - por divisões.
          Ao mesmo tempo, surgia no horizonte algo que mudaria a forma como vivemos e
          trabalhamos.

          A internet ainda estava em seus estágios iniciais quando Gestner vislumbrou nela um
          imenso potencial para a nova IBM. Foi o executivo que criou o conceito "e-business", em
          que a internet é uma plataforma para as operações de empresas. Mas seria só sob o
          comando de Sam Palmisano, presidente da empresa desde 2003, que a rede mundial de
          computadores, na sua versão 2.0, daria realmente bons resultados.

          Com a nova infra-estrutura de transmissão de dados da banda larga tornou-se possível
          transmitir de forma segura e eficiente o imenso volume de informações processadas
          diariamente por computadores de grande porte, como mainframes e servidores. Isso elimina
          a necessidade de uma empresa estar próxima de seus clientes para prover serviços como
          processamento de dados. "Pela primeira vez, tudo está conectado - negócios, processos de
          trabalho, transações e bilhões de pessoas", diz Palmisano. Ao mesmo tempo, a IBM
          finalmente deixava para trás qualquer resquício da crise financeira que quase a derrubou no
          início dos anos 90, e estava pronta para executar seu plano ambicioso de se tornar uma
          empresa verdadeiramente global.

          Oportunidade única
          A IBM tem uma oportunidade única em mãos, pois é a empresa mais globalizada do mundo,
          com 385 mil funcionários espalhados por 170 dos 192 países do globo. Com isso, consegue
          ter uma visão mais clara de onde estão os talentos únicos capazes de fazer a companhia
          inovar melhor e mais rápido. "Não basta investir dinheiro para ser percebida como empresa




http://epocanegocios.globo.com/Revista/Epocanegocios/0,,EDR81564-8382,00.html                               23/2/2010
Época Negócios - EDG ARTIGO IMPRIMIR - Em busca da empresa global                                         Page 2 of 2




          global", diz Sérgio Lozinsky, da consultoria Booz Allen Hamilton. "É preciso entender as
          diferentes culturas e suas potencialidades para levar o expertise aonde ele é realmente
          necessário."

          Hoje, por exemplo, o desenvolvimento e a fabricação de chips cabe a Nova York, nos
          Estados Unidos. A criação de softwares fica a cargo da Índia. Na China, gerencia-se a
          cadeia de fornecedores. O Brasil realiza grande parte do trabalho financeiro e ainda é, em
          Hortolândia, um importante pólo de prestação de serviços, uma área que responde por 54%
          da receita da companhia. "Em um mundo em que os meios de produção e de distribuição
          estão disponíveis para qualquer um, o único meio de se distinguir é ter um valor e
          habilidades únicas", afirma Palmisano.

          Emergentes
          Como é possível perceber, é nos países emergentes que a Big Blue tem encontrado os
          melhores resultados da equação entre talento e custo. Só no Brasil, a força de trabalho
          triplicou nos últimos cinco anos, para 13 mil pessoas. Na Índia, o número chega a 60 mil, ou
          seja, um em cada seis funcionários da empresa está lá. O seu crescimento nesses países
          foi apontado como um dos principais geradores dos fortes índices de crescimento
          apresentados no mês passado.

          Em 2007, a IBM faturou US$ 98,7 bilhões, 8,1% a mais do que no ano anterior. O aumento
          dos lucros foi ainda mais forte, de quase 10%, com um volume total de US$ 10,41 bilhões.
          Estes resultados são considerados os primeiros sinais significativos do sucesso de nova
          fase da IBM. Mas seus executivos fazem questão de deixar claro que ainda há muito
          trabalho a fazer. "Tem de melhorar continuamente, porque as expectativas dos clientes
          continuam a progredir", diz Marc Lautenbach, gerente geral da IBM para as Américas. "É
          uma jornada quase interminável."

          Mas não basta a IBM se integrar globalmente. Os clientes da empresa exigem dela um grau
          de inovação cada vez mais sofisticado e relevante. Por isso, ao mesmo tempo em que
          busca ser uma empresa global, ela implementa internamente o conceito de inovação
          colaborativa, ao buscar novos parceiros e até mesmo concorrentes para ganhar novos
          conhecimentos e atender a essas expectativas. "A integração global é como se fosse uma
          grande auto-estrada, e o grau de inovação é o tipo de automóvel que as pessoas querem
          dirigir", diz Navi Radjou, da Forrester Research. "Para os clientes da IBM, não basta dirigir
          um chevete. Eles querem um Porche."




                                                     Fechar




http://epocanegocios.globo.com/Revista/Epocanegocios/0,,EDR81564-8382,00.html                              23/2/2010

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Administração de Serviços
Administração de ServiçosAdministração de Serviços
Administração de ServiçosMatheus Conci
 
Definição e Classificação de Serviços
Definição e Classificação de ServiçosDefinição e Classificação de Serviços
Definição e Classificação de ServiçosGPA
 
Produtos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de NegóciosProdutos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de NegóciosWagner Gonsalez
 
Impressos Wagner Gonsalez - TT
Impressos Wagner Gonsalez - TTImpressos Wagner Gonsalez - TT
Impressos Wagner Gonsalez - TTWagner Gonsalez
 
Palestra Tendencias Marketing
Palestra Tendencias MarketingPalestra Tendencias Marketing
Palestra Tendencias MarketingWagner Gonsalez
 
Apresentação Açucar e Alcool
Apresentação Açucar e AlcoolApresentação Açucar e Alcool
Apresentação Açucar e AlcoolWagner Gonsalez
 
Criar apresentações em ppt e apresentar
Criar apresentações em ppt e apresentarCriar apresentações em ppt e apresentar
Criar apresentações em ppt e apresentarWagner Gonsalez
 
Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016Wagner Gonsalez
 
Palestra Marketing de Servicos e Logistica
Palestra Marketing de Servicos e LogisticaPalestra Marketing de Servicos e Logistica
Palestra Marketing de Servicos e LogisticaWagner Gonsalez
 
BSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score CardBSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score CardWagner Gonsalez
 
Estratégia de Negócios
Estratégia de NegóciosEstratégia de Negócios
Estratégia de NegóciosWagner Gonsalez
 

Destaque (20)

Administração de Serviços
Administração de ServiçosAdministração de Serviços
Administração de Serviços
 
Natureza de serviços
Natureza de serviçosNatureza de serviços
Natureza de serviços
 
Definição e Classificação de Serviços
Definição e Classificação de ServiçosDefinição e Classificação de Serviços
Definição e Classificação de Serviços
 
Artigo Mkt Global Ibm
Artigo Mkt Global IbmArtigo Mkt Global Ibm
Artigo Mkt Global Ibm
 
Produtos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de NegóciosProdutos e serviços em Plano de Negócios
Produtos e serviços em Plano de Negócios
 
Impressos Wagner Gonsalez - TT
Impressos Wagner Gonsalez - TTImpressos Wagner Gonsalez - TT
Impressos Wagner Gonsalez - TT
 
Palestra Tendencias Marketing
Palestra Tendencias MarketingPalestra Tendencias Marketing
Palestra Tendencias Marketing
 
Artigo Mkt Global Novo
Artigo Mkt Global NovoArtigo Mkt Global Novo
Artigo Mkt Global Novo
 
Artigo Mkt Global Nike
Artigo Mkt Global NikeArtigo Mkt Global Nike
Artigo Mkt Global Nike
 
Palestra 3 Servicos
Palestra 3 ServicosPalestra 3 Servicos
Palestra 3 Servicos
 
Tendencias2010
Tendencias2010Tendencias2010
Tendencias2010
 
Apresentação Açucar e Alcool
Apresentação Açucar e AlcoolApresentação Açucar e Alcool
Apresentação Açucar e Alcool
 
Criar apresentações em ppt e apresentar
Criar apresentações em ppt e apresentarCriar apresentações em ppt e apresentar
Criar apresentações em ppt e apresentar
 
Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016Cenários econômicos Brasil 2016
Cenários econômicos Brasil 2016
 
Palestra Marketing de Servicos e Logistica
Palestra Marketing de Servicos e LogisticaPalestra Marketing de Servicos e Logistica
Palestra Marketing de Servicos e Logistica
 
Demanda de Mercado
Demanda de MercadoDemanda de Mercado
Demanda de Mercado
 
Marca - Branding
Marca - BrandingMarca - Branding
Marca - Branding
 
BSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score CardBSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score Card
 
Gestão de Serviços
Gestão de ServiçosGestão de Serviços
Gestão de Serviços
 
Estratégia de Negócios
Estratégia de NegóciosEstratégia de Negócios
Estratégia de Negócios
 

Semelhante a Artigo Mkt Global Epoca

IBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da Estratégia
IBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da EstratégiaIBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da Estratégia
IBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da EstratégiaFundação Dom Cabral - FDC
 
Cisco Live Magazine ed.10 (Português)
Cisco Live Magazine ed.10 (Português)Cisco Live Magazine ed.10 (Português)
Cisco Live Magazine ed.10 (Português)Cisco do Brasil
 
Novo Perfil do profissional de TI frente as redes sociais
Novo Perfil do profissional de TI frente as redes sociaisNovo Perfil do profissional de TI frente as redes sociais
Novo Perfil do profissional de TI frente as redes sociaisSergio Crespo
 
Revista Cisco Live 11 ed
Revista Cisco Live 11 edRevista Cisco Live 11 ed
Revista Cisco Live 11 edCisco do Brasil
 
50 InspiraçõEs Para Inovar
50 InspiraçõEs Para Inovar50 InspiraçõEs Para Inovar
50 InspiraçõEs Para Inovarpaulo moraes
 
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?Rafael Burity
 
Ibm social business 2013 flac
Ibm social business 2013   flacIbm social business 2013   flac
Ibm social business 2013 flacFlávio Mendes
 
Possibilidades para o mercado de trabalho na área de TI
Possibilidades para o mercado de trabalho na área de TIPossibilidades para o mercado de trabalho na área de TI
Possibilidades para o mercado de trabalho na área de TIEduardo Ricoldi
 
Revista Equipa Informática
Revista Equipa InformáticaRevista Equipa Informática
Revista Equipa Informáticaequipainfo
 
PIF2019 - A02 - Carlos Boechat - Accenture
PIF2019 - A02 - Carlos Boechat - AccenturePIF2019 - A02 - Carlos Boechat - Accenture
PIF2019 - A02 - Carlos Boechat - AccentureEvandro Gama (Prof. Dr.)
 
White Paper Frost & Sullivan Portugues
White Paper Frost & Sullivan PortuguesWhite Paper Frost & Sullivan Portugues
White Paper Frost & Sullivan PortuguesFelipe Lamus
 
Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...
Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...
Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...Cisco do Brasil
 
Tendências em Mobilidade para Corporações 2012
Tendências em Mobilidade para Corporações 2012Tendências em Mobilidade para Corporações 2012
Tendências em Mobilidade para Corporações 2012CI&T
 
CRN Brasil Entrevista Ricardo Clemente
CRN Brasil Entrevista Ricardo ClementeCRN Brasil Entrevista Ricardo Clemente
CRN Brasil Entrevista Ricardo ClementeEloGroup
 
Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.
Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.
Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.Lucas Modesto
 
Processos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação DigitalProcessos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação DigitalLecom Tecnologia
 

Semelhante a Artigo Mkt Global Epoca (20)

IBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da Estratégia
IBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da EstratégiaIBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da Estratégia
IBM Brasil: Corporate Venturing Para Suporte da Estratégia
 
Cisco Live Magazine ed.10 (Português)
Cisco Live Magazine ed.10 (Português)Cisco Live Magazine ed.10 (Português)
Cisco Live Magazine ed.10 (Português)
 
Novo Perfil do profissional de TI frente as redes sociais
Novo Perfil do profissional de TI frente as redes sociaisNovo Perfil do profissional de TI frente as redes sociais
Novo Perfil do profissional de TI frente as redes sociais
 
Revista Cisco Live 11 ed
Revista Cisco Live 11 edRevista Cisco Live 11 ed
Revista Cisco Live 11 ed
 
50 InspiraçõEs Para Inovar
50 InspiraçõEs Para Inovar50 InspiraçõEs Para Inovar
50 InspiraçõEs Para Inovar
 
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?
 
Ibm social business 2013 flac
Ibm social business 2013   flacIbm social business 2013   flac
Ibm social business 2013 flac
 
Possibilidades para o mercado de trabalho na área de TI
Possibilidades para o mercado de trabalho na área de TIPossibilidades para o mercado de trabalho na área de TI
Possibilidades para o mercado de trabalho na área de TI
 
Revista Equipa Informática
Revista Equipa InformáticaRevista Equipa Informática
Revista Equipa Informática
 
PIF2019 - A02 - Carlos Boechat - Accenture
PIF2019 - A02 - Carlos Boechat - AccenturePIF2019 - A02 - Carlos Boechat - Accenture
PIF2019 - A02 - Carlos Boechat - Accenture
 
White Paper Frost & Sullivan Portugues
White Paper Frost & Sullivan PortuguesWhite Paper Frost & Sullivan Portugues
White Paper Frost & Sullivan Portugues
 
Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...
Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...
Por que tudo que você achava que sabia sobre implementar novas tecnologias mu...
 
Informatica11
Informatica11Informatica11
Informatica11
 
Case Virtus
Case VirtusCase Virtus
Case Virtus
 
Tendências em Mobilidade para Corporações 2012
Tendências em Mobilidade para Corporações 2012Tendências em Mobilidade para Corporações 2012
Tendências em Mobilidade para Corporações 2012
 
CRN Brasil Entrevista Ricardo Clemente
CRN Brasil Entrevista Ricardo ClementeCRN Brasil Entrevista Ricardo Clemente
CRN Brasil Entrevista Ricardo Clemente
 
Directorio-das-TIC-2017
Directorio-das-TIC-2017Directorio-das-TIC-2017
Directorio-das-TIC-2017
 
Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.
Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.
Guia sobre análise de dados e aprendizado de máquina para CIO.
 
Processos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação DigitalProcessos Digitais como alicerce da Transformação Digital
Processos Digitais como alicerce da Transformação Digital
 
SML Acontece
SML AconteceSML Acontece
SML Acontece
 

Mais de Wagner Gonsalez

Plano de negócios (TCC)
Plano de negócios (TCC)Plano de negócios (TCC)
Plano de negócios (TCC)Wagner Gonsalez
 
Inovação, Criatividade e Inteligência
Inovação, Criatividade e InteligênciaInovação, Criatividade e Inteligência
Inovação, Criatividade e InteligênciaWagner Gonsalez
 
Gestão de Serviços (P1)
Gestão de Serviços (P1)Gestão de Serviços (P1)
Gestão de Serviços (P1)Wagner Gonsalez
 
Redes sociais - Linkedin
Redes sociais - LinkedinRedes sociais - Linkedin
Redes sociais - LinkedinWagner Gonsalez
 
Segmentação de marketing
Segmentação de marketingSegmentação de marketing
Segmentação de marketingWagner Gonsalez
 
Marketing de Relacionamento Global
Marketing de Relacionamento GlobalMarketing de Relacionamento Global
Marketing de Relacionamento GlobalWagner Gonsalez
 
Palestra Introdução ao Marketing
Palestra Introdução ao MarketingPalestra Introdução ao Marketing
Palestra Introdução ao MarketingWagner Gonsalez
 
Trendwatching 2009 05 Innovation Jubilation
Trendwatching 2009 05 Innovation JubilationTrendwatching 2009 05 Innovation Jubilation
Trendwatching 2009 05 Innovation JubilationWagner Gonsalez
 
Trendwatching 2009 10 Nowism
Trendwatching 2009 10 NowismTrendwatching 2009 10 Nowism
Trendwatching 2009 10 NowismWagner Gonsalez
 
Trendwatching 2010 02 Functionall
Trendwatching 2010 02 FunctionallTrendwatching 2010 02 Functionall
Trendwatching 2010 02 FunctionallWagner Gonsalez
 
Trendwatching 2009 06 Foreverism
Trendwatching 2009 06 ForeverismTrendwatching 2009 06 Foreverism
Trendwatching 2009 06 ForeverismWagner Gonsalez
 
Trendwatching 2009 04 Sellsumers
Trendwatching 2009 04 SellsumersTrendwatching 2009 04 Sellsumers
Trendwatching 2009 04 SellsumersWagner Gonsalez
 

Mais de Wagner Gonsalez (14)

Plano de negócios (TCC)
Plano de negócios (TCC)Plano de negócios (TCC)
Plano de negócios (TCC)
 
Inovação, Criatividade e Inteligência
Inovação, Criatividade e InteligênciaInovação, Criatividade e Inteligência
Inovação, Criatividade e Inteligência
 
Gestão de Serviços (P1)
Gestão de Serviços (P1)Gestão de Serviços (P1)
Gestão de Serviços (P1)
 
Redes sociais - Linkedin
Redes sociais - LinkedinRedes sociais - Linkedin
Redes sociais - Linkedin
 
Segmentação de marketing
Segmentação de marketingSegmentação de marketing
Segmentação de marketing
 
Marketing de Relacionamento Global
Marketing de Relacionamento GlobalMarketing de Relacionamento Global
Marketing de Relacionamento Global
 
Palestra Introdução ao Marketing
Palestra Introdução ao MarketingPalestra Introdução ao Marketing
Palestra Introdução ao Marketing
 
Novo Marketing 2011
Novo Marketing 2011Novo Marketing 2011
Novo Marketing 2011
 
Invencoes
InvencoesInvencoes
Invencoes
 
Trendwatching 2009 05 Innovation Jubilation
Trendwatching 2009 05 Innovation JubilationTrendwatching 2009 05 Innovation Jubilation
Trendwatching 2009 05 Innovation Jubilation
 
Trendwatching 2009 10 Nowism
Trendwatching 2009 10 NowismTrendwatching 2009 10 Nowism
Trendwatching 2009 10 Nowism
 
Trendwatching 2010 02 Functionall
Trendwatching 2010 02 FunctionallTrendwatching 2010 02 Functionall
Trendwatching 2010 02 Functionall
 
Trendwatching 2009 06 Foreverism
Trendwatching 2009 06 ForeverismTrendwatching 2009 06 Foreverism
Trendwatching 2009 06 Foreverism
 
Trendwatching 2009 04 Sellsumers
Trendwatching 2009 04 SellsumersTrendwatching 2009 04 Sellsumers
Trendwatching 2009 04 Sellsumers
 

Último

Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturagomescostamma
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 

Último (20)

Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 

Artigo Mkt Global Epoca

  • 1. Época Negócios - EDG ARTIGO IMPRIMIR - Em busca da empresa global Page 1 of 2 IMPRIMIR Imprimir Tamanho do texto: Em busca da empresa global Aos poucos, a IBM está deixando de ser uma multinacional em que cópias idênticas às de sua matriz são espalhadas pelo mundo. Essa estratégia de alocar suas divisões onde haja o talento certo pelo melhor preço já está dando resultados POR RAFAEL BARIFOUSE No passado, em muitas das instalações feitas pela IBM nos computadores de clientes, um funcionário ia de máquina em máquina para prestar o serviço. O custo girava em torno dos US$ 70 por PC. Hoje, a companhia tem 200 pessoas em Toronto que instalam os pacotes de programas para clientes de todo o mundo via internet. O custo? US$ 0,20 por PC. No dia 12 de abril, a morte do ator Rajkumar gerou revolta nas ruas da cidade de Bangalore, o Vale do Silício indiano, e muitos escritórios encerraram o expediente mais cedo. Para evitar prejuízos, a IBM transferiu o gerenciamento de data centers para Boulder, nos Estados Unidos, e a assistência técnica para a África do Sul. Enquanto isso, clientes de empresas indianas lidavam com a frustração de ter parte de sua tecnologia da informação interrompida. Estes são dois exemplos de como a estratégia de integração global da IBM a está transformando em uma empresa mais ágil e eficiente. Desde meados da década de 90, a companhia americana está deixando para trás o modelo multinacional, em que cópias idênticas e reduzidas da matriz são criadas em cada país. Hoje, a Big Blue procura alocar suas divisões de software, hardware e serviços onde encontra um local seguro para investimentos internacionais e que oferece o talento certo pelo melhor preço. É a chamada empresa global. Transição Essa transição começou durante a era de Lou Gestner. O executivo assumiria a presidência da companhia em 1992 no lugar de John Akers. Sua missão: sanar a mais séria crise da história da IBM. Nessa época, a empresa estava desalinhada com o mercado de tecnologia, que caminhava para o modelo descentralizado de processamento de informações realizado com PCs. Mas a Big Blue ainda gerava 90% de sua receita de computadores de grande porte e dos programas neles instalados. Gestner reorientou a empresa para serviços e fez dela uma grande integradora de tecnologias fornecidas por centenas de firmas menores. Mais importante ainda: foi o executivo que reestruturou internamente a empresa. Em vez de ser dividida por países, agora ela funcionava - e estabelecia suas estratégias - por divisões. Ao mesmo tempo, surgia no horizonte algo que mudaria a forma como vivemos e trabalhamos. A internet ainda estava em seus estágios iniciais quando Gestner vislumbrou nela um imenso potencial para a nova IBM. Foi o executivo que criou o conceito "e-business", em que a internet é uma plataforma para as operações de empresas. Mas seria só sob o comando de Sam Palmisano, presidente da empresa desde 2003, que a rede mundial de computadores, na sua versão 2.0, daria realmente bons resultados. Com a nova infra-estrutura de transmissão de dados da banda larga tornou-se possível transmitir de forma segura e eficiente o imenso volume de informações processadas diariamente por computadores de grande porte, como mainframes e servidores. Isso elimina a necessidade de uma empresa estar próxima de seus clientes para prover serviços como processamento de dados. "Pela primeira vez, tudo está conectado - negócios, processos de trabalho, transações e bilhões de pessoas", diz Palmisano. Ao mesmo tempo, a IBM finalmente deixava para trás qualquer resquício da crise financeira que quase a derrubou no início dos anos 90, e estava pronta para executar seu plano ambicioso de se tornar uma empresa verdadeiramente global. Oportunidade única A IBM tem uma oportunidade única em mãos, pois é a empresa mais globalizada do mundo, com 385 mil funcionários espalhados por 170 dos 192 países do globo. Com isso, consegue ter uma visão mais clara de onde estão os talentos únicos capazes de fazer a companhia inovar melhor e mais rápido. "Não basta investir dinheiro para ser percebida como empresa http://epocanegocios.globo.com/Revista/Epocanegocios/0,,EDR81564-8382,00.html 23/2/2010
  • 2. Época Negócios - EDG ARTIGO IMPRIMIR - Em busca da empresa global Page 2 of 2 global", diz Sérgio Lozinsky, da consultoria Booz Allen Hamilton. "É preciso entender as diferentes culturas e suas potencialidades para levar o expertise aonde ele é realmente necessário." Hoje, por exemplo, o desenvolvimento e a fabricação de chips cabe a Nova York, nos Estados Unidos. A criação de softwares fica a cargo da Índia. Na China, gerencia-se a cadeia de fornecedores. O Brasil realiza grande parte do trabalho financeiro e ainda é, em Hortolândia, um importante pólo de prestação de serviços, uma área que responde por 54% da receita da companhia. "Em um mundo em que os meios de produção e de distribuição estão disponíveis para qualquer um, o único meio de se distinguir é ter um valor e habilidades únicas", afirma Palmisano. Emergentes Como é possível perceber, é nos países emergentes que a Big Blue tem encontrado os melhores resultados da equação entre talento e custo. Só no Brasil, a força de trabalho triplicou nos últimos cinco anos, para 13 mil pessoas. Na Índia, o número chega a 60 mil, ou seja, um em cada seis funcionários da empresa está lá. O seu crescimento nesses países foi apontado como um dos principais geradores dos fortes índices de crescimento apresentados no mês passado. Em 2007, a IBM faturou US$ 98,7 bilhões, 8,1% a mais do que no ano anterior. O aumento dos lucros foi ainda mais forte, de quase 10%, com um volume total de US$ 10,41 bilhões. Estes resultados são considerados os primeiros sinais significativos do sucesso de nova fase da IBM. Mas seus executivos fazem questão de deixar claro que ainda há muito trabalho a fazer. "Tem de melhorar continuamente, porque as expectativas dos clientes continuam a progredir", diz Marc Lautenbach, gerente geral da IBM para as Américas. "É uma jornada quase interminável." Mas não basta a IBM se integrar globalmente. Os clientes da empresa exigem dela um grau de inovação cada vez mais sofisticado e relevante. Por isso, ao mesmo tempo em que busca ser uma empresa global, ela implementa internamente o conceito de inovação colaborativa, ao buscar novos parceiros e até mesmo concorrentes para ganhar novos conhecimentos e atender a essas expectativas. "A integração global é como se fosse uma grande auto-estrada, e o grau de inovação é o tipo de automóvel que as pessoas querem dirigir", diz Navi Radjou, da Forrester Research. "Para os clientes da IBM, não basta dirigir um chevete. Eles querem um Porche." Fechar http://epocanegocios.globo.com/Revista/Epocanegocios/0,,EDR81564-8382,00.html 23/2/2010