Mídias Sociais: uma<br />perspectiva regional<br />wgabriel<br />Abril/ 2011<br />Como empresas, profissionais e estudante...
W. Gabriel de Oliveira<br />Professor de Marketing Digital, coordenador de Marketing da Universidade de Fortaleza e pesqui...
DESENCONTRO 2011Maior evento sobre mídias sociais realizado, nesta edição, em Fortaleza, no Ceará.Reúne as principais refe...
Adriano Jocafe (@adrianojocafe)
Lei Seca Fortaleza (@leisecafortal)
Emílio Moreno (@emiliomoreno)
W. Gabriel (@wgabriel1)</li></ul>Relacionamento<br />
ANÁLISES PARA UM POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO<br />Relacionamento<br />(CHANDLER, 1962; PORTER, 1989)<br />
DECISÃO PELO POSICIONAMENTO REGIONAL<br />Contexto de Hipercompetição(DAVENI, 1995)<br />Multiplicação de concorrênciasdir...
POSICIONAMENTO vs<br />PRODUÇÃO DE CONTEÚDO vs CAMPANHAS SEGMENTADAS<br /><ul><li>Forte linguageminstitucional
Posturatradicionalista
Resistência a mudanças</li></ul>Ação:<br />Marcassegmentadasautônomas<br /><ul><li>Empresadinâmica (contingencial)
Desejo de atingirnovospúblicos
Culturaorganizacionalempreendedora</li></ul>Ação:<br />Marcassegmentadasde carona no<br />conceito de jovialidade da marca...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mídias sociais uma perspectiva regional

722 visualizações

Publicada em

Mídias sociais a partir de uma visão local, com posicionamento, produção de conteúdo e campanhas regionalizadas. Como empresas, profissionais e estudantes podem aproveitar as vantagens que trabalhar localmente.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
722
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mídias sociais uma perspectiva regional

  1. 1. Mídias Sociais: uma<br />perspectiva regional<br />wgabriel<br />Abril/ 2011<br />Como empresas, profissionais e estudantes<br />podem aproveitar as mídias sociais<br />a partir de uma visão local, com posicionamento,<br />produção de conteúdo e campanhas localizados<br />Posicionamento, Regionalizado, Hiperlocal, Segmentação<br />
  2. 2. W. Gabriel de Oliveira<br />Professor de Marketing Digital, coordenador de Marketing da Universidade de Fortaleza e pesquisador. Gerenciou projetos web para Brasil e Portugal, principalmente nas áreas de e-gov, educação, moda, turismo, saúde e comunicação. Possui trabalhos com planejamento digital, search marketing, social media marketing, webwriting e webanalytics.<br />@wgabriel1<br />youtube.com/wgabrieldeoliveira<br />wgabriel@wgabriel.net<br />
  3. 3. DESENCONTRO 2011Maior evento sobre mídias sociais realizado, nesta edição, em Fortaleza, no Ceará.Reúne as principais referências locais e nacionaisemmídiassociaispara debater com descontraçãotemas relacionados a esse universo, nos campos de gestão, publicidade, conteúdo, política, virais,humor, jornalismo, inovação, dentre outros.<br />PAINEL 02:<br />Mídias Sociais: uma perspectiva regional. Entendendo as diferenças regionais. Como trabalhar estas particularidades nas redes sociais? Como uma estrategia nacional pode encontrar eco regional? Experiências localizadas. O local encontra o global. E vice versa. Desconferência.<br />Mediador: Gabriel Ramalho (@gabsramalho)<br />Participantes:<br /><ul><li>ÍvilaBessa (@ivila)
  4. 4. Adriano Jocafe (@adrianojocafe)
  5. 5. Lei Seca Fortaleza (@leisecafortal)
  6. 6. Emílio Moreno (@emiliomoreno)
  7. 7. W. Gabriel (@wgabriel1)</li></ul>Relacionamento<br />
  8. 8. ANÁLISES PARA UM POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO<br />Relacionamento<br />(CHANDLER, 1962; PORTER, 1989)<br />
  9. 9. DECISÃO PELO POSICIONAMENTO REGIONAL<br />Contexto de Hipercompetição(DAVENI, 1995)<br />Multiplicação de concorrênciasdiretas e indiretas e necessidade de adaptaçõesmaisrápidasàsmudanças e quevisemcurtoprazo.<br />Economia do global para o local, com flexibilidade e criatividade(GHEMAWAT, 1995)<br />Estratégia regional: base de origem, carteira, centrais, plataformas e mandatos.<br />Cultura regional e estratégia de público-alvo segmentado(FACAPE, 2007)<br />Segmentaçãogeográficacomouma das formas de segmentação, que visa identificar e analisar a regiãomaisapropriadoparaosnegócios a partir das oportunidadesexternas e internas e da forçacompetitivaque é possívelimprimir, além de analisar o público-alvoespecífico da região e oferecer a eles o quelhetransferemaior valor.<br />
  10. 10. POSICIONAMENTO vs<br />PRODUÇÃO DE CONTEÚDO vs CAMPANHAS SEGMENTADAS<br /><ul><li>Forte linguageminstitucional
  11. 11. Posturatradicionalista
  12. 12. Resistência a mudanças</li></ul>Ação:<br />Marcassegmentadasautônomas<br /><ul><li>Empresadinâmica (contingencial)
  13. 13. Desejo de atingirnovospúblicos
  14. 14. Culturaorganizacionalempreendedora</li></ul>Ação:<br />Marcassegmentadasde carona no<br />conceito de jovialidade da marca<br />Institucional<br />
  15. 15. COMUNICAÇÃO HIPERLOCAL<br />O fortalecimento da comunicaçãodiretojuntoàscomunidadesqueserve:<br /><ul><li>Conteúdo específico localizado (o que não é coberto pelo Global)
  16. 16. Fortificação de colaboração, compartilhamento, identificação e relacionamento</li></ul>Algumas características de ações hiperlocais<br /><ul><li>Aproximação
  17. 17. Público e empresaspassam a dialogarmais e próximo
  18. 18. Identificação
  19. 19. Reconhecimento do público com queosestásendocomunidade. Fácilacesso
  20. 20. Adaptação
  21. 21. Porestáinseridoculturalmente, a adaptação se tornamaisfácil
  22. 22. Geração de valor
  23. 23. Fácilidentificação de valores do público, umavezquehá a compreensão cultural
  24. 24. Feedback
  25. 25. Um das formas de colaboração. É fáciltambémrepassar feedback</li></ul>(KOTLER, 2010; TRAQUINA, 2005; SHAW, 2007)<br />
  26. 26. COMUNICAÇÃO HIPERLOCAL: Paradoxo do Buraco<br />PARADOXO DO BURACO (JOHNSON, 2007):<br /><ul><li>Cobrir o que não é coberto pela grande mídia;
  27. 27. Atração a grupossegmentados. Muitosjulgamcomopequenos;
  28. 28. Paradoxoacerca da relevância da comunicaçãopara a maioria: se a relevância é paraminoria, nãoseriaessacomunicaçãopraticamenteirrelevante?</li></ul>POSICIONAMENTO DE SEGMENTAÇÃO PARA O PARADOXO DO BURACO:<br /><ul><li>Consumo de nichos, em grande escala, mesmo sendo pouco por nicho, pode promover volume maior que o hit de consumo - Efeito cauda longa (ANDERSON, 2006);
  29. 29. Identificação com o públicopodegerarmaioraproximaçãodessepúblico, participação, engajamento e conquistapor parte da empresa;
  30. 30. Lembrandoqueaçõessegmentadasexigemaltadinâmica, apatações com o meio, empreendedorismo/ousadia e criatividade (GHEMAWAT, 1995)</li></li></ul><li>RECURSOS USADOS PARA UMA PERSPECTIVA LOCAL<br />Twitter @LeiSecaFortal:<br /><ul><li>Colaboração com informações sobre o trânsito de Fortaleza em tempo real;
  31. 31. Dinâmicaquevaloriza a colaboraçãoespontânea dos usuários;</li></ul>Campanha contra buracosnasruas de Fortaleza-CE:<br /><ul><li>Uso do Google Maps
  32. 32. Produção encabeçada por blogueiros (referência: Emílio Moreno);
  33. 33. Emmenos de 24 horas, 65 buracos mapeados;
  34. 34. Crescimentoascendente. Repercussãonacional</li></li></ul><li>RECURSOS USADOS PARA UMA PERSPECTIVA LOCAL<br />PaposemRede (@papos_em_rede):<br /><ul><li>Evento local para debate sobre meios digitais
  35. 35. Hojepromovidopor Gabriel Ramalho (@gabsramalho)</li></ul>CervasFortal (@CervasFortal):<br /><ul><li>Informação de bares, botecos e restaurantes de Fortaleza
  36. 36. Mantém o blog http://www.cervasfortal.com.br
  37. 37. É forte parceiro do evento TuiteBeer (@tuitebeer)</li></ul>Tuite Café (@TuiteCafe):<br /><ul><li>Encontro ocasional de tuiteiros em cafeterias ou restaurantes de Fortaleza-CE.</li></ul>TweetFor (@tweetfortaleza):<br /><ul><li>Evento que promove o encontro dos twitteiros de Fortaleza-CE</li></li></ul><li>RECURSOS USADOS PARA UMA PERSPECTIVA LOCAL<br />Diário do Nordeste:<br /><ul><li>Investimento em conteúdo segmentado para público cearense, com matérias, fotos e sistemas que facilitem a comunicação com o público</li></ul>Blog Fortaleza Nua e Crua (promovidopor @adrianomacedo):<br /><ul><li>Como o próprio blog define, um olhar crítico sobre a cidade de Fortaleza.</li></ul>Rafiado (promovidopor @kenzo_kimura):<br /><ul><li>Divulgar notícias sobre o mercado publicitário cearense e ser um espaço para profissionais, estudantes e professores se atualizarem sobre o mercado local.</li></li></ul><li>RECURSOS USADOS PARA UMA PERSPECTIVA LOCAL<br />Sabores da Cidade (promovidopor @izakeline):<br /><ul><li>Dicas dos melhores restaurantes, lanchonetes, cantinas que fazem parte da gastronomia em Fortaleza-CE</li></ul>GarimpandoModa (promovidoporRafaPassos @garimpandoamoda)<br /><ul><li>Visita as principais lojas da cidade de Fortaleza-CE à procura de looks com ótimo custo-benefício.</li></ul>Fortaleza.etc.br (www.fortaleza.etc.br):<br /><ul><li>Buscador específico para espaços de hotel, lojas, bares, enfim, vários locais dentro da cidade de Fortaleza-CE.</li></li></ul><li>REFERÊNCIAS<br />ANDERSON, Chris. A cauda longa: do mercado de massa para o mercado de nicho. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.<br />Chandler, A.D. Strategy and Structure. Cambridge, MA: MIT Press, 1962.<br />D’AVENI, Richard A. Hipercompetição: Estratégias para dominar a dinâmica do mercado. Rio de Janeiro, Campus, 1995.<br />FACAPE. Pontos essenciais para o estudo de mercado. Disponível em: <http://www.facape.br/mariosilvio/projetos1/Mercado/TRANSPARENCIAS_projeto_ca_e_fa.doc><br />GHEMAWAT, Pankaj. Estratégias regionais para a liderança global. Revista Harvard Business Review. V.84, n.8, ago.2006.<br />JOHNSON, S. B. The Pothole Paradox. 2007. Stevenberlinjohnson.com. Disponível em: <http://www.stevenberlinjohnson.com/the-pothole-paradox.html><br />PORTER, Michael E. A Vantagem Competitiva das nações. Rio Janeiro: Campus, 1989.<br />SHAW, Donna. Really Local. American Jornalism Review. 2007. Disponível em <http://www.ajr.org/Article.asp?id=4308><br />TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo: porque as notícias são como são. 2 ed. Florianópolis: Insular, 2005.<br />
  38. 38. W. Gabriel de Oliveira<br />Analista de estratégias Web, professor de Marketing Digital<br />e pesquisador da área Comunicação e Marketing<br />http://wgabriel.net<br />http://twitter.com/wgabriel1<br />wgabriel@wgabriel.net<br />

×