ARTIGO      Instituições de Ensino Superior brasileiras              e redes sociais da internet:      um panorama naciona...
Problemática do artigo:  Como as instituições de ensino superior brasileiras atuam nas                    redes sociais da...
ESTRATÉGIA DE PESQUISA-   Analisar o universo das IES-   Verificar quem possui registro oficial-   Verificar quais registr...
ESTRATÉGIA DE PESQUISA-   Analisar o universo das IES-   Verificar quem possui registro oficial              Para este art...
Metodologia:               Fase 1             Fase2                            Natureza            Natureza               ...
______________________________________________________________________________      W. Gabriel de Oliveira  >>      wgabri...
PRINCIPAIS CONCEITOS DA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA    • Cibercultura e Apropriação Corporativa    Castells, Levy, Lemos e Kotle...
A PESQUISA______________________________________________________________________________      W. Gabriel de Oliveira  >>  ...
FASE 1 - Censo    • 2.175 instituições de ensino superior do relatório IGC (Índice Geral de Cursos)    • Período da pesqui...
FASE 1 - Censo    Para levantar IES com registro oficial em sites de rede social:    - Listar todas as IES com seu IGC    ...
FASE 1 – Censo – Características de usoSites que podem Ações de um                                                        ...
FASE 1 – Censo – Resultados (Cenário)•   Tendo em vista que Sul e Sudeste são as regiões com maior índice de riqueza (a pr...
FASE 1 – Censo – Resultados (Tipos de IES)•   É mais rápido e econômico investir no lançamento de faculdades•   Número de ...
FASE 1 – Censo - Resultados                                           Universidades;                                      ...
FASE 1 – Censo – Resultados (Qualidade das IES)•   A baixa qualidade das IES pode se apresentar como obstáculo para a expo...
FASE 1 – Censo – Resultados                   Cerca de 50,5% das instituições de ensino superior brasileiras              ...
FASE 1 – Censo – Resultados•   A intenção de atuar no Twitter é maior do que a de atuar no Facebook•   Sudeste é líder no ...
FASE 1 – Censo – Resultados•   É tímido o desempenho das faculdades em número de registros oficiais em rede social da    i...
FASE 1 – Censo – Resultados•   Alto número de IES sem atividade: registraram-se, mas não atuam ativamente – entraram sem  ...
FASE 1 – Censo – Resultados                      O Sudeste é a região que possui mais instituições atuantes ativamente    ...
CONCLUSÕES______________________________________________________________________________      W. Gabriel de Oliveira  >>  ...
CONCLUSÕES• Atualmente não há urgência geral sobre a atuação em sites redes sociais;• O cenário de IES com atuação ativa e...
OBRIGADO                                                                                ARTIGO               Instituições ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Instituições de Ensino Superior brasileiras e redes sociais da internet: um panorama nacional das IES com atuação ativa

621 visualizações

Publicada em

ARTIGO apresentação na SimSocial 2012 - Simpósio em tecnologias digitais e sociabilidade

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
621
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
77
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Instituições de Ensino Superior brasileiras e redes sociais da internet: um panorama nacional das IES com atuação ativa

  1. 1. ARTIGO Instituições de Ensino Superior brasileiras e redes sociais da internet: um panorama nacional das IES com atuação ativa W. Gabriel de Oliveira Lattes: http://lattes.cnpq.br/4327213685434516 LinkedIn: http://linkedin.com/in/wgabrielSalvador-BA - 2012 Blog: http://wgabriel.net
  2. 2. Problemática do artigo: Como as instituições de ensino superior brasileiras atuam nas redes sociais da internet?______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  3. 3. ESTRATÉGIA DE PESQUISA- Analisar o universo das IES- Verificar quem possui registro oficial- Verificar quais registros oficiais estão ativos- Analisar o tipo de atuação dos registros ativos: informacional/conversacional- Cruzar características das IES (ex: localização, tipo, administração e IGC) com sua atuação em redes sociais da internet- Recortar e analisar em profundidade as principais IES______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  4. 4. ESTRATÉGIA DE PESQUISA- Analisar o universo das IES- Verificar quem possui registro oficial Para este artigo- Verificar quais registros oficiais estão ativos- Analisar o tipo de atuação dos registros ativos: informacional/conversacional Para artigo seguinte- Cruzar características das IES (ex: localização, tipo, administração e IGC) com sua atuação em redes sociais da internet- Recortar e analisar em profundidade as principais IES Para artigo de desfecho______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  5. 5. Metodologia: Fase 1 Fase2 Natureza Natureza quantitativa qualitativa Tipo conclusiva Tipo exploratória descritiva Análise em profundidade Censo com casos múltiplos Universo: 2.175 Universo: 5 IES IES com maior IGC______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  6. 6. ______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  7. 7. PRINCIPAIS CONCEITOS DA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA • Cibercultura e Apropriação Corporativa Castells, Levy, Lemos e Kotler Apoio de: McLuhan ,Baudrillard, Maffesoli, Drucker, Mintzberg, Recuero, Santaella,, Póvoa, Silva, Marshall, Wolton • O Marketing e as Redes Sociais da Internet Recuero, (Li; Bernoff) Apoio de: Radfahrer, (Vise; Malseed), Keen, Gabriel, Kotler, Godin, Primo • Educação Superior, Avaliação de Qualidade e Marketing (Bittencourt; Casartelli; Rodrigues), Estrada, Manes, Oliver, (Lovelock; Wright) Apoio de: Braga, Monteiro, Fiedler, (Figueiredo; Silva; Gosling), Gomes, Marchelli, Perfeito, Vianna, Xavier, (Escobar; Dalfovo; Verdinelli). OBS: delimitação dos sites de rede social em Facebook e Twitter______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  8. 8. A PESQUISA______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  9. 9. FASE 1 - Censo • 2.175 instituições de ensino superior do relatório IGC (Índice Geral de Cursos) • Período da pesquisa: de dezembro de 2011 a fevereiro de 2012. Considerou o período dos últimos 30 dias da data da observação______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  10. 10. FASE 1 - Censo Para levantar IES com registro oficial em sites de rede social: - Listar todas as IES com seu IGC - Levantar todos os endereços web das IES publicados no site do MEC (E-MEC, 2011) e, caso haja dificuldades, indexados no Google - Visitar cada um dos sites colhidos - Verificar a página inicial dos sites e utilizar a busca no site para acessar páginas internet - Verificar se a instituição divulga seu registro oficial no Twitter, no Facebook ou em ambos os sites de rede social Para entender o referido registro em sites de rede social como ativos: - Observar características de uso dos sites de redes sociais dos últimos 30 dias______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  11. 11. FASE 1 – Censo – Características de usoSites que podem Ações de um Explicação das açõester tais ações atorTwitter e Publicar qualquer conteúdo na página da IES dentro do referido site de PublicarFacebook rede social analisado. Cliques no botão “Curtir” localizado dentro do Facebook, tendo emFacebook Curtir vista que tal clique gera uma retransmissão do conteúdo a todos os associados do ator que clicou.Facebook Marcar Citar outros usuários em alguma publicação.Facebook Comentar Responder a alguma publicação feita na página do site de rede social. Distribuir conteúdo para todos os associados de um ator através doFacebook Compartilhar botão “Compartilhar”.Twitter Mencionar Citar outros usuários em alguma publicação. Cliques no botão “Retweet” ou citação fazendo uso da legenda “RT” Retransmitir antes do texto publicado pelo ator, tendo em vista que tal ação geraTwitter por RT uma retransmissão do conteúdo com citação de créditos a todos os associados do ator que realizou a ação.______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  12. 12. FASE 1 – Censo – Resultados (Cenário)• Tendo em vista que Sul e Sudeste são as regiões com maior índice de riqueza (a preços concorrentes e per capita), tais regiões podem receber maior assédio da iniciativa privada• A má distribuição de renda no Nordeste pode se apresentar como obstáculo para a expansão de IES privadas na região. Mas seu tamanho populacional e PIB a preços concorrentes pode atrair empreendedores com atuação segmentada• A iniciativa pública é mais presente nas regiões Norte e NordesteDados:• Sudeste chega a reunir mais da metade do PIB nacional a preços concorrentes (55,32%)• Centro-Oeste lidera em PIB per capita• Nordeste é a segunda maior região em população, mas a última em PIB per capita• Nordeste é a segunda maior região em número de IES, atrás apenas da região Sudeste• Nordeste e Norte são as duas regiões com menor PIB per capita e as duas maior número de IES públicas______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  13. 13. FASE 1 – Censo – Resultados (Tipos de IES)• É mais rápido e econômico investir no lançamento de faculdades• Número de IES privadas no país é de 90%. O número de faculdades é de 84%• Qualidade das IES em geral pode ser baixa devido à facilidade de lançar novas faculdades• As faculdades lideram o número de IES entre as faixas 2 e 3 do IGC• Em cada região (exceto Norte), a maioria das universidades estão entre as faixas 3 e 4 do IGCDados:• O tipo faculdade é a primeira forma de credenciamento de uma IES junto ao MEC• Para ser universidade, é necessário ter pesquisa, ensino e extensão• Corpo docente: universidade (1/3 de MS e DR integral) e centro (1/3 de MS e DR e 1/5 integral)• Pós-graduação: universidade (4 programas stricto sensu com 1 doutorado)• Cursos: universidade (5 áreas do conhecimento), centro (8 graduações), faculdade (1 curso com 50% da carga horária cumprida)• A maioria das IES do país está entre as faixas 2 e 3 do IGC______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  14. 14. FASE 1 – Censo - Resultados Universidades; 10,020% Centro Universitários; 5,980% Universidades Centro Universitários Faculdades Faculdades; 84,00%______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  15. 15. FASE 1 – Censo – Resultados (Qualidade das IES)• A baixa qualidade das IES pode se apresentar como obstáculo para a exposição de marca• A diversidade de níveis de qualidade dentre as IES do Sudeste pode apresentar um cenário forte nos extremos, mas com baixa movimentação geral para ações de concorrência• A realidade levemente mais equilibrada em níveis de qualidade dentre as IES do Sul pode gerar uma movimentação mais uniforme de concorrência e exposição de marca• O risco de exposição de marca pode gerar baixo número de IES atuantes em redes sociais da internet. Mas o fato de serem de maioria privada pode instigar ações com fins comerciaisDados:• Mais de três quartos das IES do país estão entre as faixas 2 e 3 do IGC• Norte, Nordeste e Centro-Oeste mantêm desempenho pior do que a realidade nacional no que tange às faixas 1 e 2 do IGC• Nordeste perde para Sul e Sudeste em número de IES na faixa 4 e 5, mesmo sendo a segunda região do país com maior número de IES• Sudeste atinge altos índices de qualidade nos extremos (faixas 1 e 2 e faixa 5). Já o Sul se mantém em geral equilibrada e lidera em percentual de IES nas faixas 3 e 4.______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  16. 16. FASE 1 – Censo – Resultados Cerca de 50,5% das instituições de ensino superior brasileiras possuem registro oficial em redes sociais da internet 35,402% Com divulgação de registro oficial para Twitter e Facebook (Ambos) Com divulgação de registro oficial apenas para Twitter 49,471% Com divulgação de registro oficial apenas para Facebook Sem divulgação de registro oficial para Twitter nem Facebook 11,034% 4,092%______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  17. 17. FASE 1 – Censo – Resultados• A intenção de atuar no Twitter é maior do que a de atuar no Facebook• Sudeste é líder no Facebook, seguido do Sul. Nordeste é líder com Twitter______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  18. 18. FASE 1 – Censo – Resultados• É tímido o desempenho das faculdades em número de registros oficiais em rede social da internet, diante dos outros tipos de IES;• É provável que isso ocorra pelo mesmo risco de exposição que parece intimidar a região Nordeste• A atenção das regiões estão voltadas mais ao Twitter (sempre acima de 40%) Centros universitários com Universidades com registro Faculdades com registro registro oficial em site de oficial em site de rede social oficial em site de rede social rede social Percentual Percentual sobre Percentual Número Número sobre o total Número o total de sobre o total absoluto absoluto de centros absoluto universidades de faculdades universitários Twitter 129 59,2% 82 63,1% 799 43,7% Facebook 92 42,2% 67 51,5% 700 38,3%______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  19. 19. FASE 1 – Censo – Resultados• Alto número de IES sem atividade: registraram-se, mas não atuam ativamente – entraram sem consolidar sua estrutura Com atuação ativa (informacional e/ou 41,011% conversacional) Sem registro oficial no 58,989% Twitter ou com registro, mas sem atividade 32,966% Com atuação ativa pública (informacional e/ou conversacional) Sem registro oficial no Facebook ou com registro, 67,034% mas sem atividade pública Twitter Facebook______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  20. 20. FASE 1 – Censo – Resultados O Sudeste é a região que possui mais instituições atuantes ativamente nas redes sociais da internet• Sudeste se configura como a principal região em número de IES com atuação ativa, mas a região Sul se mostra como a mais equilibrada• Tomando dados percentuais internos, Sudeste é 4ª em atuação ativa no Twitter e o 3º no Facebook Twitter Facebook Percentual de IES com Percentual de IES com IES com atuação ativa atuação ativa em relação IES com atuação ativa atuação ativa em relação Total de IES da região (informacional e/ou a todas as IES (informacional e/ou a todas as IES conversacional) especificamente de sua conversacional) especificamente de sua região região Norte 131 59 45,0% 45 34,4% Nordeste 403 171 42,4% 126 31,3% Centro-Oeste 231 71 30,7% 50 21,6% Sudeste 1046 423 40,4% 349 33,4% Sul 364 168 46,2% 147 40,4% Total da coluna 2175 829 717______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  21. 21. CONCLUSÕES______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  22. 22. CONCLUSÕES• Atualmente não há urgência geral sobre a atuação em sites redes sociais;• O cenário de IES com atuação ativa em redes sociais da internet, apesar da realidade atual das IES de baixa qualidade, possui uma tendência de futuro crescimento devido à concorrência;• As IES desejam mais o Twitter por ser um site com tendência mais informacional e de aparente menor vulnerabilidade à marca;• Mesmo o Nordeste sendo uma tendência à grande concorrência entre as IES, ainda não se apresenta como região que busca mais exposições de marca; • O Sudeste é a maior região em número de IES ativas em sites de rede social, mas é o Sul que mantém mais equilíbrio entre atuações ativas no Twitter e no Facebook, além de ser também o mais equilibrado em qualidade no IGC, mantendo aí uma possibilidade de correlação.______________________________________________________________________________ W. Gabriel de Oliveira >> wgabriel.net >> @wgabriel1
  23. 23. OBRIGADO ARTIGO Instituições de Ensino Superior brasileiras E redes sociais da internet: um panorama nacional das IES com atuação ativa W. Gabriel de Oliveira Lattes: http://lattes.cnpq.br/4327213685434516 LinkedIn: http://linkedin.com/in/wgabrielSalvador-BA - 2012 Blog: http://wgabriel.net

×