Percepção sensorial na e fi

10.033 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.033
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
110
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Percepção sensorial na e fi

  1. 1. Trabalhando a percepção corporal e sensorial na Educação Física Rodrigo Augusto Trusz A Educação Física Escolar como uma oportunidade para os estudantes explorarem e descobrirem o seu corpo através da percepção dos sentidos.
  2. 2. Algumas idéias O desenvolvimento cognitivo/intelectual está ligado ao desenvolvimento motor. O conhecimento do corpo e dos sentidos pode sim proporcionar facilidades na hora do aprendizado de sala de aula. Crianças em idade de A30 já poderiam ter melhor desenvolvimento das percepções corporal e sensorial.
  3. 3. Educação Física e desenvolvimento cognitivo Rodrigues (2005) destaca que, ao longo do desenvolvimento da criança no contexto escolar, a Educação Física tem seu papel de importância, uma vez que as atividades, exercícios e brincadeiras, dentre outras vivenciadas nas aulas, promovem o desenvolvimento e aprimoramento das esferas cognitivas, motora e auditiva.
  4. 4. Educação Física e desenvolvimento cognitivo O brincar não visa somente à busca do prazer, ele está ligado também aos aspectos do desenvolvimento físico e da atividade simbólica. O aspecto físico abrange as habilidades motoras e sensoriais que a criança necessita desenvolver para sobreviver e adaptar-se, enquanto o desenvolvimento das habilidades lingüísticas, cognitivas e sociais pode ser observado pelo brincar simbólico. (CORDAZZO; VIEIRA, 2008)
  5. 5. Desenvolvimento Motor O desenvolvimento motor engloba um conjunto de transformações humanas ao longo da vida bem como, as influências de fatores genéticos e ambientais (Gallahue e Ozmum, 2005) Segundo Gallahue e Ozmum (2005), o desenvolvimento motor está dividido em fases e estágios, como representado na figura:
  6. 6. Desenvolvimento Motor Apesar da existência das faixas etárias aproximadas de desenvolvimento, isto não significa que todas as crianças integrantes de uma fase ou estágio, consigam realizar os mesmos movimentos, pois a velocidade de progressão é variável de indivíduo para indivíduo. (Gallahue e Ozmun, 2005)
  7. 7. Desenvolvimento Motor A criança em idade escolar, entre 6 e 10 anos, evidencia ganhos cognitivos, sociais e biológicos que facilitam a participação. (Valentini, 2006)
  8. 8. Desenvolvimento Motor No aspecto biológico, esse período é caracterizado por um aumento lento, porém estável, da estatura e do peso, com um constante progresso em direção à maior organização dos sistemas sensorial e motor. Isso permite à criança acostumar-se com seu corpo, fator importante na melhora na coordenação e no controle motor. (Valentini, 2006)
  9. 9. Desenvolvimento Motor As habilidades perceptivo-visuais tornam- se mais refinadas (precisão visual, acompanhamento, tempo de reação e de movimento e integração sensório-motora), com a experiência e o processo maturacional, o que permite desempenhar habilidades mais sofisticadas. (Gallahue e Ozmun, 2001)
  10. 10. Percepção Sensorial O modo como nos relacionamos com o mundo está intrinsecamente ligado a como o percebemos. Toda informação que nos chega passa por nossos sentidos e as codificamos em forma de pensamentos. A maioria de nós desenvolveu mais uns sentidos do que outros e não seria incorreto afirmar que, por esse motivo, temos formas viciadas de pensamento que nos limitam e prejudicam. (Massi, 2011)
  11. 11. Percepção Sensorial Desenvolvemos nossos pensamentos de forma Visual (mais ligada a estímulos visuais), Auditiva (mais ligada a estímulos auditivos) ou Cinestésica (mais ligada às sensações e aos movimentos). Esse desenvolvimento é um processo dinâmico, possibilitando diferentes combinações: Cinestésica-Visual, Auditiva- Visual, Cinestésica-Auditiva. (Massi, 2011)
  12. 12. Percepção Sensorial "Alta Percepção Sensorial" é a capacidade seletiva de captar informações do mundo externo utilizando diferentes tipos de percepção. É uma forma de ver onde percebemos a imagem em nossa mente, sem o uso da visão normal. (Massi, 2011)
  13. 13. Percepção Sensorial "Primeiro Sentido" é a forma como usualmente registramos os diferentes fatos e/ou estímulos que nos chegam. Podemos imaginá-lo como uma marca que trazemos conosco e que, de certa forma, interfere nas nossas relações, nas nossas escolhas. (Massi, 2011)
  14. 14. Percepção Sensorial É comum haver maior predominância de um dos sentidos em detrimento dos outros. Equilibrá-los e desenvolvê-los de forma harmoniosa contribuirá para alcançarmos o nível de Alta Percepção Sensorial, o que nos possibilitará um maior entendimento da nossa relação com as coisas que nos cercam e conosco mesmo. (Massi, 2011)
  15. 15. Desenvolvimento Perceptivo-motor A garantia de um pleno desenvolvimento perceptivo motor e sensorial por parte da criança, oferecerá condições para favorecer o amadurecimento e depuramento de suas estruturas cognitivas. É pelo comportamento perceptivo motor que a criança aprende o mundo do qual faz parte.(Alvim, 2009)
  16. 16. Desenvolvimento Perceptivo-motor O desenvolvimento global da criança apoia-se no comportamento perceptivo motor, o qual exige como condição variada oportunidades de aplicação: a exploração lúdica, o controle motor, a percepção figura-fundo, integração intersensorial (sentidos), noção de corpo, espaço e tempo, etc. (Alvim, 2009)
  17. 17. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação FísicaExercícios de Percepção Tátil: Apalpar sacos e pacotes com as mãos, a fim de adivinhar que objetos estão dentro. Reconhecer colegas pelo tato. Manipular objetos de madeira para poder experimentar variações de temperatura (quente, gelado, morno). Manipular objetos de madeira para poder experimentar variações de tamanho (pequeno, médio, grande).
  18. 18. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física Exercícios de Percepção Gustativa: Experimentar coisas que têm e que não tem gosto. Provar alimentos em diferentes temperaturas. Provar alimentos fritos, assados, cozidos, crus. Provar alimentos sólidos, líquidos, crocantes, macios, duros. Provar e comparar alimentos da mesma cor, mas sabores bem diferente: sal, açúcar, farinha de trigo comum, farinha de mandioca crua.
  19. 19. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação FísicaExercícios de Percepção Olfativa: Experimentar coisas que têm e que não têm cheiro. Experimentar odores fortes e fracos, agradáveis e desagradáveis em materiais como: vinagre, álcool, café, perfumes.
  20. 20. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação FísicaExercícios de Percepção Auditiva: Identificar e imitar sons e ruídos produzidos por animais e fenômenos da natureza. Procurar a fonte de onde se origina determinado som. Brincar de cobra cega. Tocar instrumentos musicais. Fazer rimas com palavras.
  21. 21. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação FísicaExercícios de Percepção Visual: Identificar o branco e o preto. Reconhecer, entre muitos, objetos que têm as cores primárias - vermelho, azul e amarelo. Agrupar objetos de acordo com suas cores. Agrupar objetos de acordo com suas formas. Montar quebra-cabeças simples.
  22. 22. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação FísicaTrilha cega (Profa. Márcia e Prof. Fabiano) A atividade consiste em fazer os alunos atravessarem uma trilha marcada com estacas e corda utilizando todos os sentidos, menos o da visão. Os alunos tinham os olhos vendados no começo da trilha e então faziam o percurso seguindo o professor-guia.
  23. 23. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  24. 24. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  25. 25. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  26. 26. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  27. 27. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  28. 28. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  29. 29. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  30. 30. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física Os alunos faziam somente o percurso de ida com os olhos vendados. No ponto final da trilha, os alunos retiravam a venda e eram orientados a observar o caminho que haviam percorrido. O percurso de volta era realizado sem a venda nos olhos e os alunos eram orientados a observar e relatar o que eles percebiam do caminho.
  31. 31. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  32. 32. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  33. 33. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  34. 34. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  35. 35. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física
  36. 36. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação Física No final da atividade, os alunos relatavam quais as sensações que tiveram no percurso. Perguntou-se aos alunos quais os sentidos, tirando a visão, que foram mais percebidos. Uma parte das orientações de observação dizia respeito ao acúmulo de lixo que estava depositado no entorno da trilha.
  37. 37. Trabalhando a Percepção Sensorial nas aulas de Educação FísicaAs nossas percepções sobre a Trilha Cega: Os alunos participaram com bastante interesse. Criou-se uma expectativa, uma sensação de aventura pelos alunos. Os alunos queriam contar sobre o que sentiram. O sentimento mais relatado foi de “medo“. A proposta da atividade foi atendida.
  38. 38. Referências bibliográficas ALVIM, R. A., A Educação Física Escolar e o Desenvolvimento Motor, 2009. CORDAZZO, Scheila Tatiana Duarte; VIEIRA, Mauro Luís Vieira. Caracterização de Brincadeiras de Crianças em Idade Escolar. Psicologia Reflexiva Crítica, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 365-373, 2008. GALLAHUE, David L.; OZMUN, John C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, Crianças, Adolescentes e Adultos. 3. ed. São Paulo: Phorte, 2005. RODRIGUES, Catalina González. Educação Física infantil: motricidade de 1 a 6 anos. São Paulo: Phorte, 2005 VALENTINI, N.C., TOIGO, A.M. Ensinando Educação Física nas séries iniciais: desafios & estratégias. 2. ed. Canoas: Salles, 2006 MASSI, R.J.D.M. Percepção Sensorial, 2011.
  39. 39. Obrigado pela atenção! Contato: rodrigo.trusz@pop.com.br EMEF Wenceslau Fontoura

×