SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
O que Impede de Sermos Assertivos?
Neste artigo, Melissa Antonychyn traz a tona dois comportamentos que dificultam o
desenvolvimento de atitudes assertivas. Confiram!

                                              Temos a necessidade de expressar nossas
                                              próprias verdades, comumente baseadas nas
                                              histórias de vida e marcadas pelas experiências
                                              vivenciadas com a família, amigos, religião, enfim,
                                              com o meio ambiente em que experimentamos as
                                              mais tocantes situações. Essas experiências
                                              únicas formam a base das crenças e valores que
                                              norteiam as escolhas e as diferentes formas com
                                              as quais nos relacionamos ao longo da vida. Tudo
                                              isso faz com que queiramos preservar nossas
                                              opiniões, imagem e idéias perante a sociedade.

 Na ansiedade de defender nossos pontos de vista ou paralisados pelo medo de magoar ou
 contrariar o outro, muitas vezes assumimos dois tipos de comportamentos que são totalmente
 contrários a assertividade, característica que possibilita atender nossas vontades e
 necessidades sem que pra isso seja preciso desrespeitar o espaço alheio.

 O primeiro desses comportamentos pode ser observado quando não permitimos que ninguém
 apresente idéias contrárias às nossas, numa tentativa de provar que sempre temos razão, que
 se aceitarmos a opinião do outro seremos tachados de fracos ou indecisos. Desta forma,
 monopolizamos as conversas, usamos as expressões do nosso corpo para intimidar, elevamos
 o tom de voz, assumimos atitudes frias e distantes no relacionamento interpessoal e, se ainda
 não for suficiente, buscamos fatos ou erros do passado para que a outra pessoa sinta-se
 acuada e recue em sua posição. Tais comportamentos demonstram a agressividade, uma das
 defesas mais comuns no meio corporativo para afastar a possibilidade de um diálogo em que
 ambos possam expressar suas verdades. A agressividade pode ser entendida como uma luta
 de poder que em toda situação de conflito deverá sempre haver um perdedor e um ganhador.
 Agressividade conduz a relacionamentos difíceis, pois quando uma pessoa sente-se acuada,
 sua reação natural é criar resistências, não cooperar e não compartilhar informações e outros
 recursos, gerando uma série de dificuldades para a solução de problemas e o atingimento dos
 resultados esperados pelas corporações.

 Já o segundo comportamento é exatamente o contrário do primeiro, onde na tentativa de
 conseguir a aprovação e aceitação dos colegas de trabalho, familiares e amigos, esquecemos
 nossas verdades de lado e evitamos qualquer tipo de posicionamento, deixando-nos levar por
 aquilo que o outro considera correto, agindo de forma inteiramente passiva e buscando não criar
 nenhum tipo de dificuldade. Ao adotar uma postura frágil como essa, perdemos o controle sobre
 nossas próprias vidas, pois o outro passa a ter a prerrogativa de decidir o que é melhor para
 nós, o que iremos priorizar, qual o projeto que prevalecerá, chegando nas relações familiares a
 interferir até mesmo em questões que são inteiramente individuais, como por exemplo, a
 graduação que devemos cursar, o melhor parceiro para o casamento e outras situações que
 somente cada um tem a clareza do que é melhor para si mesmo.

 Quando agimos de forma passiva não expressamos nossas necessidades, pensamentos e
 sentimentos, nossa comunicação verbal e não verbal transmite insegurança e nosso tempo fica
 escasso e mal utilizado em função da quantidade de tarefas assumidas que nunca são
 entregues no prazo, que vem reforçar um sentimento de incompetência, gerando desconfiança
 nos outros.

 Podemos concluir que tanto os comportamentos agressivos como os passivos são formas
 ilusórias e extremadas de defesa que nos afastam do comportamento assertivo tão necessário
 para nossa auto-estima e realização pessoal e profissional. Pensem nisto!
.


          Melissa Antonychyn
Palestrante e consultora empresarial
     Melissa@caputconsultoria.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 3 auto-estima e idealização
Aula 3   auto-estima e idealizaçãoAula 3   auto-estima e idealização
Aula 3 auto-estima e idealizaçãoariadnemonitoria
 
Relacionamento Interpessoal
Relacionamento Interpessoal Relacionamento Interpessoal
Relacionamento Interpessoal Carmen Pinto
 
conflitos familiares
conflitos familiaresconflitos familiares
conflitos familiaresderciomartins
 
Você se conhece?
Você se conhece?Você se conhece?
Você se conhece?Felipe Faias
 
Relações Interpessoais De Atracção
Relações Interpessoais De AtracçãoRelações Interpessoais De Atracção
Relações Interpessoais De AtracçãoJoão Marrocano
 
Relações Humanas Na Família E No Trabalho
Relações  Humanas Na Família E No TrabalhoRelações  Humanas Na Família E No Trabalho
Relações Humanas Na Família E No TrabalhoRodrigo Corrêa Leite
 
Relações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuaisRelações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuaisAdilson P Motta Motta
 
Auto estima-110714070056-phpapp01
Auto estima-110714070056-phpapp01Auto estima-110714070056-phpapp01
Auto estima-110714070056-phpapp01Alice Lirio
 
Os indivíduos e os grupos
Os indivíduos e os gruposOs indivíduos e os grupos
Os indivíduos e os gruposAna Isabel
 
Nos dominios da afetividade.2
Nos dominios da afetividade.2Nos dominios da afetividade.2
Nos dominios da afetividade.2Manoel Gamas
 
A Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No CotidianoA Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No CotidianoThiago de Almeida
 
Relações interpessoais
Relações interpessoaisRelações interpessoais
Relações interpessoaisLílian Cilza
 
01 oficina de relações interpessoais-
01 oficina de relações interpessoais-01 oficina de relações interpessoais-
01 oficina de relações interpessoais-Joice cardoso
 
Rit relaçoes interpessoais
Rit relaçoes interpessoaisRit relaçoes interpessoais
Rit relaçoes interpessoaisPaulo Ramos
 

Mais procurados (20)

Aula 3 auto-estima e idealização
Aula 3   auto-estima e idealizaçãoAula 3   auto-estima e idealização
Aula 3 auto-estima e idealização
 
Assertividade mauro
Assertividade mauroAssertividade mauro
Assertividade mauro
 
Relacionamento Interpessoal
Relacionamento Interpessoal Relacionamento Interpessoal
Relacionamento Interpessoal
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Autoestima
 
conflitos familiares
conflitos familiaresconflitos familiares
conflitos familiares
 
Você se conhece?
Você se conhece?Você se conhece?
Você se conhece?
 
Relações interpessoais no século xxi
Relações interpessoais no século xxiRelações interpessoais no século xxi
Relações interpessoais no século xxi
 
Aec auto estima
Aec auto estimaAec auto estima
Aec auto estima
 
Relações Interpessoais De Atracção
Relações Interpessoais De AtracçãoRelações Interpessoais De Atracção
Relações Interpessoais De Atracção
 
Relações Humanas Na Família E No Trabalho
Relações  Humanas Na Família E No TrabalhoRelações  Humanas Na Família E No Trabalho
Relações Humanas Na Família E No Trabalho
 
Relações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuaisRelações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuais
 
Auto estima-110714070056-phpapp01
Auto estima-110714070056-phpapp01Auto estima-110714070056-phpapp01
Auto estima-110714070056-phpapp01
 
Os indivíduos e os grupos
Os indivíduos e os gruposOs indivíduos e os grupos
Os indivíduos e os grupos
 
Nos dominios da afetividade.2
Nos dominios da afetividade.2Nos dominios da afetividade.2
Nos dominios da afetividade.2
 
A Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No CotidianoA Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No Cotidiano
 
Relações interpessoais
Relações interpessoaisRelações interpessoais
Relações interpessoais
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
01 oficina de relações interpessoais-
01 oficina de relações interpessoais-01 oficina de relações interpessoais-
01 oficina de relações interpessoais-
 
Rit relaçoes interpessoais
Rit relaçoes interpessoaisRit relaçoes interpessoais
Rit relaçoes interpessoais
 
Auto estima
Auto estima Auto estima
Auto estima
 

Destaque

2011 solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...
2011   solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...2011   solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...
2011 solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...drtaylorjr
 
2012 solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...
2012   solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...2012   solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...
2012 solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...drtaylorjr
 
2012 solicita ao exmº sr prefeito municipal a fixação de placas nos postos...
2012   solicita ao exmº sr prefeito municipal a  fixação de placas nos postos...2012   solicita ao exmº sr prefeito municipal a  fixação de placas nos postos...
2012 solicita ao exmº sr prefeito municipal a fixação de placas nos postos...drtaylorjr
 
Albufeira do Ermal - nota de imprensa
Albufeira do Ermal - nota de imprensaAlbufeira do Ermal - nota de imprensa
Albufeira do Ermal - nota de imprensa7 Maravilhas
 
2011 pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...
2011   pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...2011   pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...
2011 pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...drtaylorjr
 
2012 requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...
2012   requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...2012   requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...
2012 requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...drtaylorjr
 
Manual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da Medela
Manual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da MedelaManual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da Medela
Manual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da MedelaViver Qualidade
 
2011 pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...
2011   pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...2011   pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...
2011 pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...drtaylorjr
 
2011 requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...
2011  requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...2011  requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...
2011 requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...drtaylorjr
 
Curriculum_Fernanda_Cabrera
Curriculum_Fernanda_CabreraCurriculum_Fernanda_Cabrera
Curriculum_Fernanda_CabreraFernanda Cabrera
 
2011 solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...
2011   solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...2011   solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...
2011 solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...drtaylorjr
 

Destaque (19)

2011 solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...
2011   solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...2011   solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...
2011 solicita ao exmo sr. prefeito municipal as trocas das manilhas e asfal...
 
Redes sociales-UNID VJGV
Redes sociales-UNID VJGVRedes sociales-UNID VJGV
Redes sociales-UNID VJGV
 
2012 solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...
2012   solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...2012   solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...
2012 solicita ao exmº sr. prefeito municipal a criação e implantação de um ...
 
Complete recruiting
Complete recruitingComplete recruiting
Complete recruiting
 
2012 solicita ao exmº sr prefeito municipal a fixação de placas nos postos...
2012   solicita ao exmº sr prefeito municipal a  fixação de placas nos postos...2012   solicita ao exmº sr prefeito municipal a  fixação de placas nos postos...
2012 solicita ao exmº sr prefeito municipal a fixação de placas nos postos...
 
Electronica 1
Electronica 1Electronica 1
Electronica 1
 
Tic`s
Tic`sTic`s
Tic`s
 
Albufeira do Ermal - nota de imprensa
Albufeira do Ermal - nota de imprensaAlbufeira do Ermal - nota de imprensa
Albufeira do Ermal - nota de imprensa
 
Tabela basquete - JEPs
Tabela basquete - JEPsTabela basquete - JEPs
Tabela basquete - JEPs
 
2011 pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...
2011   pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...2011   pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...
2011 pl dispőe sobre a retirada de veículos abandonados nas vias públicas n...
 
2012 requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...
2012   requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...2012   requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...
2012 requer outorga de moção de aplausos ao sr. elízio dos santos, pelos re...
 
Manual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da Medela
Manual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da MedelaManual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da Medela
Manual de Intruções Sacos para Conservação de Leite Materno da Medela
 
Boletim176
 Boletim176 Boletim176
Boletim176
 
2011 pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...
2011   pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...2011   pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...
2011 pl institue e regulamenta o acesso publico e gratuito à rede mundial d...
 
2011 requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...
2011  requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...2011  requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...
2011 requer envio de expediente ao exmo sr prefeito municipal solicitando có...
 
Curriculum_Fernanda_Cabrera
Curriculum_Fernanda_CabreraCurriculum_Fernanda_Cabrera
Curriculum_Fernanda_Cabrera
 
Factura-AAA-289-Esc GarciaDomingues_BadocaPark
Factura-AAA-289-Esc GarciaDomingues_BadocaParkFactura-AAA-289-Esc GarciaDomingues_BadocaPark
Factura-AAA-289-Esc GarciaDomingues_BadocaPark
 
Letra polo (1)
Letra polo (1)Letra polo (1)
Letra polo (1)
 
2011 solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...
2011   solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...2011   solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...
2011 solicita ao exmº sr. prefeito municipal o asfaltamento, saneamento bás...
 

Semelhante a Como a Agressividade e a Passividade Impedem a Assertividade

Lidando com a agressividade do outro
Lidando com a agressividade do outroLidando com a agressividade do outro
Lidando com a agressividade do outroNit Portal Social
 
Bio Ritmo - Confiança e Conflito
Bio Ritmo - Confiança e ConflitoBio Ritmo - Confiança e Conflito
Bio Ritmo - Confiança e Conflitobioconversa
 
gestão de comunicação
gestão de comunicaçãogestão de comunicação
gestão de comunicaçãoSergio Padua
 
Psicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalPsicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalDharana Ventura
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalLeandro Lopes
 
Assistente Administrativo
Assistente AdministrativoAssistente Administrativo
Assistente AdministrativoLiberty Ensino
 
relacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptx
relacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptxrelacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptx
relacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptxProfYasminBlanco
 
Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1Euni Santos
 
Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1Euni Santos
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaBeatriz123Letras
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaGabi1994Dinis
 
37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...
37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...
37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...cpsilva1
 
Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208Fernanda Caprio
 
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdfcomunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdfamandafonseca74
 
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdfcomunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdfamandafonseca74
 
Aula 01 ética no trabalho
Aula 01  ética no trabalhoAula 01  ética no trabalho
Aula 01 ética no trabalhoGabriela Souza
 
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESARMAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESARJulio C França Franco
 

Semelhante a Como a Agressividade e a Passividade Impedem a Assertividade (20)

Lidando com a agressividade do outro
Lidando com a agressividade do outroLidando com a agressividade do outro
Lidando com a agressividade do outro
 
Aula 02 auxiliar de escritório
Aula 02 auxiliar de escritórioAula 02 auxiliar de escritório
Aula 02 auxiliar de escritório
 
Bio Ritmo - Confiança e Conflito
Bio Ritmo - Confiança e ConflitoBio Ritmo - Confiança e Conflito
Bio Ritmo - Confiança e Conflito
 
gestão de comunicação
gestão de comunicaçãogestão de comunicação
gestão de comunicação
 
RELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdf
RELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdfRELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdf
RELAÇÕES INTERPESSOAIS.pdf
 
Psicologia Organizacional
Psicologia OrganizacionalPsicologia Organizacional
Psicologia Organizacional
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoal
 
Assistente Administrativo
Assistente AdministrativoAssistente Administrativo
Assistente Administrativo
 
relacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptx
relacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptxrelacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptx
relacionalmentointerpessoal-110530140603-phpapp01.pptx
 
Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1
 
Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1Habilidades sociais assertivas 1
Habilidades sociais assertivas 1
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
 
37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...
37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...
37453166 os-processos-de-comunicacao-em-grupo-a-assertividade-texto-de-apoio-...
 
Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208
 
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdfcomunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
 
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdfcomunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
comunicacao_nao_violenta_apresentacao_maringa.pdf
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Aula 01 ética no trabalho
Aula 01  ética no trabalhoAula 01  ética no trabalho
Aula 01 ética no trabalho
 
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESARMAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESAR
MAIORES PALESTRANTES DO BRASIL-JULIO CESAR
 

Mais de Caput Consultoria

Opções de carreiras nas empresas
Opções de carreiras nas empresasOpções de carreiras nas empresas
Opções de carreiras nas empresasCaput Consultoria
 
Artigo - O Currículo Cultural
Artigo - O Currículo CulturalArtigo - O Currículo Cultural
Artigo - O Currículo CulturalCaput Consultoria
 
Artigo - Esqueça o Orgulho da Autoria
Artigo - Esqueça o Orgulho da AutoriaArtigo - Esqueça o Orgulho da Autoria
Artigo - Esqueça o Orgulho da AutoriaCaput Consultoria
 
Artigo - As Tarefas de Estimação
Artigo - As Tarefas de EstimaçãoArtigo - As Tarefas de Estimação
Artigo - As Tarefas de EstimaçãoCaput Consultoria
 
Artigo - A Produtividade do Brasileiro
Artigo - A Produtividade do BrasileiroArtigo - A Produtividade do Brasileiro
Artigo - A Produtividade do BrasileiroCaput Consultoria
 
Artigo - Os Tipos de Equipes
Artigo - Os Tipos de EquipesArtigo - Os Tipos de Equipes
Artigo - Os Tipos de EquipesCaput Consultoria
 
Artigo - O Controle Emocional Sob Pressão
Artigo - O Controle Emocional Sob PressãoArtigo - O Controle Emocional Sob Pressão
Artigo - O Controle Emocional Sob PressãoCaput Consultoria
 
Artigo - A Mulher e Seu Tempo de Vida
Artigo - A Mulher e Seu Tempo de VidaArtigo - A Mulher e Seu Tempo de Vida
Artigo - A Mulher e Seu Tempo de VidaCaput Consultoria
 
Artigo - O Partilhar do Conhecimento
Artigo - O Partilhar do ConhecimentoArtigo - O Partilhar do Conhecimento
Artigo - O Partilhar do ConhecimentoCaput Consultoria
 
Artigo - A Cultura da Simplicidade
Artigo - A Cultura da SimplicidadeArtigo - A Cultura da Simplicidade
Artigo - A Cultura da SimplicidadeCaput Consultoria
 
Artigo - Líderes que Inspiram
Artigo - Líderes que InspiramArtigo - Líderes que Inspiram
Artigo - Líderes que InspiramCaput Consultoria
 
Artigo - Os Gestores Paternalistas
Artigo - Os Gestores PaternalistasArtigo - Os Gestores Paternalistas
Artigo - Os Gestores PaternalistasCaput Consultoria
 

Mais de Caput Consultoria (20)

Como nasce um hábito
Como nasce um hábitoComo nasce um hábito
Como nasce um hábito
 
Como conduzir uma demissão
Como conduzir uma demissãoComo conduzir uma demissão
Como conduzir uma demissão
 
Você merece um aumento?
Você merece um aumento?Você merece um aumento?
Você merece um aumento?
 
A cultura da meritocracia
A cultura da meritocraciaA cultura da meritocracia
A cultura da meritocracia
 
O sogro de Moisés
O sogro de MoisésO sogro de Moisés
O sogro de Moisés
 
Uma empresa sem gerentes?
Uma empresa sem gerentes?Uma empresa sem gerentes?
Uma empresa sem gerentes?
 
Opções de carreiras nas empresas
Opções de carreiras nas empresasOpções de carreiras nas empresas
Opções de carreiras nas empresas
 
Foque o Desvio Positivo
Foque o Desvio PositivoFoque o Desvio Positivo
Foque o Desvio Positivo
 
Artigo - O Currículo Cultural
Artigo - O Currículo CulturalArtigo - O Currículo Cultural
Artigo - O Currículo Cultural
 
Artigo - Esqueça o Orgulho da Autoria
Artigo - Esqueça o Orgulho da AutoriaArtigo - Esqueça o Orgulho da Autoria
Artigo - Esqueça o Orgulho da Autoria
 
Artigo - As Tarefas de Estimação
Artigo - As Tarefas de EstimaçãoArtigo - As Tarefas de Estimação
Artigo - As Tarefas de Estimação
 
Artigo - A Produtividade do Brasileiro
Artigo - A Produtividade do BrasileiroArtigo - A Produtividade do Brasileiro
Artigo - A Produtividade do Brasileiro
 
Artigo - Os Tipos de Equipes
Artigo - Os Tipos de EquipesArtigo - Os Tipos de Equipes
Artigo - Os Tipos de Equipes
 
Artigo - O Controle Emocional Sob Pressão
Artigo - O Controle Emocional Sob PressãoArtigo - O Controle Emocional Sob Pressão
Artigo - O Controle Emocional Sob Pressão
 
Artigo - A Mulher e Seu Tempo de Vida
Artigo - A Mulher e Seu Tempo de VidaArtigo - A Mulher e Seu Tempo de Vida
Artigo - A Mulher e Seu Tempo de Vida
 
Artigo - O Partilhar do Conhecimento
Artigo - O Partilhar do ConhecimentoArtigo - O Partilhar do Conhecimento
Artigo - O Partilhar do Conhecimento
 
Artigo - A Cultura da Simplicidade
Artigo - A Cultura da SimplicidadeArtigo - A Cultura da Simplicidade
Artigo - A Cultura da Simplicidade
 
Artigo - Líderes que Inspiram
Artigo - Líderes que InspiramArtigo - Líderes que Inspiram
Artigo - Líderes que Inspiram
 
Artigo - Os Gestores Paternalistas
Artigo - Os Gestores PaternalistasArtigo - Os Gestores Paternalistas
Artigo - Os Gestores Paternalistas
 
Artigo - A Arte do Elogio
Artigo -  A Arte do ElogioArtigo -  A Arte do Elogio
Artigo - A Arte do Elogio
 

Último

Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 

Último (20)

Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 

Como a Agressividade e a Passividade Impedem a Assertividade

  • 1. O que Impede de Sermos Assertivos? Neste artigo, Melissa Antonychyn traz a tona dois comportamentos que dificultam o desenvolvimento de atitudes assertivas. Confiram! Temos a necessidade de expressar nossas próprias verdades, comumente baseadas nas histórias de vida e marcadas pelas experiências vivenciadas com a família, amigos, religião, enfim, com o meio ambiente em que experimentamos as mais tocantes situações. Essas experiências únicas formam a base das crenças e valores que norteiam as escolhas e as diferentes formas com as quais nos relacionamos ao longo da vida. Tudo isso faz com que queiramos preservar nossas opiniões, imagem e idéias perante a sociedade. Na ansiedade de defender nossos pontos de vista ou paralisados pelo medo de magoar ou contrariar o outro, muitas vezes assumimos dois tipos de comportamentos que são totalmente contrários a assertividade, característica que possibilita atender nossas vontades e necessidades sem que pra isso seja preciso desrespeitar o espaço alheio. O primeiro desses comportamentos pode ser observado quando não permitimos que ninguém apresente idéias contrárias às nossas, numa tentativa de provar que sempre temos razão, que se aceitarmos a opinião do outro seremos tachados de fracos ou indecisos. Desta forma, monopolizamos as conversas, usamos as expressões do nosso corpo para intimidar, elevamos o tom de voz, assumimos atitudes frias e distantes no relacionamento interpessoal e, se ainda não for suficiente, buscamos fatos ou erros do passado para que a outra pessoa sinta-se acuada e recue em sua posição. Tais comportamentos demonstram a agressividade, uma das defesas mais comuns no meio corporativo para afastar a possibilidade de um diálogo em que ambos possam expressar suas verdades. A agressividade pode ser entendida como uma luta de poder que em toda situação de conflito deverá sempre haver um perdedor e um ganhador. Agressividade conduz a relacionamentos difíceis, pois quando uma pessoa sente-se acuada, sua reação natural é criar resistências, não cooperar e não compartilhar informações e outros recursos, gerando uma série de dificuldades para a solução de problemas e o atingimento dos resultados esperados pelas corporações. Já o segundo comportamento é exatamente o contrário do primeiro, onde na tentativa de conseguir a aprovação e aceitação dos colegas de trabalho, familiares e amigos, esquecemos nossas verdades de lado e evitamos qualquer tipo de posicionamento, deixando-nos levar por aquilo que o outro considera correto, agindo de forma inteiramente passiva e buscando não criar nenhum tipo de dificuldade. Ao adotar uma postura frágil como essa, perdemos o controle sobre nossas próprias vidas, pois o outro passa a ter a prerrogativa de decidir o que é melhor para nós, o que iremos priorizar, qual o projeto que prevalecerá, chegando nas relações familiares a interferir até mesmo em questões que são inteiramente individuais, como por exemplo, a graduação que devemos cursar, o melhor parceiro para o casamento e outras situações que somente cada um tem a clareza do que é melhor para si mesmo. Quando agimos de forma passiva não expressamos nossas necessidades, pensamentos e sentimentos, nossa comunicação verbal e não verbal transmite insegurança e nosso tempo fica escasso e mal utilizado em função da quantidade de tarefas assumidas que nunca são entregues no prazo, que vem reforçar um sentimento de incompetência, gerando desconfiança nos outros. Podemos concluir que tanto os comportamentos agressivos como os passivos são formas ilusórias e extremadas de defesa que nos afastam do comportamento assertivo tão necessário para nossa auto-estima e realização pessoal e profissional. Pensem nisto!
  • 2. . Melissa Antonychyn Palestrante e consultora empresarial Melissa@caputconsultoria.com