Simbolismo Língua Portuguesa

247 visualizações

Publicada em

O que é Simbolismo? Músicas do século 20 construídos com base no simbolismo.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
247
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simbolismo Língua Portuguesa

  1. 1. ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA BEATHRIS CAIXEIO DEL CISTIA TRABALHO DE LÍNGUA PORTUGUESA SIMBOLISMO SOROCABA 2013
  2. 2. ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA BEATHRIS CAIXEIO DEL CISTIA TRABALHO DE LÍNGUA PORTUGUESA SIMBOLISMO Autores: Jonatas Valentino Nincao Rosseto Nº 18 Raquel Quinal Santos Nº 31 Sulamita Ferreira Messias Nº 35 Wellington Brito Mendonça Nº 39 Wesley Germano Otávio Nº 42 SOROCABA 2013
  3. 3. O QUE É NEFELIBATAS? É um adjetivo que foi usado por Lima Barreto no livro Os Bruzundangas para designar aqueles literatos alambicados que desprezavam os processos simples, fáceis, de construção textual, preterindo o conteúdo à forma. A palavra nefelibata tem origem do grego "nephele"(nuvem) e "batha", (em que se pode andar). Ou seja, aquele que "anda nas nuvens". Em literatura, diz-se do escritor que não obedece às regras literárias. No contexto geral, trata-se de uma pessoa idealista, que vive fugindo da realidade. Nefelibatas comumente utilizam adjetivos pejorativos para qualificar aqueles que discordam de suas ideias. Também costumam achar que suas ideias são extremamente progressistas.
  4. 4. MUSICAS Azul Djavan Até o sol nascer amarelinho Queimando mansinho Cedinho, cedinho (cedinho) Eu não sei Corre e vá dizer Se vem de Deus Pro meu benzinho Do céu ficar azul Um dizer assim Ou virá O amor é azulzinho... Dos olhos teus Essa cor Que azuleja o dia... Até o sol nascer amarelinho Queimando mansinho Cedinho, cedinho cedinho Se acaso anoitecer Corre e vá dizer E o céu perder o azul Pro meu benzinho Entre o mar e o entardecer Um dizer assim Alga marinha, vá na maresia O amor é azulzinho... Buscar ali um cheiro de azul Essa côr não sai de mim Bate e finca pé A sangue de rei... *(Repetir a letra)
  5. 5. Comida Arnaldo Antunes Bebida é água. Comida é pasto. Você tem sede de que? Você tem fome de que? A gente não quer só comida, A gente quer comida, diversão e arte. A gente não quer só comida, A gente quer saída para qualquer parte. A gente não quer só comida, A gente quer bebida, diversão, balé. A gente não quer só comida, A gente quer a vida como a vida quer. Bebida é água. Comida é pasto. Você tem sede de que? Você tem fome de que? A gente não quer só comer, A gente quer comer e quer fazer amor. A gente não quer só comer, A gente quer prazer pra aliviar a dor. A gente não quer só dinheiro, A gente quer dinheiro e felicidade. A gente não quer só dinheiro, A gente quer inteiro e não pela metade.
  6. 6. Oceano e esqueço que amar é quase uma dor. Caetano Veloso Só sei Assim Viver que o dia amanheceu Se for por você. lá no mar alto da paixão Em fim, Dava pra ver o tempo ruir, de tudo o que há na terra Cadê você, que solidão, Não há nada em lugar Esquecer, ai de mim! nenhum Em fim, Que vá crescer sem você chegar, de tudo o que há na terra, Longe de ti tudo parou, Não há nada em lugar Ninguém sabe o que eu sofri. nenhum Amar é um deserto e seus temores, Que vá crescer sem você chegar. Vida que vai nas celas dessas dores Longe de ti tudo parou, Não sabe voltar. Ninguém sabe o que eu sofri. Me dá teu calor, Amar é um deserto e seus temores, Vem me fazer feliz por que eu te amo, Vida que vai nas celas dessas dores Você deságua em mim e eu oceano, Não sabe voltar. e esqueço que amar é quase uma dor. Me dá teu calor, Só sei Vem me fazer feliz por que eu te amo, Viver Você deságua em mim e eu oceano, Se for por você.
  7. 7. Onde Estavas, Lugar? Arnaldo Antunes onde estavas, lugar? em que chão, em que ar? onde fostes depois de me abandonar? onde estavas, manhã? em que céu, em que mar? onde fostes depois de me apaixonar? por que veio se foi para ir, por que foi que você me deixou tão sozinho? por que não demorou mais um um pouco e deixou que eu achasse de novo o caminho? não devias partir como podes partir? por que não duraste a vida inteira? se apenas em ti alegria senti ao mirar tua luz derradeira
  8. 8. Bibliografia Nefelibatas – Wikipédia. Disponível em: < http://pt.wikipedia.org/wiki/Nefelibata>. Acesso em: 22/10/2013. Música Azul – Letras.Mus.br. Disponível em: <http://letras.mus.br/djavan/45508/>. Acesso em: 23/10/2013. Música Comida – Letras.Mus.br. Disponível em: <http://letras.mus.br/arnaldoantunes/1769313/>. Acesso em: 23/10/2013. Música Oceano – Letras.Mus.br. Disponível em: <http://letras.mus.br/caetanoveloso/969533/>. Acesso em: 23/10/2013. Música Onde Estavas, Lugar? – Letras.Mus.br. Disponível <http://letras.mus.br/arnaldo-antunes/91711/>. Acesso em: 23/10/2013. em:

×