Como tomar decisões em equipe

3.581 visualizações

Publicada em

A decisão em equipe envolve vários agentes, critérios, alternativas, interesses, pontos de vista conflitantes e grupos de pressão. Quando uma equipe não consegue tomar uma decisão, o poder da decisão acaba ficando na mão de uma única pessoa (uma fuga para o velho paradigma de gestão, onde poucos pensam e a maioria apenas executa o que foi pensado). Nessa apresentação, você vai conhecer 5 abordagens diferentes para tomar decisões em equipe. São papéis, técnicas e ferramentas que farão a sua equipe trabalhar de maneira efetiva na resolução de problemas cada vez mais complexos, praticando a auto-gestão e aumentando sua autonomia.

Slides da Trend Talk apresentada no Agile Trends 2014.

Publicada em: Negócios
1 comentário
19 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Saiba mais sobre o Quadro de Apoio para Decisões em Equipe no blog de gestão do Matheus Haddad: http://gestao30.matheus.eti.br/quadro-de-apoio-para-decisoes-em-equipe/
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.581
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
164
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
115
Comentários
1
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como tomar decisões em equipe

  1. 1. Como tomar Decisões em Equipe matheus@webgoal.com.br Matheus Haddad
  2. 2. Matheus Haddad ‣ Consultor, empreendedor, agile coach e palestrante nas áreas de empreendedorismo, gestão empresarial e engenharia de software. ‣ Idealizador do Instituto Haddad e co-fundador da Webgoal. ‣ Mais de dez anos de experiência em gestão empresarial, gestão de projetos, facilitação de equipes e desenvolvimento de software. ‣ MBA em Gestão Empresarial pela FGV, Mestre em Engenharia Elétrica pela FEI, Pós-graduado em Análise de Sistemas pela FASP e Bacharel em Ciência da Computação pela UNIFENAS.
  3. 3. Mediação do uso de recursos e coordenação do esforço humano para alcançar determinado objetivo. Gestãoé…
  4. 4. Gestãoésobretomardecisões.
  5. 5. “Todotrabalhodeveserplanejadoepossuiruma metodologiaprópriaparaterumdesempenhomáximo. Deveexistirumaformadecontroleparagarantirqueo trabalhosejaexecutadodeacordocomoplanejado.” Frederick Taylor Princípios de Administração Científica, 1911.
  6. 6. Pensadores Decidir, comandar e controlar. Executores Entender, obedecer e executar.
  7. 7. Marketing Financeiro Operações Orientar,planejare controlarempresas ‣ Planejamento estratégico ‣ Análise SWOT ‣ Benchmarking ‣ Balanced Scorecard ‣ Six Sigma ‣ Teoria das Restrições ‣ Qualidade Total ‣ Métodos Ágeis ‣ PMBOK ‣ ISO 9001 ‣ ITIL ‣ COBIT ‣ …
  8. 8. ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! 13% das pessoas são engajadas com o trabalho. ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! 63% das pessoas são desmotivadas e sem perspectivas de realizar esforço extra. ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! 24% das pessoas são ativamente desengajadas, infelizes e improdutivas. State of the global workplace report 2013 - Gallup Institute
  9. 9. Teoria X Nãogostamde trabalhar. Devemserforçadasa fazeroqueécerto. Nãoaceitam responsabilidades. Sãomotivadas
 pelodinheiro. Temmedode perderoemprego. Nãosãocriativas,anãoser paracontrariarregras. Precisamtrabalharequerem seinteressarpelotrabalho. Podemdesfrutar dotrabalho. Seauto-direcionamfrente aobjetivosemetas. Aceitam responsabilidades. Sãomotivadaspelodesejo derealizaroseupotencial. Sãocriativase inovadoras. Teoria Y
  10. 10. “Todossãoresponsáveispeloprocessodetrabalho,
 quedevesermelhoradocontinuamentepara
 aumentaraqualidadeeaprodutividade.” W. Edwards Deming Fora da crise, 1982.
  11. 11. Pensadores e Executores Trabalho em Rede e Liderança Situacional
  12. 12. “Onívelidealdeautoridadedependedacompetência
 daspessoasedoimpactoorganizacionaldasdecisões.” Jurgen Appelo Management 3.0, 2011.
  13. 13. 1 2 4 3 Formar As pessoas se aproximam, 
 se sondam mutuamente, 
 com simpatia, mas sem 
 muita confiança. Contestar As pessoas começam a 
 testar umas as outras, 
 questionando posições. 
 Conflitos vem à tona. Normalizar Começa-se a construir 
 valores e uma visão comuns, 
 que resultam em regras 
 de convivência e trabalho. Desempenhar Com mais confiança entre
 as pessoas, a cooperação 
 começa a fluir e resulta em 
 produtividade e satisfação. Teoria da liderança situacional - Paul Hersey e Ken Blanchard, 1977. Direcionar Convencer ParticiparDelegar
  14. 14. 1. Contar 2. Vender 3. Consultar 4. Concordar 5. Aconselhar 6. Perguntar 7. Delegar Níveis de autoridade
  15. 15. Equipe: Dream TeamQuadro de autoridade 2. Vender 3. Consultar 4. Concordar 5. Aconselhar 6. Perguntar 7. Delegar1. Contar Demitir alguém Contratar alguém Definir objetivos e metas Aumentar salário Criar novos projetos Gestor Gestor + Equipe Gestor + Equipe Equipe + Gestor Equipe Níveis Decisões
  16. 16. Orientar a decisão Quadro de Apoio para Decisões em Equipe Suportar a decisão Decisão
  17. 17. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  18. 18. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  19. 19. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  20. 20. Métodos Sorteio Técnica mais democrática 
 para tomar uma decisão. Votação Preferência da maioria, implica 
 em vencedores e perdedores. Consenso A decisão considera as 
 preocupações da equipe. Consentimento Decisão baseada no poder do argumento quando não há consenso. Consultação Processo de decisão coletiva 
 baseado em liderança e maestria.
  21. 21. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  22. 22. Papéis Facilitador Facilita o processo de tomada de decisão. Decisor Membro da equipe responsável pela decisão. Consultor Quem será consultado para ajudar na decisão. Interessado Todas as pessoas que devem ser informadas da decisão.
  23. 23. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  24. 24. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  25. 25. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  26. 26. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  27. 27. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  28. 28. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  29. 29. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  30. 30. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  31. 31. Quadro de Apoio para Decisões em Equipe
  32. 32. DECISÕES RÁPIDAS A decisão em equipe costuma ser mais rápida do que aquelas tomadas dentro de uma estrutura hierárquica, onde uma decisão precisa ser repassada para níveis nos quais o poder seja suficiente para decidir.
  33. 33. DECISÕES MELHORES A decisão coletiva costuma ser melhor do que a decisão individual, uma vez que considera a capacidade e a visão de várias pessoas em vez do julgamento de um único gestor.
  34. 34. DECISÕES MOTIVADORAS A decisão coletiva costuma ter como consequência o engajamento natural da equipe para colocar em prática as ações que realizam efetivamente a alternativa escolhida.
  35. 35. Decisões melhores e mais rápidas serão tomadas por equipes que estão próximas aos clientes. Mercados dinâmicos, alta concorrência e informação em abundância criam problemas complexos que demandam decisões coletivas eficazes."
  36. 36. Obrigado! matheus@webgoal.com.br Matheus Haddad

×