Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo:
Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prosti...
Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo:
Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prosti...
Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo:
Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prosti...
Este quadro é uma descrição perfeita do mundo à
parte de Cristo, ostentando sua riqueza, seus
banquetes, seu vestuário e t...
E vi que a mulher estava embriagada com o sangue dos santos e com o
sangue dos mártires de Jesus. Quando a vi, maravilhei-...
A besta que viste era e já não é; todavia está para subir do abismo, e vai-se
para a perdição; e os que habitam sobre a te...
Aqui está a mente que tem sabedoria.
As sete cabeças são sete montes, sobre os
quais a mulher está assentada;
Apoc17:9
Apo...
A besta que era e já não é, é também o oitavo rei, e é dos sete, e vai-se
para a perdição.
Apoc17:11
Besta
Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam o
reino, mas receberão autoridade, como reis, por uma ...
Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é
o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão tam...
Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo que tinha grande
autoridade, e a terra foi iluminada com a sua glória.
E ...
Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas
participante dos seus pecados, e para que não incorras...
• Babilônia ou Roma aqui é visto como o sistema político que
se associou com o mundo. Os políticos governados pela
luxúria...
1. Em contraste com o lamento dos ímpios, a igreja no céu está
celebrando a vindicação da justiça divina - v. 20
• Esta ce...
2. A ruína total da Babilônia é demonstrada - v. 21
AS VOZES DE CELEBRAÇÃO - V. 20-24
Um forte anjo levantou uma
pedra, qu...
3. A Babilônia: Lugar onde as coisas boas estarão ausentes - v. 22-23
a) Não tem música - Lá só se ouve voz de lamento.
b)...
Apocaipse 17 e 18
Apocaipse 17 e 18
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apocaipse 17 e 18

243 visualizações

Publicada em

Estudos do livro de Apocalipse 17 e 18

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apocaipse 17 e 18

  1. 1. Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas; com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam sobre a terra se embriagaram com o vinho da sua prostituição. Apocalipse 17:1-2 João recebe uma visão contrastando com uma outra visão. Aqui ele é chamado para ver a queda da falsa igreja e o triunfo da igreja verdadeira no cap. 21: 9. E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro. Apocalipse 21:9 A principal mensagem de Apocalipse 17 é fácil de entender. Os principais temas são: O poder sedutor, a perseguição cruel e a destruição inevitável do sistema da Meretriz. A Meretriz será uma a falsificação da Noiva de Cristo.
  2. 2. Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas; com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam sobre a terra se embriagaram com o vinho da sua prostituição. Apocalipse 17:1-2 A religião prostituída está presente em todos os povos e os influenciará. Onde Deus tem crentes verdadeiros, Satanás levanta a sua falsa igreja. A Babilônia não é apenas cultura sem Deus, mas também cultura contra Cristo. Ela sempre entra em conflito com seguidores do Cordeiro. Ela sempre tomará um rumo anticristão, pois recebe apoio político do anticristo.
  3. 3. Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas; com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam sobre a terra se embriagaram com o vinho da sua prostituição. Apocalipse 17:1-2 Será uma religião de afirmação e tolerância, sem absolutos e sincretismo. Será um falso mover de justiça que alimentará os pobres e se envolverá profundamente em projetos humanitários. O objetivo será a dignidade e a felicidade humana. O humanismo é o homem buscando fazer de Deus a sua imagem. “...sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade...” (2 Ts 2:3)
  4. 4. Este quadro é uma descrição perfeita do mundo à parte de Cristo, ostentando sua riqueza, seus banquetes, seu vestuário e toda a sua beleza e glória. A meretriz é atraente e repulsiva ao mesmo tempo. A religião prostituída faz ostentação da sua riqueza e do seu luxo. Então ele me levou em espírito a um deserto; e vi uma mulher montada numa besta cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e que tinha sete cabeças e dez chifres. A mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada de ouro, pedras preciosas e pérolas; e tinha na mão um cálice de ouro, cheio das abominações, e da imundícia da prostituição; Apocalipse 17: 3 e 4É a mesma besta que subiu do mar em Ap. 13:1 Ela é uma religião popular. Atrai as multidões. Não impõe limites. As heresias, o liberalismo e sincretismo são expressões dessa grande meretriz que seduz os homens a viverem na impiedade e na devassidão. e na sua fronte estava escrito um nome simbólico: A grande Babilônia, a mãe das prostituições e das abominações da terra. Apocalipse 17:5
  5. 5. E vi que a mulher estava embriagada com o sangue dos santos e com o sangue dos mártires de Jesus. Quando a vi, maravilhei-me com grande admiração. Apocalipse 17:6 João admirou-se com a grande satisfação da mulher na morte dos mártires e na voracidade de seu apetite insaciável, a ponto de embebedar- se com o sacrifício de muitos. Ao que o anjo me disse: Por que te admiraste? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a leva, a qual tem sete cabeças e dez chifres. Apocalipse 17:7 O mistério é de Deus sobre o cumprimento profético da mulher e da besta que a leva.
  6. 6. A besta que viste era e já não é; todavia está para subir do abismo, e vai-se para a perdição; e os que habitam sobre a terra e cujos nomes não estão escritos no livro da vida desde a fundação do mundo se admirarão, quando virem a besta que era e já não é, e que tornará a vir. Apoc17:7-8 Passado Presente Futuro A besta é a personificação dos grandes impérios do passado. Já não é porque esses impérios caíram. Está para emergir porque antes da segunda vinda, o anticristo se levantará para caminhar para a destruição.
  7. 7. Aqui está a mente que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada; Apoc17:9 Apoc17:10 são também sete reis: cinco já caíram; um existe; e o outro ainda não é vindo; e quando vier, deve permanecer pouco tempo. Egito, Assíria Babilônia Média-Pérsia Grécia Império Romano Besta
  8. 8. A besta que era e já não é, é também o oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição. Apoc17:11 Besta
  9. 9. Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam o reino, mas receberão autoridade, como reis, por uma hora, juntamente com a besta. Apoc17:12 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Apocalipse 17:13 Aparentemente, o único ato de governo dos dez será passar para a besta sua autoridade e poder
  10. 10. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os que estão com ele, os chamados, e eleitos, e fiéis. Apocalipse 17:14 Por alguma razão forma uma espécie de guerra civil na sede da besta. A besta e os dez reis se voltam contra a meretriz para destrui-la. Babilônia será despida, ridicularizada e exibida em toda a sua imundícia e a maquiagem e o adorno serão tirados. A besta precisa simular Jesus, Rei e Sacerdote. Ela recebeu dos dez reis a autoridade para governar (Rei), mas tem que destruir a meretriz (cap. 18) e tomar para si a autoridade religiosa (Sacerdote). Disse-me ainda: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, multidões, nações e línguas. E os dez chifres que viste, e a besta, estes odiarão a prostituta e a tornarão desolada e nua, e comerão as suas carnes, e a queimarão no fogo. Porque Deus lhes pôs nos corações o executarem o intento dele, chegarem a um acordo, e entregarem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus. E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra. Apocalipse 17:15-18
  11. 11. Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo que tinha grande autoridade, e a terra foi iluminada com a sua glória. E ele clamou com voz forte, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e guarida de todo espírito imundo, e guarida de toda ave imunda e detestável. Apocalipse 18:1-2 A queda aqui não é apenas aquela prevista por Isaías (Is 13:19- 22) e Jeremias (Jr 51:24-26), a Babilônia histórica. A queda aqui não é apenas a previsão da queda de Roma, a Babilônia simbólica (Ap 17:18), mas é a queda da Babilônia escatológica, o sistema religioso, econômico e político sem Deus e anti-Deus (Ap 18:2). Como uma predição, todos os impérios tiveram o seu surgimento, apogeu e queda. Mostra a fragilidade e falibilidade dos planos tanto humanos quanto diabólicos.
  12. 12. Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Porque os seus pecados se acumularam até o céu, e Deus se lembrou das iniquidades dela. Apocalipse 18:4-5 O ato de recordar-se ou lembrar-se expressa-se em termos de um veredicto judicial, fim do julgamento no céu. Em todo julgamento é lido o crime cometido. Sair da Babilônia significa não participar dos seus pecados, não ser enganado por suas tentações e seduções e não participar dos flagelos que sobrevirão. Tornai a dar-lhe como também ela vos tem dado, e retribuí-lhe em dobro conforme as suas obras; no cálice em que vos deu de beber dai-lhe a ela em dobro. e luz de candeia não mais brilhará em ti, e voz de noivo e de noiva não mais em ti se ouvirá; porque os teus mercadores eram os grandes da terra; porque todas as nações foram enganadas pelas tuas feitiçarias. E nela se achou o sangue dos profetas, e dos santos, e de todos os que foram mortos na terra. Apocalipse 18:6, 23 e 24
  13. 13. • Babilônia ou Roma aqui é visto como o sistema político que se associou com o mundo. Os políticos governados pela luxúria, ganância e soberba vão ficar amedrontados com esse sistema entrar em colapso e vão chorar e lamentar em alta voz(v. 9,10). • Roma era o centro do comércio e da política nos dias de João. Era conhecida pela sua extravagância e luxúria. Política e economicamente as pessoas eram dependentes de Roma e será também de Babilônia apocalíptica. AS VOZES DE LAMENTAÇÃO - V. 9-19 Todo aquele que se relacionar com a Babilônia vai lamentar grandemente.
  14. 14. 1. Em contraste com o lamento dos ímpios, a igreja no céu está celebrando a vindicação da justiça divina - v. 20 • Esta celebração não é o grito da vingança pessoal, mas o regozijo pelo justo julgamento de Deus. AS VOZES DE CELEBRAÇÃO - V. 20-24 Exulta sobre ela, ó céu, e vós, santos e apóstolos e profetas; porque Deus vindicou a vossa causa contra ela. Apoc 18:20
  15. 15. 2. A ruína total da Babilônia é demonstrada - v. 21 AS VOZES DE CELEBRAÇÃO - V. 20-24 Um forte anjo levantou uma pedra, qual uma grande mó, e lançou-a no mar, dizendo: Com igual ímpeto será lançada Babilônia, a grande cidade, e nunca mais será achada. Apocalipse 18:21
  16. 16. 3. A Babilônia: Lugar onde as coisas boas estarão ausentes - v. 22-23 a) Não tem música - Lá só se ouve voz de lamento. b) Não tem arte criadora - Sem obras artísticas. Belos quadros/estátuas. c) Não tem suprimento - No passado Babilônia era o mercado do mundo. Agora está como um deserto. d) Não tem luz - As trevas são um símbolo da efusão final da ira de Deus. Deus é luz. Condenação eterna é ir para as trevas eternas, trevas exteriores. e) Não tem relação de amor - Não há voz de noivo e noiva, nem sonhos.. Depois destas coisas, ouvi no céu como que uma grande voz de uma imensa multidão, que dizia: Aleluia! A salvação e a glória e o poder pertencem ao nosso Deus; Apocalipse 19:1 A VOZ DE CELEBRAÇÃO LOUVA AO SENHOR

×