Integrando Novas Soluções de Mídia  e Potencializando Resultados:  O que há de novo na Indústria Farmacêutica e no Setor S...
Mundo Digital e o Networking Souce: Web Trend MAP 2009
Web 2.0  e 3.0 www.wikipedia.org – Tag Cloud Web 2.0 <ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><li>serviços hospedados </li></ul><ul...
Redes Sociais evoluem em e-Business Fonte: Online Marketing & Detailing Congress, April 2007  Curva de Ado ç ão de e-Busin...
Vídeo Revolução das Mídias Sociais  http://www.youtube.com/watch?v=QOJ-Dvi6hcw
Baixo Alto Baixo Alto Intenção de Aumentar Peneração Atual da Rede Fonte: Social Media – Around the World 2011 Redes socia...
Experiências offline  com as marcas são os principais temas para iniciar conversas online  relacionadas a marca >50% dos u...
Mercados Emergentes como Brasil e Índia apresentam o mais alta lembrança e penetração de redes sociais  Penetração das Míd...
Conexão Diária nas Mídias Sociais Fonte: Social Media – Around the World 2011 63% 76% 60% 67% 82% 61% 58%
70% 22% 20% 93% 57% 77% 67% 59% 34% 93% 87% 76% 63% 12% 10% 94% 85% 79% 31% 17% 14% 59% 59% 54% 77% 65% 41% 93% 96% 90% 29...
Seguidores de Marcas nas Mídias Sociais  Fonte: Social Media – Around the World 2011 55% 19,6 57% 20,2 60% 9,3 62% 7,9 55%...
■   % usuários de redes ■   redes sociais consultadas ■   redes sociais onde há reação ■   redes sociais onde há post Comp...
Acesso Diário as Mídias Sociais via Smartphone Fonte: Social Media – Around the World 2011 56% 59% 68% 77% 89% 44% 56%
44% CO-CRIAÇÃO 44% CONVERSAÇÕES 33% FÃS DA MARCA 43% INTERAÇÃO DIRETA Consumidores e as Empresas
Política das Organizações para Mídias Sociais 60% gostariam de apoiar o colaborador no compartilhamento de conteúdo releva...
<ul><li>39, 3 milhões nas redes sociais , foruns, blogs e micro blogs </li></ul><ul><li>87% em mais de uma rede social </l...
Fonte: CW – Abril e Maio 2008 Desafio Digital e o conflito entre gerações Veteranos ( antes de 1946) Boomers  (1946-1964) ...
<ul><li>Adotar novas práticas de multicanais digitais  </li></ul><ul><li>Incluir-se no mundo das redes sociais </li></ul><...
Farma - Multicanais  e 360 graus de comunicação  TV, Rádio Amostras Representantes  de Vendas Eventos Médicos Call Centers...
Business as Usual – Modelo Push Visita do Rep Rep Especializado Eventos e-CME Contact Center Detailing E-detailing Hot lin...
Necessidade do Médico - Customização Visita do Rep Rep Especializado Eventos e-CME Contact Center Detailing E-detailing Ho...
Modelo Push – Pull Visita do Rep Rep Especializado Eventos e-CME Contact Center Detailing E-detailing Hot line Conteúdo We...
Farma e seus esforços no mundo virtual <ul><li>Websites </li></ul><ul><ul><li>conteúdos científicos e médicos </li></ul></...
Farmacêuticas nas Mídias Sociais Linkedin Facebook Twitter Orkut Grupos Novartis Pharmaceuticals (81 mil) Sandoz (12 mil) ...
Internet é a referência para temas de saúde <ul><li>32% das pessoas usam a web como fonte de informação em saúde    (mesma...
Médicos usam Internet para sua atualização  <ul><li>80% a 90% usam como fonte de informação em saúde (EUA e Brasil) </li><...
Uso de Canais e Mídias na Farmacêutica Nível de Importância: 1= pouco importante;  6= muito importante tradicional novo Vi...
Custos dos Canais na Interação com Médicos Bearing Point
Redes Sociais e Comunidade Médica  Lider da CoP Membros Líder e Membro Membro de Duas Comunidades Determinar estratégias  ...
Líderes de Opinião Nacionais Líderes de Opinião Regionais A Difusão em Cascata Ÿ A adoção de produtos se difunde através d...
Relacionamento e Adoção da Inovação Consciência do Processo de Integração O Domínio do Mercado Tradicional Integração A in...
Adopted from Diffusion of Innovations 4th Edition Everett M. Rogers Inovadores Líderes de Opinião Vácuo de Mercado Maioria...
<ul><li>Porque as organizações e comunidades são sistemas sociais de    comunicação que estabelecem redes dinâmicas </li><...
Comunidades Médicas  - Mapa de Orientação de Ações -   <ul><li>Reavaliação das audiências e médicos visitados </li></ul><u...
Know the Net, Knit the Net – Valdis Krebs - Plexus Institute – Washington, 2006 Comunidades Médicas  Padrões de Distribuiç...
Mapa de Visualização Hipertensão – Brasil  Sub Redes Identificadas
Mapa de Visualização Obesidade – Brasil  Sub Redes Identificadas
Mapa de Visualização Diabetes - Brasil Sub Redes Identificadas
Site do e-Simpósio Acesso individual Acesso de grupos Reuniões organizadas localmente Palestrantes em diferentes países Re...
Detailing e E-detailing  - Promoção a Distância Visita virtual com promocão  de ajuda visual  Estudos Científicos Conteúdo...
e-detailing <ul><li>Características: </li></ul><ul><li>Define-se pela necessidade do cliente (data e hora) </li></ul><ul><...
Mudanças na Propaganda Médica <ul><li>Uso da tecnologia: notebooks, palms e smartphones </li></ul><ul><li>Adoção dos ipads...
Twitter  – Mais recente iniciativa <ul><li>Método instantâneo de engajamento social envolvendo quando se escreve </li></ul...
<ul><li>20 a 50 top Farmas estão usando twitter e seu total de seguidores é inferior a    25.000 (maioria das Farmas não e...
YouTube  –  Oportunidades para as Farmas <ul><li>Cada minuto são recebidas 17 horas de vídeos </li></ul><ul><li>A mídia me...
Grupos de Discussão <ul><li>Anonimato dá conforto e encoraja as pessoas a partilharem suas    histórias de tratamento, exp...
Facebook  -   Grupo de Compartilhamento  <ul><li>Usários podem criar seu próprio perfil e ligar-se com amigos </li></ul><u...
Wikipedia  – livre cópia, distribuição e modificação  www.wikipedia.org 2 bilhões de palavras 10.000 tópicos 250 línguas Q...
Redes Sociais e Medicamentos
Redes Sociais e Medicamentos
Multicanais, Comunidades e Mídias Sociais Desafios e Mudança <ul><li>Internos  </li></ul><ul><li>Alinhar estratégia e prát...
1.  Identicar   seus clientes, individualmente e distintamente 2.  Diferenciar   pelo valor e necessidades  3.  Interagir ...
Fatores Críticos de Sucesso para o Desafio Digital <ul><li>Adotar uma postura aberta </li></ul><ul><li>Ouvir e alinhar-se ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desafio Digital e Promocao de Medicamentos - Novas Solucoes de Midia

1.430 visualizações

Publicada em

Apresentação aborda conceitos e casos do uso de midia digital na industria farmaceutica, explorando aspectos do desafio de multicanais e a custo-efetividade para os diferentes públicos, sejam medicos ou pacientes. Inclui dados recentes de 2011 das midias digitais no Brasil e mundo, alem de casos em detailing, comunidades de praticas e redes sociais como orkut, facebook, linkedin e twitter.

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • - 8 MONTHS AND 24 VISITS – LESSON LEARNED – ITS NECESSARY TO HAVE A DEDICATED EFFORT (FREQUENCY AND SEQUENCY) - MORE TIME OF CONVERSATION – BETTER THAT ALIVE - POTENTIAL USE OF DIFFERENT MATERIALS MORE THAN THE USUAL IF THE PHYSICIAN ACCEPT THE INTERACTION BUILD UP A NEW RELATIONSHIP GOALS DEFINED TO THE SF - ENGAGEMENT MATERIAL AVAILABLE
  • Desafio Digital e Promocao de Medicamentos - Novas Solucoes de Midia

    1. 1. Integrando Novas Soluções de Mídia e Potencializando Resultados: O que há de novo na Indústria Farmacêutica e no Setor Saúde DESAFIO DIGITAL E PROMOÇÃO DE MEDICAMENTOS WORKSHOP SINDUSFARMA 01 de Dezembro de 2011
    2. 2. Mundo Digital e o Networking Souce: Web Trend MAP 2009
    3. 3. Web 2.0 e 3.0 www.wikipedia.org – Tag Cloud Web 2.0 <ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><li>serviços hospedados </li></ul><ul><li>aplicações na web </li></ul><ul><li>wikipedia </li></ul><ul><li>twitter </li></ul><ul><li>youtube e videos </li></ul><ul><li>blogs </li></ul><ul><li>redes sociais e comunidades virtuais </li></ul>Da Colaboração a Semântica das Redes collaboration information sharing interoperability user centered design
    4. 4. Redes Sociais evoluem em e-Business Fonte: Online Marketing & Detailing Congress, April 2007 Curva de Ado ç ão de e-Business Customiza ç ão (dê o que eu quero quando eu pe ç o) Visibilidade (divulga ç ão de materiais) Interatividade (di á logo e perguntas e respostas) Maturidade do e-Business Sofistica ç ão da atividade de e-Business Personaliza ç ão (entendendo-me e antecipando o que eu quero) Curva de Adoção de e-Business Fechando o Loop de Marketing (relacionamento multi canais)
    5. 5. Vídeo Revolução das Mídias Sociais http://www.youtube.com/watch?v=QOJ-Dvi6hcw
    6. 6. Baixo Alto Baixo Alto Intenção de Aumentar Peneração Atual da Rede Fonte: Social Media – Around the World 2011 Redes sociais maiores tendem a crescer e as menores, diminuir Concentração das Redes Sociais no Mundo MySpace Facebook LinkedIn Hyves Hi5 Orkut Ning Xing Netlog Twitter QZone Bebo Vkontakte Tagged Friendster Badoo 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60%
    7. 7. Experiências offline com as marcas são os principais temas para iniciar conversas online relacionadas a marca >50% dos usários de redes sociais estão conectados com marcas Experiência Online e Offline das Midias Sociais Fonte: Social Media – Around the World 2011 36% postam conteúdos relacionados as marcas nas redes sociais
    8. 8. Mercados Emergentes como Brasil e Índia apresentam o mais alta lembrança e penetração de redes sociais Penetração das Mídias Sociais no Mundo Fonte: Social Media – Around the World 2011 75% 44%* 3,4 86% 34% 1,8 98% 88% 3,9 96% 67% 1,5 97% 86% 3,1 95% 76% 2,1 Lembrança da última rede acessada 98% Membro da última rede social 73% Número médio de redes sociais 1,9
    9. 9. Conexão Diária nas Mídias Sociais Fonte: Social Media – Around the World 2011 63% 76% 60% 67% 82% 61% 58%
    10. 10. 70% 22% 20% 93% 57% 77% 67% 59% 34% 93% 87% 76% 63% 12% 10% 94% 85% 79% 31% 17% 14% 59% 59% 54% 77% 65% 41% 93% 96% 90% 29% 13% 5% 76% 74% 32% ■ Membro ■ Lembrança Top 3 Mídias Sociais no Mundo Fonte: Social Media – Around the World 2011
    11. 11. Seguidores de Marcas nas Mídias Sociais Fonte: Social Media – Around the World 2011 55% 19,6 57% 20,2 60% 9,3 62% 7,9 55% 8,3 70% 15,6 Seguidores de marcas 51% Méida de marcas seguidas 12,2
    12. 12. ■ % usuários de redes ■ redes sociais consultadas ■ redes sociais onde há reação ■ redes sociais onde há post Compartilhar e Consultar Informações de Marcas Fonte: Social Media – Around the World 2011 Oete Norte Leste Sul
    13. 13. Acesso Diário as Mídias Sociais via Smartphone Fonte: Social Media – Around the World 2011 56% 59% 68% 77% 89% 44% 56%
    14. 14. 44% CO-CRIAÇÃO 44% CONVERSAÇÕES 33% FÃS DA MARCA 43% INTERAÇÃO DIRETA Consumidores e as Empresas
    15. 15. Política das Organizações para Mídias Sociais 60% gostariam de apoiar o colaborador no compartilhamento de conteúdo relevante 25% tem uma política escrita para uso de mídias sociais 13% recebem treinamento sobre as mídias sociais
    16. 16. <ul><li>39, 3 milhões nas redes sociais , foruns, blogs e micro blogs </li></ul><ul><li>87% em mais de uma rede social </li></ul><ul><ul><ul><li>30,9 milhões no Facebook </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>29,0 milhões no Orkut </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>14,2 milhões no Twitter </li></ul></ul></ul>Mídias Sociais e Acesso no Brasil Fonte: IBOPE Nielsen – agosto 2011
    17. 17. Fonte: CW – Abril e Maio 2008 Desafio Digital e o conflito entre gerações Veteranos ( antes de 1946) Boomers (1946-1964) Geração X (1965-1981) Geração Y (1982 – 2000) Estilo Formal Semi formal Não tão sério, irreverente Olhos nos olhos, divertido Informações Detalhadas, por escrito Me dê tudo o que eu preciso Direto ao ponto. O que eu preciso fazer? Se e quando eu precisar disso, eu busco on line Contexto Relevante para minha segurança. Perspectiva histórica. Relevante no ‘bottom line’ e para meus ganhos Relevante para o que me importa realmente Relevante neste momento para meu trabalho Atitude Respeita autoridade e hierarquia Aceita regras criadas pelos veteranos Aberto para questionar hierarquia Aceita autoridade ganha pelo respeito Táticas Escrita. E-mail convencional. Conversas face a face ou por telefone. Escrita. E-mail convencional. Face a face. Ferramentas e recursos on line. On line. Reuniões face a face (se realmente necessárias) On line. Conexão via web. Uso de tecnologias em geral Velocidade Alcançável com um tempo razoável Disponível. Acessível Imediato. Quando eu preciso disto 5 minutos atrás Freqüência Em quantidades que possam ser digeridas Quando necessário Sempre que necessário Constante
    18. 18. <ul><li>Adotar novas práticas de multicanais digitais </li></ul><ul><li>Incluir-se no mundo das redes sociais </li></ul><ul><li>Estabelecer formas adicionais de medir o relacionamento </li></ul><ul><li>Acompanhar a evolução do mercado e dos clientes </li></ul>Desafio Digital e Diferenciação
    19. 19. Farma - Multicanais e 360 graus de comunicação TV, Rádio Amostras Representantes de Vendas Eventos Médicos Call Centers e Programas de Relacionamento Materiais promocionais Mobilidade Emails Web Portals, Sites Detailing e e-detailing Newsletters Digitais e impressas
    20. 20. Business as Usual – Modelo Push Visita do Rep Rep Especializado Eventos e-CME Contact Center Detailing E-detailing Hot line Self detailing Emails Newsletter Conteúdo Web Serviços em Sites Redes Sociais Communidades de Prática Investmento por médico Diferentes Canais de Comunicação William Cerantola – EyeforPharma 2008
    21. 21. Necessidade do Médico - Customização Visita do Rep Rep Especializado Eventos e-CME Contact Center Detailing E-detailing Hot line Conteúdo Web Serviços em Sites Redes Sociais Communidades de Prática Investmento por médico Diferentes Canais de Comunicação Escolha do Médico Self detailing Emails Newsletter William Cerantola – EyeforPharma 2008
    22. 22. Modelo Push – Pull Visita do Rep Rep Especializado Eventos e-CME Contact Center Detailing E-detailing Hot line Conteúdo Web Serviços em Sites Redes Sociais Communidades de Prática Investmento por médico Diferentes Canais de Comunicação Escolha do Médico Self detailing Emails Newsletter PUSH – Modelo Farma PULL- Necessidade Médico William Cerantola – EyeforPharma 2008
    23. 23. Farma e seus esforços no mundo virtual <ul><li>Websites </li></ul><ul><ul><li>conteúdos científicos e médicos </li></ul></ul><ul><ul><li>serviços e relacionamento </li></ul></ul><ul><ul><li>marca institucional e de produtos </li></ul></ul><ul><li>Redes Sociais </li></ul><ul><ul><li>linkedin, youtube, twitter – mensagens institucionais </li></ul></ul><ul><li>EMC – Educação Médica Continuada </li></ul><ul><ul><li>Conexões em tempo real - One-to-one </li></ul></ul><ul><ul><li>Treinamento em tempo real - on-demand </li></ul></ul><ul><ul><li>Webcasts em tempo real - on-demand </li></ul></ul>
    24. 24. Farmacêuticas nas Mídias Sociais Linkedin Facebook Twitter Orkut Grupos Novartis Pharmaceuticals (81 mil) Sandoz (12 mil) Consumer Health (10 mil) Vaccines (8 mil) 11 mil likes Novarits 18 mil Novartis 1,6 mil Sandoz 680 Novartis Alumni Pfizer Pharmaceutical (147 mll Laboratório (29 ) 42 mil likes News 21 mil 1,5 mil Pfizer Alumni Pfizer Re-connection Astra Zeneca Pharmaceuticals (45 mil) 710 likes 9,8 mil 23 Boehringer Pharmaceutical (21 mil) 15 mil likes 4,5 mil 100 diversos Boehringer Alumni Sanofi Aventis Pharmaceutical (50 mil) Pasteur (8,6 mil) Merial (4 mil) 10 mil likes 4,3 mil 1,3 mil Sanofi Network MSD Merck (763mil) 1,7 mil likes 2,2 mil MSD 560 Merck Network Eurofarma Eurofarma (3,3 mil) 3 mil likes 550 1,5 mil diversos EMS EMS (5,5 ml) 2,3 mil
    25. 25. Internet é a referência para temas de saúde <ul><li>32% das pessoas usam a web como fonte de informação em saúde (mesma frequência que livros, revistas, jornais e amigos) </li></ul><ul><li>60% estão usando frequentemente a web como fonte geral (EUA e Brasil) </li></ul><ul><li>Diferentes idades estão usando web para temas de saúde (EUA) </li></ul><ul><li>85% estão usando mecanismos de busca para encontrar informação (EUA e Brasil) </li></ul><ul><li>Maioria das Farmas aumentarão os investimentos em websites e mecanismos de busca no futuro (60% planejam fazer nos EUA) </li></ul>Google – Pharmaceutical Industry Online – Março 2009 Idades 18 - 33 34 - 54 55+ Websites sobre saúde 37% 52% 51% Social Networking 50% 33% 15% Websites de Farmas 7% 10% 14%
    26. 26. Médicos usam Internet para sua atualização <ul><li>80% a 90% usam como fonte de informação em saúde (EUA e Brasil) </li></ul><ul><li>85% usam mecanismos de busca (EUA e Brasil) </li></ul><ul><li>63% pesquisam por sintomas e diagnóstico (Brasil) </li></ul><ul><li>59% pesquisam por novas drogas e melhores práticas (Brasil) </li></ul><ul><li>50% usam para verificar dosagem de produtos (Brasil) </li></ul><ul><li>Links patrocinados e videos são o segundo e terceira mídias mais importantes para conhecimento e influência após a visita do representante de vendas (respectivamente 34% e 33%) </li></ul>Google – Pharmaceutical Industry Online – Março 2009 e Media Screen – Julho2008, Brasil
    27. 27. Uso de Canais e Mídias na Farmacêutica Nível de Importância: 1= pouco importante; 6= muito importante tradicional novo Vision and reality 2001 – Cracking the Code – Unlocking New Value in Customer Relationship; Cap Gemini & Young & 2010 predictions by Pharma marketers in Europe
    28. 28. Custos dos Canais na Interação com Médicos Bearing Point
    29. 29. Redes Sociais e Comunidade Médica Lider da CoP Membros Líder e Membro Membro de Duas Comunidades Determinar estratégias de vendas e marketing para pessoas e comunidades com base em seus atributos Perfil, variação e classificação de pessoas e comunidades de acordo com as características da rede de influência, características de comportamento e valor de vendas
    30. 30. Líderes de Opinião Nacionais Líderes de Opinião Regionais A Difusão em Cascata Ÿ A adoção de produtos se difunde através dos Ÿ Comunidades de Prática identificam as Ÿ A difusão se faz pelas conexões-chave em cascata “top-down” or “bottom-up”. Características da Inovação Ÿ Evidência Ÿ Compatibilidade Ÿ Complexidade Ÿ Observação Comunidades Médicas e a Difusão em Cascata Fonte: Diffusion of Innovations – Everett Rogers, 2005 Líderes de Opinião Locais 3 níveis de líderes conexões-chave da pirâmide
    31. 31. Relacionamento e Adoção da Inovação Consciência do Processo de Integração O Domínio do Mercado Tradicional Integração A inovação faz parte da rotina de comportamento do médico. Comunidades de Prática Adoção O médico testa a inovação. Integração A inovação faz parte da rotina de comportamento do médico Adoção O médico testa a inovação Acordo O médico avalia o valor relativo da inovação Consciência O médico ouve a respeito da inovação pela primeira vez Diffusion of Innovations – Everett Rogers, 2005 Os esforços de vendas e marketing tradicionais focalizam tipicamente a conscientização e a concordância com os dados clinicos e declaração de benefícios.
    32. 32. Adopted from Diffusion of Innovations 4th Edition Everett M. Rogers Inovadores Líderes de Opinião Vácuo de Mercado Maioria Precoce Maioria Tardia Conservador TOLERÂNCIA DECRESCENTE A RISCO Comunidades Médicas e a Adoção da Inovação Fonte: Diffusion of Innovations – Everett Rogers, 2005
    33. 33. <ul><li>Porque as organizações e comunidades são sistemas sociais de comunicação que estabelecem redes dinâmicas </li></ul>Redes Sociais e construção de relacionamento <ul><li>Porque as redes criam laços e agregam valor aos indivíduos, produzindo um processo de trocas concretas e simbólicas </li></ul><ul><li>Porque nas redes é que a cultura se desenvolve, perpetua ou é modificada </li></ul>Bordieu; Stephenson , 2008 <ul><li>Porque as redes integram e disseminam as inovações </li></ul>
    34. 34. Comunidades Médicas - Mapa de Orientação de Ações - <ul><li>Reavaliação das audiências e médicos visitados </li></ul><ul><li>Estímulo ao contato entre líder e comunidade em eventos médicos </li></ul><ul><li>Adequação de mensagens e materiais promocionais </li></ul><ul><li>Definição de grupos médicos consultivos </li></ul><ul><li>Uso de ferramentas da internet para ampliar conexões </li></ul><ul><li>Uso de métricas de resultados de negócio e de relacionamento </li></ul><ul><li>Construção de um novo modelo de negócio </li></ul>
    35. 35. Know the Net, Knit the Net – Valdis Krebs - Plexus Institute – Washington, 2006 Comunidades Médicas Padrões de Distribuição <ul><li>Dimensões de Análise : </li></ul><ul><li>Centralidade </li></ul><ul><li>Influência </li></ul><ul><li>Conectividade </li></ul><ul><li>Intensidade </li></ul><ul><li>Eficiência </li></ul><ul><li>Resiliência </li></ul>
    36. 36. Mapa de Visualização Hipertensão – Brasil Sub Redes Identificadas
    37. 37. Mapa de Visualização Obesidade – Brasil Sub Redes Identificadas
    38. 38. Mapa de Visualização Diabetes - Brasil Sub Redes Identificadas
    39. 39. Site do e-Simpósio Acesso individual Acesso de grupos Reuniões organizadas localmente Palestrantes em diferentes países Redes Sociais e Eventos Virtuais e-Simpósios e e-Fóruns
    40. 40. Detailing e E-detailing - Promoção a Distância Visita virtual com promocão de ajuda visual Estudos Científicos Conteúdo de Website Notícias e informações Revisão de Apresentações Discussão em Grupos Virtuais Conexões como outros médicos Contéudo Institucional Detailing e e-Detailing
    41. 41. e-detailing <ul><li>Características: </li></ul><ul><li>Define-se pela necessidade do cliente (data e hora) </li></ul><ul><li>Fortalece o relacionamento (presencial e virtual) </li></ul><ul><li>Compartilha conhecimentos e práticas </li></ul><ul><li>Focaliza o indivíduo </li></ul><ul><li>Flexibiliza tempo e necessidade (minutos a horas) </li></ul><ul><li>Dissemina conteúdos e constrói uma pauta comum </li></ul><ul><li>Métricas de acesso do web site, frequência, tempo de conexão, download de materiais, e geração de novos temas de discussão para além da pauta promocional </li></ul>E-Detailing com a Comunidade Médica
    42. 42. Mudanças na Propaganda Médica <ul><li>Uso da tecnologia: notebooks, palms e smartphones </li></ul><ul><li>Adoção dos ipads e tablets (ex. Eurofarma, EMS, Ipsen, Biolab, MSD, Galderma) </li></ul><ul><ul><li>Lançamentos de produtos </li></ul></ul><ul><ul><li>Promoção mais interativa e personalizada com os médicos </li></ul></ul><ul><ul><li>Busca de convergência, produtividade e treinamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Inteligência competitiva e atendimento de necessidades </li></ul></ul><ul><ul><li>Sustentabilidade </li></ul></ul>
    43. 43. Twitter – Mais recente iniciativa <ul><li>Método instantâneo de engajamento social envolvendo quando se escreve </li></ul><ul><li>Comunicar com 140 caracteres </li></ul><ul><li>Pode fazer retweet dentro da comunidade </li></ul><ul><li>Alto número de seguidores = muitas pessoas estão interessadas nos posts </li></ul><ul><li>Alto número dos que segue = engajado em muitas comunidades </li></ul><ul><li>Alto número de atualizações = algo a dizer </li></ul>FirstWord Dossier – Pharma and Social Media: The Leaders and Followers, august 2009
    44. 44. <ul><li>20 a 50 top Farmas estão usando twitter e seu total de seguidores é inferior a 25.000 (maioria das Farmas não está engajada) </li></ul><ul><li>6 Farmas com alto número de seguidores (Boehringer, Novartis, J&J, Genentech, AstraZeneca, Roche): a maioria de negócios, mídia, marketing e pequeno número de médicos </li></ul><ul><li>12% dos pacientes compartilham updates ou veem updates de outros = comentários de posts, perguntas, informações sobre saúde e assuntos médicos </li></ul>FirstWord Dossier – Pharma and Social Media: The Leaders and Followers, august 2009 Twitter – Farmacêuticas apenas iniciam…
    45. 45. YouTube – Oportunidades para as Farmas <ul><li>Cada minuto são recebidas 17 horas de vídeos </li></ul><ul><li>A mídia menos utilizada = 11 das top 50 Farmas </li></ul><ul><li>Sites com mais conteúdo e views (320.000 views) </li></ul><ul><li>Métricas: inscrições e seguidores ; views dos canais; número de vídeos; nível de investimento feito no site </li></ul>FirstWord Dossier – Pharma and Social Media: The Leaders and Followers, august 2009
    46. 46. Grupos de Discussão <ul><li>Anonimato dá conforto e encoraja as pessoas a partilharem suas histórias de tratamento, experiências com médicos e resultados com medicamentos </li></ul><ul><li>Muitas comunidades e foruns estão bem desenvolvidos com o objetivo de partilhar o interesse numa dada enfermidade </li></ul><ul><li>Mais conexões tem sido experimentadas entre pacientes que já tratam e novos pacientes diagnosticados </li></ul>
    47. 47. Facebook - Grupo de Compartilhamento <ul><li>Usários podem criar seu próprio perfil e ligar-se com amigos </li></ul><ul><li>Farma criou grupos de interesses onde as pessoas podem juntar-se para participar das discussões </li></ul><ul><li>Farma tem limitado sua habilidade em participar e interagir em sites de produtos tendo em vista as questões legais e de compliance </li></ul>FirstWord Dossier – Pharma and Social Media: The Leaders and Followers, august 2009
    48. 48. Wikipedia – livre cópia, distribuição e modificação www.wikipedia.org 2 bilhões de palavras 10.000 tópicos 250 línguas Quinto mais popular site 100.000 voluntários Wiki=4 erros por artigo versus Britannica=3 erros por artigo
    49. 49. Redes Sociais e Medicamentos
    50. 50. Redes Sociais e Medicamentos
    51. 51. Multicanais, Comunidades e Mídias Sociais Desafios e Mudança <ul><li>Internos </li></ul><ul><li>Alinhar estratégia e práticas usuais </li></ul><ul><li>Adotar nova postura no relacionamento </li></ul><ul><li>Desenvolver uma cultura focada no cliente </li></ul><ul><li>Adotar novas ferramentas e linguagem </li></ul><ul><li>Negociar internamente os riscos </li></ul><ul><li>Externos </li></ul><ul><li>Restrições regulatórias e compliance </li></ul><ul><li>Criar novo elo de confiança </li></ul><ul><li>Entender novas necessidades dos clientes </li></ul><ul><li>Múltiplos perfis para aplicação </li></ul><ul><li>Múltiplas ferramentas sem validação </li></ul>
    52. 52. 1. Identicar seus clientes, individualmente e distintamente 2. Diferenciar pelo valor e necessidades 3. Interagir em bases custo-efetiva e com eficiência 4. Customizar aspectos da abordagem da empresa Relacionamento via Mídias Socias em 4 etapas Pepper & Rogers Group, 2009
    53. 53. Fatores Críticos de Sucesso para o Desafio Digital <ul><li>Adotar uma postura aberta </li></ul><ul><li>Ouvir e alinhar-se com as necessidades do cliente </li></ul><ul><li>Oferecer conteúdos e serviços relevantes ao cliente </li></ul><ul><li>Testar progressivamente novos canais </li></ul><ul><li>Obter apoio político interno </li></ul><ul><li>Negociar face a realidade de compliance </li></ul><ul><li>Ter qualidade e permanência na execução </li></ul>

    ×