O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

ApresentaçãO Encontro HumaníStico (1)

620 visualizações

Publicada em

Eslide contendo todo conteúdo apresentado no Encontro Humanístico realizado anualmente na UFMA.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

ApresentaçãO Encontro HumaníStico (1)

  1. 1. O Plano Maior de Turismo e os Efeitos da sua Implementação no Estado do Maranhão Dyego Ferraz Pollyanna Lima Willian Barbosa Orientadora Fabiana Lobato
  2. 2. A IMPORTÂNCIA DO TURISMO <ul><li>Crescimento da atividade </li></ul><ul><li>Importância para o desenvolvimento econômico e social </li></ul><ul><li>Efeitos da atividade </li></ul>
  3. 3. PLANEJAMENTO DO TURISMO <ul><li>Planejamento Estratégico </li></ul><ul><li>Importância do Planejamento para a atividade </li></ul>
  4. 4. Planejamento Turístico <ul><li>A política seria o conjunto de orientações que facilitam o processo de tomada de decisões por parte do planejador, indicando-lhes parâmetros e direções para alcançar os objetivos estabelecidos, determinando as bases que permitirão atingir as metas propostas. </li></ul>
  5. 5. Políticas Públicas <ul><li>Pela definição original política pública seria um paradoxo, entretanto o adjetivo (público) serve para caracterizar as políticas como ligadas ao poder institucionalizado na forma do governo, como representante do interesse coletivo, e ao mesmo tempo, para diferenciá-lo dos tantos outros tipos de políticas. </li></ul>
  6. 6. POLÍTICAS PÚBLICAS DE TURISMO <ul><li>Participação do homem na sociedade </li></ul><ul><li>Planejamento turístico </li></ul><ul><li>Atuação dos poderes públicos </li></ul>
  7. 7. Participação do Homem na Sociedade <ul><li>A política é uma referência permanente em todas as dimensões do nosso cotidiano na medida em que este se desenvolve como vida em sociedade (MAAR). </li></ul><ul><li>Conjunto de atitudes e estratégias que uma comunidade organizada adota frente ao fenômeno turístico (PADILLA). </li></ul>
  8. 8. Planejamento Turístico <ul><li>seriam as direções gerais para o planejamento e a gestão do turismo </li></ul><ul><li>a política passa a ser entendida como um instrumento auxiliar no processo do planejamento turístico </li></ul><ul><li>é um planejamento estratégico, consubstanciado num plano </li></ul>
  9. 9. Atuação dos Poderes Públicos <ul><li>A política de turismo faz parte da política geral de um Estado, estando ligada às questões de interesse do setor turístico, principalmente as de ordem pública, devendo estar integrada com a política nacional de desenvolvimento </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Sem a fixação da política de turismo corre-se o risco de que o desenvolvimento da atividade ocorra sem o planejamento necessário, sendo guiada por interesses públicos ou privados que não contemplem as necessidades globais do setor </li></ul>
  11. 11. Aspectos Norteadores <ul><li>Aspectos econômicos </li></ul><ul><li>Sociais </li></ul><ul><li>Culturais </li></ul><ul><li>Ambientais </li></ul><ul><li>Mercadológicos </li></ul>
  12. 12. Responsáveis <ul><li>a comunidade </li></ul><ul><li>os empresários </li></ul><ul><li>o governo </li></ul>
  13. 13. Níveis das Políticas Públicas de Turismo <ul><li>Nacional </li></ul><ul><li>Estadual </li></ul><ul><li>Municipal </li></ul><ul><li>necessários e complementares </li></ul>
  14. 14. Objetivos Os objetivos da política de turismo são influenciados por diversas variáveis sócio-culturais, econômicas, ambientais e políticas, devendo levar em consideração o contexto atual e as perspectivas de crescimento da atividade turística.
  15. 15. Plano Integral de Desenvolvimento do Turismo no Maranhão (Plano Maior) Lançamento: 2000 Ausência de plano anterior de desenvolvimento turístico estadual Estruturação Consolidação
  16. 16. Fases do Plano Maior Diagnóstico (2000 a 2002) 1ª Etapa: Inventário 2ª Etapa: Implementação
  17. 17. Diagnóstico <ul><li>Recursos Turísticos </li></ul><ul><li>Demanda </li></ul><ul><li>Considerações Finais </li></ul>
  18. 18. Inventário Turístico <ul><li>149 Recursos Turísticos Catalogados </li></ul><ul><li>Agrupamentos dos recursos em Pólos : São Luís, Lençóis Maranhenses, Delta das Américas, Floresta dos Guarás e Chapadas das Mesas. </li></ul>
  19. 19. Implementação <ul><li>Plano Operacional </li></ul><ul><li>Macro programas: </li></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Marketing </li></ul></ul><ul><ul><li>Maior Qualidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Sensibilização da Comunidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Comunicação </li></ul></ul>
  20. 20. Resultados <ul><li>Diagnóstico </li></ul><ul><li>Catalogação dos recursos </li></ul><ul><li>Divisão em Pólos </li></ul>
  21. 21. Implementação <ul><li>Marketing Nacional e Internacional </li></ul><ul><li>Participação em Feira e Eventos </li></ul><ul><li>Campanhas Publicitárias </li></ul><ul><li>Site </li></ul>
  22. 22. Ações voltadas para Estruturação da Oferta Turística <ul><li>Construção da Estrada que liga São Luís a Barreirinhas </li></ul><ul><li>Construção do Centro de Convenções </li></ul><ul><li>Construção de espaços para a divulgação do artesanato local: Mercado e Morada das Artes </li></ul><ul><li>Melhoria dos espaços culturais do Centro Histórico </li></ul><ul><li>Recuperação do Centro Histórico </li></ul>
  23. 23. Considerações Finais <ul><li>Coerência das propostas feitas pelo Plano Maior, adaptadas a realidade sócio econômica do Estado </li></ul><ul><li>Ineficácia na implementação de todos os macro programas pelo Estado. </li></ul>

×