O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Treinamento & Desenvolvimento

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 29 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Treinamento & Desenvolvimento (20)

Anúncio

Mais de Wandick Rocha de Aquino (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Treinamento & Desenvolvimento

  1. 1. Juiz de Fora
  2. 2. Treinamento Desenvolvimento& Wandick Rocha de Aquino
  3. 3. TREINAMENTO 1.Preparação para uma competição ou atividade; 2.Processo que torna alguém capaz de desenvolver algo através de orientação ou instrução; 3.Destreza ou conhecimento adquirido em qualquer área; 4.Adquirir conhecimento e habilidade; 5.Processo de aprendizado. DESENVOLVIMENTO 1.Evolução, crescimento e mudança de uma pessoa; 2.Passo para estágio superior; 3.Passagem de um estado a outro, de tal modo que o seguinte é sempre mais perfeito que o anterior; 4.Acrescentar , melhorar, aperfeiçoar; 5.Processo de transformação.
  4. 4. E V A H C O que você precisa para ser competente? O N H E C I M E N T O A B L I D A D E T I T U D E A L O R E S N T O R N O
  5. 5. Introdução importância do capital humano longevidade e sucesso dos negócios profissionais competentes equipes de alta performance diferencial competitivo produtividade e competitividade treinamento e desenvolvimento
  6. 6. Um ambiente de trabalho sadio, onde exista incentivo à participação e à colaboração, também é determinante para o aumento da produtividade individual e coletiva.
  7. 7.  Planejamento completo: - Necessidades da empresa; - Análise do perfil de cada profissional.  Identificar: - Aptidões; - Características pessoais; - Limitações.  Objetivo: - Plano de desenvolvimento pessoal; - Potencializar habilidades; - Corrigir fraquezas. Retenção de talentos
  8. 8.  Novas tecnologias;  Operações e processos críticos;  Lacunas ou monopólios internos de conhecimento;  Regulamento interno;  Manual de rotinas;  Reciclagens sobre normas técnicas;  Mudanças na legislação;  Cultura organizacional;  Padronização de procedimentos;  Custos. Fatores a serem considerados
  9. 9. Por que investir em treinamento? - 1 - equipes preparadas Índices de desempenho produtividade e qualidade - 2 - poder transformador - 3 - progresso de indicadores patamar superior de atuação conhecimento, know-how e experiência qualidade, cronograma, satisfação e vendas fortalecimento da imagem da empresa
  10. 10.  Formar times mais críticos e inovadores capazes de encontrar soluções.  Conhecimento amplia os horizontes e cria nova possibilidades.  Reduz custos e desperdícios por meio de processos mais eficientes.  Comunicação direta com os profissionais para manter as equipes sempre atualizadas. Qualificação
  11. 11. O compartilhamento de informações sobre a empresa, mercado e concorrentes, a distribuição de matérias e artigos relevantes, o acesso a palestras, conteúdos online e o brainstorming são apenas algumas iniciativas que favorecem a criatividade através da capacitação.
  12. 12.  Colaboradores treinados com um plano de desenvolvimento sentem-se mais motivados.  Essa motivação gera mais comprometimento, pois, percebem que existe reconhecimento e valorização.  Percebem a necessidade de adquirirem competência e talentos.  Solidifica a relação de confiança e colaboração entre a empresa e seus profissionais. Motivação x Treinamento
  13. 13.  Os profissionais analisam propostas de emprego, considerando fortemente as possibilidades de desenvolvimento e aprendizado.  A construção de uma cultura com foco em treinamento e capacitação muda a imagem e reputação da empresa, interna e externamente.  Atrai potenciais candidatos, facilitando processos de recrutamento e seleção. Atração e retenção de talentos
  14. 14. Etapas do treinamento definir metas e objetivos levantamento das necessidades da empresa desenhar um plano e ação treinamentos e recursos que serão necessários adquirir os recursos materiais e equipamentos que serão utilizados particularidades de cada membro mapeamento de perfil comportamental
  15. 15. Etapas do treinamento iniciativas de treinamento programa de treinamento ganha vida mensurar e avaliar resultados monitorados e avaliados dar feedback identificar as percepções e os pontos fortes e fracos aplicar as novas habilidades melhoria contínua nas rotinas de trabalho
  16. 16. O treinamento deve ser um hábito reforçado pela cultura da empresa. É determinante que o planejamento conte com cursos frequentes, de forma a reforçar conceitos e aprimorar cada vez mais as competências.
  17. 17.  Assumir que todos aprendem da mesma forma;  Sobrecarregar a equipe;  Não priorizar a verba destinada ao treinamento;  Não direcionar os treinamentos a realidade;  Dispensar o acompanhamento;  Não criar fatores motivacionais. Erros que devem ser evitados
  18. 18. Desenvolvendo conhecimentos 1º passo aprender coisas novas diariamente 2º passo relacionar tudo o que aprender 3º passo atentar ao aprendizado contínuo 4º passo aceitar ensinamentos com a mente aberta
  19. 19. Desenvolvendo conhecimentos 5º passo pesquisar para sanar dúvidas 6º passo formas inovadoras de aprendizagem 7º passo aplicar o que foi aprendido 8º passo desenvolver visão sistêmica
  20. 20.  Qualidade externa  satisfação dos clientes.  Qualidade interna  melhoria dos processos.  Imagem positiva  visão e missão da empresa.  Motivação  impacta na produtividade.  Redução de custos  evita retrabalho, desperdícios e refugos. Treinamento + Desenvolvimento = Qualidade
  21. 21. Desenvolvimento como patrimônio Desenvolvimento Crescimento pessoal Resultados Qualidade Engajamento Produtividade Competitividade Sustentabilidade e crescimento da empresa ‘ Lucro Empregados felizes Retenção de talentos
  22. 22. 5W2H - Planejamento Treinamento e Desenvolvimento What Who Where When Why How How Much O que Quem Onde Quando Por que Como Quanto Custa Tema + Objetivo Público-alvo Localização Cronograma Justificativa Metodologia Orçamento
  23. 23.  Indica uma atividade de formação pessoal.  Instrutor (coach) ajuda o treinando (coachee) a evoluir em alguma área.  O coaching inicia criando uma meta com abrangências em diversas áreas.  Ajuda a maximizar o potencial e trazer mais resultados para a empresa ou para desenvolvimento do trabalho.  Coaching de liderança orienta o colaborador no seu desempenho e a desenvolver competências. O que é coaching?
  24. 24.  Ferramenta de desenvolvimento profissional.  Consiste em uma pessoa experiente ajudar outra menos experiente.  O mentor é um mestre ou conselheiro que tem vasta experiência profissional em uma determinada área.  Inclui conversas e debates que possibilitam o aprendizado e o desenvolvimento.  O mentor contribui para o crescimento profissional de um colega e está equipando a empresa para um futuro promissor. O que é Mentoring?
  25. 25. Um treinamento é um modo de transmitir conhecimento e é extremamente válido... Porém, como o treinando recebe essas informações? O quanto disso ele processa, absorve e aplica?
  26. 26.  Estratégias para o desenvolvimento e treinamento dos profissionais devem estar sempre entre as prioridades.  Equipes competentes e preparadas enfrentam situações adversas e localizam novas oportunidades com criatividade e inovação.  Um programa de treinamento eficiente promove diversas mudanças estruturais e comportamentais.  O acompanhamento do desenvolvimento assegura a formação de verdadeiras equipes, incentivando o trabalho em equipe e o respeito pelas diferenças. Considerações finais
  27. 27.  ANGELONI, M. T. (coord.). Organizações do conhecimento: infra-estrutura, pessoas e tecnologias. São Paulo: Saraiva, 2002.BOOG, G.; BOOG, M. (Org.). Manual de treinamento e desenvolvimento: gestão e estratégias. São Paulo: Prentice Hall, 2008.  ARAÚJO, Luis César G. de. Gestão de pessoas. São Paulo: Atlas, 2008.  KIRKPATRICK, D. L.. Como avaliar programas de treinamento de equipes: os quatros níveis. Rio de Janeiro: SENAC/RJ, 2010.  MACÊDO, Ivanildo Izaias de. et al. Aspectos comportamentais da gestão de pessoas. 9 ed. rev. e atual. – Rio de Janeiro : Editora FGV, 2007.  MOSCOVICI, Fela. Desenvolvimento interpessoal: treinamento em grupo. 15ª ed. – Rio de janeiro: José Olympio, 2005. Bibliografia
  28. 28. Wandick Rocha de Aquino Especialização em Contabilidade Financeira e Auditoria Contábil Graduação em Ciência Contábeis Professor de Contabilidade, Práticas Administrativas e Organizações & Métodos

×