Etapas do Processo Seletivo

5.017 visualizações

Publicada em

Processo Seletivo é um conjunto de técnicas ou instrumentos empregados para a avaliação dos candidatos, visando identificar as habilidades, tendências e demais características do perfil dos cargos, procurando sempre escolher “o profissional certo para o lugar certo”.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Etapas do Processo Seletivo

  1. 1. Etapas do Processo Seletivo Prof. Wandick Rocha
  2. 2. Dinâmica 1 Apresentação
  3. 3. Processo Seletivo
  4. 4. Etapas do Processo Seletivo 1. Análise de Currículo. 2. Testes: - Raciocínio e Lógica. - Grafologia. - Psicotécnico . - Conhecimentos. 3. Dinâmica de Grupo. 4. Entrevista: - Por Telefone. - Coletiva. - Individual. - Por Competência. - Final.
  5. 5. Processo Seletivo • Processo Seletivo é um conjunto de técnicas ou instrumentos empregados para a avaliação dos candidatos, visando identificar as habilidades, tendências e demais características do perfil dos cargos, procurando sempre escolher “o profissional certo para o lugar certo”. • Pode ser: - Interno, Externo ou Misto.
  6. 6. Anúncio de Vaga • Aberto. • Semiaberto. • Fechado.
  7. 7. Candidatando à Vaga • Consulte as vagas em jornais ou no próprio site da empresa. • Cadastre seu currículo em sites especializados de RH. • Ao se candidatar uma vaga seja objetivo no que quer e não envie seu currículo para vagas de diferentes seguimentos.
  8. 8. Marketing Pessoal • Marketing pessoal é uma ferramenta usada para promoção pessoal de modo a alcançar o sucesso. • É uma estratégia usada para "vender" a imagem e influencia a forma como as pessoas te veem. • Em processos seletivos o marketing pessoal capacita a pessoa a alterar a sua postura, imagem e conduta, assumindo uma importância vital para saber se expressar.
  9. 9. Vídeo 1 Marketing Pessoal • Ver vídeo neste Link: https://www.youtube.com/watch?v=KFmRP0Fpiag Marketing Pessoal – você não pode viver sem ele.
  10. 10. Endomarketing • Endomarketing (ou marketing interno) é uma das áreas da administração que utiliza técnicas do marketing convencional com o público interno de uma organização. • Integração do setor administrativo (RH) e marketing (comunicação). • A principal função do endomarketing é atrair e reter o cliente interno, com a função de obter resultados positivos para a empresa.
  11. 11. Networking • Networking é uma palavra em inglês que indica a capacidade de estabelecer uma rede de contatos ou uma conexão com alguém. • Essa rede de contatos é um sistema de suporte onde existe a partilha de informações entre pessoas. • Quando uma empresa precisa contratar alguém, frequentemente aborda os seus colaboradores e pergunta se conhecem alguém na sua rede de contatos que possa desempenhar um determinado cargo.
  12. 12. Vídeo 2 Redes Sociais • Ver vídeo neste Link: https://www.youtube.com/watch?v=5DXPUpfrrZE Redes Sociais – como se comportar?
  13. 13. Antes, Durante e Depois • ANTES Saiba qual é seu objetivo e demonstre claramente o que está buscando. • DURANTE Esteja consciente durante o processo seletivo e só vá para as outras fases se realmente a vaga for importante para você. • DEPOIS Aguarde o feedback da empresa e agradeça a oportunidade recebida.
  14. 14. Dicas • Evite gírias e vícios de linguagem. • Trate as pessoas pelo nome. • Desligue o celular. • Não chegue comendo ou bebendo. • Não use óculos escuro e chapéu. • Chegue com antecedência. • Tenha paciência. • Não fale mal de empresas e chefes anteriores. • Tenha postura e use traje adequado. • Estude a empresa (missão, visão e valores). • Olhe o entrevistador nos olhos.
  15. 15. Dicas • Não exagere na maquiagem ou perfume. • Durma cedo e descanse bem. • Conheça o local do processo seletivo. • Não use acessórios chamativos. • Controle suas emoções. • Não mecha em nada em cima das mesas. • Espere ser chamado sem nervosismo. • Participe e seja proativo. • Cuidado na hora do coffee break . • Barba feita, cabelo arrumado, unhas cuidadas. • Destes limpos e hálito perfeito.
  16. 16. Considerações Finais • A primeira impressão é a que fica! • Postura e comportamento são fundamentais para uma boa avaliação em qualquer que seja a etapa do processo seletivo. • Você nunca sabe com quem vai cruzar no elevador ou na recepção, então seja educado e cordial com todos. • Tome cuidado com a linguagem corporal. No momento da apresentação organize seu discurso e mantenha uma postura e tom de voz adequados.
  17. 17. Vídeo 3 Etapas do Processo Seletivo • Ver vídeo neste Link: https://www.youtube.com/watch?v=oLl9J2VJQT0 Etapas do Processo Seletivo – conheça os detalhes.
  18. 18. Dinâmica 2 A Carruagem
  19. 19. 1. Análise de Currículo
  20. 20. Currículo • Termo proveniente do latim que significa trajetória de vida. • É um documento (ou um histórico) que relata a trajetória acadêmica, as experiências profissionais, as habilidades e a qualificação de uma pessoa, demonstrando suas competências. • Tem como objetivo fornecer o perfil de uma pessoa para análise das empresas no processo seletivo.
  21. 21. Análise de Currículo • Primeira etapa de um processo seletivo é a análise do currículo. • O objetivo da Análise de Currículo é recrutamento de candidatos para uma empresa iniciar o processo de seleção para preencher uma vaga de trabalho. • É importante ter um currículo bem elaborado, sucinto, claro e objetivo, com qualidade e capaz de atender as reais demandas do mercado atual.
  22. 22. Características do Currículo • Máximo duas páginas. • Papel: A4 ou Carta Branco • Fonte: Arial ou Times New Roman; tamanho 12; cor preta. • Foto e pretensão salarial somente se forem exigidos. • Informar deficiência física. • Primeiro emprego: incluir estágios, experiências acadêmicas e trabalhos voluntários.
  23. 23. Erros do Currículo • Evitar erros de português. • Não colocar números de documentos. • Não informar características pessoais. • Não supervalorizar níveis de conhecimento de cursos. • Nunca mentir. • Não assinar e não colocar local e data. • Não informar referências pessoais. • Não descrever hobbies.
  24. 24. Conteúdo do Currículo 1. Dados Pessoais: • Nome completo; • Data de nascimento; • Estado civil; • Endereço completo com CEP; • Telefone: fixo, celular, para contato; • E-mail.
  25. 25. Conteúdo do Currículo 2. Objetivo: • Seu objetivo profissional deve ser descrito em apenas uma linha, abordando somente o cargo e a área de interesse. • Evite indicar mais de uma área em um mesmo currículo.
  26. 26. Conteúdo do Currículo 3. Formação Acadêmica: • Nome da instituição de ensino; • Curso; • Datas de início e término; • Ordem de importância: pós-graduação, graduação, técnico.
  27. 27. Conteúdo do Currículo 4. Experiência Profissional: • Nome da empresa; • Cargo; • Período de atuação; • Atribuições.
  28. 28. Conteúdo do Currículo 5. Idiomas: • Tipo de idioma; • Nível: avançado, intermediário, básico; • Fluência: fala, leitura, escrita.
  29. 29. Conteúdo do Currículo 6. Informática: • Coloque o nível real de seu conhecimento técnico das ferramentas de informática e internet.
  30. 30. Conteúdo do Currículo 8. Atividades Complementares: • Informe as atividades sociais ou acadêmicas que você participa ou já desenvolveu. • Exemplos: projetos, artigos, pesquisas, premiações, trabalhos voluntários, ações sociais.
  31. 31. Considerações Finais • Com a concorrência, um currículo bem elaborado é um diferencial que poderá despertar no selecionador o interesse de convidar você para participar do processo de seleção. • Um bom currículo deve ter as informações essenciais sobre você, sua formação, conhecimentos, habilidades e suas experiências profissionais. Mantenha essas informações sempre atualizadas.
  32. 32. Vídeo 4 Currículo • Ver vídeo neste Link: https://www.youtube.com/watch?v=rGA-8veSNg4 Currículo – Como fazer?
  33. 33. Dinâmica 3 Missão, Visão e Valores
  34. 34. 2. Testes
  35. 35. Testes • Têm como objetivo detectar as características da personalidade do candidato e se está pronto para corresponder às expectativas da empresa. • São diversos testes aplicados durante o processo seletivo, antes ou depois da entrevista individual, para analisar o grau de raciocínio, do conhecimento, da intelectualidade, da personalidade e da coordenação motora do candidato.
  36. 36. Raciocínio e Lógica • O objetivo deste teste é identificar candidatos que saibam estruturar bem o raciocínio e a lógica em um curto espaço de tempo. • É preciso saber matemática básica (aritmética, álgebra), operações básicas (adição, subtração, multiplicação, divisão), fração, razão, proporção, regra de três, porcentagem, teoria dos conjuntos (união, interseção) e equações do 1º e 2º graus.
  37. 37. Grafologia • Leva em consideração o tamanho, o formato e até a precisão da letra. • Algumas empresas costumam adotar esse teste para desvendar características não reveladas verbalmente pelos candidatos. • O objetivo é encaminhar a pessoa para o cargo mais apropriado, de acordo com as aptidões, competências, preparação, atitudes e personalidade.
  38. 38. Vídeo 5 Redação • Ver vídeo neste Link: https://www.youtube.com/watch?v=oaHXZ0S_jTM Redação – use a criatividade para conquistar a vaga.
  39. 39. Psicotécnico • Ferramenta utilizada por selecionadores ou psicólogos para avaliação do candidato. • O objetivo é verificar as características psicológicas, as aptidões para o cargo e a adequação destas características à empresa. • O importante é estar tranquilo, não ultrapassar o tempo estipulado para o teste e estar preparado.
  40. 40. Tipos de teste Psicotécnico • Os testes mais utilizados atualmente são os psicológicos, que podem ser uma prova situacional, onde o candidato é colocado à frente de um problema para que os selecionadores avaliem resolução ou a criação de desenhos, como no caso do Wartegg e do Zulliger. • Estes testes verificam se há uma ligação entre o perfil do candidato e o perfil da empresa, característica essencial para a pessoa se dar bem na organização.
  41. 41. Wartegg • O objetivo é explorar a estrutura da personalidade em relação às funções básicas de emoção, imaginação, dinamismo, controle e realidade que são encontradas em diferentes intensidades e interações em todas as pessoas. • Sua principal característica é a liberdade de expressão, pois não pressupõe padronização de respostas.
  42. 42. Técnica do Wartegg • Consiste em completar desenhos que são apresentados em um retângulo dividido em 8 quadrados. • Em cada quadrado há uma linha ou um ponto desenhado onde o candidato deve continuar com o que lhe vier à cabeça. • Depois deve anotar a sequência de realização dos desenhos. • Deve escrever o que cada um deles significa e, em alguns testes, responder perguntas sobre as suas preferências e rejeições.
  43. 43. Avaliação do Wartegg 1 – Representação do próprio indivíduo; 2 – Representação do íntimo e afetivo; 3 – Representação da ambição; 4 – Representação da agressividade e angústia; 5 – Representação da energia; 6 – Representação da razão pela lógica; 7 – Representação da sexualidade; 8 – Representação do futuro e do equilíbrio mental.
  44. 44. Zulliger • Tem por objetivo investigar a estrutura básica da personalidade, sentimentos, o desempenho profissional e o relacionamento interpessoal. • Verifica a iniciativa para tomada de decisões e resolução de problemas, as competências, a busca por aprimoramento e inovação, a capacidade de organização, o poder de negociação e relacionamento com os seus pares.
  45. 45. Técnica do Zulliger • O candidato recebe três pranchas com manchas de tinta. • Deve dizer com o que elas se parecem e o que poderiam ser. • Suas respostas e reações são anotadas e logo após são feitas perguntas para esclarecer os aspectos que contribuíram para a formação das respostas. • Todas as respostas são então classificadas e lhe são atribuídas vários códigos, conforme critérios padronizados.
  46. 46. Avaliação do Zulliger 1 – Avaliação grau de inteligência; 2 – Avaliação de talentos; 3 – Avaliação da afetividade; 4 – Avaliação da atitudes e sentimentos; 5 – Avaliação do humor; 6 – Avaliação de traços psiquiátricos.
  47. 47. Conhecimentos • Testes de conhecimentos visam avaliar o grau de noções e habilidades adquiridos através do estudo e da prática. • Podem ser orais, escritos ou por meio da execução de um trabalho. • A avaliação dos conhecimentos pode ser: - Geral: grau de cultura, atualidades e assuntos diversos. - Específica: grau de conhecimentos técnicos em uma determinada área.
  48. 48. Considerações Finais • Testes nunca vão faltar no processo seletivo e não há uma fórmula pronta de se sair bem neles. • O importante é estar preparado e buscar conhecer as diferentes maneiras que as empresas podem fazer suas seleções. • Seja sempre você mesmo e não tente fazer nada diferente de sua personalidade que poça atrapalhar a avaliação.
  49. 49. Dinâmica 4 Anúncio do Produto
  50. 50. 3. Dinâmica de Grupo
  51. 51. Dinâmica de Grupo • Dinâmica de grupo avalia o perfil do candidato por meio de atividades e jogos que simulam situações no âmbito pessoal ou profissional. • A resposta de cada candidato diante de uma mesma situação irá definir aquele que possui as competências para ocupar a vaga. • O papel da dinâmica é criar um ambiente que induza o candidato a agir com a maior naturalidade possível.
  52. 52. Participativo ou Observador • O mais adequado é ser participativo e se envolver nas atividades, pois é preciso aproveitar a chance oferecida para demonstrar o que pensa e como desenvolve seu trabalho. • É necessário que o candidato seja participativo, respeitando as opiniões dos outros. • Saber se comunicar não é se expor falando o tempo todo, mas sim, aproveitar os momentos oportunos, sendo crítico e agregando ideias.
  53. 53. Etapas da Dinâmica 1. Quebra-gelo – desinibição, descontração, interação. 2. Apresentação – conhecimento. 3. Atividade Individual – capacidade criativa. 4. Integração – comunicação, liderança, relacionamento, proatividade. 5. Encerramento – feedback.
  54. 54. Fases da Dinâmica a) Apresentação – oral ou atividade. b) Aquecimento – quebra-gelo. c) Atividade Principal – execução ou realização (projeto), comunicação (debates), situacional (problemas). d) Resgate – feedback.
  55. 55. Como se Destacar • Apresente-se com naturalidade. • Mantenha a tranquilidade. • Não assuma um personagem. • Participe das atividades e interaja. • Tenha bom senso e bom humor. • Estude e conheça a empresa. • Aposte no autoconhecimento. • Tenha postura, apresentação e etiqueta. • Fique atento às orientações. • Tenha iniciativa e seja autentico. • Seja pontual. • Cuidado com o tempo.
  56. 56. Comunicação • É importante que consiga comunicar-se na dinâmica, pois, se você entrar mudo e sair calado não será possível para os avaliadores o entendimento das suas ideias. • Não tenha medo de falar e expor seus argumentos. • É importante também ouvir o que o grupo tem a dizer. Muitos candidatos vem com a falsa ideia que falar o tempo inteiro vai fazer com seja visto como líder do grupo e será aprovado.
  57. 57. Evite “Pensamento do Grupo” • É importante que o grupo ouça as suas opiniões e que você seja uma pessoa autêntica. • Respeite as opiniões e ideias dos outros mas defenda as suas ideias com convicção. • Seja autentico e se comporte naturalmente, como se estivesse em uma situação de trabalho normal.
  58. 58. Autoestima Intacta • Esteja certo que a experiência foi positiva independentemente do resultado da dinâmica. • Após uma dinâmica não há vencidos ou melhores ou piores. O que todo processo seletivo visa é identificar o candidato que possua um perfil mais adequado ao da vaga que se busca preencher. • Nenhum candidato deve sair da dinâmica com sua autoestima abalada.
  59. 59. Considerações Finais • O papel da dinâmica é criar um ambiente que induza o candidato a agir com a maior naturalidade possível. • Como parte do processo seletivo, o candidato será observado e analisado. Não sinta-se incomodado com isso e não deixe que essa situação interfira na sua atuação. • Siga as dicas apresentadas para que você aumente suas chances de se dar bem em dinâmicas de grupo.
  60. 60. Vídeo 6 Dinâmica de Grupo • Ver vídeo neste Link: https://www.youtube.com/watch?v=4g6_r12FZ8k Dinâmica de Grupo – uma das últimas etapas no processo seletivo
  61. 61. Dinâmica 5 SWOT
  62. 62. 4. Entrevista
  63. 63. Entrevista • Entrevista é uma das etapas do processo seletivo que tem como objetivo levantar maiores informações a respeito do candidato. • Pode ser usada mais de uma vez por processo e existem muitas variações de entrevista. • O objetivo inicial da entrevista é confirmar e checar as informações colocadas no currículo.
  64. 64. Característica da Entrevista • É o momento para aprofundar e conhecer o candidato, sua atuação, competências, e verificar se atende ao perfil que a posição do cargo exige. • Instrumento utilizado para medir capacidade de comunicação, habilidades de liderança, nível de ansiedade, capacidade de argumentação e os objetivos do candidato.
  65. 65. Habilidades e Experiências • Ao redigir o currículo, o candidato muitas vezes indica características que aparentam um determinado nível de experiência ou qualificação. • Durante a entrevista o selecionador pode descobrir se as informações condizem com a realidade descrita no currículo.
  66. 66. O Que Falar • Fale das suas principais qualificações. • Diga o quanto a empresa poderá contribuir para o seu crescimento profissional e como você também poderá acrescentar . • Comente sobre a empresa e questione sobre as atividades desenvolvidas pela posição que está concorrendo e fale sobre os conhecimentos que possui.
  67. 67. O Não Que Falar • Não faça comentários pessoais sobre a empresa ou o chefe anterior. • Não demonstre falta de interesse na vaga quando perguntado sobre o porquê quis participar do processo. • Nunca coloque em questão a idoneidade da empresa. • Não questione o selecionador sobre costumes internos da empresa, como emendas de feriados, por exemplo.
  68. 68. As “Pegadinhas” da Entrevista • Quando for responder as perguntas o ideal é que o candidato mencione apenas aspectos positivos de seu comportamento, mesmo quando falar de seus pontos fracos. • Se for questionado sobre o pontos fracos seja sincero, mas conclua a resposta dizendo que está fazendo algo para se aperfeiçoar. • Procure ser objetivo durante a entrevista e não se estender demais os assuntos.
  69. 69. Seu Corpo Fala Por Você • Qualquer atitude do candidato pode indicar uma característica do seu perfil. • Gestos de apoio, como olhar nos olhos ou balançar a cabeça para quem está falando, criam empatia. • Todos podem controlar a linguagem corporal, até certo ponto. Escolha suas palavras com muito cuidado e seja o mais sincero possível para não ser traído pelo corpo.
  70. 70. Por Telefone • É uma triagem por telefone e o primeiro contato com os candidatos. • O recrutador repara no tom de voz, clareza na comunicação e objetividade e é possível perceber se a pessoa está falando com propriedade sobre o assunto. • Verifica o real interesse do candidato em participar do processo, informações do currículo e se os candidatos preenchem os requisitos técnicos para o cargo.
  71. 71. Coletiva • É uma espécie de “banca” com múltiplos avaliadores. • Nessa etapa a finalidade é investigar a adequação da pessoa à equipe e à empresa. • A condução da entrevista é feita de maneira informal. • Durante a entrevista coletiva o candidato deve agir como se estivesse apresentando um projeto em uma reunião.
  72. 72. Individual • É a fase mais importante do processo seletivo, pois, o contato é direto com o selecionador. • Serve para conhecer melhor o candidato, tanto na personalidade quanto nos conhecimentos e experiências. • É a oportunidade do candidato se apresentar e provar sua competência.
  73. 73. Por Competência • Essa é uma fase finalista de validação do candidato, onde o entrevistador tem habilidades para observar gestos, respostas e atitudes que dizem muito sobre o comportamento e competências. • O entrevistador pede que o candidato conte situações por que já passou, que possam mostrar como ele fez para atingir uma meta desafiadora, para resolver um problema, um conflito ou tomar uma decisão rápida e inovadora.
  74. 74. Competência Conhecimento Habilidade Atitude Valor Entorno
  75. 75. Final • Nesta fase os selecionadores já reuniram várias informações e já construíram o perfil sobre o candidato. • Entrevista que acontece com o gestor e serve para conhecer futuro integrante da sua equipe e suas experiências, habilidades e objetivos na carreira. • O gestor identificará se o candidato possui o perfil que está buscando para a sua equipe, então aqui é a hora de usar seu Marketing Pessoal.
  76. 76. Da entrevista Para o Emprego • Vale a pena questionar-se quanto à postura adotada nos últimos tempos e refletir sobre tudo aquilo que pode ser feito para se desenvolver um autoaprimoramento. • Prepare-se ao máximo para conquistar este novo mercado de trabalho, repleto de oportunidades para os profissionais que buscam ter competência.
  77. 77. Vídeo 7 Entrevista • Ver vídeo neste Link: https://www.youtube.com/watch?v=Fi09mKQWpWQ Entrevista - Momento de se expor para empresa.
  78. 78. Follow-Up • Depois de cada entrevista envie carta ou e-mail de follow-up, que significa “acompanhar” ou “dar segmento”. • Essas mensagens devem ser muito bem elaboradas, recapitulando a entrevista e mostrando que suas qualificações preenchem as necessidades da empresa. • O follow-up deve ser bem específico, sem tratar de banalidades e sem ser generalista, agradecendo a oportunidade.
  79. 79. Prepare-se para as surpresas • A cada dia os processos seletivos estão mais exigentes e as empresas elaboram entrevistas cada vez mais surpreendentes antes da contratação. • É na entrevista que você mostra seu traquejo social e habilidade para lidar com as mais diversas situações. • Das perguntas básicas a um elemento surpresa, as chances de se sair bem aumentam se você se preparar.
  80. 80. PREPARE-SE PARA AS SUPRESAS
  81. 81. Considerações Finais • Você foi selecionado para a entrevista. Revisou seu currículo, imprimiu uma cópia para entregar ao entrevistador, está vestido adequadamente, estudou sobre a empresa e revisou mentalmente as principais perguntas que precisa saber responder. • O entrevistador está apenas interessado em saber como você pode trazer algum beneficio para empresa. • São feitas muitas perguntas e o candidato precisa estar preparado para respondê-las com total confiança.
  82. 82. Dinâmica 6 Passando a Bola
  83. 83. DEBATE Trabalho precisa de amor ou fazer o que você ama é um mito?
  84. 84. Créditos Prof. Wandick Rocha de Aquino  Pós-graduação em Contabilidade Financeira;  Pós-graduação em Auditoria Contábil;  Graduação em Ciências Contábeis;  Professor nas áreas de:  Rotinas Administrativas;  Gestão e Liderança de Pessoas; www.wandickrocha@yahoo.com.br http://pt.slideshare.net/wandickrochadeaquino

×