SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Baixar para ler offline
“ Escrever é traduzir.  Mesmo quando  estivermos a utilizar  a nossa própria língua.  Transportamos o que vemos  e o que sentimos para  um código convencional  de signos, a escrita...”
“ ...e deixamos às circunstâncias e aos acasos da comunicação  a responsabilidade de fazer chegar à inteligência do leitor,  não tanto a integridade da experiência  que nos propusemos transmitir,...”
“ ...mas uma sombra,  ao menos, do que no fundo do  nosso espírito  sabemos bem  ser intraduzível, por exemplo...”
“ ...a emoção pura  de um encontro,  o deslumbramento  de uma descoberta, esse instante fugaz  de silêncio anterior à palavra que vai ficar na memória como o rasto de  um sonho que o tempo não apagará por completo.” José Saramago
“ Muito universo,  muito espaço  sideral,  mas o mundo  é mesmo  uma aldeia.” José Saramago
“ A expressão  vocabular humana  não sabe ainda  e provavelmente  não o saberá nunca, conhecer, reconhecer  e comunicar tudo quanto é humanamente experimentável  e sensível.” José Saramago
“ Penso que  estamos cegos, José Saramago Cegos que vêem, Cegos que, vendo, não vêem.”
“ Se podes  olhar, vê.  Se podes  ver, repara”. (epígrafe do livro  “Ensaio sobre a Cegueira”)
“ Somos a memória  que temos  e a responsabilidade que assumimos.  Sem memória  não existimos, sem responsabilidade talvez não  mereçamos existir.” José Saramago
“ Acho que na sociedade actual  nos falta filosofia...”
“ Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do  trabalho de pensar, e parece-me que,  sem idéias, não vamos a parte nenhuma.”
“ Falamos muito ao longo destes últimos anos dos direitos humanos; simplesmente deixamos de falar de uma coisa muito simples,...”
“ ...que são os deveres humanos, que são sempre deveres em relação aos outros, sobretudo.  E é essa indiferença em relação ao outro,  essa espécie de desprezo do outro,...”
“ ...que eu me pergunto se tem algum sentido  numa situação ou no quadro de existência  de uma espécie que se diz racional.”
“ ...que eu me pergunto se tem algum sentido  numa situação ou no quadro de existência  de uma espécie que se diz racional.”  “ O egoísmo pessoal, o comodismo, a falta de generosidade, as pequenas cobardias do quotidiano,  tudo isto contribui  para essa perniciosa  forma de cegueira mental...”
“ ...que consiste em estar no mundo e não ver o mundo  o u só ver dele o que,  em cada momento, for susceptível de servir os nossos interesses.”
“ Temos que acreditar nalguma coisa e, sobretudo, temos de ter um sentimento de responsabilidade colectiva, segundo o qual cada um de nós será responsável por  todos os outros.”
“ A prioridade absoluta tem de ser o ser humano. Acima dessa não reconheço nenhuma outra prioridade.” José Saramago
“ Estou convencido  de que é preciso continuar a dizer não,  mesmo que se trate  de uma voz pregando  no deserto.” José Saramago
Certa vez, diante da cativa platéia e da efusão de beijos e abraços que se seguiram, exclama:... “ Esta gente quer me matar de amor!”
“ Nem a juventude sabe o que pode,  nem a velhice pode o que sabe.” José Saramago
José Saramago mas cabe nela muito mais  do que somos capazes de viver.” “ A vida é breve,
José Saramago “ Fugir da morte pode tornar-se num modo de  fugir da vida.”
“ O homem é o único animal capaz de chorar. É diante do mar que o riso e a lágrima assumem uma importância absoluta.” E de sorrir.
“ Dir-se-á que mais profundamente a assumiriam diante do universo, mas esse, digo eu, está demasiado longe, fora do alcance duma compreensão comum.”
“ O mar é  o universo  perto de nós.” José Saramago
“ A vida é como  uma vela que vai ardendo, quando chega ao fim lança uma chama mais forte antes de  se extinguir.”
“ Creio que estou  no período da  última chama...”, afirma Saramago  diante das crescentes limitações impostas pela saúde frágil .
“ ...enganadora é sim  a luz do dia,  faz da vida uma sombra apenas recortada, só a noite é lúcida, porém o sono  a vence,...”
“ ...talvez para nosso sossego e descanso,  paz à alma  dos vivos.” (em ‘O Ano da Morte  de Ricardo Reis’) José Saramago
Ele está aqui e não está, mas sorri. “ ...o espírito não vai  a lado nenhum sem  as pernas do corpo, José Saramago (em ‘Todos  os Nomes’) e o corpo não seria capaz de mover-se se lhe faltassem as asas do espírito.”
No dia 18 de junho,  depois de uma noite  serena e tranquila, Saramago falece na sua residência em Lanzarote, acompanhado de Pilar e  de sua família,  “ despedindo-se de forma serena e plácida.”
“ Dentro de nós  há uma coisa que  não tem nome, essa coisa é  o que somos.”  José Saramago
“ Ganhamos um amigo  e a fé me diz que  ele agora mergulhou naquele Mistério de amor que sempre buscou.” Leonardo Boff
 
 
“ Quando me for deste mundo,  partirão duas pessoas. José Saramago Sairei, de mão dada, com essa criança que fui”.
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Materia e Espirito
Materia e EspiritoMateria e Espirito
Materia e EspiritoDoni Cia
 
Falando de Saudades
Falando de SaudadesFalando de Saudades
Falando de SaudadesFalec
 
"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa Ortónimo
"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa Ortónimo"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa Ortónimo
"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa OrtónimoOxana Marian
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46luisprista
 
000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundo000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundoNuno Quaresma
 
Revista Aka Arte om duplo sentido
Revista Aka Arte om duplo sentidoRevista Aka Arte om duplo sentido
Revista Aka Arte om duplo sentidoNuno Quaresma
 
023 a contra capa a 044 aka om lind mundo
023 a contra capa a 044  aka om lind mundo023 a contra capa a 044  aka om lind mundo
023 a contra capa a 044 aka om lind mundoNuno Quaresma
 

Mais procurados (13)

Anseiospdf
AnseiospdfAnseiospdf
Anseiospdf
 
Tributo a um guerreiro
Tributo a um guerreiro   Tributo a um guerreiro
Tributo a um guerreiro
 
Materia e Espirito
Materia e EspiritoMateria e Espirito
Materia e Espirito
 
Falando de Saudades
Falando de SaudadesFalando de Saudades
Falando de Saudades
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Sonho
SonhoSonho
Sonho
 
"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa Ortónimo
"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa Ortónimo"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa Ortónimo
"Cansa sentir quando se pensa" - Fernando Pessoa Ortónimo
 
Sentimentos cris passinato
Sentimentos cris passinatoSentimentos cris passinato
Sentimentos cris passinato
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 46
 
000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundo000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundo
 
Revista Aka Arte om duplo sentido
Revista Aka Arte om duplo sentidoRevista Aka Arte om duplo sentido
Revista Aka Arte om duplo sentido
 
023 a contra capa a 044 aka om lind mundo
023 a contra capa a 044  aka om lind mundo023 a contra capa a 044  aka om lind mundo
023 a contra capa a 044 aka om lind mundo
 
Materia E Espirito
Materia E EspiritoMateria E Espirito
Materia E Espirito
 

Destaque

Because Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, Faster
Because Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, FasterBecause Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, Faster
Because Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, FasterSidneyeve Matrix
 
Nunca Deixe de Sonhar
Nunca Deixe de SonharNunca Deixe de Sonhar
Nunca Deixe de Sonhar-
 
Tormentas
TormentasTormentas
TormentasJNR
 
Acreditar e agir
Acreditar e agirAcreditar e agir
Acreditar e agirJNR
 
Plano de negócio Sonhar
Plano de negócio SonharPlano de negócio Sonhar
Plano de negócio Sonharobjetoco
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
CompromissoJNR
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujosJNR
 
O voo
O vooO voo
O vooJNR
 
O Professor Da Ebd, Seu Papel E Desafios
O Professor Da Ebd, Seu Papel E DesafiosO Professor Da Ebd, Seu Papel E Desafios
O Professor Da Ebd, Seu Papel E DesafiosSilas Duarte Jr
 

Destaque (12)

Because Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, Faster
Because Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, FasterBecause Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, Faster
Because Writing is Hard: 12 Tips for Better Copy, Faster
 
Nunca Deixe de Sonhar
Nunca Deixe de SonharNunca Deixe de Sonhar
Nunca Deixe de Sonhar
 
Acreditar E Agir
Acreditar E AgirAcreditar E Agir
Acreditar E Agir
 
Tormentas
TormentasTormentas
Tormentas
 
Sonhar
SonharSonhar
Sonhar
 
Acreditar e agir
Acreditar e agirAcreditar e agir
Acreditar e agir
 
Plano de negócio Sonhar
Plano de negócio SonharPlano de negócio Sonhar
Plano de negócio Sonhar
 
ACREDITAR E AGIR
ACREDITAR E AGIRACREDITAR E AGIR
ACREDITAR E AGIR
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
Compromisso
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujos
 
O voo
O vooO voo
O voo
 
O Professor Da Ebd, Seu Papel E Desafios
O Professor Da Ebd, Seu Papel E DesafiosO Professor Da Ebd, Seu Papel E Desafios
O Professor Da Ebd, Seu Papel E Desafios
 

Semelhante a Saramago sobre escrita, vida e morte

Semelhante a Saramago sobre escrita, vida e morte (20)

Saramago
SaramagoSaramago
Saramago
 
Jose e pilar miguel goncalves mendes
Jose e pilar   miguel goncalves mendesJose e pilar   miguel goncalves mendes
Jose e pilar miguel goncalves mendes
 
Sonhos josé saramago
Sonhos   josé saramagoSonhos   josé saramago
Sonhos josé saramago
 
Sobre o olhar e sobre os sonhos
Sobre o olhar e sobre os sonhosSobre o olhar e sobre os sonhos
Sobre o olhar e sobre os sonhos
 
Tipos de NARRADOR na criação de literatura
Tipos de NARRADOR na criação de literaturaTipos de NARRADOR na criação de literatura
Tipos de NARRADOR na criação de literatura
 
Modernismo de 45
Modernismo de 45Modernismo de 45
Modernismo de 45
 
Palavras de Saramago_fazer caligramas.ppt
Palavras de Saramago_fazer caligramas.pptPalavras de Saramago_fazer caligramas.ppt
Palavras de Saramago_fazer caligramas.ppt
 
Pais Inteligentes formam Sucessores, não Herdeiros
Pais Inteligentes formam Sucessores, não HerdeirosPais Inteligentes formam Sucessores, não Herdeiros
Pais Inteligentes formam Sucessores, não Herdeiros
 
O retorno
O retornoO retorno
O retorno
 
Saramago 2013
Saramago 2013Saramago 2013
Saramago 2013
 
Saramago 2013
Saramago 2013Saramago 2013
Saramago 2013
 
Saramago 2013
Saramago 2013Saramago 2013
Saramago 2013
 
10
1010
10
 
Espiritualidade em harry potter
Espiritualidade em harry potterEspiritualidade em harry potter
Espiritualidade em harry potter
 
A crise da Crisalida
A crise da CrisalidaA crise da Crisalida
A crise da Crisalida
 
Pais Inteligentes formam sucessores, não herdeiros
Pais Inteligentes formam sucessores, não herdeirosPais Inteligentes formam sucessores, não herdeiros
Pais Inteligentes formam sucessores, não herdeiros
 
Ver o mundo
Ver o mundoVer o mundo
Ver o mundo
 
Acerca tempo
Acerca tempoAcerca tempo
Acerca tempo
 
Acerca do tempo
Acerca do tempoAcerca do tempo
Acerca do tempo
 
é Preciso saber viver
é Preciso saber viveré Preciso saber viver
é Preciso saber viver
 

Mais de Vitorino Seixas

Conferência A Economia da Partilha
Conferência A Economia da PartilhaConferência A Economia da Partilha
Conferência A Economia da PartilhaVitorino Seixas
 
Conferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo SocialConferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo SocialVitorino Seixas
 
Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?
Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?
Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?Vitorino Seixas
 
Conferência Trabalhar em 2025: as forças da Mudança
Conferência Trabalhar em 2025: as forças da MudançaConferência Trabalhar em 2025: as forças da Mudança
Conferência Trabalhar em 2025: as forças da MudançaVitorino Seixas
 
Conferência Volta ao Emprego na Madeira
Conferência Volta ao Emprego na MadeiraConferência Volta ao Emprego na Madeira
Conferência Volta ao Emprego na MadeiraVitorino Seixas
 
Estás Preparado para Conseguir um Emprego?
Estás Preparado para Conseguir um Emprego?Estás Preparado para Conseguir um Emprego?
Estás Preparado para Conseguir um Emprego?Vitorino Seixas
 
Cenários de evolução do papel do formador
Cenários de evolução do papel do formadorCenários de evolução do papel do formador
Cenários de evolução do papel do formadorVitorino Seixas
 
Discurso de Manuel Castells na Praça da Catalunha
Discurso de Manuel Castells na Praça da CatalunhaDiscurso de Manuel Castells na Praça da Catalunha
Discurso de Manuel Castells na Praça da CatalunhaVitorino Seixas
 
As Metáforas de Rubem Alves
As Metáforas de Rubem AlvesAs Metáforas de Rubem Alves
As Metáforas de Rubem AlvesVitorino Seixas
 
10 Mandamentos Paradoxais
10 Mandamentos Paradoxais10 Mandamentos Paradoxais
10 Mandamentos ParadoxaisVitorino Seixas
 
A Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do SiadapA Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do SiadapVitorino Seixas
 
O Trabalhador do Século XXI
O Trabalhador do Século XXIO Trabalhador do Século XXI
O Trabalhador do Século XXIVitorino Seixas
 
A Gestão na Era da Incerteza
A Gestão na Era da IncertezaA Gestão na Era da Incerteza
A Gestão na Era da IncertezaVitorino Seixas
 
A Era da Aprendizagem ao Longo da Vida
A Era da Aprendizagem ao Longo da VidaA Era da Aprendizagem ao Longo da Vida
A Era da Aprendizagem ao Longo da VidaVitorino Seixas
 

Mais de Vitorino Seixas (20)

Conferência A Economia da Partilha
Conferência A Economia da PartilhaConferência A Economia da Partilha
Conferência A Economia da Partilha
 
Conferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo SocialConferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo Social
 
Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?
Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?
Conferência Esta preparado para enfrentar o futuro profissional?
 
Envelhecimento Activo
Envelhecimento ActivoEnvelhecimento Activo
Envelhecimento Activo
 
O Futuro do Trabalho
O Futuro do TrabalhoO Futuro do Trabalho
O Futuro do Trabalho
 
Aprender em 2025
Aprender em 2025Aprender em 2025
Aprender em 2025
 
Conferência Trabalhar em 2025: as forças da Mudança
Conferência Trabalhar em 2025: as forças da MudançaConferência Trabalhar em 2025: as forças da Mudança
Conferência Trabalhar em 2025: as forças da Mudança
 
Conferência Volta ao Emprego na Madeira
Conferência Volta ao Emprego na MadeiraConferência Volta ao Emprego na Madeira
Conferência Volta ao Emprego na Madeira
 
Estás Preparado para Conseguir um Emprego?
Estás Preparado para Conseguir um Emprego?Estás Preparado para Conseguir um Emprego?
Estás Preparado para Conseguir um Emprego?
 
Cenários de evolução do papel do formador
Cenários de evolução do papel do formadorCenários de evolução do papel do formador
Cenários de evolução do papel do formador
 
Portugal e o medo
Portugal e o medoPortugal e o medo
Portugal e o medo
 
Discurso de Manuel Castells na Praça da Catalunha
Discurso de Manuel Castells na Praça da CatalunhaDiscurso de Manuel Castells na Praça da Catalunha
Discurso de Manuel Castells na Praça da Catalunha
 
As Metáforas de Rubem Alves
As Metáforas de Rubem AlvesAs Metáforas de Rubem Alves
As Metáforas de Rubem Alves
 
10 Mandamentos Paradoxais
10 Mandamentos Paradoxais10 Mandamentos Paradoxais
10 Mandamentos Paradoxais
 
Valorize o seu Talento
Valorize o seu TalentoValorize o seu Talento
Valorize o seu Talento
 
A Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do SiadapA Avaliação de Competências no contexto do Siadap
A Avaliação de Competências no contexto do Siadap
 
O Trabalhador do Século XXI
O Trabalhador do Século XXIO Trabalhador do Século XXI
O Trabalhador do Século XXI
 
A Gestão na Era da Incerteza
A Gestão na Era da IncertezaA Gestão na Era da Incerteza
A Gestão na Era da Incerteza
 
A Era da Aprendizagem ao Longo da Vida
A Era da Aprendizagem ao Longo da VidaA Era da Aprendizagem ao Longo da Vida
A Era da Aprendizagem ao Longo da Vida
 
Madeira Fotos Antigas
Madeira Fotos AntigasMadeira Fotos Antigas
Madeira Fotos Antigas
 

Último

Oração Alma De Cristo
Oração Alma De CristoOração Alma De Cristo
Oração Alma De CristoNilson Almeida
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 

Último (11)

O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
Oração Alma De Cristo
Oração Alma De CristoOração Alma De Cristo
Oração Alma De Cristo
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 

Saramago sobre escrita, vida e morte

  • 1. “ Escrever é traduzir. Mesmo quando estivermos a utilizar a nossa própria língua. Transportamos o que vemos e o que sentimos para um código convencional de signos, a escrita...”
  • 2. “ ...e deixamos às circunstâncias e aos acasos da comunicação a responsabilidade de fazer chegar à inteligência do leitor, não tanto a integridade da experiência que nos propusemos transmitir,...”
  • 3. “ ...mas uma sombra, ao menos, do que no fundo do nosso espírito sabemos bem ser intraduzível, por exemplo...”
  • 4. “ ...a emoção pura de um encontro, o deslumbramento de uma descoberta, esse instante fugaz de silêncio anterior à palavra que vai ficar na memória como o rasto de um sonho que o tempo não apagará por completo.” José Saramago
  • 5. “ Muito universo, muito espaço sideral, mas o mundo é mesmo uma aldeia.” José Saramago
  • 6. “ A expressão vocabular humana não sabe ainda e provavelmente não o saberá nunca, conhecer, reconhecer e comunicar tudo quanto é humanamente experimentável e sensível.” José Saramago
  • 7. “ Penso que estamos cegos, José Saramago Cegos que vêem, Cegos que, vendo, não vêem.”
  • 8. “ Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara”. (epígrafe do livro “Ensaio sobre a Cegueira”)
  • 9. “ Somos a memória que temos e a responsabilidade que assumimos. Sem memória não existimos, sem responsabilidade talvez não mereçamos existir.” José Saramago
  • 10. “ Acho que na sociedade actual nos falta filosofia...”
  • 11. “ Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem idéias, não vamos a parte nenhuma.”
  • 12. “ Falamos muito ao longo destes últimos anos dos direitos humanos; simplesmente deixamos de falar de uma coisa muito simples,...”
  • 13. “ ...que são os deveres humanos, que são sempre deveres em relação aos outros, sobretudo. E é essa indiferença em relação ao outro, essa espécie de desprezo do outro,...”
  • 14. “ ...que eu me pergunto se tem algum sentido numa situação ou no quadro de existência de uma espécie que se diz racional.”
  • 15. “ ...que eu me pergunto se tem algum sentido numa situação ou no quadro de existência de uma espécie que se diz racional.” “ O egoísmo pessoal, o comodismo, a falta de generosidade, as pequenas cobardias do quotidiano, tudo isto contribui para essa perniciosa forma de cegueira mental...”
  • 16. “ ...que consiste em estar no mundo e não ver o mundo o u só ver dele o que, em cada momento, for susceptível de servir os nossos interesses.”
  • 17. “ Temos que acreditar nalguma coisa e, sobretudo, temos de ter um sentimento de responsabilidade colectiva, segundo o qual cada um de nós será responsável por todos os outros.”
  • 18. “ A prioridade absoluta tem de ser o ser humano. Acima dessa não reconheço nenhuma outra prioridade.” José Saramago
  • 19. “ Estou convencido de que é preciso continuar a dizer não, mesmo que se trate de uma voz pregando no deserto.” José Saramago
  • 20. Certa vez, diante da cativa platéia e da efusão de beijos e abraços que se seguiram, exclama:... “ Esta gente quer me matar de amor!”
  • 21. “ Nem a juventude sabe o que pode, nem a velhice pode o que sabe.” José Saramago
  • 22. José Saramago mas cabe nela muito mais do que somos capazes de viver.” “ A vida é breve,
  • 23. José Saramago “ Fugir da morte pode tornar-se num modo de fugir da vida.”
  • 24. “ O homem é o único animal capaz de chorar. É diante do mar que o riso e a lágrima assumem uma importância absoluta.” E de sorrir.
  • 25. “ Dir-se-á que mais profundamente a assumiriam diante do universo, mas esse, digo eu, está demasiado longe, fora do alcance duma compreensão comum.”
  • 26. “ O mar é o universo perto de nós.” José Saramago
  • 27. “ A vida é como uma vela que vai ardendo, quando chega ao fim lança uma chama mais forte antes de se extinguir.”
  • 28. “ Creio que estou no período da última chama...”, afirma Saramago diante das crescentes limitações impostas pela saúde frágil .
  • 29. “ ...enganadora é sim a luz do dia, faz da vida uma sombra apenas recortada, só a noite é lúcida, porém o sono a vence,...”
  • 30. “ ...talvez para nosso sossego e descanso, paz à alma dos vivos.” (em ‘O Ano da Morte de Ricardo Reis’) José Saramago
  • 31. Ele está aqui e não está, mas sorri. “ ...o espírito não vai a lado nenhum sem as pernas do corpo, José Saramago (em ‘Todos os Nomes’) e o corpo não seria capaz de mover-se se lhe faltassem as asas do espírito.”
  • 32. No dia 18 de junho, depois de uma noite serena e tranquila, Saramago falece na sua residência em Lanzarote, acompanhado de Pilar e de sua família, “ despedindo-se de forma serena e plácida.”
  • 33. “ Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos.” José Saramago
  • 34. “ Ganhamos um amigo e a fé me diz que ele agora mergulhou naquele Mistério de amor que sempre buscou.” Leonardo Boff
  • 35.  
  • 36.  
  • 37. “ Quando me for deste mundo, partirão duas pessoas. José Saramago Sairei, de mão dada, com essa criança que fui”.
  • 38.