Os Ratos do Casarão - Vovó Mima Badan

902 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
902
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os Ratos do Casarão - Vovó Mima Badan

  1. 1. ESTÓRIAS DA VOVÓ MIMA
  2. 2. OS RATOS DO CASARÃO
  3. 3. Aquele casarão no final da rua, que hoje está triste, abandonado, em outros tempos era tudo muito diferente. Lá vivia uma família grande, sempre se ouvia música e vozes de crianças alegres. As crianças cresceram, viraram gente grande e cada um foi cuidar de sua vida em outros lugares.
  4. 4. Aos poucos o casarão foi ficando abandonado, e agora está quase em ruínas. Mas, abandonado de verdade ele não está não, pois lá vive uma família de ratos que se esbalda com tanto espaço. Eles até que gostariam de ter um pouco mais de barulho, gente e, é claro, comida muito mais farta. Que saudade de um bom pedaço de queijo...
  5. 5. Apesar de tudo, eles tocavam a vida, unidos e fazendo suas brincadeiras...
  6. 6. Certo dia os ratinhos acordaram com um barulho ensurdecedor e logo pensaram: Será que vão demolir nosso casarão? O medo começou a tomar conta dos pobres bichinhos que corriam de cá pra lá, sem saber o que fazer... Começou um entra e sai de gente, escadas, madeiras, e os ratinhos ficaram malucos. Já não estavam acostumados com tanto barulho!
  7. 7. Quando chegava a noite tudo sossegava, mas quando amanhecia era aquela loucura. Tinha alguns ratinhos mais preguiçosos, que gostavam de dormir até lá pelo meio dia e agora, não tinha jeito – tinham que pular da cama cedinho.
  8. 8. Os trabalhadores começavam o serviço cedo e pareciam ter pressa em terminar tudo. Mas, terminar o quê??? A curiosidade dos ratinhos era grande, grande, grande. Tinha uma ratinha chamada Vivi, que era toda mimosa, delicada, que teve uma crise forte de rinite, pois a bichinha tinha alergia a pó, cheiro de tinta... e, no casarão era tudo pó e cheiro de tinta. ATCHIM...
  9. 9. Pouco a pouco o barulho foi acalmando – era hora de sair da toca pra ver o que estava acontecendo. Os ratinhos levaram o maior susto!!! Nem parecia mais aquele velho casarão, todo sujo e em ruínas. Tudo estava limpo, o chão brilhando e com bonitos tapetes, as paredes pintadas e cheias de quadros. E o jardim? Era a coisa mais linda, com flores cheirosas, folhagens, animaizinhos e pássaros, muitos pássaros. Dava gosto morar num casarão tão elegante assim!
  10. 10. Um lindo dia os ratinhos começaram a ouvir uma música linda, suave e, xeretas como eram, foram ver de onde ela vinha. Encontraram uma sala cheia de espelhos, num canto um piano e lindas garotinhas dançando nas pontas dos pés. Pareciam essas bonequinhas de caixa de música, tão bonitinhas que eram. Os ratinhos, e principalmente as ratinhas gostaram tanto, que todo dia, mal ouviam a música já corriam para a tal sala.
  11. 11. E, tudo o que a professora ensinava pras meninas as ratinhas, repetiam, e eram aplaudidas pelos ratinhos. Assim passou todo um ano – meninas dançando, ratinhas dançando. Mas, tinha também uns três ratinhos que também dançavam – e muito bem... Chegou o grande dia, quando as meninas iam se apresentar no palco para uma platéia de pais, tias, avós, amigos. As famílias esperavam ansiosas, as meninas nervosas, com o coração batendo mais forte. Será que tudo ia dar certo? E se elas caírem? E se a sapatilha desamarrar?
  12. 12. A música começa a tocar, a cortina se abre e lá estão as pequenas bailarinas rodopiando, saltando... a platéia aplaude, aplaude, aplaude. Se soubessem o que realmente estava acontecendo naquele palco...
  13. 13. Lá no fundo, num cantinho, uma outra apresentação estava sendo feita: as ratinhas vestidas de bailarina também faziam rodopios, saltavam... E a platéia aplaudia, aplaudia, aplaudia...
  14. 14. E aquele casarão nunca mais foi o mesmo – a alegria dos velhos tempos voltou para trazer felicidade às meninas bailarinas e, é claro, aos ratinhos que agora até fazem excursões com sua companhia de baile, que se chama “ OS RATOS BAILARINOS” Ficaram tão famosos que até fizeram um filme! Muito chique, não é mesmo?
  15. 15. Estória criada e formatada por Mima (Wilma) Badan, a Vovó Mima [email_address] MÚSICA: Amy’s Lullaby (Repasse com os devidos créditos) PARA: PIETRA e MARTINA , com o amor da Vovó

×