SlideShare uma empresa Scribd logo
Mitos sobre o
Voluntariado Online
    Por Jayne Cravens




                         Tradução: Bruna Moura Bruno
                        Voluntária da ONU – Equipe IVA
Voluntariado Online
• O Voluntariado Online é a modalidade de voluntariado onde as pessoas
  podem contribuir com uma Organização sem estar presente em sua sede.
  As atividades são realizadas total ou em parte via internet.

• Essa modalidade existe há mais de 10 anos;

• No Brasil, o Instituto Voluntários em Ação instituiu as primeiras
  experiências sistemáticas de voluntariado online e hoje é o Centro de
  Voluntariado especialista nessa modalidade


                           Conheça alguns MITOS sobre o
                               Voluntariado Online

                            © Instituto Voluntários em Ação
Mitos sobre o Voluntariado Online
Uma boa forma de debater sobre o voluntariado online é conhecer os mitos, medos e
receios mais comuns entre as Organizações. Assim, podemos contestá-los e conhecer
                     um pouco mais sobre essa modalidade.


• 1. O Voluntariado Online é uma ótima oportunidade para as
  pessoas que não possuem tempo disponível para exercer
  trabalho voluntário.

   Falso. Este é provavelmente o maior e mais perturbador mito
   a respeito do voluntariado online. O voluntariado online
   requer tempo REAL, e não um tempo “virtual”. Se você não
   tem tempo para fazer uma atividade voluntária presencial,
   muito provavelmente também não terá tempo para ser um
   voluntário online. Tal serviço não deveria ser promovido
   somente como método alternativo para pessoas que não
   possuem tempo para o trabalho presencial.
                              © Instituto Voluntários em Ação
Ao disseminar o voluntariado online, devemos incentivá-lo para as
   seguintes situações, preferencialmente:

• Como uma maneira alternativa para que a pessoa possa ajudar uma
  organização que já está ajudando presencialmente, por meio de serviços que
  não demandem a presença do indivíduo.

• Como uma alternativa para aqueles que não podem estar presentes, pois
  apesar de possuírem tempo hábil para o desenvolvimento de atividades
  voluntárias, não podem se deslocar ao local de realização da atividade.

• Permitir que pessoas com deficiência física ou que não podem se locomover
  facilmente possam desenvolver trabalho voluntário.

• Permitir que pessoas possam auxiliar organizações voltadas às causas de seus
  interesses, ainda que a instituição não apresente vagas condizentes com a área
  de atuação do profissional.

• Permitir que as pessoas desenvolvam trabalho voluntários em regiões
  longínquas, sem a necessidade de viajar até o local.
                              © Instituto Voluntários em Ação
2. Voluntários Online não se candidatam a vagas que
exigem a presença física do voluntário.

Falso. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Projeto de
Voluntariado Virtual, no final dos ano 90, bem como evidências
verídicas provindas de diversas experiências de voluntariado
online nas Organizações, a grande maioria dos voluntários online
também se dispõem a prestar serviços pessoalmente; geralmente,
em instituições próximas à sua casa e, freqüentemente, nos
mesmos lugares onde prestam serviços online.




                      © Instituto Voluntários em Ação
3. Existem voluntários online e presenciais; ambos
pertencem a grupos distintos.

Falso. Conforme apresentado no mito anterior, raramente
encontramos um voluntário online que não realize atividades
presencialmente em uma organização, ou um voluntário que não
use a Internet de alguma maneira para prestar os serviços a que se
propõe internamente na instituição. Todos eles são voluntário, e
não se auto-intitulam como “grupos distintos”.




                       © Instituto Voluntários em Ação
4. Voluntários Online realizam atividades em Organizações
que se encontram geograficamente distantes de onde
residem.

Falso. Muitos voluntários que realizam atividades online, também
realizam atividades presencial dentro da mesma organização. No
entanto, um voluntário responsável por elaborar um relatório
anual, por exemplo, acaba por desenvolver grande parte do seu
trabalho em sua casa ou no trabalho. Ademais, a maioria das
pessoas que almejam realizar algum tipo de trabalho voluntário,
buscam organizações que se encontrem em sua região, seja para
desenvolver atividades online ou presencial.



                      © Instituto Voluntários em Ação
5. Voluntários Online são geralmente jovens, ricos e
moram em países desenvolvidos.

Falso. Voluntários Online são todos aqueles capazes de utilizar a
Internet, independente de idade (geralmente começam a partir
dos 16 anos), com diferentes níveis de escolaridade e de diversos
países e etnias. Os dados do serviço de Voluntariado Online das
Nações Unidas mostram que 40% dos voluntários são de países
em desenvolvimento. Evidentemente, cada organização que
promove o voluntariado online terá categorias diferentes; em
resumo, não podemos fazer deduções generalizadas sobre quem
são os voluntários online.



                       © Instituto Voluntários em Ação
6. Voluntários Online são muito tímidos e têm dificuldades
para interagir com outras pessoas.

Falso. Como citado anteriormente, de acordo com a pesquisa
realizada pelo Projeto de Voluntariado Virtual no final dos anos 90,
assim como evidências verídicas provindas de diversas
organizações, a grande maioria dos voluntários online também se
dispõem a prestar serviços pessoalmente. Na realidade,
voluntários online tendem a terem facilidade em interagir com
outras pessoas e é esta predisposição à interação que os
impulsiona a atuar como voluntários.




                        © Instituto Voluntários em Ação
7. Voluntários Online se engajam principalmente com tarefas
relacionadas ao uso de tecnologia.

Falso. Voluntários online se engajam em uma variedade de tarefas
que não envolvem o uso da tecnologia, tais como prestar
consultoria em um plano de negócios, desenvolvimento de
recursos humanos, levantamento de fundos e relações públicas,
pesquisas e como facilitadores de discussões online. Uma pesquisa
sobre voluntários online feita pelo Serviço de Voluntariado Online
das Nações Unidas diz que, normalmente, mais de 50% das tarefas
desenvolvidas não se relacionam ao uso da tecnologia.




                       © Instituto Voluntários em Ação
8. Voluntariado Online é impessoal.

Falso. Interações online são bastante pessoais. Na maioria das
circunstâncias, a maioria das pessoas se mostra mais disposta a
compartilhar informações e sentimentos online do que
pessoalmente. Além disso, desta forma, os voluntários podem
compartilhar mais facilmente fotos de suas famílias e textos de
seus interesses.

9. Entrevistar potenciais voluntários pessoalmente é mais
confiável do que entrevistá-los online.

Falso. Ambos os métodos de entrevista de potenciais candidatos
ao voluntariado possuem seus pontos fortes e fracos, e uma pode
ser mais apropriada do que a outra em determinada ocasião,
porém ambas são eficientes.
                      © Instituto Voluntários em Ação
10. A Internet é perigosa e por isso expõe a organização e seus
colaboradores a muitos riscos.

Falso. A Internet não é nem mais nem menos perigosa do que o
mundo real em que vivemos. Quando as pessoas, inclusive as
crianças, são prejudicadas como resultado de atividades online é
porque elas ou seus pais não tomaram medidas de segurança
apropriadas. Existem muitas informações sobre como garantir a
segurança nos programas de voluntariado online e a metodologia
apropriada pode oferecer segurança à sua Organização, seus
colaboradores e os voluntários.




                      © Instituto Voluntários em Ação
11. O maior obstáculo para o voluntariado online é a falta de
acesso a Internet.

Falso. Para as organizações, o maior obstáculo envolvendo o
sucesso do trabalho voluntário online é a falta de experiência nas
práticas de gerenciamento dos voluntários. Se uma instituição
não souber como envolver seus voluntários efetivamente, ela não
será capaz de fazê-lo online.

12. Trabalhar com voluntários online é completamente diferente
de trabalhar com voluntários dentro da organização.

Falso. A chave do sucesso para trabalhar com voluntários online é
a aplicação do gerenciamento básico padrão dos voluntários –
dos fundamentos que fazem qualquer programa de voluntariado
padrão funcionar. Todos os voluntários, independentemente da
forma de atuação, precisam de suporte, feedback,
direcionamento e reconhecimento.               © Instituto Voluntários em Ação
13. O Voluntariado Online requer a construção de uma plataforma
online própria ou a utilização de uma ferramenta tecnológica
específica.

Falso. Se uma organização possui e-mail, ela pode envolver voluntários
online. Uma organização pode efetivamente envolver e dar suporte aos
voluntários online através das ferramentas da Internet que ela já possui
(e-mail, mensagens instantâneas, uma conta no Skype, etc.). As
instituições podem inclusive fazer uso de ferramentas gratuitas da
Internet para prestar suporte a todos os seus voluntários, como o uso
do Yahoo Groups ou do Google Groups, dos calendários online
disponibilizados pelo Yahoo e o Google. E organizações recrutam
voluntários online através dos mesmos caminhos que fazem com os
demais voluntários.

No Brasil, temos ainda uma plataforma de voluntariado online,
gerenciada pelo Instituto Voluntários em Ação, que oferece à
Organizações um banco de dados de voluntários de todo o país: Portal
Voluntários Online – www.voluntariosonline.org.br
                         © Instituto Voluntários em Ação
14. Muito mais esforço precisa ser feito para que as pessoas se
tornem voluntários online.



Falso. Existem muitas pessoas que querem ser voluntárias online,
mais do que há oportunidades sendo oferecidas. Muito precisa
ser feito para capacitar as organizações quanto ao gerenciamento
do voluntariado, e para incorporar informações sobre o
voluntariado online dentro de suas capacidades de
desenvolvimento.

Para capacitar as Organizações para utilização do voluntariado
online, o Portal Voluntários Online oferece Cursos à Distância!
Informações: voluntarios.sc@voluntariosemacao.org.br

                      © Instituto Voluntários em Ação
15. O Voluntariado Online é um conceito muito novo.



Falso. O voluntariado online vem sendo desenvolvido desde o
início do uso da Internet. Um dos exemplos mais remotos de
voluntariado online formal é o Projeto Gutenberg, iniciado nos
anos 70, onde voluntários foram mobilizados especificamente
para contribuir com um projeto específico sem fins lucrativos a
fim de ajudar ao próximo (outras pessoas, o meio-ambiente, os
animais etc.) através de suas casas, escritórios ou dos laboratórios
das escolas, e criar versões eletrônicas de livros de domínio
público.




                       © Instituto Voluntários em Ação
Quem é Jayne Cravens?
Jayne Cravens é uma profissional internacional reconhecida,
com mais de 20 anos de experiência em comunicação,
voluntariado e gestão de organizações do terceiro setor. Foi
uma das consultoras no desenvolvimento do Portal de
Voluntariado     Online     das     Nações      Unidas     -
www.onlinevolunteering.com
O IVA é um Centro de voluntariado que atua no Estado de Santa Catarina
há 11 anos. Nosso trabalho consiste basicamente em ser o elo entre
aqueles que desejam colocar suas habilidades, tempo e talento, à
disposição de organizações não-governamentais, e estas que necessitam
dessa mão de obra para oferecer um serviço de melhor qualidade ao seu
usuário.




Para consolidar os 10 anos de trabalho do IVA/SC e também nos inserirmos
cada dia mais no mundo onde a comunicação digital é uma realidade,
lançamos o Portal Voluntários Online para atender através de vagas de
voluntariado presencial não só a região de Florianópolis como todo o Estado
de Santa Catarina. Estamos introduzindo no Brasil o voluntariado online,
atividade realizada em todo ou em parte pela internet, e que está
amplamente difundida internacionalmente.




Nosso trabalho somente é possível com o auxílio e colaboração de nossos
parceiros. Ao acreditar em nosso trabalho e em nossas metas, o
Programa de Voluntariado das Nações Unidas – UNVolunteers – nos
concedem sua chancela, sendo apoiadores de renome mundial.
Obrigada!

Dúvidas? Críticas? Sugestões?
voluntarios.sc@voluntariosemacao.org.br

              Acesse:
 www.voluntariosonline.org.br


             © Instituto Voluntários em Ação

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
partilhacom
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
12anogolega
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
clubecomunica2010
 
Palestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário cvl
Palestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário   cvlPalestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário   cvl
Palestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário cvl
CVL - Centro Voluntário de Londrina
 
Ser Voluntário
Ser VoluntárioSer Voluntário
Ser Voluntário
Alessandro Almeida
 
Voluntariado.ppt2[1]
Voluntariado.ppt2[1]Voluntariado.ppt2[1]
Voluntariado.ppt2[1]
katia--07
 
Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015
Portal Voluntários Online
 
Manual do voluntário
Manual do voluntárioManual do voluntário
Manual do voluntário
Giovanna Baccarin
 
Estudo voluntariado
Estudo voluntariadoEstudo voluntariado
Estudo voluntariado
Miguel Gomes Alexandre
 
Apresentação Institucional ONG Parceiros Voluntários
Apresentação Institucional ONG Parceiros VoluntáriosApresentação Institucional ONG Parceiros Voluntários
Apresentação Institucional ONG Parceiros Voluntários
ongparceirosvoluntarios
 
Manual do Voluntário
Manual do VoluntárioManual do Voluntário
Manual do Voluntário
Aghata Gonsalves
 
Portfólio ong libertas
Portfólio ong libertasPortfólio ong libertas
Portfólio ong libertas
Valberlucio pereira
 
Apresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em Ação
Apresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em AçãoApresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em Ação
Apresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em Ação
Adriana Rocha
 
Terceiro setor cláudio
Terceiro setor   cláudioTerceiro setor   cláudio
Terceiro setor cláudio
Claudio Lammardo Neto (Cachorrão)
 
Compacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagioCompacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagio
Andressa Gomes
 
Trabalho voluntario (trad)
Trabalho  voluntario (trad)Trabalho  voluntario (trad)
Trabalho voluntario (trad)
fapac
 
Módulo 1 - O Terceiro Setor
Módulo 1 - O Terceiro SetorMódulo 1 - O Terceiro Setor
Módulo 1 - O Terceiro Setor
Portal Voluntários Online
 
Ajuda humanitária na atualidade
Ajuda humanitária na atualidadeAjuda humanitária na atualidade
Ajuda humanitária na atualidade
franciscaf
 
Trabakho de geo
Trabakho de geoTrabakho de geo
Trabakho de geo
Inês Vicente
 

Mais procurados (20)

Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
 
Voluntariado
VoluntariadoVoluntariado
Voluntariado
 
Palestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário cvl
Palestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário   cvlPalestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário   cvl
Palestra sensibilização e inspiração para o trabalho voluntário cvl
 
Ser Voluntário
Ser VoluntárioSer Voluntário
Ser Voluntário
 
Voluntariado.ppt2[1]
Voluntariado.ppt2[1]Voluntariado.ppt2[1]
Voluntariado.ppt2[1]
 
Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015
 
Manual do voluntário
Manual do voluntárioManual do voluntário
Manual do voluntário
 
Estudo voluntariado
Estudo voluntariadoEstudo voluntariado
Estudo voluntariado
 
Apresentação Institucional ONG Parceiros Voluntários
Apresentação Institucional ONG Parceiros VoluntáriosApresentação Institucional ONG Parceiros Voluntários
Apresentação Institucional ONG Parceiros Voluntários
 
Manual do Voluntário
Manual do VoluntárioManual do Voluntário
Manual do Voluntário
 
Portfólio ong libertas
Portfólio ong libertasPortfólio ong libertas
Portfólio ong libertas
 
Apresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em Ação
Apresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em AçãoApresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em Ação
Apresentação do Projeto de Criação da Ong Rede em Ação
 
Terceiro setor cláudio
Terceiro setor   cláudioTerceiro setor   cláudio
Terceiro setor cláudio
 
Compacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagioCompacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagio
 
Trabalho voluntario (trad)
Trabalho  voluntario (trad)Trabalho  voluntario (trad)
Trabalho voluntario (trad)
 
Módulo 1 - O Terceiro Setor
Módulo 1 - O Terceiro SetorMódulo 1 - O Terceiro Setor
Módulo 1 - O Terceiro Setor
 
Ajuda humanitária na atualidade
Ajuda humanitária na atualidadeAjuda humanitária na atualidade
Ajuda humanitária na atualidade
 
Trabakho de geo
Trabakho de geoTrabakho de geo
Trabakho de geo
 

Destaque

O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação SocialO Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
Portal Voluntários Online
 
ECC conference 26 June press clippings
ECC conference 26 June press clippingsECC conference 26 June press clippings
ECC conference 26 June press clippings
LutherPendragonBrussels
 
Marylee Helms Portfolio
Marylee Helms PortfolioMarylee Helms Portfolio
Marylee Helms Portfolio
Marylee_H_Helms
 
Homengagem as crianças criança diz cada uma
Homengagem as crianças  criança diz cada umaHomengagem as crianças  criança diz cada uma
Homengagem as crianças criança diz cada uma
Maria Flores
 
Kõige meeldejäävamad hetked
Kõige meeldejäävamad hetkedKõige meeldejäävamad hetked
Kõige meeldejäävamad hetkedVillu Varblane
 
Centro de Mediación
Centro de MediaciónCentro de Mediación
Centro de Mediación
Hugo Cobos
 
Pptx Amazon
Pptx AmazonPptx Amazon
Pptx Amazon
Julianabarbosa84
 
Primeros pasos con twitter bootstrap
Primeros pasos con twitter bootstrapPrimeros pasos con twitter bootstrap
Primeros pasos con twitter bootstrap
Jorge Cuadrado
 

Destaque (8)

O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação SocialO Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
 
ECC conference 26 June press clippings
ECC conference 26 June press clippingsECC conference 26 June press clippings
ECC conference 26 June press clippings
 
Marylee Helms Portfolio
Marylee Helms PortfolioMarylee Helms Portfolio
Marylee Helms Portfolio
 
Homengagem as crianças criança diz cada uma
Homengagem as crianças  criança diz cada umaHomengagem as crianças  criança diz cada uma
Homengagem as crianças criança diz cada uma
 
Kõige meeldejäävamad hetked
Kõige meeldejäävamad hetkedKõige meeldejäävamad hetked
Kõige meeldejäävamad hetked
 
Centro de Mediación
Centro de MediaciónCentro de Mediación
Centro de Mediación
 
Pptx Amazon
Pptx AmazonPptx Amazon
Pptx Amazon
 
Primeros pasos con twitter bootstrap
Primeros pasos con twitter bootstrapPrimeros pasos con twitter bootstrap
Primeros pasos con twitter bootstrap
 

Semelhante a Mitos sobre o Voluntariado Online

ApresentaçãO Janes Cravens Port
ApresentaçãO Janes Cravens PortApresentaçãO Janes Cravens Port
ApresentaçãO Janes Cravens Port
Bruna Pires
 
Esag Gestão de Pessoas em ONGS
Esag Gestão de Pessoas em ONGSEsag Gestão de Pessoas em ONGS
Esag Gestão de Pessoas em ONGS
Fernanda Bornhausen Sá
 
Apresentação UNVolunteers - TiB 2010
Apresentação UNVolunteers - TiB 2010Apresentação UNVolunteers - TiB 2010
Apresentação UNVolunteers - TiB 2010
Seminário TiB 2010
 
Apresentação UNV - TiB 2010
Apresentação UNV - TiB 2010Apresentação UNV - TiB 2010
Apresentação UNV - TiB 2010
Portal Voluntários Online
 
Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013
Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013
Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013
Portal Voluntários Online
 
Módulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FT
Módulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FTMódulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FT
Módulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FT
Portal Voluntários Online
 
Portal Voluntários Online - Relatório três anos
Portal Voluntários Online - Relatório três anos Portal Voluntários Online - Relatório três anos
Portal Voluntários Online - Relatório três anos
Portal Voluntários Online
 
Módulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto Telefônica
Módulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto TelefônicaMódulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto Telefônica
Módulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto Telefônica
Portal Voluntários Online
 
Capacitação VOLDigital FT 2014
Capacitação VOLDigital FT 2014Capacitação VOLDigital FT 2014
Capacitação VOLDigital FT 2014
Portal Voluntários Online
 
Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014
Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014
Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014
Portal Voluntários Online
 
Informativo On-line RIOVOLUNTÁRIO
Informativo On-line RIOVOLUNTÁRIOInformativo On-line RIOVOLUNTÁRIO
Informativo On-line RIOVOLUNTÁRIO
RIOVOLUNTÁRIO
 
Relatório VOL 5 Anos
Relatório VOL 5 AnosRelatório VOL 5 Anos
Relatório VOL 5 Anos
Portal Voluntários Online
 
Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1
Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1
Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1
Portal Voluntários Online
 
Seminário TIB 10 apresentaçao 2010
Seminário TIB 10 apresentaçao 2010Seminário TIB 10 apresentaçao 2010
Seminário TIB 10 apresentaçao 2010
Fernanda Bornhausen Sá
 
Relatório VOL 6 anos
Relatório VOL 6 anosRelatório VOL 6 anos
Relatório VOL 6 anos
Portal Voluntários Online
 
Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012
Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012
Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012
Portal Voluntários Online
 
TiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários Online
TiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários OnlineTiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários Online
TiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários Online
Portal Voluntários Online
 
Portal Voluntários Online
Portal Voluntários OnlinePortal Voluntários Online
Portal Voluntários Online
Seminário TiB 2010
 
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo DigitalVanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
Portal Social
 
Redes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos AiresRedes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos Aires
Fernanda Bornhausen Sá
 

Semelhante a Mitos sobre o Voluntariado Online (20)

ApresentaçãO Janes Cravens Port
ApresentaçãO Janes Cravens PortApresentaçãO Janes Cravens Port
ApresentaçãO Janes Cravens Port
 
Esag Gestão de Pessoas em ONGS
Esag Gestão de Pessoas em ONGSEsag Gestão de Pessoas em ONGS
Esag Gestão de Pessoas em ONGS
 
Apresentação UNVolunteers - TiB 2010
Apresentação UNVolunteers - TiB 2010Apresentação UNVolunteers - TiB 2010
Apresentação UNVolunteers - TiB 2010
 
Apresentação UNV - TiB 2010
Apresentação UNV - TiB 2010Apresentação UNV - TiB 2010
Apresentação UNV - TiB 2010
 
Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013
Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013
Capacitação Voluntariado Digital Fundação Telefônica 2013
 
Módulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FT
Módulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FTMódulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FT
Módulo 2 - Capacitação para ONGs - Voluntariado Online FT
 
Portal Voluntários Online - Relatório três anos
Portal Voluntários Online - Relatório três anos Portal Voluntários Online - Relatório três anos
Portal Voluntários Online - Relatório três anos
 
Módulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto Telefônica
Módulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto TelefônicaMódulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto Telefônica
Módulo 3 - Capacitação para ONGs - Projeto Piloto Telefônica
 
Capacitação VOLDigital FT 2014
Capacitação VOLDigital FT 2014Capacitação VOLDigital FT 2014
Capacitação VOLDigital FT 2014
 
Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014
Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014
Capacitação - Voluntariado Digital FT 2014
 
Informativo On-line RIOVOLUNTÁRIO
Informativo On-line RIOVOLUNTÁRIOInformativo On-line RIOVOLUNTÁRIO
Informativo On-line RIOVOLUNTÁRIO
 
Relatório VOL 5 Anos
Relatório VOL 5 AnosRelatório VOL 5 Anos
Relatório VOL 5 Anos
 
Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1
Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1
Capacitação para ONGs - Voluntariado Online Telefônica - Módulo 1
 
Seminário TIB 10 apresentaçao 2010
Seminário TIB 10 apresentaçao 2010Seminário TIB 10 apresentaçao 2010
Seminário TIB 10 apresentaçao 2010
 
Relatório VOL 6 anos
Relatório VOL 6 anosRelatório VOL 6 anos
Relatório VOL 6 anos
 
Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012
Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012
Capacitações Voluntarios Online Cursos 2012
 
TiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários Online
TiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários OnlineTiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários Online
TiB 2010 - Apresentação Portal Voluntários Online
 
Portal Voluntários Online
Portal Voluntários OnlinePortal Voluntários Online
Portal Voluntários Online
 
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo DigitalVanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
 
Redes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos AiresRedes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos Aires
 

Mais de Portal Voluntários Online

Campanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good Brasil
Campanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good BrasilCampanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good Brasil
Campanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good Brasil
Portal Voluntários Online
 
Fontes de Recursos I Março - Terceiro Setor
Fontes de Recursos I Março - Terceiro SetorFontes de Recursos I Março - Terceiro Setor
Fontes de Recursos I Março - Terceiro Setor
Portal Voluntários Online
 
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civilProgramação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civilPortal Voluntários Online
 
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civilProgramação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civilPortal Voluntários Online
 
Fontes de Recursos Terceiro Setor - Dezembro
Fontes de Recursos Terceiro Setor - DezembroFontes de Recursos Terceiro Setor - Dezembro
Fontes de Recursos Terceiro Setor - Dezembro
Portal Voluntários Online
 
Fontes de Recursos de Novembro - Terceiro Setor
Fontes de Recursos de Novembro - Terceiro SetorFontes de Recursos de Novembro - Terceiro Setor
Fontes de Recursos de Novembro - Terceiro Setor
Portal Voluntários Online
 
Resultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPE
Resultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPEResultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPE
Resultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPE
Portal Voluntários Online
 
001 ibope painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013
001   ibope  painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013001   ibope  painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013
001 ibope painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013
Portal Voluntários Online
 
Fontes de Recurso do Terceiro Setor - Novembro
Fontes de Recurso do Terceiro Setor - NovembroFontes de Recurso do Terceiro Setor - Novembro
Fontes de Recurso do Terceiro Setor - Novembro
Portal Voluntários Online
 
Fontes de Recurso do Terceiro Setor
Fontes de Recurso do Terceiro SetorFontes de Recurso do Terceiro Setor
Fontes de Recurso do Terceiro Setor
Portal Voluntários Online
 
Fontes de Recursos II
Fontes de Recursos IIFontes de Recursos II
Fontes de Recursos II
Portal Voluntários Online
 
Fontes de Recursos em Aberto PMO ESAG
Fontes de Recursos em Aberto PMO ESAGFontes de Recursos em Aberto PMO ESAG
Fontes de Recursos em Aberto PMO ESAG
Portal Voluntários Online
 
Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013
Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013 Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013
Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013
Portal Voluntários Online
 
Relatório Portal Voluntários Online - 5 anos
Relatório Portal Voluntários Online - 5 anosRelatório Portal Voluntários Online - 5 anos
Relatório Portal Voluntários Online - 5 anos
Portal Voluntários Online
 
3 coisas que você deve saber sobre o pinterest
3 coisas que você deve saber sobre o pinterest3 coisas que você deve saber sobre o pinterest
3 coisas que você deve saber sobre o pinterest
Portal Voluntários Online
 
Cinco razões para contratar gerente de midias sociais
Cinco razões para contratar gerente de midias sociaisCinco razões para contratar gerente de midias sociais
Cinco razões para contratar gerente de midias sociais
Portal Voluntários Online
 
Voluntarios Online - a Social Good Story
Voluntarios Online - a Social Good StoryVoluntarios Online - a Social Good Story
Voluntarios Online - a Social Good Story
Portal Voluntários Online
 
Manual Gestão de Projetos Sociais 2012
Manual Gestão de Projetos Sociais 2012Manual Gestão de Projetos Sociais 2012
Manual Gestão de Projetos Sociais 2012
Portal Voluntários Online
 
Módulo 4 avaliação e relatórios 2012
Módulo 4   avaliação e relatórios 2012Módulo 4   avaliação e relatórios 2012
Módulo 4 avaliação e relatórios 2012
Portal Voluntários Online
 
Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...
Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...
Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...
Portal Voluntários Online
 

Mais de Portal Voluntários Online (20)

Campanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good Brasil
Campanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good BrasilCampanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good Brasil
Campanha de transição Portal Voluntários Online - Social Good Brasil
 
Fontes de Recursos I Março - Terceiro Setor
Fontes de Recursos I Março - Terceiro SetorFontes de Recursos I Março - Terceiro Setor
Fontes de Recursos I Março - Terceiro Setor
 
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civilProgramação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
 
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civilProgramação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
Programação 2ª conferência intermunicipal de proteção e defesa civil
 
Fontes de Recursos Terceiro Setor - Dezembro
Fontes de Recursos Terceiro Setor - DezembroFontes de Recursos Terceiro Setor - Dezembro
Fontes de Recursos Terceiro Setor - Dezembro
 
Fontes de Recursos de Novembro - Terceiro Setor
Fontes de Recursos de Novembro - Terceiro SetorFontes de Recursos de Novembro - Terceiro Setor
Fontes de Recursos de Novembro - Terceiro Setor
 
Resultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPE
Resultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPEResultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPE
Resultado de uma pesquisa sobre voluntariado feita pelo IBOPE
 
001 ibope painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013
001   ibope  painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013001   ibope  painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013
001 ibope painel 1 palestraseminário redes e parcerias 29nov2013
 
Fontes de Recurso do Terceiro Setor - Novembro
Fontes de Recurso do Terceiro Setor - NovembroFontes de Recurso do Terceiro Setor - Novembro
Fontes de Recurso do Terceiro Setor - Novembro
 
Fontes de Recurso do Terceiro Setor
Fontes de Recurso do Terceiro SetorFontes de Recurso do Terceiro Setor
Fontes de Recurso do Terceiro Setor
 
Fontes de Recursos II
Fontes de Recursos IIFontes de Recursos II
Fontes de Recursos II
 
Fontes de Recursos em Aberto PMO ESAG
Fontes de Recursos em Aberto PMO ESAGFontes de Recursos em Aberto PMO ESAG
Fontes de Recursos em Aberto PMO ESAG
 
Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013
Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013 Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013
Chamada Pública para Famílias Anfitriãs - Global Citizen Year 2013
 
Relatório Portal Voluntários Online - 5 anos
Relatório Portal Voluntários Online - 5 anosRelatório Portal Voluntários Online - 5 anos
Relatório Portal Voluntários Online - 5 anos
 
3 coisas que você deve saber sobre o pinterest
3 coisas que você deve saber sobre o pinterest3 coisas que você deve saber sobre o pinterest
3 coisas que você deve saber sobre o pinterest
 
Cinco razões para contratar gerente de midias sociais
Cinco razões para contratar gerente de midias sociaisCinco razões para contratar gerente de midias sociais
Cinco razões para contratar gerente de midias sociais
 
Voluntarios Online - a Social Good Story
Voluntarios Online - a Social Good StoryVoluntarios Online - a Social Good Story
Voluntarios Online - a Social Good Story
 
Manual Gestão de Projetos Sociais 2012
Manual Gestão de Projetos Sociais 2012Manual Gestão de Projetos Sociais 2012
Manual Gestão de Projetos Sociais 2012
 
Módulo 4 avaliação e relatórios 2012
Módulo 4   avaliação e relatórios 2012Módulo 4   avaliação e relatórios 2012
Módulo 4 avaliação e relatórios 2012
 
Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...
Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...
Como entidades sem fins lucrativos podem se adaptar à mudança do algoritmo no...
 

Último

UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 

Último (20)

UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 

Mitos sobre o Voluntariado Online

  • 1. Mitos sobre o Voluntariado Online Por Jayne Cravens Tradução: Bruna Moura Bruno Voluntária da ONU – Equipe IVA
  • 2. Voluntariado Online • O Voluntariado Online é a modalidade de voluntariado onde as pessoas podem contribuir com uma Organização sem estar presente em sua sede. As atividades são realizadas total ou em parte via internet. • Essa modalidade existe há mais de 10 anos; • No Brasil, o Instituto Voluntários em Ação instituiu as primeiras experiências sistemáticas de voluntariado online e hoje é o Centro de Voluntariado especialista nessa modalidade Conheça alguns MITOS sobre o Voluntariado Online © Instituto Voluntários em Ação
  • 3. Mitos sobre o Voluntariado Online Uma boa forma de debater sobre o voluntariado online é conhecer os mitos, medos e receios mais comuns entre as Organizações. Assim, podemos contestá-los e conhecer um pouco mais sobre essa modalidade. • 1. O Voluntariado Online é uma ótima oportunidade para as pessoas que não possuem tempo disponível para exercer trabalho voluntário. Falso. Este é provavelmente o maior e mais perturbador mito a respeito do voluntariado online. O voluntariado online requer tempo REAL, e não um tempo “virtual”. Se você não tem tempo para fazer uma atividade voluntária presencial, muito provavelmente também não terá tempo para ser um voluntário online. Tal serviço não deveria ser promovido somente como método alternativo para pessoas que não possuem tempo para o trabalho presencial. © Instituto Voluntários em Ação
  • 4. Ao disseminar o voluntariado online, devemos incentivá-lo para as seguintes situações, preferencialmente: • Como uma maneira alternativa para que a pessoa possa ajudar uma organização que já está ajudando presencialmente, por meio de serviços que não demandem a presença do indivíduo. • Como uma alternativa para aqueles que não podem estar presentes, pois apesar de possuírem tempo hábil para o desenvolvimento de atividades voluntárias, não podem se deslocar ao local de realização da atividade. • Permitir que pessoas com deficiência física ou que não podem se locomover facilmente possam desenvolver trabalho voluntário. • Permitir que pessoas possam auxiliar organizações voltadas às causas de seus interesses, ainda que a instituição não apresente vagas condizentes com a área de atuação do profissional. • Permitir que as pessoas desenvolvam trabalho voluntários em regiões longínquas, sem a necessidade de viajar até o local. © Instituto Voluntários em Ação
  • 5. 2. Voluntários Online não se candidatam a vagas que exigem a presença física do voluntário. Falso. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Projeto de Voluntariado Virtual, no final dos ano 90, bem como evidências verídicas provindas de diversas experiências de voluntariado online nas Organizações, a grande maioria dos voluntários online também se dispõem a prestar serviços pessoalmente; geralmente, em instituições próximas à sua casa e, freqüentemente, nos mesmos lugares onde prestam serviços online. © Instituto Voluntários em Ação
  • 6. 3. Existem voluntários online e presenciais; ambos pertencem a grupos distintos. Falso. Conforme apresentado no mito anterior, raramente encontramos um voluntário online que não realize atividades presencialmente em uma organização, ou um voluntário que não use a Internet de alguma maneira para prestar os serviços a que se propõe internamente na instituição. Todos eles são voluntário, e não se auto-intitulam como “grupos distintos”. © Instituto Voluntários em Ação
  • 7. 4. Voluntários Online realizam atividades em Organizações que se encontram geograficamente distantes de onde residem. Falso. Muitos voluntários que realizam atividades online, também realizam atividades presencial dentro da mesma organização. No entanto, um voluntário responsável por elaborar um relatório anual, por exemplo, acaba por desenvolver grande parte do seu trabalho em sua casa ou no trabalho. Ademais, a maioria das pessoas que almejam realizar algum tipo de trabalho voluntário, buscam organizações que se encontrem em sua região, seja para desenvolver atividades online ou presencial. © Instituto Voluntários em Ação
  • 8. 5. Voluntários Online são geralmente jovens, ricos e moram em países desenvolvidos. Falso. Voluntários Online são todos aqueles capazes de utilizar a Internet, independente de idade (geralmente começam a partir dos 16 anos), com diferentes níveis de escolaridade e de diversos países e etnias. Os dados do serviço de Voluntariado Online das Nações Unidas mostram que 40% dos voluntários são de países em desenvolvimento. Evidentemente, cada organização que promove o voluntariado online terá categorias diferentes; em resumo, não podemos fazer deduções generalizadas sobre quem são os voluntários online. © Instituto Voluntários em Ação
  • 9. 6. Voluntários Online são muito tímidos e têm dificuldades para interagir com outras pessoas. Falso. Como citado anteriormente, de acordo com a pesquisa realizada pelo Projeto de Voluntariado Virtual no final dos anos 90, assim como evidências verídicas provindas de diversas organizações, a grande maioria dos voluntários online também se dispõem a prestar serviços pessoalmente. Na realidade, voluntários online tendem a terem facilidade em interagir com outras pessoas e é esta predisposição à interação que os impulsiona a atuar como voluntários. © Instituto Voluntários em Ação
  • 10. 7. Voluntários Online se engajam principalmente com tarefas relacionadas ao uso de tecnologia. Falso. Voluntários online se engajam em uma variedade de tarefas que não envolvem o uso da tecnologia, tais como prestar consultoria em um plano de negócios, desenvolvimento de recursos humanos, levantamento de fundos e relações públicas, pesquisas e como facilitadores de discussões online. Uma pesquisa sobre voluntários online feita pelo Serviço de Voluntariado Online das Nações Unidas diz que, normalmente, mais de 50% das tarefas desenvolvidas não se relacionam ao uso da tecnologia. © Instituto Voluntários em Ação
  • 11. 8. Voluntariado Online é impessoal. Falso. Interações online são bastante pessoais. Na maioria das circunstâncias, a maioria das pessoas se mostra mais disposta a compartilhar informações e sentimentos online do que pessoalmente. Além disso, desta forma, os voluntários podem compartilhar mais facilmente fotos de suas famílias e textos de seus interesses. 9. Entrevistar potenciais voluntários pessoalmente é mais confiável do que entrevistá-los online. Falso. Ambos os métodos de entrevista de potenciais candidatos ao voluntariado possuem seus pontos fortes e fracos, e uma pode ser mais apropriada do que a outra em determinada ocasião, porém ambas são eficientes. © Instituto Voluntários em Ação
  • 12. 10. A Internet é perigosa e por isso expõe a organização e seus colaboradores a muitos riscos. Falso. A Internet não é nem mais nem menos perigosa do que o mundo real em que vivemos. Quando as pessoas, inclusive as crianças, são prejudicadas como resultado de atividades online é porque elas ou seus pais não tomaram medidas de segurança apropriadas. Existem muitas informações sobre como garantir a segurança nos programas de voluntariado online e a metodologia apropriada pode oferecer segurança à sua Organização, seus colaboradores e os voluntários. © Instituto Voluntários em Ação
  • 13. 11. O maior obstáculo para o voluntariado online é a falta de acesso a Internet. Falso. Para as organizações, o maior obstáculo envolvendo o sucesso do trabalho voluntário online é a falta de experiência nas práticas de gerenciamento dos voluntários. Se uma instituição não souber como envolver seus voluntários efetivamente, ela não será capaz de fazê-lo online. 12. Trabalhar com voluntários online é completamente diferente de trabalhar com voluntários dentro da organização. Falso. A chave do sucesso para trabalhar com voluntários online é a aplicação do gerenciamento básico padrão dos voluntários – dos fundamentos que fazem qualquer programa de voluntariado padrão funcionar. Todos os voluntários, independentemente da forma de atuação, precisam de suporte, feedback, direcionamento e reconhecimento. © Instituto Voluntários em Ação
  • 14. 13. O Voluntariado Online requer a construção de uma plataforma online própria ou a utilização de uma ferramenta tecnológica específica. Falso. Se uma organização possui e-mail, ela pode envolver voluntários online. Uma organização pode efetivamente envolver e dar suporte aos voluntários online através das ferramentas da Internet que ela já possui (e-mail, mensagens instantâneas, uma conta no Skype, etc.). As instituições podem inclusive fazer uso de ferramentas gratuitas da Internet para prestar suporte a todos os seus voluntários, como o uso do Yahoo Groups ou do Google Groups, dos calendários online disponibilizados pelo Yahoo e o Google. E organizações recrutam voluntários online através dos mesmos caminhos que fazem com os demais voluntários. No Brasil, temos ainda uma plataforma de voluntariado online, gerenciada pelo Instituto Voluntários em Ação, que oferece à Organizações um banco de dados de voluntários de todo o país: Portal Voluntários Online – www.voluntariosonline.org.br © Instituto Voluntários em Ação
  • 15. 14. Muito mais esforço precisa ser feito para que as pessoas se tornem voluntários online. Falso. Existem muitas pessoas que querem ser voluntárias online, mais do que há oportunidades sendo oferecidas. Muito precisa ser feito para capacitar as organizações quanto ao gerenciamento do voluntariado, e para incorporar informações sobre o voluntariado online dentro de suas capacidades de desenvolvimento. Para capacitar as Organizações para utilização do voluntariado online, o Portal Voluntários Online oferece Cursos à Distância! Informações: voluntarios.sc@voluntariosemacao.org.br © Instituto Voluntários em Ação
  • 16. 15. O Voluntariado Online é um conceito muito novo. Falso. O voluntariado online vem sendo desenvolvido desde o início do uso da Internet. Um dos exemplos mais remotos de voluntariado online formal é o Projeto Gutenberg, iniciado nos anos 70, onde voluntários foram mobilizados especificamente para contribuir com um projeto específico sem fins lucrativos a fim de ajudar ao próximo (outras pessoas, o meio-ambiente, os animais etc.) através de suas casas, escritórios ou dos laboratórios das escolas, e criar versões eletrônicas de livros de domínio público. © Instituto Voluntários em Ação
  • 17. Quem é Jayne Cravens? Jayne Cravens é uma profissional internacional reconhecida, com mais de 20 anos de experiência em comunicação, voluntariado e gestão de organizações do terceiro setor. Foi uma das consultoras no desenvolvimento do Portal de Voluntariado Online das Nações Unidas - www.onlinevolunteering.com
  • 18. O IVA é um Centro de voluntariado que atua no Estado de Santa Catarina há 11 anos. Nosso trabalho consiste basicamente em ser o elo entre aqueles que desejam colocar suas habilidades, tempo e talento, à disposição de organizações não-governamentais, e estas que necessitam dessa mão de obra para oferecer um serviço de melhor qualidade ao seu usuário. Para consolidar os 10 anos de trabalho do IVA/SC e também nos inserirmos cada dia mais no mundo onde a comunicação digital é uma realidade, lançamos o Portal Voluntários Online para atender através de vagas de voluntariado presencial não só a região de Florianópolis como todo o Estado de Santa Catarina. Estamos introduzindo no Brasil o voluntariado online, atividade realizada em todo ou em parte pela internet, e que está amplamente difundida internacionalmente. Nosso trabalho somente é possível com o auxílio e colaboração de nossos parceiros. Ao acreditar em nosso trabalho e em nossas metas, o Programa de Voluntariado das Nações Unidas – UNVolunteers – nos concedem sua chancela, sendo apoiadores de renome mundial.
  • 19. Obrigada! Dúvidas? Críticas? Sugestões? voluntarios.sc@voluntariosemacao.org.br Acesse: www.voluntariosonline.org.br © Instituto Voluntários em Ação