Palestrina maria vieira

3.218 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.218
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.472
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestrina maria vieira

  1. 1. Escola Secundária Augusto Gomes - MatosinhosPágina 1 de 4Maria Esteves VieiraGiovanni Pierluigi PalestrinaIntroduçãoGiovanni Pierluigi Palestrina foi um compositor italiano. É conhecido porser o mais célebre compositor de música sacra do século XVI. Era muitotalentoso, o que lhe conferiu sempre um grande sucessona música. Há, neste momento, 88 partituras disponíveisda sua autoria.A música de Palestrina é caracterizada pela suabeleza, contendo emoção e espiritualidade, o que lheconfere um encanto divino. Este compositor éconsiderado a “perfeição” no que toca à polifoniarenascentista.Apesar de ter composto vários madrigais profanos, Palestrina destaca-se principalmente na música religiosa. Foi o compositor mais prestigiado antesde J. S. Bach. Com a sua obra, marcou a música polifónica do Renascimento eda Contrarreforma.BiografiaNasceu a 3 de Fevereiro de 1525 em Palestrina, Itália. Palestrinasempre teve uma carreira ligada à música, começando a estudar música logoem criança, aos doze anos de idade. Foi através da música que serviu a Igrejadurante toda a sua vida.Participou no coro da igreja de Santa Maria Maggiore, em Roma, cidade ondeestudou como organista e cantor até 1540. Após esse ano volta à sua terranatal, onde foi mestre de coro e organista. Foi também mestre da CapellaGiulia, em 1550, e, passado um ano, publicou o seu primeiro livro de Missas.Após a morte de Júlio II, (o papa que o contratou, anteriormente bispo da
  2. 2. Escola Secundária Augusto Gomes - MatosinhosPágina 2 de 4Maria Esteves Vieiracidade de Palestrina) este compositor é demitido por ser casado e por tercomposto obras de música profana. Tendo sido dispensado do cargo quemantinha, dirigiu-se a outras capelas, vindo a ser mestre da capela de SãoJoão de Latrão e, novamente, de Santa Maria Maggiore. Em 1571 torna-sediretor da Capela Sistina, após ter trabalhado com o cardeal Hipólito d’Este. E,por fim, em 1572 volta à Capela Giulia, na Basílica de São Pedro, comomaestro do coro, onde permaneceu o resto da sua vida.No tempo das epidemias, em 1570, perdeu a sua esposa e os seus doisfilhos mais velhos, ambos com um grande talento musical. Após esse trágicoacontecimento, Palestrina decidiu tornar-se padre, no entanto, não concretizouessa ideia. Casou com Lucrezia Gori, uma viúva com fortuna pessoal de Roma,e continuou o negócio de comércio de peles que o falecido marido desta tinha,no qual teve grande sucesso. Isto permitiu-lhe a publicação da sua obra até aofim da sua vida.Palestrina tem uma vasta produção musical. Esta contém mais de cemmissas, motetos, madrigais, etc.O seu talento foi reconhecido universalmente e os seus serviços eram variadasvezes requisitados por diversas autoridades da Europa.Palestrina morreu em Roma, a 2 de Fevereiro de 1594 e foi dignamenteenterrado na Basílica de São Pedro.Importância para o renascimentoPalestrina foi o mais famoso compositor da sua época e também orepresentante da Escola romana do século XVI. Diz-se ter “salvo” a músicasacra polifónica.O Concílio de Trento estava prestes a proibi-la nas Igrejas, sendo apenaspermitido o canto gregoriano. Apercebendo-se disto, Palestrina apresenta umnovo estilo, um estilo digno e sem aspetos contrapontísticos que podiampossivelmente atrapalhar a compreensão do texto. Este novo estilo passou achamar se “estilo Palestrina”.
  3. 3. Escola Secundária Augusto Gomes - MatosinhosPágina 3 de 4Maria Esteves VieiraTendo tido sempre muito sucesso na vida, é compreensível quePalestrina tenha uma maneira de ser típica de um génio. Este tinha consciênciadas suas capacidades e do quanto era admirado. Sendo assim, nunca sesentia forçado a aceitar nenhum trabalho, sentindo-se livre para escolher osque mais lhe agradassem.Devido a toda a competição para obter os serviços de Palestrina, oVaticano via-se obrigado a aumentar o seu salário anualmente, de modo amantê-lo em Roma.Palestrina foi, como podemos constatar, muito importante para odesenvolvimento da música no Renascimento. Os seus principais sucessoresforam Festa, Arcadelt e Morales.Conclusão“O Príncipe da Música” era um nome ao qual se associava logo aPalestrina, o responsável pela “perfeição absoluta” do estilo eclesiástico namúsica.Captou, melhor que ninguém, o aspeto sóbrio e conservador daContrarreforma, numa polifonia de extrema pureza.As suas obras nunca caíram no esquecimento, pelo contrário, sempre foramapreciadas como sendo “obras-primas da polifonia".Podemos concluir que, mesmo tendo uma vida por vezes um poucotrágica, é possível continuar a ter sucesso e não deixar que esses obstáculosnos privem aos nossos prazeres da vida, sendo esses, para Palestina, amúsica e a Igreja.Trabalho realizado por Maria Esteves Vieira, 10º I,Junho de 2013
  4. 4. Escola Secundária Augusto Gomes - MatosinhosPágina 4 de 4Maria Esteves VieiraBibliografiahttp://pegada.blogs.sapo.pt/2178145.htmlhttp://musicantiga.com.sapo.pt/Musicantiga-Palestrina.htmhttp://pt.cantorion.org/composers/35/Giovanni-Pierluigi-da-Palestrinahttp://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/GiovPale.htmlhttp://www.lastfm.pt/music/Giovanni+Pierluigi+da+Palestrinahttp://www.oliver.psc.br/compositores/compositores_renascentistas.htmhttp://oserdamusica.blogspot.pt/2011/05/giovanni-pierluigi-da-palestrina-1525.html

×