UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
BRUNO CARLOS KRAOS
CACIANO LEITE
GABRIEL THIERY KISNER
WELLINGTON MENGARDA
Garrafas...
Blumenau
2014.
SUMÁRIO
1 - INTRODUÇÃO........................................................................................
Garrafas PET empregados para construção civil
2 - PROBLEMA: Poluição do meio ambiente pelo descarte inapropriado de
garraf...
3 - OBJETIVO: Reduzir o impacto ambiental causado pelo ineficiente método
de reciclagem atual e beneficiando população de ...
4 - PROJETO: O intuito é utilizar as garrafas PET na construção civil seja para
construção de casas ou parte delas assim c...
5 - ETAPAS:montagem – amarração – revestimento
5.1 - Montagem
5.2 - Amarração
5.3 - Revestimento
6 - PROJETOFINALIZADO
A conclusão de uma casa media é feito por 4000 garrafas PET.
. Vantagens para o meio ambiente
. Boa ...
. Bom isolamento térmico
. Incentivo para alternativas sustentáveis
6.1 - GERAÇÃODE EMPREGO
Não parece, mas estes materiai...
6.5 - TEMPODE CONCLUSAOPARAA OBRA
Para construir uma casa dessa, são utilizados blocos feitos com cimento,
areia e as garr...
construção de cabanas pode se utilizar a mistura com a proporção de até
1:10:0,5 (1 de cimento, 10 de terra e meia de cal)...
8 – REFERÊNCIAS
http://www.mdig.com.br/?itemid=10029
http://construcaocivilpet.wordpress.com/2012/03/18/construa-sua-casa-...
Projeto pet
Projeto pet
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto pet

462 visualizações

Publicada em

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
462
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto pet

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA BRUNO CARLOS KRAOS CACIANO LEITE GABRIEL THIERY KISNER WELLINGTON MENGARDA Garrafas PET empregados para construção civil Blumenau 2014. BRUNO CARLOS KRAOS CACIANO LEITE GABRIEL THIERY KISNER WELLINGTON MENGARDA Garrafas PET empregados para construção civil Trabalho sobre Garrafas PET empregados para a construção civil referente disciplina Projeto de Materiais I da Universidade Federal de Santa Catarina. Orientadora: Prof. Dr. Luciana Maccarini.
  2. 2. Blumenau 2014. SUMÁRIO 1 - INTRODUÇÃO............................................................................................................4 5 - ETAPAS: montagem – amarração – revestimento.......................................................6 5.1 - Montagem..................................................................................................................7 5.2- Amarração ..................................................................................................................7 6 - PROJETO FINALIZADO............................................................................................9 6.1 - GERAÇÃO DE EMPREGO .....................................................................................9 6.2 - CUSTO BENEFICIO ................................................................................................9 6.3 - RESISTENCIA MECANICA .................................................................................10 6.4 - PROPRIEDADES TERMICAS..............................................................................10 6.5 - TEMPO DE CONCLUSAO PARA A OBRA........................................................10 6.6 - MEDIA VOLUMETRICA DE GARRAFAS .........................................................10 7 – CONCLUSÃO...........................................................................................................11 8 – REFERÊNCIAS ........................................................................................................13 1 - INTRODUÇÃO A sociedade de uma maneira ampla vem evoluindo e junto dela se constrói um gigantesco acervo de ideias que podem revolucionar não só o pensamento de hoje, mas principalmente o futuro, criando maneiras diferenciadas para se adaptar ao meio que cada vez mais se torna excessivo e catastrófico, usufruindo assim de estruturas alternativas que estão ao nosso lado e fazendo com que se torne cada vez mais uma saída obrigatória do que se presencia nos dias atuais.
  3. 3. Garrafas PET empregados para construção civil 2 - PROBLEMA: Poluição do meio ambiente pelo descarte inapropriado de garrafas PET Embora grandes cidades incentivam a reciclagem de materiais como pet, a demanda ainda exige um esforço maior, algo mais acessível para a população, de modo que ele mesma participe da coleta e se beneficie disto!
  4. 4. 3 - OBJETIVO: Reduzir o impacto ambiental causado pelo ineficiente método de reciclagem atual e beneficiando população de baixa renda.
  5. 5. 4 - PROJETO: O intuito é utilizar as garrafas PET na construção civil seja para construção de casas ou parte delas assim como muros, lages, pisos, etc..!
  6. 6. 5 - ETAPAS:montagem – amarração – revestimento 5.1 - Montagem 5.2 - Amarração
  7. 7. 5.3 - Revestimento
  8. 8. 6 - PROJETOFINALIZADO A conclusão de uma casa media é feito por 4000 garrafas PET. . Vantagens para o meio ambiente . Boa resistência mecânica
  9. 9. . Bom isolamento térmico . Incentivo para alternativas sustentáveis 6.1 - GERAÇÃODE EMPREGO Não parece, mas estes materiais juntos formam um bloco muito resistente – inclusive superando o concreto. De uma maneira sustentável e barata, utilizando garrafas com lama e cimento como matéria-prima, nigerianos constroem residências à prova de balas e resistentes à terremotos. Além disso, conseguem manter a temperatura interior em 17º através da alimentação pela energia solar, o que eleva o teor de conforto aos habitantes. 6.2 - CUSTOBENEFICIO Normalmente pode-se dizer que o custo baixa entre 40% e 60 %, com respeito ao preço da construção tradicional, dependendo do tipo de obra que está sendo construída. Estes valores ocorrem principalmente porque as garrafas atuam como economizador de cimento. 6.3 - RESISTENCIAMECANICA O resultado dos teste surpreendeu, dando resultado de 1,94 MPa. A tolerância para blocos de concreto, de acordo com o autor da ideia, é de 1,5 MPa. 6.4 - PROPRIEDADES TERMICAS Os tijolos são materiais que absorvem calor e não conseguem dissipar. Com esses blocos feitos com garrafas, as casas ficam bem mais frias.
  10. 10. 6.5 - TEMPODE CONCLUSAOPARAA OBRA Para construir uma casa dessa, são utilizados blocos feitos com cimento, areia e as garrafas. Quando se tem todas as formas, é possível que a casa seja construída em apenas três dias. A construção 6.6 - MEDIA VOLUMETRICADE GARRAFAS Com 46 metros de área coberta, sendo dois quartos, sala, cozinha e banheiro, o projeto piloto de Antonio Duarte leva em conta as projeções estabelecidas para financiamento da Caixa Econômica Federal e reuniu 2.700 garrafas pet. Em geral pode-se usar todo tipo de garrafas plásticas, o único segredo é ter a quantidade suficiente para terminar a obra. Podem ser usadas diferentes garrafas em uma obra, mas não devem ser misturadas na mesma parede. Nas colunas podem ser usadas garrafas de 500 ou 600 ml formando um círculo de 11 garrafas. No centro amarram-se entrelaçadamente os gargalos com sisal ou nylon. A mistura pode ter uma proporção de 1:6:0,5 (1 de cimento, 6 de areia e meia de cal), mas muitos projetos mais simples usam somente barro para construir as paredes e colunas. Usa-se sisal ou fios de nylon normalmente utilizado na agricultura. Deve- se amarrar cada garrafa entre si como se fosse uma rede tanto nos gargalos quanto na base da garrafa . A base é entrelaçada dando uma volta com o laço quando a colocamos. Nos gargalos, igualmente, deve-se dar uma volta de modo a entrelaçar umas com as outras em uma forma losangular. Nas paredes são usadas normalmente uma mistura de terra com calcário/barro muito similar a argila onde ainda pode ser acrescentada a palha de arroz. A proporção é de 1:6:1 (1 de cimento, 6 de argila e uma de cal). Esta mistura com o cal e cimento serve para evitar problemas em épocas de chuva. A mistura pode ser ainda a mesma usada para fazer as colunas com uma proporção de 1:6:0,5 (1 de cimento, 6 de areia e meia de cal). Para a
  11. 11. construção de cabanas pode se utilizar a mistura com a proporção de até 1:10:0,5 (1 de cimento, 10 de terra e meia de cal). Usa-se um funil que pode ser feito com o gargalo de uma garrafa menor. Para enchê-las podem ser utilizados quaisquer sólidos como terra, areia, palha de arroz ou trigo e inclusive resíduos de compostagem. O importante é que quanto mais seco é o material, mas fácil se enchem as garrafas. Aplicações pelo mundo Projeto “Casas de Botellas” constrói casas feitas de garrafas para famílias de baixa renda 7 – CONCLUSÃO A ideia de se construir na parte civil de uma maneira alternativa não só ajuda no aspecto econômico e sustentável, como na parte ecológica do sistema que hoje se vive utilizando assim algo do dia a dia para criar estruturas simples do ponto de vista utilitários e inovando na parte conservadora, formando assim um projeto de atitude louvável aos olhos futuros e plausíveis no aspecto diferenciado.
  12. 12. 8 – REFERÊNCIAS http://www.mdig.com.br/?itemid=10029 http://construcaocivilpet.wordpress.com/2012/03/18/construa-sua-casa-com-garrafas- pet/

×