Você faz a diferença!

7.199 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.199
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Você faz a diferença!

  1. 1. Você Faz a Diferença! AULA DE HUMANIZAÇÃO - CEPEN Brawne, D.J.S.R.; Braga, C.
  2. 2. “ A missão tradicional do profissional de saúde é aliviar o sofrimento humano; se puder curar, cura; se não puder curar, alivia; se não puder aliviar, consola.” Assumindo uma postura humanizada pautada na necessidade da educação continuada adotou-se ministrar Aula de Humanização direcionada para profissionais da saúde com ênfase na prática da enfermagem, por iniciativa do CEPEN (Centro de Ensino e Pesquisa em Enfermagem) em parceria com a Psicologia. São ministradas em dois momentos a cada semestre nos cursos de extensão para nível Superior e Técnico de Enfermagem. Com exposição de slides e vídeos, dinâmicas de grupo, discussão de casos (caso comentado). AULA DE HUMANIZAÇÃO EM SAÚDE
  3. 3. CONCEITOS E REFLEXÕES “ Humanizar o quê? Por acaso já não somos humanos? Parece estranho falar em Humanização com seres humanos, já que, humanizar deveria fazer parte da natureza humana. Nosso trabalho se desenvolve no interesse de humanizar, modificar e transformar o fazer em saúde; Na possibilidade do resgate do humano naquilo que lhe é próprio! “Ser Humano”.
  4. 4. CONCEITOS As aulas são baseadas no Programa Nacional de Humanização, bem como no Programa Humaniza SUS, que visa a valorização dos diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde: usuários, trabalhadores e gestores. Dentro dessas premissas, as Obras Sociais Irmã Dulce implantou o Humaniza OSID, tendo como objetivo fundamental aprimorar as relações entre profissionais de saúde e usuários, dos profissionais entre si e do hospital com a comunidade. Próximos slades serão mostrados outros conceitos e reflexões apresentados em aula.
  5. 5. AULA DE HUMANIZAÇÃO - CONCEITOS Humanizar não é uma técnica, uma arte e muito menos um artifício, é um processo que engloba todas as pessoas que ali trabalham que tem como objetivo dar o tratamento que o paciente merece enquanto pessoa humana. É individualizar a assistência frente as necessidades de cada um. (Magalhães, 2004) De acordo com Deslandes (2004) a noção de humanização está vinculada “a forma de assistência que valorize a qualidade do cuidado do ponto de vista técnico, associado ao reconhecimento dos direitos do paciente, de sua subjetividade e referências culturais. Implica ainda a valorização do profissional e do diálogo intra e inter equipes”.
  6. 6. No atendimento à saúde, é essencial agregar à eficiência técnica e científica uma ética que considere e respeite a singularidade do usuário e do profissional, que acolha o desconhecido imprevisível, que aceite os limites de cada situação. Cada indivíduo é único e tem necessidades e valores específicos. As aulas viabilizam treinar a empatia, colocar-se no lugar do outro, evitando a banalização do sofrimento do outro que pode estar associado a banalização do próprio sofrimento do profissional, abordando para prevenir a Burn out. "Compreendi que a vida não é uma sonata que, para realizar sua beleza, tem que ser tocada até o fim. Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de minissonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada à eternidade. Um único momento de beleza e de amor justifica a vida inteira." Rubem Alves Aula de Humanização –Relações Humanas
  7. 7. Conclusão A busca por Humanização não deve comprometer a segurança do paciente, e não deve transpor as barreiras éticas ou legais; o paciente e a sua família são as próprias fontes de conhecimento das suas necessidades; a autonomia e privacidade do paciente e da família devem ser respeitada e preservada. Aprender e colocar em prática esses conceitos é de fundamental importância. Cuidar-se para cuidar bem do outro. Refletir e resgatar o prazer na tarefa: Humanizar é preciso: É Urgente. É a melhor forma de se contagiar, Única e melhor contaminação na Saúde. Não se faz por si só. Depende de cada um de Nós... Você faz a diferença para a Humanização! Referências: Andreoli PBA, Knobel E, Psicologia e Humanização; Mello Filho Júlio, Burd M, Doença e Familia; Baptista, MN, Psicologia Hospitalar; Referência: Livro "Concerto para Corpo e Alma", de Rubem Alves; Livro: A Psicologia na atuação da enfermagem Tamara Cianciarullo; Manual Humaniza OSID.

×