SlideShare uma empresa Scribd logo

Você faz a diferença!

Associação Viva e Deixe Viver
Associação Viva e Deixe Viver
Associação Viva e Deixe ViverAssociação Viva e Deixe Viver

Você faz a diferença!

1 de 7
Baixar para ler offline
    Você Faz a Diferença! AULA DE HUMANIZAÇÃO  - CEPEN   Brawne, D.J.S.R.; Braga, C.
“ A missão tradicional do profissional de saúde é aliviar o sofrimento humano; se puder curar, cura;  se não puder curar, alivia; se não puder aliviar, consola.” Assumindo uma postura humanizada pautada na necessidade da educação continuada adotou-se ministrar Aula de Humanização direcionada para profissionais da saúde com ênfase na prática da enfermagem, por iniciativa do CEPEN (Centro de Ensino e Pesquisa em Enfermagem) em parceria com a Psicologia.  São ministradas em dois momentos a cada semestre nos cursos de extensão para nível Superior e Técnico de Enfermagem. Com exposição de slides e vídeos,  dinâmicas de grupo, discussão de casos (caso comentado).  AULA DE HUMANIZAÇÃO EM SAÚDE
CONCEITOS E REFLEXÕES “ Humanizar o quê? Por acaso já não somos humanos?   Parece estranho falar em Humanização com seres humanos, já que, humanizar deveria fazer parte da natureza humana. Nosso trabalho se desenvolve no interesse de humanizar, modificar e transformar o fazer em saúde; Na possibilidade do resgate do humano  naquilo que lhe é próprio!  “Ser Humano”.
CONCEITOS As aulas são baseadas no Programa Nacional de Humanização, bem como no Programa Humaniza SUS, que visa a valorização dos diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde: usuários, trabalhadores e gestores. Dentro dessas premissas, as Obras Sociais Irmã Dulce implantou o Humaniza OSID, tendo como objetivo fundamental aprimorar as relações entre profissionais de saúde e usuários, dos profissionais entre si e do hospital com a comunidade. Próximos slades serão mostrados  outros conceitos e reflexões apresentados em aula.
AULA DE HUMANIZAÇÃO - CONCEITOS Humanizar não é uma técnica, uma arte e muito menos um artifício, é um processo que engloba todas as pessoas que ali trabalham que tem como objetivo dar o tratamento que o paciente merece enquanto pessoa humana. É individualizar a assistência frente as necessidades de cada um.  (Magalhães, 2004) De acordo com Deslandes (2004) a noção de humanização está vinculada “a forma de assistência que valorize a qualidade do cuidado do ponto de vista técnico, associado ao reconhecimento dos direitos do paciente, de sua subjetividade e referências culturais. Implica ainda a valorização do profissional e do diálogo intra e inter equipes”.
No atendimento à saúde, é essencial agregar à eficiência técnica e científica uma ética que considere e respeite a singularidade do usuário e do profissional, que acolha o desconhecido imprevisível, que aceite os limites de cada situação.  Cada indivíduo é único e tem necessidades e valores específicos. As aulas viabilizam treinar a  empatia, colocar-se no lugar do outro, evitando a banalização do sofrimento do outro que pode estar associado a banalização do próprio sofrimento do profissional, abordando para prevenir a Burn out. "Compreendi que a vida não é uma sonata que, para realizar sua beleza, tem que ser tocada até o fim. Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de minissonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada à eternidade. Um único momento de beleza e de amor justifica a vida inteira."   Rubem Alves Aula de Humanização –Relações Humanas
Anúncio

Recomendados

A humanização do ambiente hospitalar
A humanização do ambiente hospitalarA humanização do ambiente hospitalar
A humanização do ambiente hospitalarEugenio Rocha
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de EnfermagemCharles Lima
 
Humanização na Saúde
Humanização na SaúdeHumanização na Saúde
Humanização na SaúdeYlla Cohim
 
Aula de humanização plt
Aula de humanização pltAula de humanização plt
Aula de humanização pltenfanhanguera
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!
Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!
Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!Associação Viva e Deixe Viver
 
1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saude
1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saude1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saude
1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saudePelo Siro
 
Palestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoPalestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoFabiano Ladislau
 
Política nacional de humanização
Política nacional de humanizaçãoPolítica nacional de humanização
Política nacional de humanizaçãoPriscila Tenório
 
Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01
Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01
Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01rosiclermalta
 
HUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptxHUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptxtuttitutti1
 
Humanização da assistência de enfermagem na Emergência
Humanização da assistência de enfermagem na EmergênciaHumanização da assistência de enfermagem na Emergência
Humanização da assistência de enfermagem na EmergênciaNayaneQuirino
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCentro Universitário Ages
 
Ética Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemÉtica Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemfnanda
 
HumanizaSUS
HumanizaSUSHumanizaSUS
HumanizaSUSLene So
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagemuniversitária
 
Ética e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagemÉtica e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagemluzienne moraes
 
Trabalho de humanização slides
Trabalho de humanização slidesTrabalho de humanização slides
Trabalho de humanização slidesenfanhanguera
 

Mais procurados (20)

Humanização
 Humanização Humanização
Humanização
 
Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!
Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!
Humanização Intensiva: Eu humanizo, Tu humanizas... Ele melhora!
 
1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saude
1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saude1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saude
1189894295 2805.humanizacao da_relacao_nos_servicos_de_saude
 
éTica e enfermagem
éTica e enfermageméTica e enfermagem
éTica e enfermagem
 
Palestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoPalestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no Atendimento
 
Acolhimentoehumanização
AcolhimentoehumanizaçãoAcolhimentoehumanização
Acolhimentoehumanização
 
Política nacional de humanização
Política nacional de humanizaçãoPolítica nacional de humanização
Política nacional de humanização
 
Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01
Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01
Acolhimentoehumanizao 111011082936-phpapp01
 
Humanização na saude
Humanização na saudeHumanização na saude
Humanização na saude
 
HUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptxHUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptx
 
Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?
 
Humanização da assistência de enfermagem na Emergência
Humanização da assistência de enfermagem na EmergênciaHumanização da assistência de enfermagem na Emergência
Humanização da assistência de enfermagem na Emergência
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 
Ética Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemÉtica Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagem
 
Aula 01 O Hospital
Aula 01 O HospitalAula 01 O Hospital
Aula 01 O Hospital
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 
HumanizaSUS
HumanizaSUSHumanizaSUS
HumanizaSUS
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
 
Ética e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagemÉtica e legislação em enfermagem
Ética e legislação em enfermagem
 
Trabalho de humanização slides
Trabalho de humanização slidesTrabalho de humanização slides
Trabalho de humanização slides
 

Destaque

Apresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimentoApresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimentoFelipe Cavalcanti
 
Dinâmica ansiedade estresse
Dinâmica ansiedade estresseDinâmica ansiedade estresse
Dinâmica ansiedade estresseMárcio Melânia
 
Jogos Teatrais - O fichário de Viola Spolin
Jogos Teatrais - O fichário de Viola SpolinJogos Teatrais - O fichário de Viola Spolin
Jogos Teatrais - O fichário de Viola SpolinPIBID_Teatro2014
 
Lei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissionalLei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissionalFernando Dias
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventesSeduc MT
 
Coletanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupoColetanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupoSoraia Santana
 
Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...
Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...
Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...Dalton Martins
 
Atenção humanizada ao abortamento
Atenção humanizada ao abortamentoAtenção humanizada ao abortamento
Atenção humanizada ao abortamentoTâmara Lessa
 
Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"
Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"
Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"blogped1
 
Papel Amassado
Papel AmassadoPapel Amassado
Papel Amassadoqstress
 
Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...
Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...
Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...Carlos Gustavo Xavier
 
Atendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edison
Atendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edisonAtendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edison
Atendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edisonEdison Santos
 
Planificacao de dinamicas
Planificacao de dinamicasPlanificacao de dinamicas
Planificacao de dinamicasHerman Bessler
 
Treinamento de atendimento smsaj 2010
Treinamento de atendimento   smsaj 2010Treinamento de atendimento   smsaj 2010
Treinamento de atendimento smsaj 2010Holus Sistemas
 

Destaque (18)

Apresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimentoApresentação sobre acolhimento
Apresentação sobre acolhimento
 
Dinâmica ansiedade estresse
Dinâmica ansiedade estresseDinâmica ansiedade estresse
Dinâmica ansiedade estresse
 
Jogos Teatrais - O fichário de Viola Spolin
Jogos Teatrais - O fichário de Viola SpolinJogos Teatrais - O fichário de Viola Spolin
Jogos Teatrais - O fichário de Viola Spolin
 
Lei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissionalLei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissional
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes
 
Coletanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupoColetanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupo
 
Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...
Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...
Apresentação XII ENANCIB - Análise de 2,5 anos da Rede Humaniza SUS - Indicad...
 
Atenção humanizada ao abortamento
Atenção humanizada ao abortamentoAtenção humanizada ao abortamento
Atenção humanizada ao abortamento
 
Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"
Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"
Internato em Pediatria I: "Humanizado, Humanescente"
 
Papel Amassado
Papel AmassadoPapel Amassado
Papel Amassado
 
Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...
Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...
Onde Estão os Botões? Os desafios das novas interfaces e a humanização da...
 
Atendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edison
Atendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edisonAtendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edison
Atendimentoaocliente hospital-130827114618-phpapp02.pdf-enfermagem caxias edison
 
Bons Modos 1[1]
Bons Modos 1[1]Bons Modos 1[1]
Bons Modos 1[1]
 
Humanizar , Espiritiza Qualificar
Humanizar , Espiritiza QualificarHumanizar , Espiritiza Qualificar
Humanizar , Espiritiza Qualificar
 
Planificacao de dinamicas
Planificacao de dinamicasPlanificacao de dinamicas
Planificacao de dinamicas
 
Treinamento de atendimento smsaj 2010
Treinamento de atendimento   smsaj 2010Treinamento de atendimento   smsaj 2010
Treinamento de atendimento smsaj 2010
 
Taekwondo
TaekwondoTaekwondo
Taekwondo
 
Trabalho sobre feridas
Trabalho sobre feridas Trabalho sobre feridas
Trabalho sobre feridas
 

Semelhante a Você faz a diferença!

Humanização Na Radiologia
Humanização Na RadiologiaHumanização Na Radiologia
Humanização Na RadiologiaUiliam Santos
 
O domínio unificador da enfermagem
O domínio unificador da enfermagemO domínio unificador da enfermagem
O domínio unificador da enfermagemAna Paula Oliveira
 
Texto 4 e 5 humanização em ambientes medicos
Texto 4 e 5 humanização em ambientes medicosTexto 4 e 5 humanização em ambientes medicos
Texto 4 e 5 humanização em ambientes medicosPsicologia_2015
 
Humanizaonaassistnciadeenfermagem slide
Humanizaonaassistnciadeenfermagem slideHumanizaonaassistnciadeenfermagem slide
Humanizaonaassistnciadeenfermagem slideFormiguinha Locações
 
Apostila de humanização atendimento 2
Apostila de  humanização  atendimento 2Apostila de  humanização  atendimento 2
Apostila de humanização atendimento 2MariaBritodosSantos
 
Tecnologias leves para o cuidado em saúde mental
Tecnologias leves para o cuidado em saúde mentalTecnologias leves para o cuidado em saúde mental
Tecnologias leves para o cuidado em saúde mentalCENAT Cursos
 
Informativo abrato sc
Informativo abrato scInformativo abrato sc
Informativo abrato scAbrato-SC
 
Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo Rayana Dantas
 
Texto 5 psicologia e humanização
Texto 5   psicologia e humanizaçãoTexto 5   psicologia e humanização
Texto 5 psicologia e humanizaçãoPsicologia_2015
 
Diálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdf
Diálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdfDiálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdf
Diálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdfssuser1a1e9c
 
Humanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuida
Humanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuidaHumanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuida
Humanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuidaIranildo Ribeiro
 
Panfleto humanização e acolhimento no atendimento em saude
Panfleto humanização e acolhimento no atendimento em saudePanfleto humanização e acolhimento no atendimento em saude
Panfleto humanização e acolhimento no atendimento em saudeRenata Silva
 
Relatório "Nunca é Tarde Demais"
Relatório "Nunca é Tarde Demais"Relatório "Nunca é Tarde Demais"
Relatório "Nunca é Tarde Demais"BetaBetuxa
 

Semelhante a Você faz a diferença! (20)

Humanização Na Radiologia
Humanização Na RadiologiaHumanização Na Radiologia
Humanização Na Radiologia
 
O domínio unificador da enfermagem
O domínio unificador da enfermagemO domínio unificador da enfermagem
O domínio unificador da enfermagem
 
Texto 4 e 5 humanização em ambientes medicos
Texto 4 e 5 humanização em ambientes medicosTexto 4 e 5 humanização em ambientes medicos
Texto 4 e 5 humanização em ambientes medicos
 
Humanizaonaassistnciadeenfermagem slide
Humanizaonaassistnciadeenfermagem slideHumanizaonaassistnciadeenfermagem slide
Humanizaonaassistnciadeenfermagem slide
 
Humanização na Prática de T.R
Humanização na Prática de T.RHumanização na Prática de T.R
Humanização na Prática de T.R
 
Apostila de humanização atendimento 2
Apostila de  humanização  atendimento 2Apostila de  humanização  atendimento 2
Apostila de humanização atendimento 2
 
humanização saúde
humanização saúdehumanização saúde
humanização saúde
 
Tecnologias leves para o cuidado em saúde mental
Tecnologias leves para o cuidado em saúde mentalTecnologias leves para o cuidado em saúde mental
Tecnologias leves para o cuidado em saúde mental
 
Informativo abrato sc
Informativo abrato scInformativo abrato sc
Informativo abrato sc
 
Revista holiste
Revista holisteRevista holiste
Revista holiste
 
Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo
 
Texto 5 psicologia e humanização
Texto 5   psicologia e humanizaçãoTexto 5   psicologia e humanização
Texto 5 psicologia e humanização
 
Texto 15 -
Texto 15 -Texto 15 -
Texto 15 -
 
Diálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdf
Diálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdfDiálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdf
Diálogos da Psicologia com a Enfermagem.pdf
 
Atenção Compartilhada
Atenção CompartilhadaAtenção Compartilhada
Atenção Compartilhada
 
Apresentação sensai
Apresentação sensai Apresentação sensai
Apresentação sensai
 
Humanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuida
Humanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuidaHumanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuida
Humanização na assistência em enfermagem: é preciso cuidar de quem cuida
 
Panfleto humanização e acolhimento no atendimento em saude
Panfleto humanização e acolhimento no atendimento em saudePanfleto humanização e acolhimento no atendimento em saude
Panfleto humanização e acolhimento no atendimento em saude
 
Relatório "Nunca é Tarde Demais"
Relatório "Nunca é Tarde Demais"Relatório "Nunca é Tarde Demais"
Relatório "Nunca é Tarde Demais"
 
Apresentação teoria transcultural
Apresentação teoria transculturalApresentação teoria transcultural
Apresentação teoria transcultural
 

Mais de Associação Viva e Deixe Viver

Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de HistóriasExposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de HistóriasAssociação Viva e Deixe Viver
 
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015Associação Viva e Deixe Viver
 
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...Associação Viva e Deixe Viver
 
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...Associação Viva e Deixe Viver
 
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalAssociação Viva e Deixe Viver
 
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanenteOs serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanenteAssociação Viva e Deixe Viver
 
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento maternoOs saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento maternoAssociação Viva e Deixe Viver
 

Mais de Associação Viva e Deixe Viver (20)

Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de HistóriasExposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
 
Sacola literária cch 2015
Sacola literária cch 2015Sacola literária cch 2015
Sacola literária cch 2015
 
Pesquisa hospital menino jesus
Pesquisa hospital menino jesusPesquisa hospital menino jesus
Pesquisa hospital menino jesus
 
Administando melhor o tempo
Administando melhor o tempoAdministando melhor o tempo
Administando melhor o tempo
 
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
 
Aniversário 7 anos do rio de histórias 12.10.12
Aniversário 7 anos do rio de histórias   12.10.12Aniversário 7 anos do rio de histórias   12.10.12
Aniversário 7 anos do rio de histórias 12.10.12
 
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2
 
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1
 
Cuidado de enfermagem doença cronica
Cuidado de enfermagem doença cronicaCuidado de enfermagem doença cronica
Cuidado de enfermagem doença cronica
 
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
 
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
 
Tempo de despertar
Tempo de despertarTempo de despertar
Tempo de despertar
 
Teleconsulta isis bertoncini
Teleconsulta   isis bertonciniTeleconsulta   isis bertoncini
Teleconsulta isis bertoncini
 
Situação de saúde em idosos acometidos pelo avc
Situação de saúde em idosos acometidos pelo avcSituação de saúde em idosos acometidos pelo avc
Situação de saúde em idosos acometidos pelo avc
 
Significado de humanização
Significado de humanizaçãoSignificado de humanização
Significado de humanização
 
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
 
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanenteOs serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanente
 
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento maternoOs saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
 
O enfermeiro como mediador do processo da mulher.
O enfermeiro como mediador do processo da mulher.O enfermeiro como mediador do processo da mulher.
O enfermeiro como mediador do processo da mulher.
 
MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.
MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.
MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.
 

Você faz a diferença!

  • 1. Você Faz a Diferença! AULA DE HUMANIZAÇÃO - CEPEN Brawne, D.J.S.R.; Braga, C.
  • 2. “ A missão tradicional do profissional de saúde é aliviar o sofrimento humano; se puder curar, cura; se não puder curar, alivia; se não puder aliviar, consola.” Assumindo uma postura humanizada pautada na necessidade da educação continuada adotou-se ministrar Aula de Humanização direcionada para profissionais da saúde com ênfase na prática da enfermagem, por iniciativa do CEPEN (Centro de Ensino e Pesquisa em Enfermagem) em parceria com a Psicologia. São ministradas em dois momentos a cada semestre nos cursos de extensão para nível Superior e Técnico de Enfermagem. Com exposição de slides e vídeos, dinâmicas de grupo, discussão de casos (caso comentado). AULA DE HUMANIZAÇÃO EM SAÚDE
  • 3. CONCEITOS E REFLEXÕES “ Humanizar o quê? Por acaso já não somos humanos? Parece estranho falar em Humanização com seres humanos, já que, humanizar deveria fazer parte da natureza humana. Nosso trabalho se desenvolve no interesse de humanizar, modificar e transformar o fazer em saúde; Na possibilidade do resgate do humano naquilo que lhe é próprio! “Ser Humano”.
  • 4. CONCEITOS As aulas são baseadas no Programa Nacional de Humanização, bem como no Programa Humaniza SUS, que visa a valorização dos diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde: usuários, trabalhadores e gestores. Dentro dessas premissas, as Obras Sociais Irmã Dulce implantou o Humaniza OSID, tendo como objetivo fundamental aprimorar as relações entre profissionais de saúde e usuários, dos profissionais entre si e do hospital com a comunidade. Próximos slades serão mostrados outros conceitos e reflexões apresentados em aula.
  • 5. AULA DE HUMANIZAÇÃO - CONCEITOS Humanizar não é uma técnica, uma arte e muito menos um artifício, é um processo que engloba todas as pessoas que ali trabalham que tem como objetivo dar o tratamento que o paciente merece enquanto pessoa humana. É individualizar a assistência frente as necessidades de cada um. (Magalhães, 2004) De acordo com Deslandes (2004) a noção de humanização está vinculada “a forma de assistência que valorize a qualidade do cuidado do ponto de vista técnico, associado ao reconhecimento dos direitos do paciente, de sua subjetividade e referências culturais. Implica ainda a valorização do profissional e do diálogo intra e inter equipes”.
  • 6. No atendimento à saúde, é essencial agregar à eficiência técnica e científica uma ética que considere e respeite a singularidade do usuário e do profissional, que acolha o desconhecido imprevisível, que aceite os limites de cada situação. Cada indivíduo é único e tem necessidades e valores específicos. As aulas viabilizam treinar a empatia, colocar-se no lugar do outro, evitando a banalização do sofrimento do outro que pode estar associado a banalização do próprio sofrimento do profissional, abordando para prevenir a Burn out. "Compreendi que a vida não é uma sonata que, para realizar sua beleza, tem que ser tocada até o fim. Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de minissonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada à eternidade. Um único momento de beleza e de amor justifica a vida inteira." Rubem Alves Aula de Humanização –Relações Humanas
  • 7. Conclusão A busca por Humanização não deve comprometer a segurança do paciente, e não deve transpor as barreiras éticas ou legais; o paciente e a sua família são as próprias fontes de conhecimento das suas necessidades; a autonomia e privacidade do paciente e da família devem ser respeitada e preservada. Aprender e colocar em prática esses conceitos é de fundamental importância. Cuidar-se para cuidar bem do outro. Refletir e resgatar o prazer na tarefa: Humanizar é preciso: É Urgente. É a melhor forma de se contagiar, Única e melhor contaminação na Saúde. Não se faz por si só. Depende de cada um de Nós... Você faz a diferença para a Humanização! Referências: Andreoli PBA, Knobel E, Psicologia e Humanização; Mello Filho Júlio, Burd M, Doença e Familia; Baptista, MN, Psicologia Hospitalar; Referência: Livro "Concerto para Corpo e Alma", de Rubem Alves; Livro: A Psicologia na atuação da enfermagem Tamara Cianciarullo; Manual Humaniza OSID.