Redução da emissão de gases

387 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Redução da emissão de gases

  1. 1. Alternativas Sustentáveis HTTP://www.sustentabilidade.org.br Projeto Redução da Emissão de Gases 1
  2. 2. Participantes Aline Azevedo, Floyd, nº 1; Carolina Guimarães, Floyd, nº 6; Claudio Jorge Lopes Filho, Floyd, nº 7; Gabriela Sales, Floyd, nº 15; Lucas Oliveira, Floyd, nº 23; Tahis Evelin, Floyd, nº 36; Marcelo Álvaro, Zeppelin, nº 28; Allana Natasha, Doors, nº 4; Gabrielle de Souza, Doors, nº 15; Milena Ferreira, Doors, nº 31; Victor Felipe Medeiros, Doors, nº 40; Alessandro Gomes, Beatles, nº2; José Gabriel Souza Filho, Beatles, nº 18; Matheus Vilela, Beatles, nº 30; Samuel Dimas Pereira, Beatles, nº 38; Sarah Anabele, Beatles, nº 39; Vitor Salles Pina, Beatles, nº 41; 2
  3. 3. Sumário Introdução....................................................................................04 Bio-light........................................................................................05 Programa para Redução de Gases.............................................06 Inventario de Emissões................................................................07 Neutralização de Emissão de Gases...........................................08 Vacas Menos Poluentes..............................................................09 Concreto Verde............................................................................10 Redução CO2...............................................................................11 Fogão Sustentável.......................................................................12 Óleo Vegetal e Biodiesel Move Carros e Produz Energia...........13 Biofiltro.........................................................................................14 Ônibus Menos Poluente...............................................................15 Carro Movido a Ar Comprimido....................................................16 Parede de Concreto.....................................................................17 Cimento Sustentável....................................................................18 Embalagem Sustentável..............................................................19 Horta na Escola...........................................................................20 Forno Solar..................................................................................21 Webgrafia....................................................................................22 3
  4. 4. Introdução Falar sobre alternativas sustentáveis é algo muito sensível, principalmente quando se discute sobre a emissão de gases poluentes(CO2, CFC, metano). E hoje em dia a emissão desses gases vem aumentando drasticamente em todo mundo. Já que os padrões da sociedade estão em frequente mudança, chegou a hora de tomar uma medida, não acham? A maioria desses gases surgem como produto de combustões, tanto em fábricas como em outros locais. A industria do transporte é a que mais tem emitido esses gases que tanto nos causam problemas. Como vivemos nesse mundo urbanizado de hoje, a falta de transporte transformaria nossas cidades em um caos. É quase imprescindível a convivência com esses gases diariamente. Para que isso acabe os combustíveis fósseis devem sumir, o agora é pensar em alternativas limpas e sustentáveis. Devemos usar o que a natureza ainda tem, explorar os recursos de energias limpas. Devemos “sumir” tanto com os combustíveis fosseis quanto as termoelétricas, que também são as maiores emissoras de gases na atmosfera terrestre. Que tal pararmos de fingir que nada está acontecendo e fazer nossa parte? Vamos parar de ser hipócritas e destruir nossa “casa”, vamos parar de dar bola à geração capitalista, vamos mudar esse mundo. Temos abaixo uma coletânea de projetos sobre a redução da emissão dos gases, a fim de a partir desse projeto os alunos tenham uma visão diferenciada sobre esse assunto e possam ter uma conscientização maior. Coisas como, um fogão que emite menos gases poluentes, renovação de alguns utensílios já utilizados na engenharia civil e na industria de transporte e métodos de influenciar o natural. 4
  5. 5. Bio-light A Philips criou um modelo de lâmpada que tem como fonte de luminosidade bactérias. A lâmpada possui um gadget próprio para a manutenção da colônia de bactérias. A bio-light tem uma parte de vidro em forma de células; cada uma delas é conectada por um fino tubo de silicone que leva o metano e os materiais compostos para alimentar as bactérias (a Philips sugere que o metano seja recolhido de processos de trituração de alimentos, como os vegetais, para manter a produção de energia e suprir a colônia de bactérias). O conceito apresentado pela Philips ainda não é capaz de substituir as lâmpadas domésticas, mas é o começo da procura por fontes de energia mais limpas. A bio-light faz parte de uma linha de produtos que visa tornar a vida doméstica mais renovável e sustentável. E além do uso doméstico, a empresa acredita que o projeto poderá ser usado como indicador de estrada, saídas de emergência e em outros locais com pouca luminosidade. Por : Lucas César Programa para Redução de Gases 5
  6. 6. Os objetivos desse projeto se consistem em recuperar áreas desmatadas pela pecuária, diminuição do desmatamento, promover a agropecuária com bases sustentáveis, ampliar área de floresta cultivada e adequar as propriedades rurais à legislação ambiental. Havendo também alguns empreendimentos que poderão ser financiados por esse programa que se baseiam basicamente em regularizar as propriedades rurais tanto na parte técnica como na administrativa, implantações de projetos e construções baseados na ajuda ao meio ambiente, alternativas mais sustentáveis. Alguns desses projetos podem ser financiados em cerca de 35% de seu valor total se consistirem em implantações e manutenções de florestas ou reposição de áreas de preservação, e outros podem chegar a 40% do seu valor total ser financiado quando o projeto for sobre a aquisição de animais e sêmen de bovinos, ovinos e caprinos, para a reprodução recria desses animais e a terminação. Porém a uma taxa de juros de 5% ao ano que esses projetos utilizam do financiamento do Projeto ABC. Onde o banco BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) faz as transições de dinheiro entre os financiadores e os que precisam do financiamento, podendo ir ao limite de 1 milhão de reais por cliente a ano-safra, podendo haver mais de um financiamento por ano-safra, mas terá que haver amostras que esse cliente tem condições de pagar o que lhe foi financiado e claro, a somatória do financiamento não poderá passar de 1 milhão de reais por cliente, físico ou jurídico. O prazo total para a devolução desse dinheiro pode variar de acordo com o projeto que ele foi implantado. As garantias são a critérios das instituições, obedecendo as normas estabelecidas pelo Banco Central do Brasil Por : Allana Natasha Inventario de Emissões Cada vez mais há a preocupação não só de pessoas, mas de empresas e até mesmo governos, em saber o quanto de carbono estão emitindo na atmosfera, qual é a sua Pegada de Carbono. Com o intuito de obter essa informação, a Green Domus criou o projeto, denominado Inventário de Emissões. Ele realiza a análise de quanto carbono é emitido na prática de atividades do dia-a-dia das pessoas, apontando quais as mais emissoras de gases contribuintes para o agravamento do efeito estufa, e consequentemente faz com que o cidadão haja com mais eficiência onde lhe cabe para diminuir sua pegada de carbono. O resultado varia conforme o grupo analisado, assim, para que seja realizado com sucesso é necessário definir um limite para este. 6
  7. 7. O inventário contempla as emissões diretas, denominadas Escopo 1, lançadas por exemplo pela frota móvel e ar condicionado e o Escopo 2, das emissões indiretas, como as causadas pelo uso da energia elétrica. Para ser considerado um inventário completo, é necessário que contemple essas duas opções, contudo pode ser realizado também acerca das emissões do Escopo 3, presentes num deslocamento aéreo e no descarte de materiais por exemplo, sendo portanto outra forma indireta de emissão. O projeto traz inúmeros benefícios, à medida que não só estima a quantidade de gases emitidos, mas viabiliza um olhar crítico sobre a área que mais precisa ser reparada, visando portanto, o alcance do equilíbrio entre o desenvolvimento e as marcas que ele acaba deixando no planeta. O projeto tem suma importância, levando em consideração que desenvolvimento sustentável é conseguir se desenvolver sem que as futuras gerações tenham o desenvolvimento comprometido. Entre outras coisas, o Inventário de Emissões traz consigo a ideia de que uma nova realidade pode ser construída, dependo acima de tudo da vontade do ser humano de mudar, adquirindo um pensamento e consequentemente uma ação sustentável. Por : Milena Ferreira Neutralização de Emissão de Gases Recuperação de Pastagens Através do Programa ABC (Agricultura de Baixo Carbono), coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) o projeto de "Mitigação de emissões de gases na agricultura", procura diminuir o lançamento de diferentes formas de GEE - gases de efeito estufa - para a atmosfera. Uma das alternativas encontradas pelo projeto foi a Recuperação de Pastagens Degradadas, uma ação fundamental para a sustentabilidade da pecuária, uma vez que, depois de recuperado, essas pastagens ampliariam as produções e contribuiam de forma significativa para a redução de CO2 emitido. 7
  8. 8. A recuperação pode ser feita através de sistemas que envolvem a integração com a lavoura e integração lavoura - pecuária - floresta, e estes são altamente eficazes. Por : Gabrielle de Souza Vacas Menos Poluentes Em relação à avidez do homem conceitual de promover um mundo integramente imerso a um sistema de sustentabilidade, emergiu a racionalização humana da busca de uma qualidade de vida com camada “biosférica” e tênue de concórdia entre o homem e o meio natural. Portanto, pelo monopólio particular de almejar mudar o comportamento coletivo do homem com o meio ambiente, uma alvorada de voluntariados e hipóteses plausíveis proliferou. 8
  9. 9. Assim, umas das maneiras antropológicas do homem buscar cooperar com meio em que vive, foi a redução dos gases do Efeito Estufa, nos quais podemos ostentar o Gás Metano (CH4), que é cerca de 20 vezes mais potente que o dióxido de carbono (CO2), o qual concebe, também, o agravamento do Efeito Estufa, o Aquecimento Global. O CH4 é produzido pela queima de carvão, derivados de petróleo e florestas no desmatamento, decomposição, entre outros, mais especificamente, destacamos a emissão de gás metano por mamíferos herbívoros ruminantes, ou seja, o gado. Estudos realizados pela universidade de Penn State, dos Estados Unidos, perpetuaram que as vacas leiteiras poluem menos e recebem ração temperada com orégano. Ou seja, os pesquisadores colheram informações sintetizadas sobre a poluição da pecuária, a qual foi baseada na dieta dos gados, pois a quantidade de gases emitidos pela pecuária está relacionada à dieta em que estão incutidos, do determinado vegetal que estão ingerindo. Pesquisadores passaram a indagar e colher, em lato, informações que podem defasar está poluição dos gados; fizeram espessos experimentos com plantas, suplementos naturais e óleos essenciais, entretanto, os cientistas americanos, que, depois de uma linha temporária prejudicial, usaram o orégano, de modo que os animais que receberam esses suplementos feitos por orégano passaram a emitir 40% menos CH4, os quais não possuíram nenhum efeito colateral. Assim, em divergência, as vacas passaram a produzir uma quantidade demasiada de leite enquanto recebiam o suplemento. “Isso pode ter ocorrido porque o organismo das vacas não precisou gastar energia produzindo os gases, e uso essa energia extra para fazer mais leite”, diz Alexander Hristov, especialista em nutrição animal que conduziu as pesquisas. Mas, pera uma imensa melhoria dos atos do homem no ambiente, houve o surgimento de novas pesquisas em relação ao gado – mesmo o gado sendo uma poluição natural, o homem vem controlando o aumento do rebanho para a sua alimentação, portanto aumenta a emissão de gases. Pesquisas feitas por cientistas em Zurique, em parcerias com demais países, inclusive o Brasil; no âmbito de produzir plantas que podem minimizar o problema circundam as pesquisas, uma vez que se estima que 16% da poluição mundial é oriunda da pecuária – não sendo exclusivamente os bovinos, porém as cabras, búfalos, ovelhas também concebem esse problema. “O problema não está na digestão das vacas. Mas, sim, no aumento exorbitante do rebanho mundial para suprir a demanda por alimentos e outros produtos”, afirma o professor alemão Michael Kreuzer, especialista em alimentação animal, do ETH Zürich - Instituto de Ciências Animais da Escola Politécnica de Zurique. ”Kreuzer estuda o assunto há mais de 20 anos. Em seus últimos experimentos, o especialista alemão constatou que, ao adicionar substâncias provenientes de plantas tropicais na dieta alimentar do animal, é possível diminuir a emissão de metano. Foram testados três tipos de aditivos 9
  10. 10. alimentares. Primeiramente, gordura de coco, linhaça e de sementes de girassol. Essas substâncias conseguem inibir a proliferação de um microorganismo no rúmen, responsável pela produção do metano. Na segunda fase da pesquisa, foram testados saponinas (encontradas nos frutos do jequiriti ou quilaia) e tanino (originário de alguns tipos de acácia). “Os resultados mostraram diminuição do metano em até 20%”, revela Kreuzer. “ – Planeta Sustentável (www.planetasustentavel.abril.com.br) Os estudiosos concretizaram hipóteses de que o gado alimentado exclusivamente com auxílio da ração concebeu um terço de dissipação de metano para a atmosfera do que os que comem pasto. “O metano se origina, principalmente, da digestão da celulose dos alimentos verdes”, explica o professor do ETH. Contudo, com a manifestação hegemônica das rações, provocará ações nocivas ao meio ambiente. Por : Victor Felipe Concreto Verde O concreto verde reduz a emissão de dióxido de carbono para a atmosfera e é, além de tudo, mais resistente porque ocupa os espaços vazios e se torna mais consistente e pesado, ou seja, sua densidade aumenta demorando assim para ser substituído. Possuindo uma grande utilidade inclusive no mercado. Maior resistência e ainda utiliza menos cimento que o tradicional. Reduz também o consumo, já que para a construção de prédios, edifícios e outras grandes obras podem ser usados peças menores, o que reduziria o tamanho e a dimensão dos pilares ou até mesmo colunas. O cimento foi diminuído da fórmula para que um aditivo superplastificante fosse colocado. Composto por poli carboxílicos, o aditivo cobre os vazios dentro do concreto. Porque entra em repulsão com as partículas de cimento e é como se tivesse mais cimento reagindo, o que faz 10 Figura 1 - Saponina
  11. 11. com que sua densidade aumente, tornando-o mais fluido. Como ele é fluido seu peso é suficiente para moldá-lo. Utilizando menos cimento, o concreto contribui para o meio ambiente diminuindo a emissão de CO2 para a atmosfera, já que na indústria do concreto 90% do gás carbônico é obtido pela fabricação do cimento. Combina matérias-primas simples com ferramentas e conceitos avançados, pelo controle e seleção de substâncias que formam o cimento. Aumenta a proporção de filler, à base do pó de calcário dispensando tratamento técnico. Podemos ainda frisar que os stakeholders que equivalem a uma grande parte da população, utilizam esse recurso para a construção passariam a contribuir com a sustentabilidade. Por : Sarah Anabele Redução CO2 Preocupados com o alto consumo de CO2, um dos principais poluentes da atmosfera e agravador do efeito estufa, foi inventado um motor três cilindros. Com a diminuição de um cilindro, diminuem também o tamanho do motor, as peças, e o atrito entre elas, podendo diminuir até 20% do atrito dentro do motor, gerando mais potencia e mais eficiência, consequentemente consome menos e emite menos o CO2. O motor já esta sendo utilizado em algumas empresas automobilísticas como a Toyota e a Hyundai, entre outras. 11
  12. 12. Por : Alessandro Gomes Fogão Sustentável O fogão dos sonhos, não usa gás, bateria nem nenhuma outra fonte de energia, aquece maravilhas, e ainda consegue energia para carregar o seu celular e outros aparelhos eletrônicos e o nome dessa maravilha é fogão BioLite. Por ser portátil, e de fácil manuseio, é chamado em alguns lugares de “o fogão do fim do mundo”. Acessível e vantajoso, o fogão BioLite diminui em 95% a emissão de fumaça(eliminando os gases liberados pela combustão), ou seja, os gases que fazem mal para nossa atmosfera. Além de ser portátil e de necessitar apenas de uma espécie de “lenha” para queimar. 12
  13. 13. Além de ser muito utilizado por campistas e montanhistas, o fogão BioLite pode ser utilizado domesticamente, mas por possuir apenas uma boca seria necessária a aquisição de muitos. http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=JmHCIBvI6vE Por : Claudio Óleo Vegetal e Biodiesel Move Carros e Produz Energia O óleo biodiesel é formado a partir de uma reação química entre óleos de origem vegetal e animal com o álcool, o biodiesel é renovável e biodegradável, ou seja, é degradado pela própria natureza. Ele substitui totalmente ou parcialmente o petróleo e pode ser usado por qualquer automóvel que possua motor diesel. O óleo vegetal é a forma mais densa de energia da fotossíntese. Como combustível, ele pode ser usado puro, mas não é qualquer motor que o aceita. Por isso foi criado o "Motores Elsbett", uma versão do motor Diesel convencional, porém adaptado pro óleo vegetal. 13
  14. 14. O biodiesel é uma fonte limpa e renovável, pode ser usado por qualquer motor e oferece menos riscos de explosão e é um bom lubrificante. Porém, o óleo vegetal é cerca de 30% mais barato, possui ótimas propriedades lubrificantes. Além disso, a obtenção do óleo vegetal é mais prática. Além do Biodiesel e do Óleo Vegetal proporcionarem bons resultados ao meio ambiente e à economia nacional, também são renováveis por gerar novos empregos na agricultura. Além disso, o Óleo Vegetal pode ser usado pra produzir energia elétrica, a partir da queima do óleo em motores multicombutíveis. Por : Vitor Pina Biofiltro 14
  15. 15. O biofiltro é um sistema, criado pela PoLi-USP , que reduz a emissão de metano (CH4) na atmosfera e que está sendo testado em um aterro sanitário em Campinas, SP. O sistema funciona com a oxidação do CH4, sobre o aterro e lançado uma cobertura de bactérias que filtram o gás metano produzido pelo lixo transformando-o em água e gás carbônico Esse mecanismo, apesar de não por fim na emissão de gases poluentes, reduz os impactos em relação ao efeito estufa, pois o gás metano é 21 vezes mais capaz de gerar efeito estufa que o gás carbônico. Assim o biofiltro é um projeto sustentável que pode contribuir muito para a formação de um mundo sustentável. Por : Gabriela Sales 15
  16. 16. Ônibus Menos Poluente Esses ônibus híbridos tratam de usar combustíveis menos poluentes tais como: o diesel e movido a energia elétrica. O principal objetivo desse novo projeto é reduzir a emissão de gazes poluentes e diminuir os usos de combustíveis não renováveis (combustíveis fosseis). Com esse novo projeto do ônibus a economia prevista é de 35% no consumo do combustível e uma grande redução na emissão de gazes poluentes para atmosfera que pode variar de 80 a 90 %, comparado aos veículos que utilizam como combustível a diesel, já que a energia elétrica do ônibus sempre é ativada quando o veiculo esta a uma velocidade inferior a 20 km/h, assim quando o ônibus fica parado o motor a diesel fica desligado, resultando numa diminuição dos gazes poluentes. Estudo feito pela marca de ônibus da Suécia demonstra que o ônibus fica aproximadamente 50% do seu percurso total parado, podendo também ser um dos grandes fatores para a redução da poluição terrestre. A empresa comandante do projeto, Clinton, pretende que esse projeto se estenda por toda a América Latina para que haja um desenvolvimento de tecnologia híbrida e que as cidades possam adotar esse sistema para a diminuição de gazes poluentes na atmosfera, assim produzindo uma grande redução no efeito estufa e de poluentes nos locais. Por : Matheus Vilela 16
  17. 17. Carro Movido a Ar Comprimido O e.Volution (como é chamado) é um carro movido a ar comprimido, o que reduz a emissão de gases poluentes na atmosfera e minimiza o dano causado pela poluição. Como carros movidos a gasolina são grandes poluentes, e combustíveis fósseis estão cada vez mais escassos em nosso planeta, o e.Volution é uma boa alternativa para diminuir a poluição na atmosfera e para o esgotamento dos recursos naturais. Mas ele utiliza energia, que também agride o meio- ambiente, mas de uma forma menos impactante, sendo então considerada, por enquanto, uma das melhores soluções para tornar o planeta mais sustentável, se tratando de automóveis. Ele funciona com um tanque que carrega até 300 litros de ar comprimido, suficientes para andar 200 km em até 100 km/h. Sua fonte elétrica pode ser recarregada em casa, e demora cerca de quatro horas para se reabastecer. Ele necessita de óleo, mas somente 0,8L que somente é trocado após cinqüenta mil quilômetros rodados. Sua desenvolvedora, a Zero Pollution, é uma empresa destinada a minimização de danos no planeta através de soluções inteligentes. O carro terá 1,74m de altura, 3,81m de comprimento e 1,1m de largura, pesando 700 kg. Por : José Gabriel 17
  18. 18. Parede de Concreto O projeto nada mais é do que uma parede feita somente de concreto, sem utilizar tijolos ou blocos. É utilizado um molde e antes são feitas as instalações elétricas e hidráulicas. A seguir é feita a concretagem e em cerca de 72 horas a parede já está pronta. É um projeto sustentável, pois não usa tijolos, que na sua fabricação há queima de carvão, liberando diversos gases poluentes na atmosfera. Por : Samuel Dimas 18
  19. 19. Cimento Sustentável Existem diversas formas de tornar a construção menos prejudicial ao meio ambiente, uma delas é trocar o uso do cimento convencional pelo cimento sustentável (CPII). Os cimentos sustentáveis convencionais possuem um elemento chamado clínquer, esse elemento, quando queimado, emite a mesma quantidade de CO2 que o cimento não sustentável. No caso do CPII, a quantidade desse elemento é menor, diminuindo também a emissão de gases. Além disso, quando se adiciona escória (um aditivo do cimento), reduz-se 2,5% da emissão de gás carbônico, esses números têm maior relevância a quando colocados diante da produção de cimento ao ano no Brasil (50 milhões de toneladas). Especialistas na área da construção afirmam que esse cimento (CPII) pode ser utilizado sem problema nenhum em quase todas as partes da construção, como assentamento de alvenaria, argamassa, contra piso, etc. O CPII, além de contribuir para a redução da emissão de gases, ainda tem uma grande resistência e durabilidade. Por : Carolina Guimarães 19
  20. 20. Embalagem Sustentável A liberação de gás carbônico na atmosfera através da incineração de rótulos e etiquetas autoadesivas é, atualmente, demasiadamente grande. Devido a esse fato, uma conhecida empresa japonesa chamada Sato, que se dedica à fabricação de soluções de rotulagem para embalagens, anunciou o lançamento de uma inovação chamada ECONANO, que consiste em uma tecnologia que possui a capacidade de reduzir a liberação de CO2 na incineração de rótulos e etiquetas autoadesivas de embalagens. Essa inovadora tecnologia consiste na presença de cápsulas de nanovesículas (NVC) nos adesivos dos rótulos, que absorvem 20% do CO2 liberado nas incinerações. Além disso, quando combinado com outra inovadora tecnologia da série etiqueta sem liner da mesma empresa, a chamada NONSEPA SATO, é possível reduzir aproximadamente 50% da liberação de CO2 no momento da incineração. O funcionamento dos rótulos consiste em que as nanopartículas inseridas no adesivo, que absorvem o CO2, reagem juntamente com CO2 que é liberado na incineração dos rótulos, reduzindo assim, a quantidade de gás carbônico lançado. Os rótulos que possuem a tecnologia ECONANO, possuem uma estrutura formada diferentemente dos rótulos comuns, que possuem apenas a base de papel, o liner, e o adesivo, já o rótulo ECONANO, possui, além disso, na composição do adesivo, nanopartículas de absorventes de Co2, que ficam em buracos microscópicos que se localizam dentro do adesivo. Por : Tahis Evelin 20
  21. 21. Horta na Escola Os alunos de uma cidade no interior do Rio Grande do Sul tiveram uma ótima ideia: Usar garrafas PET para fazer a cobertura da estufa na horta da escola! A escola é a Escola Estadual de Ensino Fundamental Valdemar Zanatta, no distrito de Sede Independência em Passo Fundo. Eliza de Lima Deicke, a diretora dos alunos criativos, explicou a iniciativa tomada: Hey, cinco mil garrafas! Não sei quantas escolas com hortas existem no Brasil, mas se todas fizessem algo parecido, mesmo que menor, seriam inúmeras garrafas PET tendo um fim bem melhor do que os aterros (ou rios, etc). Por : Marcelo Álvaro 21
  22. 22. Forno Solar O forno não usa nenhuma outra fonte de energia a não ser a solar, o sol bate na superfície espelhada e leva calor para o recipiente. Porem o forno é totalmente dependente ao clima, então em um lugar que tenha pouco sol, por exemplo, no Alasca, não daria certo, já em lugares como de clima equatorial o forno poderia até ter cem por cento de aproveitamento. As próprias pessoas podem construir um forno assim, já que um modelo simples usaria apenas papelão e papel laminado. Essa ideia tem uma parcela positiva ao planeta, pois é um projeto sustentável que além de não se usar o GLP, tradicional gás de cozinha, que é prejudicial ao meio ambiente em sua queima que libera CO2, também diminuiu o uso do próprio GLP. Chega a ser tão eficiente quanto um forno normal, já que em dias de sol forte consegue assar um bolo em 1 hora e meia, chega a ser muito eficiente. O forno contribui para a redução do lixo quando os materiais usados para fazer são reciclados. Por : Aline Azevedo 22
  23. 23. Bibliografia <http://embalagemsustentavel.com.br/tag/novas-tecnologias/> - Embalagem sustentável <http://www.cadernosp.com.br/transporte/163/%D4nibus-menos-poluente-come%E7a-a-ser- testado-na-cidade/ > - Ônibus menos poluente <http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Apoio_Financeiro/Progr amas_e_Fundos/abc.html> - Programa para redução de gases <http://www.youtube.com/watch?v=s9LHehSkfJ4> - Redução do CO2 <http://www.record.xl.pt/Modalidades/Motores/record_auto/interior.aspx? content_id=805391> - Redução do CO2 <http://atitudesustentavel.uol.com.br/blog/2010/09/09/cimento-sustentavel-reduz-emissao- de-co2-nas-obras/> - Cimento sustentável <http://viajeaqui.abril.com.br/materias/metano-aterro-sanitario-filtro-noticias> - Biofiltro <http://www.design.philips.com/philips/sites/philipsdesign/about/design/designportfolio/desi gn_futures/bio_light.page> - Biolight <http://www.institutomais.org/parcerias.php> - Inventário de Emissões <http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2011/maio/ecod-lista-4-alternativas- sustentaveis-para-a> - Concreto verde <http://www.ibflorestas.org.br/pt/ultimas-noticias/25-noticias/462-fogao-ecologico.html> - Fogão Sustentável <http://oleo-vegetal.info/mos/view/%C3%93leo_Vegetal_e_Biodiesel/> - Óleo vegetal e biodiesel <https://www.profissionaldoaco.com.br/ppa_novo/application/upload/interacoes/109558662 0121121115217.pdf - Parede de concreto <http://atitudesustentavel.uol.com.br/blog/2010/09/09/cimento-sustentavel-reduz-emissao- de-co2-nas-obras/> - Cimento sustentável <http://site.noticiaproibida.org/ideias-sustentaveis.html> - Forno Solar <http://www.neomondo.org.br/index.php/economia-e-negocios/334-natura-planeja- neutralizar-emissao-de-gases> - Neutralização da emissão de gases <http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/desenvolvimento/conteudo_406728.shtml> - Vacas menos poluentes <http://colunas.revistaepoca.globo.com/planeta/2010/09/17/pesquisa-revela-vaca-que-come- oregano-emite-menos-gases-poluentes/> - Vacas menos poluentes 23
  24. 24. <http://www.google.com.br/imgres?q=Vacas+menos+poluentes&um=1&hl=pt- BR&biw=1366&bih=587&tbm=isch&tbnid=qNZULCkVrKF4TM:&imgrefurl=http://www.tupodes .pt/blog/agir/fontes-de- poluicao/&docid=gbLja6bONBPxBM&imgurl=http://www.tupodes.pt/wp- content/uploads/2013/04/vacas- metano.jpg&w=500&h=350&ei=YGSlUYTyMauh4AOUnoGoCA&zoom=1&iact=hc&vpx=1051&v py=2&dur=111&hovh=188&hovw=268&tx=166&ty=36&page=3&tbnh=120&tbnw=156&start= 47&ndsp=27&ved=1t:429,r:66,s:0,i:281> - Vacas menos poluentes <http://www.google.com.br/imgres? q=vacas+menos+poluentes&um=1&sa=N&biw=1366&bih=587&hl=pt- BR&tbm=isch&tbnid=PaQW_a_tov8nSM:&imgrefurl=http://sattotal.blogspot.com/2009_03_0 1_archive.html&docid=x1aAKrPVtzhCkM&imgurl=http://3.bp.blogspot.com/_tWtclKG8K2c/SbJ Jq_GXLmI/AAAAAAAACKc/Ijzn96-EOR8/s1600-h/PUM%252Bdas %252BVacas.jpg&w=1600&h=857&ei=b0ulUcafE6XH0gGcsYGwAg&zoom=1&iact=hc&vpx=574 &vpy=164&dur=78&hovh=120&hovw=224&tx=121&ty=80&page=1&tbnh=120&tbnw=224&st art=0&ndsp=20&ved=1t:429,r:3,s:0,i:90> - Vacas menos poluentes <http://www.sustentabilidade.org.br/conteudos_sust.asp?scateg=178> - Carro movido a ar comprimido <http://carros.hsw.uol.com.br/carros-a-ar.htm> - Carro movido a ar comprimido <http://economia.terra.com.br/carros-motos/peugeot-citron-promete-carro-movido-a-ar- comprimido-em-2016,6c7d7c49c076c310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html> - Carro movido a ar comprimido <http://abccapacitacao.wordpress.com/2013/05/02/recuperacao-de-pastagens-aproxima- brasil-da-meta-da-cop-15/> - Neutralização da emissão de gases <http://www.nopatio.com.br/ecofriendly/biolite-fogao-ecologico-que-recarrega-seus- aparelhos-moveis/> - Fogão sustentável 24

×