SlideShare uma empresa Scribd logo

A DOUTRINA ANARQUISTA AO ALCANCE DE TODOS, de José Oiticica (1925)

«Em “A Doutrina Anarquista ao alcance de todos”, José Oiticica aborda o anarquismo com uma linguagem simples, e de forma totalmente acessível a todos. Assim com menciona seu subtítulo, essa é uma obra realmente ao alcance de todos os leitores, seja eles operários, estudantes, etc. Aborda questões como a teoria anarquista - como era discutida nesse determinado momento histórico - aborda questões eleitorais, inclinando-se ao boicote eleitoral, faz também dura criticas ao Estado, e á economia burguesa, aproveita para mencionar a religião, e abordar seu pensamento anticlerical, entre outras questões importantes.» UPLOAD: www.NOVACOMUNIDADE.org MODELO COOPERATIVO FAMILIAR "Tudo que o homem não conhece não existe para ele. Por isso o mundo tem, para cada um, o tamanho que abrange o seu conhecimento." (Carlos Bernardo González Pecotche) "Um povo ignorante é um instrumento cego da sua própria destruição." (Simón Bolivar)

1 de 141
Baixar para ler offline
A DOUTRINA ANARQUISTA AO ALCANCE DE TODOS, de José Oiticica (1925)
A DOUTRINA ANARQUISTA AO ALCANCE DE TODOS, de José Oiticica (1925)
A DOUTRINA ANARQUISTA AO ALCANCE DE TODOS, de José Oiticica (1925)
A DOUTRINA ANARQUISTA AO ALCANCE DE TODOS, de José Oiticica (1925)
A DOUTRINA ANARQUISTA AO ALCANCE DE TODOS, de José Oiticica (1925)
A DOUTRINA ANARQUISTA AO ALCANCE DE TODOS, de José Oiticica (1925)

Recomendados

O PRINCIPIO DA COOPERAÇÃO, de Mauricio Adballa (2002)
O PRINCIPIO DA COOPERAÇÃO, de Mauricio Adballa (2002)O PRINCIPIO DA COOPERAÇÃO, de Mauricio Adballa (2002)
O PRINCIPIO DA COOPERAÇÃO, de Mauricio Adballa (2002)Victor Mendes
 
COOPERATIVISMO, Discursos políticos, de Henrique de Barros (1978)
COOPERATIVISMO, Discursos políticos, de Henrique de Barros (1978)COOPERATIVISMO, Discursos políticos, de Henrique de Barros (1978)
COOPERATIVISMO, Discursos políticos, de Henrique de Barros (1978)Victor Mendes
 
SOBRE O ESPÍRITO DO COOPERATIVISMO, de António Sérgio (1958)
SOBRE O ESPÍRITO DO COOPERATIVISMO, de António Sérgio (1958)SOBRE O ESPÍRITO DO COOPERATIVISMO, de António Sérgio (1958)
SOBRE O ESPÍRITO DO COOPERATIVISMO, de António Sérgio (1958)Victor Mendes
 
PRINCIPIOS E PRÁTICA DE COOPERATIVISMO, de Luís António Pardal (1977)
PRINCIPIOS E PRÁTICA DE COOPERATIVISMO, de Luís António Pardal (1977)PRINCIPIOS E PRÁTICA DE COOPERATIVISMO, de Luís António Pardal (1977)
PRINCIPIOS E PRÁTICA DE COOPERATIVISMO, de Luís António Pardal (1977)Victor Mendes
 
O MODELO COOPERATIVO FAMILIAR
O MODELO COOPERATIVO FAMILIARO MODELO COOPERATIVO FAMILIAR
O MODELO COOPERATIVO FAMILIARVictor Mendes
 
Um Micro Resumo do projeto MCF
Um Micro Resumo do projeto MCFUm Micro Resumo do projeto MCF
Um Micro Resumo do projeto MCFVictor Mendes
 
CHEGAR NOVO A VELHO, do Dr. Manuel Pinto Coelho (2015)
CHEGAR NOVO A VELHO, do Dr. Manuel Pinto Coelho (2015)CHEGAR NOVO A VELHO, do Dr. Manuel Pinto Coelho (2015)
CHEGAR NOVO A VELHO, do Dr. Manuel Pinto Coelho (2015)Victor Mendes
 
REPENSAR A ECONOMIA, de Ivo Gomes Francisco (2014)
REPENSAR A ECONOMIA, de Ivo Gomes Francisco (2014)REPENSAR A ECONOMIA, de Ivo Gomes Francisco (2014)
REPENSAR A ECONOMIA, de Ivo Gomes Francisco (2014)Victor Mendes
 

Mais conteúdo relacionado

Mais de Victor Mendes

Só a democracia permite que haja recursos para a próxima geração
Só a democracia permite que haja recursos para a próxima geraçãoSó a democracia permite que haja recursos para a próxima geração
Só a democracia permite que haja recursos para a próxima geraçãoVictor Mendes
 
Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)
Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)
Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)Victor Mendes
 
Palestra no ZDAY 2014
Palestra no ZDAY 2014Palestra no ZDAY 2014
Palestra no ZDAY 2014Victor Mendes
 
"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL" de Torkom Saraydarian (1990)
"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL"  de Torkom Saraydarian (1990)"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL"  de Torkom Saraydarian (1990)
"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL" de Torkom Saraydarian (1990)Victor Mendes
 
Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...
Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...
Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...Victor Mendes
 
Tabela de taxa de encerceração mundial por países
Tabela de taxa de encerceração mundial por paísesTabela de taxa de encerceração mundial por países
Tabela de taxa de encerceração mundial por paísesVictor Mendes
 
Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...
Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...
Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...Victor Mendes
 
Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)
Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)
Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)Victor Mendes
 
Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)
Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)
Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)Victor Mendes
 
Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)
Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)
Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)Victor Mendes
 
Jornal Cooperativa da Grécia
Jornal Cooperativa da GréciaJornal Cooperativa da Grécia
Jornal Cooperativa da GréciaVictor Mendes
 
O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?
O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?
O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?Victor Mendes
 
A cidade de Roseto nos USA
A cidade de Roseto nos USAA cidade de Roseto nos USA
A cidade de Roseto nos USAVictor Mendes
 
O Supermercado das Pessoas / The People’s Supermarket
O Supermercado das Pessoas / The People’s SupermarketO Supermercado das Pessoas / The People’s Supermarket
O Supermercado das Pessoas / The People’s SupermarketVictor Mendes
 
1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde próprias
1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde próprias1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde próprias
1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde própriasVictor Mendes
 
Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)
Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)
Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)Victor Mendes
 
Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)
Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)
Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)Victor Mendes
 
Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...
Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...
Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...Victor Mendes
 

Mais de Victor Mendes (18)

Só a democracia permite que haja recursos para a próxima geração
Só a democracia permite que haja recursos para a próxima geraçãoSó a democracia permite que haja recursos para a próxima geração
Só a democracia permite que haja recursos para a próxima geração
 
Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)
Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)
Porque uma economia cooperativa? ( Palestra 07.02.2015)
 
Palestra no ZDAY 2014
Palestra no ZDAY 2014Palestra no ZDAY 2014
Palestra no ZDAY 2014
 
"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL" de Torkom Saraydarian (1990)
"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL"  de Torkom Saraydarian (1990)"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL"  de Torkom Saraydarian (1990)
"A PSICOLOGIA DA COOPERAÇÃO E CONSCIÊNCIA GRUPAL" de Torkom Saraydarian (1990)
 
Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...
Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...
Austrália, primeira cooperativa eólica comunitária, hepburn wind community wi...
 
Tabela de taxa de encerceração mundial por países
Tabela de taxa de encerceração mundial por paísesTabela de taxa de encerceração mundial por países
Tabela de taxa de encerceração mundial por países
 
Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...
Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...
Estudo sobre a Empresa Social como uma ferramenta para se alcançar a prosperi...
 
Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)
Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)
Cooperativismo, Artigo de Glória Rebelo (Professora Universitária)
 
Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)
Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)
Duas redes de supermercado cooperativos dominam a Suíça (Swissinfo)
 
Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)
Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)
Cooperativa é um capital de democracia (Swissinfo)
 
Jornal Cooperativa da Grécia
Jornal Cooperativa da GréciaJornal Cooperativa da Grécia
Jornal Cooperativa da Grécia
 
O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?
O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?
O que faz com que as cooperativas sejam bem sucedidas?
 
A cidade de Roseto nos USA
A cidade de Roseto nos USAA cidade de Roseto nos USA
A cidade de Roseto nos USA
 
O Supermercado das Pessoas / The People’s Supermarket
O Supermercado das Pessoas / The People’s SupermarketO Supermercado das Pessoas / The People’s Supermarket
O Supermercado das Pessoas / The People’s Supermarket
 
1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde próprias
1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde próprias1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde próprias
1200 catalães praticam a autogestão com moeda, educação e saúde próprias
 
Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)
Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)
Cooperativa de Consumo COOPPOVO, Leiria (Noticia 1)
 
Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)
Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)
Plano de Transição: De Local a Global (Palestra no ZDAY 2013)
 
Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...
Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...
Apresentação do MOVIMENTO DE DEMOCRACIA DIRECTA EDUCATIVA www.MDDVTM.org (ver...
 

Último

Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...