O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Ospf multiárea para o CCNA

2.472 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Ospf multiárea para o CCNA

  1. 1. OSPF Multiárea para o CCNA Lonnie Decker Department Chair, Networking/Information Assurance Universidade de Davenport, Michigan Elaine Horn Instrutor da Cisco Academy Agosto de 2013
  2. 2. • Análise de OSPF em área única • Implementação do OSPF Multiárea • Tipos de LSAs trocados entre áreas • Configuração do OSPFv2 e do OSPFv3 Multiárea • Verificação da configuração do OSPFv2 e do OSPFv3 • Análise dos principais pontos do OSPF Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 2
  3. 3. © 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Público da Cisco 3
  4. 4. • Protocolo de roteamento de estado do link • Convergência mais rápida • Métrica de custo (Cisco – largura de banda) • Bancos de dados de estado do link idênticos (LSDBs) • SPF - O algoritmo de Dijkstra • Determinação de vizinhos em links diretamente conectados • Uso dos pacotes de estado de link (LSP) para cada link conectado diretamente • Inundação de LSPs para vizinhos Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 4
  5. 5. • Tipo 1 - Hello • Tipo 2 - Database Description (DBD) • Tipo 3 - Link-State Request (LSR) • Tipo 4 - Link-State Update (LSU) (Atualização do estado do link) – Vários tipos • Tipo 5 - Link-State Request (LSAck) Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 5
  6. 6. • Descobrir vizinhos OSPF • Estabelecer adjacências vizinhas • Parâmetros de anúncio  Intervalo de aviso (padrão 10 ou 30 segundos)  Intervalo de inatividade (padrão 4 x Hello)  Tipo de Rede • Eleger o DR e o BDR (rede multiacesso) Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 6
  7. 7. • Atualização de estado do link (LSU) • Anúncios do estado do link (LSA) • (Intercambiáveis) • Vários tipos de LSA Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 7
  8. 8. R1(config)#int fa 0/0 R1(config-if)#ip address 172.16.1.17 255.255.255.240 R1(config)#int s 0/0/0 R1(config-if)#ip address 192.168.10.1 255.255.255.252 R1(config)#int s 0/0/1 R1(config-if)#ip address 192.168.10.5 255.255.255.252 Sintaxe do comando: R1(config-if)#router ospf 1 R1(config-router)#network 172.16.1.16 0.0.0.15 area 0 router ospf process-id R1(config-router)#network 192.168.10.0 0.0.0.3 area 0 network network-address wildcard-mask area area-id R1(config-router)#network 192.168.10.4 0,0.0.0.0,3 area 0 Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 8
  9. 9. ID do roteador = 192.168.10.5 1. Use o endereço IP configurado com o comando router-id do OSPF. 2. Se o router-id não estiver configurado, o roteador escolhe o endereço IP mais alto das interfaces de loopback. 3. Se nenhuma interface de loopback estiver configurada, o roteador escolhe o endereço IP mais alto ativo de uma das suas interfaces físicas. Verificação Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 9
  10. 10. ID do Roteador = 10.1.1.1 R1(config)#interface loopback 0 R1(config-if)#ip address 10.1.1.1 255.255.255.255 R1(config)#router ospf 1 R1(config-router)#router-id 10.1.1.1 Recarregue ou use o comando "clear ip ospf process" command, para que isso entre em vigor Verificação Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 10
  11. 11. • O CISCO IOS usa as larguras de banda acumuladas de interfaces de saída do roteador à rede de destino como valor de custo • O custo para uma interface é calculado como 10 elevado à 8ª potência dividido pela largura de banda em bps • Os resultados nas interfaces com uma largura de banda de 100 Mbps e mais altas com o mesmo custo de 1 do OSPF. • A largura de banda de referência pode ser modificada para acomodar redes com links mais rápidos que 100 Mbps, usando o comando do OSPF auto-cost reference-bandwidth • OU – Especifique diretamente o custo para um link: R1(config)#interface serial 0/0/0 R1(config-if)#ip ospf cost 1562 Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 11
  12. 12. • Os roteadores de estado do link inundam seus pacotes de estado do link, quando o OSPF é inicializado ou quando há uma alteração na topologia. • Em uma rede multiacesso essa inundação pode se tornar excessiva. • Em redes multiacesso, o OSPF elege um roteador designado (DR) e um roteador designado de backup (BDR), caso o roteador designado falhe. • Todos os outros roteadores se tornam DROthers • Os DROthers só formam adjacências completas com o DR e BDR na rede e enviam seus LSAs ao DR e o BDR usando o endereço multicast 224.0.0.6 (IPv6 FF02::06) Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 12
  13. 13. Eleição do DR/BDR Como o DR e o BDR são eleitos? Os seguintes critérios são aplicados: 1. DR: roteador com a prioridade mais alta da interface OSPF. 2. BDR: roteador com a segunda prioridade mais alta da interface OSPF. 3. Se as prioridades da interface OSPF são iguais, a maior ID do roteador é usada no desempate. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 13
  14. 14. © 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Público da Cisco 14
  15. 15. • Cálculos frequentes do algoritmo SPF • Tabela de roteamento de grande porte • LSDB de grande porte Solução: • Dividir a rede em várias áreas OSPF Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 15
  16. 16. • Frequência reduzida de cálculos SPF: informações detalhadas sobre rotas existentes em cada área, alterações de estado do link não inundadas para outras áreas. • Tabelas de roteamento menores: em vez de anunciar essas rotas explícitas fora da área, os roteadores podem ser configurados para resumir as rotas em um ou mais endereços resumidos. • Redução de sobrecarga da LSU: em vez de enviar uma LSU sobre cada rede em uma área, um roteador pode anunciar uma única rota resumida ou número pequeno de rotas entre áreas. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 16
  17. 17. O OSPF Multiárea precisa de um projeto de rede hierárquico e a área principal é chamada a área de backbone (área 0) e todas as áreas restantes devem conectar-se à área de backbone. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 17
  18. 18. O OSPF Multiárea é implementado em uma hierarquia de área de duas camadas: Área de backbone (tráfego) • Área cuja função principal é o movimento rápido e eficiente de pacotes IP. • Interconexão com outros tipos de área OSPF • Área chamada 0 do OSPF que todas outras áreas conectam diretamente Área regular (não backbone) • Conecta usuários e recursos • Uma área regular não permite que o tráfego de outra área use seus links para acessar outras áreas Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 18
  19. 19. • Roteadores internos  Todas as interfaces na mesma área  LSDBs idênticos • Roteadores de backbone  Pelo menos uma interface na área 0 • Roteadores de borda de área (ABR)  Interfaces em várias áreas • Roteador de limite de sistema autônomo (ASBR)  Pelo menos uma interface na rede não OSPF Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 19
  20. 20. © 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Público da Cisco 20
  21. 21. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 21
  22. 22. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 22
  23. 23. • Um LSA do roteador (tipo 1) para cada roteador em uma área  Inclui a lista de links conectados diretamente  Cada link é identificado pelo prefixo IP atribuído ao link e ao tipo de link • Identificado pela ID do roteador de origem • Inundações apenas na sua área; não atravessa a ABR Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 23
  24. 24. • Um roteador LSA (tipo 2) para transmissão de cada tráfego ou rede NBMA em uma área  Inclui a lista de roteadores conectados ao link de tráfego  Inclui a máscara de sub-rede do link • Anunciado pelo DR da rede de transmissão • Inundações apenas na sua área; não atravessa a ABR Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 24
  25. 25. • Usado para inundar informações de rede a áreas fora da área de origem (inter-áreas)  Descreve o número de rede e máscara do link • Anunciado pelo ABR da área de origem • Gerado novamente por ABR subsequentes para inundação pelo AS • Por padrão, as rotas não são resumidas; LSA tipo 3 anunciado para cada sub-rede Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 25
  26. 26. • Usado para anunciar um ASBR a todas outras áreas no AS • Gerado pelo ABR da área de origem • Gerado novamente por ABR subsequentes para inundação pelo AS • Contém a ID do roteador do ASBR Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 26
  27. 27. • Usado para anunciar redes de outros sistemas autônomos. • Anunciado e de propriedade do ASBR de origem • Inundado por todo AS • Roteador de anúncio (ASBR) não alterado durante todo AS • LSA tipo 4 necessário para encontrar o ASBR • Por padrão, as rotas não são resumidas Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 27
  28. 28. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 28
  29. 29. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 29
  30. 30.  O - LSAs de roteador (tipo 1) e rede (tipo 2) descrevem os detalhes em uma área (a rota é a intra-área)  O IA - LSAs de resumo aparecem na tabela de roteamento como IA (as rotas de inter-área)  O E1 ou OE 2 - Rotas de LSAs externos tipo 1 externo (E1) ou tipo 2 externo (E2)) Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 30
  31. 31.  O - LSAs de roteador (tipo 1) e rede (tipo 2) descrevem os detalhes em uma área (a rota é a intraárea)  OI - LSAs de resumo aparecem na tabela de roteamento como IA (as rotas de inter-área)  O E1 ou OE 2 - Rotas de LSAs externos tipo 1 externo (E1) ou tipo 2 externo (E2) Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 31
  32. 32. Rotas externas • E2 (padrão): o custo de rotas do pacote O E2 é apenas o custo externo. Use esse tipo se apenas um ASBR está anunciando uma rota externa para o AS. • E1: calcule o custo adicionando o custo externo ao custo interno de cada link que o pacote atravessa. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 32
  33. 33. 1. Todos os roteadores calculam os melhores caminhos para os destinos dentro da sua área (intra-área) e adicionam essas entradas à tabela de roteamento. 2. Todos os roteadores calculam os melhores caminhos até as outras áreas na rede interconectada (inter- área) ou LSAs do tipo 3 e tipo 4 . 3. Todos os roteadores calculam os melhores caminhos para os destinos do sistema autônomo externo (tipo 5). Isso é observado com qualquer designador de rota O E1 ou um O E2. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 33
  34. 34. © 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Público da Cisco 34
  35. 35. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 35
  36. 36. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 36
  37. 37. • Grandes redes OSPF – grande número de LSAs enviados • Todos os roteadores OSPF afetados têm que recalcular o LSDB e a árvore SPF • Resumo da rota de inter-áreas: configurado em ABRs e se aplica às rotas de cada área • Resumo rota externa: rotas externas que são inseridas no OSPF através da redistribuição de rota - configurada em ASBR apenas • Os intervalos de endereço que estão sendo resumidos devem ser contíguos Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 37
  38. 38.  O R1 encaminha um LSA de resumo para o roteador C1 do núcleo.  C1 por sua vez, encaminha o LSA de resumo para R2 e R3.  R2 e R3 encaminham o LSA aos respectivos roteadores internos. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 38
  39. 39. Resuma 10.1.1.0/24 e 10.1.2.0/24 10.1.0.0. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 39
  40. 40. R1 R3 Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 40
  41. 41. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 41
  42. 42. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 42
  43. 43. Observação - as rotas RIPv2 também devem ser redistribuídas no OSPF neste exemplo Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 43
  44. 44. • Dois métodos: • default-information originate • default-information originate always • A palavra chave “always” permite que a rota padrão seja anunciada mesmo que o roteador não tenha a rota padrão • Valor de métrica opcional para indicar a preferência Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 44
  45. 45. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 45
  46. 46. © 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Público da Cisco 46
  47. 47. Comandos para fazer a verificação: • show ip ospf neighbor Para OSPFv3 simplesmente substitua ip por ipv6 • show IP OSPF • show ip ospf interface • show ip protocols • show ip ospf interface brief • show ip route ospf • show ip ospf database Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 47
  48. 48. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 48
  49. 49. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 49
  50. 50. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 50
  51. 51. © 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Público da Cisco 51
  52. 52. OSPF Multiárea: • Melhor opção para uma rede de grande porte que a área única • Resolve os problemas de grandes tabelas de roteamento, de grandes bancos de dados de estados do link e cálculos frequentes do algoritmo SPF • A área principal é chamada a área de backbone (área 0) • Recalcular o banco de dados é mantido dentro de uma área • Quatro tipos diferentes de roteadores OSPF: • Roteador interno • Roteador de backbone • Roteador de borda de área (ABR) • Roteadores de limite de sistema autônomo (ASBR) • Um roteador torna-se simplesmente um ABR quando tem duas instruções de rede em áreas diferentes. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 52
  53. 53. OSPF Multiárea: • Os anúncios de estado de link (LSAs) são os blocos de construção do OSPF • Os LSAs tipo 1 também são atribuídos como entradas do link de roteador. • Os LSAs tipo 2 são atribuídos como as entradas do link de rede e inundados por um DR. • Os LSAs tipo 3 são atribuídos como as entradas resumidas de link e criados e propagados por ABRs • Um LSA de resumo tipo 4 é gerado por um ABR somente quando existe um ASBR dentro de uma área. • Os LSAs externos tipo 5 descrevem rotas para redes externas ao sistema autônomo OSPF, originadas por ASBR e inundadas para todo o sistema autônomo • A árvore SPF é usada para determinar os melhores caminhos • As rotas OSPF em uma tabela de roteamento IPv4 ou IPv6 são identificadas usando os seguintes descritores: O, O IA (OI), E1 ou O E2. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 53
  54. 54. OSPF Multiárea: • Um exemplo de configuração de OSPFv2 multiárea: • R1(config)#router ospf 10 • R1(config-router)#router-id 1.1.1.1 • R1(config-router)#network 10.1.1.0 0.0.0.15 area 1 • R1(config-router)#network 10.1.2.0 0.0.0.3 area 1 • R1(config-router)#network 192.168.10.1 0.0.0.0 area 0 • Não executa o resumo automático mas pode ser configurado manualmente usando os comandos de configuração do roteador area X range ou summary-address Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 54
  55. 55. OSPFv2 Multiárea: • Os comandos usados para verificar a configuração do OSPF consistem no seguinte:  show ip ospf neighbor  show ip ospf  show ip ospf interface  show ip protocols  show ip ospf interface brief  show ip route ospf  show ip ospf database Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 55
  56. 56. Criado por Lonnie Decker Chefe de departamento Universidade de Davenport Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 56
  57. 57. RTB – RTD – 192.168.0.0/24 RTA – RTB – 10.1.1.0/30 RTC – RTE – 192.168.4.0/24 RTD Lo0 – 192.168.1.0/24 RTA – RTC – 10.1.1.4/30 RTE Lo0 – 192.168.5.0/24 RTB – RTC – 10.1.1.8/30 RTA Lo0 - Internet – 172.16.1.0/24 Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 57
  58. 58. Obrigado.
  59. 59. Cisco Networking Academy, EUA/Canadá © 2013 Cisco Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Confidencial da Cisco 59

×